sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Saída de Eric Dier: a incompetência, as mentiras piedosas, as contradições e o que é para inglês ver

O desfecho da relação de Eric Dier com o Sporting surpreendeu-me. Já havia percebido que Dier ia sair, porque desde o ano passado se havia começado a construir em redor do jogador e do seu pai e representante uma novela mexicana que fazia supor o que agora sucedeu. Contudo, a aparição do "documento dos 5 milhões", foi um twist cénico que fugiu até às imaginações mais férteis.

A incompetência
O futebol é jogado maioritariamente com os pés e também com a cabeça nos relvados. Mas, muito do que aí acontece, é jogado nos bastidores na cabeça de quem toma as decisões. Se o referido documento existe de facto, a única conclusão a tirar é que quem o permitiu usou os pés para decidir. Na verdade, uma cláusula de 5 milhões com validade para Inglaterra, para um jogador inglês com o potencial de Dier, não é uma cláusula, é um chamariz para clubes ingleses e um atestado de incompetência para quem a aceitou.

As mentira piedosas
Lido e relido o comunicado que o Sporting, SAD emitiu há várias conclusões a retirar. A principal das quais é que a SAD sai fragilizada pelo que a respectiva redacção demonstra: ou está a faltar à verdade ou não foi competente. Declarar-se surpreendida por uma cláusula existente no contrato de um jogador seu quando se aprestava para o renegociar junto do seu representante não é muito abonatório da competência de uma organização. Desconhecê-la quando a referida cláusula já havia sido referida numa noticia de há um ano (a do DN) é no mínimo estranho. Que eu, um mero adepto, não lhe tenha atribuído importância, parece-me aceitável. Que a SAD o desconhecesse passado um ano, já não. A outra hipótese, de a SAD do Sporting mentir de forma deliberada num comunicado oficial, também não é melhor do que a anterior.

Admitindo como verdade que a referida cláusula existe, o que neste momento é a parte da história em que prefiro acreditar, e que ela tem  carácter mandatório irrevogável, deve-se assinalar que quem a pretendesse revogar ou renegociar teria uma tarefa de difícil sucesso. A cláusula funcionaria para o jogador como um seguro de vida, ou um salvo conduto, sempre que a permanência no Sporting lhe deixasse de interessar, o que deve ser considerado agora. A sua referência agora, ao jeito de surpresa, no limite permite disfarçar as responsabilidades de quem a deveria conhecer e teve 18 meses para fazer reverter. Se assim for, tal seria uma mentira piedosa sem necessidade, uma vez que, como referi acima, dificilmente alguém no seu perfeito juízo abriria mão dela sem uma boa contrapartida.

O que é importante perceber é porque deixou Dier de querer continuar no Sporting (entrevista de há um ano). Dier já havia rejeitado no passado propostas  muito superiores de outras paragens em favor de continuar a sua evolução no Sporting. O que o levou a agora a mudar de ideias é que deveria ser objecto de reflexão para os Sportinguistas, ao invés de invocar as tradicionais ladainhas ou diabolizações de carácter  sempre que fenómenos como este sucedem. (Dier, Bruma, Ilori  para falar nos mais recentes. Dificilmente o Sporting conseguirá juntar numa geração tantos bons jogadores no futuro e perdê-los quase todos de uma assentada.)  É óbvio que o Sporting não pode competir pelo dinheiro e sempre que deixar que esse passe a ser o horizonte mais palpável para um jogador o Sporting perde argumentos. 

No caso concreto do Dier, quem viu de fora a última época, dificilmente descortina um ambiente propicio à sua evolução, como o próprio pai fez questão de vincar, após uma época em jogou muito pouco. A contratação de defesas centrais em série - Maurício, Sousa, Matias Perez, Paulo Oliveira, Sarr, Rabia são sinais evidentes de falta de confiança nos que já estão. Permitem também a suspeita de que a SAD do Sporting já estava a preparar o actual cenário. Perante a possibilidade de ficar mais um ano entre a equipa A e B, a receber pouco parece-me natural que Dier aceite o risco de fazer o mesmo em Londres, sendo muito melhor remunerado. Conquistando a titularidade sai-lhe a sorte grande e avança várias casas na sua afirmação como jogador.

Naturalmente que alguns adeptos preferem acomodar a realidade à forma que mais lhes convém. Mais do que implicações práticas imediatamente contabilizáveis -  Dier não era titular - a saída do jogador constitui um duro revés para o orgulho dos Sportinguistas, ao ver um jogador com o potencial de Dier sair por tão pouco dinheiro. 

Mas não sai apenas um jogador que pode chegar longe no futebol. A possibilidade de chegar até à selecção do seu país continuará a falar alto pela qualidade da formação do Sporting, embora já de forma deferida. Mas Dier não é apenas um potencial jogador de selecção inglesa, era já o melhor central que o clube detinha sem que disso tenha tirado grande proveito. A sua saída torna ainda mais difícil a saída de Rojo, ou pelo menos altamente desaconselhável. E, face ao que fica à disposição de Marco Silva, é uma mentira piedosa acreditar que a saída nos será indiferente no imediato.

As contradições
Este desfecho é também um manancial de contradições. O Sporting diz que, no decorrer do presente mês, encetou negociações com o representante do jogador, o seu pai. Este, há pouco diz havia dado conta de que o jogador se encontrava feliz no clube e que não havia negociações. Bruno de Carvalho dizia há dias que não tinha propostas por jogadores para a noticia da saída de Dier ser confirmada no dia seguinte. 

Alguém está a faltar à verdade, obviamente. Admitindo, como me convém, que seja o Sporting a falar verdade, realço a forma célere como tudo se resolveu, sem que o Sporting parecesse interessado em fazer muito mais. A ainda não anunciada oficialmente contratação de Rábia, mas já conhecida há mais de uma semana, levam contudo a supor que o Sporting estava há muito sabedor deste desfecho, querendo rapidamente resolver a situação, para que a saída de Dier ficasse consumada antes do dia de hoje, dia da apresentação da equipa.

Para inglês ver
Fica-se assim sem saber quais destas declarações - do pai  e do clube - são para inglês ver. E os adeptos aprestar-se-ão a acreditar no que lhes for mais conveniente. Igualmente para "inglês ver" é atribuir a todas as saídas recentes de jogadores talentosos da nosso formação a falhas de carácter, ao apreço preferencial pelo dinheiro. Por alguma razão os clubes que pescam na nossa formação não vêm buscar o Maurício, o  Sousa o Matias Perez e outros cuja a contratação é sempre mais fácil para nós do que renovar com Dier, Illori e Bruma. É o talento que estes possuem que os ingleses vêm e preferem e é esse talento que lhes dá a margem negocial que os demais não possuem. 

O resto - as diabolizações do jogador e do seu representante - são confissões de impotência, mau perder e elas sim, reveladores de mau carácter, por não respeitarem um percurso até agora exemplar de um jogador que sempre deu a sua preferência ao Sporting. 

33 comentários:

  1. Então lê e relê mais uma vez o comunicado porque a surpresa não foi pela existência da cláusula, mas pela intenção dessa mesma ser accionada pelo jogador.

    ResponderEliminar
  2. "Dier já havia rejeitado no passado propostas muito superiores de outras paragens que havia rejeitado em favor de continuar a sua evolução no Sporting. O que o levou a agora a mudar de ideias é que deveria ser objecto de reflexão para os Sportinguistas"

    Este é que é o cerne da questão. O resto, a conversa do prémio de assinatura do pai, da mão, ou do primo, o ordenado que ele pedia, etc, etc, é conversa fiada para desviar as atenções e livrar a cara a quem se sabe.

    Para as massas é mais confortável acreditar em estórias e lançar as culpas para os outros, desta vez os ingleses (contra os bretões, marchar, marchar!). Então só agora é que eles se preocupavam com o dinheiro? Ou alguém pensa que o Dier estava no Sporting por dinheiro? Simplesmente para o Dier o Sporting deixou de ser um clube profissionalmente atractivo, já que financeiramente nunca foi, e por isso ele sempre deixou claro que queria ir para Inglaterra quando terminasse a sua evolução e fosse também financeiramente vantajoso para o Sporting. E isso é que é preocupante, porque como ele há outros.

    ResponderEliminar
  3. Não é isso que está escrito no comunicado.

    O que é inesperado é isto "a Sporting, SAD foi confrontada, pelo pai e representante oficial do jogador, com um valor de aquisição por parte do Tottenham Hotspur". Não que depois remete para a clausula.

    ResponderEliminar
  4. Parei de ler este post quando é escrito "Dificilmente o Sporting conseguirá juntar numa geração tantos bons jogadores no futuro e perdê-los quase todos de uma assentada.)". As gargalhadas que esta frase me provocou impedem-me de manter a concentração para ler o resto.

    Como sabemos, O Ilori impôs-se de imediato no Liverpool devido ao seu inegável talento. O talento era tanto que o mandaram ir aprender a jogar um pouco pior para a Andaluzia, para não ofuscar os colegas em Inglaterra. O Bruma, antes de se lesionar era a estrela da equipa turca, mas como brilhava muito, apenas jogava 15 minutos por jogo para não encadear as bancadas. O Dier, tendo como concorrente o galáctico Maurício, ficava no banco a tirar apontamentos sobre como jogar a central.
    Não sei como é que se pode escrever uma coisa destas sem ficar um bocado embaraçado.
    Que tenha havido coisas pouco claras em todo este processo, de acordo.

    ResponderEliminar
  5. Leao de Alvalade,

    O último parágrafo, o do corolário, é o resumo mais lúcido e cruel da história.
    Mesmo concordando com a generalidade, permite-me que discorde de um ponto: neste caso nao acho que se possa acusar a direcçao de incompetência. Haveria incompetência se partíssemos do princípio que esta direcçao tinha interesse na continuidade do Eric Dier. Eu nao parto e sendo assim, conseguiu uma verba por um jogador que nao interessava (logo, que interessava colocar).

    Creio que ao longo dos últimos anos do Dier no Sporting ficou claro que nao era uma prioridade e alguns factos demonstram-no claramente. Os dois mais exemplares sao o facto da proposta de renovaçao ter chegado em Julho de 2014 (para um contrato em vigor há vários anos) e com uma cláusula em vigor há vários anos e o facto de no último ano terem chegado 6 centrais (7 com Rabia), depois de definidas algumas saídas da geraçao anterior e que claramente nao iriam constituir concorrência (Boulahrouz ou Onyewu, por exemplo).

    Atrevo-me a dizer que a direcçao do Sporting foi bastante competente no seu propósito: conseguiu desenvencilhar-se de um jogador que nao era prioritário por uma soma considerável tendo em conta as que está acostumada a manejar (logicamente nao incluo aqui os valores falados para Rojo, William ou Slimani, que até ver sao pura ficçao) projectando a responsabilidade para o jogador e o seu (mau) carácter e para acordos de direcçoes passadas. Já este padrao de irresponsabilidade ou se esta peculiar competência da direcçao servem o clube, isso é outra conversa.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, para mim, já é sinónimo de incompetência! Desenvencilhar-se de um jogador que não era prioritário. Quero ver por quanto é que venderão o Maurício e o Rojo! Mas tudo bem, o que importa é que vá havendo algum dinheirinho...

      Eliminar
  6. Ou nao leste o cuminicado ou entao es teimoso, o Jogador queria sair do Scp ponto final a direcao nao tem culpa ja que tentou renovar com o jogador e mais um ! Obrigado GL!

    ResponderEliminar
  7. Aos anónimos das 14:20 e das 14:23, ainda que seja inesperada a invocação da cláusula, como compreender que só em Julho de 2014 (depois de tomar posse nos finais de Março de 2013) se tenha "encetado" a negociação para renovar? É o comunicado que o diz.

    Uma de duas: ou mente porque já estava a negociar há mais tempo, ou foi incompetente ao tentar renovar com o Dier apenas agora, isto depois de dar reformas douradas aos Salomões que por lá andavam.

    ResponderEliminar
  8. O penúltimo reporta a Maio de 2013, pelo que não diz respeito a esta fase da novela...

    ResponderEliminar
  9. Tenho reparado que este blogue é do contra. Ou melhor, do Godinho. Tudo o que se faz agora é mal feito. Mas este caso é simples. Basta ler o comunicado.

    O Sporting sabia, mas ninguém esperava este desfecho, porque o Eric nunca o fez pensar.
    A chegada de Paulo Oliveira, será para quarto central, que não havia a época passada. Sarr numa perspectiva de futuro, pois a idade dele assim o faz acreditar. E o Rabia para o lugar de Eric. Se não houve desenvolvimentos antes, é porque provavelmente ainda havia esperança de guardar o jovem inglês! Não vejo onde está o problema das contratações. Tudo normal. Até porque Rojo também podia ter saído. Por isso é normal acautelar, e recrutar em função disso. Recrutar barato, não jogadores como Boularhouz, Oniewu etc...
    Se o Eric não quer concorrência que va jogar para o aliados de Lordelo, no Sporting têm de lutar por um lugar!

    A cláusula foi instaurada por Godinho e companhia. Eric recusou renovar, provavelmente porque não queria perder essa cláusula. Querem o quê? Vão pedir justificação ao gajo que la esteve antes, graças aos vossos votos!

    Mas alguém acha mesmo que esta direcção deixava sair o Eric por 5 milhões, assim sem mais nada? Sem sequer prever o futuro, impedindo o jogador de voltar ao futebol português? Alguém acredita que o presidente que fez braço de ferro com Bruma e Ilory, vai agora aceitar uma imposição do jogador ou do empresário sem nada fazer? E ridículo! Impensável!

    Quanto ao presidente negar tudo até estar concluído é normal! O jogador já estava vendido? Já era certo? Já haviam sido dadas como encerradas as negociações? Não! Então por alma de quem é que o Sporting tinha de confirmar alguma coisa?

    Tenham mas é juízo que há mais de 30 anos que não tínhamos um presidente destes!

    ResponderEliminar
  10. Isto é muito simples de resumir.
    O Eirc ficou lixado por ver o Mauricio a titular o ano passado quando sabe que é melhor que o Brasileiro (e eu também acho que é).

    Então este ano decidiu vingar-se e lixar o SCP de volta. Tão simples quanto isto.
    Ou alguém acredita que ele vai para o Tottenham porque lá vai ter "mais possibilidades de ser titualar"?

    ResponderEliminar
  11. "Já este padrao de irresponsabilidade ou se esta peculiar competência da direcçao servem o clube, isso é outra conversa."

    O padrão de comunicação é simples. Por um lado há o José Eduardo a lançar a escada de que é mais barato ir ao mercado buscar jovens do que formá-los. Uma "inovação" do caraças. Por outro, sempre que é preciso justificar uma venda polémica, põem a maralha na internet a insultar o jogador em causa e a família para virar os sócios contra eles.

    Como não têm dinheiro para a formação, apesar de terem prometida milhões em DUAS campanhas eleitorais, fazem uma fuga para a frente para manterem o poder. Se isto serve o clube, o tempo revela tudo. Agora resta aguentar, como sempre.

    ResponderEliminar
  12. só mesmo para quem nao entende o que se passou. mal de nos se alguma vez o clube tem de andar a explicar tudo o que se passa no plantel. estavamos bem lixados. eu digo o que ja digo há muito tempo. para mim, este clima de tranquilidade produzido e o facto de ele ter andado a jogar na pré epoca só servia para uma coisa, vende-lo. sempre achei este jogador muito fraquinho e bem vistas as coisas, 5 milhoes por um eterno suplente acaba por ser um recorde no nosso país. se a direcao mente ou nao, tanto me faz. se inventa historias, será só mesmo para acalmar adeptos menos racionais. eu aplaudo a estratégia para po-lo a andar daqui para fora, aliás o mesmo que tem sido feito com o Capel. até final de Agosto estará fora, vai uma aposta? excelente trabalho da direcao, estao de parabens. nem um titular foi vendido até ao momento e as vendas pagam todas as aquisicoes

    ResponderEliminar
  13. Se há tema em que sou implacável é na formação! Acho incrível como ainda não se percebeu que é ali que está a nossa mina de ouro!

    Se não se pode imputar Ilori e Bruma a BC (que aumento de qualidade tinham dado!) o caso de Dier é diferente. Tinha que se ter feito novo contrato, tentar negociar há muito mais tempo este contrato que tinha.

    Nos casos difíceis tem de haver cedências de parte a parte. Não é correr toda a gente a 5 mil euros até 2019. Salomão, Kikas, Wilson Eduardo? Com todo o respeito pelos jogadores que enumerei, mais vale não renovar com tudo o que mexe mas conseguir agarrar os miúdos com enorme potencial.

    E muito mais importante que ir buscar Sambinhas, Hugo Sousas, Matias Perez, Sar ou Rabia é renovar com os nossos centrais! E Dier era de facto um dos melhores que saíram da formação. O Sporting podia ter uma dupla de centrais das mais promissoras da Europa vinda da sua formação (Ilori e Dier).

    O salto qualitativo do Sporting está muito mais dependente de “agarrarmos as nossas promessas” do que contratar Mauricios, Cissés, Heldons, Slachev, Shikabalas ou Geraldes ou manter Capeis.


    Apenas mais 2 notas:

    - Acho uma estupidez tentar denegrir a imagem do jovem e dizer coisas como “Só faz falta quem cá está”. Ainda mais rídiculo dito por blogs que até a algum tempo só tinham elogios (justificados) para o Dier. Andar ao sabor da onda…é o mais fácil.

    - É verdadeiramente desonesta a campanha que o Visão de Mercado tem feito contra o Sporting. Dizer-se “O Sporting tinha só 3 jovens valores acima da média, Ilori, Dier e Bruma (William é um caso diferente), em um ano ficou sem nenhum.”

    É mentira, é totalmente falso! O Sporting tem muitos valores acima da média (vindos da formação). William, João Mário (aquele que é para mim o mais talentoso da sua geração), Mané, Tobias, Iuri, Esgaio, Daniel Podence, Matheus Pereira, Domingos Duarte ou Gelson Martins são apenas alguns exemplos.

    Termino como comecei. A formação é sem qualquer sombra de dúvida a nossa mina de ouro. Saibam os nossos dirigentes aproveitá-la porque é sobretudo esse aproveitamento que aumentará a nossa qualidade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o que dizes sobre a visão de mercado. Ultimamente andam a juntar-se a outros blogues numa campanha contra o Sporting. O que afinal nem é preciso, porque os próprios sportinguistas se encarregam disso sozinhos!

      Eliminar
    2. Aliás este blog tem seguida essa linha editorial...

      Eliminar
  14. O Dier não era suplento no ano passado. Fez um terço dos jogos oficiais do Sporting, o que para um puto de 19/20 anos só pode ser considerado como positivo. De referir tb, que com tanto potencial que se lhe conhece, Dier era um suplente na Sub-21 inglesa, atrás de miudos q apenas jogavam nas reservas das suas equipas.

    Esta pré-temporada começou com uma clara aposta de Marco Silva, logo tinha o caminho aberto para ter as oportunidades que o seu representante tanto pedia.
    Aparecer neste momento com esse contrato assinado com direcções anteriores, mostra bem qual foi sempre a intenção do jogador e do seu representante.

    É claro que a direcção poderia fazer mais. Pode-se sempre fazer mais,,,,mas não sei se seria o suficiente para mudar quem quer que seja de opinião.

    O tom deste post é claramente infeliz. Por mais que BdC e a sua direcção não tenham o apoio de todos, palavras como estas a meu ver ( que até nem votei nele) mostra que há alg que está ressabiado com coisas do passado que não sei mto bem de onde vèem.

    ResponderEliminar
  15. Ahh, Sarr veio para a posição de Rojo. São os únicos centrais esquerdinos no plantel.
    Acrescentar Perez, Sousa para estas conversas só pode ser por má fé,
    E agora tb se percebe os impasses com Rabia.

    ResponderEliminar
  16. Creio que o essencial desta triste novela se resume ao primeiro parágrafo

    "Já havia percebido que Dier ia sair, porque desde o ano passado se havia começado a construir em redor do jogador e do seu pai e representante uma novela mexicana que fazia supor o que agora sucedeu. Contudo, a aparição do "documento dos 5 milhões", foi um twist cénico que fugiu até às imaginações mais férteis."

    e ao comentário do tiago

    "Creio que ao longo dos últimos anos do Dier no Sporting ficou claro que nao era uma prioridade e alguns factos demonstram-no claramente. Os dois mais exemplares sao o facto da proposta de renovaçao ter chegado em Julho de 2014 (para um contrato em vigor há vários anos) e com uma cláusula em vigor há vários anos e o facto de no último ano terem chegado 6 centrais (7 com Rabia), depois de definidas algumas saídas da geraçao anterior e que claramente nao iriam constituir concorrência (Boulahrouz ou Onyewu, por exemplo)."

    o resto pode até ser merecedor de muitas discussões bem como do afã dos tutores do madraçal em que se tornou o Sporting do Bruno: tudo é normal em nome do grande líder e dos amanhãs gloriosos que se adivinham.

    Para esses que me vieram aqui lançar desafios e acusações no último post que aqui comentei nem sequer perco tempo a responder-lhes. Felizmente para mim nem o mundo funciona a 0 e 1 nem o Sporting se resume a quem votou no Bruno ou no Godinho porque infelizmente e como diz o ditado parece que para o Sporting um mal nunca vem só.

    ResponderEliminar
  17. Apostas que ganhas e João Costa totalmente de acordo, acrescento só uma preciosidade, "como é o melhor central do sporting", mesmo que pensasse isso, o que poderia vir a acontecer, mas de momento não, nunca o diria porque acima de tudo sou sportinguista, e assim sendo, nunca irei contra o meu presidente, seja ele qual seja, apesar de port vezes não concordar, para valorizar o jogador em detrimento do meu clube. Blogs pretensamente sportinguistas e escreverem o que escrevem sobre o Sporting, não se admite e mais não escrevo.

    ResponderEliminar
  18. Dizer especialmente ao João Costa que se soubesse alguma coisa da cultura do futebol inglês saberia que o percurso que o Ilori está a percorrer é perfeitamente natural e é também o que o Dier tem mais certo em Londres. Aliás nem no Sporting o Dier estranhava ser emprestado para jogar, acontece que o dinheirinho dá mais jeito à direcção. Portanto mais do que uma questão meramente desportiva o que está aqui em causa é outra vez uma questão de carácter, mais uma vez.

    Nem há só um caminho para o sucesso, cabe a cada direcção definir a sua estratégia e depois consoante os resultados logo se vê. Mais em abstracto vender um sub 21 por 5 Milhões nem sequer é um mau negócio, no caso particular do Dier foi uma calamidade tão grande como a venda do Ilori. E depois custa muito dizer a verdade aos sócios.

    ResponderEliminar
  19. Leão de Alvalade , voce tem razão e não tem.

    Para começar penso que ninguém deve atacar o caracter de Dier ou o seu amor ao Sporting CP , clube com o qual sonhava ganhar titulos ao contrário de outros , mas voce cometeu um erro quando iguala a situação com Ilori e Bruma , este ultimo que ate falou em raptos e andou fugido num hotel no Porto. Penso que a comparação até é insultuosa para Dier.

    A começar devo dizer que a direção mente , quando diz que foi surpreendida , e mente também quando diz que apenas agora tentou iniciar contactos com o jogador. Há muito tempo que se fala na historia do descontentamento de Dier , e eu já tinha visto varias referencias a esta clásula.

    Dier tem esta clasula desde JEB , e antes de ser emprestado ao Tottenham , e funciona como uma opção de compra por parte de clubes ingleses , tinha 16 anos na altura , Godinho renovou até 2016 ... mantendo a clásula , pois o seu pai quis sempre garantir este trunfo.

    BdC desde que chegou tentou renovar com toda a gente , todos os miudos , e nunca conseguiu com Dier , pois este quis sempre manter a sua clasula , e tambem não pretendia aderir a clasula padrao de BdC de 45M.

    Dier perdeu o lugar para Mauricio , porque se ressentiu na pre epoca com LJ , e Jardim treinador conservador , fez a sua dupla que lhe dava mais garantias e confiança , e Dier sem pre epoca e sem ritmo ficou para trás.

    Descontente por não jogar , começaram as declarações do seu pai , uma que eu já aqui referi foi :" só renova se jogar" . Isto das renovações , teem sempre pré posições , anunciadas antes de se sentarem a mesa via jornais.

    O banco do Tottenham paga mais que o banco do Sporting , foi essa a lógica de Dier.

    Penso que BdC não se esforçou para que isto tivesse outro desfecho , e claramente não foi surpreendido.

    Lamento esta frase sua: "A contratação de defesas centrais em série - Maurício, Sousa, Matias Perez, Paulo Oliveira, Sarr, Rabia são sinais evidentes de falta de confiança nos que já estão"

    Dier era jogador da equipa A , ia a equipa B para não perder ritmo , e tão quente que estava que só dava casas , aliás ele completou a pre epoca e ganhou ritmo com a equipa B , mas nao era jogador da equipa B. Hugo Sousa , jogou sempre a lateral esquerdo na equipa B , Perez veio à experiencia no castigo do Abel ao Tobias.

    Depois essas contratações não indicam falta de confiança , indicam simplesmente que isto já se esperava e situação foi precavida.

    Para mim apartir do momento em que o pai de Dier exige a titularidade para renovar , não obstante o seu filho ser potencialmente o melhor central do Sporting , Dier tinha obrigatoriamente de sair do Sporting , porque o Sporting não pode aceitar ultimatos de ninguem. E esqueceram-se que BdC não é o treinador do SCP , Dier ficou no banco sempre por opção técnica de Leonardo Jardim.

    Quanto ao BdC dizer que não havia propostas , ou é por terem batido logo os 5M , e isso não requer conversações , ou então mentiu , mas eu quero explicações bem dadas sobre este assunto.

    Quanto ao Dier desejo que as coisas lhe corram bem no seu país.

    Já agora atenção : Martins , Dier , Capel , Cedric , Boeck. São jogadores que acabam o contrato em 2016 , penso que este defesa mexicano que se está a falar , é para substituir o Cédric.

    ResponderEliminar
  20. Ainda estou em ressaca, depois de uma noticia destas. Fiquei triste e surpreendida. Eu que me enchi de esperança depois de o ver a titular nesta pré-época. E no meio de tudo isto, a titularidade na pré-epoca é, para mim, a peça fora do puzzle. Se todos os intervenientes teoricamente já sabiam da não continuidade do jogador em Alvalade, porque foi aposta nesta fase de Marco Silva?

    Não sou nem defensora acérrima, nem faço parte da oposição à actual direcção. Reconheço atitudes positivas e negativas no seu primeiro ano de mandato. Não votei neste Presidente mas posso vir a votar. Depende... O meu voto de confiança dependerá sempre de resultados e demonstração de competência: quer desportivos, quer financeiros. Pouco me interessam feitios, maneiras de ser, se é gordo ou magro. Interessa-me ver o Sporting feliz. Nada mais. A felicidade do sporting será a minha.

    Posto isto... Ilori, Bruma, Dier. Já lá vão 3! Volto a repetir o que já escrevi neste espaço. São dos melhores da formação. E é também por isso não ficam. Por serem os melhores. Se não fossem os melhores ficavam.
    Não se conseguiu renovar com eles atempadamente. Não excluo incapacidade da actual direcção, misturado com incapacidade/ incompetência também das anteriores direcções na formulação dos respectivos contratos.

    Mas uma coisa parece-me óbvio: os tempos de amor à camisola já lá vão. O futebol de hoje é um negócio... um negócio muito esquisito, confuso. Demasiados interesses obscuros. Demasiados intervenientes e variáveis. Perante uma profissão de curta duração como a de um jogador, que tem tempo limitado para ganhar os seus milhões, creio que a visão dos mesmos, dos seus pais ou de quem lhes gere a carreira será semelhante e, de certa forma, generalizada: apostar nas melhores condições financeiras aliadas às melhores condições desportivas. Uns poderão dar preferencia às condições financeiras mais cedo. Outros poderão preferir a evolução desportiva até uma certa idade.

    Dier terá utilizado uma cláusula existente no seu contracto e partiu, acreditando que esta é a melhor decisão. Está no seu direito! E o clube vê partir um dos seus melhores jogadores a baixo custo, por incapacidade própria de contrariar a cláusula ou por intransigência do jogador/ representante em prescindir da mesma (ou uma mistura das duas).

    O pais está falido. O clube não tem capacidade financeira, estando sujeito a exigentes restrições orçamentais (quanto a mim um dos principais "problemas") e, pelos vistos, o clube está longe de ser reconhecido pelos jovens jogadores como um dos maiores da europa.

    Os jovens atletas da formação reconhecerão qualidade na própria formação (Dier pelos vistos quis regressar e terminar a formação no sporting), mas quando o jogador ou representante acreditam que já é de topo (Bruma, Ilori e Dier parecem ser), a vontade de permanecer na equipa principal para ajudar o clube, sobretudo quando lhes são acenadas excelentes condições desportivas e muito melhores condições financeiras numa das melhores ligas do mundo, já não será assim tanta!
    Paixão e emoção é coisa de adeptos! Não creio que esse tipo de sentimentos influencie as opções de carreira dos jogadores e seus conselheiros. Sobretudo numa fase ascendente da carreira.

    Desconheço se a estratégia do Presidente em renovar "às cegas" com a maioria dos jovens que vão saindo dos júniores para a equipa B será uma boa estratégia. Poderá dar frutos, admito. Creio que ainda cedo para dizer, pois ainda não vendemos nenhum com essas novas condições de contrato.
    Bruma, Ilori e Dier traziam contratos da direção anterior. Mas como seria renovar hoje com William ou João Mário se estes não tivessem aceite o contrato "fotocópia" com a famosa clausula 45 milhões há um ano atrás... será que seriam os próximos grandes jogadores a querer deixar o sporting?

    Dúvidas, tristeza e desilusão. Ainda por cima, pelo que expus acima, é-me difícil apontar alvos para a minha frustração.

    ResponderEliminar
  21. Usemos o caso do Ilori, por exemplo. Não será das maiores promessas que passou por Alvalade, mas aparentava ser um jovem com potencial com muito para aprender ainda.
    Deveria ganhar no Sporting uns 3.000 euros para ai, ou pouco mais.
    O Sporting lança-o com 2 anos de contrato ainda, faz uns bons jogos e tentar negociar em alta. Vamos supor que oferece 10 vezes mais. 30.000!!! o que em Portugal para um puto de 20 anos o faz um privilegiado. E ainda está só a começar.
    Aparece o Liverpool em cena. Pelo que li, ia ganhar uns 100 mil por mês. Bem mais então que o Sporting ia oferecer.
    É claro que saberia que ia partir detrás de Sakho, Agger, Skrtel, Coates e agora Lovren. Mas claro, contrato por 5 anos, 100 mil por mês, é só fazer as contas.
    Fica com a vida feita.
    O Sporting faz pressão para renovar, oferece mais garantias desportivas, mas com numeros assim, quantos de nós poderia dizer que não.
    O Dier foi apenas mais um.

    ResponderEliminar
  22. A meu ver, se há uma claúsula de saida, não há qq negociação.
    É pagar e ter o jogador.
    Aliás, esta direcção em qq negocio que fez, ressalvou sempre uma % sobre as mais valias futuras.
    Por não haver qualquer clausula deste género nesta venda, mostra bem que esta direcção não teve qq intervenção neste negocio.

    ResponderEliminar
  23. "Dier, Bruma, Ilori" têm em comum várias coisas: foram formados pelo SCP; são bons jogadores, que poderão, eventualmente, vir a ser excelentes; foram lançados na pior época (desportiva, financeira e social) da história do SCP, para tapar buracos e não na sequência de qualquer "plano"; foram lançados sem que o Sporting tivesse condições financeiras para lhes propor prorrogações contratuais (com o inerente melhoramento das condições) e quando os seus contratos se aproximavam do fim. O que aconteceu a seguir, face à realidade do actual "mercado" do futebol foi o que tinha de acontecer: os jogadores forçaram a saída para receber, em salários e luvas, o que se paga "lá fora". Notável é que, apesar disso, o SCP conseguiu receber 22 milhões de euros por essas vendas. Claro que "abbysum abbyssus invocat" (aqui abismo podia ser trocado por outra palavra) pelo que se uma pessoa que viu jogar o SCP o ano passado consegue defender que Eric Dier era "o melhor central que o clube detinha", então está provado que consegue defender tudo. JPT

    ResponderEliminar
  24. O Sporting, sendo um clube que valoriza a formação de jogadores de futebol e cuja Academia participa da sua própria identidade, vive numa inquietação permanente relativamente ao vínculo laboral que mantém com os seus ex-formandos. Estabeleceu-se a ideia que no futebol a carreira profissional decorre do “momento”, de um “flash” fugaz. Em Portugal, integrado no mundo ocidental, globalizado e mediatizado, a norma acaba por ser a impossibilidade de captar o instante, a capacidade de parar para pensar, por uma questão de cultura, de estrutura social e de espírito mercantil. E de falta de memória relativamente às “aventuras” prematuras mal sucedidas. E há o receio de uma lesão ou que as miríficas propostas desapareçam para não mais voltar. Depois, há os destinos dourados soprados por prestimosas sereias a jovens promessas do futebol. Sim, que por agora são apenas isso!

    Reconheço, portanto, que é de grande complexidade gerir a relação contratual do Sporting com as suas jovens promessas. Um descuido… e fica-se de mãos a abanar! Mas, pelo que vou observando, a estratégia de Bruno de Carvalho para segurar os jogadores pode ter o efeito contrário, principalmente entre aqueles que se destacaram no percurso formativo. Há muitos empresários atentos a boas perspectivas de negócio e não faltam clubes dispostos a servirem de barriga de aluguer. E não faltam jovens e pais com as cabeças cheias de promessas aliciantes e de carreiras de sonho.

    Sabe-se que a Direcção do Sporting estabeleceu uma minuta do contrato-tipo que o Sporting propõe aos seus formandos que transitaram para o profissionalismo. Diz-se à boca cheia, que o clausulado dos contratos que lhes são apresentados implica uma “prisão” para os que os assinam, ou, pelo menos, uma gaiola vagamente dourada. Sabe-se o que acontece quando uma ideia se instala e se espalha. Daí afirmar-se que os atletas mais promissores estarão muito reticentes a renovar e mais predispostos a abalar para outras paragens.
    Os casos de Dier, Bruma e Illori deixarão marcas duradouras no clube, é verdade, mas questiono se a melhor maneira de defender os interesses do Sporting é um modelo de vínculo contratual que faz hesitar os mais credenciados ao ponto de arriscarem outras alternativas quando o mais conveniente seria uma renovação adequada às circunstâncias e à especificidade de cada de cada jogador.

    ResponderEliminar
  25. Leão,

    para o post bastava isto: "O resto - as diabolizações do jogador e do seu representante - são confissões de impotência, mau perder e elas sim, reveladores de mau carácter, por não respeitarem um percurso até agora exemplar de um jogador que sempre deu a sua preferência ao Sporting."

    Está aí tudo, como sempre. Só não vê quem não quer ou não percebe. Às vezes tenho inveja da ingenuidade destes últimos.

    E adoro o argumento usado de que Dier não era titular, Ilori não se afirmou e que Bruma só fez meia época, logo foram todos excelentes negócios. Como se as carreiras destes jogadores se esgotassem aos 19 anos e nunca viessem a evoluir se ficassem como titulares do Sporting.

    Tanta areia nos olhos...

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  26. Mas isto ainda não vão ficar por aqui.
    Repare-se bem a quantidade de bons negócios que podemos fazer no futuro tendo em conta a % dos passes dos jogadores na posse do sporting.

    Cédric (50%), Tobias (50%), João Mário (60%), W.Carvalho (60%), Adrien (30%), Carrilo (30%).

    Vai levar muitos anos a recuperar-nos de tanta má gestão acumulada.

    ResponderEliminar
  27. Concordo com quase tudo, mas tenho que dar mais importancia ao que está contatualizado do que a declarações ou possiveis contradições no discurso de BC

    Isso é para mim acessorio - presidentes de clubes afirmarem que não há propostas e passados dias ou horas elas aparecerem - é o prato do dia

    O que para mim é importante é saber porque esses casos continuam a acontecer

    Dier tinha 16 anos quando exigiu essa clausula e a partir daí o seu destino estava traçado

    Se com a direcção despesista de GL, não se conseguiu "comprar" esta clausula, não seria agora que o jogador já é mais conhecido e que o Sporting está em completa contenção orçamental que BC conseguiria

    Mas isso não impede de eu achar que o comunicado não é assim tão claro e que as culpas têm mesmo de ser repartidas por todos

    Mas o que me preocupa verdadeiramente é que parece que temos sempre de andar em leilões para conseguir manter os nossos jogadores - e se isso acontece repetidamente a culpa não será apenas dos atletas

    Algo está a falhar na relação formandos/direcção para que o Sporting seja considerado apenas mais uma hipotese no meio de tantas para os nossos melhores jogadores.

    Noutro blog foi referido, como critica a esta direcção, que o porto tinha ganho tanto com Mangala como nós com Bruma, Ilori e Dier

    Não é bem assim, porque tiveram de adquirir o passe, mas dá que pensar se devemos apostar assim tanto na formação

    è certo que ninguem (até ver) veio buscar o Mauricio, mas também ninguem veio buscar o Semedo e a prospecção se for bem feita também pode render bons negocios

    A direcção e mais concretamente BC que consiga aprender algo disto tudo - não se julgue o dono da verdade, procure ouvir os jogadores, os empresarios, os treinadores - que depois tire as suas conclusões e procure este solucionar este problema que não terá concerteza fácil resolução.

    ResponderEliminar
  28. Dizer ao anónimo das das 15.54, especialista em cultura do futebol inglês, que deve perceber tanto de futebol inglês como eu de baseball cubano.

    Dos jogadores portugueses que rumaram à Premier League, e só para dar alguns exemplos, diga-me lá quais deles andaram a rodar por equipas ao nível do Granada? Boa Morte, Paulo Ferreira, Hilário, Vaz T, Manuel Costa, José Semedo, José Fonte, Moreno?

    Ahhh, deve estar a falar no Bébé...lol

    Meta uma coisa na sua cabeça: o Ilori nunca será um grande jogador. Ser rápido não chega.

    ResponderEliminar
  29. Sempre quis ficar no Sporting? Ya... Principalmente quando, através do seu pai, enviou um pedido de rescisão do contrato. Motivo? Jogava por empréstimo no Everton e o motivo apontado era o facto de o Eric ter o passe partilhado entre duas entidades (proibido em Inglaterra). A administração de Godinho Lopes resolveu a contenda trocando a percentagem alienada do Eric por uma percentagem igual do passe de Filipe Chaby. Evitou-se assim a rescisão de contrato e posterior comprometimento definitivo com o Everton. Já que têm tantos 'amigos' dessa altura (de má memória) que andavam pelo Sporting, perguntem-lhes se foi assim ou não e verão que, afinal, o Eric nem sempre quis ficar no Sporting. Isto claro, se estiverem interessados...

    ResponderEliminar
  30. Por quanto é que saiu o Ronaldo? por quanto é que saiu o Nani? por quanto é que saiu o Quaresma? por quanto é que saiu o Simão?

    Mas isto anda tudo doido ou que? Querem jogar na equipa principal têm de cumprir algumas condições. Terem qualidade e não potencial e o clube estar salvaguardado contra os comportamentos predatórios que por aí se praticam.

    O Ilori, o Bruma e o Dier não são nada mais do que potencial... Ponto. Por muito que os gostassemos de ver jogar, o terem 18,19 ou 20 anos condiciona sempre a apreciação.

    Optaram pelo graveto á custa de terem a carreira dificultada... boa sorte para eles.

    O Dier queria ser titular ou não abdicar da clausula... ambas as exigencias vão contra os interesses do clube (ter um jogador que tem de jogar quer seja o melhor ou não, ou ter um jogador que vai sempre sair por 5 M€, por grande estrela que venha a ser).

    Olhem lá com olhos de ver e reconheçam a tentativa de salvaguardar os interesses do clube.

    A grande questão é a de como tornar o nosso Sporting atrativo para jogadores da qualidade que a nossa formação trás até sénior para ficarem até terem 24-25 anos e depois de ajudarem o clube então irem brilhar como verdadeiras estrelas para onde acharem que está o próximo desafio.

    Devem ser todos Cristianos Ronaldos estes, ou seram Paíns?

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (93) Adrien (18) AdT (1) adversários (81) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (33) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (3) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) arbitragem (88) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (68) Batota (16) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (95) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (64) Comunicação Social (20) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) djaló (10) Domingos (29) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (11) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (8) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (12) Francis Obikwelu (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (21) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (2) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (37) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (11) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (20) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (40) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (24) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (22) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (10) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) play-off (1) PMAG (3) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (2) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (3) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (5) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) SerSporting (1) Shikabala (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (1) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (89) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (3) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (2) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (95) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)