Um ideal

ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA, o lema que fez do Sporting um grande clube, tão grande como os maiores da Europa”

Receba o "ANorte" por e-mail

Mantenha-se a par

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Notas sobre os equipamentos

Circulam há pouco tempo imagens daquilo que dizem ser os equipamentos da época que aí vem. Ainda sem confirmação oficial já surgiram as primeiras reacções de quem os viu. Provavelmente deveria aguardar também eu pela sua apresentação em Alvalade para emitir opinião definitiva, mas avanço desde já que os da época agora finda me agradaram mais e mais rapidamente. Aguardemos então.

É sempre assim em cada ano, as alterações acontecem de forma um pouco aleatória, replicando-se na generalidade das equipas fornecidas pela marca, ao arrepio de uma linha mais tradicional, que seria mais consensual, mesmo tendo em conta que estamos a falar do Sporting. Trata-se de uma concessão que a generalidade dos clubes foi fazendo em busca de maiores receitas, mesmo aqueles com imagem mais forte e globalizada. 

Confesso que as minhas camisolas preferidas são as que mantêm uma ligação mais vincada com as imagens vintage, por ser aquelas que me fazem lembrar o tempo em que fui conquistado pelo meu Sporting. O fenómeno actual de todos anos haver novo equipamento não é por isso o mais sedutor, mas compreendo-o à luz da necessidade acima identificada. O mesmo sucede com a publicidade nas camisolas, uma intromissão que todos fomos mais ou menos tolerando mas que facilmente dispensaríamos.

E falando em publicidade, e fazendo fé nas referidas imagens parece que, mais que o design das novas camisolas, o que vai provocar mais celeuma voltará a ser o "Azul TMN". Tal como anteriormente o afirmei aqui, "E se o nosso patrocinador for a McDonald?"este é um assunto que merece uma abordagem mais cuidada do que a rejeição liminar. Se é verdade que o Sporting oferece a sua camisola como veículo que divulga a marca TMN, também é verdade que esta se pode reservar o direito de exigir que ela aconteça de forma fiel à imagem corporativa que pretende, dentro das metas que estabeleceu. E não há muitos patrocinadores com vontade de investir seja onde for, futebol inclúido. Os tempos mudaram, como há dias me lembrava alguém com responsabilidades numa equipa da I Liga, com as contas em ordem, mas que praticamente vê desertar a cada dia TODOS os seus patrocínios.

Infelizmente quem se havia atravessado, garantindo que este ano esta questão não se voltaria a colocar, foi Carlos Barbosa que entrou e saiu com a mesma velocidade, não sem antes ter feito  promessas desbragadas que nos expuseram ao ridículo. O que nunca explicou foi como ia fazer, sem ter em conta o que pretendia a TMN e, caso esta se opusesse, que outra solução teria para cumprir o que, de forma ligeira, prometeu.

Consigo perceber os mais ortodoxos, por defenderem uma dos valores mais simbólicos de um clube, como é a sua camisola. Já se a questão do azul é pelo facto de fazer lembrar as cores do FCP, tratar-se-ia da importação de uma forma de estar lampiónica, tão contra-natura à postura diferente em que nos revemos e que gostamos de apregoar. 

Quanto ao fornecedor, a Puma, cujo contrato foi renovado recentemente por apenas 1 ano e termina no final da época, a maior critica que lhes faço, descontando as questões estéticas, cuja avaliação varia consoante quem as produz, tem a ver com aquilo que me parece uma diferença de tratamento. A minha reclamação  tem a ver com os modelos já desactualizados de algumas peças do nosso vestuário oficial, sobretudo dos vulgarmente chamados "kispos" ou "parkas", como fui constatando ao longo da época, por comparação com outras equipas fornecidas pela mesma marca e que as fotografias documentam.


11 Comentários:

Anónimo disse...

O tipo de roupagem referida varia com a latitude e longitude! Não faz sentido usar o mesmo em Portugal e no norte da Europa, com climas tão diferentes a registar temperaturas tão díspares!

Leão de Alvalade disse...

Anónimo,

Não é bem assim. Este era o modelo antigo usado pelo Totenham e idêntico ao nosso, diferindo na cor:

http://3.bp.blogspot.com/-Wr03cJdi_yk/T6Eha6wcHtI/AAAAAAAAAJs/X1OH2A-K1pI/s1600/redknapp.jpg.

O da foto na parte inferior do post é o actual, como se pode ver aqui também:

http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2012/01/28/article-2092826-117D9B01000005DC-627_468x407.jpg

Anónimo disse...

A razão porque o logotipo TMN é azul, é simples:
A cores pagam mais. A preto e branco pagam menos.
João Carvalho

Captomente disse...

Vou repetir o meu comentário no post do ano passado:

"A questão não é ser azul, preto, vermelho ou verde. Nem sequer o facto de o nosso rival ter sido o primeiro a ter a "ideia" de retirar uma cor qualquer do patrocinador da sua camisola.

O que se trata aqui é de respeito e igualdade de circunstâncias, pois o patrocinador é o mesmo para ambos os clubes. Repito, o mesmo patrocinador.

Se o patrocinador mantiver o mesmo logotipo azul nas nossas camisolas, impõe-se inquirir o patrocinador e perguntar se houve alterações de contrato com o nosso rival (vão pagar menos? se sim, não deverão pagar-nos mais por mantermos o dito logotipo azul?).

Relembro que situação semelhante aconteceu com o antigo patrocinador de uma marca de cervejas que patrocinava ambos os clubes e devido a alterações de contratos/pagamentos, o Sporting, e bem, resolveu rescindir contrato com esse patrocinador.

Espero que o autor do post entenda, de uma vez por todas, que não se trata de a cor ser azul ou laranja, isso é irrelevante para o caso."

Leão de Alvalade disse...

Captomente,

tive em atenção esse comentário. No entanto mantenho a minha observação. Quanto ao que se passou com a Sagres, creio que o que levou FSF a rasgar o contrato foi a diferença de verbas entre as que nos eram prometidas e o SLB.

Ribeiro disse...

Crónicas de dois sportinguistas sobre a actualidade leonina. Vejam e partilhem!

http://topfutebol.com/index.php?option=com_content&view=article&id=379:cronica-qvisao-dupla-ainda-nao-esta-completa-sportinguistaq-por-vitor-paiva-e-francisco-vasconcelos&catid=12:destaques&Itemid=201

Aproveitem e coloquem gosto na nossa página do facebook em: http://www.facebook.com/sitetopfutebol
Assim poderão receber na vossa rede social as nossas notícias mais recentes.

Cozinheiro Sueco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cozinheiro Sueco disse...

Belíssimas propostas, aqui:

http://www.forumscp.com/index.php?topic=46040.260

O Sporting podia, a cada início de época, abrir uma iniciativa (concurso) aos seus adeptos para proporem modelos para as camisolas do ano seguinte. De certeza que surgiriam propostas fantásticas para todos os equipamentos (principal, stromp, alternativo). Eventualmente, depois de apurado o top 10 pelo clube e pela marca, a escolha final ser feita pelos sócios.

Captomente disse...

@Leão de Alvalade, precisamente. Sou um leigo na matéria mas o que eu sei é o seguinte: benfica e sporting tinham um contrato de pub nas camisolas com a TMN (se o scp ou slb recebiam mais ou menos ou a mesma quantia, não interessa saber). O benfica fez uma exigência/pedido, wtv, está no seu direito, à TMN para retirar o azul, por pressão dos adeptos, e a TMN acedeu.

O que quero saber, e acho que o Sporting deveria também procurar saber, é se, ao alterar/retirar o azul da camisola do benfica, a quantia que a TMN paga ao benfica também foi alterada. Se foi alterada, se a TMN, em virtude de ter menos exposição na camisola, começou a pagar menos ao benfica, óptimo. Não tenho razões de queixa e o Sporting também não.

Mas se a TMN manteve a mesma quantia que pagava inicialmente aquando do contrato com o benfica, quando o logotipo a apresentar na camisola era azul e não branco, então aí considero que o Sporting não tem o apenas o direito de se queixar, tem obrigação legítima de o fazer também. Ou para aumentarem o valor que o Sporting recebe ou para dar a opção ao Sporting de poder alterar/retirar o azul da camisola.

Isto é que eu gostava de saber se aconteceu ou não. Mas a avaliar pelas vicissitudes desta época, incluindo a saída do Carlos Barbosa a meio do ano, acredito mais que ninguém se tenha preocupado verdadeiramente com esta questão.

SL

Captomente disse...

E só para acrescentar uma coisinha.. Anda agora por aí a ideia de que o Sporting é que ainda deveria estar agradecido à TMN por nos patrocinarem! Após uma época de recordes de assistências, promoção através da boa campanha europeia, várias jogos na lista dos com mais audiência nesta época desportiva, acho até que o Sporting deveria renegociar o contrato que tem com os seus patrocinadores, quanto mais estar-lhes agradecido. A TMN é que deveria estar agradecida!

SL

Anónimo disse...

A campanha que os adeptos do Benfica fizeram era contra o fundo, quer ele fosse azul, verde, amarelo, preto, etc...

Não estava de todo relacionado com a cor "azul" ser associada ao FCPorto.

Só para esclarecer.

ps: este ano, nalguns jogos, o patrocínio "meo-go" tinha um fundo preto. Foi uma solução de compromisso tolerada mas não completamente aceite. E apenas porque o "preto" é uma cor de certa forma mais neutra.

Enviar um comentário

Reservado o direito de admissão.(links também)
Comentários com insultos entre comentadores não serão tolerados

Comentários Recentes