segunda-feira, 23 de junho de 2014

Formação: de Daniel Carriço a Eric Dier*

*Este artigo foi escrito para o A Norte de Alvalade por André Carreira de Figueiredo, jornalista, que acompanha há muitos anos a formação do Sporting, responsável pelo projecto Academia de Talentos e hoje director do sitio Noticias de Futebol.




Lembrando Daniel Carriço

Em tempos (há 8 anos) Daniel Carriço era a maior certeza na Academia de Alcochete. Como jogador tinha sido Campeão Nacional de Iniciados, Juvenis e Juniores, e para além dos títulos, era um jogador claramente acima da média e o seu comportamento fora dos relvados era igualmente motivo de orgulho na Academia.

Eu sinceramente, nunca fui um grande adepto do Daniel Carriço enquanto jogador, enquanto pessoa nunca fomos muito chegados e eu respeito isso.

Eu penso que muitos adeptos hoje em dia olham para um Júnior ou até para um atleta Sub-17 e dizem que ele vai ser atleta para a equipa principal. Eu penso que se pode pensar muita coisa, pode-se desejar muita coisa, mas, saber no nosso íntimo que este ou aquele vai ser jogador de certeza, bom, isso na última década só o "senti" duas vezes, uma foi com o Eric Dier em idade Sub-13 e outra foi com o João Mário Eduardo em idade Sub-14. Aliás, disse-o nessa altura, que João Mário um dia iria ser Capitão da Selecção Nacional A, era completíssimo.

Quase todos os restantes jogadores, posso ver neles estas qualidades, estes "defeitos", este talento, aquela mentalidade, e é possível tentar adivinhar, mas raramente com certezas.

A forma como os adeptos dizem que este ou aquele atleta Sub-17, Sub-18 ou Sub-19 vai ser craque, fazem-me lembrar a forma como alguns atletas no Futebol Americano a nível universitário fazem carreiras fabulosas, conquistam o troféu Heisman, mas depois, quando fazem a transição para a NFL, muitos apercebem-se que estão num mundo diferente, em termos de intensidade de jogo, em termos de cultura táctica, em termos de capacidade de leitura de jogo, e em termos de "skills" que nunca necessitaram a nível universitário, mas que subitamente são necessários para sobreviver na NFL. O que aconteceu a Tim Tebow, o que irá acontecer a Johnny Manziel, etc?

Quem fala da NFL, pode igualmente falar de Basquetebol a nível universitário onde um Michael Wiggins, um Jabari Parker, um Julius Randle, um Doug McDermott ou um Joel Embiid todos eles podem ter carreiras fulgurantes, mas ninguém sabe como o seu jogo se irá transferir para a NBA.

Irá a idade de McDermot colocar um limite na sua evolução? Será Wiggins apenas um bom atleta? Será Parker apenas um jogador fisicamente mais forte que os universitários mas que na NBA perderá essa vantagem? Há muitas variáveis e diferenças entre a Formação (ou Universidade) e os Profissionais.

É crucial criar plataformas que permitam uma adaptação entre as duas realidades competitivas. Em Portugal criaram-se as equipas B, enquanto na NBA, obrigam agora os atletas a cumprirem pelo menos um ano de basquetebol universitário antes de fazerem a transição para a NBA.

Relativamente a Carriço, recordo-me bem da sua última época na Formação em 2006/07. Era (e continua a ser) um grande Sportinguista, era um grande capitão (tal como o tinha sido nas Selecções Nacionais e Distritais), estava sempre em excelente forma física, dava sempre tudo o que tinha. Mas, confesso, sempre olhei para ele com grandes dúvidas em relação ao futebol profissional.

Nesse final de época, a defesa era constituída por João Gonçalves, Daniel Carriço, Marco Lança e Tiago Pinto, e dos 4, Carriço era o melhor na Formação e aquele que parecia reunir mais qualidades para singrar nos seniores. Mas... não era particularmente alto (estive várias vezes ao seu lado, e a minha estimativa é de que ele teria 1,81), era por vezes excessivamente impetuoso nas faltas e cortes que fazia, e por último, achava-o demasiado ansioso a jogar, ele dava tudo o que tinha, mas por vezes num misto de garra e de desespero. Um líder (seja ele o Capitão ou o Treinador ou o Presidente) nunca pode mostrar ansiedade perante os seus comandados. Muitas vezes me questionei como reagiria Carriço nos seniores onde indubitavelmente perderia mais jogos do que na Formação.

A adaptação de Carriço aos seniores foi razoável, primeiro foi emprestado (juntamente com João Martins) ao Olhanense, onde alegadamente, Álvaro Magalhães terá dito que Carriço nunca seria central na vida. A segunda metade de 2007/08 foi passada no AEL Limassol onde se afirmou e rapidamente se tornou um ídolo.

Em 2008/09 esteve no Sporting, onde debaixo da estabilidade emocional de Paulo Bento e a liderança forte de Filipe Soares Franco, Daniel Carriço finalmente num palco grande teve a oportunidade de mostrar o seu valor e diria que esteve bem, não foi fabuloso, mas com 20-21 anos de idade assinou uma bela época.

Entre 2009 e 2013 o Sporting mergulhou nas trevas sob a liderança fraca e instável de José Eduardo Bettencourt e de Luiz Godinho Lopes. Liderança fraca essa que permitiu a utilização de 11 (ONZE!!!) treinadores diferentes no espaço de 4 anos.

Depois de 2009 o Sporting perdeu muita da sua competitividade desportiva, e o ainda jovem Daniel Carriço sofreu com isso. A partir de 2011 começou a sofrer ainda mais com a chegada de novos jogadores. Até que em Janeiro de 2012, Carriço saiu por uma bagatela para o Reading, tinha batido no fundo (e o Sporting também).

Claramente, houve um Carriço em 2008/09, uma versão inferior em 2009-2011, e uma versão "triste" em 2011/12.

Muitas vezes me questiono se Bettencourt e Godinho Lopes terão arruinado Daniel Carriço ao destruírem a estabilidade em seu redor entre os 21 e 24 anos, ou se Carriço era um jogador limitado? A verdade deve estar algures no meio destas duas hipóteses.

Não tenho dúvidas de que Carriço foi muito prejudicado pela ante-penúltima e sobretudo pela penúltima administração do Sporting que durante 3 anos, não lhe proporcionaram um ambiente apropriado para a sua evolução. Mas, confesso que tenho algumas dúvidas de que Carriço atendendo às suas limitações (supramencionadas) se seria capaz de ser titular no Sporting desta última época.

Daniel Carriço foi adaptado a "trinco" e tem obtido algum sucesso ao serviço do Sevilha. É verdade que não se afirmou plenamente ao serviço do seu Clube do Coração, é verdade que teve azar com os dirigentes e estruturas que teve em seu redor, mas, suspeito que para Daniel Carriço... simplesmente não estava destinado a ter sucesso em Alvalade. Daniel Carriço não tinha (e não por culpa dele) qualidade suficiente para ser titular num Sporting que quer lutar para ser Campeão.

Quem sabe (eu não sei), se calhar daqui por dois ou três anos até perceberemos que foi curiosa a utilização dos nomes de Daniel Carriço e de Johnny Manziel neste texto, pois eles possuem algumas características em comum.

Melhor que Carriço é Eric Dier, e quando digo melhor, não estou a querer dizer que Dier seja melhor que Carriço em todos os aspectos, mas na globalidade, Eric é o melhor central formado no Sporting nesta última década.

Há 6 meses que pressinto que Dier está para o verão de 2014 como Tiago Ilori esteve para o verão de 2013, mas espero estar enganado. "Culpados" há muitos, há o jogador, há o seu pai, há a Sporting SAD, mas à margem de todos esses "pormenores" dos quais ninguém se lembrará no futuro, está um jogador de enorme qualidade, e que infelizmente estagnou durante os últimos 13 meses.

Eric Dier tem potencial para ser central de nível mundial, mas ele precisa do Sporting para lá chegar, da mesma forma, que e o Sporting precisa de o manter para o ajudar a chegar a esse nível. Se e quando Dier atingir um determinado patamar de excelência, o Sporting poderá tirar partido de todas as recompensas desportivas e económicas que estiverem ao seu alcance do atleta.

Há quem diga que a Sporting SAD não vende os jogadores que deseja manter, e essas mesmas pessoas dizem antes que o Sporting ou deixa os jogadores sair porque não os queria, ou então, que os vendeu (em vez de os perder).

É importante clarificar que há casos e casos, e muitas vezes, os adeptos agrupam tudo, confundido jogadores dispensados pelo Sporting com jogadores que se recusaram a ficar no Sporting.

Para quem diz que o Sporting não queria este, ou que não perdeu aquele, mas sim que o vendeu... nem sempre são esses os casos, pois houve situações em que o Sporting negociou durante 4-6 meses para manter os jogadores e os jogadores recusaram-se a ficar, enquanto noutros casos, o Sporting não vendeu os jogadores por vontade própria, vendeu-os porque não tinha outra escolha, ou os vendia, ou iria perder esses mesmos jogadores meses depois. Não negociou essas vendas a partir de uma "posição de força".

Tanto no Futebol Profissional como na Formação, há vários jogadores descontentes nestes últimos 13 meses, e o dinheiro é uma das razões desse descontentamento, mas está longe de ser a única. O Sporting pode não ter mais dinheiro para dar aos seus atletas e funcionários, mas pode melhorar a relação que tem para com eles de outras formas. Profissionalmente, depois do dinheiro, não há nada mais importante do que o respeito, a confiança e a lealdade.

Saudações Leoninas.

André Carreira de Figueiredo (ACF).

45 comentários:

  1. "Há 6 meses que pressinto que Dier está para o verão de 2014 como Tiago Ilori esteve para o verão de 2013, mas espero estar enganado. "Culpados" há muitos, há o jogador, há o seu pai, há a Sporting SAD, mas à margem de todos esses "pormenores" dos quais ninguém se lembrará no futuro, está um jogador de enorme qualidade, e que infelizmente estagnou durante os últimos 13 meses."

    "Tanto no Futebol Profissional como na Formação, há vários jogadores descontentes nestes últimos 13 meses, e o dinheiro é uma das razões desse descontentamento, mas está longe de ser a única. O Sporting pode não ter mais dinheiro para dar aos seus atletas e funcionários, mas pode melhorar a relação que tem para com eles de outras formas. Profissionalmente, depois do dinheiro, não há nada mais importante do que o respeito, a confiança e a lealdade."

    Há vários parágrafos entre o primeiro e o segundo. O segundo é, infelizmente, o último, porque a parte interessante viria agora: saber o que o autor acha que poderia ser melhorado na relaçao entre o Sporting e os seus atletas. No entanto, a lista de "culpados" do primeiro parágrafo, com o jogador e o seu pai (inocentemente ou nao) à cabeça, omite uma que é bastante importante, tao importante que é invocada para explicar a situaçao de Carriço: a estabilidade e qualidade das equipas técnicas, tanto na formaçao como na transiçao para a primeira equipa e, finalmente, nesta.

    O contexto tanto das categorias de formaçao como da primeira equipa é cada vez mais competitivo e isso sobe a fasquia da gestao do Sporting. Que em 2013 haja um Bruma e um Ilori, e em 2014 haja um Eric Dier (entre outros ao longo de vários anos) e que, obviamente, a explicaçao nao seja apenas financeira, é um sintoma da necessidade de autocrítica e autoexigência constante. Sao sempre preferíveis à autocomplacência.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  2. Acho que o último parágrafo diz tudo sobre o "caso Dier" (mas atenção! leiam o post todo, vale muito a pena).

    É lamentável que mais este jogador vá sair do Sporting sem o devido reconhecimento por parte do clube e sem que o clube retire o devido rendimento desportivo e financeiro deste grande, grande jogador.
    A grande equipa B e geração que o Sporting tinha e que podia elevar o clube a grandes conquistas (a nível desportivo e até de novos adeptos) está-se a perder. Bruma, Ilori, Dier e, no futuro próximo, será João Mário vão embora.

    No fundo, a direcção tem de manter os Rabias, Magrões, Maurícios, Welders, Shikabalas, Enohs e Dramés desta vida, pois sabe que não será com Capel, Rojo, Rinaudo e outros afins, que de futebol sabem pouco, que é por aí que vão fazer o dinheiro.

    O pior é que sem aquilo que nos distingue (a formação - Patrício, Cédric, Carvalho e Adrien serão outras fontes de rendimento no imediato), além de perdermos muita qualidade, acima de tudo, perdemos a nossa IDENTIDADE.

    ps: Dier faz a seguinte questão: "se não acreditam em mim em 2014, porquê que eu tenho de acreditar vão confiar em 2018?";
    ps2: Marco Silva não deve gostar nada de saber que não vai ter Dier mas que terá um egipcio que pressionou o antigo clube para vir para outro que lhe dá mais dinheiro. "Não faças aos outros..."

    ResponderEliminar
  3. Antes de mais agradeço ao André Carreira de Figueiredo a colaboração prestada.

    Devo assinalr que não concordo com a opinião relativamente a Carriço ("não tem qualidade suficiente para ser titular num Sporting que quer lutar para ser Campeão) o que a própria realidade desmente face ao que conseguiu recentemente no Sevilha. Sobre a possibilidade de ser titular esta época creio que meteria Mauricio num bolso.

    E penso o mesmo relativamente a Dier que é já o melhor dos centrais disponíveis. Pode-se discutir muito as opiniões, aceito isso com naturalidade. Mas não deixo de vincar um facto: Rojo é hoje um jogador indiscutivelmente melhor do que quando chegou, Como defesa esquerdo na selecção joga numa posição onde os seus erros menos se fazem sentir.

    Mas a pergunta que fica é o que poderia ser hoje Dier se lhe tivéssemos dado as mesmas oportunidades? Quanto valeria o seu passe e não teria ele outra vontade de permanecer? Pondo-me no lugar dele, se é para ser suplente porque não sê-lo no Arsenal, na minha terra e onde ganharei o triplo ou mais?

    Reservarei a minha opinião para quando se saiba a resolução definitiva deste caso, porque não gosto de comentar sobre rumores, embora avance desde já que não compreendo nem aceito que se venda um jogador com 2 anos de contrato "porque não quer renovar".

    ResponderEliminar
  4. Sinceramente frases como... "suspeito que para Daniel Carriço... simplesmente não estava destinado a ter sucesso em Alvalade." ou "Melhor que Carriço é Eric Dier, e quando digo melhor, não estou a querer dizer que Dier seja melhor que Carriço em todos os aspectos" ...não me dizem nada. Hoje é fácil falar.

    Carriço tinha tudo para ser um belissimo central do Sporting mas não tendo sido bem gerida a sua carreira, pelo clube, naqueles anos após os juniores...todo o potencial que demonstrou ao longo da formação não foi aproveitado. Os primeiros anos seniores são cruciais!

    Idealmente a dupla actual de centrais do Sporting deveria ser Ilori e Dier. E que enorme dupla seria! O não aproveitamento do Dier no ano passado é "culpa" de Jardim. Ver mais potencial em Mauricio faz-me muita confusão!

    E neste momento já me parece que a novela Dier, infelizmente, não vai acabar bem.

    Estou muito mais de acordo com a opinião do Lda do que com o texto.

    SL

    ResponderEliminar
  5. Poderemos sempre ir contratar um japonês para o lugar de Dier, o que não se dá a "certezas da Academia" vai se dar a jogadores de fora cuja qualidade é mais que duvidosa....e depois o problema é a falta de olheiros...

    Carlos Gomes

    ResponderEliminar
  6. PM, considerando o que se tem passado ultimamente, pergunto-me se a opção por Maurício em detrimento de Dier era exclusivamente técnica...

    ResponderEliminar
  7. Não percebo como é que Dier pode reclamar de falta de oportunidades ou falta de aposta da parte do Sporting. Sinceramente, não percebo.

    ResponderEliminar
  8. Tiago,

    há uma diferença entre tapar buracos e oportunidades reais. Essas teve o Dier, o Illori e Bruma ao tempo de Jesualdo, pelas razões conhecidas de todos. Interrompeu-se o seu processo de afirmação a propósito de quê?

    Oportunidades a sério teve Rojo, quando jogava ao estilo de cada cavadela, cada minhoca e continuava a titular. Oportunidades a sério teve Maurício, que pegou de estaca.

    ResponderEliminar
  9. Koba acho que Bruno Carvalho tem dedo na construção do plantel ao serviço do treinador - ver a questão Labyad, Ilori e agora vamos ver como será com Dier. Já em relação à equipa titular não acredito.

    Até acho que Maurício pode ser um bom 3º central. Mas, um central titular, no Sporting tem de ser mais completo e tem de saber uma coisa que tanto Ilori e Dier fazem, que é saber sair a jogar.

    Noutro âmbito vamos ver se o conservador (para não lhe chamar outro nome) do selecionador nacional não chama Ilori para a próxima campanha de apuramento e daqui a uns tempos o vemos a jogar por Inglaterra.

    ResponderEliminar
  10. Com Jesualdo, o Dier teve oportunidades a trinco. Não sei se será o melhor para o central mais promissor da academia. Relembrar também que teve essas oportunidades porque o Sporting teve de dispensar meia equipa titular a meio da época e esteve em perigo de descer de divisão.
    Eu também prefiro o Dier ao Mauricio mas não sou eu o treinador. O Mauricio e o Rojo fizeram uma boa época e foram sempre as preferências do Leonardo Jardim. A crítica da não utilização do Dier é para o Sporting ou para o Leonardo Jardim? Ou entramos pela teoria da conspiração de que era o presidente que fazia o 11 titular?
    O Dier, com tenra idade ainda, foi a época passada a 3ª opção para o centro da defesa. Esta época tem a oportunidade de continuar a ser a 3ª opção ou até subir (logo veremos as ideias de Marco Silva) numa equipa que está na Liga dos Campeões. Não me parece pouco.

    ResponderEliminar
  11. Pessoalmente considero que o melhor central formado no Sporting nos últimos anos foi o Ilori, infelizmente foi protagonista de uma novela semelhante a esta de Dier. Por outro lado, considero que Ruben Semedo, tem tudo para ser um grande central e também ele é superior ao Dier.

    ResponderEliminar
  12. Eu sei qual é o problema do Dier. Ele já o disse. E o pai dele também.

    O que ele quer é um lugar na equipa principal, o que é, convenhamos, uma aspiração inteiramente legítima. No entanto, trata-se de uma condição que o Sporting não pode garantir. Nem a ele, nem a ninguém.

    Se tiver que ir, será uma pena para o Sporting, mas sobretudo para ele (que não encontrará seguramente um clube que lhe garanta as mesmas condições para evoluir).

    É que, bem vistas as coisas, muito dificilmente um tubarão europeu apostará num miudo para o eixo da defesa. É muito raro isso acontecer. Aconteceu com o Varane no RM, mas por pouco tempo...

    Se tiver que ir , que deixe uns trocos valentes. Se fosse mais um negócio à Ilori, não me importava.

    ResponderEliminar
  13. Caro Tiago,

    "O contexto tanto das categorias de formaçao como da primeira equipa é cada vez mais competitivo"

    Se com esta sua frase quer dizer que a formação é cada vez mais competitiva entre Clubes (Sporting Vs Benfica, por exemplo), aí concordo consigo. Mas se está a querer dizer que a Formação do Sporting é mais competitiva quando comparada com a Formação do Sporting de há uns anos atrás, aí discordo de si.

    Caro Cantinho do Morais,

    Há vários jogadores vindos da formação que são titulares na equipa principal do Sporting, mas é preciso lembrar que Rui Patrício terminou a sua formação a 30 de Junho de 2007, Cédric terminou a 30 de Junho de 2010, William Carvalho terminou-a a 30 de Junho de 2011, Adrien terminou-a a 30 de Junho de 2008, André Martins terminou-a a 30 de Junho de 2009, Wilson Eduardo igualmente a 30 de Junho de 2009.

    Tiago Ilori terminou-a a 30 de Junho de 2012, Eric Dier terminou-a a 30 de Junho de 2013, Bruma igualmente a 30 de Junho de 2013, Moreto Cassamá e Idrisa Sambú só a terminariam a 30 de Junho de 2017, etc.

    Tendo dito isto, é quase certo que futuramente mais jogadores vindos da formação irão jogar (regularmente) na equipa principal, aliás, temos o caso de Mané (30 de Junho de 2013), mas entretanto, já de perderam vários desses jogadores nos passados 12 meses, jogadores esses nos quais se andou a investir ANOS e muito dinheiro.

    Creio que alguém me pediu pormenores específicos (para além da escassez de dinheiro) para explicar o descontentamento dos jogadores, mas disso não vou falar, pois tenho a certeza que discutir isso em público agora não seria benéfico para o Sporting.

    Saudações Leoninas.

    André Carreira de Figueiredo (ACF).

    ResponderEliminar
  14. Pessoalmente não estou inteiramente convencido por Dier. De vez em quando dá umas casas (maus passes) perigosas para a defesa. Claro que pode melhorar mas no momento ainda não oferece confiança para ser titular e como ele parece exigir ser titular ou ganhar o salário de um titular - (é titular na selecção sub 20 inglesa?) poderá não haver muito a fazer que não deixá-lo ir.

    JRamos

    ResponderEliminar
  15. André, com essa postura de "ah e tal, eu sei umas coisas mas não conto" é que não posso concordar. Lançar suspeitas e alimentar boatos para depois não concretizar nada é que não é nada benéfico para o Sporting.

    ResponderEliminar
  16. Caro Tiago,

    Li e compreendo o seu ponto de vista, mas, volto a afirmar, discutir em público situações que se andam a passar dentro das paredes da Academia ou de Alvalade NÃO seria benéfico para o Sporting e inclusive iria gerar mais alvoroço, e a imprensa obviamente colocaria uma "lupa" em cima dessas situações.

    Além disso, temos que dar uma oportunidade à actual administração (na qual votei em 2011 e 2013) para ter a perspicácia e a sensatez de corrigir o que está mal. Há que dar-lhes a estabilidade e oportunidade de nos próximos 3 anos melhorar o que deve ser melhorado.

    O Sporting com o passar do tempo irá ter cada vez uma maior folga financeira para negociar com os seus activos, quanto aos restantes problemas, esses duvido que sejam corrigidos antes das próximas eleições. Só serão corrigidos ou com uma mudança de Presidente, ou com uma mini-reformulação interna iniciada pelo actual Presidente. Não tenho a mais pequena dúvida que muita coisa vai mudar em Março de 2017.

    Em Junho de 2014 não faz qualquer sentido lógico estar a abordar assuntos ou a denunciar comportamentos, porque pouco ou nada vai mudar a curto-prazo no Sporting. Os Sportinguistas devem permanecer atentos e serenos, e devem continuar a apoiar a actual administração, pois eles não são perfeitos, mas ao fim de 15 meses o saldo é claramente positivo.

    Se as eleições de 2017 fossem hoje, eu ou votaria em Bruno de Carvalho ou votaria em branco.

    Saudações Leoninas.

    André Carreira de Figueiredo.

    ResponderEliminar
  17. A propósito de oportunidades reais, seria engraçado saber quantos jogos já realizaram pelos seus clubes na equipa A, os colegas do Eric da selecção inglesa de sub21.

    ResponderEliminar
  18. Mas a não aposta no Dier não foi dos treinadores Jesualdo Ferreira (jogava a trinco e o próprio JF dizia que essa era a posição dele) e Leonardo Jardim? São os dois cegos? Embirraram os dois com o rapaz? Ou só falta dizer que era o BdC que fazia as equipas. Opinar todos podemos. Saber o que realmente se passa já é outra questão. O que parece evidente é que o gatilho da critica está sempre carregado, mas no mínimo sejam rigorosos a quem acartar responsabilidades.

    P.s- Engraçado como o grande e único responsável, segundo este blog, pelo nosso 2º lugar Leonardo Jardim nem merece uma referência neste eclipse do Dier. Da mesma forma que o "perneta" 10x pior ( Maurício) era titular indiscutível à frente do génio Dier. Curiosidades

    ResponderEliminar
  19. Agradecer ao ACF a sua visão sobre a formação e sobre dois centrais queridos no SCP. è a visão de alguém entendido, que segue a academia do SCP há longos e longos anos. Tb aprecio mais o Dier. Aliás, não me esqueço de o ter visto pela primeira vez or acaso, num zapping que apanhei de um derby slb - SCP... Parei só por curiosidade para ver os leõezinhos e logo ali, houve dois putos que me impressionaram de uma forma vincada: e os dois miúdos formavam a dupla de centrais do SCP. Tinham tudo: técnica, velocidade, físico, carácter, colocação, articulação um com o outro... Ao princípio nem sabia bem escolher de qual gostar mais, mas no fim, por ver nele mais "garra" e iniciativa acabei a preferir o loirinho. Esses dois putos eram o Eric Dier e o Tobias Figueiredo. Lembro-me de outro puto franzino a jogar á frente do lado esquerdo... mt rápido com a bola e a fintar, fintar, fintar (LOL)... era o Iuri Medeiros. Mas aqueles dois, já naquela altura tinham mt mais futebol nas veias. O Iuri era "apenas" habilidoso.

    Agradeço a tua disponibilidade. É sp bom aprendermos algo com quem sabe e, desculpa o abuso , mas aproveito para perguntar-te a tua opinião actual sobre o Tobias. Seria óptimo se puderes partilhar a tua opinião connosco.

    Obrigado, abç e SL.

    ResponderEliminar
  20. A questão do descontentamento dos jogadores da formação do Sporting, e da sua curta permanência na equipa principal, quase sempre por birras, e não porque alguem chega e bate dinheiro a serio (Nani foi o ultimo assim), é algo que ja vem de a muito tempo atrás.

    E se o ano passado aceitei e concordei com tudo o que se fez com Ilori e Bruma, principalmente porque eram casos que ja vinham da direcção anterior, este ano com Dier custa-me um bocado a aceitar, e não posso deixar de ficar um bocado desiludido com a actual direcção.

    Continuo a achar que não podemos baixar as calcinhas aos devaneios de qualquer puto(e seu empresario), que se ache mais do que os outros, e principalmente mais do que o Sporting.

    Mas o perfil de liderança apregoado pelo Bruno de Carvalho, que me parece que existe e foi um factor que contribuiu bastante para o "sucesso" do ano passado, levava-me a esperar mais na resolução deste tipo de situações.

    Não está nada confirmado...muito pode aconteçer...mas se realmente Dier sair, é isto que eu penso.

    Claro está...isto acontece em todo o lado. E temos de ser sinceros...nem o campeonato português, nem o Sporting neste momento, são os melhores destinos para a carreira de um jogador, quer financeiramente quer desportivamente.

    E eu desde que vi Gotze e agora Lewandoski virarem as costas ao Dortmund(que é para mim o projecto mais aliciante e "puro" do futebol europeu, treinado por aquele que é na minha opinião o melhor treinador do mundo)...e saírem a custo zero...perdi a esperança em tudo sinceramente....

    ResponderEliminar
  21. Caro Virgílio,

    Eu conheço o Tobias desde que ele chegou ao Sporting, conheço-o como atleta e como homem. Já o vi jogar a médio defensivo e a defesa central, já o vi ter problemas disciplinares (típicos da idade) há muitos anos, já o vi parar de jogar porque estava a sofrer "growth spurts" (como deve ter reparado ele é um gigante), etc.

    Sempre preferi o Eric Dier ao Tobias, porque considerava o Inglês mais maduro (ele sabia o que queria da vida), porque era mais atlético, porque tinha mais personalidade (desde cedo usou a braçadeira), etc.

    Há miúdos no Sporting que têm personalidades fantásticas, são humildes, serenos, receptivos aos conselhos dos mais velhos, educados, discretos, etc. Esses são personalidades fáceis de gerir, como é o caso do Francisco Geraldes, do Carlos Mané, do Betinho, etc.

    Mas, numa Academia (tal como numa Escola, num Quartel, numa Empresa, etc) aparecem todo o tipo de personalidades, mentalidades e feitios. Há jovens que são Hiper-Activos, há jovens que são irresponsáveis, há jovens que são violentos, há jovens com problemas em lidar com figuras de autoridade, há jovens que emocionalmente e socialmente estão sub-desenvolvidos o que os torna introvertidos e anti-sociais, há jovens que não são particularmente inteligentes, etc.

    Há atletas (que podem valer MILHÕES) com toda uma panóplia de personalidades com as quais há que saber lidar com elas de uma forma pedagógica. Tratando-os com respeito, conversando com eles, elaborando um perfil psicológico, saber estimular positivamente esses jovens, etc. Cada caso é um caso. O Sporting não é a tropa, é um erro querer "formatar" a mentalidade os jogadores em vez de os aceitar como eles são e depois saber lidar com eles.

    O Tobias é potencialmente um grande central, mas, desde o seu segundo ou terceiro ano na adolescência que começou a tornar-se um atleta que precisa que saibam lidar com ele do ponto de vista social, motivacional e disciplinar, de modo a potenciar tudo o que ele tem de bom, e discretamente e gradualmente "domesticar" o que ele tem de mau. Ele por si próprio irá ganhar maturidade, mas, ganhá-la-á mais depressa se souberem adaptarem-se a ele e ajudá-lo com boa orientação, em vez de ser ele (que é um jovem) a adaptar-se aos outros. É tudo uma questão de bom senso psicopedagógico.

    Saudações Leoninas.

    André Carreira de Figueiredo (ACF).

    ResponderEliminar
  22. FCS,

    No recente Torneio de Toulon os centrais de Inglaterra foram Liam Moore, que jogou 2.352 minutos pelo Leicester que acabou de subir à 1ª divisão. Fez par com Nathaniel Chalobah, Middlesbro, que jogou 1.283 minutos.

    O que é isso nos diz? Nada ou muito pouco, uma vez que vivem realidades completamente diferentes. A vantagem deles sobre Dier não é a qualidade, mas sim o facto de jogarem e Dier joga muito pouco.

    ResponderEliminar
  23. EB,

    para quem vem apregoar o rigor é pena que não o exerça. O Dier alternou jogos a central com jogos no meio-campo. Embora eu ache (vale o que vale) que é um muito bom central e um médio muito razoável pelo menos jogou, o que é decisivo nestas idades.

    Quanto o resto do comentário, a mesma falta de rigor e o tom do comentário leva-me a desconsiderá-lo como merecedor de resposta.

    ResponderEliminar
  24. Também considero o Dier um atleta de enorme futuro, mas os casos anteriores de Bruma e Ilori, bem como as notícias que vão saindo sobre a sua recusa em renovar deixam-me francamente apreensiva. Tanto falatório deve dar em saída, mas no fundo mantenho a esperança que tudo seja resolvido de forma a que o jogador continue em Alvalade.

    E esse descontentamento pela possível saída do jogador de Alvalade faz-me recordar o que aqui escrevi há um ano, precisamente, a propósito dos casos Bruma e Ilori. Referi na altura que, não tendo sido de todo maus negócios do ponto de vista financeiro, foram maus do ponto de vista desportivo, e fazem questionar os verdadeiros objectivos da formação.

    É que continuamos a não conseguir manter os nossos melhores jovens. Há aqueles que são bons... E existem os melhores. E isto entristece-me. Muito, reconheço. Não conseguirmos sequer que os nossos melhores jovens jogadores queiram primeiro vingar de leão ao peito antes de prosseguirem carreira com outros desafios! Incrível! Será provavelmente pelas dificuldades financeiras do clube, com propostas de renovação muito aquém do esperado pelos atletas e seus empresários. Enfim.

    Bruma, Ilori, e agora, possivelmente Dier! São os melhores. E é por isso não ficam. Por serem os melhores. Se não fossem reconhecidamente os melhores talvez ficassem! É triste, para um grande clube como o Sporting!
    (Considero Ilori melhor que Dier, e acho que um dia ainda os veremos juntos, a formar uma dupla de centrais invencível! Infelizmente não no Sporting).

    SL.

    ResponderEliminar
  25. LdA,

    O Dier com JF foi aposta entre a 19 e a 26 jornadas. Na 19 (barcelos) e 22 (coimbra) jogou a central, mas em jogos em que o Rojo estava indisponível. Em todos os outros, 20,21,23,24,25 e 26 jornadas, jogou a médio defensivo. Sempre que Ilori e Rojo estiveram disponíveis foram os escolhidos para a dupla de centrais. A alternância apenas de deveu, em 2 jornadas, à indisponibilidade do Rojo.

    Também gostava de saber a sua opinião sobre a não aposta de JF e LJ no Dier. Será que ele é mesmo assim tão bom? Então porque é que estes dois treinadores não apostaram nele?

    SL

    ResponderEliminar
  26. Mt obrigado ACF!

    Oxalá o 'rebelde' Tobias tenha a sorte de se cruzar com treinadores capazes de compreender essa diferença... A sorte dele será tb a nossa, pq eu augurava-lhe um gde futuro. Se apanhar com gente rígida, uadrada, sargentão tipo Bentos ou (outros) Abeis... Xau, Tobias que a tropa não é para ti... :(

    Abç!

    ResponderEliminar
  27. Alvalade XXI,

    Não se pode dizer que Dier não foi aposta com Jesualdo, não o foi a central apenas. Mas nessa divergência sobre o lugar mais adequado para o seu potencial há um consenso: Jesualdo reconheceu-lhe grandes qualidades.

    Não sei porque Jardim não apostou nele, preferindo Mauricio. Ser-me-á tão dificil de entender como por exemplo Paulo Bento preferiu Veloso a William.
    SL

    ResponderEliminar
  28. Se eu bem me lembro, o Dier teve uma lesão no final da pré-epoca que o manteve no estaleiro mais de um mês e entretanto o Mauricio começou a jogar e as coisas funcionaram.

    Depois começou a entrar aos poucos mas sem nunca ter uma verdadeira oportunidade para mostrar o que vale e no meio disso houve o jogo da Luz...

    ResponderEliminar
  29. Jesualdo e Jardim apostaram o mesmo em Dier.

    Dier com JF: 1100 minutos (12 jogos a titular no campeonato)

    Dier com Jardim: 1082 minutos (11 jogos a titular, dos quais 8 no campeonato)

    Olhando para estes números, como é que se pode dizer que Jesualdo apostou em Dier e Jardim não?

    ResponderEliminar
  30. LdA,

    Refere dois jogadores que nem jogam na premier league, penso que não seja exactamente comparável a jogar no Sporting.

    E os restantes colegas Sub21? Do 11 que se apresentou em Toulon, quantos jogadores tiveram mais minutos que o Dier nas suas equipas, equipas de primeiro plano?

    ResponderEliminar
  31. Kovacevic,

    O Jesualdo entrou na equipa em Janeiro, o Leonardo Jardim fez uma época completa.
    O Jesualdo apostou numa posição errada para o Dier, na minha opinião, mas é fácil de ver que apostou mais.

    ResponderEliminar
  32. Kovacevic,

    Creio que se está a lateralizar a questão. O futebol está cheio de exemplos de jogadores que jogaram com uns treinadores e não jogaram com outros, sem que o seu valor seja posto em causa.

    Mas é fácil jogar com os números. Convém porém olhar para a sua totalidade, já sem falar no contexto em que eles ocorrem. O de Jesualdo é bem diferente do de Jardim. E devo dizer que não prefiro um a outro.

    O Jesualdo treinou o Sporting meia época, perfazendo um total de 18 jogos. Segundo os teus números Dier jogou a titular em 67% dos jogos. Dos jogos que fez 7 foram consecutivos.

    Leonardo Jardim treinou o Sporting durante 1 época inteira, pré-época incluída. Fez um total de 33 jogos. Dier foi titular em 33% dos jogos de forma errática, acumulando várias jornadas sem jogar.

    Creio que a tua pergunta está respondida.

    ResponderEliminar
  33. Estou a ver que se mudou de opiniao. Ha dois anos, quando o Ca e o Ie foram para o Barcelona era o fim da picada porque estavamos a perder futuras estrelas do futebol mundial. Agora, quando o Dier se pode ir embora, tambem por muito menos do que aquilo que vale, o tipo nem e' nada de especial, e so se quer aproveitar do clube.

    Ainda bem que os comentadores sao pessoas flexiveis e conseguem mudar de opiniao.

    ResponderEliminar
  34. FCS,

    é fácil fazeres esse trabalho e trazer-nos aqui os dados. Porém isso não nos diz nada porque se compara o incomparável. Não creio que os clubes ingleses façam da formação e do seu proveito uma bandeira. Não percebo qual é o objectivo da pergunta.

    ResponderEliminar
  35. O André Carreira Figueiredo é sem dúvida nenhuma um dos cromos mais conhecidos da bola do SCP. Hoje um grande Bruno e antes um grande PPC, como a maior parte dos Brunos não gosta de lembrar. Com uma colecção de genes sempre pronta para apoiar as maiores fraudes. E ainda se percebem menos os problemas em Alcochete depois do regresso de Bento Valente não é André?

    ResponderEliminar
  36. E bom post do Andrézinho, onde evidencia bem toda a expertise na formação na brilhante dedução sobre a altura do Carriço. Não é qualquer um que consegue posicionar-se ao lado do Daniel. É só conhecimento!

    ResponderEliminar
  37. Caro ACF,

    Sim, referia-me à primeira: que a formaçao é mais competitiva entre clubes. E também concordo quando dizes que parece menos que competitiva do que há uns anos, comparando fases diferentes dentro do mesmo clube.

    Se me permites, parte do problema é esse: achar que por apontar aspectos a melhorar e fazer comentários retrospectivos e informados, se agitará águas e se contribuirá a um ataque ao clube. Essa cultura de pensamento único em que a dissonância e diferença de opiniao é confundida com anátemas e ataques pessoais é próprio de uma organizaçao polarizada e com uma cultura desportiva muito precária.

    Neste momento, no Sporting, é difícil divergir sem ser conotado com prejuízos passados ou intençoes destrutivas, e é fácil ser apontado como divergente por dar e oferecer mais informaçao e pontos de vista. Achar que fazê-lo, desinteressadamente e dentro do respeito, é fragilizar o clube, contribui para a cultura de pensamento único e populista que neste momento governa um clube cada vez mais frágil naquilo que foi sempre a sua maior fortaleza: a formaçao.

    Se um jogador jovem é obrigado a reprimir o descontentamento para nao prejudicar o clube, se quem conhece os problemas está mais preocupado em calá-los do que em resolvê-los e se quando sai do clube vê o seu carácter destruído na imprensa pelos responsáveis e adeptos (Bruma, Ilori, só para dar alguns exemplos mais recentes), é natural que pense em ir embora. E o negativo deste saldo, para pegar na tua expressao, é incalculável porque se verá ao longo de vários anos.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  38. Caro Anónimo das 00:49 e 08:36,

    "Hoje um grande Bruno e antes um grande PPC, como a maior parte dos Brunos não gosta de lembrar. Com uma colecção de genes sempre pronta para apoiar as maiores fraudes."

    Depreendo pelas suas palavras que está a insinuar que eu sou um apoiante "fanático" de Bruno de Carvalho? Isso não é verdade, votei nele em 2011 e 2013, e votei favoravelmente às suas propostas em todas as AG até final de 2013, desde então, não houve mais nenhuma AG, irá haver uma no próximo dia 30 de Junho, mas, infelizmente não poderei comparecer.

    Independentemente de eu ter votado e apoiado Bruno de Carvalho, desde 24 de Março de 2013 só o tenho elogiado em relação aos seus actos de gestão e atitudes com os quais tenho concordado, da mesma forma que o tenho criticado quando não concordo (ou não compreendo) atitudes que toma. Tenho sido sempre coerente e intelectualmente honesto nas críticas e elogios que lhe faço, e ele próprio em privado reconhece isso.

    Depreendo igualmente pelas suas palavras que está a insinuar que fui apoiante de Paulo Pereira Cristóvão. Esclareço que entrevistei Paulo Pereira Cristóvão antes das eleições em 2009 (tal como entrevistei Bruno Carvalho em Março de 2011 e Outubro de 2012) e votei em Paulo Pereira Cristóvão nas eleições de Maio de 2009. Votei em Paulo Pereira Cristóvão para não votar em José Eduardo Bettencourt. Fiz o que milhares ou milhões de pessoas fazem em tantas eleições, votei sem convicção, ou seja, votei num candidato para não votar no outro.

    Após as eleições de 2011 em que Godinho Lopes alegadamente venceu, fui convidado (por um assessor de Paulo Pereira Cristóvão) e estive presente uma reunião com Paulo Pereira Cristóvão em Alvalade (no escritório onde agora trabalha o Vogal Rui Caeiro, se não me engano) no dia 7 de Junho de 2011, e depois disso nunca mais falei com Paulo Pereira Cristóvão pessoalmente.

    Votei em Paulo Pereira Cristóvão em Maio de 2009, mas NUNCA mais o "apoiei" de qualquer forma ou feitio após essa data, apenas tinha uma relação cordial com ele, tal como tenho com qualquer Sportinguista que se dê ao respeito. Admito que se pudesse voltar atrás, teria votado em branco nas eleições de 2009.

    (faço aqui uma adenda, disse que após Maio de 2009 nunca mais "apoiei" Paulo Pereira Cristóvão, mas é verdade que quando soube que a Mãe dele estava hospitalizada, enviei-lhe um E-Mail a desejar as melhoras da Mãe).

    Paulo Pereira Cristóvão tem os seus defeitos, mas ao menos reconheço-lhe duas qualidades, é Sportinguista e gosta da Mãe. Mais qualidades para além destas duas, confesso que não lhe conheço, mas é como lhe disse, somos apenas conhecidos enquanto Sportinguistas e nada mais para além disso.

    Quanto à minha colecção de genes, lamento, mas eu não sou Geneticista, a minha irmã mais velha é que é a cientista na família.

    "E ainda se percebem menos os problemas em Alcochete depois do regresso de Bento Valente não é André?"

    O Professor Bento Valente é o Coordenador Técnico da Formação na Academia de Alcochete, ele ocupa uma posição específica na hierarquia do Academia, mas ele não manda nem no Sporting, nem manda na Academia, ele tem superiores hierárquicos, portanto, assumir que o Professor Bento Valente sozinho pode fazer milagres ou tornar tudo perfeito parece-me injusto.

    O Professor Bento Valente é um profissional competente, formado na Faculdade de Motricidade Humana e com 15 anos de experiência na Formação e Prospecção do Sporting antes de se demitir em meados de 2010. As suas credenciais e o seu CV são inatacáveis, ele está no Sporting por Meritocracia e não por qualquer outra razão.

    ResponderEliminar
  39. Caro Tiago,

    Sim, a competitividade entre Clubes (nomeadamente entre Sporting e Benfica) é muito maior do que era antes da construcção do Caixa Futebol Campus. Em 2005 e 2006 o Sporting estava MUITO MUITO MUITO à frente do Benfica quer fosse em Formação ou em Prospecção. Mas, o Sporting aburguesou-se, pensaram que eram hegemónicos, pensaram que iam surgir e vender Nanis todos os anos por 25,5 milhões de euros, entretanto, já no início de 2006 o Presidente (e Candidato) Filipe Soares Franco foi alertado (eu estive presente) que a Formação do Benfica estava em crescendo e que o Sporting devia tomar as medidas necessárias para manter a sua "hegemonia". Filipe Soares Franco essencialmente não acreditou nesses avisos, também ele pensou que a "hegemonia" era eterna.

    Após 2006, os pontos mais altos da Formação do Benfica foram em 2008 quando António Carraça era Director, e desde que Armando Jorge Carneiro chegou em 2010 o Benfica saltou para outro patamar e tem sido mais consistente. Este crescimento do Benfica entre 2005 e 2014 deve-se à gestão de António Carraça e de Armando Jorge Carneiro, deve-se ao aumentar do orçamento, deve-se em muito ao trabalho que Bruno Maruta fez na Prospecção do Benfica (chegou primeiro que o Sporting a Nélson Oliveira, a William Carvalho, etc), deve-se à construcção do Caixa Futebol Campus do Seixal, deve-se ao afastamento das velhas glórias para fora da Formação do Benfica ou para papéis secundários dentro da estrutura, e deve-se à aposta em treinadores jovens competentes tais como Bruno Lage, Luís Nascimento, Luís Araújo, Renato Paiva, João Tralhão, etc.

    (foi o William que disse ao seu treinador no Mira Sintra que não queria assinar com o Benfica e preferia vir para o Sporting).

    A Formação do Sporting está mais fraca do que esteve entre 2000 e 2008, isso deve-se ao facto de o Benfica ter mais dinheiro que o Sporting, deve-se ao facto do Benfica ter melhorado a sua Prospecção, enquanto a do Sporting piorou. Deve-se ao facto de que nem todas as gerações de jogadores têm a mesma qualidade (ou por vezes os melhores de uma geração estão mais concentrados no Benfica do que no Sporting), e deve-se a uma gestão do Benfica que se foi tornando mais profissional ao longo da última década e consequentemente encurtaram as distâncias. Há múltiplas razões para explicar o crescimento do Benfica e o "encolhimento" do Sporting.

    Tiago, sou a favor da Democracia e da Pluralidade de ideias, nada melhora se somente houverem opiniões de "lambe-botas" a bater palmas ou de aziados que odeiam tudo, para esses Sportinguistas ou está tudo bem ou está tudo mal. Os assuntos devem ser discutidos com elevação e com bons argumentos, afinal de contas, quem é que não gosta de uma discussão estimulante? Na pior das hipóteses, podemos perder um "debate" mas aprender qualquer coisa no processo.

    Saudações Leoninas.

    André Carreira de Figueiredo (ACF).

    ResponderEliminar
  40. Nenhum jogador se pode por acima do Sporting , istro já aconteceu antes na anterior aposta da formação de Soares Franco , em que os Yannicks e os Velosos , achavam todos que eram jogadores para o United e a camisola do Sporting ficou-lhe pequena , fazem uma boa epoca e querem todos sair e etc. Ninguém se esqueça que o apostar na criançada tem estes contratempos e tem de haver disciplina e mão pesada.

    Eu sou um acerrimo defensor da formação , mas os miúdos do SCP teem de devolver ao Sporting titulos , não fazer a sua valorização pessoal e querer fugir , como está a acontecer agora com o William de Carvalho , que numa entrevista em resposta ao que Jardim disse : " os jovens só estarão prontos para dar o salto , quando forem tentados por esses grandes clubes e não oscilarem de rendimento)" A seguir a um jogo em casa penso que com o Braga , William vai falar aos jornalistas e diz : "Quero ajudar o Sportinga a conseguir os seus objetivos e no final da epoca logo se ve!" Perante a insistencia do jornalista em saber se saia ou nao , eis que responde: " O meu rendimento não tem oscilado , tenho jogado bem" (uma clara resposta ao Jardim)

    O Sporting para o ano , provavelmente não saberá sequer que rendimento terá de William de Carvalho , que tem tudo menos a cabeça em Alvalade , se formos ver pelo prisma do jovem , é natural , Sporting hoje até na CS perdeu a grandeza , e é um clube pouco prestigiado devido a uma erosão do nosso nome feita pela CS.
    É mais fácil convencer um jogador como Rojo a ficar em Alvalade do que o William de Carvalho , que é da nossa casa.

    Onde quero chegar com isto , formação sim , mas com mão pesada por cima deles , para nunca se acharem acima do clube.

    O caso de Dier que eu também vejo como potencial grande jogador , é simples , o jogador atrasou-se na pré epoca , devido a recaida de leão que teve na luz , no jogo da Capela.
    E o reforço Mauricio acabou por encaixar perfeitamente , e deu algo que Dier não dá actualmente , que é a agressividade , que é um ponto essencial para Jardim. (Dier tecnicamente é superior aos centrais todos do SCP)

    Mais exemplos da formação , temos este ano o central Ruben Semedo que atirou a camisola do Sporting ao chão , por estar irritado com o treinador Abel , o Sporting para alcançar a glória e a grandeza que merece , não pode criar dependencias de ninguém.

    Voltando ao Dier , o jogador apartir do momento em que afirma que só renova se jogar , ou seja quer ser titular , Dier aos 20 anos , acha que ser 3º central do Sporting , é algo pequeno para ele , então tem simplesmente de ir embora.´´

    Na cabeça dos miúdos da nossa própria casa , Sporting é um clube para fazerem uma boa epoca , serem projetados e dar o salto , como se fosse um clube pequeno ou assim , o Sporting é um clube de formação , mas o seu objetivo é ganhar titulos não é formar jogadores , muito os adeptos gostam de se esconder por detrás disto , e isto mesmo tem ajudado nesta mentalidade na cabeça dos miudos , que se acham maiores que o Sporting mal façam uma boa epoca.

    ResponderEliminar
  41. Bom dia,

    Li todos os comentários, bem como o texto com a devida atenção.

    Discordo quando se diz que Carriço não tinha qualidade. Tinha, e muita! Foi mal trabalhado. Foram-lhe pedindo coisas que pioraram o seu jogo, e na altura em que era fundamental segurar o jogador, dar-lhe estabilidade, aumentar a sua auto.estima, ficou como 2ºopção, mesmo sendo melhor que os restantes que lá estavam.

    Discordo também de Dier ser um jogador de futuro. Não o é. É o melhor central do Sporting. E isso não faz dele futuro. Faz dele presente!
    E digo é o melhor, em todos os níveis que se exigem a um jogador de futebol hoje.
    Ora veja-se: É o melhor a posicionar-se, segundo os princípios zonais de defesa. Controla bem a largura, adapta-se bem à profundidade. Não tem problemas em interpretar situações rápidas, com poucos jogadores e muito espaço. Fecha bem os cruzamentos. Ajusta muito bem na posição dos laterais. Tem um bom controlo da linha defensiva. Com bola é excepcional. Encontra colegas em linhas adiantadas, no corredor central com uma facilidade aterradora. Conduz para ficar e soltar com uma naturalidade de meter medo (na idade que ele tem). É rápido, forte, bom no jogo aéreo, e no 1x1.
    Não há nenhum central no Sporting assim. Não o há, por mais que o procurem. O único que poderia chegar lá era Ilori. Mas mesmo assim um nível abaixo do inglês.
    Assim como Carlos Mané, teve oportunidade e agarrou, e mostrou o que já se sabia (que o extremos do Sporting eram fracos, inclusivamente o contratado Heldon). O único que poderia mudar isso era Carrillo, se tivesse a cabeça no lugar. Tenho a certeza que Dier, tendo sido aposta como foi Mané, sentindo a confiança do treinador, sentindo-se importante, ganhando auto-estima, nem sequer daria azo a esta discussão. Mas pronto, estamos nisto e cada um tem a sua opinião.
    Esta é a minha.

    cumprimentos

    ResponderEliminar
  42. m1950
    esses conceitos de mão pesada, quem sabe umas chibatadas caiu em desuso há algumas décadas. Espero que em Alcochete também.

    ResponderEliminar
  43. Obrigado pela resposta André. Ainda assim insisto porque acho que o clube só teria a ganhar se pudéssemos falar abertamente de alguns aspectos que mencionas, sem medo de perjudicar o clube com algo tao saudável como a diferença de opinioes ou pontos de vista alternativos.

    Para que "medidas necessárias para se manter a hegemonia" foi alertado FSF? Que motivos podem levar atletas do Sporting a estar neste momento descontentes? Sao pontos de partida para uma discussao estimulante, certo?

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  44. Caro Tiago,

    Essa conversa com Filipe Soares Franco aconteceu durante a primeira metade de 2006 quando ele estava em campanha eleitoral e passou pela Costa da Caparica. Eu como sou Sócio desse Núcleo, fui a essa sessão de esclarecimento que se realizou numa das salas de conferência do Hotel Costa da Caparica. Sinceramente, 8 anos depois não me recordo dos pormenores, apenas que ele foi alertado para o crescimento e reorganização do Benfica e que estas situações estavam a ser subestimadas pelo Sporting.

    Diga-se, que essa campanha de FSF, não sei quem foi que a geriu, mas era um jovem muito inteligente, um verdadeiro "Tubarão" de Relações Públicas, embora, alguns aspectos tenham sido embaraçosos, por exemplo, havia pessoas "plantadas" nas sessões de esclarecimento que a dada altura levantavam-se e começavam a aplaudir as ideias de FSF e a dizer que ele era o homem certo, como se fossem situações espontâneas, mas era tudo ensaiado e as sessões de esclarecimento eram essencialmente "sessões de convencimento".

    "Que motivos podem levar atletas do Sporting a estar neste momento descontentes? Sao pontos de partida para uma discussao estimulante, certo?"

    Estimulante para mim não seria, pois eu já sei as respostas, compreendo que para quem não sabe, possam ter curiosidade e preocupação, mas eu não vou falar agora publicamente dessas situações. Só fará sentido falar delas para as mesmas serem corrigidas, agora falar delas publicamente só para saciar a natural curiosidade das pessoas, isso na minha óptica neste momento seria mais prejudicial do que benéfico.

    Sabia que a Google, a Microsoft, a Pepsi, a Intel etc estão entre as empresas onde as pessoas mais gostam de trabalhar? As razões que tornam uma empresa mais atraente para trabalhar do que outra podem ser várias. O dinheiro será sempre um factor, mas depois desse factor primário, as pessoas têm que sentir-se felizes nesse local de trabalho e para serem felizes precisam de várias coisas, sobretudo quando são jovens, precisam que as respeitem, precisam de poder confiar nas pessoas que os lideram, precisam essencialmente de um clima saudável.

    Saudações Leoninas.

    André Carreira de Figueiredo (ACF).

    ResponderEliminar
  45. (se nao te importas vou continuar a tratar-te por tu)

    Caro André,

    Obrigado pela resposta. Em relaçao à primeira questao, parece-me lógico que nao só o crescimento de todos os clubes (Benfica incluído) é benéfico para a formaçao desportiva em geral e também para o Sporting, já que entre outras coisas aumenta a quantidade de talento à sua disposiçao e torna evidente a constante necessidade de melhora para continuar no topo.

    Nao subestimar a melhoria do rival é trabalhar mais e melhor dentro de casa, suponho que estarás de acordo. Quando falaste de "medidas necessárias para manter a hegemonia" referias-te aos meios para atingir essa melhora, entendo.

    É nesse ponto, que liga com o segundo, que nao acho que seja precisa memória, porque seguramente, aquilo que o Sporting podia fazer na altura, pode e deve-o fazer ainda mais no presente. Só para pegar naquilo que elogias no percurso do Benfica para melhorar, se compararamos com os últimos anos de gestao da formaçao do Sporting, seguramente nalguns aspectos está-se a fazer o caminho inverso.

    "Estimulante para mim não seria, pois eu já sei as respostas, compreendo que para quem não sabe, possam ter curiosidade e preocupação, mas eu não vou falar agora publicamente dessas situações. Só fará sentido falar delas para as mesmas serem corrigidas, agora falar delas publicamente só para saciar a natural curiosidade das pessoas, isso na minha óptica neste momento seria mais prejudicial do que benéfico."

    Nao consigo distinguir a diferença entre falar para corrigir e falar para saciar a curiosidade. Vejamos: se sabes as respostas e tens ideias de como melhorar o projecto, porque haverias de pensar que dizer essas respostas e ideias nao serviriam para corrigir mas sim para saciar a curiosidade? Ou confias pouco no que dirás ou confias pouco em quem te pode ouvir, creio. Se propôr respostas para os problemas e as ideias para a melhora contínua da formaçao do Sporting sao mais prejudiciais do que benéficas, de que outra maneira é que os sócios podem contribuir?

    Formulo estas perguntas apenas porque tu disseste e repetiste que:

    a) tinhas informaçao sobre o que estava a funcionar mal no clube
    b) tens ideias e respostas para corrigir esses problemas

    Aceito que nao queiras, pelos motivos que sejam, expôr nenhuma das anteriores mas o que acho perverso é que alguém que o possa querer seja neutralizado e identificado como frívolo (que fala só para satisfazer a curiosidade) e tóxico (que prejudicará o clube).

    É este subtexto de rejeiçao da diferença que me parece que, ainda que inconscientemente, acabas por fomentar. Digo-o pelo clima saudável e de confiança que reclamas (reclamamos) para o clube e para os seus atletas.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (93) Adrien (18) AdT (1) adversários (81) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (33) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (3) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) arbitragem (89) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (68) Batota (16) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (99) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (64) Comunicação Social (20) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) djaló (10) Domingos (29) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (11) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (13) Francis Obikwelu (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (22) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (2) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (41) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (11) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (40) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (10) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) play-off (1) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (2) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (1) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (89) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (3) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (97) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)