domingo, 10 de julho de 2016

Recordai hoje de novo o esplendor de Portugal

Orwell distinguia patriotismo de nacionalismo, conferindo à primeira uma natureza defensiva e à segunda uma tendência expansionista. No patriotismo caberiam formas como as de defesa militar e cultural. No nacionalismo revela-se o propósito de consolidar poder e prestígio, não necessariamente para o nacionalista mas para a nação ou unidade na qual o indivíduo afunda a sua individualidade.
Por preguiça, mal representando para este efeito o pensamento, diria qualquer coisa no seguinte modo: o patriota identifica-se e por impulso cuida de proteger. O nacionalista também poderá começar por identificar-se, mas depressa incorre na visão de um mundo onde o sucesso duma causa (a sua) está directamente relacionada com o insucesso ou a ruína de outras. O patriota dificilmente se reconhecerá como tal. O nacionalista apropriar-se-á indevidamente do termo patriota.

Daí, regressando fiel e novamente em exclusivo a Orwell: todo o nacionalista é capaz da mais flagrante desonestidade, mas também - pela noção de servir qualquer coisa maior do que o próprio - é dono da inabalável certeza de que tudo o que faz é o correcto.

Isto dar-nos-ia pano para para mangas mas não existe tempo. Servirá como moldura.

Pense nas grandes equipas e selecções de futebol que evocam noções patrióticas. De forma grosseira, passe tudo o que conhece pelo filtro que fará sobrar aquelas onde identificamos / identificámos / costumávamos identificar mas já não identificamos um conjunto de princípios, ideias, atributos definidores de uma identidade. Falo de cultura e apelo à sua capacidade de reconhecimento, reconhecimento esse que neste exercício transferirá de equipas para clubes e de selecções para países. Já está? FC Barcelona, Manchester United FC, FC Porto, AFC Ajax, AC Milan, Brasil, Holanda, Alemanha, Portugal, entre algumas ou muitas outras consoante a linha de tempo que estiver disposto a percorrer.
Verificará que pela facilidade de reconhecimento identitário, atribuímos às unidades chavões que em muitos casos fazem algum sentido. Para Portugal, 'o Brasil da Europa', chavão que se vai perdendo no tempo e que não importando agora desempacotar, remete para o explícito elogio da capacidade que Portugal tinha / tem de jogar bom futebol.

Existe uma relação entre futebol e patriotismo, jogo em sentido amplo cultural e de forma restrita jogo exibidor de cultura, receita a clubes por meio de equipas e a países por meio nalguns casos de equipas mas fundamentalmente selecções. Tudo isto é fácil e está aqui a razão para que uma selecção como a portuguesa, em 2000, me tivesse como exemplo magnetizado. E para que tivesse evocado os meus impulsos patrióticos. Com pena, a selecção que hoje em França pretende representar-nos (cultura portuguesa) será jamais capaz do mesmo. Os elementos definidores da identidade não estão lá. Não só não estão lá, como desejaria que o que lá está em nossa representação não estivesse, em virtude de nos desrepresentar. Ainda assim, futebol de selecções não se resume a patriotismo e poderemos sempre ver o jogo pelo jogo (é como deveríamos vê-lo na maioria do tempo). Neste caso, no Portugal VS França de hoje, desejo que vença a selecção que melhor jogar, desejando à partida que essa selecção, por empatia, hoje, seja a portuguesa.

Por fim, na hipótese da cultura portuguesa (pelo meio de futebol ou outras) lhe motivar sentimentos patrióticos, nunca permita a alguém apropriar-se ou negar-lhe esse sentimento. 
De forma análoga, e porque estamos no «A Norte de Alvalade» - espaço leonino, permita jamais que alguém reduzido pela ignorância, movido por interesse, sentimentos maus, ilusões de grandeza, auto-decepção ou outras, se aproprie, negue ou questione o sentimento sportinguista. Não o permita no interesse do Sporting e no seu próprio interesse. Não o permita também porque quem procurar apropriar-se ou questionar o seu sportinguismo, não estará a fazê-lo por lealdade ao Sporting.

10 comentários:

  1. Sou o único que gostava muito mais deste blogue quando este MM não escrevia?

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente nao percebo o propósito deste texto. Dá a impressao que se está marimbando para o destino da seleccao.

    Os elementos da identidade portuguesa nao estao lá? Quais sao esses que faltam? As identidades nao evoluem?

    E qual é a necessidade do pregao acerca de sportinguismo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portugueezza,

      Espero com alguma expectativa pela hora do jogo e até ao seu início desejarei que a equipa portuguesa vença. Por aí é nítido não estar a marimbar-me. E assim é mesmo que esta selecção não exiba qualquer coisa por norma reconhecível no jogador português ou em sentido lato no jogo português.

      Qualquer coisa que poderia (deveria) assemelhar-se ao jogo da selecção dum país como a Espanha, e que seria naturalmente muito diferente do jogo duma selecção como a alemã, oferecendo-lhe este último exemplo na vã esperança que perceba não estarmos a falar de resultados.

      Não sei ao que se refere por "destino da selecção".
      Duvido que a própria o saiba.

      Por último não existe qualquer pregão.
      Somente a sua incapacidade de bem interpretar o que vê escrito.

      Obrigado pelo comentário.

      Eliminar
    2. Ó MM, interpretar o que vejo escrito?

      Maezinha, lamento porque alguém uma vez lhe deve ter dito que sabia escrever...Ser mais como a Espanha, e menos como a Alemanha? Que lugar tem uma afirmacao destas numa ensaio sobre identidade?

      Este post é palha, uma mao cheia de palha! Um desperdício de latim. Palavras a mais, temas que nao ligam e uma ingenuidade confrangedora assente numa falácia.

      Qual? Os tempos mudam rapazinho, as pessoas mudam (evoluem) daí eu dizer ingenuidade. E nao estou a defender que agora é que somos bons...longe disso que ainda há muito (muito!) para melhorar!

      Nao. O futebol é feio. Ganhamos a rasca, a la Grécia. Temos lá porcos sem carácter nem formacao como o Pepe, o Renato e o Eliseu. Mas também temos os outros todos.

      Já agora, muita cueca pingada deu o Europeu de 2000, mas nao foram praticamente esses jogadores que foram as putas a Macau em 2002? E fizeram um escandalo por causa dos prémios de jogo (aliás, nao foi o mesmo no Brazil?)? Granda indentidade (!).

      Mas pronto, é a seleccao que temos. Do Mendes, do Nandinho e do F Gomes. Como dizia o Queirós "há muita porcaria na federacao".

      Obrigado pela resposta e desculpe lá o tom

      Eliminar
    3. "Ser mais como a Espanha, e menos como a Alemanha? Que lugar tem uma afirmacao destas numa ensaio sobre identidade?"

      Em futebol, houve um tempo no qual ambicionaria a Espanha, com legitimidade, ser mais parecida connosco. Desde há muito, deveríamos nós ambicionar ser mais parecidos com a Espanha, também com legitimidade. O que não podemos - nem poderá a Espanha - é ambicionar ser parecidos com a Alemanha. Do mesmo modo que a Alemanha dificilmente poderá parecer-se com a Espanha ou connosco.

      Não se trata de escolher ser mais como uns e menos como outros.

      Sei bem que para si tudo é descartável e indiferente. Poderíamos ter hoje em França 11 basquetebolistas lituanos aos saltos a jogar com as mãos, que desde que vestissem camisolas lusas e jogassem em representação de Portugal você continuaria alegre e feliz a não enxergar.

      Não lhe falei da selecção de 2002. Falei-lhe na de 2000. Poderia também ter-lhe falado na de 1998, mas infelizmente não teve a competência de se qualificar. Perdeu muito o França 1998.

      "O futebol é feio. Ganhamos a rasca, a la Grécia. Temos lá porcos sem carácter nem formacao como o Pepe, o Renato e o Eliseu. Mas também temos os outros todos".

      Obrigado por nos revelar a deformação do seu carácter e deseducação. Como essas passam-me ao lado dir-lhe-ei somente que a Grécia em 2004 ultrapassou equipas como a portuguesa (fase de grupos), França e República Checa nos quartos-de-final e meias-finais e novamente a portuguesa, na final.

      Sabe por que modo o conseguiu? Muito mérito, algum acaso e um über treinador como Otto Rehhagel.


      O seu tom não me incomoda. Nem me incomodam a sua incapacidade e estupidez.

      Eliminar
  3. O sr. MM destila ódio por todos os lados e quando não tem nada para dizer, inventa. Não se percebe o propósito deste texto, não se compreende porque é que no post anterior critica o comunicado do Sporting relativamente ao Miguel Ângelo, mas ignora o facto do Miguel Ângelo desprezar o Sporting dizendo que foi uma decisão fácil.

    Compreendo que queira ser útil ao blogue mas não estrague a essência do mesmo e os discursos coerentes e bem articulados do Leão de Alvalade.

    Respondendo ao anónimo do primeiro comentário: não, caro amigo, não é o único a gostar mais do blogue quando o MM não escrevia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bruno Nogueira,

      Terá de reunir-se com o Anónimo (se conseguir encontrá-lo), a gorda aqui de cima e levem essa questão ao Leão de Alvalade.
      Tudo o que ele decidir estará por mim muito bem decidido.

      Obrigado pelo comentário.

      Eliminar
  4. Também adorei essa Seleção de "ouro". De 2000 a 2006 tivemos o melhor período da história da Selecção. Foi nesse tempo que Portugal merecia ter ganho algo.

    Mas por um lado, uma Selecção bem mais fraca, conseguiu superar-se a uma França, onde milhares de portugueses lá fizeram uma vida, sendo mais que uma mera vitória de futebol, mas um simbolismo único.

    De qualquer modo, se não fosse o trabalho feito pela geração de ouro, também não haveria qualquer alicerce para o que se conseguiu ontem à noite em França.

    ResponderEliminar
  5. Profeta,

    Não encontro no futebol esse tipo de simbologia, selecções em representação de povos a residir nos países de origem ou emigrantes e coisas desse género - algo que admito perfeitamente ser um defeito meu. Vejo sim no futebol de selecções uma montra de culturas e por isso capaz de fazer soar impulsos patrióticos. Mas esses impulsos manifestam-se individualmente e nessa condição, se não reconhecer os traços que (na minha interpretação da realidade) façam sobressair a riquíssima cultura do futebol português numa qualquer selecção que o (nos) represente, para mim essa selecção reduz-se a mais uma equipa em prova. Foi assim em 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016 e assim será muito provavelmente nos anos vindouros. Mas isso não invalida desejar-lhe sucesso, por empatia, em virtude de ser português. Mas nada mais do que isso. Logicamente, se uma qualquer selecção portuguesa pela qual sinta reservas ou com a qual não me identifique entrar num torneio e se mostrar superior ou diga de elogio, estaria na linha da frente para louvá-la. Não foi evidentemente o caso da selecção que esteve em França e o facto de ter conquistado o troféu em nada o altera.

    A selecção não superou a França na final nem superou qualquer dos adversários com quem jogou. Na final não diria ter levado um banho (levou-o em muitos momentos) mas viu-se de princípio a fim subjugada à evidente superioridade do adversário.

    Estimado Profeta, admita por um momento ter visto o jogo que viu mas ao qual lhe retirariam os 2 segundos finais de cada lance de perigo. Teria visto tudo - como viu - mas nos instantes em que a bola entra ou não na baliza, o caro não saberia como tinham terminado. No fim do jogo alguém lhe informaria: o resultado ficou 4-0. Qual seria a sua aposta para o vencedor?

    Deixe-me somente dizer-lhe por que motivo admito estar equívocado em relação ao que falámos no início. Já saí de Portugal há algum tempo e sempre que encontro ou vejo qualquer coisa portuguesa - uma bandeira, uma embaixada, um café, tudo isso é capaz de me fazer sentir orgulho. Em especial os cafés e alguns pequenos restaurantes já que por norma estão decorados com simbologia bem portuguesa. Um orgulho imenso e usaria nesse contexto o termo patriota.
    Consigo imaginar muita gente ver o futebol da selecção portuguesa do mesmo modo. Mas - por defeito, admito - não é o meu caso. Se é futebol não basta estarem lá as camisolas e os nomes portugueses. É preciso bem mais do que isso para me fazer sentir orgulhoso.

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. equivocado'
      alguém o informaria'

      por entre outras que possam ter-me escapado.

      Eliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (4) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (5) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (2) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (4) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)