quinta-feira, 27 de abril de 2023

Modalidades: revista da semana

autor: 8

 
No sábado os leões do voleibol encerraram as contas da Liga Una Seguros, o seu campeonato nacional, garantindo o terceiro lugar final ao vencerem o Leixões, na 2ª mão da disputa dos 3º e 4º lugares, e que, ao mesmo tempo apurava para a final da Taça Fundação. Foi uma vitória por 3-1 com os parciais de 27-25, 25-21, 18-25 e 25-19. No primeiro set os leões começaram bem, com os 3 primeiros pontos, vantagem que se foi mantendo mais ponto menos ponto até aos 15-12, altura em que os leixonenses reagiram até obterem o primeiro empate aos 15 pontos. Dá-se um novo avanço leonino que atinge os 20-17, que se vai mantendo até aos 24-21, altura em que uma forte reacção dos nortenhos pôs o resultado em 24-25, obrigando os leões a ganharem concentração para conseguirem os 27-25 no final do set. O segundo set começou equilibrado até aos 7-7, quando os nossos jogadores conseguiram uma vantagem de 3 pontos para 10-7, que foram gerindo e aumentando até aos 5 pontos nos 19-14, quando o Leixões conseguiu recuperar para 19-18, obrigando a nossa equipa a reagir até aos 21-18, vantagem que se foi mantendo até aos 25-21 finais. O 3º set foi equilibrado até aos 9-10, altura em que os forasteiros abriram para 9-13 e aumentaram até aos 12-18. Os leões ainda recuperaram para 16-19, mas novo arranque leixonense permitiu-lhes a vitória no set por 18-25. O 4º set começou muito mal para o Sporting com um 1-6 inicial. Os nossos jogadores foram reagindo até conseguirem empatar a 11e a partir daí o set foi equilibrado até aos 17-16, quando os leões dispararam até aos 21-16, terminando o set com 25-19, ganhando assim o jogo por 3-1, garantindo o 3º lugar final. No sábado 29 vão os leões do voleibol até Esmoriz para disputar a 1ª mão do playoff da final da Taça Federação.

As meninas do voleibol foram ao Dragão visitar o AJM/FC Porto no 2º jogo da Final do playoff da Liga Lidl, e saíram derrotadas por 0-3 (16-25, 20-25 e 18-25) sendo a segunda derrota desta final, à melhor de 5. Confiemos nestas meninas que vão no sábado 29 novamente ao Porto para tentar adiar a decisão do campeonato.

A equipa de basquetebol foi até Oliveira de Azeméis para num jogo a contar para a 9ª, e penúltima, jornada da 2ª fase da Liga Betclic, defrontar a Oliveirense, 4º classificado desta fase da Liga, e sempre muito difícil no seu pavilhão e regressou com uma vitória por 87-79. Foi um jogo muito equilibrado no primeiro quarto onde as vantagens nunca passaram os 2 / 3 pontos para ambos os lados terminando com uma vantagem de 2 pontos para o nosso lado (22-20). No 2º quarto a nossa equipa começou muito bem, passando a maioria do quarto na frente do marcador por 8, 9 e até 10 pontos (36-26), mas uma forte reacção dos visitados permitiu uma recuperação de 41-32 para 43-39 com que atingimos o intervalo. Após o intervalo voltou a nossa equipa a começar bem, rapidamente conseguindo uma vantagem de 15 pontos (56-41), que se foi mantendo cerca destes valores atingindo o fim do quarto com 71-59. O 4º quarto foi o quarto onde a Oliveirense começou muito bem, e conseguiu virar o marcador para 75-77, resultado que estava a menos de 4 minutos do final, mas nessa altura a nossa equipa acordou, e com um final de 12-4, estabeleceu o resultado final. Marcus Lovett com 18 pontos, Eddy Polanco com 17 e Diogo Ventura com 15 foram os nossos principais marcadores num jogo onde reapareceu Travante Williams após alguns jogos ausente. No próximo fim-de-semana disputa-se em Sines a Final Four da Taça de Portugal onde no sábado 29 defrontaremos o Benfica.

A equipa de andebol foi até à Póvoa do Varzim para defrontar o Póvoa em jogo relativo à 21ª jornada do Campeonato Placard e venceu por 43-32. Foi um jogo onde nos primeiros minutos os poveiros controlaram chegando aos 2-5, quando finalmente os leões começaram a impor o seu ritmo e passaram para 7-5, 12-9, 14-10 e 21-15, atingindo o intervalo com 22-17. A 2ª parte foi semelhante à parte final da 1ª parte e os leões foram dilatando a vantagem para os 11 golos no final. Salvador com 7 golos, e Francisco Tavares e Martim Costa ambos com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa. No sábado 6 voltam os nossos andebolistas ao PJR para receberem o ABC, no jogo respeitante à 22ª jornada do Campeonato Placard, que continuam a comandar.

Os leões do futsal no sábado foram até ao sopé da Serra da Estrela para disputar com o Fundão o jogo relativo à 21ª jornada da Liga Placard, de onde regressaram com um empate 3-3, com 0-2 ao intervalo. Foi um jogo muito complicado, onde os beirões tiveram grande capacidade de luta, e aproveitando alguma distracção dos defensores leonino, antes do quinto minuto de jogo conseguiram o 0-1, e a meio da 1ª parte conseguiriam mesmo o 0-2, com que se atingiu o intervalo. Na 2ª parte a nossa equipa reagiu mas continuou a ter pela frente uma equipa muito lutadora que foi dificultando a recuperação leonina, que só conseguiu o seu primeiro golo ao chegar aos 7 minutos, por Pany Varela, e que no espaço de 4 minutos conseguiu virar o marcador com dois golos, um de Alex Merlim e outro de Pauleta. Continuou a ser um jogo muito dividido e a pouco mais de 3 minutos do final o Fundão decidiu arriscar no 5x4, tendo conseguido o empate a 58 segundos do fim, que podemos considerar justo, mas para evitar qualquer surpresa teremos de vencer o próximo jogo que será no sábado 29, no PJR quando recebermos o Ferreira do Zêzere na última jornada desta fase da Liga Placard que comandamos.

As meninas do futsal num jogo a contactar para a 22ª, e última, jornada da Liga Placard foram a casa do Benfica e perderam por 0-4, com 0-2 ao intervalo. Com este resultado a nossa equipa acabou esta fase da Liga Placard no 3º lugar, sendo que o próximo jogo desta equipa será no sábado 29 em Novelas (Penafiel) para defrontarem as Aguias de Santa Marta num jogo da 1ª mão dos quartos-de-final do playoff de apuramento do campeão.

O fim-de-semana dos nossos hoquistas começou no sábado com a nossa equipa a visitar Cascais para disputar com o Murches a 25ª, e penúltima, jornada da 1ª fase do Campeonato Placard, de onde regressou com uma vitória por 7-2, com 4-0 ao intervalo. Foi um jogo com um domínio absoluto dos leões na 1ª parte, com Nolito a abrir o marcador antes dos 5 minutos de jogo, João Souto e João Almeida a aumentarem para 3-0 cerca dos 10 minutos, e Tony Pérez a fazer o golo final da 1ª parte a cerca de 6 minutos do fim deste período. Na 2ª parte os homens da linha conseguiram o seu primeiro golo quando já estavam decorridos 5 minutos, Nolito repôs a diferença, a 8 minutos do fim o Murches voltou a marcar, para Nolito logo de seguida voltar a marcar e a 1 minuto do fim Filipe Martins estabelecer o resultado final.

No dia 25 de Abril voltaram os nossos hoquistas a jogo, para no Pavilhão João Rocha receberem o Parede num jogo relativo à última, jornada do Campeonato Placard, e empataram por 2-2, resultado que já se verificava ao intervalo. Um jogo onde Alejandro Domínguez aproveitou para fazer descansar alguns do jogadores mais utilizados, escalando vários jovens para os ir habituando a ambientes mais “pesados”. Foi um jogo disputado em grande velocidade em que alguma falta de pontaria dos atacantes e uma boa exibição dos guarda-redes, continuando Zé Diogo a ser o nosso, fez que os leões só conseguissem o primeiro golo por volta dos 10 minutos por João Almeida. João Pina, um jovem de 15 anos, conseguiu, na sua estreia pela equipa principal, a obtenção do nosso segundo golo. O jogo continuava “cá e lá” e o Parede conseguiu obter também dois golos, resultado com que se chegou ao intervalo. A 2ª parte foi semelhante ao que se viu na 1ª parte, com a agravante de não se ter conseguido obter qualquer golo. Jogam os nossos hoquistas de novo no sábado 29 indo a Tomar defrontar o Oquei de Barcelos no jogo do arranque Final Four da Taça de Portugal.

As meninas do hóquei estão a disputar o playoff do Campeonato Nacional e na 2ª mão dos oitavos de final foram a Cacia vencerem as hoquistas do CENAP por 5-4, com 2-0 ao intervalo, e com Sofia Moncóvio a marcar 3 golos e Inês Arrais e Rita Batista a marcarem 1 golo cada. No domingo 30 recebem o Benfica para disputar o 1º jogo dos quartos-de-final do playoff.

quarta-feira, 26 de abril de 2023

A vitória sobre o Vitória devia dar que pensar a Amorim


A vitória do Sporting sobre o Vitória foi justa e incontestável. Foi até, talvez, das vitórias mais fáceis em Guimarães nos últimos anos. Adán foi quase sempre espectador e mesmo na primeira parte, que jogamos a passo, como costumamos fazer quando queremos conhecer o lindíssimo conjunto que é o centro histórico da cidade-berço, só tivemos a baliza em perigo no lance do golo anulado. O Sporting dominou completamente a partida e o adversário. 

Mas há sempre um mas. E o que vem a seguir ao mas é quase sempre o mais importante. E aqui o que chama a atenção é o escasso número de remates (13), dos quais apenas (5) foram enquadrados com a baliza para traduzir tanto domínio (65% de posse de bola no total). E desses cinco remates apenas um foi efectuado na primeira parte, sendo os restantes quatro na segunda metade, o que dá um nível de eficácia muito mais elevado do que vinha sendo registado nos jogos anteriores. Mais, o guarda-redes vitoriano, que sofreu dois golos, não foi obrigado a trabalho intenso.

Ora, como bem sabemos, o exemplo de Guimarães pode ser verificado em várias outras partidas e, como infelizmente também bem sabemos, quase sempre com resultados bem mais adversos. Julgo ser mais ou menos consensual que o Sporting tem hoje os processos de jogo muito melhor assimilados e consolidados, joga muito melhor do que o fazia quando foi campeão. Mas parece faltar ainda o que faz a diferença entre o ser campeão e o ficar a ver os outros a fazer a festa: ser mais letal. 

Talvez seja isso que explique em parte os 91 pontos do FCP, com 86 golos marcados e os nossos 85 pontos com 73 e golos que fizeram a diferença no campeonato transacto. Bem sei que o "factor pinheiro" e o "factor soares dias" têm que ser contabilizados como a mão que embala o berço "quando o bebé chora". Mas também por isso, porque são "variáveis" que devem ser sempre tidas em conta, que o Sporting tem de crescer em eficácia na hora de rematar à baliza.

sexta-feira, 21 de abril de 2023

Amorim e o pecado (muito) original


Com Amorim o Sporting deu um salto qualitativo enorme e isso não se afere "apenas" pelo titulo conquistado. Mesmo até numa época mal conseguida como esta ficaram registos de exibições de elevado quilate, das quais, curiosamente, as das competições europeias são o expoente máximo. 

Isso deita por terra as avaliações de que temos um "plantel fraco", uma vez que aqueles registos foram conseguidos com adversários de outros campeonatos: ligas onde abunda o dinheiro e, por consequência, onde pontuam os melhores jogadores e treinadores. Na recente eliminatória acabamos por ser eliminados por detalhes, mas onde globalmente fomos iguais ou superiores na maior parte das duas partidas. Não foi por isso apenas um jogo, sem exemplo.

É certo que os italianos têm aquele "jeito meio estúpido de ser e de fazer coisas que nos podem magoar e ofender", como a Juve, de forma cínica, nos fez. Mas podiam muito bem estar agora a pensar se os quinze pontos vão  serão suficientes para chegar à Liga dos Campeões, ao invés de olharem para a Liga Europa como um atalho a explorar. "Bastava" que as várias oportunidades escandalosas de Turim e Alvalade tivesse sido concretizadas. No mínimo dariam o direito - merecido, diga-se - a prolongar a decisão para lá do tempo regulamentar.

Embora haja muito entendido, doutorados em verdades insofismáveis, que consiga afirmar que "se tivéssemos mais um avançado tínhamos passado", ninguém o poderá garantir. Por exemplo, na época 17/18 tínhamos Bas Dost, Doumbia e Freddy Montero e também não conseguimos ganhar à Juventus. E quem marcou o nosso único golo foi o... Bruno César. 

Mas que mais um avançado faz falta julgo ser consensual. Resulta aliás do uso de bom senso e isso sim, é surpreendente num treinador que entrou no Sporting e se distinguiu justamente pelo acerto nas decisões tomadas. Como seria surpreendente se só tivéssemos um guarda-redes, um lateral e por aí fora. 

E tornou-se mais evidente ainda com a lesão de Paulinho e a total impreparação de Chermiti para estas andanças. E se todas as razões já evidentes não fossem suficientes, a conferência de imprensa de Amorim ontem demonstram o quanto o tema desgasta e expõe desnecessariamente o treinador. De tal forma que Amorim acabou por ser infeliz quando usou o exemplo de Liedson, Slimani e Derlei. 

Não há nenhuma explicação lógica que sustente a decisão em não querer mais um avançado. Nem o episódio desagradável e desestabilizador com Slimani. É uma decisão que limita as soluções e que algumas vezes nos poderá, quem sabe, terá impedido de fazer golo(s) e ponto(s). Espero que Amorim continue por muitos e bons anos, algo que imagino seja muito dificil de conseguir. Mas espero obviamente que se livre deste pecado original de ter apenas um verdadeiro "9" no plantel.

E quero-o porque, tal como disse acima, o Sporting cresceu muito com Rúben Amorim. Não só pelos troféus que conquistamos e que este ano não conseguimos igualar, mas por muitas outras razões. Por perceber muito bem o Sporting e as suas idiossincrasias.  Pela mudança de mentalidade que nos permite encarar qualquer jogo como uma vitória ao nosso alcance.

Porque quanto ao jogo de ontem e até de toda a campanha europeia só tenho razões para me orgulhar do caminho percorrido. Jogos como os de ontem continuarão a ser uma montanha dificil de escalar para nós. Mas aqui e ali conseguiremos, como já o fizemos anteriormente. 

Dizem que estes jogos se decidem nos pormenores. Não, a maior parte destes jogos decidem-se antes de começar, quando os orçamentos permitem o acesso aos melhores. E os melhores normalmente marcam mais, falham menos. Foi assim com Higuain em 17/18 e Rabiot ontem...

quarta-feira, 19 de abril de 2023

Modalidades: por um se perde, por um se ganha

foto record
O fim-de-semana das modalidades começou com a nossa equipa de hóquei a visitar Barcelos para disputar com o Óquei Club local a 6ª, e última, jornada da fase de grupos da WSE Champions League, de onde regressou com um empate 2-2. Foi um jogo equilibrado com uma primeira parte movimentada mas sem golos, e a segunda parte continuou muito disputada nos primeiros minutos e onde entre os 34 e os 37 minutos cada equipa obteve dois golos, e como o empate apurava as duas equipas para a Final Eight da competição, e qualquer outro resultado deixava uma destas equipas de fora, o jogo acalmou e foi atingido o fim do jogo com as duas equipas apuradas. Na marcha do marcador o Sporting esteve duas vezes em vantagem, com golos de Tony Pérez e João Almeida, e os minhotos empataram das duas vezes. Na Final Eight, a disputar em Viana do Castelo de 4 a 7 de Maio, iremos defrontar nos quartos-de-final o Valongo.

No domingo voltaram os nossos hoquistas a jogo, para no Pavilhão João Rocha receberem o Sporting de Tomar num jogo relativo à 24ª, e antepenúltima, jornada do Campeonato Placard. Venceram os leões por 8-6, com 4-3 ao intervalo. Com Zé Diogo na baliza, devido a Ângelo Girão ter cumprido o primeiro dos seus cinco jogos de suspensão, os nossos hoquistas nos primeiros 10 minutos de jogo venciam por 2-0, mas nos últimos cinco minutos da 1ª parte houve cinco golos, tendo os visitantes chegado aos 3-3, para a 5 segundos do intervalo Tony Pérez ter feito o 4-3 com que terminou a 1ª parte. Nos primeiros cinco minutos da 2ª parte o Sporting voltou a ter uma vantagem de 2 golos (6-4), para no 12º minuto aumentar para 4 golos (8-4), reduzindo nos dois últimos minutos os nabantinos para o resultado final. Tony Pérez com 3 golos e Nolito com 2 foram os melhores marcadores da nossa equipa. Uma palavra final para a equipa de arbitragem, especialmente Miguel Guilherme, com um comportamento verdadeiramente difícil de qualificar, com uma dualidade de critérios inadmissível. Jogam os nossos hoquistas de novo no sábado 22 indo ao Pavilhão do Murches disputar o jogo da 25ª jornada do Campeonato Placard.

As meninas do hóquei começaram a disputar o playoff de acesso à 3ª fase do Campeonato Nacional e venceram as hoquistas do CENAP por 5-1, com Inês Arrais e Sofia Moncóvio a marcarem 2 golos cada e Catarina Barbosa a marcar o outro. No domingo 23 vão a Cacia disputar o 2º jogo do playoff, à melhor de 3 jogos.

No sábado a equipa de voleibol foi até Matosinhos disputar com o Leixões o 1º jogo do playoff                 de apuramento dos 3º e 4º lugares da Liga Una Seguros, e que também serve para apurar um finalista da Taça Federação. E regressámos com uma vitória por 3-0. O 1º set começou equilibrado até cerca dos 8 pontos, altura em a nossa equipa disparou até aos 15-10, os leixonenses ainda recuperaram até aos 21-19, mas aqui os leões dispararam para o 25-19 com que terminou o set. O 2º set começou com a nossa equipa na frente atingindo uma vantagem de 5 pontos (8-3), indo controlando o marcador até os matosinhenses se conseguirem aproximar até aos 2 pontos por duas vezes (18-16 e 21-19) quando os leões resolveram acabar com o set chegando aos 25-22 no final. No 3º set o Sporting entrou mandando no marcador tendo chegado aos 16-11, mas, em desespero, o Leixões ainda recuperou até ao empate a 21, para a partir daí arrancarmos até aos 25-22 finais. Masso com 15 pontos, Gallego com 13 e Melgarejo com 12 foram os nossos principais pontuadores neste encontro. O próximo jogo será no sábado 22 no PJR. Confiemos nestes leões para garantirem o 3º lugar na Liga Una Seguros e atingirem a final da Taça Federação.

As meninas do voleibol receberam o AJM/FC Porto no 1º jogo da Final do playoff da Liga Lidl, e saíram derrotadas por 0-3 (20-25, 21-25 e 22-25) sendo a primeira derrota, esta época, contra esta equipa, campeã nacional em titulo, e sobre a qual vencemos a Taça de Portugal. Confiemos nestas meninas que vão no domingo 23 ao Porto para tentar trazer a decisão do campeonato para o PJR.

As meninas do futsal num jogo a contactar para a 21ª jornada da Liga Placard receberam o Santa Luzia e venceram por 3-1, com 0-0 ao intervalo. Debora Queiroz, com 2 golos e Kika com 1 foram as marcadoras leoninas. O próximo jogo destas meninas será contra o Benfica no sábado 22 no seu recinto. 

A equipa de basquetebol recebeu no sábado no PJR o FC Porto num jogo relativo à 8ª jornada da 2ª fase da Liga Betclic e saímos derrotados por 106-110 após prolongamento, depois de 98-98 no final do tempo regulamentar, com 43-53 ao intervalo. A nossa equipa começou mal o jogo, onde no 1º quarto estivemos por duas vezes a perder por 9 pontos (17-26 e 20-29) e chegámos ao final deste quarto a perder por 7 pontos (27-34) muito devido aos 6 triplos conseguidos pelos forasteiros neste período. No 2º quarto a nossa equipa começou melhor que no início do jogo chegando a estar a um ponto dos nortenhos (39-40) mas nos últimos 4 minutos do quarto, graças a mais 3 triplos, estes voltaram a alargar a vantagem chegando aos 10 pontos com que se chegou ao intervalo. No 3º quarto conseguimos recuperar e a meio já tínhamos conseguido empatar, e até passar para a frente (61-59), mas nos 4 minutos finais do quarto, com base em mais 2 lançamentos de 3 pontos, o Porto voltou a alargar a vantagem para 9 pontos, com que se atingiu o fim do quarto (68-77). Voltámos a entrar menos bem no 4º quarto, chegando a ter uma desvantagem de 13 pontos (78-91) quando já tinham passado mais de 5 minutos, mas uma grande recuperação dos nossos jogadores, tendo como grandes protagonistas desta recuperação Marcus Lovett com 11 pontos e Eddy Polanco com 5. Pena foi que nos últimos segundos Lovett tenha tido à sua disposição 3 lances livres que convertidos nos dariam a vitória e só tenha convertido 2 o que originou o empate no final do tempo regulamentar. No prolongamento começámos com uma vantagem de 4 pontos mas aos poucos fomos perdendo essa vantagem e os nossos adversários passaram para a frente muito devido aos lances livres falhados pelos nossos jogadores, tendo acabado por ganhar o jogo. Analisando os números estatísticos nota-se que as equipas têm valores semelhantes excepto no que originou a nossa derrota: os lances livres falhados, 20 em 46, e a percentagem de lançamentos de 3 pontos, 30% contra 40% dos nossos adversários. Os nossos melhores marcadores foram Marcus Lovett com 28 pontos, Polanco com 23 e Isaiah Armwood com 21. Travante Williams continua ausente, e que falta fez neste jogo. No próximo sábado 22 os leões do basquetebol vão até casa da Oliveirense para o jogo da 9ª jornada desta fase da Liga Betclic.

O andebol leonino começou este fim-de-semana no sábado recebendo no PJR a equipa do Santo Tirso, vencendo por 35-27, com 22-13 ao intervalo. Uma 1ª parte sempre dominada pelos leões que foram ganhando uma vantagem até cerca dos 9 golos com que se chegou ao intervalo. Sempre fazendo muita rotação entre os nossos jogadores dando minutos aos menos utilizados e estreando jovens, como foi o caso de Alexandre Santos, a nossa equipa na 2ª parte foi mantendo a diferença no marcador, chegando a ter 12 golos de vantagem mais de uma vez (30-18 e 32-20), mas algum abrandamento nos minutos finais permitiu aos visitantes uma aproximação no marcador. Kiko foi o nosso melhor marcador com 9 golos, sendo 8 de livres de 7 metros, onde apenas falhou um compensado com o único golo de bola corrida que conseguiu.

Esta terça-feira foram os leões do andebol até França para disputarem no jogo da 2ª mão dos quartos-de-final da Liga Europeia da EHF com o Montpellier onde saíram derrotados por 30-31, com 14-16 ao intervalo. Foi um jogo muito duro, com uma equipa muito experiente mas onde os nossos andebolistas não defraudaram as espectativas que já tinham criado no jogo da 1ª mão. O jogo foi equilibrado com o Sporting à frente do marcador no início da partida, só conseguindo os franceses o empate e passar para a frente (6-7) quando já iam decorridos 12 minutos de jogo. E aos 14 minutos deu-se o caso do jogo: Kiko ao marcar um livre de 7 metros pretende colocar a bola no canto superior esquerdo, o guarda-redes com 2 metros de altura desloca-se nessa direcção, a bola roça na sua careca, vira-se para os árbitros a fazer queixa que Kiko tinha feito pontaria à sua cabeça e Kiko é expulso. Penso que foi uma jogada que vinha estudada das cabines. A partir desta altura nunca mais o Sporting conseguiu comandar o marcador, sempre atrás dos franceses com 2 ou 3 golos de diferença. A 2ª parte começou com o Sporting a recuperar e conseguiu empatar até aos 23 e 24 golos. Mas a partir deste momento os adversários conseguiram distanciar-se até aos 4 golos (25-29) e, com muito esforço, os leões conseguiram recuperar até à diferença mínima mas já não conseguiram alcançar o empate, que levaria a decisão para os livres de 7 metros. Fomos afastados de ir à Final Four da competição, mas se tivéssemos tido uma ponta de sorte não teríamos sido eliminados pela forte equipa francesa. Salvador com 8 golos, Martim Costa com 5 e Natán, Gassama e Edy todos com 4 golos cada, foram os melhores marcadores da equipa. Agora vamo-nos concentrar na conquista do campeonato e da Taça de Portugal. O próximo jogo para o Campeonato Placard será fora de portas indo defrontar o Póvoa no próximo sábado 22.

segunda-feira, 17 de abril de 2023

A queda da Champions nos passadiços de Arouca


Um ponto em seis possíveis com o Arouca explicam muito do que está a ser uma época infeliz e muito abaixo do esperado. Mais, o jogo de ontem é também o espelho daquilo que aconteceu várias vezes este ano: o adversário faz um golo no primeiro remate à baliza, ainda por cima resultante de falha que mais não é que mais uma oferta. Isto depois de termos falhado um penalty, marcado de forma muito denunciada por Pote.

Até ao golo do Arouca o Sporting tinha o jogo controlado e o adversário mal passava do meio campo. Porém as jogadas de ataque não chegavam com perigo à baliza do adversário. A equipa acusou o toque pelo golo sofrido e, apesar das bolas na barra e poste só chega ao golo do empate através de penalty. Chermiti estava a ser um "soldado desconhecido", nem era procurado pela equipa, nem se conseguia mostrar. 

A entrada de Coates para ponta-de-lança, uma solução que há muito não o é, era um sintoma de desespero que nada conseguiria alterar, uma vez que o recurso ao cruzamento foi feito sempre sem a qualidade mínima para produzir qualquer ameaça à baliza do Arouca. Sem conseguir descobrir a linha do fundo, a tarefa dos defesas arouquenses, de frente para a bola, estava facilitada.

Amorim não conseguiu, a partir do banco, nada conseguiu alterar, apesar das tentativas. A verdade é que os recursos à disposição também não eram muitos. Algo que o deve fazer meditar na hora de planear a próxima época. O desapontamento era visivel no seu semblante, está carimbada a ausência na próxima edição da Liga dos Campeões.

sexta-feira, 14 de abril de 2023

Demasiado Sporting na viagem a Turim

Ontem, quando tomei conhecimento do onze inicial da Juventus, comentei com amigos que, com aquelas individualidades, os italianos nem precisavam que Alegri acertasse na estratégia para o jogo. Adivinhava-se um jogo de elevado coeficiente de dificuldade.

E assim foi. Porém, ao contrário do meu diagnóstico, a nossa equipa tornou o jogo num verdadeiro pesadelo para os transalpinos. A diferença é que eles acordaram de um pesadelo para o sonho de uma eliminatória praticamente na mão. E nós, depois de um grande jogo, despertamos para a dura realidade de, mais uma vez, jogar como nunca e perder como quase sempre.

Amorim cozinhou muito bem a estratégia para Turim porém faltou a indispensável doçura ao chocolate que na maior parte do jogo demos aos italianos: o golo. E como se não bastasse, fomos nós a oferecer esse mesmo açúcar o panetone desinteressante e mal amanhado que a Juve nos presenteou no final. Demasiado Sporting...



quarta-feira, 12 de abril de 2023

Modalidades: show de andebol (entre outros resultados)

autor: 8

A semana das modalidades começou na quinta-feira com a equipa de voleibol do Sporting, depois da recuperação dos jogadores que sofreram a intoxicação, a voltar à Ilha Terceira para a disputa do 3º jogo da meia-final do playoff da Liga UNA Seguros. Saímos derrotados por 2-3, num jogo muito equilibrado onde a vitória podia cair para qualquer equipa. O 1º set foi equilibrado até aos 8-9, mas ai os açorianos dispararam para 9-16 e a partir desse momento ficou praticamente definido o vencedor do set que terminou com 19-25. O 2º set foi equilibrado até aos 9-9, aqui os nossos jogadores dispararam para 16-9, e para 21-15, nessa altura os visitados recuperaram até aos 21-20 mas os leões conseguiram reagir e vencer o set por 25-22. No 3º set voltou o equilíbrio até aos 8-8, mas após este momento os leões dispararam até aos 13-8 e aos 16-10, indo depois ponto cá ponto lá até aos 25-21 no final do set. O 4º set esteve equilibrado, mas sempre com a Fonte Bastardo na frente, até aos 16-17, mas aqui os açorianos disparam para 17-22, e nessa altura resolveram o set que terminou em 22-25. Na negra muito equilibrada até aos 11-11 mas o Fonte Bastardo conseguiu dois pontos seguidos (11-13) que resolveram o set e o jogo (13-15).

No 4º jogo, no Pavilhão João Rocha, era obrigatório a nossa equipa vencer para igualar a meia-final e ir até à Ilha Terceira disputar a negra, mas perdemos por 1-3. Começaram bem os leões que no 1º set arrancaram com um 4-1 e que foram controlando um set equilibrado até aos 20-18, altura em que uma decisão muito controversa do árbitro transformou o que seria o 21-18 num 20-19 e conseguiu desorientar os nossos jogadores que se deixaram ultrapassar para 20-21, vindo a perder o set por 23-25. O 2º set começou também com o Sporting na frente, com 5-1 e 8-3, deu-se uma recuperação dos visitantes até os 13-11, mas depois deu-se um arranque até aos 18-11 e 20-13. Após esta altura os açorianos recuperaram alguma coisa mas não evitaram a vitória leonina por 25-22. No 3º set os nossos adversários saíram sempre na frente chegaram a ter 6 pontos (12-18) e 8 pontos (15-23) de vantagem e acabaram por fechar o set por 20-25. O 4º set foi semelhante, com o Fonte Bastardo sempre na frente, chegando a abrir uma vantagem de 9 pontos (12-21) para terminar com um 21-25 que fechou o set, o jogo e provocou a eliminação da Liga UNA Seguros.

As leoas do voleibol foram a Matosinhos disputar, com a equipa do Leixões, a negra da meia-final do playoff da Liga Lidl e regressaram com a vitória por 3-1, com os parciais de 23-25, 25-20, 25-21 e 25-17. Vão agora disputar com a equipa do AJM/FC Porto o playoff final para decidir quem será o Campeão Nacional.

Na sexta-feira os leões do futsal receberam no PJR o Caxinas, num jogo a contar para a 20ª jornada da Liga Placard, e venceram por 7-1, com 3-1 ao intervalo. Foi um jogo plenamente controlado pelos leões que logo ao terceiro minuto conseguiram o primeiro golo. Depois deste golo houve um equilíbrio, com os caxineiros a pressionarem muito bem, e o seu guarda-redes a exibir-se a grande nível, e na marcação de um livre, muito mal defendido pelos jogadores leoninos, conseguiram ao sexto minuto, o empate. Continuaram os nossos jogadores a dominar e a rematarem muito, mas a falta de pontaria e o guarda-redes adversário, atrasavam o golo leonino, que só veio a acontecer a menos de cinco minutos do intervalo, e por duas vezes quase seguidas. Nos quatro minutos iniciais da 2ª os leões fizeram mais 2 golos, que puseram o resultado em 5-1, dando um certo descanso aos nossos jogadores. A partir desta altura começaram as rotações com jogadores menos utilizados, ou mesmo nunca utilizados como foi o caso de Bruno Maior e de Tiago Semedo que se estrearam na primeira equipa, tendo surgido ainda mais dois golos a cerca de cinco minutos do fim do encontro. Pany Varela que obteve os últimos golos da 1ª e da 2ª parte foi o único que bisou. De fora ficaram João Matos e Tomás Paçó lesionados e também Guita a cumprir o castigo respeitante à sua expulsão no jogo em Portimão. A Liga vai sofrer uma paragem para as actividades da selecção nacional e o próximo jogo da nossa equipa será no dia 22 no Fundão, para defrontarmos a equipa local.

As meninas do futsal foram sábado até Novelas (Penafiel) para defrontarem as Aguias de Santa Marta num jogo a contar para a 20ª jornada da Liga Placard, e regressaram com uma vitória por 3-0, resultado obtido ainda na 1ª parte com golos de Debora Queiroz e de Bia, por duas vezes. O próximo jogo desta equipa será a recepção ao Santa Luzia no sábado 15.

As meninas do hóquei em patins terminaram, na sexta-feira, a segunda fase do campeonato no 1º lugar do Grupo 2 da Prova 2, com 10 pontos de avanço sobre o 2º classificado, o CH Carvalhos, indo ao seu ringue vencer por 7-3, com 4-2 ao intervalo, onde Sofia Moncóvio com 4 golos foi a melhor marcadora.

Os leões do basquetebol receberam no sábado a equipa do Lusitânia num jogo a contar para a 7ª jornada da Liga Betclic e venceram por 98-59, com 43-38 ao intervalo. Começou bem a equipa com Isaiah Armwood a obter os nossos primeiros 7 pontos, colocando o resultado em 7-4, mas a partir deste momento apenas Diogo Ventura conseguiu obter pontos (8) tendo os visitantes chegado ao fim do quarto a vencer por 15-19. No início do 2º quarto os açorianos continuaram melhor, chegaram a ter uma vantagem de 8 pontos (21-29), mas, aos poucos, os leões foram recuperando e a 36 segundos do intervalo conseguiram passar para a frente (41-38) graças a um triplo de Diogo Araújo. No terceiro quarto foi-se sentindo uma quebra física dos açorianos e os leões, com um parcial de 25-11, foram abrindo uma vantagem que atingiu os 19 pontos no fim do quarto (68-49). A equipa do Lusitânia, que tinha viajado na madrugada do próprio sábado, continuou a mostrar grande cansaço no último quarto onde o Sporting fez um parcial de 30-10, abrindo um diferença final para 39 pontos, que não corresponde à verdadeira diferença entre as equipas. Há a salientar neste jogo o regresso de Tanner Omlid, pela primeira vez esta época, após a lesão contraída nos finais da época passada. Isaiah Armwood com17 pontos e Diogo Ventura com 15 pontos foram os melhores marcadores do Sporting, que volta a jogar no PJR, no sábado 15 para receberem o FC Porto num jogo da 8ª jornada da Liga Betclic. 

A nossa equipa de andebol teve dois desafios importantes estes dias. No sábado foi até ao Pavilhão da Luz disputar o jogo dos quartos-de-final da Taça de Portugal com o Benfica e regressou com uma vitória por 34-30, com 17-16 ao intervalo. Foi um jogo que começou com golo cá golo lá, até que aos 8-6 o Sporting conseguiu a primeira vantagem por dois golos, que chegou a 3 (12-9), mas que no fim da 1ª parte se reduziu para apenas 1. De salientar que nos 17 golos obtidos pela nossa equipa, 14 foram obtidos pelos irmão Costa (8 por Martim e 6 por Francisco). A 2ª parte foi uma sequência do que se viu até ao intervalo: os nossos jogadores continuaram a gerir e aumentaram a vantagem para 4 (22-18) e 5 golos (31-26) para acabarem com o jogo totalmente controlado. De tal modo controlado que, porque o nosso treinador Ricardo Costa pediu um desconto de tempo a pouco mais de um minuto do fim, o treinador do nosso adversário considerou que era falta de respeito e mal o jogo terminou veio agredi-lo. Coisa que não é de todo de admirar naquele clube. Martim Costa e Francisco Costa ambos com 11 golos foram os nossos melhores marcadores.

Na terça-feira recebemos no PJR os franceses do Montpellier no jogo da 1ª mão dos quartos-de-final da Liga Europeia da EHF e empatámos 32-32, com 18-17 ao intervalo. Foi um jogo muito equilibrado em que na 1ª parte a diferença nunca ultrapassou os 2 golos, varias vezes para o Sporting (3-1, 11-9, 16-14) e apenas uma vez para os franceses (6-8). Na 2ª parte apenas por duas vezes houve diferenças maiores que a diferença mínima, e ambas a nosso favor: as sequências para 30-27 e 31-28, esta última a 7 minutos do fim. Após este momento, os árbitros que até esta altura já tinham mostrado uma certa parcialidade a favor dos franceses, tomaram decisões verdadeiramente incompreensíveis favoráveis aos nossos adversários, o que lhes permitiu passar de 31-28 para 31-32, e só não venceram, porque nos últimos segundos do desafio Francisco Tavares obteve um excelente golo da ponta. Temos de elogiar a excelente exibição dos leões perante uma equipa altamente cotada no andebol europeu, actualmente na liderança do campeonato francês. Martim Costa e Francisco Costa ambos com 7 golos foram, novamente, os nossos melhores marcadores, bem acompanhados por Natán com 5 golos e Salvador com 4. Os próximos jogos desta equipa serão no PJR no sábado 15 com o Santo Tirso num jogo para o Campeonato Placard, e na terça-feira 18 vão até França para voltar a defrontar o Montpellier.

segunda-feira, 10 de abril de 2023

Casa Pia 3 - Sporting 4: Três amêndoas e um folar


1ª Amêndoa:  Para a FPF e para a Liga os adeptos são, como diria O'Neil, "uma coisa em forma de assim". É uma total falta de respeito marcar um jogo para uma tarde de domingo de Páscoa. Não só para aqueles para quem a data tem importância religiosa, mas para a grande maioria para quem a data é uma possibilidade de reunir a família. O mesmo de aplica ao lote de todo o tipo de profissionais cuja actividade esta´á ligada ao jogo e que não se esgota nos jogadores e treinadores.

2ª Amêndoa: o jogo foi o filme da época: a irregularidade que nos atirou para fora do pódio, e ao qual vai ser difícil voltar a chegar, esteve condensada no jogo. Esta equipa é capaz do melhor - 4 bons golos - e do pior - 3 ofertas defensivas que nem nos treinos são permitidas. A irregularidade impede que a equipa chegue a níveis de segurança que lhe permita executar ao melhor nível que é capaz.

3º Amêndoa: o hat-trick de Trincão parece anunciar que está cada vez mais perto do que o seu potencial anunciava, o que, a confirmar-se, é uma boa noticia não só para o que pode ser a próxima época mas também para o que ainda falta da corrente.

O Folar: Depois de tanta oferta, conseguir arrecadar os 3 pontos acaba por permitir ficar com o folar mas pode já não ser suficiente para representar a ressurreição da equipa no que diz respeito ao objectivo mínimo admissível: o terceiro lugar. E tudo porque fomos magnânimos nas ofertas de amêndoas ao longo da temporada.

sexta-feira, 7 de abril de 2023

Procurando uma agulha num pardieiro

São muito poucos os que saem do politicamente correcto ou os que põe "os nomes aos bois (e aos respectivos Boys) pelo que é de louvar os que, como o autor da peça, dizem o que é certo e necessário. 

O que é surpreendente é que sejam tão poucos e, dentro do universo de responsáveis do futebol português do presidente da FPF, ao presidente da Liga, passando por todos os dirigentes de clubes, apenas Frederico Varandas se refira publicamente a mais este escândalo do futebol português.

quinta-feira, 6 de abril de 2023

Pouco fez quem muito precisava


Para quem tinha absoluta necessidade de ganhar para se manter na luta por um lugar no pódio, o Sporting recusou-se a despir o fraque e vestir o fato de macaco, como recomendam estes jogos com equipas de ambição inferior mas bem orientada, como é o caso do Gil Vicente. Ao Sporting pareceu bastar dominar, que o golo era um facto que se consumaria. Não se consumou mas consumiram-se ainda mais as possibilidades de ficar a apenas uma vitória de alcançar o prémio mínimo desejável para a época.

A facilidade com que o Sporting chegava ao último terço e criava oportunidades de golo, que a seguir desperdiçaria quase sempre de forma displicente, provavelmente contribuiu para a atitude relaxada, laxista até, com que abordou grande parte do jogo. Foram vários os jogadores a jogar sem fome, parecendo uma equipa a contentar-se com sentir a presa entre os dentes, sem pressa de dar o golpe final. É nestes jogos que se perdem os campeonatos ou, neste caso, o único objectivo alcançável. 


terça-feira, 4 de abril de 2023

Modalidades em maré infeliz


O fim-de-semana das modalidades começou na quinta-feira, e terminou no sábado, com os leões do futsal. Foi a disputa dos quartos, das meias e da final da Taça de Portugal, que perdemos para o Benfica. Na quinta-feira no primeiro jogo calhou-nos defrontar o Sporting de Braga, actual 2º classificado da Liga Placard, e só conseguimos a vitória no desempate por penalties, por 5-4, após 3-3 no final do tempo regulamentar. Foi um jogo muito difícil em que os minhotos aproveitaram bem pequenos erros dos nossos jogadores e estiveram sempre na frente desde o seu primeiro golo a cerca de 5 minutos do fim da primeira parte até a 2 minutos e 12 segundos do fim, altura em que Cavinato fez um golão ao receber um passe de Merlim na marcação de um canto, e empatou o resultado. Estivemos a perder por 0-2, e só chegámos ao intervalo a perder por 1-2 porque Ricky conseguiu um golo a 6 segundos do fim. Logo no início da 2ª parte os bracarenses ainda conseguiram o 1-3, mas Merlim conseguiu fazer o 2-3 a 9 minutos e meio do final. Nos penalties Pany Varela, Diogo Santos, Diego Cavinato, Tomás Paçó e Alex Merlim converteram todos os que competiam ao Sporting, e Bernardo Paçó, que substituiu Guta para os penalties defendeu o terceiro marcado pelos adversários.

No sábado defrontámos o Nun’Alvares, e vencemos por 5-1, com 1-1 ao intervalo. Foi um jogo mais complicado do que mostra o resultado final. Os homens de Fafe a meio da primeira parte conseguiram adiantar-se no marcador e a nossa equipa só conseguiu restabelecer o empate a pouco mais de 3 minutos do intervalo através de Tomás Paçó, e só não fomos a perder para o intervalo porque na marcação de um livre sobre a hora o Nun’Alvares introduziu a bola na nossa baliza, mas a buzina apitou antes de a bola entrar. A segunda parte começou bem para a nossa equipa, com Esteban a colocar-nos a vencer logo no primeiro minuto. Mas só mais de 10 minutos depois, e através de um autogolo, conseguimos aumentar a vantagem. A partir deste momento os fafenses acusaram um pouco o cansaço e conseguimos mais dois golos por Diogo Santos e Pany Varela. Nota-se nesta equipa alguma falta de concretização, bem expressa neste jogo em que tiveram 3 remates a embater na barra e nos postes.

No domingo, no jogo da Final defrontámos o Benfica e perdemos 1-4, com 1-1 ao intervalo. Foi um jogo em que nunca tivemos um pouco de sorte ao nosso lado. Tudo começou aos 2 minutos de jogo. O guarda-redes adversário, que fez uma grande exibição, remata de meio campo, há uma serie de ressaltos junto da nossa baliza e a bola acabou por entrar. A partir deste momento só deu Sporting, mas com o Benfica a defender bem fechado. Até que a 2 minutos e meio do intervalo Pany Varela conseguiu obter o nosso golo. A 2ª parte começou igual, com a nossa equipa sempre a dominar, mas sem conseguir o golo. Até que no 14º minuto, com Guita a jogar como costume subido no terreno, um mau passe no ataque, uma intercepção e um remate imediato puseram de novo o nosso adversário na frente. Para estragar ainda mais no mesmo minuto, na marcação de uma bola fora lateral numa boa combinação para um jogador dentro da área sofremos outro golo, pondo o resultado em 1-3. A partir deste momento passámos a jogar com Merlim como guarda-redes avançado o que, a 3 minutos do fim, originou sofrermos mais um golo, fazendo o resultado final. Mais do que mérito dos vencedores houve demérito da nossa parte, não conseguindo ultrapassar a bem fechada defesa adversária, apoiada num guarda-redes que defendia tudo. Alem de não termos contado com João Matos, nestes três jogos, também Tomás Paçó saiu em braços, ainda na 1ª parte, não tendo mais a entrar no jogo. Esperemos que recuperem rápido para os próximos jogos, sendo que o próximo será na sexta-feira 7 no PJR para recebermos o Caxinas num jogo da 20ª jornada da Liga Placard.

As leoas do futsal também foram à Povoa do Varzim para disputar as meias-finais da Taça de Portugal defrontando o Benfica e perderam por 1-3, com 1-1 ao intervalo. O Sporting esteve a vencer com o golo de Debora Lavrador, mas as nossas adversárias empataram e na 2ª parte passaram para a frente. Grande resistência das nossas meninas, sempre a tentar a reviravolta, a lutarem até ao fim, com o terceiro golo das adversárias só ter sido obtido no último minuto. O próximo jogo desta equipa será no sábado em Novelas (Penafiel) para defrontarem as Aguias de Santa Marta num jogo a contar para a 20ª jornada da Liga Placard.

A equipa de basquetebol foi à Luz disputar o jogo relativo à 6ª jornada, 1ª da segunda volta, da 2ª fase da Liga Betclic,e veio de lá com uma derrota por 86-99, com 43-46 ao intervalo. Foi um jogo que começou equilibrado com o 1º quarto a terminar com a nossa equipa na frente 24-21. No 2º quarto o Sporting começou muito bem, não consentido que os encarnados marcassem qualquer ponto durante os primeiros 3 minutos e 47 segundos, e chegou a uma vantagem de 14 pontos, aos 35-21, mas a partir desse momento os nossos jogadores “pararam” só conseguido, em mais de 6 minutos até ao fim do quarto, 8 pontos e tendo consentido 25 pontos. No 3º quarto o Benfica rapidamente atingiu uma vantagem de 12 pontos que, mais ponto menos ponto se foi mantendo até ao final do período que terminou com 60-69. O 4º quarto continuou com o controle dos visitados que chegou a atingir a diferença de 20 pontos, tendo acabado com 13. Foi um jogo muito pouco conseguido da nossa parte, onde muitos jogadores estiveram abaixo do seu rendimento habitual, esperando que rapidamente voltem ao seu normal. Joshua Patton com 17 pontos, e Travante Williams, Diogo Ventura e Marcus Lovett cada um com 15 pontos foram os nossos melhores marcadores. O próximo jogo da equipa será no sábado 8 no PJR para receber o Lusitânia no jogo a contar para a 7ª jornada desta fase da Liga Betclic.

A equipa de andebol foi até Viseu para defrontar o Académico local em jogo relativo à 19ª jornada do Campeonato Placard e venceu por 40-30, com 19-15 ao intervalo. Foi um jogo controlado desde o início pela nossa equipa que foi abrindo uma vantagem de 4 ou 5 golos que se foi mantendo até ao intervalo. A 2ª parte foi semelhante e os leões foram dilatando a vantagem para os 10 golos no final. Em termos ofensivos a equipa esteve bem, o mesmo já não se podendo dizer da parte defensiva, onde os 30 golos obtidos pelos visienses são demasiados para a diferença entre as equipas, podendo-se justificar por a equipa poder acusar algum desgaste pelo quinto jogo em duas semanas. Francisco Tavares com 9 golos, e Ronaldo e Edmilson ambos com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa. Na sexta-feira 7 vamos ao pavilhão da Luz disputar o jogo relativo aos quartos-de-final da Taça de Portugal, seguindo-se na terça-feira 11 a recepção aos franceses do Montpellier na 1ª mão dos quartos-de-final da Liga Europeia da EHF.

A nossa equipa de voleibol ao contrário do que era suposto não jogou este fim-de-semana, em virtude do problema causado pela intoxicação que os jogadores sofreram nos Açores. A Direcção da FP de Voleibol para dar tempo ao seu Conselho de Disciplina decidir se deve castigar o Sporting, por não ter comparecido no 3º jogo do playoff, adiou o 4º jogo, que estaria para ser disputado no passado sábado, e remarcou o 3º, para quarta-feira 5 nos Açores, o 4º para sábado 8 no PJR e caso seja necessário o 5º para a quarta-feira feira 12 nos Açores.

Perante um PJR literalmente cheio as leoas do voleibol defrontaram a equipa do Leixões no 4º jogo do playoff da meia-final da Liga Lidl, num excelente e emocionante jogo e perderam por 2-3, deixando os visitantes empatarem a eliminatória e originando um 5º jogo a ser disputado no sábado 8 em Matosinhos. No 1º set as leoas começaram muito bem, atingiram a vantagem de 17-10, mas deixaram as nortenhas recuperarem e acabar por ganhar o set por 23-25. No 2º set começaram bem as matosinhenses que chegaram aos 12-18, as leoas ainda recuperaram até aos 20-20, mas acabaram por voltar a perder o set pelos mesmos 23-25. O 3º set foi o oposto do 2º: começaram muito bem as leoas, atingindo 9-1, as visitantes foram recuperando até aos 20-20, mas desta vez o 25-23 foi a favor das nossas meninas. O 4º set foi mais equilibrado até aos 17-14, mas aí as leoas dispararam para vencerem por 25-18. Na negra as forasteiras ganharam um avanço inicial que foram mantendo até aos 11-15 finais. Tenhamos fé que as nossas voleibolistas já mostraram que são capazes de ganhar em Matosinhos.

No domingo as nossas hoquistas receberam o Académico no jogo relativo à 13ª jornada do campeonato, e venceram por 8-2, com 4-1 ao intervalo. Sofia Moncóvio com 4 golos foi a nossa melhor marcadora. O próximo jogo será em casa do CH Carvalhos na sexta-feira 7 relativo à 14ª jornada do campeonato.

As leoas campeãs nacionais de râguebi disputaram no passado sábado, em Coimbra, a final da Taça de Portugal defrontando o CRAV/ Sport CP/ Braga e perderam por 14-15, com 7-10 ao intervalo.

Varandas: tudo dito!


"O Sporting não se contenta e vai lutar na justiça por isto. Isto é um nojo, não há outra forma de o classificar. Um nojo não diferente do Apito Dourado, um nojo que não pode ter lugar no futebol português e que a justiça tem de limpar."

"Espero que não haja clubite na justiça e não tenham medo. Não pode. Porque há 20 anos vemos uma das maiores vergonhas da justiça desportiva e não só. Continuamos a fingir que não existiram… aquelas escutas são reais. E há um presidente de viva voz a corromper árbitros e políticos" 

Da extensa entrevista estes dois parágrafos são os que me merecem o maior destaque. Todos percebemos a gravidade do sucedido e que agora, pelo que se vai vendo dos resultados do julgamento de Paulo Gonçalves e da acusação de César Boaventura, o grande benfiquistão se prepara para tornar a corrupção num filho sem progenitores, apenas com familiares afastados. 

Mas ainda sobre César Boaventura

Com todo o respeito que o Ministério Publico nos merece, não concordamos com a acusação. Ou melhor, concordamos com tudo o que está lá, mas entendemos que falta uma peça central do puzzle. Ou seja, o MP está a acusar o mensageiro mas não está a acusar o verdadeiro mentor e beneficiário de todo este esquema de crime organizado. Como tal, não é uma decisão tomada a quente, mas sim por todo o nosso gabinete jurídico: vamos pedir a abertura da instrução deste caso. Analisámos com muito cuidado todo o processo e de facto analisamos que o próprio MP reconhece que Boaventura tinha uma relação de grande confiança e proximidade com Luís Filipe Vieira, que falavam constantemente quer por telefone, quer SMS’s sobre assuntos do futebol e de outro tipo.  

E sobre Paulo Gonçalves:

Paulo Gonçalves é condenado por corromper funcionários judiciais para obter informações. Paulo Gonçalves era assessor jurídico, braço direito de Luis Filipe Vieira, estava nas reuniões da Liga, circulavam emails da cumplicidade de Paulo Gonçalves até com César Boaventura. Uma das razões alegadas pelo Ministério Público é que César Boaventura não ocupava nenhum cargo na SAD do Benfica. Sobre Paulo Gonçalves nem isso o MP pode dizer.

Relativamente à totalidade da entrevista não me surpreende que temas incómodos como os descritos abaixo não tenham sido abordados num cana do clube:

o planeamento da actual época e sua repercussão nos resultados e relação com o treinador.

as relações com as claques, nomeadamente a separação nas bancadas e consequências no ambiente em Alvalade

As assistências a registarem uma média demasiado elevada de detentores de gamebox que não vão ao estádio.

Nota importante, que me pareceu um acto de justiça pelo trabalho desempenhado e a sua participação nos resultados alcançados, foi a defesa de Hugo Viana.

De igual teor a defesa da importância da chegada de Ruben Amorim ao Sporting e o seu papel determinante no crescimento do clube:

A chegada do nosso treinador fez crescer o clube para outro patamar. Acredito onde vou jogar que o Sporting pode ganhar, não tenho qualquer dúvida. O Sporting joga como equipa grande. Temos uma ideia de jogo muito definida que não muda - detalhes técnicos à parte. Somos uma equipa grande a jogar, uma equipa dominadora que se instala no meio-campo adversário - jogando em casa ou fora não alteramos. Foi uma mudança de paradigma em relação a um passado recente e deve-se ao nosso treinador e aos seus jogadores. Há uma qualidade de jogo inegável e que me deixa acima de tudo seguro do presente e do futuro.

Discordo quase em absoluto relativamente ao que disse sobre a arbitragem quando diz que sente que está muito melhor. Aliás, reconhece que há muito por fazer, especialmente no que os dois clubes que parasitam a arbitragem representam ainda, depois de tudo o que hoje se sabe:

"Ainda este ano propusemos medidas básicas, como o banco da equipa da casa não ficar atras do fiscal de linha. Sabemos o que se fazer. Curiosamente o Benfica e FC Porto recusaram. Tento criar a maneira para não pressionarem um árbitro. Isto obriga a uma reforma a sério do desporto, mas a nossa arbitragem tem de ser livre e autónoma".

A incompetência não só não é punida como ainda é premiada quando um árbitro medroso e permeável à pressão como João Pinheiro é considerado o melhor árbitro nacional. Este titulo está longe de ser merecido e deixa a dúvida sobre se a higienização tão necessária não continua ainda por fazer. A forma como o Conselho Disciplina analisa alguns casos (o do clássico no Dragão o ano passado, p.ex.) e se finge de morta nos processos de corrupção do SLB fazem temer o pior, isto é, tudo como dantes no quartel de Abrantes.

segunda-feira, 3 de abril de 2023

O caso da agressão ao Jubas, os parabéns ao Rui Costa, etc

Passado todo o tempo do jogo ocorrido em Alvalade com o Stª. Clara,  a generalidade dos Sportinguistas sente  que o Jubas - que também a generalidade considera um símbolo do Sporting  -  foi agredido "por um lampião" e o Sporting ficou calado. 

Até a mascote do Vitória (o de Guimarães) já disse alguma coisa. Independentemente das averiguações em curso e do apuramento de responsabilidades criminais, o mínimo que o Sporting deveria ter feito seria  condenar o acto no imediato, solidarizar-se com o funcionário agredido e esperar pelos desenvolvimentos das averiguações policiais.

Após a final da Taça de Portugal em futsal circularam imagens de Frederico Varandas a dar os parabéns a Rui Costa. Os parabéns foram merecidos porque o adversário foi mais competente que nós e a vitória foi limpa. Infelizmente nem sempre é assim. 

Mas ser do Sporting é isto: reconhecer o mérito do adversário só é estar à altura do que o Sporting é e representa, mas é também a forma que nos coloca mais perto de voltar a vencer, por percebermos que precisamos de ser e fazer melhor.

Ah, porque no que diz respeito a vencer há muito poucos que possam falar com maior propriedade que o
nosso treinador Nuno Dias e a secção de que faz parte.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 113 anos (1) 117 anos (1) 1ª volta Liga 23/24 (3) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 1ª volta Liga Zon/Sagres 21/22 (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 22/23 (2) 1ª volta Liga Zon/Sagres 23/24 (4) 2010-2011 (1) 2016 (1) 2ª volta Liga 23/24 (3) 40anosdisto (4) 8 (62) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (18) Académica-SCP (1) ACarlos Xavier (1) Acuña (2) Adan (2) Adán (5) adeptos (100) Adrien (19) AdT (1) adversários (86) AFLisboa (2) AG (26) AG destitutiva (4) AG15/12 (2) AG2906 (2) Alan Ruiz (2) Alcochete 2018 (4) Alexander Ellis (1) alma leonina (61) ambição (10) andebol (48) andebol 22/23 (1) andebol 23/24 (2) André Geraldes (3) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (8) antevisão (41) Antunes (3) APAF (14) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (86) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (6) aquisições 2020/21 (1) aquisições 2023/24 (2) arbitragem (111) Associação de Basquetebol (8) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (9) auditoria (5) auditoria2019 (1) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (8) basquetebol (11) basquetebol 22/23 (2) Bastidores (83) Batota (22) Battaglia (2) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) blogosfera (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borja (1) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Bragança (3) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Brunismo (1) Bruno Carvalho (109) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (14) Bruno Fernandes (8) Bruno Martins (21) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) camisola (1) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos (1) campeonatos europeus atletismo (3) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) Cardinal (2) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carlos Vieira (1) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (8) castigo máximo (1) Catamo (1) CD FPF (2) CD Liga (4) Cedric (7) Centralização direitos (1) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Chermiti (2) chumbo (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (11) clássico 19/20 (1) clássico 22/23 (2) clássicos (11) Coates (5) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (70) Comunicação Social (22) comunicados (1) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (6) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) covid19 (1) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) crise 2018 (38) Cristiano Ronaldo (4) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) Dar Futuro ao Sporting (1) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (47) Derby 2016/17 (1) Derby 2018/19 (2) Derby 2020/21 (1) Derby 2023/24 (2) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) Diomande (1) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (29) disciplina (7) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (4) Doyen (4) Duarte Gomes (2) e-toupeira (1) Ecletismo (87) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) Edwards (2) Eintracht (2) eleições (20) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) eleições2018 (6) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (5) entrevistas (68) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) época 18/19 (2) época 19/20 (1) época 20/21 (3) época 22/23 (18) época 23/24 (3) EquipaB (18) equipamentos (13) Eric Dier (8) Erick (1) Esgaio (1) esgrima (1) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (8) Estórias do futebol português (8) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) etoupeira (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) Fatawu (1) fcp (12) FCPorto (11) Fedal (3) Feddal (2) Feirense (1) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (30) fiorentina (1) Football Leaks (2) forças de segurança (1) Formação (94) FPF (16) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Franco Israel (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (10) futebol de praia (1) futebol feminino (6) futebol formação (3) futebol internacional (1) Futre (2) Futre és um palhaço (4) futsal (44) futsal 10/11 (1) futsal 21/22 (4) futuro (10) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (30) Gamebox (4) Gauld (5) Gelson (4) Gent (1) geração academia (2) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (4) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Gonçalo Inácio (3) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Gyokeres (8) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Hjulmand (2) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (18) Hóquei em Patins 22/23 (1) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (5) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) idzabela (4) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (6) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (6) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (2) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jordão (1) Jorge Jesus (47) Jorge Mendes (3) jornada 5 (1) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) Jovane (5) JPDB (1) Jubas (1) Judas (1) judo (7) Juniores (7) JVL (105) Keizer (12) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga (3) Liga 14/15 (35) Liga 22/23 (13) Liga 23/24 (18) Liga Bwin (1) Liga Campeões 22/23 (4) Liga de Clubes (16) liga dos campeões (13) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga dos Campeões 2022/23 (3) Liga dos Campeões Futsal 2018/19 (2) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa 17/18 (1) Liga Europa 18/19 (5) Liga Europa 19/20 (3) Liga Europa 20/21 (1) Liga Europa 2023/2024 (4) Liga Europa 2024 (1) Liga Europa 22/23 (5) Liga Europa 23/24 (2) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (20) Liga NOS 18/19 (15) Liga NOS 19/20 (14) Liga NOS 20/21 (8) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luis Magalhães (2) Luís Martins (1) Luiz Phellype (3) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (8) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Mariana Cabral (1) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Marta (1) Matheus Nunes (2) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mathieu (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Max (1) Meli (1) Memória (11) mentiras (1) mercado (48) mercado 22/23 (19) mercado 23/24 (2) Meszaros (1) Miguel Afonso (1) Miguel Cal (1) Miguel Lopes (1) Miguel Maia (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (100) modelo (3) modlidades (4) Moniz Pereira (7) Montero (8) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (6) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (2) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (9) Nuno Mendes (3) Nuno Santos (6) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O FIM (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (5) orçamento clube 15/16 (1) orçamento clube 19/20 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) Palhinha (2) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) Patrícia Morais (1) património (2) patrocínios (6) Paulinho (6) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (12) Pavilhão João Rocha (1) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Gonçalves (3) Pedro Madeira Rodrigues (4) Pedro Marques (2) Pedro Mendes (6) Pedro Proença (2) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peseiro (6) Peyroteo (3) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) plantel 23/24 (1) Plata (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (4) Podence (1) Polga (5) policia (1) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) Porro (4) Portimonense (1) post conjunto (5) Postiga (7) Pote (2) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) pré-época 18/19 (1) pré-época 19/20 (7) pré-época 20/21 (6) pré-época 22/23 (7) pré-época 23/24 (1) prémio (1) prémios stromp (1) presidência (2) presidente (5) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quaresma (2) Quo vadis Sporting? (1) R&C semestral 2024 (1) Rabiu Ibrahim (2) Rafael Leão (1) Rafael Silva (1) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (19) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (15) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (2) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) rescisões (3) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (7) revista da semana (23) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (3) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (8) Rochinha (1) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Ruben Amorim (19) Ruben Ribeiro (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (28) Salema (1) sarabia (2) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (42) seleccionador nacional (9) Semedo (1) SerSporting (1) sessões de esclarecimento (1) Shikabala (2) Silas (6) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (5) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (24) Slimani (13) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (19) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sotiris (1) Sousa Cintra (4) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporar (3) Sporting (2) Sporting Campeão (1) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (3) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) St. Juste (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Summit (1) Sunil Chhetri (1) Supertaça (4) Supertaça 19/20 (1) Supertaça futsal 2022 (1) sustentabilidade (1) sustentabilidade financeira (47) Tabata (1) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (3) Taça da Liga 18/19 (1) Taça da Liga 19/20 (1) Taça da Liga 20/21 (1) Taça da Liga 2022/23 (1) Taça da Liga 22/23 (1) Taça da Liga 23/24 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (6) Taça de Portugal 18/19 (3) Taça de Portugal 2023/24 (1) Taça de Portugal 23/24 (2) Taça de Portugal feminina (1) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (3) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tiago Fernandes (1) Tiago Tomás (2) Tio Patinhas (4) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (95) treino (5) treinos em Alvalade (1) Trincão (3) triplete (1) troféu 5 violinos (7) TV Sporting (6) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (5) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) VAR (5) Varandas (26) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (8) video-arbitro (9) Vietto (2) Villas Boas (8) Vinagre (1) Viola (1) violência (1) Virgílio (100) Virgílio1 (1) visão estratégica (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (9) voleibol (3) voleibol 22/23 (1) Vox Pop (2) voz dos leitores (1) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)