quinta-feira, 24 de julho de 2014

Estágio na Holanda: os calcanhares de Achilles, os que não valem um Chaby e as minas de Gauld

Com a pré-época a decorrer há imensas ocorrências dignas de nota que infelizmente têm ficado para trás. O jogo de ontem na Holanda, por ser o último e o mais notório, servirá de pretexto para abordar algumas dessas matérias. Ficarão para melhor oportunidade as recentes saídas e renovações, bem como as dispensas.

O jogo propriamente dito não merecerá assim tanta atenção, tendo em conta que do objectivo do jogo, a equipa eleita e as incidências que dele decorrem não terão qualquer repercussão transcendental para a época que se avizinha.

Evitarei neste post usar o chavão "aposta na formação" bem como a sua negação. Esta tem sido uma discussão feita de forma quase sempre enviesada, excessivamente "politizada", mas será evidente, a quem ler este post, que muitas das questões levantadas lhe estão relacionadas. Porém não me parece ser este o momento para realizar esse debate, comprometendo-me a fazê-lo posteriormente, em altura mais oportuna.

As virtudes da convocação dos jogadores da equipa B
Indiscutivelmente uma excelente ideia a convocação dos jogadores da equipa B para o presente estágio da Holanda. Não apenas como medida motivacional para os jogadores em causa e para os que são agora precedidos por estes e que, na Academia, aguardam oportunidades para demonstrarem o seu valor. É também a forma mais adequada de Marco Silva, um treinador com um compromisso longo com o clube, conhecer melhor os jogadores que tem à sua disposição na segunda equipa do clube.

Embora tenha sido apenas um jogo, ainda por cima de uma equipa constituída por jogadores que, na sua grande maioria, jogaram juntos pela primeira vez e orientados por um técnico cujas ideias estão ainda em assimilação, o decorrer dos noventa minutos deixaram algumas evidências e não menos interrogações. 

Ao permitir a observação directa, em igualdade de circunstâncias, de alguns jogadores considerados reforços para este ano e outros que militam na equipa B, o jogo teve pelo menos uma virtude, nem por isso muito desejada: a de lançar interrogações sobre a virtude de algumas das escolhas feitas de jogadores para incorporar na presente época em detrimento da equipa B.

Em jeito de conclusão deste capitulo diria que a incorporação dos jogadores da equipa B, sendo uma medida de indiscutível mérito, tem alcance imediato muito limitado. Não é provável que, mesmo que se conclua que o seu valor é inferior nuns casos e idêntico noutros, que os jogadores agora contratados troquem de posições com os da equipa B. Não é também provável que, pelo menos até a Dezembro e em muitos casos até à próxima época, algumas dessas medidas possam ser corrigidas ou os seus danos limitados. Em alguns casos, porque o tempo é por vezes cruel, o destino acaba por ficar traçado. 

Mas a observação não é inútil, longe disso, até porque dela, além do melhor conhecimento do treinador, pode resultar a iniciativa de Marco Silva de solicitar a colocação de alguns jogadores como Chaby, Iuri, ou até mesmo Tobias Figueiredo a rodar em equipas de I divisão, assim houvesse treinadores e equipas interessadas, embora tal se me afigure muito difícil. 

Os calcanhares de Achilles (I) e os que não valem um Chaby
Ora o que resultou claro do jogo de ontem foram as semelhanças de qualidade, apesar dos diferentes graus de experiência, de Paulo Oliveira com Tobias. Da prontidão da resposta de Wallyson perante mais um engasganço de Slavchev. Pelo segundo jogo consecutivo se percebe que Geraldes ou está com sérios problemas de adaptação ou não vale um Esgaio. Que Héldon não vale um Chaby, pese a experiência que possa ter, e todo o dinheiro e tempo que dedicamos a um em detrimento de outro são deitados pela janela fora. 

Como é evidente os casos não são todos iguais. Não se trata de dizer que Paulo Oliveira ou Slavchev (o jogador parece-me, pela linguagem corporal, que está acusar cansaço, o que o limitaria e dessa forma também a sua prestação e respectiva avaliação) são maus jogadores, ou que não tenham futuro, mas sim interrogar a necessidade da sua contratação e do poder disruptivo que a sua chegada tem na afirmação dos jogadores de nível semelhante cujo lugar vêm ocupar. O custo de oportunidade de decisões deste teor ultrapassa em muito o valor pago nas respectivas transferências, uma vez que ficam por apurar quando o clube perde por não promover os jogadores de valor semelhante cujos direitos desportivos e económicos já são seus.

Calcanhares de Achilles (II): aquisições ou reforços?
Neste momento parece mais ou menos consensual que o Sporting, (quem o dirige, obviamente) tomou uma boa decisão quando contratou Marco Silva. Talvez a melhor possível, no actual contexto. Porém a escolha do treinador, sendo decisiva em percentagem que é muito difícil estimar mas largamente maioritária para sorte de um clube, não é tudo. Ele depende em muito dos meios que se lhe colocam à disposição. Por isso é que, quando se fizer a história da época que começa sensivelmente daqui a um mês, se terá que ter em conta o que foi oferecido a Marco Silva. Até ao momento apenas Rosell "disse" que com ele estamos mais fortes. Dos jogadores que falamos acima isso está longe de se poder confirmar. Ora o que se pede este ano ao actual treinador é muito mais do que foi exigido a Jardim: assumimo-nos como candidatos ao título e não como underdogs, faltando nesta equação uma participação honrosa no lado de tank-shark da Liga dos Campeões. Para isso é preciso não apenas jogadores com futuro, mas com presente e qualidade. 

As minas de Gauld
Num campo oposto podemos colocar o exemplo de Gauld. Não sei, ninguém sabe, se um jogador como Chaby (especialmente este pela semelhança no toque de bola) e Iuri Medeiros tivesse a oportunidade de ter jogador no Dundee e se se teriam destacado como Ryan Gauld. Assim como não sabemos se Gauld tivesse feito o mesmo percurso que os dois mencionados não estariam ainda hoje à espera de uma oportunidade como a que o Dundee lhe concedeu. É uma discussão estéril.  Mas percebe-se, nos poucos minutos de observação do escocês que o Sporting tem ali uma mina de ouro. A forma como recebe a bola e levanta a cabeça, como a procura servir ao colega melhor colocado, não engana ninguém. Mas ter uma mina de ouro, um poço de petróleo, não é por si só o garante de prosperidade. O crescimento de Gauld, de Chaby, Medeiros e outros com muito talento depende deles mas muito dos meios que o Sporting como organização lhes souber proporcionar. Um deles é indiscutivelmente uma boa equipa e os bons resultados.

20 comentários:

  1. Não gosto destes jogos de preparação onde se escolhe a equipa dos “bidons” para jogar. É difícil aferir a real qualidade de qualquer jogador quando junto um 11 com poucas rotinas, com muitos jogadores acabados de chegar a uma nova realidade e que dificilmente se repetirá em competição real.

    Paulo Oliveira, Slavchev e Tanaka, por exemplo, deram uma volta imensa à sua vida nas últimas semanas, têm experiências diferentes de futebol, cultura, alimentação, conforto, maturidade, etc., se até João Mário ou Jefferson parecem piores, do que aquilo que sabemos que valem noutro contexto, quanto mais estes acabados de aterrar. Ainda por cima a camisola pesa, no corpo e principalmente na cabeça.

    Mas, há sempre um mas, quando há qualidade, para se jogar ao nível que o Sporting pretende, não há contexto que consiga esconder um jogador acima da média, destacam-se de imediato, Mané, Gauld, Chika, Tobias, Esgaio, serão bons exemplos.

    Os próximos jogos devem trazer experiências menos radicais e equipas mais equilibradas na composição do 11 entre titulares, aspirantes e suplentes. Há um problema que persiste os nossos extremos, para mim não se trata tanto de um problema de qualidade mas de perfil de jogo para as suas características, com excepção de Mané e a espaços Carrillo têm perfil para equipas que jogam em contra ataque e na velocidade a sua principal arma, para uma equipa de posse que assume o jogo junto da área do adversário as características técnicas e mentais devem ser outras. Era este o problema de Wilson e a razão porque percebo a sua dispensa, mesmo assim gostava mais de ter visto Heldon a rumar para leste do que ele.

    Vamos ver o que nos reserva o mercado, mas por exemplo estou surpreendido com o posicionamento de Tanaka como ponta de lança quando pensava que seria exactamente um extremo mais ao género daquilo que precisamos.

    ResponderEliminar
  2. Contratações têm como figura omnipresente o nome do Inácio e dos seus comissionistas.Claro que o Sporting não precisa de comprar tanto mas sim de concentrar os seus poucos recursos no reforço da equipa e não a andar com experiências com jogadores como os que já temos entre portas. Bom post.

    ResponderEliminar
  3. Brilhante JPM. Comentário simples, conciso e demagogo! Um clássico por estas bandas!

    ResponderEliminar
  4. A questão que pôe do que se perde com a não utilização de jogadores vindos da formação também se tem de colocar ao contrario - imagine que não contratavamos o Slimani para apostarmos no Betinho - hoje dificilmente teriamos este a valer 10M ou 12M

    Acho que tudo tem a ver coma qualidade de cada reforço em contraponto com o que temos na academica e sim, Heldon e até ver Paulo Oliveira e geraldes, não estão a justificar o investimento

    Não me parece que o Achilles seja assim uma equipa tão má - são da 2º divisão Holandesa que não deve ser muito diferente da nossa honra - e pela posição poderá estão ao Nivel de um Sp. Covilha, Oliveirense, trofense ou Atletico - nada de especial, mas diferente de um grupo de solteiros e casados


    PS: Por falar em Aquilles, um abraço para todos aqueles que estão ou estiverama recuperar, como eu de uma rutura completa do tendão de Aquiles

    ResponderEliminar
  5. Lda excelente post, com questões muito pertinentes. Muito bom os trocadilhos com os nomes! Eheh

    Penso que neste momento Esgaio e Iuri têm mais futebol nos pés do que Heldon e Capel, que gostava que ainda saissem (Capel no Restelo fartou-se de estragar contra-ataques). Wallyson não engana, que pé esquerdo fabuloso! Para mim também tinha lugar no plantel.

    Quanto a Chaby, Tobias (e Semedo) acho que faria bem um empréstimo a uma equipa da 1ª Liga...com algumas garantias que fossem opções regulares.

    ResponderEliminar
  6. Jorge, a lesão é recente? São uns mesitos valentes de recuperação, depois quase que se volta ao normal...

    É impossível acertar em todas as contratações, a questão não me parece ser essa, mas a aquisição para lugares onde temos valores já "seguros" de boa qualidade, fazer aquisições para lugares onde somos deficitários como, por exemplo, ponta de lança é uma inevitabilidade.

    Ponho o seguros entre parêntesis porque, do pouco que vi, duvido que Iuri venha a dar jogador de Top, será mais um Caiado, bom mas dificilmente se impõe numa equipa que luta por títulos, a qualidade exigida a este nível é muito superior. Já o Esgaio para mim já no ano passado estava a rodar na 1ª divisão para este ano entrar "à João Mário".

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que para discutir este post há-que voltar um bocadinho atrás e pensar por exemplo por aquilo que passaram Cédric, Adrien, A.Martins, W.Carvalho, W.Eduardo, J.Mário e até o próprio Tobias.
    Antes de chegar ao Sporting e lutar por um lugar na equipa principal, passaram por vários clubes e empréstimos que por certo contribuiram para o seu actual nivel futebolistico.
    Não será isso que necessitirá por exemplo Iuri, Chaby, Esgaio ou R.Semedo por exemplo?

    Todos os jogadores que o Sporting foi buscar: Paulo Oliveira, Slavchev, Gauld, Heldon, etc já têm vários jogos de primeira divisão e quer queiramos quer não, terão já um outro nivel de maturidade futebolistica.
    Eu acho que este Sporting está precisamente preocupado em não queimar etapas no processo evolutivo dos seus jogadores de formação, usando uma fórmula de lançamento no futebol sénior através da equipa B, emprestando depois a um clube da primeira divisão ou até do estrangeiro para que estes jogadores possam conhecer outras realidades.
    Talvez a excepção fique para jogadores que chegam mais cedo a um outro nível de excelência: Dier e Mané.

    ResponderEliminar
  8. LdA, em muitos aspectos estou de acordo com o post.
    Gosto de jogadores com bom toque de bola, habilidosos, criativos, desiquilibradores. Que sabem o que fazer com ela. Que a dominam na perfeição, que a controlam, que a prendem junto ao pé, que a colocam onde querem. Alguns dos nossos "bons de bola" já deu para perceber quem são: João Mário, Shika, Carlos Mané, Gauld, Carrillo, Iuri e Chaby (pese embora estes últimos com poucos minutos de aparição até agora). Não podemos prescindir deles e cabe ao treinador conseguir que a notória qualidade que apresentam resulte em prol da equipa. Vamos ver quem conquista a titularidade!

    Paulo Oliveira, Geraldes e Slavchev são os reforços que menos se têm destacado de forma positiva, evidenciando uma ou outra falha que fazer questionar a sua capacidade de ocupar um lugar no plantel. A rever, mas na minha opinião será injusto classificá-los de "flops" ou "contratações escusadas" em tão pouco tempo de "sporting".

    SL

    ResponderEliminar
  9. ao nivel da naval, os holandeses? lol são das distritais!!! amadores,pa!

    ResponderEliminar
  10. Não entendo a insistência na comparação , espero que leia o meu comentário , o Chaby é um 8 que faz todo o meio campo e também jogou a extremo este ano na equipa B, e o Iuri Medeiros é um extremo que foi adaptado ao meio pelo Abel nos juniores do SCP , porque Mané e Bruma eram os donos das alas , ele é mais segundo avançado até do que número 10 , o Ryan Gauld é um número 10 puro raro no futebol de hoje em dia , a insistência na comparação para saber quem é melhor ou o que seria , não faz sequer sentido , depois o toque de bola de Gauld não é semelhante ao de Chaby , o Gauld é uma máquina de último passe sem igual em Portugal quanto mais no Sporting.

    De facto o Sporting abusou no número de jogadores sub22 , e daí que este tema se levante , que a competitividade se levante e todos ganhem com isso.

    Para mim Esgaio mostra claramente que merece oportunidade de lutar pelo lugar na direita , até porque Cédric continua muito fraquinho , o problema é que Esgaio pese embora a sua vontade , também não sabe defender , mas como o MS foi um ex-LD , vamos ver se isso não os ajuda , não tenho gostado nada de Geraldes.

    Em relação à politica de contratações , não sei se não deviam ter optado por opções mais experientes para calibrar a equipa , pois foram acrescentar jogadores mais jovens ainda dos que os que tinhamos.

    Tenho esperança na afirmação de João Mário e Esgaio , o João Mário é um número 8 , e quem joga nessa posição é um indiscutivel do SCP , chamado Adrien , portanto espero que o Adrien valorize , o João Mário vá crescendo aos poucos , e quiçá para o ano assuma a titularidade quando Adrien for vendido.

    ResponderEliminar
  11. Jorge Alemão,

    antes de mais as melhoras e força para a recuperação. Lembro que não foi Slimani que veio para o lugar de Betinho mas sim Cissé. Slimani só veio porque se constatou o erro que o Cissé representava.

    Quanto ao adversário dficilmente sobreviveria na divisão de honra. Não creio contudo que isso seja importante, foi escolhido precisamente por ser assim.

    PM, com o empréstimo todos teriam a ganhar, infelizmente o Sporting não tem muitos amigos como foi o ano passado o Couceiro que, este ano, no Estoril, não poderá fazer o mesmo.

    J.
    Creio que a experiência é um factor entre muitos outros, que não deve ser sobrevalorizado. O próprio Gauld nunca seria o que é hoje se o factor experiência determinasse a sua estreia, haveria sempre no plantel do Dundee alguém com mais experiência para o lugar do que ele. Creio que isso vem bem explicado no post relativamente a Iuri e Chaby. Convém não esquecer da equação também a relatividade da experiência de que falas, uma vez que, à excepção de Paulo Oliveira, nenhum dos demais sabe o que é jogar em Portugal. Já agora, mesmo descontando que se tratou de um jogo de características excepcionais notou-se diferença de experiência entre Tobias e Oliveira?

    m1950,
    O Chaby não é um 8 poderá ser um 10 ou um extremo, nunca um 8.

    ResponderEliminar
  12. m1950,

    Tenho alguma dificuldade em perceber a sua mensagem. Já percebi que é anti-jogadores formados no Sporting. Ok, é uma posição. O pior é que isso condiciona a sua percepção do jogo e de uma avaliação de um jogador.

    A parte do Chaby já foi esclarecida pelo Leão.

    Agora a parte do DD é algo intrigante. Elogia e reconhece valor a Esgaio, só que logo de seguida "borra a pintura", quando afirma que este merece oportunidade "até porque Cédric continua muito fraquinho", afirmando, também, que este não sabe defender (defeito que também impõe a Esgaio. Por isso, é preciso o Esgaio porque o Cédric é fraco.
    Eu nem vou argumentar a favor de Cédric, basta saber ver um jogo do Cédric para perceber e assumir a sua elevada qualidade.
    O que me intriga é que se Cédric e Esgaio não sabem defender, quem é que o faz bem, no lado direito defensivo do Sporting? É que só resta o Geraldes... Não me diga que é este? O Miguel Lopes (por favor...)? Ou o Sporting deveria ter contratado mais alguém para uma posição onde esteve sempre bem servido?

    Para si, o problema de Cédric, é o mesmo de Patrício, Dier, Nani, Martins, Carriço, Pereirinha, etc. São do Sporting, nascidos e criados. Essa sua posição, para mim, é impensável como adepto e sócio do Sporting (falo por mim) e, também, como adepto da modalidade. O pior (e por isso devo estar errado) é que esta sua posição reúne muitos companheiros nas bancadas do Estádio de Alvalade.

    ResponderEliminar
  13. Pois é Leão de Alvalade , é um médio ofensivo do estilo do Moutinho , número 10 puro não é de certeza , é como onde joga o A Martins que também não é 10 , acho que Chaby é um jogador sobrevalorizado e o Francisco Geraldes é superior por exemplo , o Sporting forma a meio campo , números 6 , um 8 mais destrutivo , e um 8 mais construtivo ( caso de Chaby) , número 10 puro não temos nenhum na academia.

    E hoje infelizmente este tipo de jogadores são raros , e as pessoas confundem por exemplo jogadores como Deco que era um 8 com um número 10 , ou segundos avançados como numeros 10 como foi no caso de Labyad ou Markovic por exemplo, e agora Iuri.

    Se é para dar atenção aos miúdos da academia , atenção a esta geração de juniores de 95 : Podence , Gelson , Palhinha , Guilherme Oliveira.

    Não vale a pena estar a comparar o Gauld com nenhum jogador da academia , porque isso não é possível.

    ResponderEliminar
  14. O problema é que um Dundee, Litex ou Guimarães não têm as mesma pretensões que o Sporting. Logo lançar jovens será sempre mais fácil que num clube que luta pelo titulo.
    É verdade que ter um José Couceiro no Setúbal ajudava, mas se tivermos mesmo interesse em ter um clube assim estou convencido que o iremos encontrar. O Guimarães de Rui Vitória talvez, mesmo o Setúbal de Domingos ou talvez até um Paços de Ferreira.
    E depois pq não continuar com a forma de emprestar a um clube extrangeiro?

    Por fim, tb há-que particularizar com certo tipos de jogadores. Falar de Esgaio ou até mesmo de Tobias, não será o mesmo que falar de Chaby ou Medeiros. Os dois primeiros são titulares e capitães das selecções de sub21 e sub 20 enquanto que os outros 2 nem sequer são convocados ou então são suplentes de R.Horta ou H.Costa.

    ResponderEliminar
  15. Slimani veio quando veio porque não foi possível fechar a sua contratação antes ( impasse que durou bem mais que 1 mês ). Nada a ver com Cissé ( que face ao seu percurso -amador, seria sempre uma opção de médio/longo prazo ).

    ResponderEliminar
  16. Caros LMGM e LDA

    Obrigado pela força - felizmente já vai fazer 4 meses (foi logo a seguir à do Helton) e as limitações já são minimas, mas é preciso mt paciencia

    Acho que basicamente não estamos a discordar - faz sentido contratar quando não se têm valores acima da media na academia - Esgaio, Iuri, Tobias e Chaby têm no minimo potencial para se apostar neles e só fazem sentido as contratrações de jogadores para aquelas posições de forem realmente bons - nesse sentido Geraldes e Paulo Oliveira têm de mostrar mais do que já mostraram - os outros reforços, na generalidade estão mais adequadas

    Só referi que o Achilles é da segunda divisão Holandesa porque me pareceu que na CS se desvalorizou muito o opositor e consequentemente a vitoria do Sporting.

    ResponderEliminar
  17. Jorge Alemão, não sei se leu na altura mas aqui ficam as minhas aventuras e desventuras após a minha ruptura de aquiles para ajudar a passar o tempo:

    http://anortedealvalade.blogspot.pt/2012/01/estamos-sempre-convosco.html

    Cada vez acho mais fundamental os nossos jovens terem uma experiência fora de Alvalade antes de assumir o "seu" lugar na primeira equipa do Sporting. Lia há pouco tempo um excelente artigo no Posse de Bola sobre os miúdos que fazem a sua formação nas equipas grandes, invariavelmente terminam as épocas só com vitórias contra todos os clubes não grandes e com parciais de goal average de 200-0.

    Lembrei-me deste artigo ao ver o Ruben Semedo, contra o Belenenses, a jogar na posição de médio defensivo, o puto é bom mas perde bolas em zona proibida seja por arriscar demais no passe, seja por se armar em artista, ora no nível de competição a que ele está habituado isso não é problema nenhum, mesmo com um erro crasso é possível recuperar a posse de bola ou os avançados do adversário são tão fracos que não conseguem criar perigo.

    Contra uma equipa de 1º Divisão não é assim, e o Sporting é o clube errado para corrigir esses vícios de formação. Lembro-me de pensar o mesmo em relação a Adrien e o que ele cresceu após passar pela Académica, penso em William e apesar de não ter acompanhado imagino que a passagem pela Bélgica tenha tido influência na ponderação do passe de risco vs manter a posse.

    A qualidade de um jogador como Ruben Semedo é evidente, como é da larga maioria dos jovens saídos dos juniores/equipa B, mas isso não significa suficiente maturidade competitiva para assumir funções em Alvalade. Para isso, Chaby, Esgaio, Iuri, Tobias, etc., deviam ter tido o papel que por exemplo Adrien e João Mário tiveram nos clubes para onde foram emprestados, patrões na sua posição e a carregar a equipa às costas!

    Só depois das provas dadas nesse tirocínio deviam regressar a Alvalade, já com algum estatuto e "cabedal" para aguentar o tribunal de Alvalade.

    Apenas considero rever esta situação (entrada precoce na 1ª equipa) nos "artistas", exemplos, Ronaldo, Quaresma, Mané, Simão, Bruma, etc., por terem menores responsabilidades nos equilíbrios da equipa e maiores nos desequilíbrios do adversário, que foi o que treinaram durante toda a sua formação, não há grande coisa que vão aprender em Paços, Olhão ou Vila da Feira.

    ResponderEliminar
  18. "invariavelmente terminam as épocas só com vitórias contra todos os clubes não grandes e com parciais de goal average de 200-0"
    Ainda não foi aprovado , mas foi aqui que Cédric foi adaptado e dado como um grande lateral direito , é esta a razão pela qual não sabe defender .

    ResponderEliminar
  19. LdA, obrigado por este post. Não tenho conseguido acompanhar os jogos da pré-época devidamente, por isso agradeço estas tuas notas.

    Um abraço ao Jorge Alemão! Encontro-me igualmente a recuperar exactamente da mesma lesão, feita há 20 dias a jogar futebol. Não é fácil! Achei piada quando vi o nome deste primeiro adversário do Sporting, parecia mesmo irónico.

    ResponderEliminar
  20. Martins no mercado deve querer dizer que também estamos mesmo mal de vendas ou não?

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (103) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (5) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (2) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (4) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)