segunda-feira, 2 de março de 2015

Oh pá, mete o Shikabala!

Tal como esperado, as reacções ao "espalhanço do Dragão" não se fizeram esperar. Como notas dominantes as (1)"culpas de Marco Silva" e (2)"a falta que Jefferson fez", este ou aquele (3)"erro individual",  a (4)"falta de atitude" e até a (5)"deficiente condição física" a marcarem grande parte das análises. Quanto a mim todas elas e não apenas uma concorreram para o desfecho final, uma vez que:

1- Marco Silva poderia ter sido mais feliz e até mais expedito na leitura do jogo. Demonstrou perceber o que se passou no relvado na flash interview, mas não o pareceu fazer no timming, mesmo tendo em conta as soluções que tinha à disposição, mesmo dentro das nossas limitações.

2- Não há nenhuma garantia que Jefferson fizesse muito melhor do que Jonathan, embora seja também verdade que pior seria muito difícil. Só quem não viu o jogo na Alemanha, ou esqueceu a forma como sofremos o primeiro golo, pode afirmar com "segurança" que seria melhor com ele.

3- Podemos e devemos falar de erros individuais, mas quase todos os que se registaram tiveram como base ou devem a sua existência a uma deficiente resposta colectiva versus mérito do adversário em explorar as nossas deficiências. É verdade que todos os lances de golo envolvem Jonathan e Tobias Figueiredo, em particular como deixaram exposto o espaço entre eles, e que estes quase sempre estiveram mal em vários outros lances. Mas é preciso não ignorar o mérito do adversário ao perceber que estes dois jogadores têm muito pouco tempo de jogo juntos, o que lhes limita a qualidade da resposta sempre que a exigência sobe. E que, ao  contrário do jogo de 72 horas antes - onde Jonathan já não tinha estado bem, mas Tobias sim - tiveram muito maior cooperação e acerto dos homens que os precediam no meio-campo. Há demérito nosso como é indiscutível o mérito do adversário na forma como soube "espetar o garfo" na parte mais tenrinha da nossa equipa.

4- A falta da atitude é, normalmente, a "explicação tipo", ou "pau para toda a colher" quando não se percebe que o que se passa em campo é quase sempre um jogo de equilíbrios e de interacção de vários factores determinantes tais como:  as decisões dos treinadores, dos jogadores e da diferença de qualidade individual, a que acresce o carácter aleatório do jogo e as respectivas consequências no estado de espírito versus resposta dos jogadores. Alguém duvida que a resposta da equipa seria outra caso tivéssemos sido nós a inaugurar o marcador?

5- A falta de condição física está intimamente ligada ao ponto anterior. É indesmentível que o adversário estava por cima neste factor, não jogou a meio da semana e foi rodando os jogadores. O que quanto a mim não faz sentido é invocar este parâmetro logo na análise à primeira parte. O efeito do golo foi devastador para a equipa, que deixou de responder como tal. Mas atribuir esse facto à condição física seria o mesmo que pretender que os jogadores não conseguiram mais do que meia hora de resposta, o que é um absurdo em alta competição. Contudo, não duvido que, no decorrer do jogo, este factor se tornou determinante, por se juntar à necessidade de dar resposta a um resultado adverso. Isso foi notório em alguns jogadores como Adrien e Tobias Figueiredo. O caso do defesa central foi mais notório, cometendo erros que normalmente não tem cometido. Seguramente que, com outra frescura física, responderá melhor.

Outros aspectos também apontados como tendo contribuído para a derrota:

6- Novamente o controlo da profundidade. Este é um dos aspectos que nos tem penalizado bastante este ano, mas desde a entrada de Tobias que não víamos o Patrício a ser obrigado a enfrentar o 1x1. A resposta está seguramente no treino mas também na forma como a equipa se organiza para o contrariar. Ontem houve sempre demasiado espaço e tempo para o portador da bola, com excepção ao calcanhar de génio de Jackson, que é impossível de contrariar. O facto de os golos surgirem sempre do mesmo lado também não foi casual, como tentei explicar acima. Muito dificilmente três daquelas bolas teriam entrado do lado oposto. Cédric sabe muito mais disto que Jonathan e tem mais tempo de jogo com Paulo Oliveira.


7- A falta de rotatividade é um dos erros mais apontados a Marco Silva, quanto a mim injustamente. O treinador está condicionado pelos jogadores que tem à sua disposição e pelo tempo que dispôs entre jogos. Parece-me no mínimo delirante pretender que se poderia ter substituído meia equipa no jogo anterior ou o que o fizesse no de ontem. 

Mas se o tivesse feito para quinta-feira será que a resposta da equipa teria sido a mesma? 

Será que se perdoaria ao treinador que não tivesse feito tudo para passar a eliminatória?

Esta discussão seria aceitável se a opção de rodar for feita pontualmente, por exemplo André Martins por Adrien, Mané por Carrillo ou Nani, etc. Podemos colocar a questão também relativamente a Gauld ou Wallyson, embora as suas prestações oscilantes na B devessem servir para arrefecer os ânimos. Estes apelos fazem-me lembrar os de há precisamente um ano: oh pá, mete o Schikabala! 

Onde teria feito diferente de Marco Silva seria nas substituições, que é onde me parece que o seu trabalho pode ser criticado. A perder o jogo e o respectivo controlo, tocaria a reunir atrás, sacrificando Adrien por Martins, juntando-o a João Mário, à frente de William, que estava imperial até ao golo, mas muito mal secundado. Nani e Carrilo jogariam mais próximos de Montero, juntado-se a ele na primeira reacção à perda e pressão na construção, onde estivemos irreconhecívelmente apáticos

É muito curioso, ou talvez seja apenas a mera ciclotimia que aflige o adepto comum, que em dois dias se tenha esquecido quer o trabalho de Marco Silva, quer mesmo dos jogadores, num dos melhores jogos que o Sporting fez nos últimos tempos, ainda por cima com o segundo classificado do campeonato alemão.

Não foi o jogo de quinta-feira a prova de que o Sporting não tem um ponta-de-lança à altura das suas ambições e que, com a qualidade do seu jogo e volume de oportunidades criadas, se o tivesse, estaria hoje a pensar receber o Inter na próxima eliminatória da UEFA e talvez com menos empates nos jogos da Liga doméstica?

De uma forma mais abrangente não são estes "apertos" com as diversas competições a prova de que o Sporting está ainda muito atrás dos seus adversários e rivais e muito mais perto do nível inferior dos que o seguem na classificação?

Isto não invalida considerar que a actual base de habituais titulares e suplentes mais utilizados são uma boa base de trabalho, precisando de estar devidamente acompanhados de outros de valor semelhante. Exactamente onde se começou a falhar este ano, na preparação da época, com as consequências agora mais à vista de todos. Infelizmente, para lá destes, não há muito talento e esse é que habitualmente faz a diferença. Toda a diferença. 

13 comentários:

  1. Um grande, grande post

    Realço o tema da "falta de atitude" que tem inerente a lógica de que se tivermos sempre uma grande atitude, ninguém nos agarra. Porque os outros, já se sabe, estão lá para nos ver ganhar as bolas de carrinho.

    Leão, pela minha parte só tenho a agradecer os seus textos. É um dos leões da blogosfera que nos obriga a pensar e repensar sobre temas verdadeiramente importantes.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. "Isto não invalida considerar que a actual base de habituais titulares e suplentes mais actualizados são uma boa base de trabalho, precisando de estar devidamente acompanhados de outros de valor semelhante."

    É isto. Não há que tapar o sol com a peneira. Apesar de alguns pontos positivos - uma carreira interessante na Liga dos Campeões e uma vitória no Porto para a Taça - o balanço da temporada é fraco.

    Depois de um campeonato surpreendente no ano passado, esperava-se que a aproximação aos rivais continuasse esta época. Mas tal não aconteceu. O campeonato vai chegar ao fim sem qualquer vitória sobre Porto e Benfica e, provavelmente, com a diferença para o primeiro lugar a aumentar face à época passada. Nunca ocupámos o primeiro lugar, bem pelo contrário: desde muito cedo deixámos criar uma diferença pontual para o primeiro que fez com que o título se tornasse rapidamente uma improbabilidade.

    Acho que tocas bem na cerne da questão: as opções viáveis para o XI principal não cresceram muito e o talento disponível não é significativamente maior do que há um ano. Só Nani (que já não estará cá para o ano) e João Mário (que é uma promoção interna) foram ganhos claros face ao ano passado. No resto, é duvidoso que Paulo Oliveira seja superior a Rojo ou que Tobias (pelo menos por agora) seja tão melhor assim do que Maurício. Logo, era difícil dar o salto de qualidade que nos levasse ao título - tanto mais com o talento disponível no Porto a aumentar a olhos vistos.

    Perante isto, espero que a direção repense a sua estratégia. Um bom dirigente não é o que nunca falha, mas aquele que sabe aprender com os seus erros. Não há nada de errado em fazer apostas de alto risco nas contratações - todos os grandes clubes o fazem. Já menos sensato parece-me fazer depender a melhoria necessária do XI titular quase exclusivamente dessas contratações, que foi o que aconteceu este ano.

    É bom não esquecer que esta será a 13ª temporada consecutiva sem o título de campeão nacional - no que já é, de longe, o segundo maior jejum da história do clube. É angustiante pensar que há jovens adultos para quem um título do Sporting é uma memória longínqua de infância! Bem sei que não foi a atual direção a responsável por esse jejum. Mas a missão para que foi eleita foi a de inverter essa situação. Se começa a escudar-se nos orçamentos e a apresentar reestruturações financeiras, 2ºs lugares e a ocasional Taça de Portugal como grandes sucessos, então, o que é que a distingue face aos seus antecessores?

    ResponderEliminar
  3. "Se começa a escudar-se nos orçamentos e a apresentar reestruturações financeiras, 2ºs lugares e a ocasional Taça de Portugal como grandes sucessos, então, o que é que a distingue face aos seus antecessores?"

    A "diferença" é que o Sporting é nosso, apesar de ter sido com o Bruno que foram alienados 49% do capital social da SAD. Também creio que nunca se viu tanta palhaçada a patranha junta. Talvez só no tempo de Jorge Gonçalves.

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente o ponto 3 não está exatamente correto quando se afirma que os jogadores têm muito pouco tempo de jogo juntos pois cruzaram-se desde o inicio da época na equipa B e exatamente do mesmo lado. Julgo poder afirmar-se que a qualidade dos adversários na equipa B não é comparável à da equipa do Porto e, talvez os processos de rotina dos 3 treinadores (Abel, Barão e João de Deus) fosse diferente, obrigando a adaptações naturais.

    Neste momento mais que as causas, que importa apurar e erradicar, é necessário tocar a reunir para o que resta da época, que ainda podemos conquistar (Taça de Portugal e 3º lugar de pré-acesso à LC).

    ResponderEliminar
  5. Concordo em parte com o que acima foi escrito. Discordo com a falta de oportunidades dadas a elementos da equipa B. Não nestes jogos, mas se calhar em jogos mais "fáceis" contra outros opositores de menor valia e/ou quando o resultado já nos é favorável com pouca margem de ser mudado.
    Só se aprende jogando com os melhores.
    Apesar de ser uma frase feita, querer comparar o rendimento de um jogador na equipa B com o que pode dar na equipa A, é pouco honesto. A começar na motivação.
    O Tobias por exemplo só joga quando o Marco Silva foi quase obrigado a colocar a jogar.
    O Gauld a mesma coisa. Existem mais exemplos.
    Quando uma oportunidade ao Sacko, Wallyson ou mesmo ao Zezinho? So para citar alguns.
    Enfim, temos muito por onde melhorar, e esperemos que o caminho continue em crescendo! Apesar de tudo o caminho que vamos fazendo ainda e de crescimento...

    ResponderEliminar
  6. "Não foi o jogo de quinta-feira a prova de que o Sporting não tem um ponta-de-lança à altura das suas ambições e que, com a qualidade do seu jogo e volume de oportunidades criadas, se o tivesse, estaria hoje a pensar receber o Inter na próxima eliminatória da UEFA e talvez com menos empates nos jogos da Liga doméstica?"

    Ora nem mais. Falta um "Batman" no nosso ataque. Montero poderá ser o Robin, o Saviola de um "Cardozo", mas não pode ser "o" homem. Não são essas as suas qualidades.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo das 14:16

    O que diz é verdade. O diabo está nos pormenores. O Jonathan jogou 2 jogos na B mas um a 27/08/2014 e outro a 13/09/2014. 180 minutos. Se acha que isso contraria o que é exposto no post eu discordo. Acresce que o Jonathan revela muitas lacunas a nível defensivo, o que se pode constatar praticamente em todos os jogos.

    ResponderEliminar
  8. Juan Mata,
    Os jogadores da equipa B tiveram boas oportunidades na Taça da Liga, onde até não se saíram mal. Eu gostava de perceber onde e quando os jogadores da equipa B poderiam ter mais oportunidades.

    O Sacko não é jogador para a B que fará para A. Gosto do Wallyson mas mandava-se o André Martins para a B? O Zezinho chegou há um mês.

    Deixar de convocar quem para por a jogar quando? Olhando para os jogos ditos fáceis foram pouco fáceis. Pretender que esses jogadores fariam melhor só é possível porque estão a salvo do contrafactual.

    ResponderEliminar
  9. Subscrevo inteiramente este post. Revela lucidez, conhecimento e capacidade de análise. Excelente!

    ResponderEliminar
  10. Olá de novo,

    Deste post, com o qual estou de acordo na generalidade, à um aspecto que não se está a dar a devida importancia e que eu acho que constituiu o factor mais improtante que levou à nossa derrota.

    A questão não é que o Sporting apresenta "falta de condição fisica"... Porque se fosse assim não conseguia ter feito o jogo que fez na quinta-feira, aquela velocidade quer a atacar quer a defender... O problema aqui deveu-se a que os jogadores do Sporting não tiveram tempo de recuperação suficiente... A isto alia-se o facto de os jogadores serem os mesmos, não há grandes alternativas que não impliquem um decrescimo da qualidade... Isto é um facto. Quem se recentiu mais disso foram precisamente os jogadores que têm menos ritmo competitivo a este nivel (Tobias e Jonathan). Mas todos os outros se ressentiram também.

    Isto contra uma equipa mais fraca pode-se disfarçar, mas contra o Porto, ainda por cima a forçar o ritmo (e bem) é mais complicado...

    Não fiz essa estatistica, mas se alguem a puder fazer... Vejam quantos pontos o Sporting perdeu na jornada imediatamente a seguir a um jogo de uma competição Europeia...

    Concordo com o LdA, em absoluto, quando ele diz que "que a actual base de habituais titulares e suplentes mais utilizados são uma boa base de trabalho, precisando de estar devidamente acompanhados de outros de valor semelhante". Isto teria permitido jogar contra os alemães com a ambição com que o fizemos na quinta e apresentar uma equipa com outra frescura fisica e capacidade no jogo de ontem.

    Qualquer pessoa que entenda um pouco da fisiologia humana associada à alta competição sabe, que quando vem a fadiga a primeira coisa a falhar não são as pernas, mas sim a cabeça (as falhas de concentração são muito mais frequentes). Depois os jogadores chegavam sempre primeiro... sempre! Mas isto não é por falta de atitude, mas sim de frescura fisica. Não tenham dúvidas que isto é o que explica, em grande medida a nossa derrota de ontém. Não tenho dúvidas absolutamente nenhumas!

    SL
    Carlos

    ResponderEliminar
  11. Vou voltar a dizer aquilo que já venho a dizer a muito tempo. A maior argolada que Bruno de Carvalho cometeu, foi ter ido atrás dos palermas de serviço, e assumir o Sporting como candidato ao titulo quando sabia perfeitamente que não o iria ser.

    Alias, tenho duvidas que o será sequer alguma vez durante o seu mandato. Já o disse isto, e volto a repetir. Não temos para já qualidade no plantel, e principalmente não temos estofo. O fundo aonde batemos não será facil de escalar, por mais sound-bytes que o Presidente mande, ou mesmo nós como adeptos.

    Este ano já tivemos bons momentos. Ontem levamos 3, mas ainda a uns meses lhes demos no mesmo sitio a mesma dose. Já tivemos muito bons jogos, tambem ja tivemos maus. O futebol são pormenores, e este ano a epoca acaba com o empate em casa com o Benfica. Tivesse-mos ganho, e a força anímica tinha dado para nos aguentar-mos mais uns tempos na luta. Assim fomos já de viola.

    Aceitar isto, e ter a paciencia necessaria para deixar as pessoas trabalharem, criticando construtivamente, é meio caminho andado para sair desta situação mais depressa, mesmo não sendo tão depressa como todos gostavamos. Não estamos a recuperar de 2 ou 3 anos maus...estamos a recuperar de 30. E isto não se faz com um estalar de dedos.

    Para já continuo a dar o beneficio da duvida a esta Direcção. Quem não quiser dar, está no seu direito. Mas a verdade é que não vejo alternativas.

    ResponderEliminar
  12. Estou de acordo com grande parte do texto Lda.

    "Esta discussão seria aceitável se a opção de rodar for feita pontualmente, por exemplo André Martins por Adrien, Mané por Carrillo ou Nani, etc. Podemos colocar a questão também relativamente a Gauld ou Wallyson, embora as suas prestações oscilantes na B devessem servir para arrefecer os ânimos. Estes apelos fazem-me lembrar os de há precisamente um ano: oh pá, mete o Schikabala!"

    Querer ver por um Wallyson ou Ryan Gauld mais integrado no plantel A, peço desculpa, mas não tem nada de Shikabala. O facto deste Adrien ser praticamente titular em todos os jogos (é notório que está a léguas de William ou João Mário) será prejudicial até para o próprio. É daquelas coisas que só se vai perceber daqui a uns tempos.

    Essa critica que faço a MS, é exactamente a critica que fiz ao facto de João Mário só se ter estreado no campeonato à 5ª jornada ou Tobias só ter subido à A a meio da temporada.

    Não me parece que tenha sido bem gerido o plantel nas últimas semanas.

    Agora, a gestão das expectativas também não foi bem feita no inicio da época e por isso há muita gente a cobrar isso. Dizer-se que o Sporting partia na pole position foi uma perfeita idiotice...

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (93) Adrien (18) AdT (1) adversários (81) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (33) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (3) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) arbitragem (88) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (68) Batota (16) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (95) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (64) Comunicação Social (20) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) djaló (10) Domingos (29) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (11) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (8) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (12) Francis Obikwelu (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (21) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (2) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (37) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (11) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (20) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (40) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (24) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (22) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (10) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) play-off (1) PMAG (3) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (2) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (3) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (5) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) SerSporting (1) Shikabala (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (1) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (89) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (3) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (2) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (95) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)