domingo, 4 de setembro de 2016

Entrevista de Jorge Jesus: o que realmente importa

Da extensa entrevista de Jorge Jesus ao Record, da qual vimos ainda só a primeira parte, deixo abaixo algumas das matérias que me parecem ter mais relevância, seguida de comenrários meus. No final ainda algumas considerações avulsas, mas não menos importantes.

"Ao fim de um mês quis vir-me embora. Olhei para o que tinha e pensei: mas o que é isto?"

Esta revelação, apesar do seu carácter bombástico, não deverá surpreender ninguém. Quer a nível de plantel quer a nível da estrutura, o que Jesus encontrou em Alvalade é muito diferente do que hoje existe. E a nível da estrutura da SAD haverá ainda muito por fazer, porque não é com um estalar de dedos que se resolvem problemas que se foram instalando ao longo de anos.

Para que se perceba a diferença olhe-se para as aquisições feitas após o segundo lugar de Jardim, para atacar a Liga dos Campeões (Rosel, Paulo Oliveira, Tanaka, Sarr, Rábia, Jonathan, Slavchev, Geraldes, Héldon, Sacko, Nani, Ewerton) e a que (ainda com prudência pela incógnita do apuramento para Liga dos Campeões há um ano) e a que foi efectuada este ano. Sem dúvida que a chegada de Jorge Jesus representa um momento de viragem no futebol do Sporting.O acréscimo de qualidade é uma evidência consensual e os títulos, que paradoxalmente não chegaram no ano passado, são muito mais do que uma quimera.

"Hoje fala-se muito do plantel que o Sporting conseguiu construir. O inicio de tudo tem a ver com a valorização dos jogadores que já cá estavam. O inicio de tudo tem a ver com as transferências que o Sporting conseguiu fazer."

Sem dúvida que foram as transferências realizadas que permitiram alavancar  a ida ao mercado sobretudo por jogadores como Bas Dost, porque os outros são emprestados ou situam-se na linha de preços onde habitualmente o Sporting se movimenta. Talvez se possa considerar Alan Ruiz acima dos valores normais, mas estes já estava adquirido desde o final da época passada, muito antes das vendas estratosféricas deste final de Agosto. 

Jesus reclama para si os louros da valorização dos jogadores agora vendidos. Essa responsabilidade deve no entanto ser dividida pelo título europeu, que trouxe o foco sobre os nossos jogadores, e uma indiscutível habilidade negocial de Bruno de Carvalho, que soube perceber e aproveitar muito bem o momento do mercado, vendendo jogadores por um preço que talvez só ele julgasse possível. Aliás, são diversas as vezes que JJ recorre ao elogio para qualificar a acção de BdC no mercado.

Mas convenhamos que é relativamente fácil valorizar jogadores como João Mário e Islam Slimani. Falta agora a Jesus conseguir fazer o mesmo ao jogadores que adquiriu. Alan Ruiz, Petrovic - de quem o técnico diz ser capaz de nos surpreender - Paulista, Meli, André, Castaignos e especialmente Bas Dost, o jogador mais caro de sempre.

"Esta equipa tem uma cultura muito própria de identidade de Sporting, pois a grande maioria são jogadores formados na casa. Isso transporta-se para os que chegam."

"O Rui Patrício, Adrien e William já têm muito das minhas ideias. Se fossem transferidos não perderia  só o valor desportivo deles mas também o papel que desempenha"

Estas afirmações de Jorge Jesus são antes de mais um acto de justiça para os visados e não menos para a formação do clube, quando ainda se ouve muitas vezes a frase estafada que "é preciso formar jogadores mas também homens".

"Eu em dez meses contribuiu com quatro jogadores (da formação) neste plantel." 

"Paulista faz parte de um grupo de jogadores nos quais acredito muito para o futuro do Sporting. Podence, Iuri, Tobias, Geraldes, Palhinha"

A primeira nota vai para o esquecimento de Wallyson neste lote o que, por si só, explica quase tudo sobre a forma como a carreira do jogador foi gerida estes últimos dois anos. Segunda nota para o aviso a Iuri, a quem diz que só talento não chega. Neste lote Jesus inclui ainda Matheus, a quem nega estagnação e identifica como necessário trabalhar mais tempo sob sua orientação. Esgaio merece também referência especial, de quem o treinador estima poder ser o próximo lateral-direito titular.

Do meu ponto  de vista se é verdade que o número de jogadores incorporados nos últimos dois anos é bom e que desses metade (Gélson e Semedo) têm sido titulares e inclusive dos melhores, nenhum deles tem ainda consolidado o seu estatuto. A chegada de novos jogadores para as posições que ocupam e a gestão do tempo de jogo que lhes for concedido será determinante para a sua afirmação. Jesus não vê como negativa essa concorrência, no que tendo a concordar com ele. Tal como ele afirma também os jogadores não aprendem só com o que o treinador lhes ensina mas também com o que vêm os outros fazer nos jogos e nos treinos. E, obviamente que quanto maior for a concorrência e a exigência maior são as possibilidade de, com a devida entrega, haver evolução. 

"Era bom que me enganasse mas o Sporting perdeu dois pontas-de-lança mas os que chegaram não vão marcar tantos golos como a dupla anterior (Teo e Slimani).

É possível que Jesus tenha razão. Creio que num momento inicial, isto é nos compromissos de curto prazo, o Sporting exibirá muitas dificuldades pois tem uma frente de ataque completamente nova. Talvez possa jogar um pouco com a identidade linguística e cultural, com Castaignos e Dost, contando aí também com Ruiz, que jogou muitos anos na Holanda. Correndo bem, no médio prazo é natural que o modelo de JJ crie oportunidades suficientes para que a eficácia que a qualidade de Dost permite se torne notada. Com um perfil diferente de Slimani, as possibilidades de vermos mais apoios e triangulações ao centro, com jogadores como Campbell e Markovic serem chamados a finalizar são grandes. Creio mesmo que este ano, no computo geral, poderemos ter uma equipa mais goleadora que a anterior, mas com mais jogadores a finalizar.

Dispensei jogadores que não tinham valor para os objectivos e grandiosidade do Sporting.

Sei o nível que os jogadores devem ter para a exigência de um clube com esta dimensão.

Este é o melhor plantel do que aquele que encontrei, porque nessa altura era a camisola que estava a valorizar muitos dos que cá estavam e não o contrário.

Bas Dost? Ser o mais caro não lhe garante o lugar.

Trazer Markovic foi uma grande jogada.

Rafa não nos interessava.

Podence vai ser a surpresa

Nunca ameacei sair se Adrien fosse vendido.

A contratação de Elias não teve a ver com o processo de venda de Adrien.

Nunca pensei tirar a braçadeira (Adrien). Não são por estes motivos que um jogador meu deixa de ser capitão.

Se qualquer jogador, seja de que equipa for, tem contrato e diz que quer sair... Comigo não funciona assim

Presidente puxou ao máximo pelo preço do João Mário.

Sporting pode ter perdido qualidade no ataque posicional mas ganhou no contra-ataque



26 comentários:

  1. Penso que se trata de uma excelente entrevista. Nao so muito do carvao sobre os atritos entre presidente e treinador e' completamente extinto como se percebem tambem muitas das ideias e dos principios que o norteiam enquanto treinador. Para alem disso com que moral ficarao os jovens visados nessas afirmacoes? Penso que a vontade de mostrar servico estara nos pincaros.

    ResponderEliminar
  2. Parece realmente que o Gauld e o Wallyson nem entram nas contas. Do Wallyson em particular, tenho muita pena, sempre gostei dele.

    ResponderEliminar
  3. Não me parece correcto a comparação com as contratações desta epoca porque entraram muitos milhões e saíram 2jogadores fundamentais, se compararmos as contratações da epoca MS com as do ano passado não vejo assim tanta diferença mas realmente JJ fez alguns milagres.

    A entrevista está interessante veremos o que sai amanhã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ace-XXI

      há época gastaram-se valores próximos dos 15 milhões, não é propriamente pouco dinheiro. Seguramente que se poderia ter contratado melhor e usado melhor aquele valor.

      Eliminar
  4. Há várias coisas a que acho sempre piada neste blog:
    - Faz-se de conta que Slimani e Montero não foram contratados por esta direcção
    - Esquece-se que cepos como Sarr e Maurício até deram lucro
    - Assume-se sem restrições que o coitadinho do Marco Silva não foi tido nem achado nas contratações do seu ano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiago,

      tinha que vir a conversa do Marco Silva... Acontece que as divergências com o treinador começaram justamente por aí, pelas diferenças entre o que ele queria e o que BdC/Inácio foram buscar. Até aí ganhamos com a troca porque JJ sabe mais de futebol do que todos juntos e não se lhe impingem Sarr's e Mauricios. E o lucro que deram só daria para continuar a comprar... Sarr's e Mauricios,etc. Hoje estamos num patamar diferente, felizmente.

      Acresce que se alguém fez de conta foi o Tiago, que se "esqueceu" que a comparação foi feita com os momentos em que preparamos o plantel para a Liga dos Campeões. O Slimani e o Montero já cá estavam.

      Eliminar
    2. "tinha que vir a conversa do Marco Silva...", não fui eu que que comecei a conversa, tu é que falaste nas "aquisições feitas após o segundo lugar de Jardim", ou seja, o ano do Marco Silva.
      Quanto ao Slimani e ao Montero, já cá estavam nessa altura sim senhor (o Heldon também, embora o tenhas colocado na lista), mas quantos não achavam que o Slimani e o Montero eram um par de Sarrs e Maurícios? Ou agora vamos fingir que toda a gente já conhecia o Slimani e o Montero e não foram verdadeiros achados desta direcção? Achados que todos nós gostaríamos que o Rosel, o Slavchev e o Sacko também fossem e infelizmente não foram.

      E ainda sobre o Marco Silva: "Acontece que as divergências com o treinador começaram justamente por aí, pelas diferenças entre o que ele queria e o que BdC/Inácio foram buscar". A sério, quem é essa tua fonte tão segura que te garante que o início do problema esteve aí? É que já é quase conhecimento comum que o problema surgiu quando o Marco Silva preferiu ficar do lado da Doyen quando começa o problema com o Rojo em vez de ficar do lado da sua entidade patronal.

      Eliminar
    3. Intriga-me que ainda se ache que Maurício e Sarr deram lucro. Só o dinheiro que essa gente nos custou na Champions... (Maribor e na Alemanha), que além dos prémios nesses jogos ainda nos garantia os milhões dos 8avos de final.
      Para não falar do prejuízo desportivo que, ao custar pontos, poderão ter custado $$$.

      Eliminar
    4. Tiago,

      quanto a quem falou em Marco Silva está explicado pelo post e pelos comentários, é inutil tentar mudar. Foi justamente por isso que eu não mencionei o nome dele, já sabia que não faltaria quem se desviasse do tema. Sobre o lucro recomendo o que diz o Cantinho.

      Sobre o que esteve na origem dos problemas com Marco Silva acredite no que quiser. Nem vou perder tempo porque sei que não mudará a opinião e interessa-me mais o tema do post, que é muito mais importante para o clube na actualidade.

      Eliminar
    5. Considerar que erros individuais de jogadores levam a prejuízos económicos é tão demagogo, infantil e desonesto intelectualmente que nem vale a pena tentar rebater.

      Eliminar
    6. Tiago
      Não vale a pena porque é inconveniente para a argumentação. Maus jogadores comentem erros individuais com mais frequência, a questão é essa.

      Eliminar
    7. E os bons treinadores põem os melhores a jogar (voltamos à conversa de porque jogou o Sarr e não o Paulo Oliveira?) e tornam razoáveis os maus jogadores (o Maurício com o Leonardo Jardim esteve melhor do que com o Marco Silva, não?)

      Eliminar
    8. Cantinho,

      Faz-me confusão o seu raciocínio.

      Maurício foi útil com o Jardim e foi uma peça muito importante numa equipa fraca individualmente para chegar à Champions. O mesmo Jardim que em detrimento de outros o punha a jogar. O Marco Silva também o fez durante uma boa parte da época. Era um cepo? Sim, mas parece que uns gajos que percebem mais de bola do que nós o punham a jogar. E outros gajos que devem perceber umas coisas também o compraram mais caro do que o comprámos.

      Sarr era um cepo, entrou como cepo, saiu como cepo com algum lucro. No entretanto como cepo ele foi escolhido em detrimento de outros para ser titular. Pelo Marco Silva, que não era propriamente um gajo que não percebe muito disto. Esquece-se que eventualmente era um cepo com possibilidade de desenvolvimento que não se confirmou. O golo que marcou contra o Schalke não conta como eventual benefício financeiro?

      A direcção do Sporting escolheu uma determinada política há uns anos, não deu o resultado esperado, mudaram. Parece que estamos melhores. Mesmo assim vendeu-se muito melhor que noutras direcções. Qual é o problema?

      Eliminar
    9. El Nino,

      o Sporting ficou mais forte com as contratações de Maurício e Sarr? Foi uma equipa mais forte com eles a jogarem ou sem eles?
      A sua venda foi melhor ou pior que a sua aquisição?
      Eram melhores do que os jogadores que existiam nos quadros do clube?

      Para voltar a falar neles, teria de mencionar Dier e a forma como Jardim geriu a sua presença no 11. Na mesma forma que teria de mencionar André Martins, J. Mário e Carrillo e a forma como este treinador optou por Magrão, Heldon e Capel.

      O rendimento desportivo ainda tem de se sobrepor ao financeiro. E no caso dos 2 citados, o rendimento desportivo foi muito fraco. O financeiro (naquilo que não se ganhou) ainda foi pior. Saíram por valores maiores? Ainda bem.
      Só que o problema já estava a montante, na contratação (valor pago + comissões + prémios + ordenados) e na recorrente utilização (pontos e $$$).

      Eliminar
    10. Cantinho,

      O Sporting a partir do momento que tem um treinador que escolhe Maurício em detrimento de outros jogador é porque tem, na sua ideia de jogo e no acompanhamento dos treinos, o conhecimento técnico que com ele a equipa é mais forte. O mesmo Marco Silva fez com o mesmo Maurício e com Sarr até ver o óbvio, que não ia ficar melhor. Não está aqui em causa se para mim são melhores ou piores, mas sim a escolha do treinador em função do tal rendimento desportivo.

      Enfiar o argumento que a utilização destes jogadores teve razão directa nos resultados finais e em prémios por reclamar é para mim, desculpe lá, muito leviano. Desde quando um treinador escolhe um jogador para enfraquecer o colectivo? Este raciocínio é me estranho.



      Para mim eram jogadores limitados, havia outros melhores no plantel.

      Se infere numa potencial utilização dos jogadores

      Eliminar
  5. Apesar de não gostar deste nível de exposição, ainda mais a órgãos de comunicação social dirigidos por Farinha estragada, gostei bastante da entrevista porque tinha muito Sporting.

    Gostei, até aqui:
    http://www.record.xl.pt/entrevistas/detalhe/jorge-jesus-o-benfica--quer-correr--com-o-luisao.html

    Isto são tiros nos pés e demonstra que os erros do passado ainda estão por aprender.


    ps: o Gauld esqueçam. Para o ano (ou já em Janeiro) é vendido para a Grã-Bretanha onde vai começar tudo de novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho,

      concordo inteiramente. Isto vem de encontro ao que penso: neste momento, como o treinador que temos e com o plantel à disposição a possibilidade de não ganhar tem sobretudo a ver connosco, com o que vamos conseguir fazer e com os erros que consigamos evitar cometer. Conto ainda hoje ter a apreciação à segunda parte da entrevista.

      Eliminar
    2. Leão,

      exactamente. Nós somos uma parte importante no nosso (in)sucesso. No entanto, não podemos esquecer que o futebol não se pratica somente dentro das 4 linhas. Cá fora, estes "tiros nos pés" são uma pequena parte de um todo que envolve muito mais armas contra nós: vouchers, poder na Liga e FPF, CS, castigos, calendarização a pedido, sorteios suspeitos, etc.
      Isto tudo é factual.

      um abraço

      Eliminar
  6. Na realidade não foi nada diferente do que nos habituou: muito "eu", referências ao Benfica, "puxar saco" ao presidente, e pronto.
    Faltou dizer que sendo o treinador mais bem pago em Portugal valeu zero títulos. Faltou dizer que Marco Silva com muito menos dinheiro mas com mais aposta em jogadores da formação ganhou uma taça de Portugal. Faltou explicar porquê que no final de julho garantiu Podence, Iuri e Palhinha no plantel e afinal nem um por lá ficou. Sobre Rafa, a mentira (colectiva) até podia chegar longe, não fosse o facto de hoje ser público o e-mail que prova o real interesse no jogador.
    Resumindo: acho que não aprendeu nada com a época passada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falta dizer também que Marco Silva, o desgraçado a quem não foram dadas as condições que 1 ano depois foram dadas a JJ, num contexto onde as restrições orçamentais ainda eram fortíssimas, tinha no seu 11 base 6 ( SEIS ) jogadores titulares da agora selecção campeã da Europa.

      Falta dizer que JJ herda um plantel que perdera Nani e Carrillo, provavelmente os 2 melhores jogadores da época anterior e que não teve William nos primeiros meses da época, tendo que readaptar Adrien para a posição 6.

      Falta dizer que Marco Silva estava fora da luta pelo título na altura do Natal.

      Falta dizer ainda que Marco Silva começou a época com Maurício ( boa época no ano anterior) e Sarr, mas tinha Oliveira e Tobias e até Semedo nos quadros. As escolhas podiam ter sido outras, mesmo que não fossem grandes escolhas na altura.

      Eliminar
    2. Nuno Bispo,

      restrições orçamentais fortíssimas mas gastaram-se cerca de 15 milhões em aquisições, das quais não se aproveitou praticamente ninguém.

      Eliminar
    3. As aquisições centraram-se em jogadores jovens, muitos de campeonatos periféricos e portanto com perfil de risco, com salários que pudessem caber dentro de um orçamento muito limitado.

      Discordei na altura da opção e do trabalho do Sporting no mercado, defendendo bem menos entradas e apostas em jogadores com condições de serem mais valias no imediato, mas a margem era muito mais curta que no ano posterior.

      Só Teo, que veio com JJ, fazendo as contas para três anos de contrato e somando os custos assumidos, representou um compromisso de 12M ( custo de aquisição mais comissão anual mais salário).

      A JJ foi-lhe dado um poder e capital de confiança que com toda a naturalidade Marco Silva não tinha e não tem ainda, mas apesar dos custos associados, convém relembrar que no 11 base de Marco Silva e no 11 base de JJ, de uma época para a outra e até Janeiro dos anos em causa, saiu Cedric e entra JP, sai Maurício e entra Naldo, sai Nani e entra Ruiz, sai Carrillo e entra Teo. Sendo que JJ não teve William durante meses.

      A pergunta que fica é, pelo menos em termos da equipa titular... qual dos 2 cenários preferiam?

      Eliminar
    4. LdA, se calhar o MS deveria ter pressionado para ter outros jogadores, se calhar deveria fazer mais com aquela equipa do que ter aquele futebol básico, se calhar deveria mostrar total apoio à direcção. Tanta coisa que deveria ter feito melhor... até o LJ foi MUITO melhor.
      Foi tanto melhor que chegaram cá, pagaram e levaram o treinador que saiu a bem do Sporting.

      Honestamente não percebo como ainda há uma espécie de desgosto de alguns em relação à saída do MS.

      O JJ tem muitos defeitos, mas porra, não há cá não defender TODAS as partes do Sporting. E quando tem críticas é para dizer por onde se vai melhorar.

      E em termos de futebol nem se fala.

      Já agora, se ganhar uma Taça contra o Braga (ainda por cima que quase caiu do céu, ou eras um dos que acreditava aos 80min?) é mais difícil que ganhar uma Supertaça ao benfica eu vou ali e já venho.

      Eliminar
    5. Anónimo,

      para mim não há conquistas fáceis. Eu acho que o JJ é muito melhor treinador, pelo menos para já, que MS e é o que melhor nos podia ter acontecido.

      Mas não sou ingrato e esta "fúria" toda contra MS é pelo menos isso, para não dizer outra coisa. A verdade é que o Sporting em circunstâncias muito adversas conseguiu ganhar ao Braga. Algum mérito tem que ser atribuido ao treinador que o conseguiu, mantendo a coesão do balneário apesar do que se passava em torno do treinador, que é a primeira pessoa a quem reconhecem autoridade.

      Acontece que com Jesus fomos eliminados da mesma competição e a única coisa que caiu do céu foi a eliminação.

      Eliminar
  7. Gostei da entrevista, mais da primeira parte do que da segunda. Achei particularmente de mau gosto a referência ao "caso Luisão" e as comparações do capitão_Luisão com o capitão-Adrien. Gostei da forma como JJ defendeu a posição de Adrien, depois do processo que culminou na sua permanência.
    Há um lado egocêntrico em JJ que é fruto da sua personalidade. É o preço que se paga -preço não financeiro - pela sua capacidade de treinador. Para termos do nosso lado o melhor treinador português da actualidade, há preços a pagar que não são discutíveis. JJ melhorou muito a qualidade do futebol da equipa e, naturalmente, valorizou muitos dos bons jogadores que já cá estavam. João Mário já cá estava -regressara em Janeiro do ano anterior e fora titular - e com JJ potenciou todas as suas qualidades. Mas, a sua formação/valorização é uma longo processo no qual JJ interfere na parte final e para a qual contribuiu também - na parte financeira dessa valorização - a vitória no Euro 2016.
    Gostei da referência aos jovens e lamento as omissões pelo que elas significam. Gauld e Wallyson, sobretudo. Percebeu-se que JJ sabe muito bem que a maioria dos sócios do Sporting encaram com maus olhos a dispensa de Iuri. Daí a necessidade de dedicar umas linhas ao jogador, acusando-o -foi isso que aconteceu - de falta de intensidade, de não ser um jogador capaz de lidar, ainda, com a exigência e com a pressão. O Iuri que eu vi o ano passado foi a antítese desse jogador: o jogador que mesmo contra os adversários mais fortes nunca se escondeu do jogo, assumindo a liderança da equipa, fosse na Luz ou no Dragão. Vamos ver como este dossier se desenrola.
    Gostei da forma como JJ enfatiza a boa gestão da venda dos activos feita pelo Presidente e de como sublinha a correlação entre o sucesso desportivo e esse sucesso financeiro do qual depende a viabilidade do clube. Gostei menos da comparação com o que acontecera no Benfica, porque de todo não foi a mesma coisa. Na Luz nunca houve um João Mário para vender, um Adrien ou um William Carvalho para vender. Nem sequer havia um Slimani,comprado por 300 mil euros. Na Luz nunca existiu no mesmo ano um conjunto de jogadores a pedirem atenção à porta do plantel principal que dão pelo nome de Iuri, Podence, Wallyson, Gauld, Palhinha, Tobias, Geraldes. Refiro só os que ficaram de fora ,sendo que o único que ficou dessa leva foi o único que veio do outro lado do Atlântico: Bruno Paulista.
    Estou muito optimista quanto aos resultados desportivos. Acredito muito na capacidade do treinador e no núcleo duro que sustenta a equipa: Rui Patrício, William, Adrien. Acho que JJ é de uma sinceridade total quando reconhece que o Sporting está mais forte do que no ano passado.
    Gostaria de daqui a um ano poder reconhecer que JJ foi capaz de juntar ao sucesso desportivo e financeiro um novo paradigma: a valorização dos jogadores da formação, com a promoção à primeira equipa dos atrás referidos, em detrimento daqueles que, contratados este ano, se venham a revelar apostas falhadas.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (94) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (72) Batota (19) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (5) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)