domingo, 12 de janeiro de 2014

Sporting empatado pelo excesso de trânsito na linha

Um jogo disputado com intensidade máxima mas com poucos pormenores técnicos foi o que resultou da deslocação do Sporting ao campo do Estoril. E começo por aqui, o campo. Chamar estádio a um campo com bancadas à volta é muito comum entre nós. Talvez por essa imerecida promoção os dirigentes do clube local se permitam a graça de cobrar a exorbitância de 20.00€ a cada adepto do Sporting que lhes concedeu a honra da sua presença. A Liga e a FPF fecham os olhos, como se a sorte dos adeptos lhes seja indiferente e certamente é. Mas não devia ser, sobretudo quando depois os seus dirigentes vêm exibir o seu ar consternado perante as estatísticas que demonstram o abandono daqueles em favor de outras actividades que concorrem hoje com o "beautifull game".

Poder-se-á atribuir ao prefácio do post uma pretensa indisposição causada pelo resultado que deixou a nossa liderança à mercê do resultado de mais logo do clássico. Nada mais errado, por duas razões fundamentais: era já minha intenção abordar o tema, depois de conhecida a tabela de preços para o jogo. E este não me provocou nenhuma azia, insónia ou preocupação apesar de, obviamente, preferir a vitória à divisão de pontos. Esta, no entanto, parece-me justa, face ao produzido pelos dois contendores. 

Seria injusto para o Estoril, uma equipa que, apesar das contrariedades que antecederam o encontro e as que este lhe infligiu, soube sempre contrariar-nos, mesmo quando controlamos o encontro. Porém o nosso controlo ocorreu sempre entre o consentido por eles e superioridade que fomos impondo quase sempre muito mais em esforço do que por acção inteligente. 

Aqui encontro a razão para o nosso empate: se a entrega dos nossos jogadores foi sempre inatacável, faltou quem aportasse ao jogo mais clarividência, inteligência e frieza à nossa posse de bola. O Sporting deixou-se contagiar pela entrega com que os adversários iam impondo na abordagem de cada lance. O espaço útil de jogo estava bastante reduzido pelas linhas subidas de ambas as equipas e a construção do nosso jogo sempre muito condicionada desde muito cedo.

Se Jardim leu muito bem o que sucedeu em campo, o que se depreende do acerto habitual das suas análises ao jogo, deve-se dizer que o tempo e a forma em que decidiu mexer no jogo não ajudaram em nada as nossas pretensões. Isto porque demorou muito tempo a mexer e, mesmo considerando as poucas opções de que dispõem, quando decidiu não forneceu nenhuma solução alternativa que pudesse mudar o curso do jogo. 

Martins exibia pouco acerto perante o pouco espaço e tempo para executar. É certo que Carrilo e Eduardo não estavam a fazer grande coisa, mas meter Capel onde não há espaço é obrigá-lo a centrar quase sempre demasiado atrás para conseguir criar perigo. Slimani criou algum desconforto aos estorilistas mas não teve um único lance em que fosse bem servido para, de cabeça, poder criar oportunidades. Jardim repete o erro ao chamar Mané para o outro extremo, quando não havia espaço para jogar.

Com Montero perdido da equipa, lá bem no fundo da boca do inferno, conseguimos apenas um único remate digno desse nome. Wilson Eduardo voltou a repetir o que sabe fazer de melhor: fechar os olhos e rematar com força. Muito pouco. A permanência do colombiano já com a entrada de Slimani, também não resultou. Talvez se recomendasse, com as alas completamente vedadas, maior jogo interior, mas isso não parece estar nas ideias mais próximas de Jardim.

Pelo acima exposto, aceito a divisão de pontos. Sem angústias ou insónias porque o Sporting pode prosseguir o seu caminho com as suas ambições intactas, mesmo no que diz respeito ao melhor lugar do torneio. Essas tive-as aquando do golo limpo anulado a Slimani com o Nacional e que significaria hoje a permanência no comando da Liga. 

A propósito de arbitragem não se pode dizer muito mal da arbitragem de Pedro Proença a não ser que foi uma arbitragem à sua imagem. Inteligente, a permitir jogo duro que intimidava os nossos jogadores e quando tal não acontecia era ele próprio que se encarregava de o fazer. Os amarelos a Cédric e a Montero são o melhor exemplo. Proença foi fiel a si próprio: foi o Proença de trazer por casa, muito diferente do Proença internacional e "melhor do mundo". Nunca o seria se fosse sempre o primeiro.

7 comentários:

  1. Já aqui tinha falado disto, mas devido à má forma dos nossos extremos, acho que a equipa ganhava em jogar com menos um extremo e mais um avançado. Algo assim:

    ------------ Patricio
    Cedric Mauricio Rojo Jefferson
    -------- William Adrien
    A.Martins Montero Capel
    ------------- Slimani

    Com Martins a fazer mais jogo interior com Montero, já que este ficaria nas costas de Slimani.

    ResponderEliminar
  2. Mike, eu até acho que deviamos dar uma oportunidade aos da Equipa B.
    Em vez de A.Martins, apostar no Esgaio, pq não?
    Sem ser um ala decisivo, garante sempre um futebol de alta rotação com uma boa capacidade de finalização.

    ResponderEliminar
  3. J.,

    Não me parece que o problema seja especifico de André Martins, apesar de ontem não ter estado tão bem como em jogos anteriores. E não me parece que Esgaio pudesse trazer nada de melhor no jogo de ontem. Pelo tipo de jogo e pelo que Esgaio tem jogado. O Jardim não anda a dormir.

    ResponderEliminar
  4. Só acho que com Esgaio no onze ficariamos com um 4-4-2 mais definido.
    Não tenho nada contra o A.Martins, mas acho que o seu futebol e a sua capacidade física não resultam bem em jogos como estes. E acho que Esgaio pode oferecer esse tipo de intensidade.
    Mas obviamente que não seria a solução milagrosa.

    Acho que o SPorting finalmente se encontrou com aquilo que está mais perto da realidade.
    Vamos ser uma equipa arrumadinha lá atrás, onde vai ser dificil sofrermos golos; vamos ter no meio campo dois pilares (William e Adrien) que vai garantir que o Sporting estará sempre em disputa do jogo contra qualquer adversário; e depois lá na frente iremos viver da inspiração individual de jogadores como Montero, Slimani ou Carrillo.

    ResponderEliminar
  5. É neste momento que temos de ter os pés bem assentes na terra, porque começam a apareçer fraquezas que a garra/vontade(e vitorias) andavam a esconder.

    Temos uma equipa agerrida, lutadora, mas infelizmente faltam nos 2 ou 3 jogadores que realmente façam a diferença para desbloquear jogos como este.

    E agora vao começar o castigos, ainda mais dificil vai ser.

    Nao compreender esta realidade, é por em risco todo o trabalho(na minha opiniao muito bom) que foi feito até agora.

    P.S- Se fosse verdade que o Nani tinha pedido para voltar ao Sporting....que prenda de Natal atrasada seria! Mas a verdade é que ja nao acredito no Pai natal...lol

    ResponderEliminar
  6. Pés no chão. Resultado justo e que nos traz de volta à realidade. Claro que continuo a acreditar na equipa e é perfeitamente legítimo continuarmos a sonhar... mas temos de reconhecer algumas das nossas limitações.

    Temos uma equipa capaz de fazer frente a qualquer adversário, temos óptimos jogadores e um excelente treinador. Mas falta um ou outro jogador capaz de desequilibrar jogos desinspirados e de confronto fisico como este. Foi um jogo demasiado físico, num campo em péssimo estado e de reduzidas dimensões. Aliás, essas reduzidas dimensões não favorecem alguns dos nossos, como Carrillo. Este esteve absolutamente desinspirado ao ponto de até passes de curta distancia falhar! Acho que eu própria tenho mais pena do que ele pela sua eternamente adiada afirmação. Reconheço-lhe capacidades imensas, um talento que teima em não querer aproveitar o dom que lhe foi "dado"! Enfim.

    Mas este campo também não era para ele (pensei nisso mesmo antes do jogo iniciar). O Estoril impôs um jogo demasiado aguerrido, privilegiando o contacto físico. Aliás, nesta época, sempre que enfrentámos equipas que optaram por um jogo demasiado físico... fizemos as nossas piores exibições. Montero e Martins também têm grande dificuldade em praticar o seu futebol perante este tipo de adversários. Apesar de gostar imenso de André Martins, como 10 (ou como médio mais próximo disso já que neste sistema não existe 10 puro) falta-lhe algo muito importante: presença na área. Tem pouca. Apoia pouco Montero e remata muito pouco (também temos de reconhecer que a sua qualidade de remate não é a sua maior qualidade). Aparece pouco em zona de finalização. Sem alas inspirados e sem "10" capaz de se impor... não há golos!

    Não me choca perder pontos neste jogo, que à partida era, reconhecidamente, de dificuldade acrescida. Golos (estupidamente) anulados e pénaltis (evidentes) por assinalar em outros empates prévios... esses sim chocam-me! Nesses sim (se a verdade desportiva prevalecesse) deveríamos ter ganho, e se assim fosse, estaríamos agora no primeiro lugar, independentemente do resultado do jogo com o Estoril.
    SL

    ResponderEliminar
  7. Vejo a ida à Amoreira como via as idas ao Bessa, nos anos 80 e 90. Vir de lá sem derrota e sem ser gamados já era vitória.
    Este jogo já passou. O lado bom: mesmo jogando mal, mesmo com uma equipa jovem e contra um adversário de clara valia, podíamos ter ganho. O remate do Adrien, uma melhor definição numa ou outra jogada podia ter dado vitória. Não deu e, por aí, foi justo.

    Agora não se pode olvidar a presença de Proença. Quem deixa Tiago Gomes, Amado e Carlitos fazerem as faltas que fizeram sem qualquer admoestação não está a ser justo para com o jogo e equipa adversária (neste caso o Sporting). Um cartão amarelo condiciona!! Tiago Gomes pode sempre travar o adversário quando não o conseguia parar de outra forma. Amado idem (quase no fim, Montero arranca no meio-campo e é ceifado. Olha para Proença e fica à espera do óbvio, o amarelo para Amado. Logo percebe que Proença está-se a cagar. E, Montero, avança desmotivado. Isto conta!!) Porquê que Cédric deixou Gerso avançar até à área e não o parou logo no meio-campo? Porque tinha amarelo desde dos 15 minutos, depois de uma falta que fez no meio-campo do Estoril! Se Amado tivesse o merecido amarelo, provavelmente não teria travado Montero nessa jogada, dando uma situação de perigo para o Sporting. Se obtasse por fazer falta, teria levado o 2º amarelo (com árbitro digno e profissional) e ia para a rua.
    Isto faz diferença!
    A sua intenção esteve bem vincada na pontaria dos cartões. Nos próximos tempos, começará a pressão se o Sporting deve forçar, ou não, o 5º amarelo de William e Montero, com risco do jogo da Luz. E já não há muito tempo para isso, nem o Sporting tem plantel para esses luxos.

    O nosso lugar na Liga estará dependente daquilo que Estoril, Braga e Nacional não fizerem. Não hajam ilusões.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Leitores em linha


Seguidores

Leitura recomendada

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (93) Adrien (18) AdT (1) adversários (81) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (33) André Geraldes (1) André Marques (2) André Martins (6) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (3) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) arbitragem (88) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (68) Batota (16) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (94) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (6) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (63) Comunicação Social (20) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (41) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) djaló (10) Domingos (29) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (61) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (11) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (8) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (12) Francis Obikwelu (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (21) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (2) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (4) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (2) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (36) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (11) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (20) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (40) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (24) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (22) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (1) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (10) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) play-off (1) PMAG (3) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (2) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (3) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (5) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) SerSporting (1) Shikabala (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (1) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (89) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (3) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (2) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (95) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)