Um ideal

ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA, o lema que fez do Sporting um grande clube, tão grande como os maiores da Europa”

Receba o "ANorte" por e-mail

Mantenha-se a par

domingo, 12 de julho de 2009

| 0 Comentários |

E ao segundo teste..

... Surge a primeira derrota da época. Todos nós gostávamos que fosse a única mas pelo andar das coisas, sinceramente, eu não estou com grandes expectativas.

Porquê? Portanto, temos depositado grandes confianças no único reforço que temos para esta época e acho que hoje tivemos uma amostra daquilo que lhe poderá acontecer, ou seja, o mesmo que a Romagnoli. Infelizmente, Matias pareceu-me completamente alheado do jogo, teve de vir muitas vezes a trás para armar o ataque e a bola raramente lhe chegou. No entanto, realce para o bom passe a desmarcar Liedson que no entanto falhou o remate.

O jogo para mim resume-se de duas formas:
Primeira parte sofrível e com pouco para destacar:
- Veloso com mais garra e participação;
- Pereirinha confiante à procura de criar desequilibiros;

Segunda parte com alguns pormenores interessantes:
- Moutinho rende obviamente mais ao centro;
- André Marques pode ser uma solução válida no plantel;
- Yannick e Postiga demonstraram garra e vontade de lutar por um lugar na equipa.

Tónica durante todo o jogo: Boa exibição por parte de Daniel Carriço. Sóbrio e determinado na abordagem aos lances, resolveu sem contemplações uma mão cheia de jogadas dos ingleses.

Muito pouco para uma equipa do Sporting. Podemos encontrar N explicações e N argumentos sobretudo o pouco tempo de trabalho e a carga física intensa e claro que eu compreendo esses factores. No entanto, foi notória a incapacidade de fazer 3 passes seguidos durante a primeira parte e a dificuldade em rematar à baliza durante a segunda (embora o remate de Moutinho à trave e algumas incursões interessantes de Postiga ou Yannick).

Importa não esquecer que esta equipa joga toda junta quase há 2 anos com alguns retoques e mesmo assim continua a não haver fio de jogo. Há jogadores que entre estarem em campo ou não estarem, quase parece a mesma coisa. Sectores bastante afastados entre si, jogadores com medo de ter a bola nos pés...

Nesta altura, estou obviamente preocupado. Bem sei que estamos em início de época, mas neste momento parece-me mais do mesmo. Sporting produz pouco, está amorfo e pratica um futebol fraco. Além disso, enquanto continuarmos a debater qual das peças tem mais condições para servir o Sporting, estamos mesmo mal, pois mais uma vez, estamos a nivelar o Sporting por baixo.

Paulo Bento continua com muito trabalho pela frente. Hoje jogámos com um clube histórico mas que anda em escalões inferiores na Inglaterra e restam-nos apenas mais dois jogos até à pré-eliminatória da Liga dos Campeões. E fica a dúvida:

Duas semanas para desfazer algo entranhado há dois ou três anos?

Força Sporting!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Reservado o direito de admissão.(links também)
Comentários com insultos entre comentadores não serão tolerados

Comentários Recentes