terça-feira, 20 de outubro de 2015

As histórias que nos andam a contar sobre o Sporting

São cada vez mais frequentes as comparações entre o percurso que está ser feito actualmente por Bruno de Carvalho e o que foi feito por primeiro por Pinto da Costa e depois por Luis Filipe Vieira. Comparações que aparentemente pretendem ser elogiosas para com Bruno de Carvalho mas que, no fundo, se transformam num sério embaraço: 

Pode haver algo pior para um presidente do Sporting do que ser comparado a Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira? 

Não personificam ambos, entre muitas outras coisas, o modelo de "ganhar a qualquer custo" que tanto rejeitamos? 

Ao contrário do que nos querem fazer crer à força de tanto nos matraquearem, a postura de Bruno de Carvalho e o seu modelo de comunicação não são a única alternativa ao silêncio, à lassidão e distanciamento adoptada por muitos dos que nos dirigiram no passado. 

Ou que emular o comportamento dos seus congéneres rivais é o único meio de nos recolocar no caminho das tão desejadas vitórias.

Esta é apenas a forma mais simples de nos tornarmos parecidos com muito do que sempre rejeitamos nos nossos rivais e de nos afastarmos da identidade que o clube erigiu com orgulho desde a sua fundação. Identidade essa que sempre nos distinguiu e que foi responsável pela escolha de um clube por muitos de nós.

Mas há algo ainda pior e que é invocado de forma recorrente, já não apenas em artigos de opinião, mas também no discurso de Sportinguistas: que antes de Bruno de Carvalho o Sporting era um clube de "gente simpática" ou de "viscondes", reduzindo uma das maiores e mais vencedoras instituições desportivas a um clube de perdedores e acomodados.

Não posso deixar de me opor e lamentar que tal se torne moda sem se perceber o quão insultuosas são estas afirmações para o Sporting Clube de Portugal, e muito em particular para os seus sócios. Eu não me revejo nesta imagem e tenho a sorte de os Sportinguistas que conheço também não se inscreverem nela.

É também uma forma muito conveniente de reescrever a história, alijando responsabilidades que são de muitos em apenas uns quantos. Todos quantos formaram as maiorias muito significativas que sufragaram sucessivamente em eleições e em AG's as políticas desportivas e financeiras que nos trouxeram até aqui. 

Para o bem e para o mal, foram tão deles (nossas) as escolhas do passado como hoje é deles (nossas) a escolha de Bruno de Carvalho para presidente. Por isso quando se fala de gente simpática, viscondes, acomodados e perdedores estamos a falar de todos nós.

O que o clube foi e será resultará sempre das escolhas dos seus sócios, quer estas sejam feitas por acção, omissão ou cumplicidade com quem por nós está mandatado para dirigir. Se ao menos se aprendesse alguma coisa com o passado...

Nota: para ilustrar algumas das observações aqui feitas no presente post seleccionei dois artigos de opinião que circularam nos dois maiores jornais desportivos que me parecem constituir "bons" exemplos das "histórias que se nos andam a contar sobre o Sporting".

33 comentários:

  1. Isso é tudo muito bonito realmente Leão de Alvalade mas concluí o texto sem dizer exactamente qual deveria de ser na sua opinião a postura que o Sporting deveria ter (tendo em conta que não concorda com a actual, eu concordo). Desse modo a linha argumentativa continua a ser um pouco ao estilo "camarote" muita crítica, muito fumo, mas, o que faria de diferente? como faria?
    Ninguém iliba de responsabilidades quem foi conivente com posições tomadas no passado, no entanto não me parece de todo descabiado que olhando em retrospectiva se constate que se estava a caminha a passos largos para o abismo. Não é motivo de vergonha algum, simplesmente não se pode deixar cair nos mesmos erros.
    Apenas acho que embora pertinentes as suas críticas acabam por ser simplesmente destrutivas. E algo destrutivo é precisamente o que menos importa ao Sporting neste momento.
    Rui Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui Pedro,
      Isso está implícito no texto. Entre o silêncio, o distanciamento do passado e a histeria permanente (que banaliza a mensagem e o mensageiro) actual há um enorme espaço de atuação. Há uma enorme diferença entre estar calado, falar com assertividade e rigor e o ruído permanente que só fica a caricatura.

      Eliminar
    2. Rui Pedro,
      Isso está implícito no texto. Entre o silêncio, o distanciamento do passado e a histeria permanente (que banaliza a mensagem e o mensageiro) actual há um enorme espaço de atuação. Há uma enorme diferença entre estar calado, falar com assertividade e rigor e o ruído permanente que só fica a caricatura.

      Eliminar
  2. Estou completamente de acordo quando diz o seguinte: "(...) quando se fala de gente simpática, viscondes, acomodados e perdedores estamos a falar de todos nós. (...)"

    Muitos sócios do Sporting esquecem-se de que quem elegeu as sucessivas direções que colocaram o clube à beira da falência foi a (pequena) maioria de sócios que votaram a seu favor nas sucessivas eleições ou a (imensa) maioria que se absteve.

    Isso não impede que é de facto uma realidade indesmentível que o Sporting antes da chegada de Bruno de Carvalho era um clube acomodado, deprimido, à beira do precipício. Felizmente o clube soube levantar-se, pelos seus próprios meios e está agora pujante a lutar pelo lugar que é seu de direito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chirola:
      "quem elegeu as sucessivas direções que colocaram o clube à beira da falência foi a (pequena) maioria de sócios que votaram a seu favor nas sucessivas eleições ou a (imensa) maioria que se absteve."
      Isso é tão aplicável ao passado como ao presente. Quantos sócios estavam presentes na última AG?

      Eliminar
    2. Nas AG normalmente não estão muitos sócios, é algo normal em qualquer tipo de associação mas obviamente não é isso que está em causa. Estamos a falar de eleições e se bem lembro as últimas foram das mais concorridas de sempre.

      Eliminar
    3. Chirola , as eleições de Jorge Gonçalves continuam a ser recorde de afluência.

      Eliminar
  3. Sinceramente aproveitar estes artigos para comparar BdC ao PdC e LFV é de muito mau gosto. Os artigos e muito bem referem que existem acções de BdC que são criticadas e desconsideradas e quando praticadas pelos rivais são ou foram consideradas geniais.

    Por outro lado o problema não é "clube de gente simpática" "perdedores" "acomodados", o problema é ter existido uma gestão que delapidou o património e conduziu o clube a uma situação de insolvência financeira e desportiva. O problema é a necessidade de recuperar e rapidamente sob pena de nunca mais ser possível a recuperação desportiva, como aconteceu com outros grandes clubes.

    A bipolarização desportiva não é um mito é uma realidade que estava preparada e só uma gestão agressiva poderá atenuar os seus efeitos que são por demais evidentes, por exemplo nos orçamentos ...

    Bem muito haverá a dizer, mas por enquanto fica a minha pequena contribuição para a discussão, mas se querem comparações, não é o Sporting que tem um presidente que que faliu o Alverca, quintuplicou o passivo e dívida bancária, que testemunhou ser o homem de confiança de Pinto da Costa, sócio dos três grandes, condenado por roubo, com dívidas pessoais de +600M€ ao BES, que envia capangas agredirem pessoas no aeroporto, que invade estúdios de televisão, que foi apanhado a escolher árbitros e que declarou ir "fazer as coisas por outro lado", que tinha um velho amigo e motorista que promoveu a diretor de departamento sendo apanhado com 9,5kg de cocaína na Porta 18, que alterou os estatutos do Clube para se perpetuar no poder, que toca buzinas nas assembleias gerais para calar os opositores e manda os sócios para o crl

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a confundir boas práticas de gestão, que são sempre necessárias, com o que se discute no post.

      Eliminar
    2. Estás a confundir boas práticas de gestão, que são sempre necessárias, com o que se discute no post.

      Eliminar
  4. Começo com uma simples pergunta:
    - Defender o Sporting e por a nu as falcatruas dos adversários é querer "ganhar a qualquer custo"?

    Poderás colocar em causa o tipo de discurso ou a frequência do mesmo, mas como é que queres ser levado a sério quando dizes que BdC quer ganhar a todo o custo.
    Quais são os factos que te levam a concluir que é esse o caminho de BdC?


    Sobre o período pré-BdC, o que é que os sportinguistas conseguem tirar de positivo das posturas de Godinho Lopes, Bettencourt, Soares Franco relativamente aos nossos principais rivais.
    É triste, mas recordo mais facilmente o "rugir para dentro e sorrir para fora".

    A Dias da Cunha ainda se reconhece uma posição de força face aos nossos rivais, já dos 3 acima referidos, há algum sportinguista que consiga guardar boas memórias destas figuras?

    ResponderEliminar
  5. "Se ao menos se aprendesse alguma coisa com o passado..."

    Nada! Não se aprendeu NADA. Continua-se a bater palminhas e ai de quem não o faça que é logo apodado com mimos tipo croquete e outros do estilo. O "lambe botismo" da falange pró presidencial, sp a mais ruidosa, é o mesmo, ou pior. O "alvo" é que é diferente: do 8 (presidentes submissos, GL, JEB e FSF) passamos para o 80 (presidente que barafusta por tudo e por nada, contra tudo e todos indiscriminadamente. Com razão e sem ela, banalizando a sua mensagem, envergonhando mts vezes o próprio SCP, BdC.).

    E é isto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aprender com o passado? Tenho a ideia que se aprendeu e a prova disso são precisamente as acções do Presidente que são diferentes e terão ainda de ser mais agressivas com o aproximar da centralização dos direitos televisivos será fatal para alguns dos interesses instalados.

      Pelo que vejo ele fala muito e continua a existir "Socios" que ainda não perceberam as mensagens. Um exemplo de mensagem que ele pelos tem dificuldade em passar, vai ter de fazer mais umas quantas entrevistas e comunicados: Em portugal já inventaram o "dolo sem intenção" e está em curso a intenção do "tácito sem intenção".
      Serão necessárias muitas mais intervenções do Presidente para que percebam isto, alias os génios da FPF parece que ainda não perceberam ou se perceberam estão a tentar fundamentar a sua estratégia que obviamente passa por esquecer com o tempo pois há pessoas que esquecem depressa mas há outras que fingem que se esquecem. Felizmente vamos tendo alguém que não tem tido problemas em resolver problemas de esquecimento, assim continue ... pois há muito coisa que os sócios do Sporting em particular e o futebol Português no geral precisa de ser recordado.

      Eliminar
    2. Sr. Virgilio, só para dizer que BdC terá ainda de envergonhar muito mais o Sporting, pois a mensagem continua a não passar ou há quem não a queira perceber.

      Eliminar
    3. Peço desculpa, no comentário anterior quando menciono que há quem não a queira perceber falo obviamente e principalmente da FPF, mas também de alguns sócios que ainda não perceberam que os poderes instalados são poderosos e controladores e só com uma atitude guerreira e de insistência podem ser incomodados. De outra forma nem cocegas sentem, mudar o paradigma vai demorar muito tempo e muitas guerras terão de ser travadas acompanhadas de comunicações e desgaste pela insistência.

      Eliminar
    4. #...quem não o faça que é logo apodado com mimos tipo croquete e outros do estilo. O "lambe botismo" da falange pró presidencial#

      Virgilio:
      Já reparou que em tantos comentários o único que adopta um estilo ditatorial é o seu. Não leio nenhum a mimosear quem critica a direcção mas leio o seu a apelidar de "lambe botismo" quem tem opinião diferente da sua. Deveria respeitar se quer ser respeitado e não admira nada que atirando pedras seja apedrejado e depois escreve estes comentários de vitimização, deve dar.lhe gozo. OK, são atitudes e formas de estar na vida!

      Eliminar
    5. Caro,

      Concordo, é msm ditatorial... Mas não sou eu que imponho essa condição. Quem a impõe é a realidade dos factos...

      Passe bem.

      Eliminar
    6. Caro Virgílio

      Agradeço a resposta e o facto de não me adjectivar como seguidista e lambe botas unicamente porque eventualmente tenho uma analise critica diferente da sua em relação à gestão de BdC, Assim, sem mimos e caso não se importe gostaria de trocar umas ideias consigo que reconheço é um grande Sportinguista.
      Vamos então à realidade dos factos: Poderíamos falar sobre os resultados económicos e financeiros, mas julgo que os relatórios e contas falam por si, principalmente quando comparados com a gestão anterior a BdC. Independentemente de se poder considerar situações que contabilisticamente poderiam ter um tratamento mais prudente. Podemos também falar sobre os resultados desportivos, aqui também os resultados falam por si, sobretudo se atendermos ao contexto de austeridade em que foram obtidos. Podemos falar sobre a relação que mantém com associados e sobretudo com ex.dirigentes, talvez a gestão destes processos pudesse ser feita de outra forma, menos incisiva mas goste-se ou não do estilo, foi este o estilo prometido e eleito pelos sócios. Por muito que se queira não é possível extrair apenas as boas qualidades e eliminar as piores. Poderíamos também falar sobre relação com a grande panóplia de players, de forma geral trata-se de um combate a poderes instalados, que muito tem maltratado o clube e que uma postura diplomática e submissa conduziu o enorme Sporting a uma posição inferior, subalterna dos centros de poder, sejam eles desportivos ou económicos. Só um confronto agressivo, de choque poderá alterar o estado das coisas e corajosamente BdC assumiu o combate, abriu frentes,numa batalha desigual, deu a cara e luta com as armas disponíveis. Obviamente vai ganhar umas batalhas e perder outras mas é uma coisa é certa, não ficaremos pior do estávamos.
      Por ultimo, e porque apesar de merecer o meu apoio também tenho criticas, refiro que a evolução/inversão da estratégia efectuada em meados deste ano, fragiliza a Direcção que vai ficar refém da bola que não entra e na minha opinião desnecessariamente, pois havia margem para consolidar as posições já ganhas nesta guerra de forma a melhor preparar as terríveis e decisivas batalhas que ainda teremos pela frente.

      Um abraço de leão e tenha um óptimo dia.
      M.Alves

      PS.: Peço perdão pela estilo belicista do texto como é óbvio estamos a falar de batalhas jurídicas e económicas.

      Eliminar
    7. M.Alves,

      Agradeço a cortesia e ainda o facto de se ter identificado. Não o conheço na mesma, mas, assinando, pode-se manter um "rasto" que permite um debate e uma troca de informação mt mais profícua e consequente. Sp que posso e a disponibilidade me permite, gosto de falar e debater o SCP com outros sportinguistas, sejam meus conhecidos ou não. Tb por isso e para isso venho ao "ANorte" com frequencia. Não sei se é habitual por aqui, mas calculo que não o seja, pq se o fosse saberia já mts das respostas às questões que me coloca.

      Primeiro, o "Lambe botismo" ou "seguedismo" existe, sempre existiu e sempre existirá. Basta observar a opinião de alguns ‘avatares’ para perceber que independentemente do que faça ou diga, no caso, o actual presidente, recebe sp a aprovação desses, mesmo qd a sua acção ou afirmação contrária uma anterior.

      Segundo, eu aceito opiniões diferentes da minha, sempre que sejam feitas com um mínimo de respeito, como foi o seu caso. Qd na primeira abordagem e sem me conhecerem de lado nenhum recebo insultos, pago exactamente na mesma moeda. Sou católico, pouco praticante vdd seja dita, mas não dou a outra face.

      Terceiro, se seguisse o que escrevo por aqui, já teria lido seguramente o que penso sobre a recuperação financeira. E o que venho dizendo é: que está longe de se alcançar, faltam ainda mts passos para a sua consolidação, mas que o caminho percorrido é positivo. Relativamente á reestruturação financeira, e independentemente do mérito da sua idealização a vdd é que foi BdC quem a implementou e vai executando. Resumindo, BdC está longe, mt longe de poder ser considerado o salvador do SCP… Resta ainda saber como irão evoluir alguns dossiers fundamentais na consolidação financeira do SCP.

      Quarto: gestão desportiva. Acho sinceramente muito errática, inconsequente e cheia de erros de palmatória. Não se nota qlq estratégia neste campo. Salva-se a escolha de treinadores, mas que rapidamente são logo alvo de conflitos, mts deles promovidos ou originários do presidente… MS foi vergonhoso. JJ paraceu caídos dos céus, e foi mt bem aproveitado por BdC numa altura em que o conflito com MS prometia ainda mts capítulos tristes. Aqui, BdC foi salvo ao soar do gongo, não sei ter investido brutalmente, coarctando, mt possivelmente, a possibilidade de maiores investimentos em aquisições para o plantes. Mas, perante o treinador que é JJ, acho que o risco era (é) justificável.

      Quinto e ultimo ponto. Onde eu não gosto msm nada de ver BdC é ao nível da comunicação e, mais ainda, na divisão do “povo” leonino que ele sempre promoveu. Desde que apareceu em 2011, mantendo essa postura, completamente errada na minha opinião, após ter sido eleito presidente do CD.

      Dou 2 exemplos. 1.º) Comunicação: não precisa de se misturar com ralé, para passar a sua mensagem. Nem precisa de repetir a mesma mensagem até à exaustão. BdC gosta de ser “espalha-brasas” e, com a observação quotidiana e experiência de vida que levo, esse está longe de ser o melhor caminho para alcançar resultados.

      Cont.

      Eliminar
    8. 2.º) Divisão no seio do sportinguismo: As auditorias prometidas são desde há mt tempo, um anseio de mts sportinguistas. Era o meu tb. O que não se percebe é a necessidade do actual presidente usar isso como arma de arremesso contra anteriores dirigentes, até em AG’s. Deveria fazer cumprir essa promessa, afastando-se, deixando o protagonismo nessa matéria a outros, mantendo-se à margem e preservando a sua independência. Podia mandatar ouro membro do seu CD, no caso de querer aque fosse alguém mais próximo de si ou da sua maior confiança, mas preferencialmente até poderia deixar a exposição para um representante da entidade que está responsável pela auditoria explicar oral ou através de documento escrito sobre as conclusões. Cumpria na mesma a promessa, preservava a sua imagem, e não metia o clube a ferro e fogo, com uns contra os outros…

      Por fim, custa-me mt ver que mente, esconde, e pior, usa desculpas completamente esfarrapadas qd é “apanhado” nesses esquemas manipulativos, fazendo dos sócios parvos. Não admito esse comportamento num presidente do SCP, mais ainda qd esse presidente se farta de apregoara ética, rigor, transparência… Sobre o estilo, ganhava mais credibilidade se fosse menos populista e até demagogo.

      Fique bem. SL!

      Eliminar
    9. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    10. Virgilio,

      Infelizmente a minha vida profissional, impede-me de acompanhar de forma regular os problemas de gestão do nosso clube. Durante muitos anos fazia o acompanhamento basicamente pela leitura das manchetes dos jornais, julgo que actualmente é este tipo de acompanhamento que a maioria dos sócios faz dos problemas de gestão, o grande interesse está em ver as equipas em campo e se possível a jogar bem e vencer. Nos últimos anos e consequência da situação calamitosa em que nos encontrávamos, assumindo a minha quota parte de responsabilidade, tento estar mais informado e participar na discussão dos problemas e nas formas de o resolver. Para isso, sempre que posso (poucas vezes, reconheço) leio e ouço a comunicação oficial do clube, procuro opiniões em blogs, estou mais atento à opinião dos habituais comentadores “supostamente isentos" de forma a sustentar a minha interpretação e para tentar não ser novamente surpreendido pela vertigem dos acontecimentos.

      Relativamente aos "croquetes" ou "brunistas" choca-me a facilidade com que se rotula uma opinião, quer seja num sentido ou noutro. Compreendia esta facilidade num clima de eleições, agora estes extremismos num clube parece-me de todo contraproducente, se estivéssemos num partido ou numa religião, percebia, pois em ultima analise as facções podem sempre fundar um novo partido ou uma nova seita, agora num clube, todos queremos é que as equipas ganhem os seus jogos. Custa-me imenso suportar este tipo de agressões verbais e passado algum tempo é a velha historia do ovo ou da galinha.

      Adoro o Sporting e por isso fico grato por ter explanado de forma tão clara os seus pontos de vista. Efectivamente comungo da maior parte deles, faço no entanto uma critica bem mais moderada atendendo a um facto fundamental e transversal a qualquer avaliação que possa (deva) ser feita à gestão BdC. - A caótica situação económica e desportiva no início do mandato.

      Na minha opinião, não teria sido possível enfrentar a situação encontrada, mudar o paradigma, sem provocar um fortíssimo abalo nos interesses e direitos que muitos pensavam estarem adquiridos (interna e externamente), a defesa intransigente dos interesse do clube, estava (está) em causa a sua sobrevivência, perturbou poderosos interesses (económicos, desportivos, comunicação social, políticos), Para completar este quadro só falta referir que muito tinha de ser (ou tentar ser) feito e em pouquíssimo tempo. Sendo mais claro neste ultimo aspecto, estava (está) em marcha uma tentativa de bipolarização da hegemonia no futebol português e o Sporting, actualmente passou de uma situação de submissão para se tornar num serio embaraço.

      Nem comento outros factos relevantes que aponta, globalmente como já disse anteriormente estou de acordo, com uma abordagem reflectida e ponderada teria diminuído a exposição e o desgaste do Presidente.
      Finalizo comentando a questão da comunicação, que bem no fundo até é o tema do post, salientando que enfrentando uma comunicação social absurdamente hostil, apenas as palavras de combate, de afrontamento, ditas pelo presidente conseguem captar a atenção necessária. Julgo que, por enquanto, a forma (talvez aqui resida a necessidade de insistir) não se tem sobreposto ao conteúdo. Mas como é óbvio, é mais um factor que desgasta e não pode ser a estratégia de futuro, exista ou ajudemos a construir uma forma atrair o foco dos média para as situações verdadeiramente relevantes.

      Abraço
      M.Alves

      Eliminar
  6. Ao contrário do que nos querem fazer crer à força de tanto nos matraquearem, a postura de Bruno de Carvalho e o seu modelo de comunicação não são a única alternativa ao silêncio, à lassidão e distanciamento adoptada por muitos dos que nos dirigiram no passado.

    Quando os media, o poder federativo e até o político estão controlados pelos nossos rivais, quando somos ignorados, ou ridicularizados, que outras alternativas restam a este modelo, de modo a nos fazermos ouvir?

    É que afirmar que existem alternativas, não basta é preciso saber quais são elas e como poderiam ser colocadas em prática?

    ResponderEliminar
  7. Assino o post por baixo. Vamos lá a ver se não teremos aqui um Vale e Azevedo com que nos coçar.

    ResponderEliminar
  8. Caro Leão de Alvalade

    "Ou que emular o comportamento dos seus congéneres rivais é o único meio de nos recolocar no caminho das tão desejadas vitórias."

    Suponho que quando diz isto está a falar da fruta e dos jantares aos árbitros, certo?

    E são estas a historias que nos andam a contar? É este comportamento que vislumbra no presidente do SCP?

    Sinceramente acho que este post não faz muito sentido, se a postura e o modelo de comunicação do Presidente é criticável, atendendo as circunstancias actuais, moderando as palavras, com interesses obscuros rodeando todo o negocio, que postura e modelo de comunicação sugere? Assim muito light e pedindo desculpa pelo incomodo de necessitar de defender os interesses de uma grande instituição. A isso eu chamo falsos moralismos.

    ResponderEliminar
  9. LFV e PC? Mas há alguma ideia de quantos milhões o Vieira teve que meter no Benfica numa primeira fase para começarem a respirar. Mas há alguma ideia de tudo o que foi preciso para PC institucionalizar o tráfico de influências que levantou o Porto? O Bruno também não se chama Vieira nem Costa pois não?

    ResponderEliminar
  10. Podemos falar de comunicação, estratégias etc, mas não podemos esquecer é os resultados. E esses dizem que a estratégia seguida até agora por BdC além de nos envergonhar com frequência não está a resultar de todo e ainda é gozado por cima. Foi isso que aconteceu na Liga dos Campeões - e nisso os adeptos também andam a dormir, o assobiar o hino dá tanto resultado como mandar o Carrillo para o c... - e é isso que acontece cá. Até o Xistra nomeiam para o derby, encomendado era mais dificil. Mas deve ser o barulho que não deixa as pessoas pensar.

    ResponderEliminar
  11. "Não posso deixar de me opor e lamentar que tal se torne moda sem se perceber o quão insultuosas são estas afirmações para o Sporting Clube de Portugal, e muito em particular para os seus sócios. Eu não me revejo nesta imagem e tenho a sorte de os Sportinguistas que conheço também não se inscreverem nela. "

    Talvez seja essa a postura de quem está longe de Alvalade e não perde uma oportunidade para mostrar o seu fervor sportinguista.
    Tenho a sorte de ser de Lisboa e estar quase sempre em Alvalade. O espirito vencedor não existe na maioria das pessoas. Não raras vezes após uma derrota ou um empate vemos pessoas mais preocupadas em tirar uma selfie para meter no facebook ou a rirem e troçarem da própria equipa.
    Não acho que se deva dar uma importância que o desporto não tem, mas falta "azia" quando se perde.
    Não se sente esse sentimento em muito Sportinguista. Basta lembrar a festa que se fazia com os 2ºs lugares de Paulo Bento. Não havia e ainda falta exigência. Até Jesus falou nisso a propósito dos 5-1 ao Vitória.

    Nesse sentido acho que sim, ainda somos um clube de gente acomodada.

    E somos não porque o actual presidente não o tente alterar, mas o tipo de discurso que tem leva a que a sua mensagem seja muito bem recebida por uns e muito mal por outros. É muito fracturante, repetitivo por vezes, e nunca conseguiu verdadeiramente unir os seus 54% aos restantes 46%.

    ResponderEliminar
  12. Tentando saber o que pensa sobre a comunicação do Sporting dei conta destas suas palavras noutros tempos:

    "GL sempre foi mal assessorado a este nível, o que lhe dificultou a sua afirmação como líder. Hoje tudo é comunicação e as últimas aparições públicas, dando ar de uma pessoa acossada e isolada, é-lhe ainda mais fatal. Com todas as suas virtudes e defeitos é, no entanto, e de muito longe, o presidente que mais tempo e trabalho tem dedicado ao clube, batendo aos pontos todos os que o antecederam, pelo menos desde Sousa Cintra. E essa imagem nunca passou."

    Note que o problema de comunicação continua com este Presidente , e aliás eu diria que isto vem-se agravando.

    A questão da comunicação não é apenas a mensagem e o mensageiro , no caso do Sporting é possível que seja mesmo do telemóvel.

    De facto a comunicação de Bruno de Carvalho é anormal , mas será que tem outras hipóteses ?? Foi isso que nomeou , mas eu que sou um grande interessado nesta matéria não vejo como resolver isto senão começarmos a comprar(!) pontas de lança como os rivais nos media...E isto sim é uma solução que viola a identidade do Sporting.

    Constrói-se a imagem que se quiser sobre qualquer mensagem , e a mim parece-me que Bruno está convicto que apenas berrando é ouvido , isto pelo que me foi possível entender nestas suas últimas entrevistas.

    Aqui também poderia também entrar pelo clube acomodado que se absteve na luta pelos lugares que lhe garantem alguma equidade em relação aos seus adversários , seja nos centros de decisão do futebol português , onde ao que parece vamos tentar alguma infiltração com Pedro Proença ( espero que não sejamos enganados) ou ao nível da comunicação onde não temos qualquer poder , sendo que para piorar somos dominados e controlados pelos adversários que chegaram primeiro no jogo da cadeiras.

    Em relação à identidade do Sporting CP , de facto o clube tem de evoluir a nível de mentalidade , o "somos diferentes" , é apenas uma fuga para justificar porque não ganhamos , as raízes elitistas do Sporting terão de ser sempre respeitadas , mas caso se entenda que impedem o clube de progredir e até estejam mesmo a levá-lo a andar para trás terão de cair como um estandarte do do SCP , o clube não foi criado para ser bonito mas sim para ganhar , caso contrário corre sérios riscos de ficar mais para trás ainda na regeneração , e sendo você um homem do Norte sabe isso melhor que ninguém.

    O Sporting é um clube a quem foi traçado o destino de deixar de um grande de Portugal , luta com o que pode , e aqui alguns meios vão justificar os fins.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discordo da ideia de clube acomodado mesmo até ao nível de dirigentes, embora alguns tenham feito muito pouco. Ou porque não sabiam ou não tiveram tempo. Tempo que não faltou a Pdc ou LFV. O clube tem uma identidade e é sendo-lhe fiel que deve empreender a luta que tem de travar contra a hegemonia dos rivais os vícios instalados

      Eliminar
    2. Discordo da ideia de clube acomodado mesmo até ao nível de dirigentes, embora alguns tenham feito muito pouco. Ou porque não sabiam ou não tiveram tempo. Tempo que não faltou a Pdc ou LFV. O clube tem uma identidade e é sendo-lhe fiel que deve empreender a luta que tem de travar contra a hegemonia dos rivais os vícios instalados

      Eliminar
    3. LdA

      Sem orçamentos compatíveis com os rivais, sem influencia nos centros de decisão,não estou a falar de benefícios mas apenas de verdade desportiva, para que nos serve a identidade.

      A identidade do Stade Reims não impediu a queda vertiginosa.

      Eliminar
    4. Ora o meu caro saberá certamente que temos 3 agências de comunicação , mas mesmo assim a nossa comunicação é chocante , não podem ser todos incompetentes , provavelmente este é o único caminho.

      Penso que é uma situação conjuntural , e se o Sporting conseguir implantação no sistema de comunicação (via Sobrinho e/ou Ricciardi ou qualquer outro apoio)o Presidente falará menos e consequentemente será mais assertivo e conciso.

      Até lá , parece que só o Presidente consegue ter impacto a nível de comunicação , e se a etiqueta e a classe sportinguista tiver de ser metida na gaveta para se defender o clube , então é esse o caminho a seguir. Não acredito que BdC esteja satisfeito ou a sua família e os seus próximos com esta comunicação permanentemente agressiva , já pensei que seria deslumbramento, mas começo a concluir que não há outra hipótese.

      Tive oportunidade de dizer há dias que temos uma guerra com um clube que provavelmente numa relação clube/país tem o sistema de comunicação mais poderoso de clubes do mundo , eles já mandam naquilo que o Sporting quer e pode transmitir , essa é a verdade ao qual não podemos fugir.

      Não sei o que pensa , pois não concretizou como deve o Sporting comportar-se a nível de comunicação tendo em conta este contexto de adversidade.

      Eliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (4) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (6) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (2) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (1) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)