segunda-feira, 3 de novembro de 2014

O que fica do valente trambolhão em Guimarães?

Em Guimarães o Sporting esteve quase sempre voltado de costas para o jogo
Nem tão maus agora nem tão bons 
Uma derrota tão expressiva, num jogo em que a equipa esteve quase permanentemente subjugada ao adversário, traz consigo as análises mais desequilibradas. Infelizmente esse desequilíbrio é tão notório na blogosfera como, pelo que se pode ver hoje nos média, nos comentadores, chegando até à cúpula directiva e técnica. Não somos tão maus hoje como não éramos tão bons antes do jogo começar.

Não me parece justo individualizar culpados, expondo alguns jogadores, quando o falhanço foi colectivo. As razões para a derrota explicam-se nas falhas de todos, a começar pelo treinador que, quanto a mim, avaliou mal o adversário. Quando grande parte dos danos já estavam concretizados, interpretou mal as necessidades da equipa, deixando-a ainda mais exposta ao adversário e à sorte do próprio jogo.

Quanto vale o coração e a inteligência?
Grande parte das análises ficam-se pela explicação primária sempre que se perde um jogo como se perdeu este: falta de garra e de entrega, não dando qualquer importância à forma como os treinadores abordam o jogo e colocam as suas equipas. Hoje a acusação fácil de falta de atitude aos jogadores vinga sobre a ensaboadela táctica que Rui Vitória deu a Marco Silva. Não é primeira vez que o treinador vitoriano demonstra saber muito bem o que é preciso para derrotar equipas melhor dotadas técnica e individualmente, talvez nunca tenha sido tão bem sucedido como o foi no sábado.O Vitória ganha porque o seu treinador conseguiu que a sua equipa o fosse realmente e Marco Silva não soube como o contrariar.

Rui Vitória viu certamente muitos jogos do Sporting e percebeu que as suas hipóteses aumentavam se impedisse que o Sporting tivesse a bola muito tempo nos seus pés e se pressionasse o momento inicial de construção. Não deu muita importância à bola nos pés dos centrais o que, atendendo ao que se sabe da sua qualidade, não é propriamente a descoberta da pedra filosofal. A partir daí, como uma equipa extremamente reactiva sobre a bola e o seu portador, tornou os jogadores do Sporting ilhas isoladas, particularmente os do meio-campo. E tê-lo conseguido com os jogadores com maior potencial desequilibrador, como Nani e Carrillo, e tornando João Mário um fantasma em campo, foi decisivo. O resto explica-se pela marcha do marcador: um golo ainda antes dos vinte minutos, outro antes de ir para o balneário, o que constituiu o doping que fez o Guimarães sentir-se sempre superior e os jogadores do Sporting impotentes para os contrariar.

Sacudir a água do capote
Marco Silva ( a ser verdade o que vem sendo escrito desde sábado à noite...) faz muito pouco e mal ao remeter as culpas para os jogadores. Falta-lhe a humildade de reconhecer que o seu colega lhe esteve superior, como lhe faltou o discernimento de juntar mais as linhas, de forma que fosse possível jogar mais apoiado. Ao invés, preferiu a bola para a molhada, à procura da cabeça de Slimani, deixando logo ali o resultado mais entregue à sorte do que ao saber.

O presidente Bruno de Carvalho também alinha nas criticas à postura dos jogadores, estendendo-as à prestação ridícula dos B's. Eu não misturaria as duas derrotas, porque elas têm causas diferentes e só muito remotamente se explicam pela falta de vontade de vencer. No que à equipa principal diz respeito há debilidades que não foram resolvidas atempadamente que, por isso, justificavam maior cautela na hora de assumir maiores compromissos, como foi a a candidatura ao titulo. Essa responsabilidade não pode nem deve ser iludida, descarregando sobre os jogadores. Responsabilidade que é, em primeira instância da SAD, que formou  o plantel e Marco Silva que o aceitou, bem como ao discurso de candidatura, sem pestanejar.

Quanto à equipa B parece-me é que se estão a recolher os frutos inevitáveis da instabilidade e cada vez mais evidente má gestão. Milagre era se, com as mudanças constantes, sem critérios objectivos nas escolhas que privilegiem o mérito e qualidade dos intervenientes, os resultados fossem outros.

A realidade e o wishful thinking
Há um toque de cruel ironia quando, depois de uma semana em que de discutiu se era ou não o Sporting a equipa que praticava o melhor futebol, acontece um resultado e sobretudo uma exibição tão confrangedora como esta. Como na maior parte das ocasiões, e é este o sentido geral do presente post, há que não especular em demasia sobre um resultado anómalo. Parece-me mais assisado olhar para o âmbito geral do que para apenas um momento. E é por aí que se chega realidade construída nos factos. Salientaria os seguintes pontos, que me parecem importantes:

- O Sporting está com uma média de pontos muito baixa para uma candidatura ao titulo: 1.77 pontos. Se não a melhorar arrisca-se a não assegurar sequer o terceiro lugar, uma vez que não chegaria aos 60 pontos. Felizmente parece que os possíveis pretendentes, como o Braga ou até mesmo o Maritimo, não andam muito melhor. Mas o Paços de Ferreira já vai à nossa frente e o treinador é o mesmo que lhe proporcionou a melhor classificação de sempre.

- Poder-se-ia pensar que tal se deve ao facto de ter jogado já com os principais rivais. Contudo, nesses jogos permanecemos invictos, dividindo pontos. Onde se perdeu terreno de forma inequívoca foi com adversários de menor valia aparente, mais propriamente sete pontos com Académica, Belenenses e agora o Vitória. É assim que se diz adeus aos campeonatos.

- É também cada vez mais evidente hoje o que se dizia aqui desde o inicio do campeonato: o plantel à disposição de Marco Silva é curto em qualidade, existindo muito poucas opções válidas para os titulares habituais, numa equação em que, por razões óbvias, não inclui Nani. 

- Onde o problema é pior é obviamente na defesa, atendendo a que a quase totalidade dos titulares não têm categoria para o merecer ser no Sporting. Maurício pode estar na linha de fogo por ter estado nos dois primeiros golos mas a exibição de Paulo Oliveira veio mais uma vez por no lugar as construções artificiais sobre o seu valor, tão fraca foi a sua prestação. Este é actualmente o principal problema do Sporting, que podia ser atenuado pelo colectivo mas não tem sido. Se no sábado a falha foi geral, na maior parte dos pontos perdidos anteriormente a origem foi-lhe quase exclusiva. Quando se fala em reforço do sector para Dezembro pode-se estar a falar do irremediável.

Arbitragem
Não fica muito bem falar de arbitragem num jogo como o de Guimarães. Mas sempre digo que se um fora-de-jogo que precede um dos golos pode ser desculpável, ver o penalty e não ver a falta que o precede dá para pensar que o árbitro também se quis associar à festa branca.

Violência
Inenarrável mais uma vez o ambiente  em alguns locais em volta do estádio, a fazer vitimas entre alguns adeptos menos prevenidos sobre o que é ir a Guimarães. Uma vergonha para o historial e importância que a cidade e o clube têm no respectivos contextos nacionais. Uma vergonha como sempre para a actuação da policia que age de forma tão cobarde como estes grupelhos de facínoras, sendo, com sempre, fortes com os fracos. Fujo tanto de uns como de outros. 

Aqui parece-me muito curta a reacção do Sporting, nas palavras do presidente Bruno de Carvalho. Dizer que “Lamentamos também que continuem a existir situações de agressões graves nos estádios portugueses como foi o exemplo neste jogo de dois adeptos sportinguistas esfaqueados" é muito pouco perante a gravidade do sucedido" é muito pouco, até por comparação da dureza das palavras escolhidas para qualificar as prestações das equipas A e B. Exigir um rigoroso inquérito, e atribuição de responsabilidades à organização do jogo é o mínimo olímpico.

Inqualificável é também a passividade das sucessivas direcções do Vitória, perante a reiterada ocorrência de factos desta gravidade. Beneficiam amplamente da passividade das autoridades policiais e da tutela desportiva. Não sei se estão à espera que morra alguém para poderem brindar-nos com os eloquentes palavras de circunstância. Se isso algum dia suceder são tão responsáveis como os autores e cada vez mais me convenço que se merecem todos - clube, adeptos facínoras, FPF, policia, ministérios da tutela - uns aos outros.

17 comentários:

  1. Ao terceiro dia uma análise sensata para desenjoar do tom geral. Subscrevo quase na integra. Marco Silva leu mal o jogo, foi goleado por Rui Vitória, e foi incapaz de tomar as decisões acertadas que o jogo pedia. Desde o ínicio se verificou que a pressão do Vitória sobre o meio-campo sportinguista fazia de cada jogador uma ilha sem canais de comunicação com o resto da equipa. Nani foi vitima do mesmo tipo de pressão. Durante a primeira parte Marco Silva devia ter tentado alterar a relação de forças nessa zona. A entrada de alguém com capacidade de luta pela bola - Rossel, quer-me parecer - e com presença física, poderia ter mudado o rumo aos acontecimentos. Jonhatan jogou muito mal contra o Marítimo e, neste jogo, ficou sempre batido perante as velozes arrancadas de Hernani. Foi uma má opção. O Sporting tem alternativas. Deve haver maior rotatividade dentro dos recursos existentes. Também acho que o Sporting, apesar de Nani e do seu significado, dificilmente poserá lutar pelo título. Sobretudo quando as reacções perante uma derrota descambam neste tipo de declarações filhas da imaturidade e da falta de preparação para responsabilidades deste nível.

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo na íntegra o post.

    Rui Vitória goleou Marco Silva. Foi notória a incapacidade do Sporting impor o seu jogo habitual. Nunca antes pude ver os nossos extremos junto às linhas laterais rodeados por 3 adversários sem ter por perto qualquer apoio de um colega. Foram inúmeras estas situações de impotência. A jogada individual perante desafio tão desigual era completamente desaconselhada (e de sucesso remoto) e a combinação com colega(s) que permitisse a progressão com bola, praticamente impossível, dada a distância dos apoios (as tais ilhas). O resultado era ou a perda de bola ou o passe atrasado para o lateral / central, obrigando a equipa a recomeçar a acção de ataque através dos centrais que variavam (mt lentamente…) o jogo para o flanco oposto, onde acontecia exactamente o mesmo. Um colete de forças que, invariavelmente, coarctou o jogo ofensivo da equipa e que obrigou a que, na maioria das vezes, fosse feito aos repelões e sem pingo de fluência. A penetração interior acabou por sair afectada, porque a bola raramente entrava em condições no meio campo adversário. Não é à toa que as ocasiões de golo criadas foram tão reduzidas. Depois, as debilidades defensivas evidenciaram-se, como não podia deixar de acontecer… Já disse anteriormente que para este Sporting ganhar jogos (e pontos) terá quase sempre que marcar mais golos que os adversários, porque será difícil acabar jogos sem os sofrermos contra qualquer equipa com um mínimo de organização e de qualidade. Foi isso mesmo que acabou por acontecer em Guimarães.

    Que o Rui Vitória estudou mt bem o SCP está bom de ver, já o Marco Silva ou estudou mal a equipa vimaranense, ou os seus jogadores foram incapazes de agir em conformidade. Os dois golos da primeira parte do Vitoria de Guimarães foram autênticas cópias do golo que deu a vitória dos vimaranenses em Setúbal na jornada anterior: subida do central João Afonso ao segundo poste nas bolas paradas. Enfim, a única nota positiva deste sábado foi ver um miúdo cá da minha terra que está a estrear-se (e a impor-se) com bastante sucesso na primeira divisão!... Força João Afonso!

    Quanto às desculpas de BdC: nada que se estranhe!... Apenas acho que foi mais um tiro no pé… O Sócio gosta, já o jogador duvido… Acusar os jogadores de falta de empenho e de dignidade não é propriamente um gde incentivo para depois de amanhã… A verdade é que foi a primeira derrota ( na Liga) da equipa e não merecia ver-se assim exposta logo no primeiro desaire. A SAD, antes de pedir desculpas, deveria ter prevenido a mais do que evidente falta de qualidade e de soluções no sector defensivo… E qd não há Rui Patrício… é humanamente impossível Rui Patrício safar em todos os jogos. O nosso enorme GR tem sido um autêntico herói, mas não deixa de ser…Humano.

    Arbitragem: e é assim… Passou-se o fds e enquanto a uns anulam-se golos limpos aos adversários, a outros validam-se golos em fora de jogo aos mesmo adversários. À ‘ganda’ Vitinho! E o que dizer da reunião de BdC com o chefão da apaf? Já está a fazer um efeito tremendo!...


    Violência: ainda querem que a malta vá aos estádios? Vão ‘mazé’ o caralhinho…

    ResponderEliminar
  3. Quanto ás declarações do Bruno, um bem haja, mais faltava era os meninos ficarem ofendidos depois do que fizeram, ele há cada um, leio coisas que custa a acreditar. A entidade patronal não paga aos meninos, eu se não trabalhar o meu patão vai me bater nas costa a dizer continua. Estavam era mal habituados no Sporting passivo de antigamente.
    O presidente farta-se de trabalhar leva 5 mil euros, ou meninos jogam, ou estiveram por lá hora e meia, e levam 10 vezes mais, e o Bruno tem de aturar os de fora e ainda alguns de dentro, enfim.
    O que ficou de guimarães é que o mauricio após nos enterrar na champions por 2 vezes enterra no campeonao.

    ResponderEliminar
  4. Matias Pérez, Ramy Rabia, Naby Sarr, André Geraldes, Welder, Hugo Sousa, Maurício, Jonathan Silva, Ivan Piris, Seejou King e Sambinha

    Como costuma dizer o presidente, é preciso ter muito azar para, em 11 defesas !!!! não acertar um único.

    ResponderEliminar
  5. Relva,

    Se não trabalhares, ou mesmo fazendo-o não atingires resultados satisfatório para o teu patrão e este chamar a tua família toda, os teus amigos, os teus conhecidos, os teus clientes todos, os fornecedores todos, os restantes parceiros comerciais, e até toda a população que não tem nada a ver com a empresa onde trabalhas e diz perante toda essa gente o seguinte: "o menino relva não se esforçou, foi indigno, baldou-se, não foi profissional" etc, etc... Qd isso acontecer, depois diz-me como te sentiste...

    Sabes o que tu merecias, caso isso acontecesse? Que o teu pai (caso seja vivo) ou o teu filho (caso tenhas) chegasse ao pé do teu patrão e lhe respondesse: um bem haja por humilhar o meu filho à frente desta gente toda!

    ResponderEliminar
  6. LdA: excelente análise.

    A forma como o Sporting abordou o jogo não foi de candidato. E as declarações finais do MS preocuparam-me.

    Mais do que tudo, preocupa-me a possibilidade de não se ter percebido o que correu ali mal...

    ResponderEliminar
  7. Finalmente alguém com voz na imprensa disse hoje o que milhares de sportinguistas anónimos pensam e dizem: o equipamento do Sporting Clube de Portugal é às riscas horizontais verdes e brancas, não é nem nunca foi amarelo!!! Amarelo é o Estoril, o Beira Mar, o Paços de Ferreira, o Fafe, etc. Indigno-me sempre que vejo o Sporting abdicar do seu equipamento tradicional sem ser por obrigatoriedade face às cores do adversário. Indigno-me eu e milhares de sportinguistas que não se identificam com equipamentos que não têm nada a ver com o nosso clube e que são impostos por marketeiros de 2ª apanha, dirigentes mentecaptos e outros arrivistas que caem no Sporting de pára-quedas!

    ResponderEliminar
  8. Na minha opinião, tudo o que o presidente possa ter dito aos jogadores a recriminá-los pela miserável exibição ainda foi pouco!... Levar um banho de bola de um grupo de jogadores que ninguém conhece não é admissível. A folha salarial no fim do mês exige outra prestação muito acima do que vimos...

    ResponderEliminar
  9. Koba, andamos a escrever mais ou menos a mesma coisa e a chegar às mesmas conclusões. Faltou-me esse poder de síntese: de facto, cocom estas conclusões treinador e presidente não perceberam o que se passou. Assim, a probabilidade de voltar a suceder é grande. O mais preocupante é o caso do treinador, porque a acção imediata é dele.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. Coitadinhos dos jogadores e do técnico, que não se lhes pode dizer nem apontar nada, que amuam... Mas estamos todos parvos ou quê ? É óbvio que têm de ser chamados à atenção, sob pena de isto voltar a acontecer, o que não pode, em nenhuma circunstância, suceder. A isto chama-se exigência e tem de ser praticada por todos os que representam o SCP. Compreendo perfeitamente a estranheza de muitos comentadores, bloguistas e afins, dado ser algo que há muito estava arredado de Alvalade. Preparem-se e acostumem-se, porque com este Presidente será sempre assim (e ainda bem !).

    ResponderEliminar
  11. Na minha humilde opinião esta análise começa mal... e acaba bem! Portanto, vou apenas dizer aquilo de que discordo já que em tudo o resto subscrevo...
    Não me parece nada que Rui Vitória tenha dado um banho táctico a Marco Silva... Essa análise é redutora e incorrecta... Onde o Vitória (equipa) deu banho ao Sporting foi claramente na atitude competitiva, na agressividade e concentração... Isso não tem nada de táctico. A questão é que os jogadores do Vitória chegavam sempre primeiro que os do SCP, ganhavam sempre as bolas divididas e exerceram sempre uma grande pressão sobre o portador da bola... Ok, houve concerteza a indicação do seu treinador para o fazerem, mas o grande mérito e a grande diferença não está aí... está sim, no facto deles o terem conseguido fazer com os niveis de agressividade e concentração infinitamente mais altos do que os dos nossos jogadores. Isto é claro e evidente... Nada tem a ver com leituras tácticas.

    Também não deixa de ser verdade que o Vitória acaba por aproveitar as falhas de concentração do SCP, na primeira parte, já que aquela primeira parte deveria ter acabado 0-0. É inadmissivel sofrer 2 golos como os sofridos na primeira parte... Eu oiço (e leio) criticas aos centrais do Sporting (e com toda a razão), mas não se fala dos laterais, e neste caso do lateral direito... Os 3 golos sofridos têm um responsável comum... Nos 2 primeiros golos não deveria ser Carrilho (apenas) a saltar com os jogadores que ganham a bola ao 2º poste... Aquela é a área de acção do lateral direito... Onde estava Cedric? No futebol moderno os laterias não podem ter metro e meio... Já nem falo da falta que fez para grande penalidade... nem das contantes faltas absurdas que faz próximo da nossa área.

    SL

    ResponderEliminar
  12. Continuem com o patricio e o w. Carvalho que vao amanhar bem. O patricio nao sai a um cruzamnto, com o Peter Shemeichel na baliza nao tinhamos levado nenhum dos dois primeios golos. Mas nao e so nete jogo, os adversários é tal meter bolas na pequena area que o osso pwtriio nao sai a nrnhuma emos um guarda redes mediano. O w. Carvalho e muito lento e mole pra aquela posição, para uma equipe vomo o scp e psra adversarios intendos. É muio om para jogar ontra o Gil Vicente.

    ResponderEliminar
  13. O que há a saber é se este estilo de presidência serve para potenciar a atracção e desenvolvimento de qualidade, quer de jogadores, quer de treinadores quer de patrocinadores. No futebol o adepto é muito volátil, não em relação ao amor ao clube mais ao dia-a-dia, às criticas à flor-da-pele ao carrossel emocional e o presidente não pode ser assim, não pode disparar publicamente daquela forma contra a equipe. PORQUE NÃO FOI AO BALNEÁRIO e falou lá com os jogadores? O que é que foi ganho com a publicitação das declarações em vez de terem sido ditas olhos nos olhos dos jogadores no balneário? Não se ganhou nada. Perdeu-se.

    Já fui muito mai apoiante de BdC. Desde há um mês ou dois que mudei a minha posição. Sou um céptico. Só acredito em resultados. Conversa nas redes sociais ou em programas mensais de televisão não lhes dou grande valor.

    Neste momento estamos a 6 do glórias e a 5 dos fruteiros. Para além disso temos o Vitória, o Paços e o Belenenses à nossa frente. Estamos em sexto.

    JRamos

    ResponderEliminar
  14. Há pouco a acrescentar a este post, bem acompanhado pelos comentários do Virgílio, Koba e, também, JPM.

    São demasiados "tiros nos pés" para que se deixe passar. Desde da má preparação da equipa para este jogo, da má prestação de grande parte dos jogadores (que vão, a cada jogo, cometendo os mesmos erros de sempre), finalizando (com a cereja no topo) com as infelizes declarações públicas do Presidente Bruno Carvalho.
    Há locais próprios para se fazerem as críticas (as negativas - mesmo que justificadas): em privado.
    Há quem afirme que a derrota e a exibição foram um caso isolado nesta época. Mais ao menos de acordo. A verdade é que em 27 pontos possíveis, já lá vão 11. E estas derrotas e exibições humilhantes, mesmo raras, nunca as vejo nos nossos rivais. Enquanto em nós, todos os anos somos brindados com algumas.

    Tudo começa a ruir. Enquanto os objectivos foram superar o 7º lugar anterior, quase tudo correu bem. Agora que a fasquia subiu... as sensações não são as melhores. Um líder não é o que Bruno Carvalho foi à frente do computador, no facebook. Se a equipa tem de reagir, o exemplo tem de vir de cima, sempre.

    Mas a ilusão continua no ar, pois tudo se resolverá se o Sporting vencer amanhã o Schalke. É possível? Claro! Somos favoritos e mais fortes? Claro que não (sejamos honestos). Dispensava-se esta pressão extra.

    Quanto à Equipa B não me preocupo. O masterplan está em curso e parece que se voltou aos gloriosos métodos dos anos 80 ou do Vercauteren...

    http://www.dn.pt/desporto/sporting/interior.aspx?content_id=4218034

    (ainda os vou ver a subir as bancadas de Alvalade em saltos de coelho)

    ResponderEliminar
  15. A pior coisa de um erro ou uma asneira é não perceber aquilo que se fez... Sendo sempre melhor não as fazer, uma vez feita, já não há como voltar a trás, os pontos perdidos em Guimarães não voltam (nem os de Maribor, Coimbra, Alemanha...), as palavras que foram proferidas não são retiradas, etc...

    Comentários no Facebook é uma praga da época, um líder não comunica por rede social privada, ponto final, sejam criticas ou elogios. É uma asneira que se vai futuramente virar contra o Presidente, principalmente quando um dos seus subordinados utilizar o mesmo expediente para descarregar a bílis.

    Vamos ao jogo, ou aos jogos para incluir a B que acompanhei, em Guimarães aconteceu um enorme jogo de futebol, perdemos sem apelo nem agravo, mas não senti a equipa "mole" como foi a entrada na segunda parte do jogo com o Marítimo, foi uma batalha grande contra um adversário que conquistou a vitória, nós não a oferecemos com aconteceu tantas vezes em jogos onde as criticas do Presidente assentavam como uma luva. Não devemos pela cegueira que nos provoca a derrota esquecer o mérito do nosso adversário, foi grande, principalmente porque nós lutamos e só caímos em lances estudados de marcação ou concentração.

    Estou curioso em ver a resposta do Vitória na próxima jornada, ao Sporting do Minho deu empate em Coimbra, é que se estas equipas tivessem este rendimento atlético sempre eram candidatos ao titulo e... as bombas não duram sempre...

    Tivesse o Sporting do Minho jogado com metade da intensidade em Coimbra que jogou contra o clube do lado errado da 2ª circular e hoje tinha lá mais 2 pontos... A ver o que acontece em Arouca.

    Em Guimarães, houve alguns jogadores em baixa (péssimas opções), passes falhados, falta de concentração em bolas paradas (não foram só os golos...) mas não faltou atitude para tentar sempre virar o jogo, nunca conseguimos rasgar o espartilho e respirar fundo.

    Equipa B, muito muito fraco, o Atlético a meio-gás fez o que quis num jogo de solteiros casados onde a vitória foi surgindo naturalmente e com números pornográficos para o grupo que aparentemente tinha feito uns treinos. Sabemos que ali há bons jogadores, mas aquele grupo está destroçado, espero que não tenha-mos de saber porquê pelo Facebook...

    P.S.- Cantinho, agora fiz um flashback ao passado, a primeira vez que entrei em Alvalade, após grande conversa com meu pai com um dos porteiros, andava o Lito a fazer cangurus nas bancadas e poucos momentos depois se juntou toda a equipa :)

    ResponderEliminar
  16. Claro está, que não é a vexar os jogadores com declarações na praça pública, como se eles fossem garotos e não gente adulta, que o BdC vai levar a "água ao seu moinho". Este deve ser o raciocínio de alguém equilibrado que saiba mandar, com capacidade de líder e não de um trambelho que tem passado uma boa parte (quase todas as semanas) a arrotar arrogância e prepotência, que só chegou ao poder, não por ter demonstrado capacidade noutras áreas, mas sim por defeito de outrem.

    Lê-se alguns comentários mais acima a apoiá-lo, mas não é de admirar.Esses apoiantes são "uvas" da mesma cepa, por isso mesmo com a mesma arrogância e prepotência e com a mesma forma de olhar para os outros.

    ResponderEliminar
  17. Anónimo, o Presidente do Sporting, como qualquer pessoa aliás, não tem só defeitos ou méritos e tem utilizado um estilo muito próximo das equipas. De certo terá angariado créditos junto do plantel, fez asneira, mas se souber reconhecer e corrigir pouca mossa fará, se persistir... perde o crédito que conquistou, passa a não ser mais que um vulgar "patrão".

    Estas criticas generalistas e inconsequentes vão acabar por cair sempre no topo da pirâmide. Os Presidentes devem ser soluções e não problemas, porque quando há problemas em ultima análise são sempre eles que os têm de resolver ou que estiveram na sua génese.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (103) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (5) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (2) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (4) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)