quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Sporting 3 - Gil Vicente 1: "Quem porfia mata caça"

Nota: todas as fotografias são da autoria da @Idzabela. É expressamente proibida a modificação e/ou reprodução destas fotografias sem autorização expressa da autora. (clique nas imagens para ampliar)

 
Quem porfia mata caça e quando já se pensava em jejuar o leão lá conseguiu abater um galo incómodo. Mas não foi fácil de ver e mais do que a qualidade do "jogo do galo" foi a má abordagem do leão, algures entre a displicência e a falta de inspiração para lidar com o bloco gilista.  

Muita da responsabilidade dessa má abordagem tem de recair nos ombros de Rúben Amorim, ao insistir em oferecer a Jovane um papel para o qual não está nem preparado nem vocacionado. Dessa forma o treinador coloca em causa não apenas a sorte da equipa como até a do próprio jogador, cuja movimentação e até a linguagem corporal em muitos lances vão da inadequação, desânimo até à desistência.


Mas explicar tantos minutos jogados sem grandes lances de perigo a ameaçar a baliza do guarda-redes visitante, mesmo já quando em desvantagem no marcador, não se pode ficar apenas pela aposta inglória num jogador. Num jogo como este, e com Palhinha em campo a oferecer segurança para possíveis transições - que por sinal o adversário até abdicou ou não conseguiu realizar - pedia-se a presença de alguém diferente de como Matheus Nunes, que oferecesse maior capacidade de quebrar as linhas defensivas do adversário com o passe e não tanto em condução. Se ele é uma boa solução quando o jogo pede mais dimensão física, como vimos com o FCP, jogadores como Bragança e João Mário parecem oferecer mais soluções. Estando o segundo impedido regulamentarmente, o primeiro teria que ter chegado mais cedo ao jogo, ou até ver-lhe sido oferecida a titularidade.


Claro que agora parece fácil invocar Bragança por causa do passe de mel que contribuiu para o desatar de um nó que parecia insolúvel. Mas se o passe foi uma execução da mais rara filigrana, só lhe foi possível vislumbrar o brilho porque Tiago Tomás o antecipou e com  seu  movimento ofereceu-se como solução ao médio. Embora seja natural a exaltação do acto de Bragança, a dimensão colectiva do futebol ganhou aqui um exemplo para figurar em compêndios. Ora, sem querer entrar num exercício de "vejam como eu tenho razão", repare-se na postura de Jovane naquele momento (e em tantos outros neste jogo): quase imóvel, abaixo da linha dos centrais gilistas, completamente fora-de-jogo e fora do jogo. Rúben Amorim não pode ficar indiferente e tem obrigação de perceber a diferença entre a convicção e a obstinação.


De igual modo o treinador tem de rever a postura em bolas paradas, como que deu origem ao golo que, não fora os dez minutos à Sporting, quase custava três pontos. Não foi um lance casual, uma vez que,  mesmo sem sofrer golos já aconteceram em outras ocasiões. A total passividade com que os oito elementos do Sporting abordaram o lance fizeram prevalecer sobre eles a vantagem de um dos cinco jogadores forasteiros na área. 

A mesma displicência que se notava desde o inicio do jogo, como se tudo se fosse resolver por si só estava ali ilustrada: Palhinha foi espectador privilegiado, só lhe faltando uma cadeira de realizador de cinema e respectivo charuto. Dos centrais apenas Neto se preocupa com a marcação, Coates e Fedal marcaram à zona o éter, ficando o segundo ainda pior na pintura, por ter fechado os olhos e encolhido. A primeira barragem ao lance foi tornada inútil por um toque matreiro de cabeça, como estes lances pedem para melhorar a possibilidade de êxito.

Felizmente tudo se haveria de compor quando já procurava o número do gastroenterologista, com a perspectiva de não conseguir digerir este galo durante a noite e nos dias que se seguiriam. Espero contudo que o desfecho feliz não contribua para a repetição da mesma postura, porque são os resultados destes jogos que escrevem a sorte das equipas com mais ambições no campeonato e o Sporting é uma delas. Que a vitória e a chegada ao segundo lugar instale nos jogadores a sensação do imperativo que é disputar cada lance como se dele dependesse o nosso campeonato. É que depende mesmo! 


Adán
: se estivesse muito frio talvez pudesse ter congelado.

Porro: Muito activo mas depois de bem espremido não se viu grande sumo

Neto: algo está mal quando o Neto é um dos mais velhos entre os mais jovens, não é? Isto para dizer que apesar da aplicação e seriedade é muito curto.

Coates: O lance do golo é muito à Coates. Não pode estar a top oitenta e nove minutos e depois...

Fedal: O melhor central ontem, apesar do que é dito acima sobre a sua actuação no golo

Nuno Mendes: Não parece ser capaz de jogar mal mas, tal como em jogos anteriores, não foi capaz de jogar bem.

Palhinha: Um grande reforço, mas que hoje deve estar a perguntar ao realizador do jogo se é possível apagar aqueles segundos que vão da falta cometida ao golo sofrido.

Matheus Nunes: Sem ter espaço para conquistar à frente e sem muita necessidade de se empenhar no roubo de bola a sua utilização perde votos.

Pedro Gonçalves: O Pote não estava cheio mas ainda assim ainda de lá saiu um golo.

Jovane: Tudo dito acima.

Nuno Santos: Nunca será invocado para o homem do jogo mas podia ser e merecia.

Tiago Tomás: pouco tempo em campo chegou para ser decisivo.

Sporar: Fez o que se pede a um jogador da sua posição, especialmente quando o treinador não parece depositar grande confiança: golo 

Daniel Bragança: Aquele meio campo ainda há-de ser da casa de Bragança. Precisa de jogar e a equipa precisa dele. A ver se cabe onde João Mário tem desenhado o destino.

Gonçalo Inácio: Entrou.

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Operação Stop em Alvalade


Infelizmente situações como a do último clássico já ocorreram vezes sem conta e com certeza vão continuar a ocorrer. À arbitragem portuguesa sucedem-se os facelits, mas as rugas continuam aparecer de forma mais ou menos descontrolada quando estão em jogo os interesses dominantes. Estes são claramente os do FCP e SLB. No final do jogo, e depois da tentativa de distanciamento e racionalização face ao que acabava de presenciar, como se tivesse feito uma viagem aos anos 90, pareceu claro que o resultado do clássico estava em grande parte decidido na semana anterior, quando o FCP perde de forma surpreendente em casa. Perder duas vezes seguidas causa muito mais mossa que uma derrota e um empate, pelo menos do ponto de vista do moral das tropas... 

Mas então, perguntarão alguns, o Sporting não é beneficiado? Sim, é claro que sim. Mas muito raramente quando em confronto com os clubes acima citados. Não estranharia por isso que, à semelhança do que já vimos anteriormente, não se encontre um cordeiro para imolar (uma equipa com menor pretensões na Liga) para tentar calar a revolta mais do que justa a que presidente e treinador principal deram voz no final do jogo. Dessa forma lança-se mais uma manobra de diversão para desviar as atenções da autêntica "Operação Stop" realizada sábado à noite em Alvalade, muito bem coordenada entre o árbitro Luís Godinho e o VAR Tiago Martins. Sim, Tiago Martins, esse mesmo que não assinalou o penalty em Moreira de Cónegos e ainda expulsou Hugo Viana. Esses possíveis dois pontos subtraídos teriam ditado o apuramento directo para a Liga Europa.

Como é óbvio o VAR não foi criado para resolver problemas subjectivos como o da intensidade, antes sim para permitir a correcção de erros que a visão humana tem dificuldade em definir, como por exemplo as linhas nos fora-de-jogo e acções disciplinares. Daí que o protocolo do VAR não preveja a intervenção para avaliação de lances semelhantes aos do penalty sobre Pedro Gonçalves. Mas depois da intervenção como é que pode justificar a decisão cai em favor do FCP? Operação muito bem montada, como deu para perceber pela barragem mediática que se seguiu nos jornais e nas TV's, das quais os comentários desavergonhados do "banido" e zero credibilidade Marco Ferreira na SportTV a propósito da imagem abaixo são um verdadeiro festival: "a imagem parada induz em erro".


Mas não foi apenas o lance do penalty a merecer a revolta. O critério disciplinar foi absurdo em favor do FCP, permitindo que chegasse ao intervalo com dois jogadores em campo que já deveriam estar no balneário: Zaidu e Octávio. Acontece que Zaidu foi autor da assistência para um dos golos... O mesmo critério disciplinar que faz do Sporting já uma das equipas mais amareladas, isto tendo ainda um jogo a menos que a generalidade dos adversários.

Não há aqui nada novo, é já tudo muito visto. Tal como em anos anteriores os erros no inicio da temporada afastam paulatinamente o Sporting dos seus adversários. No final já ninguém se lembrará deste jogo, dos erros clamorosos, mas apenas da classificação final. O Sporting é muito fácil de abater. As suas fragilidades são evidentes quando comparado o potencial dos plantéis. Mas por via das dúvidas há que definir o mais cedo possível a nossa sorte. Depois nós, os Sportinguistas fazemos o resto. Foi penoso, deprimente ver nas redes sociais, ver muitas reacções quase com pena do resultado. Isto sem falar dos comentários à reacção do Presidente Frederico Varandas, mais do que justa e oportuna. Em autofagia e sentido de autodestruição somos eternos campeões.

 Quanto ao futebol, que é o que gosto de falar, fiquei bem impressionado com a prestação da equipa, bem como registei a melhoria de qualidade nas opções que Rúben Amorim tinha à disposição no banco. Veremos que resposta daremos nos próximos jogos, uma vez que as necessidades e exigências serão bem diferentes das colocadas por equipas como a do FCP.

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Unhas há. Mas haverá dentes?

Nota: todas fotos são da autoria da @Idzabela
Terminou o mercado de verão e importa agora fazer o balanço da nossa actuação, tentando perspectivar as respectivas consequências. Assim, antes de ir ao pormenor, ficam as impressões gerais:

Em regra o Sporting foi diligente: definiu os alvos e concretizou as aquisições pretendidas de forma rápida e incisiva, o que terá estado na origem do sucesso relativamente a outros competidores, sobretudo nos casos de Pote e Nuno Santos.

O critério das aquisições parece ter sido o da procura de jogadores identificados com o futebol da nossa Liga, de rendimento comprovado, não requerendo adaptações. 

No saldo final regista-se um misto de experiência e juventude que se adiciona a um plantel marcado pela juventude de alguns jogadores que parecem querer assumir algum protagonismo. Onde isso é mais notório e parece ter sido intencional foi na dupla para a baliza (Adán-Max) e na lateral esquerda (Nuno Mendes-Antunes).

O plantel foi construído ainda sem ser conhecido o desaire europeu. Se assim fosse talvez as opções tivessem sido outras, em particular para o meio-campo, onde a redundância é notória.

A dose de chocolate que os adeptos esperavam ficou pela metade. Se o regresso de João Mário foi o momento alto, a falta de um ponta-de-lança acabou por inevitavelmente defraudar as expectativas. Os nomes de Paulinho e Slimani para isso contribuíram. Qualquer um deles seria uma boa opção para Rúben Amorim. Se não ter vindo nenhum deles foi estranho, mais ainda foi a aparente fixação nestes dois nomes, quando o  mercado neste patamar é vasto. Tendo sido consciente, é um risco que pode sair caro porque não parece haver no plantel jogadores com golo suficiente para as ambições de um bom campeonato. Especialmente nos jogos em que as equipas recorrem aos blocos baixos. E vão ser várias...

Ainda assim, e em jeito de conclusão, o plantel deste ano parece estar mais equilibrado e com pelo menos duas opções para cada lugar, para o qual os jogadores terão de lutar para merecer a titularidade. Não parecendo faltar unhas, fica no entanto a dúvida: terá este novo Leão dentes suficientemente afiados para as suas presas?


Adán: Pelas indicações dadas no inicio de temporada e que o jogo de Portimão parece ter confirmado será um elemento preponderante para a obtenção de pontos quando a sua disputa for renhida e aberta até aos momentos finais.


Porro: claramente uma melhoria em relação à existência, dará comprimento à ala, como se pode, embora os primeiros sinais indiciem dificuldades na precisão do jogo aéreo defensivo.


Fedal: um dos reforços com missão mais espinhosa pois quando se olha para aquele lugar ainda se vê Mathieu. Defesa experiente, bom jogo aéreo, veremos como controla a profundidade. Ainda não tivemos oportunidade para o ver sair a jogar, a precisão do passe longo.


Antunes: Será um importante reforço de experiência para ajudar nos acabamentos do quase imperial Nuno Mendes. Não havendo impedimentos deste, jogará pouco, não sendo de estranhar que o seu pé esquerdo possa ser um recurso para fechar os centrais do lado esquerdo. Isto se Gonçalo Inácio deixar...


Pedro Gonçalves: Uma das contratações mais excitantes e promissoras. Como se viu agora em Portimão é jogador para várias posições, o que lhe é permitido pela inteligência e conhecimento do jogo. Foi curioso notar, no melhor período do Sporting, como sabia ocupar os espaços e antecipar os lances, contornando assim o deficit físico face aos matulões algarvios. A bola sai dos pés dele, redondinha e deliciada com o trato.



Nuno Santos: tem tudo para ser o patinho feio por não ser uma malabarista. Estatuto que vai contrariar com rendimento elevado, raça e foco total na afirmação que procurou ao mudar-se para Alvalade. 


Tabata: o joker deste mercado. Poucos imaginariam que o salto, que se adivinhou antes de da época de estagnação que foi o ano passado, fosse dado para Alvalade. Jogador com potência, arranque, velocidade e drible tem tudo para surpreender.

João Mário: a cereja no topo do bolo no encerramento do mercado. Qualidade técnica, conhecimento do jogo, critério a gerir os tempos de posse e passe, podendo executar a grande nível em mais do que uma posição no meio-campo. Um jogador de enorme qualidade e elegância cujo regresso, mesmo que só temporário, é uma boa noticia não apenas para o Sporting mas também para o futebol português.

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Sporting 1 - Linz 4: Austríacos impõem confinamento compulsivo


Pela expressão dos números e pelo significado e repercussões da mais variada ordem a derrota de ontem ante os austríacos do Lask Linz foi particularmente dolorosa. A somar-se a esse facto o consequente afastamento tão prematuro das competições europeias com as suas consequências financeiras e para prestigio do clube. Mas retirados os números a passagem dos austríacos foi tudo menos uma surpresa. 

Neste momento o Linz é superior colectivamente, tem a sua preparação mais adiantada enquanto o Sporting além de uma pré-época com pouca competição viveu os quinze dias que antecederam a eliminatória de forma atribulada. Os sinais de que a equipa vinha deixando nos jogos particulares e oficiais anteriores de que este jogo chegava demasiado cedo para o Sporting acabou por se confirmar.

É verdade que o Linz foi afortunado na forma como alcança a goleada mas essa sorte foi construída com muito trabalho, algum dele sendo competente e eficaz a aproveitar os nossos erros e outro tanto a jogar desde o inicio com todas as armas disponíveis. Ao invés, o Sporting foi muitas vezes demasiado macio face à dinâmica imposta pelo adversário, respondendo muitas vezes com passividade, como se viu na forma como defendeu o canto que dá origem ao golo sofrido logo no incio do jogo. Para completar o quadro, reincide no erro logo no inicio da segunda parte e é atirado borda fora por outro de dupla consequência: expulsão de Coates seguida de golo.

Ora para discutir a eliminatória esta sucessão de acontecimentos era exactamente o oposto do que a equipa necessitava. O Sporting inicia sempre ambos as partes do jogo em desvantagem. Na primeira ainda logrou recuperar e chegar ao empate, na segunda tudo o que de mal podia acontecer sucedeu.

Mais do que o resultado final é toda a participação da equipa a deixar muitas interrogações a Rúben Amorim. Agora confinados às provas nacionais ficam muitas dúvidas que a macieza exibida ontem, particularmente no ultimo terço, seja a abordagem indicada para enfrentar as equipas do burgo, cujo jogo físico é muitas vezes o único argumento para se opor à nossa pretensa superioridade técnica.

Mas, retirando o alto preço a pagar pelo afastamento prematuro, este confinamento forçado significa a possibilidade de nos concentrarmos na Liga, uma vez que o momento e o plantel parecem recomendar concentração total por parecer óbvio não haver rabo para tanta cadeira.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 113 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (17) Académica-SCP (1) Acuña (2) Adan (2) Adán (1) adeptos (98) Adrien (19) AdT (1) adversários (85) AFLisboa (2) AG (24) AG destitutiva (4) AG15/12 (2) AG2906 (2) Alan Ruiz (2) Alcochete 2018 (4) Alexander Ellis (1) alma leonina (60) ambição (10) andebol (38) André Geraldes (3) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (6) antevisão (41) Antunes (3) APAF (14) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (6) aquisições 2020/21 (1) arbitragem (97) Associação de Basquetebol (7) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (7) auditoria (5) auditoria2019 (1) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (8) basquetebol (2) Bastidores (72) Batota (20) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) blogosfera (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borja (1) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Bragança (3) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Brunismo (1) Bruno Carvalho (109) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (14) Bruno Fernandes (8) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (3) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carlos Vieira (1) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) castigo máximo (1) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) chumbo (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (10) clássico 19/20 (1) clássicos (9) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (69) Comunicação Social (22) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) covid19 (1) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) crise 2018 (38) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) Dar Futuro ao Sporting (1) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (45) Derby 2016/17 (1) Derby 2018/19 (2) Derby 2020/21 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (29) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (3) Doyen (4) Duarte Gomes (2) e-toupeira (1) Ecletismo (66) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (20) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) eleições2018 (6) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (5) entrevistas (65) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) época 18/19 (2) época 19/20 (1) época 20/21 (3) EquipaB (18) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (8) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) etoupeira (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (10) Fedal (3) Feirense (1) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (29) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (94) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (4) futebol formação (3) futebol internacional (1) Futre (2) Futre és um palhaço (4) futsal (28) futsal 10/11 (1) futuro (10) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (30) Gamebox (3) Gauld (5) Gelson (4) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (4) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Gonçalo Inácio (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (10) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (2) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) idzabela (4) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (6) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (6) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (2) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jordão (1) Jorge Jesus (47) Jorge Mendes (3) jornada 5 (1) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) Jovane (4) JPDB (1) Jubas (1) Judas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Keizer (12) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (14) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga dos Campeões Futsal 2018/19 (2) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa 17/18 (1) Liga Europa 18/19 (5) Liga Europa 19/20 (3) Liga Europa 20/21 (1) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (20) Liga NOS 18/19 (15) Liga NOS 19/20 (14) Liga NOS 20/21 (8) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Luiz Phellype (2) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mathieu (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Max (1) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (46) Meszaros (1) Miguel Cal (1) Miguel Lopes (1) Miguel Maia (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (30) modelo (3) modlidades (2) Moniz Pereira (7) Montero (8) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (6) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (2) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (5) Nuno Mendes (2) Nuno Santos (4) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O FIM (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (4) orçamento clube 15/16 (1) orçamento clube 19/20 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) Patrícia Morais (1) património (2) patrocínios (6) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (12) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Gonçalves (3) Pedro Madeira Rodrigues (4) Pedro Marques (1) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peseiro (6) Peyroteo (3) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) Plata (2) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (4) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) Porro (2) Portimonense (1) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) pré-época 18/19 (1) pré-época 19/20 (7) pré-época 20/21 (6) prémio (1) prémios stromp (1) presidência (2) presidente (5) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) Rafael Leão (1) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (18) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (13) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) rescisões (3) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (7) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (3) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Ruben Amorim (5) Rúben Amorim (2) Ruben Ribeiro (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (27) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) sessões de esclarecimento (1) Shikabala (2) Silas (6) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (19) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (4) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporar (2) Sporting (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (3) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Summit (1) Sunil Chhetri (1) Supertaça (4) Supertaça 19/20 (1) sustentabilidade financeira (46) Tabata (1) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (3) Taça da Liga 18/19 (1) Taça da Liga 19/20 (1) Taça da Liga 20/21 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (6) Taça de Portugal 18/19 (3) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tiago Fernandes (1) Tiago Tomás (2) Tio Patinhas (4) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (94) treino (5) treinos em Alvalade (1) triplete (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) VAR (2) Varandas (17) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (7) Vietto (2) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (100) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) voleibol (2) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)