Um ideal

ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA, o lema que fez do Sporting um grande clube, tão grande como os maiores da Europa”

Receba o "ANorte" por e-mail

Mantenha-se a par

quarta-feira, 21 de março de 2012

O Sporting (des)faliu tecnicamente?

Tendo em conta o comunicado ontem emitido (e que se pode ler no final do post) a SAD do Sporting vai  deixar de estar na situação de falência técnica. Sobre o assunto algumas considerações:

A solução
Está longe de ser a solução que me agradaria. O estádio deixa de ser do Sporting Clube de Portugal para passar a ser da SAD. Sendo esta detida maioritariamente pelo clube o estádio continua a ser dos sócios mas passa também a ser dos accionistas. Não é bem a mesma coisa mas representa no essencial, e para já, uma mudança pouco significativa. 

Mas o que representará no futuro se o Sporting perder o controlo da SAD? Certo que para que tal aconteça é necessário que uma maioria (julgo que de 75%) dos sócios ratifique a decisão. Mas pode perdê-lo também se, num cenário de catástrofe, a SAD falir, o que obrigaria a recomeçar longe do lugar de referência para todos os sportinguistas. Dizer que tal cenário não pode suceder é não conhecer a história recente de alguns clubes europeus, embora nenhum deles tenha a dimensão e a implantação do Sporting.

Dizer que os nosso rivais fizeram mais ou menos mesma coisa, e sem grande participação dos sócios ou polémica interessa pouco a esta discussão. Por alguma razão somos do Sporting e não de qualquer outro clube.

Não me parece que faça qualquer sentido associar esta passagem a interesses imobiliários, a menos que se imagine que alguém fosse comprar a SAD para desmantelar o estádio. Mesmo que por absurdo tal sucedesse não creio que alguma vez alguém conseguisse erigir mais do que uma fiada de tijolos... Mas é evidente que, com esta operação, se torna a SAD atractiva para investidores. 

Por outro lado há que convir que havia que dar solução urgente ao problema da falência técnica em que a SAD se encontrava. Não sendo a única possível é com certeza a que estava mais à mão. A confirmar-se resolve um problema assaz preocupante que era a conversão das VMOC´s em capital da SAD, o que faria inevitavelmente perder o controlo para os bancos que patrocinaram a operação.

O método
Fazer um comunicado ao final do dia e já quase a desoras revela bem o melindre e o impacto que a direcção está ciente que esta operação significará no seio do clube. Longe parecem ir os tempos em que a direcção se preocupava em comunicar de forma mais directa com os associados, utilizando o auditório Artur Agostinho com assiduidade. Aprendeu-se pouco com os erros do passado. Não estou certo que a operação deva, pelos estatutos, ser aprovada em AG mas é difícil que tal não venha a acontecer. Promover a ideia juntos dos sócios numa primeira fase, sujeitando-a uma discussão seria o método que escolheria com ganhos evidentes para todos.

O futuro
Advinha-se conturbado. Não faltarão inúmeras intervenções grande parte delas comprometidas com o "posicionamento ideológico" de quem as proferirá e em geral desprovidas de qualidade e interesse para uma discussão que aproveite o clube. Não estou certo que o Sporting ganhe muito com o que seguirá.

O Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal informa que, no âmbito do processo de reorganização e simplificação do universo empresarial do Sporting, foi hoje aprovado pelos Conselhos de Administração das sociedades Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD e Sporting Património e Marketing, SA o projecto de fusão por incorporação da Sporting Património e Marketing, SA na Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, com a consequente extinção da primeira.


A fusão permitirá resolver a situação dos capitais próprios da Sporting SAD, que hoje se encontram negativos, e que desta forma passarão a positivos.Por outro lado, a fusão permitirá concentrar todas as actividades económicas relacionadas com o futebol numa única entidade, a Sporting SAD, eliminando custos duplicados decorrentes da existência das duas sociedades, permitindo uma optimização dos recursos e a constituição de uma estrutura mais coesa, constituída apenas por duas entidades: o Clube e a Sporting SAD.
A operação de fusão permitirá ainda ao Sporting Clube de Portugal manter a maioria do capital social da Sporting SAD, mesmo depois da conversão das VMOC em capital da SAD.

Finalmente, a concretização da fusão terá impacto positivo na Sporting SAD ao nível do cumprimento das regras de Fair-Play financeiro da UEFA, facilitando a obtenção da rentabilidade mínima exigida pela UEFA a partir do Exercício de 2013/14.
O Conselho Directivo

23 Comentários:

Riga/V-1-Boy disse...

eu acho que isto significa que podem mesmo existir investidores e que eles aceitariam investir, conforme estas condiçoes.

eu nao percebo muito de finanças, mas quem seria o investidor estrangeiro, que aceitaria investir num clube, sem impor condiçoes.

e sinceramente eu nao sou contra investidores externos, nao irei deixar de ser do sporting por causa disso

a questao essencial mantem-se. qualquer investidor que aparça terao de ser os socios a aceita-lo e continuo com a minha ideia, a direcçao apresenta a sua soluçao e os tipos que continuam a dizer que a corja isto, corja aquilo, em vez de mandarem bocas, apresentem eles a sua soluçao( em vez de apenas criticar as dos outros).

a do jose eduardo pelo que se percebe chama-se pedir insolvencia.

Pedro disse...

Engenharia pra cá, engenharia para lá e continuamos na mesma merda de há 15 anos para cá, espoliam tudo o que o clube tem e quando dermos por ela não há nada e depois a culpa morre solteira como é costume em Portugal

Virgílio disse...

LdA,

Comentário ultra-apressado:

Já só faltava o Estádio... Se esta medida tb não resultar (como tds as anteriores) seguir-se á o quê?...

Como venho dizendo desde há algum tempo para cá... É ir rezando. Para mim o mal foi feito em 1995...Na altura era um jovem inconsciente e com mt pc experiência, de modo que era ver o Virgílio a proferir loas ao Croquette. Hj só suporto a figura porque muito raramente aparece.

Isto não altera em nada a minha posição. Desde 2006, qd acordei e deparei-me com este pesadelo protagonizado por este monstro sugador chamado SAD, que digo este modelo trouxe mais mal que bem. As evidências falam por si...

SL

AMendes disse...

Várias ideias me ocorrem pernate este passo.

Primeiro o da falta de transparência. Trata-se de uma importante decisão sobre o governo estatutário, que como tal deveria ser referendada pelo respectivos e competentes órgãos societários. Ao não ser feito, para além de se pôr a jeito para ser impugnada judicialmente com todo o descrédito que daí mais uma vez advirá para o Sporting, indicia uma negociata de contornos pouco recomendáveis.

Segundo, trata -se de uma forma artificial de corrigir os problema contabilisticos que vivemos. Não representa qualquer encaixe financeiro, pelo que em termos práticos de nada nos servirá. No entanto, é perigosa porque aumenta o risco sobre o principal ativo do clube.

Terceiro, na sequência deste infeliz modo de realizar as coisas, já vieram a terreiro os suspeitos do costume, zurzindo argumentos dúbios que apenas servem para aumentar a confusão do comum dos sócios. Neste ponto acho novamente que a Direção se pôs a jeito.

Quarto, o problema do financiamento persiste e salvo uma avultada entrada de capital de algum fundo/magnate, não me parece que haja solução. Aliás o que eu vejo é só bitaites porque quando toca a meter dinheiro ninguém se chega à frente. Alguém tem dúvida que se a SCP SAD fizesse uma nova subscrição de ações a mesma ficari aquém do necessário? Por outro lado, quem puser dinheiro de certeza que quererá mandar (eu não punha se não mandasse).

SL

LdA,

se permites off topic:

A proliferação de moradas e de juras de vignaça sobre os APAF ainda vai acabar mal. Não acho que este seja o caminho certo e espero que ninguém se magoe.

As intoleráveis declarações do Fiúza são o reflexo de quem está de peito feito (veja-se também a triste história do alargamento) e se simulataneamente o FCP diz que foi roubado no jogo com GV então é certo que o poder está a mudar de mãos em Portugal. A ver vamos

Gonçalo Correia disse...

Totalmente de acordo com a opinião, mas há um ponto essencial que queria acrescentar:

Entre passar o Estádio para a SAD e continuar a controlá-la, ou deixar de controlar a SAD nos moldes em que actualmente está, qual a opção menos má (nenhuma é boa)?

Eu, a escolher (e alguma coisa é preciso fazer...), escolheria a primeira. Deixar de controlar a SAD seria trágico (e não vejo outra forma de isso não acontecer...).

Pedro,

É um discurso bonito. Mas fica a questão: de que outra forma podemos atingir os fulcrais objectivos que se enunciam no comunicado?

Não é uma pergunta retórica; é uma pergunta interessada para ter uma opinião mais firme sobre o tema, que ainda não encontrou resposta...

Acredito que conheça a realidade do Clube. Acredito que o que o mais o preocupe seja o Clube. E, sendo assim, o que faria para alterar a situação incomportável do Sporting?

Esquecendo o nome dos dirigentes (destes e dos que não foram eleitos)... caso fosse você a decidir, o que faria?

JL Martins disse...

@Leão de Alvalade,

sabes mesmo do que eu tenho medo? Não é dos investidores estrangeiros, não é dos resultados desportivos, tenho mesmo medo é que a nossa situação seja tão grave que aconteça o impensável:

Fechar as portas. Disso tenho eu medo!

LMGM disse...

Concordo genericamente com a medida, aliás acho que só peca por tardia, as receitas que o futebol produz nunca deviam ter sido separadas da SAD.

O sucesso do Sporting Clube de Portugal está dependente do sucesso da Sporting Futebol SAD e continuo a pensar que 51% me dão tanto controlo como 49%.

Convém contudo não esquecer que financeiramente isto não resolve rigorosamente nada, apenas contabilisticamente o panorama é melhor.

Financeiramente, hoje, em 1995 ou daqui a 100 anos só há uma solução o Sporting em todas as suas vertentes ter uma exploração lucrativa e isso faz-se de duas maneira, ganhando e rentabilizando jogadores.

Um qualquer investidor também só adia problemas, José Alvalade já morreu e não deve existir outro mecenas a oferecer ao clube um património tão astronómico sem contrapartidas ainda maiores.

Comprar bem, vender melhor e ganhar, ganhar, ganhar!!!!!!

LMGM disse...

JL Martins, o Napoles também fechou portas e os seus sócios não tiveram medo, recriaram o clube e ainda na semana passada jogavam na Champions.

Não tenha medo.

JL Martins disse...

@LMGM,

pois, mas o meu medo é que se isso acontecer que não seja possível reerguer-mos o clube.

Por isso estou como tu (tb me podes tratar por tu, ok?) a solução está por seguir um critério de comprar bem e vender melhor e com tempo ganhar. Isto para mim significa back to basics.

Apostar na academia.

Gonçalo Correia disse...

Anos de má gestão futebolística (na medida em que se investiu - muito - mal, e não se viu capacidade nem nas equipas técnicas nem na matéria-prima que possuíam para gerir resultados) levaram a isto.

Mas o Passado não se altera.

Para mim, se as duas soluções forem integrar o Estádio numa SAD onde tenhamos posição maioritária ou perder a posição maioritária na mesma, prefiro a primeira.

Não vejo outra solução razoável para ultrapassar a falta de sustentabilidade do Clube e da SAD. Pelo menos no curto prazo. Se a houver, ficaria muito interessado em ouvir.

Porque o que todos nós queremos, e aquilo em que todos deveríamos estar focados, é na resolução dos problemas do SCP. Como os resolver? Talvez esta não seja uma boa solução.

Mas assobiar para o lado e varrê-los para baixo do tapete (focando a discussão na solução proposta por outros, e nas responsabilidades passadas que x teve) em nada ajuda o SCP.

E é esse o meu desígnio, enquanto associado. Porque o que o SCP me dá, desde que nasci, é demasiado para não me focar exclusivamente no que é melhor para ele.

Leão de Alvalade disse...

AMendes,

Sobre as declarações do Fiúza de acordo. Pensei que o Sporting deveria reagir, lembrando a incompetência de um presidente que deixou o seu clube falir por um acto de má gestão administrativa. Mas depois lembrei-me que seria descer ao nível da fossa séptica futebolística e acho que fez bem em ignorar e esperar por melhor ocasião. Por exemplo quando o Gil voltar à 2ª...

Anónimo disse...

Nestas matérias um simples comunicado não basta. Os sócios tem direito a serem esclarecidos e a sua decisão é soberana. Está em causa o Estádio! A partir de agora, quem comprar parte da Sad compra parte do Estádio...Estamos todos malucos ou quê! Isto tem que ser decidido em A.G. S.Leoninas.

QUINTA DEL DUQUE disse...

Vejo muita indignação dos direitos dos sportinguistas e pouca gente a falar nos deveres!

EXISTIRÁ TANTO SPORTINGUISMO COMO SE PENSA? http://quintadelduque.blogspot.pt/2012/03/existira-tanto-sportinguismo-como-se.html

Anónimo disse...

Coloquem uma coisa na cabeça.
O Sporting Clube de Portugal acabou faz tempo.
Agradeçam aos Croquettes.

Anónimo disse...

O anónimo diz "Está em causa o Estádio! A partir de agora, quem comprar parte da Sad compra parte do Estádio...".

E eu pergunto: e depois? Qual é o problema? O que interessa que alguém seja dono de uma percentagem do estádio?

Não pode fazer nada com ela. Existe uma coisa chamada Acções de Categoria A que pertencem ao Sporting e permitem vetar qualquer operação de natureza patrimonial da SAD, com ou sem maioria.

Isto já para não falar de que, como é óbvio, o estádio nunca poderia ser vendido em percentagens.

Toda esta questão é uma falsa questão que só resulta de desinformação, desconhecimento e intoxicação da opinião pública.

Esta fusão da SPM na SAD é uma coisa banal que não traz absolutamente nenhum risco para o Sporting.

O resto são cantigas de quem quer ver fantasmas atrás de todas as cortinas.

E já agora, para quem se insurge com a passagem do estádio para a SAD, já alguém pensou que ele também já não estava no Clube. Estava na SPM que é uma empresa detida pelo Clube, tal como a SAD.

J. disse...

Eu tou de acordo que esta medida será mais sentimental que outra coisa.
O clube vai existir sempre que houverem sportinguistas como nós.

E eu acho, ao contrário de muitos de aqui, que era uma questão de tempo.
Sendo a SAD que gere o futebol, fazia algum sentido que não contasse também com o Estádio e Academia.

Acho que o plano Roquette trouxe algo de bom em Alvalade. Temos um Estádio e uma Academia do melhor da Europa e contamos pelo menos com uma organização profissionalizada. Antes tenho a certeza que o clube era gerido como uma mercearia.
Só esse espirito tão português da nostalgia por um passado que nunca existiu e onde tudo parece que era bom, é que ainda faz com que se ponha em causa isto.

Ora, dito isto, não quero dizer que está tudo bem feito. Os sucessivos anos de má gestão desportiva estão a por em causa o futuro do clube. Bettencourt e por enquanto Godinho Lopes, acumulam mais de 50 milhões de prejuizo.
Como acabar com isso?
Uma medida á Merkel/Sarkozy, seria aprovar em assembleia a necessidade de criar lucros na gestão desportiva de cada ano, reinvestindo esse mesmo lucro na actividade do clube.

Anónimo disse...

"Não pode fazer nada com ela. Existe uma coisa chamada Acções de Categoria A que pertencem ao Sporting e permitem vetar qualquer operação de natureza patrimonial da SAD, com ou sem maioria."

Anónimo de 22 de Março de 2012 01:22

As acções de categoria A vão deixar de existir, serão transformadas todas em acções de categoria B.

Acho bem que alguns pensem que virá algum magnata Russo/Árabe/Americano investir no SCP, porque tem um historial, uma boa escola de formação, adeptos fieis, mas acho que vivem no Mundo da ilusão.

Quem investiu em Clubes na Premier League, fez porque necessita de lavar dinheiro, ascenção social, protagonismo, por hobbie. Para além disso existe o reverso da medalha desses investimentos, olhem para o Portsmouth, para o Rangers e até para a Fiorentina em Itália (se bem que em Itália existe uma relação umbilical entre algumas familias e os clubes, Inter, AC Milan, Juventus).

O futebol português serve para angolanos e alguns Russos lavarem dinheiro, nada mais, não existe nenhum interesse em comprar o SCP e as gestões desportivas dos sucessivos Projectos filhos do Roquette são uma miséria.

De mim, já fechei a torneira das cotas ao fim de 30 anos, vou ocasionalmente a Alvalade, ia mais a jogos fora.

Contiuam a matar a paixão, estes inicialmente até engaram alguns.

Pedro

Anónimo disse...

Pedro:

As acções de categoria vão deixar de existir porquê? Onde leu isso? Quem o informou? Sabe de concreto ou apenas ouviu alguém dizer?

Ou é apenas mais uma falsidade para intoxicar um pouco mais os desinformados?

J. disse...

Lá está...o pessoal agarra-se a umas "vacas" sagradas e se as tocam, entra logo nesse tipo de discurso.

Se estivessemos numa euforia de resultados, tenho a certeza q ng discutia isto.

LMGM disse...

Eu sei que continua a ser dificil, eu sei que o Pedro tem razão ao afirmar que roubaram paixão aos clubes, mas Sporting Clube de Portugal e Sporting Futebol SAD, são uma e a mesma "pessoa".

Quem investir na SAD (se existir...) está mais preocupado com passes de jogadores do que com estádios ou academias.

LMGM disse...

Ah, e eu também.

Anónimo disse...

Anónimo disse...
Pedro:

As acções de categoria vão deixar de existir porquê? Onde leu isso? Quem o informou? Sabe de concreto ou apenas ouviu alguém dizer?

Ou é apenas mais uma falsidade para intoxicar um pouco mais os desinformados?
22 de Março de 2012 16:30


Não nenhuma falsidade, intoxicação - é um facto!

Exactamente como as Golden Shares do estado em algumas empresas, por imposição legal as mesmas vão ter que ser convertidas em categoria B num futuro próximo

Pedro

RG disse...

Se existe assim tanta preocupação, como até parece existir por parte de alguns que se chamam doutores, invistam em acções. Assim o SCP tem uma percentagem da SAD, que pode diminuir com o investidor ou investidores e os sócios têm outra percentagem,que juntas dão a maioria, ou que faz que nunca se deixe que alguém confirme os(parvos) pesadelos que parecem ter.

Mas não vão comprar acções pois não? custa dinheiro e ele faz falta. Ajudar o SCP só com bocas e boquinhas, tentativas de destabilização, e claro sonhos em tachos e cadeiras de sonho no clube, mesmo que para isso se ponham sócios contra sócios nas portas de Alvalade. Sim eu sei, sabe bem ser tratado por presidente em páginas de facebook, depois de intoxicar mentes de criancinhas.

Enviar um comentário

Reservado o direito de admissão.(links também)
Comentários com insultos entre comentadores não serão tolerados

Comentários Recentes