sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

A coroação do enorme Coates


E são 300 jogos do capitão Coates. Um histórico que sumariza a história recente do nosso Sporting. Dos "quase" e das desilusões ao regresso às indispensáveis conquistas de títulos. Dos anos que o nosso capitão leva de leão ao peito, desde que chegou emprestado pelo Sunderland em 2016, até hoje, há três que me merecem destaque, não necessariamente por ordem cronológica:

- Os três penalty's contra o Rio Ave foram o seu momento mais baixo com a camisola do Sporting. Mas é um momento que condensa bem o que é jogar no Sporting. O Sporting vivia um mau momento, tinha acabado de ser goleado na Supertaça e o Sr. João Pinheiro teve um dos seus melhores recitais, aplaudindo alguns dos melhores mergulhos de Taremi. Coates teve um mau dia, sem dúvida, mas ele foi tornado ainda pior com a conivência de um dos senhores que, na "hora certa", aparece sempre. Ou porque estás mais forte para te parar ou transfigurado em cagarra para te fazer em cima quando tudo corre mal. Coates sobreviveu ao que a muitos teria significado um atestado de óbito desportivo.

- Foi o capitão no ano do titulo, mas foi muito mais do que isso. Foi farol lá atrás nos jogos mais sombrios, foi bombeiro e foi incendiário dos nossos melhores sonhos, com golos como fósforos, quando tudo parecia já perdido.

- Titulo que mereceu por inteiro, tal como a honra de ser o primeiro a levantar o troféu. Pois, quando muitos preferiram sair, ele decidiu ficar. E é com os que ficam, aconteça o que acontecer, que nos podemos fiar e seguir em frente. Como deve ser um capitão.

E que melhor forma de celebrar os 300 jogos senão com uma vitória incontestável, por 3-0, como a quem obtivemos frente ao Paços de Ferreira? Foi bonita a festa, pá!

terça-feira, 27 de dezembro de 2022

Modalidades: revista de fim-de-semana

Autor:8

Com o Natal a coincidir com um fim-de-semana, quase todas as modalidades pararam com as suas principais competições. Apenas a Federação Portuguesa de Basquetebol continuou com a sua Liga Betclic “obrigando” a nossa equipa principal da modalidade a jogar na passada quinta-feira 22 e voltando a jogar na próxima sexta-feira 30.

Assim os nossos basquetebolistas deslocaram-se a Oliveira de Azeméis para disputarem com a Oliveirense o jogo respectivo à 14ª jornada da Liga, e regressaram com uma vitória por 86-79, com 49-39 ao intervalo. Foi um jogo mais equilibrado do que se poderia supor, depois de termos ganho o jogo da 1ª volta, no Pavilhão João Rocha, por 25 pontos de diferença (99-74). O 1º quarto foi equilibrado, apesar de a nossa equipa ir comandando sempre o marcador por 6 a 8 pontos de diferença, tendo chegado ao fim do quarto a vencer 26-20.  No 2º quarto os nossos leões entraram muito bem com um parcial de 10-0 nos primeiros 3 minutos deste período. No fim deste parcial temos de lamentar uma lesão, aparentemente grave, de um dos norte americanos da Oliveirense, Elijah Wilson, que, numa entrada para o cesto, escorregou na humidade do piso e teve de ser conduzido ao hospital. Até ao final do quarto os adversários reequilibraram o jogo, tendo o intervalo sido atingido com 10 pontos a separar as duas equipas.

O 3º quarto decorreu equilibrado até cerca de 2 minutos e vinte segundos do fim, quando vencíamos por 8 pontos (56-48), mas até ao fim do quarto os nossos adversários conseguiram um parcial de 1-10, tendo chegado ao fim do quarto a vencerem-nos por 57-58. Resumindo, perdemos este quarto por 8-19. No 4º quarto recuperámos e chegámos a estar a ganhar por 8 pontos (79-71) mas nova recuperação da Oliveirense fez com que a 35 segundos do fim estivéssemos a ganhar apenas por 2 pontos (81-79), mas a partir daí arriscou cometendo faltas e com 5 lances livres alcançámos os números finais de 86-79. Estranho neste jogo é o parcial do 3º quarto (8-19). Considerando a parte defensiva tudo normal. Os nossos adversários contabilizaram, por quarto 20, 19, 19 e 21. Já no aspecto ofensivo notou-se que no 3º quarto a nossa equipa esteve muito abaixo do que conseguiu nos restantes: 26, 23, 8 e 29. Uma das razões pode ter sido que foram tentados 6 lançamentos de 3 pontos, e nenhum foi convertido. Se tivessem sido convertidos, pelo menos, metade dos tentados já o resultado final ficaria com números mais consentâneos com a diferença entre as duas equipas.

Marcus Lovett com 19 pontos, Diogo Ventura com 15, Gerald Armwood com 14 e Travante com 12 foram os principais marcadores da equipa neste jogo. Esta equipa volta a jogar na sexta-feira 30 recebendo no PJR o CD Póvoa. 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2022

Prendas de Natal à vista, com anúncios de uma Nova Era


Num curto espaço de tempo o Sporting efectuou a renovação dos contratos de Salvador Salvador e dos Manos Francisco e Martim Costa no andebol e Dário Essugo no futebol. Hoje é avançado pelo Record o prolongamento do contrato do melhor treinador de futsal do Mundo, Nuno Dias. Prendas de Natal de grande valor que, no caso especifico do futsal, auguram que a desejável e tão saborosa manutenção da hegemonia da modalidade seja bem possível.

Mas as novidades nas renovações não se ficam por aqui. Aliás, a que se anuncia hoje no jornal do Sporting [LINK ] pretende ser muito mais transversal e  transformadora. O pré-anuncio de "uma nova era" com o lançamento de um novo documento estratégico assente em três eixos estratégicos, a saber "Sustentabilidade, Colaboração e Performance", a publicação de um "relatório de sustentabilidade", ambos até ao final do ano em curso assim o indicam.

"Last but not the list", se acrescentarmos ao paragrafo anterior a promessa de um novo rebranding, trata-se de uma comunicação de intenções de enorme ambição. Mas, atendendo à sensibilidade da matéria, adivinham-se debates intensos à volta deste tema. Se os exemplos dados - Juventus e Peugeot - já o foram, no Sporting serão seguramente, enérgicos e fracturantes. Para já, e antes de tecer qualquer juízo, porque o que foi dito não o permite, saboreemos o Natal em Paz e Sossego. 

Bom Natal!

terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Vendaval Leonino desnudou arcebispos na Taça


O Sporting brindou o Sp, de Braga com um cabaz de Natal bem recheado, carimbando dessa forma o acesso a mais uma Final Four da Taça da Liga, a decorrer em Leiria e onde vai defender o titulo bem como ir à procura do tri.

Os de Braga mal tiveram tempo de se ambientar ao relvado exemplar e quando acordaram para a realidade recolhiam às cabines com uma manita bem encaixada. O Sporting teve o engenho de outros jogos mas neste beneficiou da sorte que em tantos outros foi madrasta. Desta feita marcou quase sempre que criou oportunidades, especialmente os primeiros dois golos, e isso certamente que terá deixado aturdidos os adversários. Como muito bem dizia Rúben Amorim, nem eles são tão maus assim, nem nós tão bons. A verdade é tal também me parece aplicável a vários outros jogos em que acabamos por perder pontos de forma totalmente emerecida.

Agora é esperar pelo regresso do campeonato, com um intervalo pelo meio para as rabanadas e bolo-rei e enquanto isso podemos deliciarmo-nos com as maldades de Edwards. O Pai-Natal bracarense não lhe vai deixar nada no sapatinho.




 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2022

Modalidades: revista de fim-de-semana


Autor:8

Novamente o andebol a começar a semana das modalidades na terça-feira no Pavilhão João Rocha recebendo os dinamarqueses do Skjern num jogo para a 6ª jornada da Liga Europeia da EHF, sem público devido às chuvas que inundaram Lisboa. E começou muito bem! Mais uma importante vitória 28-24. E quando dizemos começou muito bem, não se aplica só à semana desportiva como também ao jogo. Começámos com vantagens de 4-1 e de 7-4, mas os dinamarqueses foram recuperando chegando a estar a ganhar por 9-10, e o jogo foi continuando equilibrado até se atingir o intervalo com 13-13. Voltou a nossa equipa a começar bem a 2ª parte atingindo ama vantagem de 4 golos (20-16), mas também deixando o Skjern recuperar até aos 20-19. A partir daqui, cerca dos 13 minutos da 2ª parte, os leões foram-se impondo, alargando a vantagem até aos 28-23, permitindo um último golo dos visitantes no último segundo do encontro já quando os nossos jogadores comemoravam a vitória. No aspecto positivo, além da vitória, há que salientar a grande exibição de Leo Maciel, composta de excelentes defesas durante todo o encontro, e que defendeu os quatro primeiros livres de 7 metros dos cinco que o Sporting sofreu. Menos positivo os 14 remates aos 6 metros falhados pelos nossos jogadores. Kiko com 5 golos foi o nosso melhor marcador.

Este fim-de-semana deslocaram-se os leões do andebol a Málaga para a disputa da 1ª edição da Supertaça Ibérica, defrontando, no sábado, no 1º jogo o Barcelona, campeão espanhol e bicampeão europeu, de onde saímos derrotados por 34-37, mas que ao intervalo vencíamos por 20-16, e estivemos a comandar até aos 31-30. Martim Costa com 8 golos e Kiko com 7 foram os melhores marcadores leoninos.

No domingo defrontámos o Granollers para a disputa dos 3º e 4º lugares. Um jogo que terminou empatado 36-36, com 23-16 ao intervalo, mas foi preciso ir para o desempate por livres de 7 metros e ai caiu para os espanhóis por 2-4. Neste jogo os melhores marcadores do Sporting foram Mocquais com 7 golos e Natán com 6.

Neste torneio há que salientar a estreia do guarda-redes André Kristensen, norueguês que vem ocupar a vaga deixada pela saída de Manuel Gaspar. Também de salientar, mas pelo lado negativo, a nova lesão de André José, acabado de vir de uma paralisação prolongada também por lesão.

O basquetebol começou a sua semana na quarta-feira indo ao Pavilhão da Luz, com uma boa exibição, ganhar por 93-90, num jogo a contar para a 12ª jornada da Liga Betclic . No 1º quarto o Benfica esteve quase sempre na frente do marcador, chegando por vezes a cinco pontos de vantagem e até a 7 (19-26), enquanto os nossos leões apenas por uma vez comandaram o marcador (16-14), terminado o quarto com 24-28 no marcador. O 2º quarto começou bem pior, com um parcial de 2-11, chegando a estarmos com uma desvantagem de 14 pontos (31-45), mas a partir deste momento arrancámos com um parcial de 18-2 atingindo o intervalo a ganhar 49-47. O 3º quarto foi equilibrado com ligeira vantagem dos nossos adversários que terminaram na frente por 62-63. A primeira metade do 4º quarto foi totalmente dominada pelos nossos jogadores e chegámos a 5 minuto do fim a vencer por 79-70. Nessa altura os árbitros pensaram que o Sporting podia ganhar o jogo e resolveram assinalar as 5ªs faltas pessoais (inexistentes) a Travante e a Diogo Ventura. Continuaram os leões a controlar a partida e novamente, quando faltavam 1m27s para o final e o Sporting vencia por 86-81, os árbitros voltaram a mostrar para onde vinham, e marcaram uma falta antidesportiva a Armwood, o que provocou a sua exclusão, dois lance livres e a posse de bola para a equipa da casa. Conseguiram os leões controlarem-se e foram controlando o marcador até se chegar à vitória final. Lovett, além dos 28 pontos marcados, esteve muito bem no controle do jogo, mas todos estiveram excelentes na entrega e espirito de luta.

Os jogadores do basquete voltaram a jogar no sábado recebendo no PJR o Imortal e perdendo por 91-96. Começaram pessimamente e só conseguiram os primeiros pontos aos 3m10s de jogo, quando já perdiam por 0-10. Foram equilibrando o jogo os jogadores leoninos mas a 3 minutos do fim do quarto ainda perdíamos por 10 pontos (10-20). E nestes 3 minutos finais conseguiram converter 6 triplos e chegaram ao fim do quarto a vencer 30-24. No 2º quarto o Imortal recuperou até ao empate a 32 e seguiu o marcador equilibrado até aos 49-49, altura em que os algarvios acabaram por chegar ao intervalo a vencer por 50-52. O 3º quarto os leões começaram melhor, 2 triplos voltaram “a cair”, e a meio ganhávamos por 8 pontos (63-55), mas os visitantes recuperaram bem, com um parcial de 4-14, chegaram ao fim do quarto a vencer por 67-69. No 4º quarto continuou um jogo equilibrado e a cerca de um minuto e meio do final do encontro havia um empate a 89 pontos. Os visitantes conseguiram o 89-91, e os leões tentando a recuperação arriscavam lançamentos de 3 pontos que não entravam e fez o Imortal aumentar a diferença para os 91-96 finais. Uma das bases do ataque leonino são os lançamentos de 3 pontos, que neste jogo, excepto no 1º quarto em que conseguimos converter 8 triplos, se resumiram a 2 convertidos por quarto. Outro aspecto em que a equipa não esteve bem foram os ressaltos, quer defensivos quer ofensivos. Tudo isto poderá ter sido a equipa apresentar algum desgaste devido ao intenso jogo da passada quarta-feira. Travante com 26 pontos, a grande maioria obtidos no 1º quarto, foi o melhor marcador da equipa.
O próximo desafio dos basquetebolistas será na quinta-feira 22 em visita à Oliveirense, em jogo a contar para a 14ª jornada da Liga Betclic.

Também na quarta-feira começaram os jogos da equipa de voleibol com a recepção aos espanhóis do Melilla para a 2ª mão dos oitavos de final da CEV Challenger Cup. Precisávamos de reverter a eliminatória pois tínhamos sido derrotados por 2-3 em Melilla, e era necessário vencer no PJR por uma margem maior para evitar o Golden Set. E vencemos por 3-1. O 1º set foi equilibrado tendo a nossa equipa comandado até aos 17-13, mas os visitantes conseguiram recuperar e passar para a frente até aos 23-24, altura que acontece um momento muito importante no jogo. Conseguiram os leões impedir os 25 pontos espanhóis que fechariam o set e colocariam o Sporting numa situação muito mais difícil. Os leões viraram o set e foram vencer nas vantagens por 29-27. O 2º set foi menos equilibrado e os leões venceram por 25-19, estando desde o início no comando do marcador. O 3º set foi uma cópia do 2º, mas em sentido contrário, pois os visitantes controlaram desde o inicio e venceram 19-25. O 4º set começou como uma continuação do set anterior, com o Melilla a controlar o início do set, mas os jogadores leoninos recuperaram e conseguiram o equilíbrio aos 14 pontos, e embalados pela recuperação atingiram os 20-15, para terminarem o set com 25-17. Vitória justa e merecida pois a nossa equipa é superior à equipa espanhola. Na próxima eliminatória defrontaremos o Fonte Bastardo.

Voltaram os nossos voleibolistas a jogarem no sábado, indo defrontar o Castêlo da Maia em jogo a contar para a 2ª jornada da Série A da Liga Una Seguros, de onde regressaram com uma difícil vitória por 3-2. O 1º set foi desde o início controlado pelos maiatos que o venceram por 19-25. No 2º set os leões começaram bem e foram sempre controlando o jogo até chegarem aos 25-20. O 3º set começou com o Sporting ligeiramente à frente mas os maiatos souberam reagir e vieram a vencer por 21-25. Os jogadores leoninos sabiam da necessidade de vencer o 4º set e entraram fortíssimos, sempre controlando o marcador, atingiram os 18-10 para vencerem o set por 25-13. A negra foi equilibradíssima até aos 11-11 altura em que Sporting dispara para 14-11. O Castêlo ainda reduz para 14-13, mas José Masso consegue o 15º ponto e consequentemente as vitórias no set e no jogo. Masso mereceu muito ser ele a marcar este ponto decisivo, pois foi um jogador decisivo nos momentos importantes deste desafio, ele que conseguiu 24 pontos.

As leoas do voleibol receberam o Vitória de Guimarães e, num jogo equilibradíssimo, perderam por 2-3, com os parciais de 23-25, 25-21, 17-25, 25-18 e, numa negra que deveria terminar aos 15 pontos, foi disputada nas vantagens até aos 23-25. Podia ter caído para o nosso lado, caiu para as adversárias. Temos fé nestas nossas meninas.

O futsal leonino deslocou-se, no sábado, a Ponte de Sor para enfrentar, a contar para a 12ª jornada, a difícil equipa do Eléctrico local, 4º classificado da Liga Placard. Um jogo muito complicado que terminou com a nossa vitória com um resultado pouco habitual desta modalidade: 1-0. Alguns desperdícios, de parte a parte com o maior número a pertencer aos leões, e com excelentes defesas de ambos os guarda-redes fez com que o golo de Esteban, a passe de Pany, já na 2ª parte do desafio, sentenciasse o resultado final.
As leoas do futsal deslocaram-se a casa do Arneiros e venceram por 5-0, com 1-0 ao intervalo. Kika com 2 golos foi a melhor marcadora da equipa.

O hóquei em patins leonino recebeu e venceu o Riba d’Ave por 7-1, com 5-0 ao intervalo. Jogo com pouca história tal a superioridade dos leões. Gonzalo Romero, João Almeida e João Souto cada um com dois golos foram os marcadores de serviço, no último jogo leonino em 2022.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2022

Fernando Santos foi-se, quem se seguirá?


Sem grande surpresa chegou ao fim o tempo de Fernando Santos na Selecção Nacional.

O que há a dizer em primeiro lugar é que o agora ex-seleccionador nacional deixou uma marca indelével na sua passagem pela FPF. A conquista do Campeonato Europeu na final de Paris em 2016 da Taça das Nações no Porto em 2019 são os maiores feitos de sempre do futebol de selecções de Portugal. Feitos inéditos e não se estranharia de todo que se tornassem únicos e irrepetíveis. Era pelo menos assim até Fernando Santos conquistar o seu lugar na história do futebol nacional.

Parece-me também claro que o futebol jogado pelas suas equipas alternou boas mas raras exibições com um futebol tão enfadonho como aquele ar de urso obrigado a sair de um longo período de hibernação para cumprir a obrigação de estar presente nas conferências imprensa. A ideia de que o talento disponível raras vezes foi aproveitado na sua plenitude foi a imagem que registei.

Ainda assim o que conseguiu, há que voltar a referir, foi um feito enorme! Há que o dizer com toda a clareza: não foi por falta de talento que os seus antecessores falharam na obtenção de títulos. A sorte que sorriu ao improvável Éder não esteve com Chalana, Jordão, Néné ou Gomes também em França. Ou com Paulo Sousa, João Pinto ou Pauleta na Bélgica em 2000. Já em 2004 não foi apenas sorte a falhar, a recente eliminação com Marrocos fez lembrar o bloqueio táctico em que Scolari encurralou os artistas Deco, Figo, Ronaldo e Pauleta.

É por lembrar o falhanço de Portugal com o campeão do Mundo que a substituição de Fernando Santos é importante. O curriculo dos treinadores é sobretudo um registo histórico e não o resultado de uma avaliação exaustiva sobre o que uma selecção de Portugal precisa. É assim que vejo a solução José Mourinho. 

Pelo curriculum a contratação não oferece qualquer dúvida. Mas, analisado o que têm sido as prestações recentes das equipas sob seu comando, as suas propostas de jogo e até a sua liderança a existir, a oferta, a existir, parece mais um proposta de tratamento de reabilitação do treinador do que uma promessa de sucesso para a selecção. Na despedida Fernando Santos não o disse, mas certamente que se permitiu pensar: atrás de mim virá quem de mim virá quem de mim bom fará. 


No que ao Sporting diz respeito, dificilmente o substituto de Fernando Santos poderá ser mais adversativo. Mas os recordes foram feitos para ser batidos... Se Mourinho vier a ser confirmado como seleccionador tem uma vantagem: sempre que lhe apetecer rasgar a camisola do Rui Jorge é só telefonar ao contínuo da FPF.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2022

Manita na Taça da Liga

Com um hattrick fulgurante de Paulinho, mais dois que se seguiram na segunda metade do jogo, carimbaram em definitivo a presença nos quartos-de-final da Taça da Liga.

Num jogo a fazer lembrar a época do título, pelas bancadas despidas, saliência, além do já referido trio de golos de Paulinho, para a boa exibição de Artur, pela estreia na titularidade de Mateus Fernandes e para a forma assombrosa de Porro.

Agora é arrumar o Braga segunda-feira e prosseguir para a Final Four em Leiria. Não é um jogo fácil mas se colocarmos em campo os nosso melhores argumentos é perfeitamente alcançável.

terça-feira, 13 de dezembro de 2022

Há um cheiro a emails putrefactos no ar ou "sou do Adémia desde pequenino"


Ferreira Nunes, foi antigo vice-presidente do Conselho de Arbitragem entre final de 2011 e junho de 2016. Nesse período que o senhor que confessou hoje, na audiência em tribunal "ter simpatia pelo SLB e pelo Adémia " foi dirigentes do CA o SLB foi campeão quatro anos consecutivos, o que só pode ser considerado uma coincidência.

Nessa audiência [LINK]ficamos a saber que este ex-dirigente e o antigo dirigente e actual assessor Paulo Gonçalves são muito amigos. O segundo arranjava-lhe bilhetes, hóteis de borla e recomendava juristas. Ficamos sem saber "se" e "o que" o Sr. Ferreira Nunes dava em troca. Provavelmente nada, "os amigos são para as ocasiões" pensarão uns.  Não há almoços grátis, dirão outros.

Que esta história dos emails cheira mal julgo que dirão quase todos.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2022

Modalidades: revista de fim-de-semana



Autor: 8

As modalidades começaram a competir na terça-feira na Dinamarca onde os nossos leões do Andebol foram defrontar o Skjern H., e de onde regressaram com uma brilhante vitória de 30-28, com 12-15 ao intervalo. Começou bem o Sporting que esteve na frente do marcador, ou empatado, até cerca dos 11 minutos de jogo, altura em que os dinamarqueses passaram pela primeira vez para a frente aos 4-5. A partir deste momento os nossos adversários foram sempre dominando o marcador por 2 ou 3 golos, chegando mesmo por uma vez 4 golos a seu favor (10-14) e assim se atingiu o intervalo com 12-15. Na 2ª parte os nossos jogadores foram aos poucos a diminuir a diferença até atingirem o empate 18-18 aos 8 minutos, mas de novo o Skjern conseguiu 3 golos de vantagem (20-23) cerca dos 15 minutos, momento em que entrou para a baliza Manuel Gaspar para defender um livre de 7 metros com sucesso, acabando por permanecer até ao final com uma exibição brilhantíssima. Conseguimos recuperar para novo empate, agora a 24, cerca dos 20 minutos altura que os dinamarqueses passaram a atacar com 7, mas sem grande resultado porque os leões aos 23 minutos passaram para a frente por 26-25, chegaram mesmo aos 28-25, e nunca mais largaram o comando até aos 30-28 finais. Martim Costa com 10 golos e Salvador com 8 foram os melhores marcadores leoninos.

Regressados a Portugal os leões foram até ao Pavilhão da Luz empatar 27-27. Jogo muito equilibrado de princípio ao fim. Apenas uma vez a diferença entre as equipas foi superior a 2 golos. Foi aos 23 minutos quando perdíamos por 7-10, mas rapidamente recuperámos e chegámos ao intervalo a vencer 13-12. A 2ª parte foi igual. A 5 minutos do fim as equipas estavam empatadas a 26 golos. Nestes 5 últimos minutos apenas foram marcados um golo para cada equipa. O Sporting conseguiu o seu apenas a 25 segundos do fim e os rivais ainda conseguiram empatar a 6 segundos do jogo terminar. Foi um excelente jogo de andebol. Os irmãos Costa com 8 golos cada foram os principais marcadores leoninos. De lamentar que este foi o ultimo jogo de Manuel Gaspar com a camisola do Sporting. Segundo comunicado saído nas últimas horas Manuel Gaspar vai representar o Nantes a partir desta data. O próximo jogo dos leões do andebol será a recepção ao Skjern H. na terça-feira 13 no PJR.

O futsal leonino começou a semana no feriado de quinta-feira a receber no PJR o Fundão e a vencer por uns inesperados 9-0, com 6-0 ao intervalo, perante uma equipa tradicionalmente difícil, que vinha de uma derrota com o Benfica por 2-3. Começámos muito bem e rapidamente atingimos os 3-0, o que desanimou os nossos adversários, que nada puderam fazer perante uma excelente exibição da nossa equipa. Cavinato com 3 golos e Sokolov com 2 foram os nossos melhores marcadores.

No domingo foram os leões do futsal até Ferreira do Zêzere defrontar os locais para a 11ª jornada da Liga Placard, um jogo que saiu mais complicado do que era suposto. Começámos a perder 0-1, conseguimos empatar e passar para a frente, rapidamente o Ferreira do Zêzere empatou, mas ainda conseguimos passar para a frente antes do intervalo, que foi atingido com 3-2 a nosso favor. O jogo continuou complicado até meio da 2ª parte, momento em que conseguimos o 4-2, e a partir dai o jogo abriu mais e conseguimos chegar aos 6-2 com que terminou o desafio. Esteban Guerrero e Alex Merlim, com 2 golos cada, foram os melhores marcadores da equipa.

O próximo jogo do futsal leonino será no próximo sábado 17 em Ponte de Sor contra o Elétrico local.
As meninas do futsal venceram o Gondomar por 5-1, com 2 golos de Kika, conservando o 3º lugar na Liga Placard. O próximo jogo será contra os Arneiros no próximo sábado 17.

Também o voleibol leonino começou o fim-de-semana na quinta-feira com a visita ao Esmoriz, de onde regressámos com uma vitória por 3-1, com os parciais de 20-25, 25-20, 25-21 e 25-23, no último jogo da 1ª fase da Liga Una Seguros. No domingo os leões do Voleibol voltaram ao norte para defrontarem o Vitoria de Guimarães, no primeiro jogo da segunda fase, e regressaram com outra vitória desta vez por 3-0 (25-19, 26-24 e 25-17). O próximo jogo destes leões será na quarta-feira 14 para tentarem a viragem na eliminatória da CEV Challenger Cup recebendo os espanhóis do Melilla.

As leoas do voleibol tiveram duas boas vitórias, uma fora na quinta-feira, em Castêlo da Maia, por 3-0 e outra no PJR no domingo, com o Leixões por 3-1 (25-27, 25-15, 26-24 e 25-19) num jogo equilibrado em que as meninas não ficaram afectadas pela derrota nas vantagens no primeiro set e reagiram bem conseguindo a vitória no jogo. O próximo jogo desta equipa é em casa no domingo 18 com o Vitoria de Guimarães. 

O hóquei leonino também teve dois jogos esta semana. O primeiro foi, na quinta-feira, em Viana do Castelo onde vencemos por 8-4, com um começo absolutamente assertivo, quando aos 3 minutos de jogo já vencíamos por 3-0. Continuámos muito bem chegando aos 5-0, com os vianenses a reagirem para atingirmos o intervalo com o resultado de 7-2. Uma 2ª parte mais equilibrada que permitiu o resultado final obtido. Ferran Font com 4 golos foi o nosso melhor marcador.

No domingo os nossos hoquistas foram até ao Entroncamento disputar uma eliminatória da Taça de Portugal com a equipa local, que milita na 2ª Divisão, e venceram por 11-2 com 2-1 ao intervalo. Jogo descontraído perante um adversário nitidamente inferior. Henrique Magalhães foi o nosso principal artilheiro com 3 golos, com muitos golos distribuídos pelos vários jogadores. O próximo jogo do hóquei leonino será a recepção ao Riba d’Ave no próximo sábado 17.

As nossas hoquistas também tiveram dois jogos. No primeiro, na quinta-feira, foram lutar com o Odivelas em sua casa e vieram com uma vitória por 8-2. No domingo receberam e foram derrotadas pelo Benfica, por 2-5, com 1-3 ao intervalo. Sofia Moncóvio marcou os nossos dois golos.   

O basquetebol leonino só teve um jogo, no sábado, uma deslocação ao Minho para defrontar o Sporting de Braga, uma equipa que milita na 1ª Divisão (3º escalão Nacional), em jogo a contar para a Taça de Portugal. A equipa já apresentou Joshua Patton, elemento que já tinha representado o nosso clube na época passada, e que veio ocupar o lugar de poste que Ivica Radic havia deixado vago quando abandonou o Clube. Quem também saiu foi DJ Fenner que não jogou hoje, assim como também já não tinha jogado os últimos jogos. O Sporting venceu por 108-56. Mesmo rodando todos os jogadores a equipa venceu calmamente, terminando o 1º quarto a vencer por 31-16. O 2º quarto foi iniciado com um 16-0, a nosso favor o que demonstra bem a diferença entre as equipas, e chegámos ao intervalo a vencer 54-26. Na 2ª parte o panorama foi igual tendo terminado com valores semelhantes aos da 1ª parte: 54-30. Pedro Nuno pôs todos os elementos a jogar, sendo Lovett o nosso melhor marcador com 22 pontos, havendo vários jogadores com mais de 10 pontos. O próximo jogo desta equipa será no pavilhão da Luz na próxima quarta-feira 14.

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Ronaldo & Fernando Santos, um problema para quem?


A pressão sobre o final de carreira está a condicionar Ronaldo muito mais do que as falhas de ketchup ocasionais que a sua carreira registou. E compreende-se. Para as primeiras havia sempre remédio ou pelo menos esperança, para a primeira não, tudo passará a definitivo, para os compêndios de história e onde não haverá novos golos ou records.

A sua actuação em Manchester esta época, a juntar à infeliz entrevista e a culminar na saída nada airosa de campo - para quem ainda por cima tem o peso da braçadeira e por isso tem de liderar pelo exemplo -  é uma sequência lastimável numa carreira de um jogador ímpar e dado muitas vezes como exemplo de superação e profissionalismo inigualáveis.

É claro que Ronaldo está longe da boa forma que o notabilizou e que foi praticamente constante ao longo da sua carreira. A isso não deve ser alheio o facto de ter pouco ritmo de jogo, fruto das utilizações pouco regulares ao longo da época, a que acresce a pressão de querer demonstrar que as qualidades que o notabilizaram permanecem intactas. Ninguém duvidará que Ronaldo preferiria atrair as atenções de um Liverpool, Chelsea, Barcelona, Real Madrid ou Manchester City do que uns longínquos e endinheirados árabes, porém insignificantes no que ao futebol diz respeito. 

Paradoxalmente serão certamente os comportamentos mais recentes de Ronaldo que pesarão mais nas decisões dos treinadores do que propriamente as suas actuais capacidades. Mesmo que estas sugiram dúvidas, julgo que é claro para todos que Ronaldo não desaprendeu de um dia para outro. Mas as suas atitudes recentes de "one & only" esbarram num conceito de equipa, de grupo, que é fundamental para chegar ao sucesso. O número de golos que pode oferecer talvez venha acompanhado de um preço unitário incomportável. Esse é um problema que só Ronaldo poderá resolver ou tornar-se parte da solução, quando agora ele mesmo parece ser um problema.

Mas será Ronaldo um problema para a selecção, actualmente e mais concretamente na selecção de Fernando Santos? Depende. Do ponto de vista disciplinar foi-o no último jogo e qualquer grupo de trabalho, especialmente num momento de decisão, dispensa bem o ruído e atenções negativas. Esperando que a selecção continue no Catar depois do dia de hoje, provavelmente será um momento irrepetível. Do ponto de vista técnico é claro que Portugal não tem  ninguém melhor que Ronaldo para jogar naquela posição, por muita qualidade que reconheça em Leão, Silva e Ramos. 

Para Fernando Santos Ronaldo é um problema maior do que já era antes de o jogo de hoje por razões óbvias. E isso será provavelmente a principal matéria de debate após o jogo, que só será mitigado caso o resultado seja positivo e as perspectivas que se abrirão sobre os quartos-de-final remeterem para o esquecimento a polémica do momento. Só os totalistas do euromilhões à segunda-feira é que têm mais uma vitória garantida. Há que salientar contudo que o seleccionador esteve bem ao assumir o problema na última conferência de imprensa.

Já para Ronaldo, como para os demais companheiros, Fernando Santos continua a ser um problema. A vitória europeia de 2016, seguida da Taça das Nações deu-lhe um lugar confortável, tão confortável como as pálidas exibições e qualificações tremidas. Aquela que é uma das melhores e mais bem preparadas gerações de sempre, recheada de representantes nas melhores ligas do mundo exibe-se no relvado como um grupo excursionista que se juntou à pressa para fazer uma perninha. 
 
Uma equipa de um seleccionador que está em funções desde 2014 deveria ser capaz de mostrar em campo uma identidade, algumas ideias e rotinas básicas. Infelizmente vai fazendo o seu percurso à custa de rasgos individuais e uns fogachos aqui e ali que parecem resultar mais do conhecimento adquirido pelos anos que jogam juntos do que aquilo que é sistematizado via treino. Como alguém já terá dito a selecção vai ganhando aqui e ali não por causa do treinador mas apesar dele. E quem perde mais são os melhores como Ronaldo.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

Semana muito intensa nas modalidades

Autor: 8

Esta semana, no que a jogos das modalidades diz respeito, começou na terça-feira no Pavilhão João Rocha onde a nossa equipa de andebol recebeu os húngaros do Balatonfüredi, em mais um jogo para a Liga Europeia da EHF, tendo vencido por 35-32. Foi um jogo equilibrado, com os visitantes, equipa muito forte fisicamente, a começar bem tendo conseguido rapidamente vantagens de 3 golos que obrigaram os nossos andebolistas a ir procurando reduzir a desvantagem, o que só conseguiram com o primeiro empate aos 10 golos e com o marcador a ir funcionando para um lado e para outro até atingirmos o intervalo com 17 golos para ambas as equipas. No regresso do intervalo começou melhor o Sporting que conseguiu 4 golos de vantagem mas os húngaros com uma boa resposta conseguiram recuperar e empatar aos 26-26. A partir daqui os nossos jogadores voltaram a fugir, e conseguiram 3 pontos de vantagem que foram mantendo até ao apito final. Salvador com 7 golos e Kiko Costa com 6 foram os melhores dos leões.

Voltaram, no sábado, os leões do andebol a jogar para o Campeonato Placard indo ao Pavilhão Acácio Rosa defrontar os Belenenses. Deslocação tradicionalmente complicada obrigou os leões a entrarem a todo o vapor, sempre dominando o marcador até aos 8-5, mas depois permitindo a recuperação dos azuis até ao empate a 8. A partir dai, sempre com o Sporting na frente, tivemos um jogo equilibrado até ao intervalo atingido aos 17-15. Na segunda parte a nossa equipa começou bem e rapidamente atingiu margens de 5 e 6 golos de diferença (25-19) que se foram consolidando e aumentando até os 8 golos de diferença finais: 36-28. Martim Costa com 10 golos foi o nosso melhor marcador.

Voltam os leões do andebol a jogar na terça-feira 6 indo à Dinamarca defrontar o Skjern H, em mais uma jornada europeia, e no sábado 10 vão à casa do Benfica para mais uma jornada do Campeonato Placard. Confiemos!

Na quarta-feira foi a vez da equipa de basquetebol receber os finlandeses do Karhu Basket para a FIBA Europe Cup. Num jogo em que era preciso vencer por 20 pontos para conseguir o apuramento os leões entraram bem e aos 4 minutos venciam por 12-2, mas os finlandeses recuperaram, passaram para a frente aos 18-19, e atingiram o final do 1º quarto a vencer 25-26. No 2º quarto tivemos um Sporting a defender muito bem conseguindo um parcial de 20-8 neste período, chegando ao intervalo a ganhar 45-34. Após o intervalo a equipa rapidamente perdeu todo o avanço conseguido no anterior período, consentindo de entrada um parcial de 0-11, seguiu-se uma fase de equilíbrio, e quando no minuto final deste quarto vencíamos por 69-66, tivemos outra paragem e com um 0-4 os finlandeses chegaram ao fim do quarto já a vencer por 69-70. No 4º quarto, nova entrada péssima dos leões novamente com outro 0-11 fez os nórdicos embalarem para a vitória final por 84-93. Compreende-se que este foi o quarto jogo em sete dias com o consequente desgaste, e com a falta de alguns elementos importantes para ajudar, mas quando dos 84 pontos conseguidos pela equipa, 81 são conseguidos pelos cinco jogadores do cinco inicial, algo não está bem. Os melhores marcadores leoninos neste jogo foram Travante com 21 pontos, Armwood com 20 e Fenner com 19.

No sábado foi o basquetebol leonino até Sangalhos, defrontar o último classificado da Liga Betclic, regressando com uma vitória por 95-83. Foi um jogo muito confuso e trapalhão, equilibrado, onde aos poucos a enorme diferença entre o potencial das equipas foi fazendo o Sporting adiantar-se no marcador. O 1º quarto chegou ao fim com os locais em vantagem (20-21). Um 2º quarto onde pouco se defendeu e muito se atacou fez o Sporting chegar à frente ao intervalo por 49-45 (29-24 no quarto). Os dois quartos finais ambos vencidos pelos leões (19-13 e 27-25) permitiram vencermos por 12 pontos de diferença. O nosso melhor marcador foi Lovett com 26 pontos. A juntar à falta dos elementos que já faltavam no jogo anterior, em Sangalhos notou-se também a falta de Fenner e de João Fernandes, também lesionados ou doentes. Rápido regresso a todos.

Os leões do basquetebol voltam a jogar na quinta-feira 8 numa vista à Luz para a primeira jornada da 2ª volta da Liga Betclic.

Depois do regresso de Itália, da disputa da Ronda de Elite da UEFA Futsal Champions League, o nosso futsal jogou também na quarta-feira, tendo recebido Portimonense e vencido por 16-0, com 7-0 ao intervalo. Jogo com tão pouco há a dizer, tal a superioridade dos leões, apenas que Cavinato com 5 golos e Esteban Guerrero com 4 foram os principais marcadores.

Tudo diferente no jogo de sábado na visita ao Caxinas, de onde viemos com um empate 2-2. Um jogo equilibrado na primeira parte, com excelente actuação de ambos os guarda-redes, especialmente o caxineiro Tiago Sacramento, e com os locais a serem felizes ao conseguirem dois golos de rajada no último minuto. Toda a 2ª parte foi de domínio total do Sporting, mas incapazes de bater o guarda-redes local que somente no último minuto do jogo, e quando jogávamos com João Matos como guarda-redes avançado, consentiu os dois golos necessários para assegurar o empate, mas já depois disso ainda evitou o que seria o 3-2 para o Sporting. Resultado imerecido especialmente por tudo o que a equipa fez na 2ª parte, mas melhores dias virão. Os golos do Sporting foram obtidos por Cavinato e Esteban Guerrero.
Os próximos jogos dos leões do futsal são na quinta-feira 8 no PJR com o Fundão e no domingo 11 vão a Ferreira do Zêzere defrontar os locais.

As leoas do futsal foram na quinta-feira a Viana do Castelo vencer o Santa Luzia por 3-2. Carolina Pereira, Ana Alves e Kika marcaram os nossos golos. No domingo recebemos no PJR o Benfica e perdemos por 1-4 com Lima a marcar o golo leonino no último minuto da partida.

Também na quarta-feira foi o inicio da semana para o hóquei leonino, indo  a Famalicão derrotar a equipa local por 5-2, com 2-2 ao intervalo. Começou melhor a nossa equipa com Toni Pérez a abrir o activo logo no início do jogo, mas os Famalicenses empataram para logo de seguida Toni Pérez bisar mas mesmo assim os locais voltaram a empatar antes do intervalo. A 2ª parte foi toda leonina com Ferran Font a fazer o 3-2 e Gonzalo Romero a bisar para o 5-2 final. Uma vitória justa e merecida.

Voltou a jogar o hóquei leonino no domingo, ao receber no PJR, o OC Barcelos e vencendo o anterior líder do Campeonato Placard por 3-2, estando a perder 0-2 ao intervalo. Jogo muito bem jogado e muito disputado por ambas as equipas. Ao fim e ao cabo tudo se resolve em conseguir obter os golos. Mais felizes os visitantes que logo aos 24 segundos conseguiram o seu primeiro golo, e a meio da 1ª parte conseguiram outro, sem que os nossos leões conseguissem nenhum, nas várias oportunidades que tiveram. Na 2ª parte com o Sporting sempre pressionando, cerca do terceiro minuto Toni Pérez conseguiu o primeiro golo leonino, continuando a equipa a carregar sobre os barcelenses mas com muitas oportunidades não concretizadas, até que a cerca de 10 minutos do fim Ferran Font conseguiu o empate. 

Pouco depois o Barcelos tem mais duas oportunidades de golo através de dois livres diretos mas não conseguiu converter nenhum. O segundo destes livres foi consequência de uma exclusão de Gonzalo Romero, o qual quando no seu regresso à pista entrou em grande velocidade pelo lado direito da defensiva minhota e passou a bola para Matias Platero que, dentro da área, encostou para o golo da vitória. Vitória justa e merecida da nossa equipa que com este resultado chega ao topo da classificação juntamente com o Benfica, ambos com 7 vitórias e uma derrota.O próximo jogo da nossa equipa de hóquei será na próxima quinta-feira 8 em Viana do Castelo defrontando a equipa do AJ Viana.

Já as meninas do hóquei jogaram na quinta-feira em Massamá com o Stuart perdendo por 1-3 e jogaram também no domingo recebendo o HC Turquel e saíram derrotadas por 1-4. O próximo jogo será na próxima quinta-feira 8 em Odivelas com a equipa local.

Também o voleibol leonino começou a semana na quarta-feira indo ao Norte de Africa disputar com o Melilla a 1ª mão dos 1/8 avos da CEV Challenger Cup, vindo de lá com uma derrota por 2-3 num jogo muito equilibrado mas que com um pouco de sorte podíamos ter regressado com uma vitória, se tivéssemos ganho o segundo set pois perdemos nas vantagens por 30-32, já depois de termos ganho o primeiro por 25-21. Perdendo o terceiro set por 21-25, a vitória no quarto set (25-19) ter-nos-ia dado a vitória no jogo, que acabou por ser decidido na negra onde perdemos por 11-15. Acredito que no jogo da 2ª mão a disputar dia 14 no PJR venceremos por números que nos darão a passagem à eliminatória seguinte.

Regressada a Lisboa tinha a equipa leonina um fim-de-semana preenchido com uma dose dupla para a Liga UNA Seguros, no Pavilhão João Rocha. No sábado recebemos e vencemos o Sporting de Espinho por 3-0, com os parciais de 25-15, 25-20 e 25-16, num jogo em que a nossa equipa demonstrou ser nitidamente superior. No domingo o adversário era o Benfica e tínhamos uma tarefa bem mais complicada. E foi, bem mais complicada. Derrota por 1-3 em que perdemos os três parciais por 20-25 e ganhámos o nosso por 26-24. Os encarnados demonstraram que estão melhores que a nossa equipa e venceram com merecimento, mas não podemos deixar de enaltecer a entrega e o espirito lutador dos nossos leões. O próximo jogo será na quinta-feira 8 em Esmoriz contra a equipa local.

As leoas do voleibol foram a Vila do Conde vencer o Vilacondense por 3-0 (25-21, 25-14 e 25-22) num jogo sempre controlado, e indo na próxima quinta-feira 8 a casa do Castelo da Maia para a disputa da 13ª jornada da Liga LIDL.

quarta-feira, 30 de novembro de 2022

Prenda de Natal antecipada - Cresceremos juntos Rúben Amorim


Já havia rumores a circular de que a renovação de Rúben Amorim estaria em curso. Mas rumores no futebol há muitos e nada como a confirmação feita pelos envolvidos para tornar efectiva aquela que talvez seja a prenda de Natal mais desejada: a continuidade do treinador.

A primeira nota mais relevante talvez seja o facto do treinador poder ficar ligado ao clube até ao final do mandato da actual equipa dirigente. Sim, poder, porque também nesta matéria - o cumprimento dos contratos - não há garantias de serem respeitados por nenhuma das partes. 

Amorim é um treinador que despertou há muito os apetites de clubes tão recheados de ambições como de dinheiro e isso é o suficiente para colocar em causa as decisões agora tomadas pelo treinador. Por outro lado os resultados serão sempre o barómetro da relação que em boa hora já se estende desde o bendito dia de 4 de Março de 2020.


 

Isso leva-nos àquele que é o segundo ponto a destacar: Frederico Varandas não sucumbiu à tentação de partir para nova relação com outro técnico, apesar dos resultados não estarem a ser os esperados depois do forte investimento feito no inicio da época.

Com isso revela confiança no valor do treinador e convicção nas ideias que o motivaram a "descarregar o MBWay" para os lados do Bom-Jesus de Braga. E procura que a estabilidade que resulta da manutenção do triunvirato VVA (Varandas, Viana, Amorim) produza resultados. A tradição já não é a que era. Talvez não tenhamos chegado ao Natal como candidatos ao titulo, porque este agora é uma miragem muito longínqua. Mas não vamos baralhar e partir dar novo jogo. 

A decisão parece-me acertada e no sentido da defesa dos melhores interesses do Sporting. Sabemos bem onde nos trouxeram os permanentes recomeços, o rasgar dos projectos que quimericamente prometiam o paraíso em Alvalade poucos meses antes das convulsões imporem a sua lei.

A estabilidade nunca será sinónimo de estagnação. O valor de Rúben Amorim saciou-nos, depois de um longo jejum de títulos nacionais, acrescentando ainda uma Taça da Liga e uma Supertaça. O potencial rivaliza com a sua juventude. Mas é claro que é um treinador ainda em formação, o contrário é que seria de admirar: Amorim vai apenas com duas épocas completas. Os Sportinguistas percebem que há custos associados à aposta mas esperam e sentem que vale a pena pagar para ver.

A união do Sporting com Amorim é  "a fome que se junta com a vontade de comer". O clube ambiciona a regularidade na obtenção de títulos que a sua grandeza exige e o treinador quer naturalmente inscrever o seu nome o maior número de vezes em títulos conquistados. 

Cresceremos juntos.

terça-feira, 29 de novembro de 2022

Modalidades: semana muito movimentada


A semana das modalidades começou na passada terça-feira 22 na Croácia onde a equipa de andebol foi disputar a 3ª jornada da Liga Europeia da EHF com o Nexe, regressando com uma derrota por 31-32. Encontrámos pela frente uma equipa muito forte, que ao intervalo já vencia por 22-16. Os nossos leões foram lutando e resistindo e na 2ª parte conseguiram ir aproximando-se no marcador reduzindo a diferença tendo conseguido o empate a 30 segundos do fim. No entanto na última posse de bola os croatas conseguiram marcar a 4 segundos do fim e obtiveram a vitória. Apesar da derrota pensamos que foi brilhante o comportamento da nossa equipa e devemos salientar, mais uma vez, os irmãos Costa com Francisco a marcar 12 golos e Martim 10.

No domingo recebemos o FC Porto num encontro para a 10ª jornada do Campeonato Placard que terminou empatado a 29-29, com 11-11 ao intervalo. Foi um jogo muito equilibrado especialmente na segunda parte. Na primeira parte depois do equilíbrio inicial o Sporting conseguiu um avanço de cinco golos (10-5) mas os portistas responderam para chegarem ao empate ao intervalo. Na segunda parte os visitantes atacaram quase sempre com 7 jogadores de campo (sem guarda redes na baliza) e a nossa equipa teve muitas dificuldades a defender. Isto aliado a uma agressividade brutal da defesa portista, permitida pela arbitragem, originou que as diferenças no marcador sempre fossem mínimas. O Sporting a 10 segundos do fim conseguiu o seu 29º golo, mas depois de um time out pedido pelos visitantes, numa disputa de bola enrolados no chão os árbitros excluíram Salvador e marcaram livre de 7m contra nós, que foi transformado terminando o jogo empatado. Martim Costa com 11 golos foi o nosso melhor marcador.
A nossa equipa tem já esta terça-feira 29 mais um jogo para Liga Europeia da EHF, recebendo no PJR os húngaros do Balatonfüredi.

Já o Futsal leonino começou na quarta-feira 23 a disputar a Ronda de Elite da UEFA Futsal Champions League, na cidade italiana de Napoles, numa poule a quatro. Começámos por defrontar os sérvios do Loznica Grad que vencemos por 4-2, com 3-1 ao intervalo. Depois de termos começado a perder Diogo Santos fez o 1-1, Cavinato marcou o segundo e Sokolov bisou com os terceiro e quarto golos.

Na quinta-feira, na segunda jornada, defrontámos os ucranianos do Uragan, que também tinham vencido na jornada anterior. Começámos bem com golos de Hugo Neves e Tomás Paçó mas os ucranianos reduziram para 2-1 até ao intervalo e conseguiram o empate no início da segunda parte. Depois João Matos e Pany Varela marcaram para fazerem o 4-2 final.

No sábado defrontámos a equipa da casa, o Feldi Eboli, e vencemos por 5-0 com 1-0 ao intervalo. Golos distribuídos por cinco jogadores diferentes. Zicky Té marcou na 1ª parte, e na 2ª parte Cavinato, Miguel Ângelo, Diogo Santos e Sokolov contribuíram, cada um com um golo, para o resultado final, garantindo a vitória nesta Ronda de Elite.

Servia esta ronda para apurar uma única equipa para disputar a Fase Final da UEFA Futsal Champions League, a disputar em Maio e para onde também se apuraram as equipas do Benfica, os espanhóis do Palma Futsal e os belgas do Anderlecht. Na próxima quarta-feira 30, o futsal leonino receberá o Portimonense para a 8ª jornada da Liga Placard no Pavilhão dos Leões de Porto Salvo.

Já as leoas do Futsal receberam e venceram as Aguias de Santa Marta por 6-2, indo na quinta-feira 1 disputar a 10ª jornada da Liga Placard ao campo do Santa Luzia.

Também o basquetebol começou a semana na quarta-feira, recebendo os húngaros do Egis Kormend no PJR e vencendo por 89-84, num jogo muito equilibrado nos 1º e 2º quartos com as equipas a chegarem ao intervalo separadas por 2 pontos (36-38). No 3º quarto os húngaros dominaram completamente, chegando a estarem a vencer por 16 pontos, mas nos momentos finais reagimos alguma coisa indo para o quarto final a perder “apenas” por 10 pontos (58-68). As instruções de Pedro Nuno, e seus adjuntos, deram na interrupção entre quartos, acordaram os leões que conseguiram recuperar, e já nos minutos finais conseguiram passar para a frente no marcador, e acabámos por 5 pontos, diferença feita, fundamentalmente, graças ao aproveitamento de lances livres por DJ Fenner, o melhor marcador leonino no encontro com 21 pontos.

Na sexta-feira recebemos o CAB Madeira num jogo a contar para a 10ª jornada da Liga Betclic no PJR, e que vencemos por 72-68. Um jogo muito confuso, e mal jogado. O Sporting esteve praticamente sempre na frente mas, nos últimos segundos, os madeirenses se tivessem convertido um lançamento tentado teriam passado para a frente do marcador. Felizmente que não conseguiram e Travante ainda conseguiu, no derradeiro lance, aumentar a diferença no marcador. Travante e Lovett, ambos com 13 pontos foram os melhores marcadores da equipa.

No domingo voltámos ao PJR para receber o Benfica, num jogo respeitante à 1ª jornada da Liga Betclic, adiado devido à participação de ambos os clubes nas competições europeias, tendo saído derrotados por 78-89. O Sporting ao fazer o seu terceiro jogo em 5 dias, perante uma equipa altamente reforçada, equilibrou os dois primeiros quartos (23-25 e 23-21) chegando ao intervalo empatados a 46 pontos. O 3º quarto foi o quarto decisivo. O resultado deste quarto expressa bem o resultado final: 7-20. O cansaço acumulado e a falta de profundidade no plantel podem justificar os míseros 7 pontos obtidos no quarto. O 4º quarto voltou a ser equilibrado tendo vencido por 25-23, insuficientes para evitar a derrota final. Travante com 24 pontos voltou a ser o nosso melhor marcador.

No conjunto destes três jogos nota-se uma equipa cansada, onde a rotação dos jogadores não pode ser muito intensa, e onde se sente a falta de um poste forte, devido à saída de Radic, ainda não substituído e à ausência de Diogo Araújo e Tanner Omlid, ambos extremos, bons lançadores e bons ressaltadores, lesionados há algum tempo e que muita falta têm feito à equipa. Aliado aos três jogos em cinco dias, esta equipa volta a jogar esta quarta-feira 30 ao receber no PJR os finlandeses do Karhu Basket para a última jornada do nosso grupo da FIBA Europe Cup.

No nosso hóquei em patins, depois de mais de um mês de paragem, devido à disputa do Campeonato do Mundo, na Argentina, retomámos o Campeonato Placard com o jogo relativo à 6ª jornada, recebendo no PJR a Oliveirense tendo vencido por 5-4. Um jogo que começámos a perder (0-1) mas rapidamente recuperámos para o 3-1, chegando ao intervalo a vencer por 3-2. Na segunda parte chegámos aos 4-2, mas os visitantes recuperaram até aos 4-4, tendo Gonzalo Romero com um remate de longa distancia, marcado o seu terceiro golo no desafio, e posto o marcador em 5-4, que seria o resultado final. Nesta quarta-feira 30 os nossos hoquistas deslocam-se á pista do Famalicense para disputar o jogo respeitante à 7ª jornada do Campeonato Placard.

As nossas hoquistas receberam o Campo de Ourique e venceram por 4-3, com 2-0 ao intervalo. De salientar os 3 golos de Sofia Moncóvio. O próximo jogo será nesta quinta-feira 1 na pista do Massamá.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 113 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 1ª volta Liga Zon/Sagres 21/22 (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 22/23 (1) 2010-2011 (1) 2016 (1) 40anosdisto (4) 8 (20) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (18) Académica-SCP (1) Acuña (2) Adan (2) Adán (5) adeptos (98) Adrien (19) AdT (1) adversários (85) AFLisboa (2) AG (26) AG destitutiva (4) AG15/12 (2) AG2906 (2) Alan Ruiz (2) Alcochete 2018 (4) Alexander Ellis (1) alma leonina (61) ambição (10) andebol (47) andebol 22/23 (1) André Geraldes (3) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (7) antevisão (41) Antunes (3) APAF (14) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (6) aquisições 2020/21 (1) arbitragem (100) Associação de Basquetebol (8) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (9) auditoria (5) auditoria2019 (1) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (8) basquetebol (11) basquetebol 22/23 (2) Bastidores (78) Batota (20) Battaglia (2) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) blogosfera (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borja (1) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Bragança (3) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Brunismo (1) Bruno Carvalho (109) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (14) Bruno Fernandes (8) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos (1) campeonatos europeus atletismo (3) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) Cardinal (2) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carlos Vieira (1) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) castigo máximo (1) CD FPF (1) CD Liga (4) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) chumbo (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (11) clássico 19/20 (1) clássico 22/23 (1) clássicos (10) Coates (5) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (69) Comunicação Social (22) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (3) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) covid19 (1) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) crise 2018 (38) Cristiano Ronaldo (3) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) Dar Futuro ao Sporting (1) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (45) Derby 2016/17 (1) Derby 2018/19 (2) Derby 2020/21 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (29) disciplina (7) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (4) Doyen (4) Duarte Gomes (2) e-toupeira (1) Ecletismo (80) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) Edwards (1) Eintracht (2) eleições (20) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) eleições2018 (6) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (5) entrevistas (66) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) época 18/19 (2) época 19/20 (1) época 20/21 (3) época 22/23 (16) EquipaB (18) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esgaio (1) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (8) Estórias do futebol português (7) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) etoupeira (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (11) Fedal (3) Feddal (2) Feirense (1) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (29) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (94) FPF (16) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Franco Israel (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (10) futebol de praia (1) futebol feminino (5) futebol formação (3) futebol internacional (1) Futre (2) Futre és um palhaço (4) futsal (41) futsal 10/11 (1) futsal 21/22 (4) futuro (10) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (30) Gamebox (4) Gauld (5) Gelson (4) Gent (1) geração academia (2) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (4) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Gonçalo Inácio (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (18) Hóquei em Patins 22/23 (1) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (5) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) idzabela (4) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (6) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (6) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (2) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jordão (1) Jorge Jesus (47) Jorge Mendes (3) jornada 5 (1) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) Jovane (5) JPDB (1) Jubas (1) Judas (1) judo (7) Juniores (7) JVL (105) Keizer (12) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga 22/23 (8) Liga Campeões 22/23 (4) Liga de Clubes (16) liga dos campeões (13) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga dos Campeões 2022/23 (3) Liga dos Campeões Futsal 2018/19 (2) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa 17/18 (1) Liga Europa 18/19 (5) Liga Europa 19/20 (3) Liga Europa 20/21 (1) Liga Europa 22/23 (1) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (20) Liga NOS 18/19 (15) Liga NOS 19/20 (14) Liga NOS 20/21 (8) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luis Magalhães (2) Luís Martins (1) Luiz Phellype (3) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Mariana Cabral (1) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Nunes (2) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mathieu (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Max (1) Meli (1) Memória (11) mentiras (1) mercado (47) mercado 22/23 (18) Meszaros (1) Miguel Afonso (1) Miguel Cal (1) Miguel Lopes (1) Miguel Maia (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (54) modelo (3) modlidades (3) Moniz Pereira (7) Montero (8) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (6) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (2) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (7) Nuno Mendes (3) Nuno Santos (4) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O FIM (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (5) orçamento clube 15/16 (1) orçamento clube 19/20 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) Palhinha (2) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) Patrícia Morais (1) património (2) patrocínios (6) Paulinho (3) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (12) Pavilhão João Rocha (1) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Gonçalves (3) Pedro Madeira Rodrigues (4) Pedro Marques (2) Pedro Mendes (6) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peseiro (6) Peyroteo (3) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) Plata (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (4) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) Porro (4) Portimonense (1) post conjunto (5) Postiga (7) Pote (1) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) pré-época 18/19 (1) pré-época 19/20 (7) pré-época 20/21 (6) pré-época 22/23 (7) prémio (1) prémios stromp (1) presidência (2) presidente (5) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) Rafael Leão (1) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (18) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (13) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) rescisões (3) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (7) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (3) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (8) Rochinha (1) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Ruben Amorim (13) Ruben Ribeiro (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (27) Salema (1) sarabia (2) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (42) seleccionador nacional (9) Semedo (1) SerSporting (1) sessões de esclarecimento (1) Shikabala (2) Silas (6) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (23) Slimani (13) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (19) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sotiris (1) Sousa Cintra (4) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporar (3) Sporting (2) Sporting Campeão (1) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (3) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) St. Juste (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Summit (1) Sunil Chhetri (1) Supertaça (4) Supertaça 19/20 (1) Supertaça futsal 2022 (1) sustentabilidade (1) sustentabilidade financeira (46) Tabata (1) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (3) Taça da Liga 18/19 (1) Taça da Liga 19/20 (1) Taça da Liga 20/21 (1) Taça da Liga 2022/23 (1) Taça da Liga 22/23 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (6) Taça de Portugal 18/19 (3) Taça de Portugal feminina (1) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (3) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tiago Fernandes (1) Tiago Tomás (2) Tio Patinhas (4) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (95) treino (5) treinos em Alvalade (1) Trincão (1) triplete (1) troféu 5 violinos (7) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) VAR (2) Varandas (24) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (8) video-arbitro (7) Vietto (2) Villas Boas (8) Vinagre (1) Viola (1) violência (1) Virgílio (100) Virgílio1 (1) visão estratégica (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (8) voleibol (3) voleibol 22/23 (1) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)