segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Guimarães confirmou as boas e as más noticias

Foto MaisFutebol
Foi decepcionante sair de Guimarães sem os três pontos quando fomos a única equipa que os procurou em campo e essa foi uma das razões que me levou a guardar para hoje o post sobre o jogo. Evitar ser apenas mais um, entre muitos, a destilar frustração em cada linha e digerir melhor o que me foi dado observar foram as razões do atraso.

As boas noticias
Este será com certeza um Sporting diferente e creio que muito mais forte e personalizado do que o que nos foi oferecido nos últimos anos e muito à imagem do seu treinador. Os princípios de jogo que este pretende parecem-me, em geral, correctos para as necessidades das competições nacionais, mesmo considerando a necessidade de óbvios apuramentos, dos quais se falará mais adiante. Notou-se em especial na segunda parte, mas foi comum a todo o jogo, um Sporting dominador e mandar no jogo, sem com isso dar espaços ao adversários que permitissem a este apanhá-lo em contra-pé. Patrício foi apenas chamado a uma defesa sem grande dificuldade. 

Muito diferente do que observávamos há um ano a esta parte, em que víamos um Sporting tão depressa no ataque como com o credo na boca para suster os adversários que, em 2 ou 3 toques, semeavam o pânico no nosso último reduto. Esta melhoria não se deve apenas à mudança dos actores do quarteto defensivo, mas a um guião completamente novo, da autoria do treinador, e cuja interpretação responsabiliza todo o colectivo. Que este Sporting será muito difícil de bater é uma ideia que ganha cada vez mais força à medida que se acumulam os jogos. 

As más noticias
Os receios de um Sporting demasiado curto, e que resultavam da observação dos jogos de preparação acabaram por se confirmar. Para isso também contribuiu um Vitória muito bem organizado e de tracção total atrás, figurino que o Sporting terá que aprender a contrariar para fazer valer a sua candidatura, porque esse será o prato mais comum na ementa do campeonato. 

Percebo a ideia de Sá Pinto ao optar por um Gelson mais retraído, no sentido de resguardar as costas da equipa, mas para isso teria que, à sua frente haver uma dinâmica que, por ora, não se vê e que apenas se intui quando Elias sobe a apoiar.

Os extremos Capel e Carrilho jogaram demasiado em linhas paralelas e pouco em diagonais. Capel esteve, como todo o sector mais avançado, sem espaço e muito desinspirado, acabando demasiado tempo em campo para o que produziu. Carrillo esteve bem inicialmente mas, talvez pelo jogo e viagens do meio da semana, foi desaparecendo gradualmente até se apagar. 

Ao centro Adrien jogou sob vigilância apertada, muito isolado, de costas ou de lado para o jogo, não podendo usar um dos seus melhores trunfos que é a sua visão de jogo e consequente capacidade de vislumbrar linhas de passe que poucos descortinam. André Martins substitui-o, posicionando-se um pouco mais atrás e o nosso domínio acentuou-se. Mas, ao contrário do que sucedeu na primeira parte, em que conseguimos criar perigo pelo centro e a melhor oportunidade do jogo por Carrilo, o Vitória soube fechar por aí os caminhos, empurrando-nos para as laterais e isolando Wolfswinkel do resto da equipa.  A entrada de Labyad pouco alterou o curso do jogo, ficando por perceber o que pretendeu Sá Pinto com a entrada de Jeffren já quase nos descontos.

Conclusões
Um jogo apenas no campeonato é cedo para tirar conclusões definitivas mas, somado aos jogos de preparação, permite verificar as tendências ou, se quisermos, o esboço do que o que pretende Sá Pinto. Falta ainda tempo para que este Sporting se consolide que, como sabemos, é coisa que não existe em futebol. 

Parece haver demasiada obsessão pela posse da bola e do controlo do jogo - que em si são óptimos princípios - mas que precisam de ser temperados com maior rasgo ou risco. Fazê-lo sem abrir os caminhos para a nossa baliza é mais difícil de fazer do que simplesmente o afirmar.

Os diagnósticos de que a equipa não corre, não se empenha, não tem velocidade parecem-me primários, pelo menos em relação ao jogo de ontem. Com 11 jogadores atrás da linha da bola não há muito por onde correr nem é muito fácil ser rápido e simultâneamente eficaz, sem perder a bola ou a objectividade.  

Os resultados assumirão, estou certo, e passe a conclusão "lapalissiana", importância transcendental nesse processo de consolidação da equipa. O que é agora apenas uma crisálida com alguns traços interessantes pode transformar-se numa borboleta vistosa ou crescer e morrer assim como está neste momento. 

Tem agora a palavra Sá Pinto que, melhor do que ninguém, tem que confiar no seu trabalho. Além de ser possível afinar a máquina com vista a obter melhor dinâmica e intensidade (que pareceu faltar em alguns momentos) o treinador tem ao seu dispor alguns elementos como Rinaudo, Schaars, Jeffren, Labyad e até Pranjic que podem constituir alternativas e com ganhos sobre alguns dos que ontem foram titulares.

33 comentários:

  1. Com Ricky ou outro ponta de lança, falta o fndamental:
    - o ultimo passe mortifero, o cruzamento perfeito, ou seja o ultimo passe com qualidade para se criarem mais oportunidades de golo.
    Faltou tb um 10 ( sem Matias, Izmailov onde andas?).

    as tb houve a confirmação de mt coisas boas.
    Um Rui Patricio imperial.
    Uma dupla de centrais com mt qualidade, como há mt não tinhamos.
    Um Gelson a trinco mt bom.
    Carrillo com mais determinação vai tornar-se u caso sério,

    Ed 1963

    ResponderEliminar
  2. Por causa de textos como este é que aqui vale a pena vir.
    Critica o que há a criticar.
    Elogia o que há a elogiar.

    Por essa blogoesfera fora, é só entendidos de bola a destilar frustrações pelo empate de ontem.

    Parece-me natural que se queira mais, sobretudo maior presença na área, mas os princípio de controlo e organização de jogo ontem evidenciados deixam-me confiante para as próximas partidas.
    É fundamental arrancar um série de vitórias, para que os jogadores ganhem confiança e possam arriscar mais e chegarem mais na frente, mas vezes...
    Mas a base está lá, e essa boa notícia suplanta todo o disparate que por aí se lê.

    SL

    ResponderEliminar
  3. Gostava de saber como é que se arranca uma série de vitórias antes de ganhar confiança, arriscar mais e chegar à frente??

    ResponderEliminar
  4. Este Sporting sofre quanto a mim de uma crise de personalidade ou de personalidade bipolar...estamos a comecar a jogar melhor pelos extremos, temos jogadores rapidos e que cruzam bem, mas depois falta o matador que seja capaz de responder aos cruzamentos e por a bola la dentro. O wolfs joga melhor como jogador movel que toca a bola para a entrada dos medios (um segundo avancado faz muita falta neste esquema). contra equipas que se fecham como vai ser muitas vezes o caso, precisamos de alguem mais fixo, um animal de area que finalize...Infelizmente, acho que fazia falta um Janko, um Jacksom ou um cardozo...O Jardel chamava um figo a este sistema de jogo...como nao temos, nao era melhor ter um segundo avancado em vez de tres medios centro? Nao quero parecer a ave do mau agoiro, mas os outros vao comecar a ganhar os seus jogos e nos nao nos podemos dar ao luxo de perder pontos como os de ontem, com uma equipa perfeitamente acessivel e muito fragil como a do Vitoria...

    ResponderEliminar
  5. Acho curioso é o treinador estar contente com a equipa "só nos falta finalizar" Pois é isso mesmo que eu vejo Uma equipa que melhorou a defender mas que praticamente não chuta à baliza

    ResponderEliminar
  6. Na minha opinião... Foi um bom jogo, domínio total, mas faltou o que interessa, os golos!
    Dupla de centrais...muito bom!
    Cédric...agradável "surpresa".
    Insúa...é notório a sua má forma física.
    Elias...pulmão.
    Gelson...adoro o Rinaudo, mas este rapaz está a justificar a aposta.
    Adrien...não percebi a substituição. Bom jogo. Prefiro Labyad a 10.
    Carrillo e Capel...não acertam o último passe! Banco para abrirem os olhos.
    Wolfs...tem de acreditar em todas as jogadas. Faz-lhe falta forte concorrência.
    Cantos e/ou livres...não passam do 1º poste.
    Faz falta um capitão...Prefiro ter um jogador de campo, do que um guarda-redes.
    Nem tudo foi mau, é lógico. Por exemplo, as 2as bolas ganhámo-las quase todas...há quanto tempo isto não acontecia?! O que dizer da agressividade durante 90m? A segurança defensiva?

    Deixo aqui agora um resumo: Bom plantel...falta um Treinador! Gosto do Sá, mas reconheço que não é treinador.
    Recordo uma frase, que é quase unânime, entre adeptos/sócios/simpatizantes e a crítica: "QUANDO UM treinador ESCOLHE CARRIÇO EM DETRIMENTO DE ONYEWU, ESTÁ TUDO DITO!". :rotfl:

    N.B. -- É apenas a minha opinião!

    ResponderEliminar
  7. Viva,

    Agrada-me o modo como são feitas as análises neste espaço, ao contrário do que pude ver hoje por todos os outros blogs leoninos, em geral foi dizer mal e mal, ninguém consegue fazer críticas construtivas. Já não chega os entendidos profissionais que apenas sabem dizer o mesmo, alguns até são mais simpaticos do que muitos que por aqui andam e se dizem sportinguistas.

    Além de todos os pontos que são abordados no texto, gostava de alertar para o seguinte, o Sporting não remata à baliza, e não me parece que assim consiga marcar golos, foi esta a ideia que fiquei quando acabou o jogo, para além do que já foi referido, e hoje quando voltei a ver o resumo, fiquei convencido, existem durante todos o jogo 3 a 4 remates à baliza. Muito pouco para quem quer marcar golos.

    No último jogo que assisti ao vivo, torneio 5 violinos, comentei com os meu companheiros de bancada isto mesmo 5 minutos antes de o Elias fazer o remate que originou o golo.

    Esta é a minha opinião, vale o que vale, como mero adepto Sportinguista.

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Boas, LdA.

    Já começava a ficar preocupado pelo atraso... :P

    Enquanto o post ñ saiu apenas fiz um comentário na blogosfera, hj de manhã, a um post do Miguel do sector B32. Repito aqui:

    "Pior que ficar no banco é entrar a 1 minuto do fim... E pior que entrar a 1 minuto do fim, é fazê-lo substituindo um colega que, para além de desinspirado durante td o jogo, já há mts minutos q apenas andava a fazer figura de corpo presente.

    Posse de bola é bom, mas não chega. Há que acelerar o jogo, principalmente no ultimo terço do terreno. Tb falta > presença na área adversária. O Wolfie anda sp mt isolado do resto da equipa. Sá Pinto, arriscou pouco.

    De qlq forma nota-se principio e filosofia de jogo que urge aprimorar. Concluindo: O resultado ñ foi satisfatório e a exibição foi apenas regular. A sensação que fica foi de perda de dois pontos..."

    Na primeira frase referia-me precisamente à estupefação da substituição de Jeffren por Capel... A fazer recordar as entradas do Carlos 'proveta' Saleiro nos descontos... Incompreensível...

    Julgo que o comentário supra vem mt ao encontro do que foi tb a tua visão do jogo de ontem, reflectida neste post. Apenas destoa na velocidade de jogo (principalmente no passe) que, no meu entender, ontem foi demasiado lenta e que poderá (terá forçosamente que) vir a ser aumentada.

    Não fiz considerandos individuais naquele comentário, mas apetece-me acrescentar essa análise aqui:

    Insua foi, para mim, o melhor elemento do SCP ontem à noite e Capel cd vez me enerva mais.

    O Carrillo foi dos melhores na primeira parte.

    Continuo a gostar mt do quarteto defensivo e o Elias foi o que apresentou um rendimento mais equilibrado durante o jogo todo. O Wolfswinkel continua mt sozinho, mas ontem tb não esteve particularmente bem a decidir e falhou alguns passes fáceis que coartaram algumas saídas rápidas para o ataque...

    Foi pena, não conseguir alcançar os três pontos, seria um início mt mais motivador de tds. De qlq forma este resultado em na é impeditivo em continuar a ter crença nesta equipa.

    ResponderEliminar
  10. A análise está perfeita e já não vou pegar na "questão Capel" pois pareço um maluco. (aquele passe para o Carrilo já na 2ª parte quando iam 3 para 2... matou-me).

    Só queria deixar uma pergunta e não me quero agarrar a isto, porque não foi por aí que não se levou os 3 pontos (embora não entenda como Bruno Teles ficou 90 minutos em campo e como é que se marcaram aquelas faltas junto ao fiscal de linha na 2ª parte, do lado da nossa defesa):

    O pontapé de bicicleta de Wolfs, onde se assinalou falta atacante, não foi antes penalty?
    É só uma dúvida.

    ResponderEliminar
  11. Cantinho,

    "O pontapé de bicicleta de Wolfs, onde se assinalou falta atacante, não foi antes penalty?
    É só uma dúvida."

    Não é uma dúvida é um fato.

    O encosto do N'Dyae (que estava em desiquilibrio e vai ao encontro do Wolfs) precede a suposta falta por jogo perigoso do Wolfs dai a cara do rapaz quando arbitro apita a marcar falta.

    Mas seria sempre escandaloso ser marcado um penalti "daqueles" a nosso favor (as regras são ligeiramente diferentes para as nossas cores).

    SL,

    ResponderEliminar
  12. Cantinho e Sérgio,

    não falei na arbitragem intencionalmente mas não quer dizer que não concorde. Foi nítido que houve um critério para nós e outro para o Vitória. O cartão ao Rojo é uma vergonha por exemplo, entre muitas outras coisas.

    E o desconto de tempo em BArcelos que era de 5m e foi de 7 e nós nem o tempo todo da 1ª parte jogamos?

    Continuamos a precisar de ser mais fortes para fazer o mesmo que os outros fazem e acho que isso deveria até ser aproveitado como fonte de motivação e de superação colectiva.

    ResponderEliminar
  13. Como sempre, aqui, os textos são dos mais lúcidos que leio na blogoesfera leonina!

    Cantinho, estou contigo nessa questão do Capel. Para fazer uma boa jogada o Capel estraga 5. Tem de soltar a bola mais cedo (levantar a cabeça, para mim, é essencial num jogador de futebol)!

    Em vez do duplo pivot, temos de ter Elias mais solto, desempenhando o box-to-box e o tinco (Gelson ou Rinaudo) a cobrir-lhe as costas. Nos últimos 25 metros têm de aparecer os 3 da frente e 2 médios para conseguirmos maior número de desiquilíbrios.

    Labyad mais cedo ou mais tarde será titular! Dá para ver que tem qualquer coisa de especial. É parecido na forma de jogar ao...Simão quando apareceu.

    Defensivamente já estamos muito fortes. Cedric, Bola, Rojo e Insua revelam-se já uma defesa bastante coesa.

    PM

    ResponderEliminar
  14. Amigos,
    Desculpem-me mas não concordo nada com as vossas opiniões. Muito diferente do que encontrá-mos o ano passado?É exactamente o oposto muito igual.Eu adoro o Sá Pinto mas tem pouca coragem de mexer na equipa (por exemplo substituição do Capel por jeffren a 2 minutos do fim) e demora para perceber que este sistema está desadequado ao nosso campeonato (ficar à espera do adversario e não fazer pressão alta só na europa).Falta rapidez,mudanças de velocidade,ultimo passe,tudo o que possa criar desiquilibrios.Eu não quero ser o profeta da desgraça para voçês cairem em cima mas é cedo para opinar-mos sobre o Sá Pinto e prestação da equipa?Não acho, já tivemos uma pré-época triste o ano passado não acabou nada bem e a equipa tambem não mudou assim tanto. Para mim foi mau porque não me lembro de uma jogada verdadeiramente de golo o jogo todo respeitando as outras opiniões. E preocupa-me o Sá Pinto dizer que só faltou o golo e que a equipa mostrou muita ambição porque eu não acho.
    Saudações Leoninas.

    ResponderEliminar
  15. Leão,

    Eu, ao falar da arbitragem, não pretendia dizer que foi algo que faltou na tua análise. E numa mensagem isenta, até foi importante não existir essa menção, pois ainda te apelidavam de "chorão".

    "Continuamos a precisar de ser mais fortes para fazer o mesmo que os outros fazem e acho que isso deveria até ser aproveitado como fonte de motivação e de superação colectiva."

    Agora esta frase é muito importante. 2 factos: a arbitragem é determinante no desenrolar de um jogo, ainda mais num jogo difícil com poucos detalhes (penalty sobre Wolfs, faltas junto à nossa área, 1ª parte com fim aos 49 minutos quando Cedric ia centrar para a área vitoriana, não amarelo à mão de Marco Matias, amarelo a Rojo, entradas a matar de Bruno Teles e Alex); todas as adversidades deviam ser aproveitadas como (mais um) factor de motivação. Para nós, leões de coração seria fácil, e para eles, simples profissionais, será assim?

    Sergio,

    Também me pareceu penalty. como vejo os jogos sem som, não sei o que os comentadores disseram. E como não veio nos resumos...

    PM,

    Capelo é importante. Não pode é jogar cerca de 80 a 90% do tempo de jogo que tem uma época inteira. Não é tão bom jogador assim.
    É preciso lembrar que até à pausa das Selecções há mais 4 jogos. E todos para ganhar! Haverá espaço e tempo para todos

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  18. (Agora sim, sem erros :)

    Após ter visto o jogo e ter lido muitas críticas (algumas delas perfeitamente descabeladas) por essa net afora, chego aqui ao sítio do costume e - mais uma vez - concordo com quase tudo.

    Achei que o Capel tinha de ter saído, pelo menos, 15 a 20 minutos mais cedo, além disso alguém tem de o obrigar a treinar com colarinho ortopédico para ele levantar a cabeça, gosto muito do empenho, mas que diabo, se ele não para onde nem para joga todo aquele empenho é desperdíçado! A entrada do Jeffren àquela hora foi incompreensível para o comum dos mortais (também me lembrei do Saleiro, Virgílio).

    O Carrillo precisa de alguma orientação em campo, às vezes acho-o um bocado perdido, nesse aspecto e quanto mais jovens são os jogadores em campo mais falta sentem de uma voz de comando lá dentro. Talvez o Elias daqui a algum tempo. A propósito, o homem não pode ter tantas tarefas defensivas.

    Na frente VW dá-me a sensação de que está sempre à espera de alguém que lhe faça companhia. Ele ainda não é (nem sei bem se o seu perfil será esse) um matador.

    Depois é o futebolzinho do costume da quase totalidade dos adversários da Liga. Vi o jogo num stream com comentários em inglês e fartaram-se de criticar aquela pobreza retranqueira e - pasme-se - a dualidade de critérios dos árbitros. O apitador não foi jnusto, foi apenas habilidoso, mas se em lugar das nossas estivessem outras cores, decerto que teríamos menos cartões, mais cartões para o Vitória e um penalty a favor.

    SL

    ResponderEliminar
  19. LdA,

    O amarelo ao rojo acaba por ser mais uma adenda às leis do futebol pelos vistos agora à 3ª falta dá direito a cartão amarelo segundo o Capela ... isto até seria uma boa noticia não fosse esse critério exclusivo dos jogadores do SCP.

    E eu a pensar que essas "adendas" seriam apenas válidas no Dragão :)


    Cantinho,

    Os comentadores nada dizem afinal de contas foi "jogo perigoso" :).

    ResponderEliminar
  20. Julgo, também eu, que este jogo confirmou as boas e as más notícias que a pré-época permitira adivinhar. O Sporting defende bem, parece ser uma equipa muito dificil de bater, mas revela lacunas gritantes na construção ofensiva com uma incapacidade para transformar posse de bola em dinâmica ofensiva e jogadas de perigo. Em consequência deste quadro, caso ele se mantenha, podemos adivinhar muitos jogos sem sofrermos golos e muitos jogos sem conseguirmos marcá-los. Mas, uma alteração na dinâmica pode mudar tudo e tornar o Sporting uma equipa sólida e letal. Sá Pinto quererá o melhor destes dois mundos que, por enquanto, não coexistem, ainda, na nossa equipa. Por isso percebe-se que ele afirme que apenas nos faltou concretizar. Ele sabe que não foi isso apenas que faltou, mas estará convencido que a curto prazo outro galo cantará.
    Quanto aos aspectos específicos deste jogo chamo a atenção para os seguintes:
    Gélson defende bem mas julgo que não erro se afirmar que em noventa por cento das vezes passou a bola para trás e para o lado. Radicou neste facto parte do adinamismo e da lentidão na transição ofensiva que o Sporting evidenciou;
    Adrien não estava a jogar mal e, ao intervalo, a sua saída pareceu-me uma manifestação de receio que o fraquíssimo Guimarães que estavamos a defrontar não justificava de todo. Gostaria de ter visto um meio-campo com Elias, Adrien e André Martins para a segunda parte; Cappel e Carrilho jogaram tempo de mais para o seu rendimento. As apostas em Labyad e - se foi esse o caso - em Jéffren foram tardias.
    Insisto nesta ideia: um Sporting muito recuado com o acento tónico na segurança defensiva com o reforço da componente defensiva do meio-campo espalhará muitos preciosos pontos pelos campos deste país. Este modelo, julgo eu, funcionará melhor nas provas a eliminar em particular na Europa.
    Ontem quando ojogo se iniciou tinha como certo que acabaríamos a primeira jornada no comando. Lamento que não tenha sido assim mas pode ser que se confirme que os maus começos podem dar em bons fins.

    ResponderEliminar
  21. Imaginem a revolta do Bóbó antigo jogador do Boavista a ver um jogador ver amarelo à 3ª falta :).

    Ele em Alvalade chegou a fazer 20 faltas até ver amarelo :).

    ResponderEliminar
  22. Penalty sobre o Ricky e ninguém fala na Comunicação Social!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Antes de tentar a bicicleta, no momento em que ia iniciar esse movimento, leva um encontrão nas costas!

    Ed 1963

    ResponderEliminar
  23. Ainda a digerir o jogo de ontem ...
    Directo ao assunto. Confesso a minha decepção e desencanto no final do jogo, e desespero imediatamente após a flash interview. Não jogamos nada e no final parece que só falhou a finalização. Mas qual finalização? se a bola raramente andou perto da baliza do Vitória, se o nosso único homem na frente andou à procura da bola frequentemente cá atrás. Alguem reparou que não tivemos um único livre a favor perto da grande área? Pois é, e jogámos contra uma espécíe de Vitória B.
    Amigos, acredito neste plantel, acredito ne estrutura que gere o futebol, acredito no Presidente, acredito no Treinador, mas NÃO quero acreditar noutros factores que possam estar a influenciar os critérios de escolha dos jogadores que estão a ser utilizados. Senão vejamos:
    Diz RSP que tem 25 titulares, e eu, até salvo uma ou outra excepção, estou de acordo, mas então nesse caso não faria muito mais sentido começar com jogadores que já se conhecem (Rinaudo, Schaars) e ir integrando progressivamente os novos elementos, até por questões morais e de motivação?
    Faz algum sentido não convocar simultaneamente Xandão e Onyewu? Não vou colocar em causa o valor do Daniel Carriço, aliás recuso- me a falar mal de qualquer jogador do clube, mas para defesa central será sempre a 5ª opção.
    Aguardemos com serenidade, vamos acreditar que a equipa encontre o caminho da baliza adversária, e que RSP encontre rapidamente um modelo de jogo coerente com as ambições do clube, e que corresponda às características dos jogadores que tem à sua disposição.

    P.S. pela qualidade das intervenções, pela qualidade dos redactores, pela maneira como se respeita o direito à opinião e acima de tudo pela maneira como se respeita o idioma português (veja-se a vergonha dos comentários que se publicam actualmente nos sites dos jornais desportivos, uma autêntica selvajaria onde vale tudo), atrevo-me a dizer que este blogue é cada vez mais uma espécie de clube de pensadores. Bem hajam.

    ResponderEliminar
  24. Belo post... ponderado e muito leonino. Parabéns. sl

    aleixo
    http://ideaisleoninos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  25. 1ª- Nota de destaque: Boula Foi imperial! Grande central.
    2ª- " " : O Guimarães é neste momento uma equipa de refugo devido a dificuldades económicas (se bem que seja o 4º grande, pelos seus adeptos)e também não tem qualidade de jogo.
    1ª- Nota de reflexão: Jeffren entrou a 2 minutos do fim...
    2ª- Nota " " : Oneyu e Xandão não estavam no banco.
    3ª- " " : O Guimarãres estacionou o autocarro

    Após o exposto: futebol lento e previsível, para trás e para os lados. Neste 4x3x3 tem que se ter um PL fora de série, pois os extremos ou outros vão à linha e centram para a área o PL, quando lá está, está sozinho. Assim não dá! Quem vai à linha não tenta entrar em drible ou tabelas e dar para trás para rematarem. Remates fora da área, nem vê-los! Estou triste, pelo que vi (o meu grupo familiar são de 4 sócios, Gameboxes, compra Jornal Sporting e agora até seguros de Leão (que são mais baratos- pedi por e-mail, para os vários carros da família, simulações e aderimos) as comissões são para o nosso Clube! Acho que a minha família merece mais, assim como todos os VERDADEIROS sportinguistas! Contra os dinamarqueses já espero mais ambição! S.Leoninas.

    ResponderEliminar
  26. Gosto muito de ver futebol, mas, para comentar, a minha especialidade é desancar nos árbitros. Aceito que os árbitros não podem acertar sempre, mas quando se vê uma gritante dualidade de critérios para distinguir contactos, para a mostragem de cartões, e por ai fora, deixa de ser erro e passa a ser parcialidade. E foi o que se viu ontem, e como é habitual, com João Capela quando apita o Sporting.

    Mas como relativamente ao jogo de ontem tenho duas divergências com a maioria dos comentadores, também vou deixar a minha opinião sobre dois jogadores.

    Capel, muito massacrado pelos laterais do VSC sem que estes recebessem a devida punição, não jogou nada de especial, mas, ao contrário da maioria, penso que foi dos jogos em que ele menos fez aquelas correrias loucas que acabam sempre sem nada de útil, e em que mais vezes tentou desembaraçar-se da bola na altura certa.

    Muitos reclamam por Rinaudo. Quando foi utilizado, com o Olimpiacos, pareceu-me totalmente fora de forma, lento e abusando de entradas duras. Gerson pode não ter as capacidades intrínsecas de Fito, mas penso que está a cumprir bem e tem sabido guardar bem as costas de Elias. Quero Rinaudo, mas um Rinaudo a 100%.

    ResponderEliminar
  27. 8, Basta olhar para a forma como o sr. Capela nem o tempo regulamentar da 1ª parte deixou cumprir, quando o Sporting circundava a área adversária, para se perceber exactamente ao que ele vinha.
    A arbitragem foi mais uma daquelas arbitragens manhosas em que estes bois tentam passar despercebidos, mas há sempre estes pormenores que nos varrem quaisquer dúvidas do quanto aos seus objectivos.
    O lance de penalty é mais do que evidente, mas à CS, tal como ao sr. Capela, dá mais jeito fazer vista grossa. Não existe jogo perigoso nenhum até ao Ricky ser abalroado pelas costas, o que pode levantar a questão se não existirá jogo perigoso exactamente porque é abalroado o que o faz levantar as pernas. Mesmo assumindo que não terá sido essa a causa que terá provocado o efeito, para mim é notório que o penalty antecede a falta por jogo perigoso do Ricky.
    Já num outro lance em que o Ricky ficaria isolado dentro da área, o sr. Capela conseguiu descortinar uma falta, que por mais repetições que visse, não consegui descortinar o motivo.
    Primeira jornada com uma arbitragem ao mesmo nível das que nos acompanharam o ano passado nas primeiras jornadas em que nos foram roubados pontos forte e feio.

    ResponderEliminar
  28. Tal como já acima foi dito, este é um blog impar e que dá gosto visitar.
    Concordo inteiramente com o que foi escrito no post, mas gostaria de chamar a atenção para um aspecto que provavelmente não passa de uma mera coincidência (ou não). Se virmos com atenção os jogos da equipa B, esta sofre do mesmo mal da equipa principal, ou seja, muita posse de bola, muito controlo do jogo, mas raríssimas oportunidades e poucos remates à baliza.
    Na minha modesta opinião a nossa equipa A está muito mais forte nos processos defensivos e no controlo de jogo, no entanto, falta-nos um jogador que desiquilibre na posição 10, e até acredito que o possamos ter no plantel (Viola, Labyad, Pranjic, ou talvez outro) e falta-nos sobretudo um avançado-centro de real categoria.
    Não desgosto de Wolswinkel, é um rapaz lutador, trabalhador e com margem de progressão, mas sinceramente, nenhuma equipa consegue ser campeã sem um jogador de real categoria naquela posição. E analisando friamente, a verdade é que não temos esse jogador.

    ResponderEliminar
  29. Afinal não vai dar para inscrever Viola à ultima hora na UEFA, como cheguei a perspectivar aqui. E que falta já fez em Guimarães atrás de Ricky, com Labyad no lugar de Capel. Vamos esperar pelo jogo com o Rio-Ave para começar a ganhar para o campeonato. Na Liga Europa temos que vencer!

    ResponderEliminar
  30. É um erro invocar a arbitragem, porque a equipa não pode arranjar desculpas nesse tipo de questões.
    Sá Pinto previligia o equilibrio defensivo,ora parra ser campeão em Portugal, não deve ser essa sua prioridade.
    Esta equipa precisa arriscar mais na recuperação da bola e avançar, porque Capel nem Carrillo conseguirão ser perigosos com meia equipa adversária pela frente.
    Gelson é um óptimo 6 garante os equilibrios defensivos, mas na construção de jogo pouco acrescenta, tendo em conta as carecteristicas de Elias, acho que o Sporting fica com um miolo muito pouco criativo.
    A grande pecha deste Sporting é mesmo a criação de oportunidades de golo sem perder a sua consistência defensiva. Vamos ver se Sá Pinto consegue fazer evoluir a equipa ou fica preso a necessidade que sente de manter a equipa o mais equilibrada possível.

    ResponderEliminar
  31. É um erro invocar a arbitragem porquê?
    Existiram erros que nos prejudicaram ou não existiram erros que nos prejudicaram?
    Em que é que as adaptações tácticas da equipa inviabilizam que se olhe para os erros de arbitragem?
    Não serão duas coisas para as quais podemos olhar separadamente?

    ResponderEliminar
  32. Meus amigos, notem bem as faltas que o Capela começou a marcar na segunda-parte. Qd o SCP asfixiava o VSC, foi o Capela que deu a mãozinha à equipa da casa e os ajudou a aliviar a pressão e a começarem a respirar. Uma dualidade técnica incompreensível. A disciplinar já foi anteriormente referida, nomeadamente pelo CA mostrado a Rojo num lance em que nem falta do nosso defesa existiu...

    Mas como não houve lances capitais mal ajuizados, resolvi nem mexer mt na porcaria...

    O lance do Ricky é mt discutível. Parece-me que ele tentou jogar de pontapé de bicicleta e, realmente, tinha pc espaço para isso. A gde área estava, como sempre esteve, enxameada de defesas vitorianos. Neste lance aceito a decisão do árbitro.

    ResponderEliminar
  33. Virgílio,
    suponhamos que o Ricky ia apenas simular que ia dar um pontapé de bicicleta... o momento em que é abalroado é anterior ao momento em que ele eleva as pernas.
    A falta sobre o Ricky é anterior ao momento que faz jogo perigoso, daí a minha opinião de que é penalty e deveria ter sido marcado, mas nessa altura já o terreno de jogo estava mais do que inclinado.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (14) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (18) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (91) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (2) Bastidores (69) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (62) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (1) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (43) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (2) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (2) play-off (1) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (7) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (4) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)