sexta-feira, 1 de junho de 2012

As contas (dramáticas) do Sporting e o porco do Tadeia

As contas dramáticas do Sporting
Um prejuízo de mais de 31 milhões de euros e um acréscimo do passivo de mais de 40 milhões de euros são números arrepiantes e capazes de tirar o sono a qualquer um. Preocupante, provavelmente deprimente, atendendo a que falamos apenas de nove meses e que não se vislumbra com que valores se fecharão o ano contabilístico. Mas sem surpresa, de atendermos ao investimento feito na aquisição de jogadores. 

E esta é a parte boa da questão, mesmo atendendo a todos os imponderáveis que gravitam em torno do futebol: numa época sem ter registado qualquer titulo, ficando num tenebroso quarto lugar, a quase totalidade dos jogadores adquiridos valorizou-se (Shaars, Wolfs, Carrillo, Capel, Insua à cabeça) , alguns dos que já faziam parte do plantel revalorizaram-se (Matias, Izmailov, Carriço e sobretudo Patrício). Bem diferente do que aconteceu ao tempo de Bettencourt, em que os prejuízos se assemelharam sem se ter criado valor.

Claro está que cada um olha para estes números com os olhos que mais lhe convém, retirando de igual modo as conclusões que quiser. Esta foi no entanto a estratégia pré-anunciada por Godinho Lopes, que prometeu o re-equilibrio para a parte final do seu mandato e é por ela que terá que responder perante os sócios. É uma estratégia temerária, realizada em contra-ciclo com a envolvente económica, que entretanto se agravou consideravelmente. Olhando retrospectivamente a maior critica que lhe faço terá a ver não tanto com os preços pagos pelos novos jogadores, mas sim pela forma aparentemente precipitada como se despacharam alguns jogadores que poderiam ter sido mais valorizados pelo mercado. Embora, como sabemos, havia necessidade de espaço para "acomodar" os novos jogadores e sobretudo permitir a Domingos começar a época de folha limpa, sem pesos mortos.

Numa nota final sobre o tema diria que, ao  contrário do que dizia ontem Meneses Rodrigues, não é a ausência de títulos nacionais ou internacionais que ameaça as contas do Sporting, mas sim todo um modelo de negócio que arrasta as contas da generalidade dos clubes para o fundo. Excepções como o Bayern de Munich são isso mesmo: excepções. A prová-lo estão as contas do FCPorto, que tanto alterna (tão apropriado, não?...) prejuízos com títulos, com os seus 22 milhões de euros de perdas em período homólogo. Essa sim, deveria ser noticia de capa em todos os jornais. Não é afinal a gestão do clube da Invicta citada frequentemente pelos média como  modelo, não é a gestão do Sporting apontada como o exemplo oposto, não espantando por isso os prejuízos?

O porco do Tadeia
Confesso que não leio muito a opinião publicada sobre futebol para lá do Bancada Nova, Lateral Esquerdo, Centro de Jogo e o infelizmente extinto Jogo Directo. Não fora seguir o Sporting Apoio, como faço em relação à generalidade dos blogues Sportinguistas e não teria tropeçado na teia do Tadeia.

António Tadeia resolveu meter no mesmo artigo super-heróis, uma águia paraguaia, Porto, Sporting, formação, jogadores consagrados versus jogadores em formação e um porco. Seguiu provavelmente a fórmula do cozido à portuguesa, mas, como qualquer um poderá comprovar, há, na confecção do prato, muito mais segredo do que atirar tudo para dentro da mesma panela e esperar que ferva. Quem entrou em ebulição foram alguns Sportinguistas, aproveitando a boleia do Tadeia. É pena, porque tudo agora parece servir para zurzir no Sporting.

Num exercício de nível de honestidade intelectual zero, Tadeia tenta por no mesmo nível transferências de jogadores consagrados, como Hulk e Cardoso, com jogadores que não são ainda mais do que promessas como Cá e Ié, e que ainda assim foram vendidos por 800 mil euros. Quantos o foram na mesma idade e pelo mesmo valor é que deveria ser o termo de comparação de Tadeia. E até nem faltarão exemplos, mas não muitos em Portugal.

E quantos jogos viu Tadeia aos jogadores que se refere para augurar que dali, depois de engordado o porco, tiraríamos muitos chouriços e presuntos?

Tão ou mais grave é agitar o fantasma da montra da Next-Gen series onde, não certamente por acaso, foi o Sporting e não SLB ou FCP convidados para a estreia da competição. Quantos cotovelos estarão untados de hirudoid ou voltaren, quantos gostariam de estar no nosso lugar? Não vou tão longe dizendo que foi isso que motivou Tadeia a escrever, mas... É tão grave, absurdo, idiota como dizer  "ainda bem que não fomos à Champions senão vinham cá roubar-nos os nossos melhores jogadores". Perguntem ao Betinho, ao Cá, ao Medeiros, ao Chaby e a outros o prazer e orgulho de estarem presentes. Perguntem aos do mesmo escalão e de outros clubes quanto dariam para estar no lugar deles? Qual é o valor deste capital como atracção de valores para o Sporting?

Pena é que Tadeia não se pergunte também porque é que o Barcelona, tido como "Modelo" da formação mundial espreita com apetite para o nosso quintal. O problema do Tadeia, que infelizmente contagia muitos Sportinguistas, é um problema de visão: onde ele vê um porco mais ou menos gordo está um galinha. E essa põe ovos de ouro, ano após ano. Às vezes com brilhantes a enfeitar, como Figo, Ronaldo e até Quaresma. Ele que fique lá com o seu porco que nós ficamos temos muito que fazer com os ovos que estão a eclodir.

45 comentários:

  1. Não é só o tadeia, á muitos entre nós que pensam o mesmo que ele.
    A mim pouco que assusta os 30, se esses 30 significam valor para fazer mais de 30.

    ResponderEliminar
  2. LdA,
    De acordo, claro, mas educar dá muito trabalho. Ainda hoje aBolha dá ênfase ao passivo do Sporting versus os milhões do Hulk. Nada mais desonesto: que tal comparar com o défice do Porto? Mas é verdade que o fcp ganha, alimenta uma gigantesca clientela, e não se põe a jeito. No Sporting, é o que bem conhecemos ... A capacidade de análise média do Sportinguista não andará muito desfasada da do país: é péssima!

    Solução, hoje e sempre: ter um rumo, apoiá-lo e valorizá-lo. Vejo um rumo no nosso clube com o qual me identifico e que não via há largos anos. Portanto apoio. Sportinguista que se preze entenderia facilmente que mesmo num ano como este, em que nada ganhámos no futebol profissional, a cobiça que geramos é sinal de sucesso. A valorização está já aí. Haja inteligência para seguir em frente, e biqueiras reforçadas para ir resistindo ao habitual tiro no pé.

    SL, MTP

    ResponderEliminar
  3. Houve sem dúvida valorização de jogadores. No entanto, as mais valias que o Sporting venha a fazer com vendas estão comprometidas pelo facto de terem já sido alienadas percentagens significativas dos passes dos jogadores contratados esta época. E essa política levada a cabo pela direcção de Godinho Lopes contraria uma das suas grandes promessas eleitorais na qual defendia apenas a alienação dos passes passados 2 anos para maximizar o retorno financeiro.

    De facto a capacidade de análise dos Sportinguistas é péssima. Nisso tenho de concordar. Continuam a acreditar em dirigentes que já provaram que não percebem nada de gestão desportiva.

    ResponderEliminar
  4. E continua a merda da troupe do Carvalho a infestar tudo. Se não falam em dirigentes em cada frase, cai-lhes um braço. Se o Sporting não ganha, é porque não ganha. Se o Sporting ganha, é porque podia ganhar mais. Se os jogadores não se valorizam, os dirigentes não prestam. Se os jogadores se valorizam, é porque parte dos passes não pertencem ao Sporting (como se eles não jogassem pelo Sporting), os dirigentes também não prestam. Fanáticos do caneco. Mudem de clube caramba! Ninguém lhes pediu o sermão.

    ResponderEliminar
  5. 1º O porco do Tadeia acaba por estar ao nível critico do "comum" sportinguista ... por ai já vemos a sua capacidades ou visão como lhe queiram chamar.

    2º Na mesma linha de raciocínio (mas no sentido inverso do "porco") também puderiamos lamentar o facto de não termos vendido o Rabu Ibrahim ou o Fábio Paim ou qualquer outra promessa saida dos juniores dos quais nunca mais se ouviu falar .... agora multipliquem todos esses jogadores em final de contrato diga-se por 400.000€.

    É caso para dizer e o burro sou eu :)

    SL,

    Bela Posta LdA :)

    ResponderEliminar
  6. AS contas não são novidade e espanto para nenhum sportinguista atento. Não deixa de me preocupar como sócio do SCP, mas temos de perceber que este tipo de jogadores adquiridos; que fizeram disparar o passivo, também podem resultar em aumento do Activo e gerar boas receitas se tivermos 2 ou 3 transferências bem sucedidas.

    O Tadeia é como a maioria dos opinadores de bancada; contudo julgo ser Jornalista e como tal deveria ter mais cuidado com as generalizações.

    Como todos sabemos este tipo de negocios com jogadores jovens podem ser um sucesso ou um fracasso rotundo. Por vezes compramos carissimo: Rabiu Ibrhaim , ou barato: Carrillo.
    Qaunto aos jogadores vendidos só o futuro nos dirá se foi ou não um grande negocio.
    Que moral têm certos Jornalistas para opinar sobre o que não conhecem.
    Tal como a maioria dos sportinguistas que não segue o futebol jovem...

    A Next-Generations deu para perceber o prestigio do clube e da sua formação que atingiu o espoente máximo com 10 jogadores no Euro. Pena que não estejam todos no SCP. Essa é a grande diferença para o Barcelona.
    Foi uma satisfação ter estado em Leiria a ver este miudos e percber o empolgamento deles perante um plateia de 4 ou 5 mil pessoas. Quantos são os juniores que jogam em plateias destas, muito poucos. Os nossos vão-se habituando, conferindo-lhes mais estaleca para o escalão senior.


    PS: Continuo a ter pena daqueles sportinguistas que não conseguem separar o trigo do joio...


    Assinado: ViscondeAlvalade

    ResponderEliminar
  7. Anónimo das 15:55

    "Houve sem dúvida valorização de jogadores. No entanto, as mais valias que o Sporting venha a fazer com vendas estão comprometidas pelo facto de terem já sido alienadas percentagens significativas dos passes dos jogadores contratados esta época. E essa política levada a cabo pela direcção de Godinho Lopes contraria uma das suas grandes promessas eleitorais na qual defendia apenas a alienação dos passes passados 2 anos para maximizar o retorno financeiro."

    Maximizar o retorno é uma falácia. Ou há retorno ou não há, e claramente apesar de não determos a totalidade de muitos passes de jogadores, há enormes margens para mais-valias tendo em conta que se investiu bem, barato e em jovens de qualidade. De resto, há milagres? Era com a equipa de há um ano que o Sporting ia ser capaz de ter estabilidade para gerar mais-valias? Hoje sim, há uma base com experiência que permitirá integrar as nossas pérolas sem lhes pôr às costas a responsabilidade que no passado demos a outros. Foi esse o investimento feito: não se pode construir a casa a partir do telhado.

    "De facto a capacidade de análise dos Sportinguistas é péssima. Nisso tenho de concordar. Continuam a acreditar em dirigentes que já provaram que não percebem nada de gestão desportiva."

    Se não entendeu o ponto anterior, não me merece mais comentários. Se entendeu, então deve estar confuso.

    MTP

    ResponderEliminar
  8. Para continuarmos a apresentar estes números ano após ano (com o retorno em títulos que se sabe) não valerá a pena que 90% dos reforços para a equipa principal venham da nossa formação e apenas 1 ou 2 compras cirurgicas por ano?

    É a minha pergunta.

    Lda como referiu há na blogosfera pensadores de futebol muitissimo bons e por acaso sigo todos os que referiu (PB - de leitura obrigatória os últimos textos sobre André Martins, PLF, Centro de Jogo e tenho muita pena que o Filipe do Jogo Directo já não escreva). Esses, como LDA, é que deviam ter tempo de antena. Num outro registo, o Cherba do Cacifo também nos brinda com textos brutais.

    António Tadeia e Rui Santos são lixo. Não vale a pena perder-se 1 minuto sequer com o que dizem.

    PS- Há pelo menos um blog, aqui no lado direito, que é o Rui Santos/Tadeia da blogosfera leonina. Um filtro de qualidade não está nos seus planos?

    Cumprimentos,

    PM

    ResponderEliminar
  9. alguém me sabe dizer a côr do tadeia???

    ResponderEliminar
  10. LdA,
    Vou ser breve: é por posts como este que me sinto melhor Sportinguista desde que leio este blog.
    Um grande Bem-Haja!
    Abraço,
    Miguel

    ResponderEliminar
  11. Leão de Alvalade:

    As contas não são dramáticas. Estão em linha com o esperado. Sim, é isso mesmo. Estão em linha com o orçamentado e seguem a trajectória do trimestre anterior.

    Faz agora um ano que Godinho Lopes explicou, da forma mais transparente possível, que a sua estratégia passava por quebrar o ciclo vicioso com um forte investimento que iria gerar prejuízos nesta época e até na próxima. O objectivo é, com isso, actuar sobre a curva das receitas (que efectivamente cresceram) para atingir o equilíbrio na época de 13/14.

    Isto foi explicado até à exaustão em entrevistas atrás de entrevistas e mereceu do Presidente uma paciente dissertação na última AG.

    Para variar, saindo estes resultados, o pânico, histeria e desinformação não são nem mais nem menos daquilo que é habitual no nosso sofrido clube.

    Se o LdA tiver interesse nisso, terei todo o gosto em elaborar um artigo simples que explica, de forma transparente e com base naquilo que é e pode ser tornado público, qual é o macro-plano do Sporting para o triénio. Depois, será sua opção a publicação neste espaço único de elevada qualidade de reflexão na blogosfera.

    Onde se perceberá que, apesar do prejuízo e das contas estarem no vermelho, elas são o reflexo de uma estratégia que só pode ser avaliada no seu final.

    Deixo-lhe o desafio. Basta entrar em contacto comigo.

    P.S: Sugiro que analisem as contas de outro dos 3 grandes que foram também divulgadas ontem. Contas de um clube que tem a fama de vender de forma milionária. O prejuízo é semelhante. Já a histeria, no nosso caso, é insuportavelmente maior.

    Abraços,

    João Pedro Silva

    ResponderEliminar
  12. Anónimo das 16:27

    "Maximizar o retorno é uma falácia. Ou há retorno ou não há, e claramente apesar de não determos a totalidade de muitos passes de jogadores, há enormes margens para mais-valias tendo em conta que se investiu bem, barato e em jovens de qualidade."

    Claro que ou há retorno ou não há. Mas existe uma diferença entre ganhar 1 euro e 1 milhão de euros. Por exemplo, o Carrillo é um jovem de qualidade e foi barato, logo foi um bom investimento. Mas uma boa gestão não acaba no momento da compra.

    Segundo o R&C anual de 2010/2011, o Sporting adquiriu 50% dos direitos económicos de Carrillo ao Alianza por 690 mil euros. Ou seja, o Sporting só gasta o equivalente a 50% mas pode contar com o Carrillo a 100% na sua equipa. Se o jogador for flop poupamos dinheiro, se for craque vamos ganhar dinheiro de certeza. E o dinheiro que se poupa pode ser gasto a reforçar outras posições do plantel. Sim senhor, gostei!

    Entretanto, o jogador entra nos planos do treinador para a nova época e ganha espaço na equipa com boas exibições que agradam aos adeptos. Excelente! Até aqui tudo bem. Mas o problema vem a seguir.

    Primeiro, se o jogador se confirma como uma aposta acertada, porque razão o Sporting não adquire os outros 50%? Talvez não haja dinheiro para adquirir mais 50%. Mas então e se for só mais 25%? Também não há dinheiro? Então pronto mais 15% ou até menos. Enfim, algo que faça o Sporting receber mais dinheiro numa futura transferência. Lá está, se for possível aumentar o retorno financeiro tanto melhor. Mas pronto, se não há dinheiro não há dinheiro. Paciência! Ficamos com 50% que já é bem bom.

    Agora onde os dirigentes do Sporting borraram mesmo a pintura foi quando tiveram a "brilhante" ideia de vender, segundo o R&C do 3º trimestre de 2011/2012, 20% do passe por 600 mil euros a um fundo. Grandes gestores me saíram! Então abdicam de quase metade do valor a receber numa futura transferência apenas para cobrir o valor inicial que tinham gasto?! Alguns dirão que o Sporting praticamente não gastou nada com o jogador (então e os salários, não contam?) e ainda ganha 30% de uma futura transferência. Eu digo que o Sporting abdica de vários milhões de euros numa futura transferência. E quem diz o Carrillo diz outros jogadores. Basta darem-se ao trabalho de ler os R&C.

    Deixo apenas uma pergunta: estes negócios "credíveis" servem que interesses? Os do Sporting não deverão ser.

    Já agora, para quem ainda não sabe, do actual plantel (excluindo jogadores cedidos por empréstimo) o Sporting apenas tem 3 jogadores a 100%. É apenas uma observação. Mas a avaliar pelo negócio Carrillo dá para ter uma ideia do dinheiro que o Sporting anda a perder.

    ResponderEliminar
  13. Estes são os 33 milhoes de prejuízo que menos me preocupam, pois são fruto de investimento em jogadores, finalmente diga-se, de qualidade e que serão, praticamente todos eles, vendáveis por valor superior à compra.
    O que vem do passado é que é dramático.

    Quanto a um tal de "Tadeia", não dou, nem se deve dar importância a pseudo jornaleiros que comparam, coisas incomparáveis.
    Quantos jogadores do Porto ou Benfica já foram vendidos ainda com idade de junior e por estas quantias? ZERO!!

    O que falta ao Sporting é conseguir aguentar os seus jogadores até aos 24, 25 anos e ganhar campeonatos.
    É nessa altura que os jogadores se valorizam vertiginosamente e são vendidos por grandes quantias.

    Edu Mart

    ResponderEliminar
  14. Anónimo das 19.28, mas quem e' que lhe disse que o Sporting nao pode recomprar a percentagem dos passes dos jogadores que entretanto vendeu, antes de os transferir? Certamente que nao vendera' todos ao mesmo tempo, portanto terá a oportunidade de se movimentar para que possa ter o maior encaixe possível se entender vender. Carrillo nao será transferido tão cedo.

    O problema relativamente ao investimento e' que o Sporting nao tem a mesma garantia de um retorno desportivo que os rivais, e isso afecta a valorização dos jogadores, assim como os nossos planos financeiros. A corrupção no futebol português e' um entrave muito serio 'a estratégia de crescimento do Sporting. E' assim que os rivais procuram torpedear-nos, a que por sua vez se junta a instabilidade tradicional do Sporting. Basta ver como as arbitragens nos retiraram a possibilidade de ficar em terceiro lugar, e como esse facto (com que a SAD nao contava) prejudicou o planeamento do Sporting. E' por isso que o presente e o futuro do Sporting e' sempre tão incerto. O ambiente e' adverso ao clube e este por sua vez ainda nao e' suficientemente forte para resistir, muito menos para rebater e reverter, a conjuntura adversa. Mas já estivemos pior.

    ResponderEliminar
  15. Da ultima vez que o Sporting investiu fortemente, teve um bom retorno desportivo, mas o retorno financeiro foi muito insuficiente, por falta de aproveitamento da marca Sporting e porque as vendas de jogadores foram mal feitas e o resultado desse desiquilibrios ainda estamos hoje a paga-lo, com dez anos em ganhar o campeonato. Por isso esta estratégia (necessária mas que comporta riscos) NAO PODE falhar, sob pena do clube entrar noutro ciclo regressivo.

    ResponderEliminar
  16. Leão de Alvalade,

    De que forma é a desonestidade intelectual do António Tadeia - porco tenho a certeza que não é, da mesma forma não ser Ãngelo Correia um papagaio ou um merdas como por aqui li há dias - menos severa relativamente à morfina que este «post» quer vender falando nos 22 milhões de prejuízo no FCP ou na capacidade do Sporting em formar futebolistas de qualidade em contraponto à sua (FCP) incapacidade, quando:

    . Os 22 milhões de prejuízo do FCP andam ao lado de notícias da saída do Hulk por 50 ou mais milhões de euros?
    . Ou a crónica incapacidade do Sporting aproveitar desportivamente os bons futebolistas que a sua Academia forma ou,
    . O modo como o Sporting vendeu os "Figo, Ronaldo e até Quaresma" que o «post» menciona por (mais coisa menos coisa) 400 mil contos para o primeiro, 15 milhões de euros para o segundo que saiu para Madrid (de Manchester) 2 ou 3 anos depois por 7 vezes esse valor, ou os 13 milhões de euros de Ricardo Quaresma que só não seguiram o mesmo guião do anterior porque - na perspectiva do Sporting, vendedor - simplesmente não calhou?

    ResponderEliminar
  17. 1)O Sporting não pode ficar com mais 50 jogadores que saem das academias de 2 em 3 anos.
    2) qual foi o jogador saído da formação do Sporting que teve êxito Cá (lembram-se do Rui Viana, onde andará?, no negócio por troca com o Postiga), ou no ESTRANGEIRO (lembram-se dos 2 juniores que foram para Inglaterra no tempo de Adrien (este arrependeu-se e voltou logo, sendo desculpado).
    3) O facto é que quem sai dos escalões de formação do Sporting NÃO TEM ÊXITO! Este é um facto indesmendível. quem critica estes negócios(avalizados por técnicos conceituados com dezenas de anos de profissão), ou tem má vontade ou desconhecimento! Cumprimentos.
    PS1- Algum dia algum clube estrangeiro vai ter a sorte de acertar, mas é a vida eu já jogo no totoloto à 12 anos e ainda nada me saiu. PS2- O Tadeia diz-se Sportinguista (que curiosamente ou não têm sido os maiores inimigos do Clube).

    ResponderEliminar
  18. MM,

    Recomendo leitura mais atenta uma vez que não chamei porco ao Tadeia, pese o trocadilho, bem como não chamei papagaio e muito menos merdas a Ângelo Correia.

    Também não me vejo a vender morfina contesto o que me parece ser uma comparação desprovida de sentido e desonesta. Lendo-o à letra como me leu equivale a chamar-me traficante. Não trafico nada,muito menos pretendo promover qualquer dependência ou alienação publico aquilo penso e deixo a caixa de comentários ao dispor de quem quiser contestar.

    Seria fastidioso estar a lembrar as circunstâncias em que Cardoso ou Hulk estão nos seus clubes, por comparação com que o que é formar dezenas de jogadores em que o Sporting escolhe uns e outros escolhem outros caminhos, como terá sido o caso dos jogadores mencionados por Tadeia.

    O jornalista acusa o Sporting de querer vender cedo de mais sem avaliar qual o peso que teve no desfecho final a decisão dos jogadores. Estando ambos perto do final dos seus vínculos, teria sido melhor deixá-los sair sem qualquer retorno? O que diria então Tadeia? Há uma infinidade de pormenores que nos escapam para estar a condenar o Sporting de forma tão ligeira.

    E falando em Hulk o que diria o Tadeia se o vendêssemos por metade da cláusula de rescisão, sendo que todos vão achar o negócio excelente se se realizar por esse valor?

    ResponderEliminar
  19. Tudo dentro do previsto e comunicado, pelo menos uma dezena de vezes, por GL já depois de encerrarmos o exercício anterior, onde adicionámos à divida mais ou menos o valor do prejuízo actual! Na altura com os proveitos a registarem mais de 35 Milhões foi dito que o projecto era duplicá-los até 2014, sem receitas extraordinárias, para alcançarmos o equilíbrio de exploração!

    Não deve espantar ninguém o aumento dos custos com o pessoal que vemos jogar todos os fins de semana. A diferença em relação à época anterior é bem notória! De parabéns a generalidade dos adeptos que têm sabido corresponder, responsáveis pelo aumento significativo de receitas verificado!

    Só no fim do triénio será possível avaliar o sucesso do projectado! Até lá resta continuarmos a ter razões para todos apoiarmos cada vez mais a equipa!

    Champions e investidores à parte, que seriam uma grande ajuda na longa caminhada para recolocar o marcador da divida a zero!

    ResponderEliminar
  20. Mais do que a divida a zero, o caminho a perseguir é a sustentabilidade do clube sem receitas extraordinárias! A receita séria que prefiro!

    ResponderEliminar
  21. Anónimo das 21:03

    "Anónimo das 19.28, mas quem e' que lhe disse que o Sporting nao pode recomprar a percentagem dos passes dos jogadores que entretanto vendeu, antes de os transferir? Certamente que nao vendera' todos ao mesmo tempo, portanto terá a oportunidade de se movimentar para que possa ter o maior encaixe possível se entender vender. Carrillo nao será transferido tão cedo."

    Readquirir a percentagem cedida ao fundo só faz sentido se o Sporting tiver a "certeza" que recebe a seguir uma proposta de compra bem acima daquilo que seria expectável quando foi estabelecida a tabela de referência na altura da cedência ao fundo. Os valores dessa tabela não podem exceder a cláusula de rescisão, que neste caso é de 30 milhões se não estou em erro, podendo ser iguais ou inferiores. Sempre que a SAD receber uma proposta de compra de valor igual ou superior aos valores de referência é obrigada a vender ou, se não quiser, a readquirir a percentagem do fundo pelo montante que este receberia caso a proposta fosse aceite. Portanto, se o Carrillo for flop, então o Sporting já recuperou o investimento feito (tirando os salários é claro). Mas se o Carrillo tiver a evolução expectável aferida aquando da cedência dos 20% ao fundo, então o Sporting pode recomprar à vontade que vai sempre perder dinheiro. Muito ou pouco? Depende de quando o fizer. Mas quanto mais cedo o fizer, mais se arrisca a perder dinheiro. Quanto mais tarde o fizer, menos vai recuperar.

    Eu não sou contra os fundos, bem pelo contrário. Um clube como o Sporting precisa de encontrar financiamento que não a banca para ter equipas competitivas. Agora tem é de haver critério e deitar fora dinheiro quando já se percebeu que o jogador tem qualidade para se afirmar no futebol profissional, apenas para acautelar um investimento na casa dos 600 mil euros é simplesmente estúpido do ponto de vista do Sporting. Já do ponto de vista de quem investiu no fundo não deixa de ser inteligente. Para quem quiser saber, o fundo em questão tem a designação "SPORTING PORTUGAL FUND – Fundo Especial de Investimento Mobiliário Fechado" e o regulamento de gestão pode ser consultado no site da CMVM.

    Já agora o André Martins, segundo o último R&C, já tem 40% no mesmo fundo pela "simbólica" quantia de 800 mil euros. Estamos a falar de um jogador da formação que não custou nada (em valor de aquisição bem entendido). Será que em relação a este também existem sérias dúvidas que possa vir a ter sucesso no futebol profissional? Estará o fundo a queimar dinheiro num jogador que não vai dar nada? Eu cá acho que este jogador vai ter muito successo e o Sporting mais uma vez arrisca-se a perder dinheiro.

    Quanto às arbitragens que não deixam o Sporting valorizar os seus activos na medida do que seria expectável, eu só tenho uma pergunta: quem é que apoiou este presidente da FPF nas últimas eleições? O Sporting não manda nada nos bastidores porque não quer e isso é culpa de quem? Daqueles que criticam os erros de gestão da direcção? Acho que não.

    ResponderEliminar
  22. Caro anónimo, já nem sei de que hora:

    "Agora onde os dirigentes do Sporting borraram mesmo a pintura foi quando tiveram a "brilhante" ideia de vender, segundo o R&C do 3º trimestre de 2011/2012, 20% do passe por 600 mil euros a um fundo. Grandes gestores me saíram! Então abdicam de quase metade do valor a receber numa futura transferência apenas para cobrir o valor inicial que tinham gasto?!.... Deixo apenas uma pergunta: estes negócios "credíveis" servem que interesses? Os do Sporting não deverão ser."

    Experimente tentar encontrar com a mesma avidez alguma razão plausível para as coisas. Seria preferível, por exemplo, não pagar ordenados? Não sei se foi o caso, mas não julgo estar muito enganado. Os problemas do Sporting são muito profundos, ninguém o desmente, e não há milagres. É verdade que tivemos no passado recente péssimos gestores que cometeram erros terríveis, destruíram impunemente boa parte da nossa capacidade instalada e comprometeram seriamente o nosso futuro. Mas hoje vê-se um rumo inverso: plantel jovem e de qualidade, bons investimentos, equipa B, aposta sustentada na formação! A quem é que interessa arrepiar caminho senão aos nossos adversários?

    Quanto ao Carrillo, só quando sair poderemos dizer se a sua passagem pelo Sporting foi ou não proveitosa. Tem tudo para ser, cada vez mais, aliás. E talvez no fim possamos dizer: epá, vendemos por x, nada mau, mas ficámos só com um terço e isso é pouco para o valor do jogador. Pode até ser, mas se isso acontecer, como espero, poderemos dizer que nos deu uns anos do seu talento, que cresceu connosco e nos ajudou a cimentar um grupo em que é possível dar a um jovem talento condições para crescer como talvez nunca tenhamos tido no passado. Esse é o nosso único modelo de negócio!

    SL, MTP

    ResponderEliminar
  23. Já agora também me dirijo ao anónimo dos negócios "credíveis"...

    É certo que o Sporting cedeu ao fundo constituído pelo Sporting 20% dos 50% que detinha sobre o Carrillo - por €600.000-, como é certo que o fez relativamente ao André Martins, 40% dos direitos económicos por €800.000. E é certo que essas alienações, feitas a 22 de Setembro e a Agosto, se tivessem sido feitas hoje, talvez tivessem sido revistas em alta. Deixo os links dos comunicados à CMVM só para que não haja dúvidas:

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR35196.pdf

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR35622.pdf

    Mas esse é um ponto de honestidade intelectual que os críticos de todas as horas fazem pejo em deixar de lado. São os profetas do passado: muito mais do que os ignorantes ou os estúpidos, são os mal-intencionados que atiram estas nuvens de poeira para cima de quem não tem necessariamente a diligência de averiguar o contexto dos negócios.

    A honestidade intelectual não nasce com uma pessoa. É algo que se aprende, quando se tem uma boa formação (social sobretudo), que está subjacente ao respeito pelas pessoas e/ou pelas instituições. O seu respeito pelas pessoas que o leram é nulo e pelo Sporting idem. Pretende apenas denegrir a imagem do que apela de "credíveis" provavelmente percebendo da falácia que está a pretender vender. Ou seja, pretende exclusivamente atingir aqueles que têm a missão de liderar o Sporting. Isso faz de si um ser lamentável.

    E porquê lamentável?

    Não quero adivinhar que foi daqueles que, quando o Carrillo foi anunciado como reforço, logo acusou de ser um "típico negócio à Freitas" para ganhar comissões e que era um preço pago era totalmente estapafúrdio por um peruano tão jovem. Não sei se o disse, mas encaixa no perfil.

    Os tais €690.000 pagos por 50% dos direitos económicos correspondem a uma valorização do todo em €1,38M. Em pouco mais de 1 mês de competição, o Sporting cedeu 20% por €600.000, o correspondente a uma valorização do todo em €3M pelo jogador. Ou seja, seria possível referir que em Setembro (e com muito poucas participações até então na equipa principal), o Sporting não apenas recuperou praticamente todo o investimento feito no jogador, como dobrou a sua avaliação feita no "mercado". Um mau negócio, portanto...

    Já relativamente ao André Martins, a cedência comunicada a 18 de Agosto de 40% dos seus direitos económicos - quando a voltei a verificar recentemente - também me deixou relativamente desapontado, na esperança que o Sporting pudesse ter sido mais conservador. Mas é preciso não fechar os olhos: não custou nada (o que é falacioso), mas a integração deste pequeno genial jogador tinha sido feita após um périplo de pouco sucesso no Pinhalnovense e após dispensa no Belenenses. Assim, e sem um único jogo na equipa principal (quando poucos o considerariam uma opção "real"), o Sporting avaliou o jogador €2M (40% do passe por €800.000). Pouco? Em retrospectiva todos os negócios são maus.

    (cont.)

    ResponderEliminar
  24. Mas porquê parar aqui?

    Que tal falar dos outros jogadores que o Sporting colocou no fundo: o que se achará da valorização do William Owusu em €1M (€400.000 por 40% dos direitos económicos)? Ou da valorização do William Carvalho em €1M (€400.000 por 40% dos direitos económicos)? Ou da valorização do Zézinho em €1,5M (€150.000 por 10% dos direitos económicos)? Ou da valorização do Diogo Salomão em €4M (€1M por 25% dos direitos económicos)? Ou da valorização do André Santos em €3,5M (€1,75M por 50% dos direitos económicos)? Está seguro que o Sporting, nestes negócios - ou no bolo dos negócios - sairá claramente a perder? Conhece todos os jogadores em causa?

    Há ainda um ponto que lhe será seguramente o mais difícil de compreender: é que os parceiros ou os investidores não são mecenas e que, portanto, não é sequer interessante ao Sporting que sirvam apenas para os maus negócios. Areia demais para a sua camioneta.

    Termino dizendo isto, dirigido a todos os incapazes da lenga-lenga dos "credíveis". Em tempos houve um messias que prometia bons jogadores para o clube, de borla, mantendo o Sporting 50% das mais-valias a realizar sobre futuras vendas. Só acreditava neste "negócio" nestes moldes quem era inocente, ou parvo, ou tapado, ou cego pela raiva. Ainda assim: 50% das mais-valias: uma win-win situation para o Sporting, (quase) sem risco e com retorno.

    Pois então, no mundo real, o Sporting concretiza uma operação que - dois meses após a aquisição inicial - assegura que 30% das mais-valias ficam "em casa" e o negócio já é ruinoso? São os 20% que fazem a diferença?

    Aqui está o lodaçal intelectual em que estes "anti-credíveis" navegam. Fossem apenas estúpidos e ainda teriam a desculpa da sua ineptidão. Mas são propositadamente burros e isso não desculpa ninguém. E quando o objectivo é atacar o Sporting, vão pregar para outra freguesia e deixem o Sporting em paz.

    ResponderEliminar
  25. E não há que temer dizê-lo, era preciso continuar a navegar no mar herdado! Nunca ninguém disse que os fundos eram "a" solução! Até já tivemos um presidente que abdicou completamente deles, ainda nos lembramos todos da qualidade dos planteis! Claro que só adiam o problema da recapitalização em que se trabalha e irá surgir!

    Aliás a participação nos passes têm os dias contados, pela UEFA, não quer dizer que esse capital vá deixar o futebol de vez! Peter Kenyon, por exemplo, já transformou toda a sua operação! Sem as parcerias com os fundos não tinha sido possível chamar sócios e adeptos de volta! A grande vitória da época que acabou, a 1º grande vitória no actual mandato, que a manter-se será sempre a maior de todas! Sem adeptos não há nada! Títulos e bons contratos são uma consequência! Perguntem à UNICER o que valeu a renovação em alta na actualidade!

    Se não recorremos aos fundos JEB foi um nabo, se recorremos andam a ganhar dinheiro com o Sporting, GL é um ladrão!

    ResponderEliminar
  26. Ao contrário do peixe que aqui tentaram vender, no futebol globalizado de hoje não existe um clube orgulhosamente só ou pelo menos não tem a mínima hipótese de sobreviver e vencer! E o mesmo na generalidade das áreas de actividade! As parcerias são fundamentais e a sua maior riqueza é a confiança que se estabelece! Tudo tem seu tempo!

    O que acontece é que há sempre quem não esteja preparado para ir para o mar! A solução é a mesma de sempre, ficar em terra!

    P.S. Só faltava vir agora alguém falar russo!

    ResponderEliminar
  27. Se contratamos um especialista de mercado foi porque foi detectada essa lacuna, sobretudo know-how na área respectiva! Com a obrigatoriedade de comunicar toda e qualquer operação financeira, ficando assim de livre acesso publico quase toda ela!

    Nunca houve a apreensão de tantos especialistas na blogosfera, mesmo que não mostrem curriculum de contratações efectuadas e bem sucedidas! E é uma pena, já que pelos vistos nem para interpretar o que ficou escrito servem!

    Em contrapartida sobra "expertise" na arte de dizer mal, porque sim!

    ResponderEliminar
  28. Leão de Alvalade,

    As perguntas foram feitas sobre o que está escrito neste texto, texto cujo título remete para as contas da Sporting SAD relacionado (texto sobre as contas, não as contas) com o Tadeia. É normal que relacione porque apesar de "arrepiantes" não diz naturalmente muito mais. Os jogadores estão valorizados relativamente ao ano passado, as dos outros outros - FCP - não são melhores, e o Tadeia que escreveu qualquer coisa sobre o Cá, o Ié e o Hulk.

    Não fui desonesto nem o chamei de traficante, fiz-lhe 3 perguntas para tentar saber ou conhecer aquilo que pensa. Perguntei-lhe sobre 3 elementos do seu texto, não sobre o Tadeia. Mas o Leão de Alvalade prefere responder que não é traficante e imaginar aquilo que Tadeia escreveria ou diria se fosse assim ou assado com o Hulk e o Cardozo.

    Ficamos na mesma, porque permaneço desinteressado sobre o Tadeia e também já sabia que quem escreveu este texto não é traficante.

    A morfina, essa, foi vendida.

    ResponderEliminar
  29. LdA,

    Não posso acompanhar-te neste texto.

    O raciocínio do Tadeia é legítimo e a comparação com o Hulk faz sentido.

    A tua discordância não deveria transformar o Tadeia num porco, que é o que o trocadilho do título sugere.

    ResponderEliminar
  30. PLF,

    Onde estão os outros 20% do André Martins? Encontravam-se já alienados? - antes de Agosto, ou foram posteriormente alienados? - entre Agosto e 30 de Novembro?, altura em que o Sporting preserva 40% do seu passe.

    ResponderEliminar
  31. Kovacevic,

    Obviamente não concordo. A comparação com Hulk seria legitima se por exemplo fosse feita com a recente venda de JPereira, por exemplo, ou por exemplo num cenário de venda de Wolfs, sem o termos valorizado.

    Já não me parece legitimo comparar uma possível venda de Hulk, que ainda nem ocorreu,com a venda de jogadores ainda em formação, dos quais sabemos todos muito pouco e pelo valor que foi. Daqui a alguns anos será mais fácil avaliar o negócio, que pode ser excelente ou ruinoso consoante a evolução dos jogadores, mas à segunda-feira eu também acerto no totobola.

    Julgo que o "Ele que fique lá com o seu porco" deveria ser suficiente para esclarecer a questão relativa ao titulo.

    ResponderEliminar
  32. MM,

    Mantenho o que disse no texto onde existem 2 capítulos diferentes que não procurei relacionar entre si, embora aceite que, de forma indirecta, se relacionem.

    Reafirmo que face à época realizada,aos jogadores adquiridos e relativamente ao que foi anunciado pelos responsáveis os 31 milhões de prejuízo não deveriam ser considerados surpresa,(mesmo que a sua grandeza impressione e preocupe) e, por isso,talvez não merecessem o destaque dado, por comparação com as dos nosso concorrentes.

    O prejuízo do FCP, gestão tão incensada, por comparação com a nossa, é que me parece ser surpreendente. Essa é já um facto, a venda do Hulk essa pode a vir a ocorrer ou não,por esses valores ou superiores. Isso não é imaginar o que seria se, esquecendo o que de facto é?

    Se isto é vender morfina ou desonestidade intelectual não partilhamos da mesma definição destes conceitos.

    O facto do Sporting não aproveitar tanto quanto poderia,em termos desportivos e financeiros, os jogadores que forma - o que não é exactamente o mesmo que dizer que "não" aproveita - é um facto indesmentível, sobejamente conhecido e lamentado entre nós.

    Mas Tadeia não se preocupou em perguntar quantos é que o FCP aproveita,gastando provavelmente mais do que nós. A comparação deveria ter começado por aí e não por comparar o incomparável

    É também um facto que,por comparação, perdemos em muitas coisas que o FCP consegue fazer e nós não,nomeadamente na valorização e posterior venda dos jogadores.

    Mas, se nessa matéria, o FCP pode ser uma referência, não é menos verdade que,no que diz respeito a formar jogadores , o Sporting também o é e isso deve ser visto dessa forma e não como 1 fonte de lamentos ou de problemas, que este caso, há luz do que sabemos hoje, está longe de justificar.

    Quanto à insistência na morfina é uma deselegância que registo como uma surpresa desagradável.

    Mas não mais do que isso,uma vez que durmo bem com a consciência do que escrevo aqui, por corresponder apenas ao que me parece ser o justo.

    ResponderEliminar
  33. Leão de Alvalade,

    Estou, na questão, em parte de acordo com a do MM, ainda que perceba a sua.

    A questão do ser vs a imaginação do que pode vir a ser... creio que está presente (com naturalidade) na sua análise às contas do Sporting (não esquecendo o que foram).

    Se tivermos em conta o que seria expectável acontecer e, sobretudo, o que poderá acontecer no futuro, as contas do Sporting não são surpreendentes e podem não ser tão dramáticas assim, mas sê-lo-ão sempre bem mais que as do Porto.

    Uma possível alteração de paradigma financeiro do Sporting depende do sucesso de uma estratégia que está ainda em fase embrionária. No Porto isso depende apenas dos frutos que a sua estratégia, já consolidada, quase seguramente dará.

    Parece-me um contra-senso dizer que analisar as contas do Porto tendo em atenção um possível negócio do Hulk é uma questão de imaginação, analisando-se ao mesmo tempo as contas do Sporting apontando para a possível (e já "prometida") inversão de cenário do futuro.

    É tudo uma questão de cenários futuros, portanto, sendo que a facilidade com que se pode inverter o cenário actual no Porto me parece muitíssimo mais "simples".

    Não sei se me expliquei bem: acho que a comparação é evitável, sobretudo nestes moldes. Quer para dar uma bicada nas contas do Porto, quer para as enaltecer.

    A comparação que poderia fazer é: estes resultados do Porto serão provavelmente alterados em breve. Os do Sporting podem, ou não, ser alterados gradualmente. Atendendo a que as condições recentes eram tão difíceis para quem chegou, atendendo ao que de positivo entretanto já se conseguiu (a tal questão do prejuízo, face a períodos bem recentes, não parecer ter sido em vão), que razões há para que se não se dê o benefício da dúvida face a uma possível estabilização financeira do Sporting (com a competitividade desportiva a não ser posta em causa)?

    Questões pessoais, sobretudo, a que devemos sempre fugir.

    Quanto aos argumentos do Tadeia, em si, são imbecis. Devem ser descontruídos porque há muita gente que - incompreensivelmente - acha que aquilo faz sentido.

    Mas, para o Sporting, é decisivo analisar a questão sem mencionar esses argumentos imbecis. Porque há formas mais adequadas, parece-me, de argumentar que isto não é uma «vergonha» sem recorrer aos (imbecis) argumentos do Tadeia.

    O assunto é importante para o Sporting e, nesse sentido, o fundamental creio que é centrar a discussão no assunto em si (e não nas opiniões que os Tadeias dele têm). Ainda que às vezes dê vontade... O Sporting é o Sporting.

    ResponderEliminar
  34. Correcções:

    No terceiro parágrafo, onde se lê dramáticas, deve-se ler preocupantes. O termo é mais adequado.

    No ante-penúltimo, acrescento que, percebendo a importância de se descontruir os argumentos do Tadeia, tal deve ser feito no espaço onde eles foram proferidos.

    Pelo menos para mim, que gostaria de continuar a ver este blogue a discutir os temas relativos ao Sporting, e não ideias imbecis que outros possam ter sobre esses temas.

    Ainda que custe, gosto que este seja, a nível de opinião (que é "a praia" do blogue) um local à parte da maioria dos outros (havendo logicamente excepções).

    A imunidade do A Norte às alervidades parece-me (mera opinião de leitor) que seria mais interessante; os argumentos dos Tadeias (sem depreciar minimamente a pessoa, mas as suas ideias neste tema em particular), por serem idiotas, ou devem ser rebatidos no espaço que poluem, ou devem ser apenas desprezados.

    Ainda que a tentação exista sempre.

    ResponderEliminar
  35. Gonçalo,

    Como mencionei no meu último comentário quando elaborei o post não tencionei que o capitulo das contas do Sporting se relacionasse com o capitulo do artigo do Tadeia. O MM acabou por o fazer no comentário que fez e foi na sequência disso que fiz os comentários seguintes.

    Porque o fez cabe a ele explicar,mas talvez por causa da relação prejuízo de 22 milhões do FCP/expectativa de venda do Hulk que o anularia.

    Mas olhando para o plantel actual,cuja constituição é a causa dos números apresentados, também não são expectáveis vendas que o anulem,embora sem a grandeza dos números que envolvem a possível venda do Hulk?

    ResponderEliminar
  36. Leão de Alvalade,

    As considerações sobre a minha elegância, falta dela, surpresa que suscitam, bem como a desonestidade que afirmou existir no 1º comentário feito ao texto dizem-me pouco. Ao contrário de si, não as registo. Mas ao contrário de si, dir-lhe-ei porquê: só faz esse género de apontamento por ter perguntado no comentário em que medida é a desonestidade do Tadeia mais severa do que a sua. Tivesse (eu) escrito qualquer coisa como "tem razão, esse abutre ou galinha é intelectualmente desonesta e está feita com eles", e o caro Leão de Alvalade naturalmente nada diria, permanecendo eu a pessoa mais honesta do mundo.

    "Galinha" é termo seu e tal como para o "porco" está presente no texto. Naturalmente, esses julgamentos resultantes dessa evidente falta de critério não entram a cem nem saem a mil. Não entram, simplesmente.

    Vamos portanto ao que interessa:

    Os nºs não servem para provocar espanto nem arrepiam ninguém. São apenas usados como arma de arremesso. E são também utilizados como escudo. São, para mim, iguais: exercícios pouco úteis, uns e outros, de onde não resulta interesse (para o Sporting) afirmar que são dramáticos nem procurar justificá-los, e muito menos fazê-lo com recurso aos nºs do FCP. Não sei se entram neste exercício contabilístico mas caso entrem, então até poderiam parecer / ser mais severos não tivesse o Sporting vendido ao fundo participações que este mantém nos passes de alguns (muitos) jogadores.

    E aí?, se não fossem 31 mas 50 milhões, seria mais ou menos dramático?

    É uma discussão que se for feita nos moldes errados torna-se inconsequente, da mesma forma que é inconsequente afirmar que em 2013/14 o Sporting atingirá ou procurará atingir uma situação de equilíbrio e que só nessa altura poderemos julgar esta ou outra Direcção, porque 40 anos de desequilibrio não se corrigem em 3.
    Para o Sporting ou qualquer outro clube.

    Ultrapassada então a vontade "de brincar às eleições" ou "brincar às justificações", podemos olhar para aquilo que é relevante: os (importantes) actos dos quais resultam (desimportantes porque mero espelho dos actos) nºs. E não: não é necessário jogar ao Totobola.

    ResponderEliminar
  37. MM,

    Não é porque não faltem razões para lhe responder (p. ex. toma-me por alguém suficientemente néscio para acreditar que em 3 anos se corrigem problemas de "40 anos"?,ou as referências a posts antigos, que parece ter digerido mal) mas o meu interesse desaparece quando antes de o poder fazer me vejo obrigado a corrigi-lo quando insiste em atribuir afirmações/acusações que não fiz, (como por exemplo em ralação à sua honestidade) e persiste em colocar a minha em causa.

    É que ao contrário que a sua "morfina" deixa implicito não tenho qualquer agenda alinhada com qualquer interesse ou facção,comento da forma que me parece justa.

    E ao contrário do que afirma não procuro ao escrever unanimidade e aclamação é-me completamente indiferente. Para isso está aqui a caixa de comentários sem moderação prévia.

    ResponderEliminar
  38. Leão de Alvalade, releia os comentários e tente perceber o seguinte:

    Fiz-lhe 3 perguntas relativamente ao seu texto.
    É para isso que esta caixa de comentários serve.

    Uma delas relacionou-se com a acusação que você fez sobre a deonestidade intelectual do António Tadeia, questionando em que medida é ela superior à sua - acusador. Fiz a pergunta porquê? Porque é o tema da sua mensagem. São coisas do seu texto; escritas por si, mensagem onde versa um bocadinho sobre as contas do Sporting, um bocadinho sobre as contas do FCP, com a restante dos caracteres dispensados ao jornalista. Posto isto, interpretou a pergunta como se estivesse (eu) a afirmar a sua (LdA) desonestidade, mas fê-lo mal, porque não afirmei (eu) em momento algum ser ou ter sido o António Tadeia intelectualmente desonesto. Foi você quem o fez.

    O "porco" ou a "galinha" podem ficar de parte.

    Naturalmente que se é esse o seu quadro mental ou preocupação, terá mal interpretado o que escrevi. Não há aqui nenhum mistério.

    Contudo não só interpretou mal como transportou a pretensa (mas por si afirmada) desonestidade do Tadeia, para mim. Fê-lo ao escrever 'também não me vejo a vender morfina (nunca imaginei que o fizesse), contesto o que me parece ser uma comparação desprovida de sentido e desonesta'.

    Desonesta porquê LdA? Melhor seria ter-me perguntado o porquê do seu «post» assemelhar-se a morfina, ter-lhe-ia dito sem grande problema: procurar comparar a leitura do prejuízo das contas do Sporting CP com as contas do FCP - como se isso tivesse qualquer relevância para o Sporting ou pudesse sequer ser feito, e na falta de qualquer coisa relevante a dizer sobre o tema preferir versar sobre um texto do Tadeia.

    Isto são coisas óbvias, e novamente: comentários concretos sobre coisas por si escritas. Não pessoalize, leia os conteúdos.

    Agora fala que tomo-o por néscio, digeri mal um post seu, acusei-o de ter agenda, e que ao contrário do que afirmo não procura unanimidade nem aclamação. Poderia de igual modo perguntar-lhe a que propósito?, já que nos meus comentários não afirmei nem falei sobre nenhum desses tópicos.

    Estão aí, releia-os se quiser. E no caso de dúvida pergunte, no lugar de presumir. Mas faça-o se existir utilidade, somente, porque como lhe disse as suas acusações ou julgamentos não me aborrecem.

    ResponderEliminar
  39. Citar PLF

    "Já agora também me dirijo ao anónimo dos negócios "credíveis"...

    É certo que o Sporting cedeu ao fundo constituído pelo Sporting 20% dos 50% que detinha sobre o Carrillo - por €600.000-, como é certo que o fez relativamente ao André Martins, 40% dos direitos económicos por €800.000. E é certo que essas alienações, feitas a 22 de Setembro e a Agosto, se tivessem sido feitas hoje, talvez tivessem sido revistas em alta. Deixo os links dos comunicados à CMVM só para que não haja dúvidas:

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR35196.pdf

    http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR35622.pdf

    Mas esse é um ponto de honestidade intelectual que os críticos de todas as horas fazem pejo em deixar de lado. São os profetas do passado: muito mais do que os ignorantes ou os estúpidos, são os mal-intencionados que atiram estas nuvens de poeira para cima de quem não tem necessariamente a diligência de averiguar o contexto dos negócios."

    Mas que retórica tão interessante. Vejamos o que eu tinha dito relativamente ao Carrillo:

    "Entretanto, o jogador entra nos planos do treinador para a nova época e ganha espaço na equipa com boas exibições que agradam aos adeptos. Excelente! Até aqui tudo bem. Mas o problema vem a seguir. (...) Agora onde os dirigentes do Sporting borraram mesmo a pintura foi quando tiveram a "brilhante" ideia de vender, segundo o R&C do 3º trimestre de 2011/2012, 20% do passe por 600 mil euros a um fundo."

    Baseei-me no R&C do 3º trimestre de 2011/2012 por ser o mais recente e em lado nenhum referi que o Sporting tinha alienado os 20% no 3º trimestre da época 2011/2012. Tomando a data de 22 de Setembro de 2011 como referência, até essa data Carrillo tinha 2 jogos consecutivos a titular, um para a LE e outro para o campeonato (Zurich fora e Rio Ave fora), precisamente no final de Setembro (Zurich a 15 e Rio Ave a 19). Logo, só posso concluir que "o jogador entra nos planos do treinador para a nova época". Para além disso, com Carrillo a titular o Sporting ganhou esses 2 jogos e, apesar de Carrillo revelar alguma imaturidade o que é próprio da sua juventude, também é verdade que mostrou muito talento e capacidade para vingar, daí ter dito "(...) ganha espaço na equipa com boas exibições que agradam aos adeptos". Com 2 jogos consecutivos a titular e revelando pormenores interessantes de um desequilibrador nato, tenho a criticar a pressa com que o Sporting se desfez de 20% do passe. Se foram buscar Carrillo é porque acreditavam nele e depois de 2 jogos consecutivos a titular nos quais confirmou pelo menos o potencial que tinha é que vão alienar 20%? Não concordo e estou no meu direito de não concordar e de criticar essa opção. Já agora que percentagem temos do Bojinov que pelos vistos não entra nas contas da próxima época? Pois... E quanto custou? Bem mais que o Carrillo. O Bojinov revelou potencial aonde? Pois...

    Se os dirigentes tivessem tido a paciência que tiveram, por exemplo, com Bojinov, teriam visto mais alguns jogos de Carrillo a titular em particular logo a 24 de Setembro contra o Vitória de Setúbal em casa, num dos melhores jogos da era Domingos, no qual Carrillo assinou uma bela exibição e o Sporting ganhou. Perante isto só posso classificar a cedência dos 20% como "deitar fora dinheiro". Claro que o Sporting vai ganhar dinheiro com Carrillo. Também era só o que faltava não ganhar. Mas se venderem o Carrillo daqui a uns tempos por, vamos supor, 20 milhões, então em vez do Sporting receber 10 recebe 6. Para um clube com problemas de tesouraria e défices crónicos na SAD acho que 4 milhões ajudariam a compor as coisas.

    (cont.)

    ResponderEliminar
  40. (cont.)

    Em relação ao André Martins nem vale a pena falar muito. Era um jogador da formação, logo não custou nada a não ser a sua formação claro. E essa do "périplo" do jogador pelo Pinhalnovense e Belenenses realmente só prova que a política de empréstimos do Sporting nem sempre é acertada. Daí a corrigirem um erro com outro erro, cedendo os 40%, é de facto um hino à incompetência.

    Se depois disto alguém infere que sou desonesto intelectualmente, crítico de todas as horas e mal-intencionado, então não vale a pena discutir nada sobre o Sporting com quem pensa assim. A única coisa que espero é que aqueles que estão mal informados, que não é claramente o caso que cito aqui, que se informem e usem o cérebro para pensar se as decisões da direcção do clube que apoiam são boas ou más e depois formem um juízo em conformidade.

    ResponderEliminar
  41. Não acredito que as contas estejam assim mal como dizem, mas também não quero saber, quero é jogadores de qualidade, que mereçam vestir a camisola do SCP e que tenham mais valor que os que temos que não conseguem mais que um 4 lugar.
    Estou farto desta conversa de divida e passivo, os directores do SCP (muitos remunerados e bem remunerados que resolvam isto da maneira que quiserem) e não chateiem os adeptos com noticias de dividas pois dividas todos temos, contratem craques e façam-nos sonhar.

    ResponderEliminar
  42. Anónimo...

    Peço desculpa por ter referido que era mal intencionado. Afinal é mesmo só burro.

    ResponderEliminar
  43. O "porco" é Sportinguista assumido por acaso.

    Mas já reparei que hoje em dia qualquer pessoa que faça uma ao critica ao clube é logo apelidado de "terrorista","porco" ou mesmo "lampião".

    Mesmo que seja uma critica com algum fundo de verdade e bastante pertinente.

    ResponderEliminar
  44. tadeia e outros nao merecem que se perca tempo com estes nojentos.Adrein vai embora ? porque?
    Sá pinto já tem tanto poder? mais um para o porto?

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (94) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (72) Batota (19) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (5) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)