segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ainda o derby: da jaula ao golo sofrido


Tal como era fácil de prever o derby vai continuar a ser falado. Infelizmente não por causa dos lances de futebol mas por causa da jaula e da forma como os adeptos do Sporting foram recebidos e tratados. E por muito que o incêndio na bancada seja útil para desviar as atenções do que se passou na Luz convém não esquecer o essencial: é difícil perceber que tal não tenha sido uma provocação e ficou evidente para toda a gente que não só não havia condições para os espectadores verem um espectáculo, como até as condições de segurança eram desadequadas.

O tempo que mediou entre a intervenção dos bombeiros foi o suficiente para ter havido uma tragédia. Tragédia essa que já tinha estado iminente por diversas vezes aquando da entrada dos adeptos, quando os iluminados que montaram o esquema de segurança resolveram fazer desaguar alguns milhares de adeptos num estreito funil, e onde estavam meia-dúzia de pessoas para os revistar. As imagens dos canais de cabo de informação (TVI24h, SICn, RTPi) foram bem explicitas.

O que motivou Luis Filipe Vieira e a sua direcção a construir da famigerada jaula é que é difícil de descortinar. Dizia-nos o inefável (João) Gabriel O Não Pensador, que instalações como a jaula existem em toda a Europa. É verdade que sim. Mas é bom lembrar que, na passada quarta-feira, o SLB jogou em Old Trafford, onde os adeptos foram bem acolhidos antes, durante e depois do jogo. Isto é o mesmo que dizer que Luis Filipe Vieira frequenta os melhores museus mas quando chega a hora de comprar quadros para casa prefere uma cópia do menino chorão que pode ser adquirida na feira de Carcavelos. 

Não pensem os adeptos benfiquistas que esta medida foi em seu favor. As repercussões desta iniciativa equivalerão a uma escalada retaliatória, à semelhança do que acontece em todas as guerras. Foi assim, ao nível da guerra que o SLB quis colocar a questão ao lançar mão de uma arma que até agora nada justificaria. Os incendiários do futebol português são tão ou mais evidentes que os que, sem desculpas, incendiaram as cadeiras nas bancadas.

Da parte do Sporting resta apenas uma alternativa para evitar males maiores: não enviar bilhetes para jogos com o SLB e pagar a respectiva, sem prescindir no imediato de uma tomada de posição forte junto da Liga; FPF e governo.

Mas Luís Filipe Vieira e companhia não são os únicos culpados. Como bem sabemos vivemos num país à deriva, onde as elites e as lideranças há muito foram de férias. O País é das corporações, da partidarite e do clubismo e quem devia dirigir prefere não hostilizar para não ver o seu quintal posto em causa. É nesse quadro que entendo a posição da Liga, da PSP, da FPF e, já agora do ministro da tutela que, do seu lugar no estádio, olhava com um sorriso complacente para a jaula que lhe era apontada por um dirigente benfiquista. Ou as palavras do ministro da Adm. Interna, dizendo que “tudo isto era triste”.

É neste ambiente de demissão de responsabilidades que se percebe que o futebol português está cada vez mais aprisionado pela violência das claques, ao contrário do que se vem fazendo nos países onde melhor se trabalha, como é o bom exemplo britânico. Ora o que lá vem sendo feito permitia-nos queimar etapas mas parece que em Portugal nada será feito enquanto não tivermos os nossos Heisel Parks privativos. À falta de acção superior o Sporting deve fazer o seu próprio caminho, olhando sem contemplações para o fenómeno e sem deixar seduzir pelas más práticas, como aconteceu com Vieira.

Preferiria falar apenas do futebol jogado, porque o jogo do derby foi intenso e rijamente disputado. Quando se vai para um jogo sabe-se que há 3 resultados possíveis e que apenas um está garantido se nada se fizer: a derrota. E que, mesmo tudo fazendo esta pode ocorrer e foi isso que aconteceu ao Sporting. Não porque o adversário tenha sido globalmente superior, mas porque o foi num determinado momento. 

E talvez não tenha sido por acaso que o golo tenha ocorrido num canto e num lance disputado de cabeça. A superioridade do adversário em altura e peso acabaram por ditar a sua lei, num lance que é difícil de avaliar se resulta do mérito de quem ataca ou do demérito de quem defendia. O que me parece inútil e até perverso é a procura dos habituais bodes expiatórios quando, a haver falha, ela foi colectiva e não individual. Apontar a Polga, Carriço ou Patrício o ónus do golo, como vi alguns fazer, é já um caso patológico que não me cabe a mim explicar ou compreender.

O golo acaba por ficar sentenciado quando Onyewu é ultrapassado no primeiro poste e sobram diversos jogadores adversários que garantem superioridade aérea sobre os demais. Schaars não consegue opor-se a Xavi e o resto é o que já se sabe. Há porém um aspecto que não vi referenciado e que poderia evitar o golo, que era a colocação de alguém ao primeiro poste, onde a bola acaba por entrar. Não sei porque o Sporting não o fez e não consegui imagens para perceber se não o faz habitualmente. 

A colocação de um jogador aí e inclusive ao segundo poste, visa também encurtar o tamanho da baliza para o guarda-redes, uma vez que são muitas as opções possíveis de tomar quando a bola pode ser posta a circular nas suas imediações a partir de uma distância aproximada de 30m ou menos a velocidades facilmente superiores a 80km/h. De qualquer forma há que reconhecer o mérito do adversário, que ainda por cima sabia antecipadamente, como se depreende da movimentação, como a bola ia ser batida, coisa que os defesas só entendem quando ela sai dos pés do marcador do canto. As fracções de segundo de vantagem podem ser determinantes, como parece ter sido o caso.

P.S.- a propósito da jaula do derby recomendo a leitura dos dois posts da @Pinilla aqui e aqui e da crónica de ontem do Ferreira Fernandes, no DN.

16 comentários:

  1. O SCP não pode deixar de vender os obrigatórios 5% de bilhetes, pois a punição já não é uma multa e sim a interdição do seu estádio por 3 jogos.

    ResponderEliminar
  2. Já tinha reparado na falta de jogador ao 1º poste, Leão de Alvalade, principalmente nos primeiros jogos da época.
    Ao primeiro e ao segundo postes.
    Desde sempre me habituei a ver futebol com um jogador em cada poste na marcação de cantos, normalmente os mais baixos de cada equipe.
    De há uns anos para cá, começou a ser habitual ficar apenas um jogador ao 1º poste, penso que para libertar o outro para acções de cobertura fora da área.
    E no SCP de Domingos reparei de facto - e disse-o - que, nos primeiros jogos, não ficava nenhum jogador pelo menos ao 1º poste.
    Confesso que depois, quando começaram a aparecer as vitórias, deixei de reparar nisso.
    Mas no sábado, quando aquela bola entrou mesmo rente ao 1º poste, lembrei-me logo que teria sido tão fácil evitar o golo do Benfica se o João Pereira ali estivesse encostado!...

    ResponderEliminar
  3. Excelente prosa meu caro. Os meus parabéns.

    António Fonseca

    ResponderEliminar
  4. Parabéns a quem lá foi!
    Tive orgulho no meu clube que deu uma imagem de força e de união como há muito não se via.
    O incêndio foi apenas uma consequência inevitável das provcações a que os nossos adeptos foram submetidos.
    Andamos há muito a encher com a arrogância e bazofia vermelhas.
    Felizmente, temos uma grande massa associativa, grandes claques e um conselho directivo que não se esconde e que sente a camisola como há muito não se via.

    Rui Semedo

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. muito simples diminui se a lotaçao do estadio por razoes de segurança, so se vende bilhetes aos socios do sporting e os 5% ao benfas a 100 euros o bilhete para bancada b com uma rede,
    esquerdo

    ResponderEliminar
  7. Grande texto!

    Na minha óptica, resumo tudo o que tenho lido sobre este tema no seguinte:

    Há 3 grandes culpados nesta história, e por esta ordem (e os benfiquistas que deixem de ser hipócritas e assumam que a ordem dos acontecimentos é importante!):

    1) O SLB, que se lembrou desta medida sem que existisse qualquer histórico ou acto recente que o justificasse. A comparação com outras realidades europeias é absurda e retrógrada.

    2) A Liga, que aprovou uma situação destas, claramente geradora de discussão, a meio de uma das épocas mais competitivas dos últimos anos, sem discussão prévia com os restantes clubes. Sim, porque isto não é apenas uma situação de segurança - é uma redefinição do modelo de espectáculo que queremos para o nosso futebol profissional, e a Liga não poderia deixar de pensar nas implicações desta "novidade".

    3) Por fim, os adeptos do Sporting que geraram o incêndio das cadeiras. São os grandes culpados por se ter invertido a discussão que deveria ter existido e que claramente já não vai existir. Sim, porque o que manda são os mídia e eles preferem claramente discutir um fogo do que o futuro do espectáculo desportivo em Portugal.

    Agora, para o futuro, temo o pior. Claramente o Sporting não receberá os adeptos do Benfica como antigamente. Provavelmente haverá condições ainda piores do que as deste último derby. O Benfica ripostará, o Porto entrará também nesta guerra e o que acontecerá será a sucessiva "guetização" dos adeptos. Sobreviverão, necessariamente, os piores, os mais indisciplinados, os que gostam da sensação de estarem enjaulados, pois isso dá-lhes adrenalina, dá-lhes raiva. Será assim em todos os que forem enjaulados, sejam verdes, vermelhos ou azuis.

    No meio desta história toda o mais inacreditável (e uma vez mais uma vénia ao autor deste post) foi o esquecimento (certamente por conveniência) do que se passa na melhor Liga de futebol do mundo, a Liga Inglesa. Como é possível tentar copiar a Liga Inglesa em tudo e mais alguma coisa e depois ignorar um dos pilares da sua estratégia - a dignidade no acesso aos estádios, sejam adeptos visitados ou visitantes?

    Será que nenhum benfiquista consegue perceber isso? Porquê essa defesa intransigente do SLB quando o clube que vocês adoram preferiu o caminho das trevas ao caminho da Luz?

    Não venham com a hipocrisia da protecção dos adeptos visitantes, pois isso a ser verdade teria uma de duas consequências práticas:

    1) Deixavam o sector visitante junto ao relvado e aí sim fariam uma caixa de segurança para evitar o arremesso de objectos de bancadas superiores para esta;

    2) Caso o sector visitante ficasse no 3º anel, como ficou, não colocariam rede à frente dos adeptos, pois o risco de arremesso de uma bancada inferior é diminuto;

    Ou não é assim? Se o objectivo era tão nobre, e os únicos beneficiados seriam os adeptos visitantes, porque não o fizeram? A verdade é que a protecção dos adeptos visitantes foi a última das preocupações dos dirigentes do SLB. "Queremos os adeptos do Sporting em zona de segurança total para os nossos adeptos" - essa sim foi a preocupação do SLB, legítima e louvável, mas muito mal pensada, muito mal executada e inacreditavelmente aprovada pela Liga, sem pensar nas consequências futuras.

    Admito algum populismo por parte de alguns dirigentes do Sporting com esta questão, e reprovo. Mas é esta capacidade de auto crítica que cada vez mais me convence que efectivamente somos diferentes, para melhor, pois não consigo perceber como não há um benfiquista que seja que não admita as culpas do SLB neste processo. É que isso ainda é pior do que populismo... é clubismo acéfalo, ou seja, burrice!

    SL

    ResponderEliminar
  8. Facto: O Sporting é único clube que tem um fosso a separar os (seus) adeptos do relvado. Não conheço algum grande clube da Europa que tenha um fosse!

    Facto: O Benfica e qualquer clube pode fazer o que bem entender nas instalações do seu estádio estando apenas sujeito às devidas autorizações das entidades competentes!

    Facto: Muitos outros grandes clubes da Europa têm sistema iguais e o caminho vai nesse sentido!

    Facto. Já houve problemas com adeptos de outros clubes que atiraram cadeiras e outros objectos para os adeptos que estavam nas bancadas inferiores!

    Facto: Todas as claques são tratadas daquela forma e todas as pessoas de bem sabem que o merecem! Se os deixassem à solta já tinha acabado o futebol em Portugal!

    O Sporting tudo fez para incendiar o dérbi. Não se pode questionar o seu direito a não ter gostado de ser o primeiro clube a ir para a "jaula", (o termo é vosso não meu). Agora a forma como reagiram a tal facto visou apenas criar um inimigo, um alvo apetecível, pois os adeptos facilmente se revêm nele! Se assim não fosse davam conta do seu descontentamento junto do clube adversário, das autoridades e dos seus adeptos mas respeitando a decisão do clube adversário dado ser totalmente legal!

    Esta estratégia é velha, muita gasta e usada por clubes doentes onde o que importa é apenas ganhar! Dá frutos, ou tem dado, mas apenas para um clube e todos sabemos porquê!!!

    Se assim não fosse, ou seja, se o Sporting não quisesse começar esta guerra, não arriscaria tanto. Todos sabem que as claques precisam de muito pouco para legitimar a guerra em que vivem uma com as outras e com os clubes rivais no seu todo. Quando essa legitimação vem da própria direcção do clube, que ninguém se queixe a seguir! Não previu isto a direcção do Sporting ou quis que acontecesse??? Só pode! Todos sabemos que para unir as tropas é preciso criar um alvo comum a abater por todos! Ele foi criado!

    Surpreende-me que pessoas inteligentes se deixem enganar tão facilmente mas, lá está, o alvo a abater é apetecível porque incorpora todas as frustrações existenciais de um clube e fica fácil soltar o ódio...

    Qualquer ser pensante percebe o que pretendeu o Benfica - Com a criação da caixa de segurança colocou os adeptos dos clubes rivais bem longe do relvado afastando da proximidade do relvado o apoio que estes sempre proporcionam! É o mesmo que fazem Real ou Barcelona e muitos outros clubes. Nunca vi nos estádios destes clubes adeptos rivais bem em cima das balizas! Na Luz isso era garantido!

    Mas enfim, devo ser benfiquista e como tal só quero provocar os outros clubes...

    ResponderEliminar
  9. Vcruz:

    "O Sporting tudo fez para incendiar o dérbi"

    Desculpo-te a disgrafia. Se quiseres podes corrigir e por lá o nome do teu clube.

    ResponderEliminar
  10. Facto: O Benfica e qualquer clube pode fazer o que bem entender nas instalações do seu estádio estando apenas sujeito às devidas autorizações das entidades competentes!

    R: O Benfica pode igualmente esperar que os outros façam o mesmo nos seus estádios e precisamente no jogo em que o Benfica for disputar nesses estádios.

    Facto: Muitos outros grandes clubes da Europa têm sistema iguais e o caminho vai nesse sentido!

    R: Os maus exemplos são sempre copiados pelo Benfica. Assisti aos 2 derbys o ano passado e o cordão de segurança da polícia foi suficiente para que as claques visitantes se tivessem portado bem.
    Porquê a alteração sem motivo aparente?
    Talvez porque este ano o Sporting esteja disputar o título e a vitória tenha de ser sempre obtida a qualquer custo, de acordo com a filosofia portista bem apreendida pelo presidente Orelhas, ex-sócio do FCP?

    Facto: Já houve problemas com adeptos de outros clubes que atiraram cadeiras e outros objectos para os adeptos que estavam nas bancadas inferiores!
    R: Erro crasso, nos últimos jogos na Luz, os adeptos dos outros clubes (quando em número elevado), eram sempre colocados na mesma perpendicular, ocupando a parte inferior e superior da bancada superior.
    De cada um dos lados é colocada uma fileira de polícias que não permite atirar qualquer objecto de uma para outra bancada.
    Quanto ao atirar de objectos, apenas em lembro de um adepto de um clube (Benfica) conseguir matar outro adepto (do Sporting) com um very-light, sendo hoje objecto de veveração da claque ilegal do Benfica (NN).
    E apenas essa mesma claque conseguiu incendiar e agredir jogadores de hóquei do FCP com bastões, e apenas essa mesma claque conseguiu ir a Alcochete provocar uma chuva de pedras num centro de estágio, etc, etc.

    O Sporting apenas se limitou a responder ao acto incendiário da Direcção do Benfica.
    O tratamento diferenciado que o clube da Luz ofereceu aos sportinguistas, pode e deve ser adoptado por todos os outros clubes quando receberem as claques ilegais do Benfica.

    Se gostam de jaulas, jaulas terão como resposta.
    Se não gostam de adeptos dos clubes adversários no vosso estádio, também todos os outros clubes têm o direito de tratar as claques ilegais do SLB da mesma forma, enjaulando-os e colocando à sua disposição a percentagem mínima de bilhetes a preços proibitivos(ou nenhum se possível).

    Da próxima vez, antes de os vossos dirigentes fazerem merda, que pensem duas vezes...o que é difícil como se vê pelo QI diminuto de gente como o Orelhas ou o palhaço do João Gabriel...

    ResponderEliminar
  11. Tem existido imensa contra-informação sobre estes incidentes. A máquina de propaganda do slb esforça-se por desmontar muitos dos acontecimentos, numa atitude prepotente e desresponsabilizante da sua direcção. É chocante inclusive a versão romanceada que um dos seus dirigentes ontem apresentou na televisão.

    Factos são aqueles que constatei pessoalmente, pois estive presente na famigerada "gaiola".

    Os esses factos foram:

    a) apenas haviam 5 postos de controlo e revista. Bem pode o benfica alegar que eram 15 steward masculinos e 5 femininos. Nunca Paulo Cristóvão falou no número de pessoas, mas sim no número de postos de controlo, manifestamente insuficientes para dar vazão ao número de espectadores;

    b) as condições de acesso ao estádio da luz exigem que o fluxo de entrada de adeptos adversários seja permanentemente interrompido, sempre que se verificava a passagem dos adeptos benfiquistas, o que atrasou ainda mais as operações. Sobre isto, não fala o benfica;

    c) choca-me a alegação de que afinal existiam casas de banho. Claro que existiam, elas estavam lá. O que os responsáveis do benfica não referem é que os sectores foram selados pela polícia e ninguém era autorizado a circular;

    d) diz o benfica que a sobrelotação é uma invenção porque existiam lugares livres na parte de cima. O que o benfica não diz é que os stewards foram colocados por forma a aglutinar os adeptos nas escadas, impedindo-os de subir e sem exercer a sua função reguladora da distribuição dos espectadores. Em alguns espaços haviam 3 e 4 pessoas encavalitadas num só lugar. Podia ter acontecido uma tragédia;

    e) por último, a acusação de que foram as declarações de Paulo Cristovão que atearam o fogo são outra mentira contada muitas vezes na tentativa de que se torne verdade. A comitiva do Sporting saiu da bancada quando o jogo acabou mas foi retida pela polícia na antecâmara, junto dos bares e dos WC's, durante mais de meia hora. Nessa altura, eu pude constatar pessoalmente que a casa de banho estava fechada e já aí recebemos a informação de que algo sucedia na bancada, embora desconhecêssemos a gravidade do incidente. Paulo Cristovão só deu a entrevista na zona mista quando chegamos à garagem do estádio, escoltados pela polícia, mais de 45 minutos depois do jogo acabar.

    Do que o benfica não fala porque não lhe convém:

    1) dos adeptos com bilhete válidos para outros sectores que foram encaminhados para ali e impedidos de entrar na zona para a qual tinham bilhete;

    2) da várias centenas de adeptos com bilhete que não conseguiram entrar porque o sector estava lotado, palavras da própria organização do estádio.

    A versão que o benfica apresenta justifica a lotação do sector como sendo maior que os bilhetes cedidos, mas não conta que esse sector foi forçadamente ocupado por pessoas com bilhetes para outros sectores.

    Aquilo que o benfica tenta fazer é uma escandalosa deturpação dos acontecimentos, vitimizando-se e atribuindo aos dirigentes do sporting a responsabilidade pelos factos que eles próprios criaram.

    Naturalmente que a direcção do Sporting já condenou de forma firme o incêndio verificado após o jogo. São lamentáveis actos que devem ser punidos. Mas que não isentam o benfica da lamentável situação explosiva que criou e que agora tenta justificar com a sua legitimidade para decidir a organização do jogo.

    Por último, chocante ainda a atribuição de comportamentos de claque a todos os adeptos do Sporting. Não é referido que, na "caixa" de segurança onde viajaram as claques, foram forçados também a inserirem-se famílias, mulheres, crianças e idosos, que foram tratados como gado.

    Sejamos claros: o benfica percebeu a demonstração de força que o Sporting pretendia transmitir neste jogo, e tudo fez para o contrariar da forma mais hostil possível.

    É a hora dos Sportinguistas se unirem e não se deixarem contaminar pela contra-informação desse clube. Confio plenamente na Direcção para saber como agir daqui por diante, face à gravidade dos factos.

    ResponderEliminar
  12. VCruz, vamos lá analisar e interpretar os teus "factos", com frieza e sensatez:

    "Facto: O Sporting é único clube que tem um fosso a separar os (seus) adeptos do relvado. Não conheço algum grande clube da Europa que tenha um fosse!"
    FALSO - Como é de todos conhecido, a Arena de Amterdão tem fosso, e outros casos há em que não existindo propriamente um fosso existe um desnível significativo entre as bancadas e o relvado. Mas o mais engraçado (e prova da estupidez do argumento) é que os próprios sportinguistas não se revêem no fosso e tanto assim é que o fecho do fosso foi uma das medidas anunciadas pela candidatura vencedora das últimas eleições do clube. É a tal capacidade auto crítica que vos falta, percebes?

    "Facto: O Benfica e qualquer clube pode fazer o que bem entender nas instalações do seu estádio estando apenas sujeito às devidas autorizações das entidades competentes!"
    CERTO - mas isso não invalida que seja uma má decisão, ou invalida? Ou tu nunca discordaste de uma decisão da Assembleia da República ou do Governo? É que o que está em causa não é, nem nunca foi, uma questão de legalidade, mas sim de modelo. É uma questão de escolhas, opções, percebes?

    "Facto: Muitos outros grandes clubes da Europa têm sistema iguais e o caminho vai nesse sentido!"
    FALSO - Nunca li nada que prove isso, mas estás à vontade para o tentar mostrar. O único facto que conheço e que é fruto da minha observação do futebol ao longo dos últimos 30 anos é que progressivamente as barreiras nos estádios europeus têm sido banidas e os espectadores estão cada vez mais próximos do relvado. Além disso, as duas ligas com mais assistência ao vivo da europa (Inglesa e Alemã) falam por si. Basta ver os estádios e perceber qual o caminho que estes (muito bem) escolheram.

    "Facto. Já houve problemas com adeptos de outros clubes que atiraram cadeiras e outros objectos para os adeptos que estavam nas bancadas inferiores!"
    CERTO - mas isso não se podia resolver de outra forma? Se a video vigilância serve para detectar incendiários também servirá para identificar atiradores furtivos de cadeiras, ou não? Já agora, e uma vez que gostam de caixas de segurança, podiam então ter mantido os adeptos adversários junto ao relvado com a tal caixa de segurança. Porque não o fizeram?

    "Facto: Todas as claques são tratadas daquela forma e todas as pessoas de bem sabem que o merecem! Se os deixassem à solta já tinha acabado o futebol em Portugal!"
    FALSO - Quem foi tratado daquela maneira foram todos os adeptos sportinguistas, independentemente de pertencerem ou não a uma claque. Aliás consegues perceber porque cada vez mais há mais membros das claques e menos casuals nestas deslocações? Fácil, não é? Quem está disposto a ser tratado daquela forma?

    Portanto, VCruz, os seus argumentos são puramente hipócritas, demagógicos e populistas, próprios de um velhaco que não quer admitir o erro do seu clube na forma como instituiu esta medida.

    Mas tenho que elogiar uma coisa no teu texto. Reconheceste um dos objectivos do teu clube:"Qualquer ser pensante percebe o que pretendeu o Benfica - Com a criação da caixa de segurança colocou os adeptos dos clubes rivais bem longe do relvado afastando da proximidade do relvado o apoio que estes sempre proporcionam!" - porque é que nenhum dirigente do teu clube admitiu isso publicamente? - Se calhar isso até teria permitido uma discussão mais sadia - ok, é legítimo - "queremos os adeptos adversários mais longe do relvado e de modo a evitar que estes atirem coisas para as bancadas inferiores iremos colocar uma rede de segurança" - quem teve este discurso? O problema (e uma vez mais é uma questão de forma) é que usaram o argumento hipócrita que esta medida visava exclusivamente a segurança dos adeptos adversários. Só que estes não são estúpidos, percebes?

    Mas agradeço o comentário, pois reforça as diferenças entre quem gosta de discutir o essencial e o acessório.

    SL

    ResponderEliminar
  13. JPS,

    Espero que a direção do SCP apresente queixa na liga sobre a organização do jogo e queixa da policia pela má gestão da multidão.

    ResponderEliminar
  14. JPS,

    Você mostrar ter conhecimento dos factos por ter estado presente, já ponderou enviar um mail ao Sporting a relatar o seu testemunho? Acho que todos os factos devem ser descritos e fundamentados por testemunhas, como tal agradecia que desse o seu contributo ao Sporting.

    SL,

    João Francisco

    ResponderEliminar
  15. Caro João Francisco:

    Asseguro-lhe: o Sporting está a par de tudo o que relatei. O meu contributo está bem entregue.

    ResponderEliminar
  16. Leão de Alvalade, o Benfica não precisa de criar inimigos porque já os tem e não precisa de incendiar ambientes. Os seus adeptos não precisam de motivação extra porque o ódio de portistas e sportinguistas chegam!!!

    Os benfiquistas vinham de um jogo memorável com o Manchester e o respectivo apuramento com o primeiro lugar do grupo bem à vista! E não foi o Benfica quem pediu bilhetes a mais do que os que tinha direito e depois devolveu 46, ou apelidou a caixa de segurança de jaula ou gaiola, ou se recusou a ir para os camarotes como é usual fazer-se! O Benfica convidou os dirigentes do Sporting para irem ver a "jaula" e estes nada tiveram a apontar! O Benfica até ao jogo não emitiu qualquer comunicado ou fez considerações que pudessem incendiar os ânimos! Se tudo isto se passou ao contrário, então dou-lhe razão e troco o nome aos clubes...

    Sportingatémorrer, é isso mesmo! Não te revés no fosse e isso não implica que vais incendiar cadeiras, ou implica?!?!

    Quanto ao resto, apenas dizer-te que vives a tua realidade e ela é respeitável mas tens de respeitar a dos outros! Não sei que tamanho terás de QI, mas isso de nada vale quando tens a pretensão de te achar melhor que os outros!

    Não vou discutir se um adepto de uma cor matou outro ou se uns adeptos andaram em batalha campal pelas ruas de Lisboa com outros de Madrid, ou se tentarem agredir o presidente eleito. Nem estar para aqui a defender que a entrada atrasadas das claques é o mais usual, sejam elas quais forem, ou dizer que número de pessoas disponibilizadas para a revista era a de sempre, ou que se viam (e vêm) cadeiras vagas na bancada apesar do um vice-presidente do vosso clube vir dizer que estavam dois adeptos para uma cadeira; ou que têm umas gravações (ilegais, mas isso nem importa) do presidente do Benficas a fazer ou a dizer não sei o quê, e depois de desafiados para as mostrarem ficam calados!

    Não vale a pena, vocês são mesmo diferentes e essa diferença justifica todas as atitudes - os outros são maus e vocês uns seres impolutos que só reagem quando provocados e que nunca provocaram ninguém!!!

    Como eu gostava de pensar assim!!!
    De uma coisa podes ter a certeza! Claques como as que existem em Portugal merecem o pior dos tratamentos tenham a cor que tiverem!

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (4) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (6) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (2) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (1) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)