sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Nós acreditamos em vocês. Vençam por nós!

Nota: A foto é da autoria da @Idzabela. É expressamente proibida a modificação e/ou reprodução sem autorização expressa da autora. (clique nas imagem para ampliar). 

O campeonato só começou verdadeiramente agora. Agora, como quem diz, há umas jornadas para cá. O marco provavelmente tenha sido o Natal, quando a data foi comemorada com o Sporting no comando da Liga. Depois veio Janeiro, onde os leões, na prosa dos "experts", eram uns miúdos promissores mas tinham como destino inevitável a degola, oferecendo o pescoço aos executores  Braga, Benfica e Porto. Janeiro passou e quem vinha pela lã saiu tosquiado. 

O Sporting não só sobreviveu como viu reforçada a sua liderança. E então aí começaram a levar-nos a sério. De meros aspirantes a observadores dos triunfos alheios depressa passamos a favoritos, sem nunca termos passado sequer pela casa dos candidatos. Salvo um ou outro, cujas lições do passado recente e longínquo de nada lhes serviu, a generalidade dos Sportinguistas não embarcou num triunfalismo bacoco, de todo injustificado. Sabemos bem quais são as as nossas debilidades, que apesar da tão surpreendente e esplêndida carreira até ao momento, não esfumaram e poderão ser determinantes com o avançar da competição.

Depois, como muito bem lembrou recentemente o presidente Frederico Varandas, sabemos bem do poderio dos nossos adversários, dentro e fora de campo. Se não fosse de todo lamentável, teriam sido comoventes as reacções de censura que a segunda parte da afirmação suscitou no seio da "comentadoria" oficial, na permanente tentativa de normalização do longo historial de maquinações e tramóias dos nossos rivais antes, durante e depois do jogo jogado em cima do relvado. Como se os "conselheiros matrimoniais" se tivessem aposentado, as "toupeiras" não continuassem a minar na escuridão dos seus tugúrios" e os "padres" já não rezassem as suas missas e tivessem agora enveredado pelo caminho da rectidão, redenção e penitência. Bastam os episódios de Famalicão e "caso Palhinha" para perceber que não podemos ser apenas competentes, temos que estar sempre perto da perfeição.

O realismo e pragmatismo com que Rúben Amorim obriga a equipa a encarar os jogos, independentemente do nome e do estatuto dos adversários nasce precisamente da consciencialização que, exceptuando a Taça da Liga, nada mais está ganho e nada nos será depositado graciosamente a nossos pés. Bom, talvez seja justo reconhecer um grande "pelo menos": ganhamos uma equipa. Humildade, empenho, perseverança, compromisso e a sintonia e todo o grupo de trabalho, têm sido premiados com a obtenção de resultados que poucos teriam sonhado ser possível.

Essas qualidades têm sido amplamente reconhecidas pela generalidade dos adeptos, contagiando-nos. Chegados aqui, nas actuais condições nada mais temos para pedir a estes homens que não seja que mantenham esta atitude exemplar e que nos orgulha. Resta-nos cantar bem alto nas nossas salas, ao telefone com os amigos, nas mensagens nas redes sociais 

"NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊS"!

"VENCE POR NÓS, FORÇA GRANDE SPORTING"

Em breve, esperamos nós, terão todo o estádio de pé a cantar. Se quebrarem o enguiço eternizaremos os vossos nomes e, tal como fizemos no passado, eles passarão de geração em geração.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Mercado: os que foram e os que vieram


Algumas notas breves sobre os últimos movimentos de mercado, começando pelos que saíram:

Ao contrário do que possa parecer, a aparente despromoção de Sporar e Borja pode não o ser tanto assim, como podem vir significar  senão um progresso na carreira pelo menos um marco importante no seu aperfeiçoamento como profissionais. Vão encontrar um clube com excelentes condições de trabalho e com uma estrutura profissional ao nível do melhor do que se faz em Portugal. Mas, talvez o mais importante, vão ter a oportunidade de ser treinados por um dos melhores pedagogos e teóricos do futebol luso.

Sporar há muito que dava indicações de sentir em demasia o peso da camisola. A eventual disputa de lugar com um júnior (TT) e aparentes dificuldades em integrar-se com acerto e proveito  no sistema de Rúben Amorim foi redundado numa cada vez mais baixa percentagem de aproveitamento das oportunidades de que beneficiava. Jogar num clube onde a exigência, pressão e expectativas são menores podem oferecer-lhe a serenidade que lhe parece faltar.

Borja deixava perceber que a sua adaptação às exigências do futebol europeu estava ainda por completar. É verdade que o período de instabilidade que a equipa viveu não foi propicia para a evolução desejada, agravada pelas chamadas intermitentes à titularidade, que foram ainda mais raras com o surgimento de uma das estrelas mais cintilantes do firmamento de Rúben Amorim: Nuno Mendes. Em Braga vai encontrar Sequeira, pelo que a vida não lhe será facilitada. Mas, tal como Matheus Reis sai agora por cima após o curso intensivo com Carvalhal no Rio Ave, também Borja tem nesta viagem para norte a possibilidade de progressão.

Sobre os que entram:


João Pereira o seu regresso não deixa de ser surpreendente, ainda por cima quando muitos já lhe haviam perdido o rasto. Curiosamente é o terceiro ingresso no Sporting e não espantaria que à terceira seja não de vez, como diz o ditado, porque isso no futebol não existe, mas signifique a assumpção de nova carreira e responsabilidades a curto prazo.


Matheus Reis parece ser mais do que o colmatar de uma necessidade premente - até porque a sua posição habitual está servida - mas a antecipação da saída de Nuno Mendes, inevitável no curto/médio prazo. Trata-se de uma jogador que progrediu a olhos vistos desde que viajou de Moreira de Cónegos para Vila do Conde. Fica a dúvida sobre a sua condição após seis meses de paragem,.


Paulinho fecha um lugar vago desde a saída Bas Dost. Representa um anseio de Rúben Amorim, que o conhece bem. A sua chegada representa muito mais que apenas os golos que marcará, que se espera e deseja sejam muitos. Significará mais oportunidades também para os homens da frente, pela forma como sabe gerir os tempos e explorar os espaços. Pote, Nuno Santos, Jovane, e TT beneficiarão em muito dos seus movimentos de apoio, que tenderão a deixá-los muitas vezes de frente para o golo. E quanto ao jogo de cabeça estamos conversados, é um dos melhores, talvez mesmo o melhor nesse capitulo em Portugal. 

Uma nota sobre os custos da sua aquisição: trata-se de uma jogada de enorme risco, em que claramente se aposta na qualificação para Champions e transferências no verão, num momento de profunda indefinição. Essa é a minha maior dúvida mas, tal como aquando da aquisição de Bas Dost, é este tipo de jogadores que o Sporting precisa.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Dérby eterno: a sorte gosta mais dos audazes

Nota: todas as fotografias são da autoria da @Idzabela. É expressamente proibida a modificação e/ou reprodução destas fotografias sem autorização expressa da autora. (clique nas imagens para ampliar)

 

Confesso que foi com grande apreensão que vivi quer os momentos que antecederam o dérby quer o jogo propriamente dito. As razões para tal basearam-se no reconhecimento do valor do adversário, especialmente o individual. Quanto tens bons valores individuais estás sempre mais perto seja de resolver um jogo a teu favor, seja regressar à produção que o teu potencial deixa adivinhar. A segunda premissa aplicava-se perfeitamente aos comandados de Deus, por ausência de JJ.

Ora foi precisamente pela postura do adversário que começou a minha desilusão mas também esperança relativamente ao dérby. O recurso aos três defesas, à semelhança do que vem sucedendo com a generalidade dos adversários que nos vêm defrontando, revelava desde logo pouca segurança, confiança ou convicção nas escolhas mais comuns, e que certamente resultariam do que é mais habitualmente treinado pelos lados do Seixal. 

Desilusão por perceber que tal iria resultar em menos espaços, dos tais que Nuno Santos, Pote e TT precisam para melhor expressar o seu talento. Esperança porque tal opção deixava-nos por cima pelo menos do ponto de vista psicológico, porque não só dominávamos melhor o que nos era pedido pelo treinador, como percepcionávamos a importância que nos era atribuída pelo oponente. Não deixa de ser estranho que, com tamanho atraso pontual, o adversário pouco ou nada tenha arriscado para ganhar o jogo. Mais do que o querer ganhar, pareceu não o querer perder e isso, como bem sabemos, deixa-nos sempre mais perto do desgosto.

Ora se Deus não fez, não teríamos de ser nós, tidos como underdogs, a fazê-lo. O empate só nos servia do ponto de vista anímico, face ao resultado do jogo do FCP, mas antes manter a invencibilidade na Liga do que atirarmo-nos nas cavaladas de antanho, que tantas vezes nos acabaram por nos remeter para mares tantas vezes navegados de desgosto e frustração. 


Da conjunção destes factores resultou uma exibição plena de consistência e personalidade. Aquele Sporting timorato, descrente de si mesmo, sobrevalorizando as melhores qualidades do adversário  - e, dessa forma, diminuindo-se - foi deglutido por um Sporting determinado, firme e corajoso. Em nenhum momento se sentiu uma equipa desconfiada de si mesma, dócil ou submissa perante os nomes e os milhões do endinheirado oponente. Bem antes pelo contrário. Vimos uma equipa confortável e segura  em todos os momentos de jogo. Para lá do resultado - que obviamente é o mais importante, porque é o que fica na história do dérby eterno e o que nos dá pão para alimentar o sonho, a fome de vitórias e a liderança da Liga - essa segurança que vem de dentro para fora é mais do que gratificante, digna de entusiasmo.

Valha a verdade que não foi um jogo espectacular, no sentido da velocidade e vertigem que nos lembramos de alguns dérbys ou clássicos. Muito por força da opção do adversário e por convicção de Rúben Amorim - que prefere acima de tudo a segurança dos pontos à fábula e utopia do que podia ser mas não é - as equipas estavam literalmente amarradas uma à outra. Ao invés da emoção óbvia de uma desenfreada corrida de cavalos, assistimos a um cerebral combate de xadrez, onde as peças se moviam sempre no sentido de anular o movimento pretérito do adversário. Não sendo espectacular, não deixou de ser sobriamente emocionante.

É muito difícil destacar individualidades acima daquela que tem sido a nossa maior força e que ainda ontem nos valeu para arrancar do fundo do empate que já se desenhava: a força colectiva, o foco, a abnegação e o empenho de todos concentrados na obtenção do bem comum. Ainda Assim arrisco:

Ádan: presença plena de segurança e eficácia em todas as intervenções. O Sporting precisava desta qualidades para poder crescer em segurança.


Porro: Trocou a habitual locomotiva expresso pelo diligente e eficaz pelo comboio pendular urbano, que leva todos ao destino. Mas com força suficiente para ir contribuir para causar a miséria final do adversário.


Neto: paradoxalmente é um dos avós desta equipa e, simultaneamente, a extensão de um dos braços e voz do treinador. A sua entrega e humildade é uma lição ao vivo para os miúdos do plantel.


Coates: encontrou finalmente o sistema onde fica mais confortável e onde melhor pode expressar as suas qualidades. Ao centro não fica tão exposto aos ímpetos dos  adversários mais velozes e do, imponência dos seus quase dois metros, faz de controlador aéreo eficiente.


Fedal: Sóbrio, não inventa, integrou-se rápida e integralmente no clube e na linha de três que Rúben Amorim prefere. Tem sido uma mais valia indiscutível.


Nuno Mendes: um júnior que joga como um veterano, tal a eficácia, segurança a que acrescenta o indispensável talento. Ainda joga por nós e já se advinham saudades...


Matheus Nunes: O homem do jogo. Aposta de Amorim que progressivamente tem vindo a ser ganha. Para quem ainda há pouco tempo servia cafés numa pastelaria e ontem nos presenteou com a cereja topo do bolo, superando a desconfiança sobre o seu valor, não está nada mal.


João Mário: Sem jogar mal, não vive o seu melhor momento, não tendo a preponderância que dele se espera e o que seu valor exige.


Nuno Santos: foi dos mais prejudicados pelo encaixe das equipas, porque as suas características pedem espaço para o drible em progressão e não espaços em curtos e limitados.


Pote: Sem ser brilhante foi sempre de uma disponibilidade total e obrigou a vigilância apertada por dele se adivinhar sempre o perigo eminente.


TT: excelente desempenho, especialmente na primeira parte. Um júnior que levanta a garimpa para internacionais do quilate de Otamendi e Verthogen deixa um registo importante sobre si.


Palhinha: Depois da rábula do seu injustificado afastamento acabou por provar em campo as razões para impedir a sua presença, apesar das dificuldades para entrar no ritmos elevado  em que o jogo decorria.


Tabata: Entrou num momento em que, após a entrada de Taarabt, o nosso meio campo perdia qualidade de decisão e em posse, acabando por abanar novamente o jogo o suficiente para voltar a impor respeito e cautela no ultimo reduto encarnado e participar no lance do golo do nosso contentamento.


Daniel Bragança: provavelmente só Rúben Amorim percebeu a necessidade da sua entrada nos descontos, mas lá estava ele na área encarnada no momento do golo.


Jovane: a sua presença foi discreta apesar - o que não é pouco! - da sua participação no lance do golo.


Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 113 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (17) Académica-SCP (1) Acuña (2) Adan (2) Adán (1) adeptos (98) Adrien (19) AdT (1) adversários (85) AFLisboa (2) AG (24) AG destitutiva (4) AG15/12 (2) AG2906 (2) Alan Ruiz (2) Alcochete 2018 (4) Alexander Ellis (1) alma leonina (60) ambição (10) andebol (38) André Geraldes (3) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (6) antevisão (41) Antunes (3) APAF (14) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (6) aquisições 2020/21 (1) arbitragem (97) Associação de Basquetebol (7) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (7) auditoria (5) auditoria2019 (1) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (8) basquetebol (2) Bastidores (72) Batota (20) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) blogosfera (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borja (1) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Bragança (3) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Brunismo (1) Bruno Carvalho (109) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (14) Bruno Fernandes (8) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (3) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carlos Vieira (1) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) castigo máximo (1) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) chumbo (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (10) clássico 19/20 (1) clássicos (9) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (69) Comunicação Social (22) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) covid19 (1) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) crise 2018 (38) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) Dar Futuro ao Sporting (1) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (45) Derby 2016/17 (1) Derby 2018/19 (2) Derby 2020/21 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (29) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (3) Doyen (4) Duarte Gomes (2) e-toupeira (1) Ecletismo (66) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (20) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) eleições2018 (6) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (5) entrevistas (65) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) época 18/19 (2) época 19/20 (1) época 20/21 (3) EquipaB (18) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (8) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) etoupeira (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (10) Fedal (3) Feirense (1) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (29) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (94) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (4) futebol formação (3) futebol internacional (1) Futre (2) Futre és um palhaço (4) futsal (28) futsal 10/11 (1) futuro (10) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (30) Gamebox (3) Gauld (5) Gelson (4) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (4) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Gonçalo Inácio (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (10) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (2) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) idzabela (4) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (6) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (6) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (2) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jordão (1) Jorge Jesus (47) Jorge Mendes (3) jornada 5 (1) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) Jovane (4) JPDB (1) Jubas (1) Judas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Keizer (12) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (14) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga dos Campeões Futsal 2018/19 (2) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa 17/18 (1) Liga Europa 18/19 (5) Liga Europa 19/20 (3) Liga Europa 20/21 (1) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (20) Liga NOS 18/19 (15) Liga NOS 19/20 (14) Liga NOS 20/21 (8) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Luiz Phellype (2) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mathieu (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Max (1) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (46) Meszaros (1) Miguel Cal (1) Miguel Lopes (1) Miguel Maia (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (30) modelo (3) modlidades (2) Moniz Pereira (7) Montero (8) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (6) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (2) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (5) Nuno Mendes (2) Nuno Santos (4) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O FIM (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (4) orçamento clube 15/16 (1) orçamento clube 19/20 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) Patrícia Morais (1) património (2) patrocínios (6) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (12) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Gonçalves (3) Pedro Madeira Rodrigues (4) Pedro Marques (1) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peseiro (6) Peyroteo (3) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) Plata (2) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (4) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) Porro (2) Portimonense (1) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) pré-época 18/19 (1) pré-época 19/20 (7) pré-época 20/21 (6) prémio (1) prémios stromp (1) presidência (2) presidente (5) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) Rafael Leão (1) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (18) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (13) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) rescisões (3) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (7) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (3) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Ruben Amorim (5) Rúben Amorim (2) Ruben Ribeiro (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (27) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) sessões de esclarecimento (1) Shikabala (2) Silas (6) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (19) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (4) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporar (2) Sporting (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (3) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Summit (1) Sunil Chhetri (1) Supertaça (4) Supertaça 19/20 (1) sustentabilidade financeira (46) Tabata (1) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (3) Taça da Liga 18/19 (1) Taça da Liga 19/20 (1) Taça da Liga 20/21 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (6) Taça de Portugal 18/19 (3) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tiago Fernandes (1) Tiago Tomás (2) Tio Patinhas (4) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (94) treino (5) treinos em Alvalade (1) triplete (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) VAR (2) Varandas (17) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (7) Vietto (2) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (100) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) voleibol (2) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)