sexta-feira, 21 de junho de 2013

"Se um dia sair do Sporting, que seja como uma grande figura do clube"

Quando o titulo do post diz tudo para quê mais comentários? É a entrevista de Eric Dier ao Record:

RECORD – Que balanço faz da época a nível pessoal. Afinal, chegou à equipa principal ainda com idade de júnior...

ERIC DIER – As pessoas costumam lembrar que ainda sou júnior e tal... Eu e o Bruma dizemos sempre que não ligamos à idade. Aliás, tanto eu como ele fomos habituados a jogar com os mais velhos. Eu sabia que, depois do meu empréstimo ao Everton, já estava pronto para este nível. Fui criança para Inglaterra e voltei um homem. Sobretudo pela vertente mental, mais até do que em termos relacionados com o jogo. Melhorei muito na componente psicológica, fiz-me um homem e quando voltei sabia que estava preparado para mais. Depois, quando tive a oportunidade, acho que a agarrei. A equipa principal do Sporting era o meu objetivo desde criança. Para mim, foi uma excelente época porque, no início, estava apenas concentrado na equipa B e não esperava tudo isto. Quando surgiu a oportunidade, percebi que tinha de a agarrar. Acho que foi isso que fiz.


R – Mas o saldo pessoal contrasta com o balanço do coletivo...

ED – [silêncio...] Todos sabemos que isto não é o Sporting! O Sporting tem a sua história e essa obriga-nos a ganhar. Posso dizer-lhe que já achava muito estranho e mau quando se falava que tínhamos de lutar por um lugar europeu. Temos de lutar é pelos títulos! Ficar em 2.º, 3.º, 4.º ou 5.º não me interessa. Só quero ganhar!

R – É sabido que o Eric vive muito o clube. Conhecendo-o por dentro como conhece, onde acha que tudo falhou?

ED – Ainda sou muito novo e não me cabe a mim fazer essa análise ou julgar o que aconteceu. Talvez um jogador mais experiente consiga meter o dedo na ferida. Eu ainda não tenho essa capacidade. O que sei é que foi muito mau para o Sporting, ainda que para nós, jovens, tenha sido bom. Há sempre um lado positivo. Na nossa idade, passarmos por tudo isto só nos ajuda a crescer.

R – Ainda assim, vocês caíram no goto dos adeptos.

ED – São ótimos. Sabe que os adeptos fazem um clube? Eu sou de Inglaterra e lá é bem diferente. Dizem que os sportinguistas são diferentes e o que eu penso é que os verdadeiros são aqueles que não desistem, mesmo quando tudo corre mal. Esses são os adeptos pelos quais eu jogo! É fácil apoiar quando tudo corre bem... 


R – A sua ideia é continuar no Sporting?

ED – Claro que sim! Só tenho 19 anos, sou muito novo. O Sporting é o clube certo para mim nesta altura. Não penso noutra coisa.

R – O Sporting vai ter um orçamento tremendamente reduzido face a Benfica e FC Porto. Isso não vos assusta, do ponto de vista competitivo?

ED – Não acho que os orçamentos ganhem troféus. É natural que ajudem a atrair jogadores com outra qualidade, mas isso não quer dizer que os jogadores que estão no Sporting e os que venham a estar, não tenham qualidade. O que interessa é que todos deem o máximo, sempre em prol dos mesmo objetivos. Mesmo com orçamento baixo, podemos fazer uma boa época.

R – Qual é o seu grande objetivo no Sporting?

ED – Voltar a colocar o Sporting no lugar onde tem de estar. Quero títulos, porque daqui a 20 ou 30 anos quero olhar para trás e ver títulos. É isso que fica na memória das pessoas. E, se sair do Sporting, quero fazê-lo com títulos no currículo. Se não sair, quero ganhar títulos pelo clube até acabar a carreira.

R – Não se importava de fazer toda a sua carreira em Alvalade? É isso?

ED – Sou ambicioso e muito jovem. Não sei como será o futuro, mas o meu sonho sempre foi jogar ao mais alto nível e em Inglaterra. Esse é o meu objetivo, mas primeiro quero ganhar títulos, e se um dia sair do Sporting, que seja como uma grande figura do clube.

«Não é o dinheiro que me faz feliz»

R – Já o abordaram para renovar o contrato?

ED – Não... Ainda me faltam três anos e não tive qualquer proposta.

R – Mas gostava de ver o seu contrato melhorado, não?

ED – Compreendo que o Sporting esteja numa situação difícil neste momento, sobretudo a nível financeiro... Mas acho que, pelo que fiz esta época, talvez merecesse um pouco mais. No entanto, estou contente com o que tenho. Não é o dinheiro que me faz feliz. Só quero melhorar cada vez mais enquanto jogador. Ainda tenho muitos objetivos por concretizar e não é o dinheiro que me vai ajudar a alcançar essas metas.

R – Ser capitão é uma dessas metas? Se Rui Patrício sair, abre-se uma vaga...

ED – Claro que sim! Tem de ser um dos meus objetivos, pois se já fui capitão nos escalões jovens... Ainda sou novo, mas tenho essa meta a atingir.

R – Consegue identificar as alterações provocadas pela chegada da nova direção?

ED – Passou muito pouco tempo. O novo presidente entrou quando faltava muito pouco para o final da época. Como o míster Jesualdo ficou até ao final, não notei grandes diferenças. Quando voltar, logo digo.

R – Mas este presidente é ou não diferente? Até vai para o banco...

ED – Claro que é diferente do presidente anterior, mas não sei... É como digo, sou muito novo para saber o que é melhor...

«Gosto mais de trabalhar do que de estar de férias»

RECORD – Estava à espera de ser convocado para o Mundial Sub-20, mesmo não jogando em Inglaterra?

ERIC DIER – Fui sempre convocado para os Sub-19 e não tivemos nenhum jogo de preparação nos Sub-20. Por isso estávamos todos na dúvida. Ninguém sabia se estava nos planos, mas tinha ideia de que podia ser convocado. Não foi bem uma surpresa...

R – Até onde é que Inglaterra pode chegar?

ED – Só podemos tentar ganhar os jogos sem pensar no que está à frente. Passar o grupo e depois tudo é possível. O objetivo é ganhar!

R – E encontrar os seus amigos do Sporting na final?

ED – [gargalhada] Preferia que não fosse na final, porque assim teria de haver alguém a perdê-la. Preferia não ter de vencer os meus amigos. Se puder ser antes, melhor.

R – O seu objetivo também passa por chamar a atenção de Roy Hodgson, selecionador inglês?

ED – Sim, claro. No entanto, o meu objetivo após o Mundial passa a ser os Sub-21. Depois, claro, a seleção principal. Mas quero jogar bem aqui para poder passar para os Sub-21. Sempre passo a passo...

R – Como é que se sente depois da lesão que o impediu de jogar a parte final da época?

ED – Aquela lesão não me deixava fazer nada, não havia tratamento, a não ser repousar. Após o jogo com o Benfica fiquei a saber que não podia jogar mais, porque tinha de parar três semanas e só faltavam quatro jogos. Depois vim para a seleção e correu bem, comecei logo a treinar, fiz trabalho para ganhar ritmo e estou recuperado. Estou a 100 por cento!

R – A sua época ainda não terminou nem vai terminar... Vai ao Mundial e depois começa logo a pré-época no Sporting. Vai ser “non stop”!

ED – [Risos] Sim, sim, mas eu prefiro assim. Gosto mais de trabalhar do que de estar de férias. Já foi assim no verão passado por causa do Europeu. Não me importo mesmo nada! Já tive uma semana de descanso para ver a família... Chega bem.

«Desde que jogue e a equipa ganhe...»

R – Foi lançado por Vercauteren. O que sentiu naquela noite?

ED – Foi tudo muito rápido. Comecei a treinar-me com a equipa dois ou três dias antes porque havia lesões e suspensões. Tanto podia ter sido o Esgaio como eu, só que tive sorte porque estava a jogar a defesa-direito na equipa B. O míster Vercauteren teve coragem para me meter a jogar. Melhor ainda: só me disse isso mesmo em cima do jogo. Acho que ajudou, pois se fosse mais cedo, tinha tempo para pensar e ia ficar nervoso. Ele usou a sua experiência nesse momento. Chamou-me à parte e deu-me a novidade. Aí fiquei nervoso, mas depois fui para o aquecimento e passou! Concentrei-me e percebi que me estava a sentir muito bem naquele estádio. Adoro jogar com muita gente nas bancadas, barulho... Antes do jogo, o Rui [Patrício] disse-me para me divertir, porque a estreia só se vive uma vez. Disse-me: “Joga e diverte-te, porque vais lembrar-te deste dia para sempre”. Ouvi-o e percebi que não estava nervoso. Era tudo adrenalina! Joguei e... pronto, foi o que se viu.

R – Depois veio Jesualdo Ferreira, que apostou em si... no meio-campo.

ED – Foi diferente, porque eu nunca tinha jogado naquela posição. O professor Jesualdo disse-me que gostava muito que eu jogasse ali e eu queria era jogar, fosse onde fosse [risos]. Com ele, comecei como defesa-central, mas a partir do jogo com o FC Porto passei a jogar no meio-campo. O professor foi, até agora, a maior referência que tive, porque me ajudou muito.

R – Como é que o balneário reagiu à saída do professor?

ED – Não sei o que se passou, não faço ideia. Só posso dizer que todos os jogadores gostaram de trabalhar com ele. Por mim, digo apenas que o professor foi quem me abriu os olhos para situações que eu nem imaginava. Deu-me objetivos que eu nunca tinha traçado a mim próprio. Ajudou-me. A mim e aos meus colegas, sobretudo aos mais novos. No entanto, ele saiu e temos de seguir em frente. Já temos um novo treinador e vamos fazer tudo para que as coisas lhe corram bem.

R – Já falou com Leonardo Jardim?

ED – Ainda não consegui falar com ele, mas acho que pode dar uma grande ajuda ao Sporting.

R – E se ele lhe pedir para jogar no meio-campo?

ED – Toda a gente fala nisso, tentando adivinhar onde é que eu prefiro jogar [risos]. Gosto muito de jogar como defesa-central mas, por culpa do míster Jesualdo, comecei a jogar a médio, onde, afinal, também gosto. Mas desde que jogue e que a equipa ganhe, não interessa a posição.

R – Há quem diga que pode ser prejudicado na sua formação por estar a jogar “fora de pé”...

ED – Tanto pode prejudicar como ajudar. Com a idade que tenho, é uma mais-valia jogar em várias posições. Aliás, já mostrei que posso jogar a defesa-direito e a central. Como médio, acho que estive bem, porque se assim não fosse, o míster Jesualdo não me tornava a colocar naquela posição. Claro que, quando tiver outra idade, vou querer fixar-me numa só posição. Por enquanto, continuo a achar que é bom para mim jogar em várias posições no terreno.

----- / ----

Por curiosidade deixo também a entrevista que Dier deu ao seu patrocinador Umbro.

With the U20 World Cup starting this weekend, all footballing eyes will be on Turkey, where the finest prospects in the game will be aiming for success. After breaking into the Sporting side on a regular basis this season, defender Eric Dier will be aiming for success with England. Ahead of the team's first game this weekend against Iraq, we spoke to the Portugal-based Englishman about his career so far and what he enjoys outside of the game...

Is it true to say that you come from a sporting family?

'Yeah, my grandad and his brother both played football, and then my mum’s dad was also the chairman of the FA for a while. My dad also played tennis, and all my brothers and sisters play sport, they’re all quite sporty.

You've been playing in Portugal for a long time now - how did you originally start playing there?

'It was pretty simple really, I moved to Portugal but not for footballing reasons – sometimes people think I moved here just because of football but it was a family choice. Then I was just playing football for school, and my PE teacher who used to work for Sporting asked me if I wanted to go and train there for a couple of days. Obviously I said yes, I wasn’t really aware of who Sporting were as I’d only just moved from England, but I went and trained there and they asked me to stay. From there, I’ve just moved up through the age groups, like any other player.'

So have Sporting become the team that you support?

'Yeah, definitely, I didn’t know any teams in Portugal before I moved, so I couldn’t really support anyone, but when I started playing for them and I realised how big a club they were, it was only natural that I started supporting them.'

How does it feel to have come through such a prestigious academy at Sporting?

'It’s nice, because whenever anyone recognises Sporting they know some of the players that have come through the ranks such as Ronaldo and Luis Figo, to the world those two will stand out. But there’s a lot more that have come through the academy, loads of players that people might not be aware of in England, but they’re playing in Spain, Italy and Portugal itself. It’s nice, and you trust the club because of their résumé, you can see who they’ve produced so you can trust them with yourself.'

Which players did you admire when you were growing up?

'At Sporting, I always admired a player called Pedro Barbosa, he was the captain of Sporting, when me and my dad used to go and watch the club. He was so calm and classy on the ball, so I always admired him. Also a classy defender Anderson Polga, he was another player I've always admired. My favourite player in Portugal has always been Fernando who plays for Porto, so to play against him this season was a real honour.'

Is it true that you were approached to play for Portugal?

'When I was about 15, they had spoken to Sporting about it, and the director of the academy came to speak to me and my parents to see what my thoughts would be on that. We looked into it and it was clear that with both of my parents being English we’d have to wait until I was 18 before I could get dual nationality. But I wasn’t that bothered about playing for the national team to be honest, I was just happy playing for Sporting so I just let it go. But then by 17 or 18 I was being chosen to play for England, and when that option came along it felt like the right decision to make.'

What difference do you think it has made to your game, to have developed as a player in Portugal?

'I feel extremely privileged to have grown up playing football in Portugal. Thanks to Sporting and Portugal I’m here today, and I’m not sure it would’ve been the same case if I hadn’t moved here. It might’ve been if I was in England, but I do think that it helped me in so many ways being here. There’s things that are different and things that are the same, in England I’d say that physically and medically, and the technology used is more advanced, here football-wise its different, training is a bit different, it’s hard to put your finger on what that is exactly. I wouldn’t say one is better than the other, it’s just different.' 

The U20 World Cup is not on everybody's radar here in the UK, how is it seen in Portugal?

'In England it doesn’t seem like people are so interested in it, but here in Portugal it’s a massive thing, it’s a World Cup. Last time around the Portuguese team got to the final, so everyone pays a lot of attention to it, and so obviously in my eyes it’s a massive tournament as well. I think everyone in the squad feels that it’s a massive opportunity, obviously the senior World Cup is a bit different but it’s a massive moment all the same.'
Who would you say are players we should look out for in the tournament?

'Portugal have a good team, there’s Ricardo Esgaio and Joao Mario who play with me for Sporting, there’s also two players who play for Barcelona now, Edgar Ie and Agostinho Ca, but their whole squad is good to be honest. It’s strange that neither Argentina or Brazil have qualified, when you think of World Cups you automatically think of them, they’re teams that you’d like to play against, but it just shows how strong the other teams are that have qualified. We’ve got Chile in our group, and they must be there on merit ahead of the other South American teams.' 

What do you like to do in your spare time between games?

'We train in the mornings and sometimes in the afternoons as well, so we’re pretty busy. My mum always forced me to read when I was younger, so now I do like to have a couple of books, I enjoy that now to take my mind off things. It has to be paper books as well, I tried reading something on the iPad but I didn’t like it, you don’t get that same sense of achievement. At the moment I’m enjoying the Jack Reacher books, and I’d ordered Craig Bellamy’s autobiography for the trip but it didn’t arrive on time which was disappointing! I also like the obvious things like Playstation, iPods and all that, we’ll definitely be playing a bit of FIFA while we’re away.'

And what about away from football, what do you like to do then?

'I’ve got two dogs now, they’re a handful, I use up a lot of my time with them, apart from that I’m just like a normal person really. I like playing golf, especially here in Portugal where the courses are beautiful, I spend a lot of time with friends. I go to a restaurant near where I live, Naritimo, which is just like eating at home, the traditional Portuguese food there is beautiful.'

Obviously you haven't lived in England for a while, but is there anything that you miss about it?

'Some of my family still live in England, so I miss them, and one other thing I do miss is English winters to be honest, I like being in England around December and January, I like that Christmas feeling in England. I always enjoy going to London because it’s a great city, there’s so much culture and so much going on there. Whenever we have international breaks I try to make the most of the opportunity, and we get a winter break here in Portugal so it’s nice to take that time to visit.' 

Have you thought about what you'd like to do in the future if the opportunity for a move to England came up?

'I’m really happy at Sporting, I’ve read a lot of stuff about me moving but I’ve never heard of anything concrete, so unless that happens I’m not going to give it too much thought to be honest. I want to make myself a main fixture in the Sporting first team and to play regularly for them. My dream has always been to play in the Premier League but I don’t think it’s the right time to go, I feel that I’m nowhere near then. I would only want to move when I know that I can’t improve any more, and I think that Sporting is the best place for me to get better as a player.'

Thanks to Eric for taking the time to speak to us ahead of the tournament - and best of luck with England and Sporting.

4 comentários:

  1. Porra! Até fiquei arrepiado. Que tenha em Alvalade todo o apoio que merece! És grande Eric Dier!

    ResponderEliminar
  2. Este não engana, é um verdadeiro gentleman, dentro e fora dos relvados!

    ResponderEliminar
  3. Só um pequeno comentário, da leitura da entrevista e da equipa cheia de jovens, hoje afirmo que é/foi uma asneira Jesualdo Ferreira não ter ficado.

    ResponderEliminar
  4. Pois é, basta ler o que diz o Bruma e o que diz o Eric e percebe-se as vantagens que representaria ter continuado com o Jesualdo Ferreira. Mas, a realidade é outra e agora vamos ver como as coisas correm. Esperemos que jardim seja capaz de apostar neste jovens com olhinhos semelhantes aos de jesualdo. Duas entrevistas reveladoras de uma maturidade impressionante. Titular de caras e capitão a curto prazo. Um exemplo.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (93) Adrien (18) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (3) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (1) arbitragem (90) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (69) Batota (17) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) djaló (10) Domingos (29) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (11) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (13) Francis Obikwelu (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (22) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (2) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (42) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (11) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (40) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (10) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) play-off (1) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (1) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (3) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (97) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)