terça-feira, 30 de agosto de 2016

Adrien, Jorge Mendes e outras teorias da conspiração. Elias (sim, leu bem) de regresso


Dificilmente a novela Adrien conhecerá o seu final quando expirar o tempo de transferências para os principais campeonatos europeus. A declaração do jogador ao jornal "O Jogo", seguidas das do seu pai e representante, deixarão marcas no relacionamento entre o jogador, dirigentes e adeptos. Neste processo, essa é talvez a única falha a imputar ao jogador, mas é uma incorreção de gravidade elevada, atendendo à sua condição de capitão. 

Mas é também um erro estratégico por trazer para a área pública uma matéria que deve ser tratada na esfera privada. Dessa forma o jogador deixou a SAD encostada à parede, mas avaliou mal o lado para o qual a espada ficava virada. É que, tendo ele renovado o contrato recentemente até 2020, tornando-se num dos jogadores mais bem pagos do futebol português, se continuar a rota de colisão, ele será o mais atingido pelas consequências. Pelo menos as imediatas.

Não sei qual a veracidade das alegações de Adrien e dos seus representantes relativamente a um acordo de cavalheiros estabelecido com o presidente que permitiria a sua saída por um valor a rondar os vinte e cinco milhões de euros. A este propósito só posso dizer que é igualmente mau prometer algo que não se tenciona cumprir até às últimas consequências como um rasgar um contrato que se assinou de livre vontade. 

Quanto à vontade de Adrien em abandonar o clube, lamento. Mas antes de o condenar tento perceber o que faria no seu lugar, mas não consigo desligar totalmente o meu kit de adepto. E aqui a questão é estritamente profissional, onde a emoção do adepto comum não entra. E, nessa conformidade, quem é que pode assegurar que se manteria inabalável perante a possibilidade de duplicar ou triplicar os seus rendimentos, ainda por cima com a idade de reforma a desenhar-se  no horizonte? Esta pergunta não tem como destinatários aqueles que se apressam a responder, deixando vir a cima os instintos mais primários e justicialistas.

A pergunta que se impõe nesta altura deste raciocínio é o que deveria o clube fazer? Ceder às pretensões do atleta, invocando o valor da cláusula como referência para um acordo? Ou pura e simplesmente não considerar a possibilidade de efectivação de qualquer negócio, em qualquer circunstância?

Infelizmente o clube não está em posição de negociar sem em simultâneo ter assegurada a substituição do jogador com a preponderância do nosso capitão, fragilidade que resulta de uma evidente falha de planeamento. Não apenas por não ter previsto como natural o aliciamento de um dos seus valores mais fulgentes depois da época realizada, mas por não ter aproveitado o defeso para prever a possibilidade de uma lesão ou abaixamento de forma. E se o jogador se lesiona gravemente no próximo jogo da selecção? 

Desportivamente é claro que a saída de Adrien significaria um golpe profundo na estratégia delineada para a actual época. Não se trataria da saída de apenas um jogador mas de dois, porque se associa à segunda no mesmo sector (João Mário). É aqui que a teoria conspiração ganha forma, com a "Jorge Mendes conection". O nome do empresário apareceu associado ao leilão do jogador no Mónaco, por ocasião do sorteio da Liga dos Campeões. 

O empresário perdeu os jogadores que tinha no clube, por indicação clara da direcção do clube. À possibilidade de ajuste de contas acresce a ligação ao nosso rival de estimação como "encarregado de negócios". Que momento seria o ideal para desferir um golpe profundo nas nossas aspirações que este, quando o tempo de reacção é tão limitado para substituir jogadores com a relevância de Adrien (e porque não de outros...) ?

Não sabemos como tudo isto vai terminar, mas é bem evidente que, qualquer que seja o desfecho, o amplo sorriso esboçado após a justa vitória no clássico depressa amareleceu com a entrevista de Adrien. A questão agora é saber como conter os danos. Vender o jogador, procurar rapidamente a sua substituição ou esperar que o tempo e os foco nos compromissos atenuem a acrimónia do jogador? É uma resposta que fico feliz não ter obrigação de dar. A possibilidade de, qualquer que ela seja, revelar um cenário desfavorável ao clube é grande.

Vender o jogador significa o encaixe de um valor significativo, provavelmente mais um excelente negócio, com um valor financeiro inflacionado relativamente ao valor técnico do atleta. Porém o risco de deixar um buraco aberto para fechar no meio campo no imediato, comprometendo a resposta da equipa é grande. Isto mesmo acertando no valor do substituto, porque as rotinas não descem dos céus como a chuva de inverno.

O risco de ficar com o jogador e este responder mal - hipótese que só coloco de forma académica - ou este se incompatibilizar com dirigentes e/ou treinador, acabando o clube por não realizar dinheiro, perdendo na mesma um activo técnico e económico elevado também pode suceder. A hipótese de incompatibilidade com os adeptos só coloco na eventualidade de a equipa se afastar dos bons resultados que todos estamos à espera. Esperança ainda mais justificada com este começo vitorioso conseguindo num ambiente de indefinição e incerteza sobre a constituição final do plantel, pelo menos até ao final do ano.

Entretanto parece que Elias está de volta. Ok, feche lá a boca de espanto.

16 comentários:

  1. Leão de Alvalade,

    A questão está inquinada pelo momento em que surge. É normalíssimo que Adrien se sinta seduzido pela proposta do Leicester. E é legítimo que pretenda sair do Sporting. Tal como seria legítimo pretender ficar no Sporting. O Sporting não é dono do Adrien e contrato algum o deverá prender por amarras, algo que vale para Adrien ou para qualquer outro. Ao mesmo tempo, como dizes, o momento em que a proposta surge fortalece as (eventuais) pretensões do clube em rejeitar negociar. Mas Adrien não é responsável pelo momento da proposta e o jogador, ao contrário do que alguns (muitos) dizem, não tem a obrigação de zelar pelo futuro imediato desportivo da equipa. Este caso, este problema, não a proposta, aparece agora também como dizes como resultado duma transição entre épocas defeituosa e inábil, responsabilidade do director-desportivo e presidente do Sporting, cargos ocupados por Bruno de Carvalho.

    Subscrevo completamente a linha sobre o pai de Adrien, sobre os representantes do jogador não tenho opinião mas não concordo que o mesmo se aplique ao capitão do Sporting. Adrien tem tanto direito a tornar públicas as suas pretensões, no formato que escolher, tal como o Sporting tornou públicas as suas, também no formato que escolheu (comunicados).

    Igualmente giras: as reacções dos adeptos ao agora suspeito Adrien. Há 2 semanas um exemplo de profissionalismo e até, imagine-se, de sportinguismo, mas agora um irresponsável ganancioso. O enquadramento mental do Bruno de Carvalho, de igual modo, não deverá divergir muito deste mas por isso é que estes casos se repetem com uma frequência inusitada.

    Vá lá (valeu) ao Sporting que o Inter queria mesmo João Mário perto da meta pagou, ou pagará, os referidos 40 milhões. Senão seria outro nesta altura dividido entre o Sporting e uma legítima ambição de se mudar.
    A sorte que o Sporting teve com JM não terá com outros (como Adrien), razão pela qual a proposta de 25 milhões deveria em abstracto ver-se aceite sem pestanejar, mas aí voltaríamos aos problemas da equipa e até eventuais problemas com o treinador da equipa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MM,

      vivemos um momento "sui generis" no clube. O que dizes sobre o Adrien aplica-se agora ao Elias: foi despachado como mercenário, no que foi aplaudido pelos adeptos como uma grande jogada de BdC. O mesmo "mercenário" regressa agora mais velho e é também uma grande jogada de BdC. Para estes adeptos "o Bruno" é o clube e o Sporting uma vaga referência histórica.

      Abraço

      Eliminar
    2. Caro MM,

      Não creio que seja justo que todos as boas notícias sejam sorte, o destino, ou outra coisa qualquer; e todas as más sejam culpa da direcção.

      Bem diz o AS de hoje sobre o BDC, ou se ama ou se odeia....por isso sinto-me um bocado fora de água quando me vejo forçado quer a defendê-lo, quer a criticá-lo.

      O JM correu muito bem, vendemos o jogador por imenso dinheiro, algo que nunca fizemos com Ronaldo, Nani (jogadores mais marketfriendly). Vamos vender o Slimani acima da cláusula, o que suplanta, mais uma vez, a venda do Nani. Atribuir isto à sorte...

      Justificar as palavras do Adrien, com a verborreia do BdC parece-me também enviesado pois, salvo erro, o Adrien nunca foi vítima disso. Qual seria a lógica subjacente à atitude do Adrien? O Adrien nao é presidente do scp, é uma funcionário.

      Caro Leão,

      Quanto ao Elias: recordo-me vagamente que concordei com a saída do clube. Mais um sapo que o Bdc vai ter de engolir, pois tambem tinha distratado o jesus, o otavio e que outros. Desportivamente, esperarei para ver, pois lembro-me da qualidade dele. Resta saber que Elias (que tb engole um sapo, diga-se) virá.

      SL

      Eliminar
  2. Excelente exposição de um caso muito complicado de gerir em que Adrien é quem tem a culpa na minha opinião. Se estava apalavrado que perante uma proposta tentadora o Sporting o deixava sair, Adrien também teria que ter noção que após a saída de 2 jogadores fundamentais e com 3 dias para o fecho de mercado 25M€ é td menos tentador para a preponderância dele no plantel aparecesse com uma proposta mais cedo e melhor.

    Agora óbviamente e como muito bem aponta a gestão do caso é muito complicada. Leão de Alvalade gostaria de saber a tua opinião sobre o comunicado emitido, que quanto a mim me pareceu muito bom em termos de "gestão de casos complicados com pinças" onde o clube defendeu a sua posição.

    PS: Sou dos que acredita que foi tudo orquestrado pelo mendes e que a vinda de Elias só pode significar venda ou preparados para encostar Adrien em caso extremo

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RRAleixo,

      acho que no comunicado ficou expressa a vontade de não extremar posições, no interesse de uma solução de encontro aos interesses do clube. Creio que neste momento já estão ultrapassadas as circunstâncias em que foi redigido e tudo indica que Adrien já era.

      Eliminar
  3. Relativamente ao Adrien, é inacreditável o que se passou. Não censuro minimamente o jogador por querer sair - ainda que ache o projecto leicester um bom pedaço de lenha para se queimar -, por querer procurar mais dinheiro, por querer jogar numa (na!) liga mais competitiva. Não há romance no futebol atual, e eu lido em ter um único amor, o nosso SCP.

    Acho inacreditável a conversa do "apalavrado" por isso mesmo. Porque isto é o costume. Os jogadores que se querem profissionais, que querem tudo formalizado, que têm advogados, agentes, pais etc, vêm com a ingenuidade de que o que está no contrato é postergado por uma acordo verbal (que pode ser tanta coisa....).

    Nem queria referir que o Adrien - aconselhado por quem se supõe - já abandonou uma vez o scp e que quando regressou da aac fez exigências que foram uma autêntica chantagem por se saber que podia ir para o Porto. Enfim, tudo passa, mas nao me venham com acordos verbais quando se é pago principescamente com tudo preto no branco. Foi uma verdadeira falta de respeito falar em publico deste assunto, cagando (desculpem...) na cara de quem o tratou como um Deus (adeptos).

    Quanto à solução, não se apresenta nada fácil de facto. Acho que o jogador é profissional o suficiente para manter o rendimento ao mesmo nível (após um período que seria difícil). No entanto, considero que os valores para a qualidade do Adrien são acima do que ele vale, pelo que será um negócio que poderá nao passar duas vezes. A este respeito digo que vendemos 3 jogadores acima do seu preço real (seja la o que isto for), sendo que o JM aceito que valha tudo isto.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Compreendo a posição do Adrien. Eu gosto muito dele, mas gosto muito mais do SCP e neste momento o Adrien que tenha paciência mas não pode sair. Dps de encaixe de dinheiro com o JM e IS, a primazia é salvaguardar os interesses desportivos do SCP. E esses passam por manter Adrien, mesmo a contragosto. Acredito que isso o possa afectar no curto prazo, mas acredito tb no profissionalismo e brio do Adrien, pelo que julgo o seu rendimento não se verá diminuído por este episódio.

    Sobre Elias, esteve numa altura caótica do SCP onde NADA funcionava. Nestas alturas há que definir alvos, achar bodes expiatórios e o Elias, que tinha vindo para o SCP carregado de espectativas e euros, foi um desses bodes...

    Tb teve algumas atitudes menos correctas? Talvez, mas o "amor à camisola" cada vez mais é exclusivo de sócio e adeptos do clubes... Nem nos dirigentes acredito em tal "amor"...

    Dito isto, Elias seria um substituto interessante de Adrien, pq é um jogador com qualidade.

    ResponderEliminar
  5. Caro Leão,

    Sinceramente, estou bastante desiludido. Não com as vendas (isto se Slimani e Adrien saírem por valores superiores a 30M), pois foram óbvias e engrandecem o clube e valoriza os jogadores envolvidos (e colegas) e os técnicos que os orientaram.
    Estou desiludido com a quebra de identidade que o clube vai tendo. A saída de Adrien, J. Mário (até Slimani) são irreparáveis no que diz respeito ao ADN Sporting.
    Nas duas últimas épocas, saíram do Sporting: Cédric, Martins, Adrien, J. Mário
    Mané, Tobias, Geraldes e, pelos vistos, Iuri e Podence também não contam: quem é que entrou? Só Beto, Gelson e Semedo (um para suplente e outro que vê Douglas chegar para o seu lugar).

    Quem é que, no plantel, sabe o que é o Sporting?
    Patrício, Beto, J. Pereira, Semedo, William, Gelson e Esgaio (este vai andar a carregar toalhas e águas). 7 jogadores, sendo que 1 não é da formação.
    É pouco, muito pouco.

    Em contrapartida vê-se chegar Elias com 31 anos (nem acredito que ainda se vai pagar por ele...).
    Um plantel ao nível do FCP de Lopetegui, sem referências e demasiado caro para a nossa realidade (apesar das vendas).

    Tal como referi no início da época: era impossível o Sporting não contratar 12 a 13 jogadores. É incrível como isto acontece, depois de um ano onde se jogou muito futebol. É o ADN de JJ e BdC.

    Incrível como não se aposta em Martins e, agora, paga-se por um Elias que todos os acólitos queriam linchar. Incrível como se deixa sair um Iuri (deve estar bem arrependido de ter renovado pelo Sporting) para o seu 3º (!!!) empréstimo, depois de 2 épocas bem sucedidas e quando de se vai buscar um A. Ruiz quase obeso e um Castaignos que ninguém sabe o que vale numa grande equipa.

    Agora sim, é o tudo ou nada. O investimento é para vencer.
    Um fracasso nesta época, deixará no clube danos ao nível das gestões anteriores. Jogadores como Teo, Barcos, Elias, Douglas, Petrovic jamais terão retorno financeiro (uns nem retorno desportivo).

    Contrata-se Elias, tentou-se Insua e Wolfswinkel. Fez-se tudo por Carrillo, e vê-se num Douglas aquilo que outros viram num Onyewu.
    Isto tem a sua ponta de ironia... ou esquizofrenia.

    Sei que, nos próximos tempos, vou continuar a ir a Alvalade ver jogos de equipa de futebol. Temo é que essa equipa não represente o clube, o Sporting Clube de Portugal.

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, nesta altura há sensações contraditórias, como refere. Por um lado o clube adopta posições que tardavam no que se refere a fazer valer os seus direitos. Por outro lado embarca numa espiral de contratações e de dispensas - de jogadores da formação e de jogadores que já mostraram nas últimas épocas maturidade para disputarem o seu lugar- que, também eu temo, conduzam à descaraterização do clube e à sua futura irrelevância.
      Não concordo com a contratação do Markovic, tão pouco com a de Elias. Da mesma forma que Petrovic e Alan Ruiz não nos trouxeram nada de novo, além da meia dúzia de milhões de euros de investimento . Por outro lado tenho dificuldade em aceitar o que estão a fazer ao Iuri. Custa-me a perceber a decisão de JJ depois do que disse sobre o jogador e depois daquilo que ele fez nas duas últimas épocas.
      Nesta altura o Sporting recebeu bastante dinheiro, mérito da sua Direcção e da forma como valorizou os jogadores, mas parece que a opção é gastar muito em salários de jogadores que além do mais não nos pertencem.

      Eliminar
    2. JG,

      é isso mesmo que eu penso.
      Acho Markovic um reforço tremendo, mas creio que o dinheiro que se tem investido (salários e algumas contratações - as que nomeou, por exemplo), podiam ter sido melhor aplicados. Dou um exemplo, se hoje Elias já é um bom profissional, porquê que não se tentou a contratação de Bruma? Teria sido excelente, um investimento de um jovem jogador, já com nome, experiência e muita margem de progressão.

      SL

      Eliminar
    3. Confesso que Bruma é um dos nomes que me tem assaltado a mente ao longo deste período de aparentes vacas gordas. Seria um golpe de mestre recuperá-lo por valores próximos do que se recebeu e - JJ gostava muito dele, recorde-se - recuperá-lo desportivamente para o seu potencial extraordinário. Pois é, há a magna questão do empresário. mas o nosso Presidente é um homem que já mostrou que não guarda rancores. Vidé o vigoroso abraço no regresso do bom Elias.

      Eliminar
  6. "Incrível como não se aposta em Martins e, agora, paga-se por um Elias(...)"

    Confesso que dei uma valente gargalhada com este comentário. O Cantinho deve ser daquelas pessoas que defende a utopia de ganhar campeonatos só com jogadores da formação. Comparar um jogador banal que nunca mostrou ser uma real mais valia num clube grande, com um internacional brasileiro de elevada qualidade técnica ao nível do passe, ocupação de espaços e critério de decisão (superior a Adrien em vários aspectos, so perdendo no remate) é absurdo e revela pouca lucidez e desconhecimento. Foi infeliz aquando da sua primeira passagem pelo clube porque encontrou um Sporting sem identidade e à beira da ruína, é natural que neste contexto poucos jogadores rendam.

    O tal Sporting à beira da falência que alguns autores do blogue saltavam de alegria e ainda hoje anseiam pelo seu regresso.

    Não entre na onda do bota abaixismo porque acaba por se ridicularizar como algumas pessoas que aqui debitam palermices diárias criticando só porque sim.

    E perca um pouco do seu precioso tempo a ver alguns jogos do campeonato brasileiro, obtenha alguma cultura futebolística, e evite desta forma escrever parvoíces sem fundamento.

    PS: acha que o rival campeão, nos últimos três campeonatos ganhos, alguma vez se importou com o ADN benfica? Não creio.

    ResponderEliminar
  7. Bruno Nogueira,

    comecemos pelo "ps": estou-me cagando para o SLB. O SLB também não se importa de ver o seu nome associado ao tráfico de droga e não é por isso que devo querer isso para o meu clube. O SLB também não se importa de ter claques ilegalizadas e que já mataram adeptos num estádio, sendo práticas que não quero ver associadas ao meu clube, do qual faço parte como sócio há quase 25 anos. E podia continuar uma lista de práticas do SLB com as quais não me identifico mas, como disse, cada clube sabe de si, estou-me cagando para o SLB.

    Não acho que o Bruno saiba mais do que eu sobre o tema em causa. Tem uma opinião, eu tenho outra. Vou relevar os termos "absurdo", "pouca lucidez", "ridicularizar" e "parvoíces".

    Para mim o André Martins representa muito mais do que um jogador de futebol. Infelizmente, as práticas do Elias na 1ª passagem também mostraram muito mais do que um jogador de futebol.
    Curioso que aponte falhas no conhecimento do jogo e dos jogadores quando, na verdade, o mesmo se aplica ao Bruno no julgamento acerca do André Martins.

    Elias vai à selecção do Brasil? Excelente. O Kléber também já foi.
    Acho incrível que se defenda a má prestação do Elias pela a situação que o Sporting vivia quando cá esteve. Bem, relembro 2 jogos onde Elias podia-se ter destacado e falhou: a ida à Luz (na liderança), onde falhou 2 ou 3 golos feitos (lá se foi a liderança); final da Taça de Portugal com a Académica.
    Engraçado que nesse período turbulento houve um jogador (bem mais novo que o Elias) que se destacou: André Martins (com 20 anos);
    Devolvo-lhe o mesmo conselho:
    Perca um pouco do seu precioso tempo a ver alguns jogos do André Martins nessa fase de "um Sporting sem identidade e à beira da ruína" [ex: jogos com At. Bilbao e Mettalist), obtenha alguma cultura futebolística, e evite desta forma escrever parvoíces sem fundamento."

    Quanto à utopia da formação. O Barcelona, o Ajax e a "Class of 92" do United riram-se.
    E não é por acaso que o dinheiro vem dos Nanis, Simãos, Moutinhos, J. Mários, Velosos e, possivelmente, Adrien.

    ResponderEliminar
  8. Cantinho, há uma clivagem nitida entre os associados: de um lado os que exultam com esta subita capacidade aquisitiva - fruto da venda dos craques que vieram da Academia ou que foram aqui burilados, caso de Slimani - e do outro os que tendo ficado satisfeitos com estas vendas por um preço justo -cortando com a lógica recente que parecia ter-se estendido ao actual mandato presidencial - lastimam a onda de aquisições e a chegada de jogadores emprestados que tapam o progresso dos nossos jovens atletas.
    O problema é que JJ acaba de impor ao Presidente o seu modelo de clube, que representa um corte com o clube formador. Essa avaliação foi brilhantemente feita neste texto do Nicolau Santos cujo link aqui deixo.
    Eu sou dos que lamentam que cheguem Markovic´s, Campbell´s, Petrovic´s e outros que impeçam o crescimento dos Gelsons, Iuris, Wallyson´s, Palhinhas, Geraldes e outros, que são nossos, que são bons, independentemente do que JJ possa pensar deles. São eles o futuro do Sporting e a garantia da manutenção da sua identidade e da sua viabilidade. No momento em que faz estes extraordinários negócios BC cede em pleno ao pior lado de JJ. Perde o Sporting.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JG,

      concordo. E perderá muito mais se, no fim da época, o título fugir novamente de Alvalade. Isso será, sempre, o elemento decisivo desta equação.

      Eliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (15) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (18) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (91) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (69) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (43) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (2) play-off (1) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (4) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)