quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O braço direito de Vercauteren (e a formação de treinadores)

Tem-se falado com alguma insistência na vontade (?) de Vercauteren em recrutar mais um elemento para a já extensa equipa técnica (a saber: Oceano, Porfírio, Nelson, Márcio Sampaio) que o acompanha. . E que, em principio, o técnico em causa teria mais ou menos as mesmas origens do treinador belga. 

Pode-se entender este desejo de Vercauteren pela necessidade de contar com alguém da sua confiança (pessoal e técnica) do seu lado, até porque os elementos supracitados foram herdados quer da equipa técnica de Sá Pinto, quer da de Oceano. Mas o raio de acção do técnico a entrar será limitado, esgotando-se no apoio à gestão interna do plantel e ao debate sobre opções técnico-tácticas. 

Dificilmente alguém que aterre hoje na Portela, e que não seja um observador atento do nosso campeonato, poderá ser considerado uma mais-valia imediata num aspecto importante e muito concreto: o conhecimento da especificidade da Liga portuguesa. Na prática é um desconhecimento que se junta ao do treinador principal.

Poder-se-á pensar: é para isso que está lá Oceano. Sim, é um facto. Mas se tivermos em linha de conta o que aconteceu durante o mês que esteve à frente da equipa talvez devamos concluir que também ele é um treinador em formação, e sem o trajecto de Vercauteren, bem entendido.

Quando me debato interiormente sobre estas matérias é difícil não lembrar o que foi, quanto a mim, um dos melhores contributos ( e raros) em sede de debate eleitoral e que não teve provavelmente o destaque - e por isso também o debate... - merecido. E como o Sporting está desde então em permanente debate eleitoral mal não fará voltar ao que o referido período teve de melhor. Refiro-me em concreto ao Manifesto Por Um Debate Diferente Sobre o Futuro do Sporting. 
Esse documento, no que versava a vertente desportiva, continha uma análise importante (a ler) e uma proposta concreta: a constituição de uma equipa de consultadoria para apoio nas tomadas de decisão na hora de definir o perfil do treinador a contratar e cuja actividade poderia certamente ser alargada a outros áreas de actuação, tais como a escolha dos perfis dos jogadores a contratar, jogadores que, por exemplo, com pouca utilização por preferência do técnico do momento, por lesão ou por dificuldade de afirmação após a chegada a sénior lhes sejam reconhecidas características e/ou potencialidade para permanecer ligados ao clube.

Não tendo dúvidas no mérito do modelo então foi proposto, antevejo inúmeras dificuldades na  implementação de um modelo deste tipo. Começaria logo na discussão dos nomes escolhidos, ou não estivéssemos a falar do Sporting: porquê o A e não o B? Mas o B não nos ganhou uma vez e o C não é amigo do Z? 
Mas também não tenho dúvidas que se esse modelo estivesse já implementado ele próprio poderia ser hoje um importante apoio à tomada de decisão do próprio Vercauteren na escolha do seu braço direito. Como teria sido o ano passado, quando surgiram os primeiros problemas com Domingos e com o modelo que pretendia implementar e que, de forma nítida, não estava a resultar. O mesmo se poderia dizer relativamente ao sucedido este ano com Sá Pinto. Se por hipótese, tivéssemos evitado estar neste momento a pagar a 3 treinadores em simultâneo, já teríamos justificado o investimento na constituição da referida assessoria técnica.
Poder-se-à também pensar na dificuldade que representaria a aceitação por parte de um treinador ter alguém a questionar a sua competência. Teria obviamente que haver tacto e bom senso, de forma a que as matérias a abordar não fossem colocadas nesse plano. E qualquer treinador inteligente percebe que não há nenhum profissional que não precise de se saber mais, conhecer melhor, em suma, da necessidade de nos formarmos continuamente.

A implementação deste tipo de solução poderia ser também importante na interacção com os treinadores da Academia Sporting. Se ela é hoje uma referência mundial na formação de jogadores, ampliar essa virtude a uma escola de treinadores só traria vantagens acrescidas para o clube.

38 comentários:

  1. Estamos a pagar a 3 treinadores.?
    Sa Pinto, Domingos e qual e o Terceiro?
    Uma mentira dita muitas vezes pode parecer verdade, mas na realidade não o é.

    ResponderEliminar
  2. Talvez Vercauteren.. A não ser que trabalhe de borla...

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde,
    Tenho visitado, muitas vezes, este blog que considero bastante equilibrado e "adulto";mas pelo amor de Deus :equipa de consultadoria que?Mais burocracia,mais "bocas";já não bastam os paineleiros e os fadistas?

    Precisamos é de um presidente forte que saiba chamar os bois pelos nomes e, agora, o Godinho Lopes começa a desempenhar esse papel.
    Força Presidente. Luta sem quartel aos apitecos e pasquins!!! Os sportinguistas estão consigo.

    Saudações leoninas

    ResponderEliminar
  4. Nunca estará em causa a opinião que tenho sobre este blog e o autor deste artigo de opinião, que continuo a colocar num patamar de excelência. Mas estou perfeitamente de acordo com o comentário do "Anónimo" das 13.12, no que concerne à bondade de uma "equipa de consultadoria"! O próprio autor reconhece no penúltimo parágrafo "os sarilhos" que uma solução deste tipo acarretaria. Nenhum teinador do mundo, com dignidade e competência, estatuto e carreira onde estejam inscritos títulos e vitórias significativas, alguma vez aceitará qualquer discussão sobre a sua autoridade, seja qual for a matéria. Desde a Antiguidade Clássica até aos nossos dias, nunca a partilha de reponsabilidades deu frutos "comestíveis". Desde os "triunviratos" até às lideranças bi ou tricéfalas da actualidade, conduziram ao êxito na implementação de qualquer política, seja ela desportiva ou de estatuto que lhe seja superior ou inferior.
    O único líder que um treinador competente sempre aceitará, será apenas o Presidente do clube que o contrata. Esse lider poderá rodear-se de todas as "equipas de consultadoria ou acessoria" que bem entender. Mas sempre que tiver de intervir junto do técnico, para discordar e corrigir trajectórias, terá de o fazer com base em ideias, desejos e objectivos da sua exclusiva responsabilidade, nunca invocando pensamentos, conselhos ou acessorias alheias, sob risco de não conseguir obter a receptividade que pretende.
    Bastará ter em conta os modelos seguidos pelos clubes onde as vitórias estão perfeitamente enraizadas, onde há um líder incontestado e um treinador competente, que jamais venderá a sua dignidade em troca seja do que for. Repare-se no trajecto de José Mourinho e nas comissões, acessores, consultores e quejandos que, colocadas entre ele e os lideres dos clubes por onde passou, cujo liminar e rápido afastamento sempre constituiu o seu primeiro trabalho.
    O braço direito que Vercauteren necessitará com alguma urgência, não terá em razões de complementaridade técnica ou no domínio do conhecimento da Liga portuguesa, os seus fundamentos mais importantes. Não será mais que o apoio que humana e psicológicamente qualquer profissional que caia de paraquedas num país estranho e com cultura completamente diferente da sua, sempre necessitará e que Oceano Cruz nunca lhe poderá assegurar, pese embora lhe possa garantir tudo o resto, a começar pelas línguas que domina e a terminar no conhecimento que tem das equipas e do futebol português.
    Esta é a minha opinião, pelo que serei sempre desfavorável à criação de comissões, consultorias e acessorias, tão características da sociedade portuguesa e que apenas diluem responsabilidades e sempre resultarão na atribuição da marca de solteiras às culpas que já fazem parte do ADN dos portugueses.

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  5. Caro Álamo,

    Chamo à atenção para o penúltimo parágrafo porque, como é óbvio, "nenhum teinador do mundo, com dignidade e competência(...)aceitará qualquer discussão sobre a sua autoridade".

    Por isso digo no referido parágrafo que "teria obviamente que haver tacto e bom senso, de forma a que as matérias a abordar não fossem colocadas nesse plano".

    Uma solução parecida existe no Bayern, com Honess, Rummenigge e Mathias Sammer, antigos jogadores do clube.

    Obviamente não se pretende substituir o treinador na hora de tomar decisões na formação da equipa. Pretende-se algo que funcione antes (a escolha do treinador é um momento decisivo na sorte de um clube) e acima (a definição do que é modelo Sporting, p.ex.) e nunca a concorrer com aquele.

    Recomendo a leitura do artigo no link, julgo que compreenderá melhor o que se propõe.

    Nesse sentido o exemplo de Mourinho não será o melhor. Mourinho é "one man show" e funciona quase sempre em modo exclusivo. Não será por acaso que, por todos os clubes onde passou, se seguiram aos êxitos que alcançou, grandes travessias do deserto.

    Relativamente ao presidente óbviamente que lhe cabe a liderança e por isso as decisões. Mas para chegar a elas não fará mal, antes pelo contrário, que oiça os que mais habilitados estão sobre as diferentes matérias. Um presidente é essencialmente um decisor, mas não tem que ser um expert em economia e finanças, em sociologia, psicologia, treino (de todas as modalidades do clube!!!), etc, etc.

    ResponderEliminar
  6. Caro Álamo,

    2 observações complementares:

    Um "organismo" do género não teria necessariamente que ter uma existência pública. Talvez fosse bem melhor até que nem a tivesse.

    Por outro lado agradeço-lhe as palavras que, acima de tudo funcionam como um excelente incentivo.

    Obrigado.

    ResponderEliminar
  7. Leão de Alvalade:
    Dá o exemplo do que se passa no Bayern de Munich mas não se esqueça a diferença de culturas que existe entre os alemães e os portugueses.
    Criar mais uma comissão no SCP seria mais gente a lutar pelo poleiro, mais "penachos", mais bilhetes de borla para ir ao estádio, mais gente a opinar, mais entrevistas a jornais, mais invejas, mais comadres a zangarem-se, mais papagaios a falarem, enfim, mais de tudo do que já estamos fartos!

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  8. LdA,

    Lamento que as boas ideias aqui expostas quase não mereçam a devida discussão, excepção feita ao comentário do Álamo, apesar de também me parecer que não terá percebido na totalidade o pretendido.

    Excelente proposta inserta no manifesto referido no link. Uma pena que este tipo de contributos quase não tenha visibilidade e que só os Brunos e Baltazares desta vida tenham acesso aos média.

    JPM

    ResponderEliminar
  9. Um verdadeiro Conselho Leonino? Eu por acaso acho que nem nesta matéria tinha cabimento. Obviamente que o know-how futebolístico tem que estar na SAD. E não precisamos de inventar nada, já existe aquilo a que vulgo chamamos todos de estrutura e que mais que qualquer carácter consultivo congrega o poder executivo do futebol com o presidente. O ideal era nem estar dependente de eleições mas existir para além delas mas também é óbvio que tal problema não se põe, com resultados não há necessidade de mudar o elenco directivo. No caso da mudança ninguém que chega aceita tal condicionalismo. Não eram estas as funções de Duque e Freitas? Administrador executivo e director geral desportivo? E também concordo que para além disto era sempre gente a mais. Há ainda alguns treinadores, o caso de Mourinho é redundante, que dispensam qualquer tipo de acessorias.

    ResponderEliminar
  10. Já agora, não se percebe muito bem a manutenção de elementos associados ao Sá. Nem bem nem mal. Oceano preconiza uma boa ideia, a do homem da casa, relativamente ao elenco técnico o resto são todos excedentários.

    ResponderEliminar
  11. Os únicos departamentos que não devem estar sujeitos a critérios puramente eleitoralistas porque a própria natureza do trabalho requer ainda mais estabilidade e por isso mesmo convém manter sempre são a direcção da Academia e o scouting. O problema fundamental quando se discute este tipo de matérias são as permanentes convulsões que não permitem evoluir.

    ResponderEliminar
  12. "E não precisamos de inventar nada, já existe aquilo a que vulgo chamamos todos de estrutura e que mais que qualquer carácter consultivo congrega o poder executivo do futebol com o presidente."

    Existe? Acho que o que mais contribuiria para melhorar este debate seria trazer à discussao dados sobre como está organizado o Departamento de Futebol. Quem faz o quê?

    Parto do princípio que quem propoe uma equipa de consultores tem a certeza que esta nao existe já. Genericamente, a ideia parece-me boa mas, especulando com o pouco que se sabe (ou que sei, pelo menos) de responsabilidades e funçoes dentro do Departamento de Futebol, talvez já esteja em prática ainda que com outro perfil de consultores: aquele que é vulgarmente reduzido a "gente da casa, que assegura a continuidade dos valores do clube" (o que quer que isto queira dizer).

    Por sinal, sabemos exactamente o que faz cada membro da equipa técnica? Dizer "o Oceano é o homem da casa" nao vale.

    Outra coisa, Álamo: já para nem entrar no que dizes sobre tipos de liderança ao longo da história e dos seus frutos desde a Antiguidade, acho que tens que concordar que o tipo de liderança que descreves é apenas um dos tipos possíveis para ter bons resultados. Por um lado, por cada Mourinho há centenas de treinadores nados e criados na autocracia que nunca foram a lado nenhum, eles mais as suas ditadurazinhas. E por outro, há casos de êxito de treinadores que souberam delegar e trabalhar em estreita articulaçao com mais elementos dentro do departamento de futebol, com mais interlocutores do que apenas um presidente.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  13. Não tendo qualquer intenção de vir aqui promover uma estrutura que também é criminosa, é no mínimo aceitável que se diga que o FCPorto foi o 1º clube em Portugal a levar o futebol mais a sério e disso ainda hoje retira vantagens, mesmo que aqui e num aspecto mais abrangente também tenham que se incluir as ilicitudes. Mas não se seja ingénuo ao ponto de se poder pensar que não se faz nada que jeito tenha mais a norte, muito pelo contrário, o FCPorto é hoje um dos clubes mais invejados na Europa. E a dedicação dos seus dirigentes tem muito a ver com essa inveja. Basta lembrar o presidente em part-time que o SCP ainda há pouco tempo tinha.

    E é pois essa a razão que me permitiu trazer para aqui uma entrevista que Antero Henrique, director-geral do FC Porto, concedeu à revista francesa France Football, em que revelou detalhadamente os segredos do sucesso dos dragões. Não vale a pena ignorarmos o que de bom também faz o FCPorto. Certo que será já do conhecimento de muitos:

    "O sucesso do FC Porto assenta em três pressupostos: recrutamento, desenvolvimento e rendimento. O recrutamento articula-se com scouting, o desenvolvimento com a formação e o rendimento com a produtividade do jogador na equipa principal”, explicou Antero Henrique à publicação francesa.

    O dirigente frisou que a observação de jovens talentos é a base da estratégia. "Temos olheiros internos e externos, que se subdividem em vários níveis de observação, o que permite que um jogador seja visto por várias pessoas. O clube tem sabido colher frutos quase todas as épocas com essa estratégia. Só no ano passado gastou mais de 30 milhões de euros em jovens como Alex Sandro, Danilo, Kelvin e Iturbe, depois de ter investido em James Rodríguez, um valor que hoje já seria multiplicado várias vezes caso o clube o quisesse transferir”, exemplificou.

    Antero Henrique abordou também a contratação de Hulk aos japoneses do Tokyo Verdy. "A contratação de Hulk só foi possível porque temos uma estrutura que funciona de tal forma que nos permite ter rapidamente acesso a informações. Só assim conseguimos chegar primeiro do que os outros", justificou.

    ResponderEliminar
  14. A pergunta que se impõe é sendo o SCP acima de tudo um clube muito distinto do actual entreposto de jogadores azuis e brancos, como clube formador deve ignorar tudo o que de bom se pode fazer para além de Alcochete?

    ResponderEliminar
  15. Gostava de perceber o que é que o Antero Henriques disse nessas frases entre aspas que nao se aplique a pelo menos 70% dos clubes da primeira divisao da maioria das ligas europeias.

    O fascínio dos franceses com o FCP é um caso de estudo. Desde a So Foot ao L'Équipe passando pelo France Football, nao perdem uma oportunidade para elogiar a gestao do FCP, normalmente reduzindo a actividade criminosa a "suspeitas" ou lirismos como a parte escura do sucesso, etc.

    Claro que citarmos a entrevista de membros dessa estrutura no estrangeiro como exemplo do que o nosso clube devia fazer só ajuda a reforçar isto, a reforçar a impunidade e a podridao do futebol português.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  16. Caro Leão de Alvalade,

    Grato pela gentileza da resposta e das palavras nela contidas.
    O seu segundo comentário, veio exactamente ao encontro das dúvidas que coloquei e dos riscos que o orgão proposto, do meu ponto de vista, poderia comportar. Permita-me que o recorde:
    "Um organismo do género não teria necessariamente que ter uma existência pública. Talvez fosse bem melhor até que nem a tivesse".
    A ser assim, poderei afirmar-lhe que a minha identificação com a sua ideia/proposta será completa e total. Se idealizarmos um "orgão sombra", que faculte ao Presidente um vasto e profundo conhecimento de todas as matérias relacionadas com o futebol, de forma a que a sensibilidade deste seja a maior possível no sentido de garantir sempre as melhores decisões, não colidindo jamais, directamente com o técnico, teremos conseguido porventura a "quadratura do círculo" que há muito deveria ser implementada em Alvalade.

    Com estima e consideração, um Leonino Abraço.

    ResponderEliminar
  17. Tiago,

    Perceber que a estrutura do FCP reune uma serie de meritos que ao nivel de clubes grandes em Portugal (e na Europa, refira-se) nao tem grande paralelo, nao significa um contributo para o reforco da "impunidade e a podridao do futebol português".

    Significa outra coisa: ter olhos na cara.

    E significa ainda outra coisa para quem nao os tem: complexos por parte de quem nao quer crescer. O Sporting competindo com o FCP e SLB deve sem 'macaquinhos na cabeca' identificar com lucidez os sus meritos e qualidades, porque estara dessa forma mais proximo de vence-los. E assim que o mundo funciona: se queremos bater alguem temos de conhecer aquilo que fazem de bem e aquilo que fazem de mal.

    O que o "Anonimo" postou nao tem nada de case-study. E impossivel ser Pinto da Costa o responsavel pela identificacao e recrutamento de jogadores ou (ate quem sabe) de treinadores, com muitos pontos de interrogacao para esta segunda parcela. Tera uma palavra final sobre todos eles (jogadores), mas nao e ele quem andara a filtrar os que interessam ou nao interessam. O FCP tem certamente 3 ou 4 individuos na sua estrutura que percebem como poucos daquilo que fazem, e Antero Henrique sera seguramente um deles caso contrario Andre Villas-Boas nao teria desejado a sua entrada no Tottenham como director-desportivo.

    . O FCP devera ter 3 ou 4 elementos decisivos ao nivel de opcoes fundamentais para o seu futebol senior com duas parcelas acima de quaisquer outras em termos de importancia: constituicao de um plantel e escolha do treinador que ira orienta-lo, treinador esse que trabalhara com esses mesmos elementos da estrutura acima de si.
    . O SLB tem pelo menos 1, Jorge Jesus, quase-unico obreiro do forte SLB dos ultimos 3 anos.
    . O SCP tem neste momento, que se saiba, 0, porque para todos os efeitos ninguem tem ainda certezas sobre Vercauteren.

    Isto sao evidencias.

    ResponderEliminar
  18. MM,

    Tal como dizia num comentário anterior, creio que há pouca informaçao oficial sobre o organigrama e funçoes do futebol do Sporting. Se para ti é uma evidência que o Sporting nao tem ninguém a tomar decisoes no departamento de futebol (coisa que já em si parece uma contradiçao, porque as decisoes vao-se tomando, ao que parece), seria interessante que partilhasses a informaçao que tens.

    Sobre o ter ou nao ter olhos na cara: se falamos da Europa, ainda está para aparecer o clube europeu de uma das grandes ligas que ganhou os troféus mas sobretudo o prestígio que o FCP ganhou, tendo ao mesmo tempo uma estrutura criminosa a controlar todos ou quase todos os aspectos do jogo, desde a organizaçao institucional a departamentos disciplinares à própria gestao desportiva.

    Ter olhos na cara, se me permites, é achar que nao há méritos suficientemente credíveis perante isto. A rivalidade com o FCP é uma grande mentira baseada na impunidade, o "reconhecimento lúcido dos méritos" nao é compatível com uma farsa desta magnitude.

    É triste porque o que nao faltam sao bons exemplos de gestao desportiva por esse mundo fora. Já que se falou em França, podemos falar do Aulas, do Lyon, por exemplo. Mas nao, caímos sempre nos "méritos" do Pinto da Costa, e depois queixamo-nos.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  19. Não nos iludamos, será quase impossível alcançar o sucesso enquanto não tivermos um elenco directivo que não só cumpra um mandato com o máximo de estabilidade possível, se preciso for sem resultados desportivos de que nos orgulhemos todos, como não se questione a revalidação num 2º mandato. Idem com um bom treinador. Quase todas as questões competitivas requerem continuidade. Scouting e politica de contratações inclusive. Uma observação capaz pode demorar várias épocas e depois o desenvolvimento de vários jogadores agora na B mas também recém contratados como Arias, Turan, Carrilo, Labyad, Rubio e Viola levam tempo a valorizar desportivamente e financeiramente.

    Toda a gente percebeu a necessidade do que foi a excepção da politica de contratações no inicio do mandato. Para além dos resultados desportivos o objectivo máximo do futebol do Sporting deve ser sempre o de integrar o máximo de jogadores oriundos da formação. O próprio conceito de clube desportivo a isso o obriga. E como sabemos de antemão que como clube vendedor não temos capacidade para segurar por muito tempo jogadores excepcionais como Figo, Nani, Ronaldo, Moutinho, Veloso ou até Bruma há que ter soluções previstas. O scouting em Alcochete não fica a dever nada a nenhum outro, é uma questão de saber se é ou não ouvido. O Porto quer passar a imagem que chegou Jackson para substituir Falcão? Mentira, falharam com Kléber que até foi também pretendido pelo SCP! Como não contratámos outros por falta de capacidade financeira.

    Para além dos problemas financeiros que também eles levam tempo a solucionar, não há milagres e como vemos existem também nos adversários, ganhem mais ou menos, numa área onde o mais importante é o desenvolvimento dos jogadores, não há soluções de um dia para o outro. Não só tivemos um presidente ainda há pouco tempo em part-time como ele próprio ainda se gabava disso? Resultado, tudo o que de bom fez não teve repercussão e a realidade de Paulo Bento alterou-se radicalmente para ainda termos que voltar a ela não tarda. E os anos perdidos? Não importa se o Porto compra ou não espaço nas revistas francesas, excluindo quase tudo, a forma de trabalhar mais profissional deve ser seguida. É um bom planeamento que evita os muitos prejuízos que vimos a acumular há anos. O futebol tem que deixar de dar prejuízo. E com a formação é possível. E nesse aspecto o Porto não ensina nada a ninguém. Para onde foram as melhores receitas extraordinárias da Europa?

    Todos sabemos que a continuidade de que falo é absolutamente necessária, como estaríamos hoje se temos dado seguimento ao projecto iniciado com Paulo Bento com verdadeiros reforços? A formação nunca vai assegurar tudo. Mas mudar de direcção a cada dois anos não assegura nada, para além de prejuízos enormes como temos verificado.

    Era uma pena não voltarmos a conseguir valorizar desportivamente e financeiramente excelentes jogadores. Sem finanças sãs não há planeamento que resista e esse é que é o maior problema do SCP há muitos anos, resolvido com constantes fugas para a frente que nos trouxeram a ter que começar tudo de novo hoje, é certo com uma boa base como é a equipa B que nem existia ainda há 2 épocas.

    Agora há que definir um modelos de jogo que potencie as vantagens competitivas da nossa formação e um treinador capaz de o implementar, sem sobressaltos. Só não vê o enorme potencial que Alcochete tem para dar ao futebol do SCP quem não quer. As grandes equipas mantêm o mesmo esqueleto durante várias épocas, de onde só os jogadores verdadeiramente excepcionais saem por boas compensações financeiras que ajudam a equilibrar as contas do clube, sendo obrigatório colmatar de imediato essas saídas, através da formação caso seja possível ou recorrendo ao mercado.

    Rui Pedro

    ResponderEliminar
  20. Se calhar as maiores receitas extraordinárias da Europa permitem que o FCPorto seja o clube mais titulado da Europa nas últimas décadas. Mas também concordo que o Porto não é exemplo para ninguém, se não pelo que todos sabemos pelo passivo monstruoso que tem vindo a acumular e de que não há muita vontade em falar. Nesta matéria só se fala sempre do SCP? Porquê não sei, mas calculo que por défice de cultura desportiva.

    Também concordo com o Rui Pedro, que sem estabilidade não se vai a lado nenhum. Em matéria de planeamento desportivo ainda não ouvi nada melhor que o projecto Roquette, vão-me desculpar os mais cépticos, e por isso se construiu Alcochete. O problema é que défices laterais à questão desportiva puseram tudo em causa. De cada vez que o SCP não ganha não se pode equacionar tudo outra vez. Também concordo que a 1ª questão que tem que ser resolvida diz respeito às disponibilidades financeiras necessárias ao desenvolvimento do projecto desportivo. O que fica a faltar já existe no SCP há muito tempo e a equipa B é um bom exemplo disso, sem que se tenha que descurar o mercado pontualmente. A partir deste plantel principal podemos chegar onde não chegamos há muito tempo. A par com resolver o problema da divida que não permite nada só precisamos de uma liderança efectiva que perdure tempo suficiente para produzir resultados. E embora por caminhos diferentes, que o SCP não deve trilhar, nesta matéria os adversários directos adquirem uma vantagem considerável quando optam por manter as direcções que já vão conhecendo os cantos à casa do futebol em Portugal.

    ResponderEliminar
  21. Tiago,

    Quiseste ler ou interpretar mal. Não disse não existir ninguém a tomar decisões, até porque não falamos de um navio à deriva ou casa assombrada, certo? Sugeri que no FCP há gente a sistematicamente tomar boas decisões e por isso têm os plantéis, treinadores e equipas com os resultados que se conhece. E sugeri que no SLB, desde à 3 anos, tens uma pessoa (Jorge Jesus) responsável por equipas fortes que disputam títulos.

    No SCP, infelizmente, não tens isto. Ou tens? O que não significa que seja tudo mal feito. Significa que estamos muito atrasados relativamente a um rival, e bastante atrasados relativamente ao outro. Por responsabilidade das nossas próprias decisões.
    Custa reconhecê-lo ou é simplesmente mais fácil atirar tudo para cima de Pinto da Costa e dos árbitros?, já que acharás e alguns outros (porventura quase todos) acharão que os outros ganham porque compram árbitros e nós não ganhamos também por causa dos árbitros. Ou da imprensa, ou o que quer que seja.

    Mais não seja isso faz parecer que falamos de um clube de tontinhas impotentes sobre o seu próprio futuro.

    "Não há méritos suficientemente credíveis perante isto", pois não. Mourinho, Villas-Boas ou Robson caíram lá de pára-quedas. Abre uma página qualquer e compara os plantéis do FCP com os nossos nos últimos 15 anos. E compara também os treinadores. Compara Jorge Jesus com Paulo Bento, Carvalhal, Paulo Sérgio, Couceiro, infelizmente Sá Pinto e continua a atirar tudo para cima do papão, no lugar de reconhecer que temos de acertar o passo sobre as nossas próprias decisões e só depois ter lata para 'culpar o mundo'.

    Sabes qual é se calhar o problema? Estás tão acostumado a ver o FCP forte que não estranhas e achando que é ao Sporting impossível igualar a sua competência desportiva preferes imaginar que não há nada a fazer sobre o assunto.

    Quanto aos 'olhos na cara' é mesmo isso sim, infelizmente. Não me considero próximo da corrupção nem tenho os dirigentes do FCP como modelos de virtudes mas isso não me impede de ter olhos na cara para ver que acertam muito mais do que erram.

    ResponderEliminar
  22. Deviam era retirar a entrevista do criminoso do Antero que não adianta nada como diz o Tiago. Ou então colocam as outras entrevistas a falar das prendas! As empresas de publicidade servem mesmo para isso, para comprar espaço nas publicações francesas e fazerem lobby contra o PLatini que traz o Porto debaixo de olho há muito tempo. Por cá as migalhas das vendas chegam e sobram para calar quase todos. Erram como os outros nas vendas e gastam mais, têm mais casos no balneário constantemente abafados, compram o que for preciso para ganhar e eternizar um poder corrupto. Finalmente têm há muito tempo a fórmula certa para ganhar que combinam com algumas boas performances no campo, passando a ideia que estão sempre bem mas não estão. Nem vale a pena lembrar como isto tudo começou porque na actualidade continuam a fazer o mesmo, quando não conseguem ganhar alguém ajuda. E com o passar dos anos é inquestionável que têm melhores equipas e alguns melhores jogadores, melhor fora, com o "sistema" todo controlado. Prova disso, a forma como o Benfica tenta ganhar recorrendo aos mesmos expedientes e como fazem tudo para que não se fale de mais ninguém. Apareceu o Braga, outro modelo de gestão que nem campo tem mas passa a ideia que é possível crescer? Dá é muito jeito, como manietar os outros clubes com necessidades emprestando jogadores e colocando treinadores. Nem é bom pensar no cumulo jurídico dos crimes todos do Antero, master da gestão desportiva, ainda deixávamos todos de ir à bola.

    ResponderEliminar
  23. "Sabes qual é se calhar o problema? Estás tão acostumado a ver o FCP forte que não estranhas e achando que é ao Sporting impossível igualar a sua competência desportiva preferes imaginar que não há nada a fazer sobre o assunto."

    Bom, está tudo errado nesta frase, nao encontro outra forma de dizê-lo: o FCP para mim nao é um clube forte, longe disso. É um clube que tem resultados positivos e conquista troféus, ponto final. Ora, isto também quer dizer que nao reconheço competência desportiva ao FCP, o que nao quer dizer que nao ache este ou aquele jogador bom ou este ou aquele treinador bom. Depois, intuis que eu acho nao haver nada a fazer quando o que digo é precisamente que a impunidade tem que acabar.

    E continuo a rebater:

    " continua a atirar tudo para cima do papão, no lugar de reconhecer que temos de acertar o passo sobre as nossas próprias decisões e só depois ter lata para 'culpar o mundo'."

    Papao? Enfim. É melhor dizer apenas que para fazer ao autocrítica, nao preciso de valorizar quem, pelo contrário, só merece condenaçao.

    ", já que acharás e alguns outros (porventura quase todos) acharão que os outros ganham porque compram árbitros e nós não ganhamos também por causa dos árbitros. "

    Novamente, tens que perceber que dizer que o FCP ganha graças a uma organizaçao criminosa, nao é o mesmo que dizer que o Sporting nao ganha *unicamente* por causa dos árbitros. Aliás, num debate sobre o Sporting, tenho a sensaçao de estar há bastante tempo a perder tempo a falar do FCP.

    Sobre o que dizes que quis ler ou interpretar mal, volto à tua citaçao: o Sporting tem zero "elementos decisivos ao nivel de opcoes fundamentais para o seu futebol senior com duas parcelas acima de quaisquer outras em termos de importancia: constituicao de um plantel e escolha do treinador que ira orienta-lo, treinador esse que trabalhara com esses mesmos elementos da estrutura acima de si.". Volto a dizer que se tens informaçao credível e documentada sobre o organigrama do futebol do Sporting, agradeço a partilha.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  24. Há algum motivo especial para o MM aparecer sempre onde o Futebol Corruptos do Porto vem à baila? E ainda se põe a dissertar sobre um sistema todo condicionado à priori? O Até Morrer também jura que é do Sporting mas também há quem garanta que é de Santarém e que quando passa à porta do núcleo escalabitano vai quase sempre vestido de vermelho. E depois os ressabiados e os leões imberbes caem lá todos que nem patinhos.

    ResponderEliminar
  25. Sobre o braço direito não sei nada e como já aqui foi dito também me parece que o Sá deixou por lá braços a mais e que ainda por lá andam mas de qualquer maneira grande discurso de Vercauteren e desde que chegou: Vamos defender com 11 defesas e atacar com 11 pontas de lança!

    Era pena que não pudéssemos ainda constatar todos a real mais valia do plantel actual e para isso são necessárias várias frentes, já que foi para isso que me parece que foi constituído, como nunca poderia deixar de ser no SCP. Só espero que consigamos prosseguir na Liga Europa e não perder de vista o acesso à Champions no campeonato, que até pode ficar mais perto já este fim de semana. Com ou sem estrutura, consoante as várias opiniões, era desejável não haver grandes mexidas em Janeiro. Consoante também já aqui foi dito é sempre muito importante manter os bons jogadores o máximo de tempo possível. Bem o presidente quando afirmou que precisamos é de vitórias! Todos!

    ResponderEliminar
  26. Quando aqui se fala dos bons jogadores do Porto, quantos foram formados no Sporting? Numa situação normal o Porto nunca pode ter poderio económico para vir buscar jogadores a Alvalade.

    sl

    ResponderEliminar
  27. E atenção que o poder económico dos clubes não impede que até se possam defender trocas entre os grandes vantajosas para ambas as partes como também já aconteceram. Agora Futre, Quaresma e Moutinho é que nunca deveriam ter acontecido. Por exemplo o caso do Simão Sabrosa é completamente distinto.

    sl

    ResponderEliminar
  28. Tiago,

    Comentei palavras tuas sobre o FCP e Antero Henrique. Não iniciei discussão nenhuma sobre o FCP. Estas palavras:

    "gostava de perceber o que é que o Antero Henriques disse nessas frases entre aspas que não se aplique a pelo menos 70% dos clubes da primeira divisão da maioria das ligas europeias".

    Não se aplica porque os principais clubes das melhores ligas Europeias contactam o FCP para comprar o Falcão, Lisandro, Hulk, Moutinho, James, Jackson, Lucho, Bruno Alves, Paulo Ferreira, Deco, Derlei, Maniche, Ricardo Carvalho e por aí fora.

    Compreendes a diferença? Não existe clube algum em Portugal que acerte tantas vezes nas opções que faz. Salvas excepções evidentemente porque ninguém acerta sempre no tempo todo. O Benfica fê-lo em 2009 e montou uma equipa poderosa, retirou daí os seus resultados ...

    Ainda bem que achas "este ou aquele jogador e treinador bons". O problema é que não são só "este ou aquele", mas muitos, plantel atrás de plantel. O problema do Sporting no que à competição com o FCP primeira e fundamentalmente respeita, é esse. Só depois vêm outros. E isto é verdade quer reconheças ou não.

    Mas se preferes entender que só ganham (falso) porque são uma organização criminosa (verdadeiro) também não vem mal ao mundo por isso, porque mesmo que achasses diferente o SCP não iria de repente começar a acertar no futebol comparativamente ao FCP. Conta só o que eles e os outros fizerem, dirigentes do SCP, FCP e SLB, porque conversas do lado de fora não passarão disso mesmo. Agora existe aqui um problema de percepção: neste momento o futebol do Sporting está em resultado das suas próprias opções a uma distância gigante dos seus 2 rivais. Este é o problema que importa resolver. Mas por algum motivo veicula uma corrente de opinião que sugere estar o futebol na situação em que está por causa de arbitragens ou outras, opinião essa fomentada pelos próprios adeptos do Sporting.

    Como disse (opinião pessoal), isto faz-nos parecer um clube de atadinhos.

    Sobre a valorização de méritos do FCP que vão extravasem opções desportivas nunca me viste e nunca verás fazê-la, e sobre a inexistência de elementos decisivos a tomar boas decisões em favor do Sporting relativamente a um ou mais rivais continuas a querer interpretar mal: há elementos a tomar decisões, mas essas decisões no que ao futebol sénior do Sporting respeita são de inferior qualidade comparativamente aos seus rivais.

    Em resultado delas, o Sporting tem dificuldade em ganhar.
    Em resultado delas, os outros seguem na liderança do campeonato e acabaram de somar 2 vitórias na Liga dos Campeões.

    ResponderEliminar
  29. Apesar de ser uma perda de tempo terrível discutir o que quer que seja com alguém com o pensamento turvado, viciado e o mesmo é dizer sem capacidade para pensar, o caro MM não consegue compreender que não é possível dissociar o crime dos sucessos desportivos do Porto actual? A prova disso é que todos os principais dirigentes tinham actividade antes da desportiva. É uma questão de ir ver.

    O SCP também começou a construir uma equipa poderosa há 2 anos na medida do possível. Com mais dinheiro ainda fazia melhor. De que é que adiantou se assim que o campeonato começou nos cortaram as pernas? Nunca vai ser possível aferir o sucesso que Domingos poderia ter tido no Sporting em condições normais. É difícil de compreender isto? Como é difícil sair de uma espiral viciada. E é assim que o Porto anda há 3 décadas a gozar com os MM.

    Saudações leoninas

    ResponderEliminar
  30. MM,

    Sinceramente, acho que ficou claro o que cada um pensa sobre o FCP e sobre a forma como um debate sobre o Sporting se deve ou nao relacionar com isso.

    Acrescento só que nao falamos só de árbitros. Proponho-te um pequeno exercício: e se soubéssmoes, no mesmo dia, que um director do Sporting tinha aparecido morto com um tiro na cabeça dentro do próprio estádio e (no mesmo dia, suponhamos) que o Sporting perde 220 sócios por dia.

    Proponho este exercício de suposiçao porque do FCP soubemos ambas coisas no mesmo dia:

    http://www.maisfutebol.iol.pt/fcporto/fc-porto-suicidio-obito/1395083-1304.html

    http://es.scribd.com/doc/114122094/Little-Portugal-de-21-Novembro-2012

    ambas sob um discreto manto de silêncio mediático. Isto por parte dos mesmo media que fizeram uma capa com os dedos do Wolfswinkel.

    Este acrescento é só para rebater o argumento do "a culpa é dos árbitros". É bem mais que isso.

    Agora, falando disto: "continuas a querer interpretar mal: há elementos a tomar decisões, mas essas decisões no que ao futebol sénior do Sporting respeita são de inferior qualidade comparativamente aos seus rivais."

    Nao. Nao interpretei nem li nada mal. Foste tu que disseste que ninguém do Sporting toma decisoes. Basta reler os comentários de um de outro. Posteriormente disseste que nao têm qualidade e basaste a explicaçao nessa falta de qualidade em contraste com o (bom) exemplo do FCP.

    saudaçoes leoninas,
    tiago

    ResponderEliminar
  31. Agora foram descobrir um jogador ao Japão? Mas alguém vai descobrir um jogador ao Japão? Todos sabem que esteve cá puto emprestado em Gaia e não vingou. Os jovens nunca saem completamente do radar. E quantos não formou o Sporting entretanto, melhores do Mundo! Alguns excepcionais até renderam lá. Qualquer treinador é campeão no Porto? E porque é que será? É da estrutura? Pois é e que estrutura, basta ver o principio da época de todos os recordes de AVB que no Sporting não chegava ao Natal como não chega depois do Porto e compará-la com o principio de época de Domingos no SCP. Ou Jesualdo que nunca vingou e já voltou ao mesmo. E mesmo assim erram nos treinadores como os outros e erram mais nos jogadores. Quantos têm emprestados e ninguém fala? Agora compram putos, também o Sporting e integra-os nas camadas jovens, alguns craques. Vão sempre à Champions? Garantia que é mais do que suficiente para qualquer um ser bom dirigente na actualidade. E como era bom, resolvíamos os problemas todos. Mérito quando ficam na 1ª fase com orçamentos de 100 Milhões? Mérito teve o Sporting com PB e com putos passar por duas vezes! Este Vitor Pereira não fez nos Açores o que o Manel fez!

    Só não vê quem não quer! Vitórias sabe Deus como geram receita e compram-se jogadores mais caros, quando não há compra-se o Kléber. Wolfswinkel custou menos de metade do Jackson. A ganhar qualquer jogador rende o dobro. Numa situação normal o Porto nunca tinha saído da cepa torta e muito menos com esta estirpe de dirigentes que os MM vangloriam. E por uma razão muito simples, geravam muito menos receita, como clube regional que são. Assim entrou num ciclo impossível de controlar e são os maiores. Não só roubam para eles como impedem que os outros ganhem mais e sem vitórias não há dinheiro. Claro que o Sporting também erra como o Porto também acerta. Era bom conseguir ver para lá da actual realidade.

    Saudações leoninas

    ResponderEliminar
  32. Tiago,

    Não que tenha muita importância mas,

    . O FCP devera ter 3 ou 4 elementos decisivos ao nível de opções ...
    . O SLB tem 1 (Jorge Jesus) ...
    . O SCP tem 0 (a ver o que fará o seu treinador)

    Elementos decisivos. Decisivos, não decisores. Decisivos porque com uma influência tremenda no sucesso das respectivas casas, dirigentes (que por sua vez escolhem) e treinadores para o FCP. E treinador para o SLB. Não diria dirigentes no seu caso porque (julgo) são pessoas sem grande critério. Elementos decisivos, porque decisores todos têm não é? Os papéis e as canetas não se mexem sozinhos.

    Concedo que não quiseste / escolheste interpretar mal.
    Interpretaste mesmo mal, nada a fazer quanto a isso.

    O tratamento que a imprensa fez dessa notícia é o mesmo deficiente tratamento que emprega para quase tudo e essa questão tal como a arbitragem, tal como decisões de justiça que vão desde simples multas a castigos, e a muita outra coisa que gravita em redor do jogo existem e o Sporting deve endereçá-las, mas como disse: o Sporting não enfrenta as dificuldades que actualmente enfrenta para vencer jogos em resultado dessas questões. Isto é uma mensagem simples que por um lado não retira foco do que temos de fazer para subir degraus, e por outro não prejudica aquilo que naturalmente separa-nos de outros clubes / pessoas que servem-nos.

    Por último sobre a notícia em si do suicídio / morte de um dirigente do FCP, é pura e simplesmente chocante. É o único comentário que oferece-me e teria dificuldade em extrapolar para assuntos de 'clubite'. Mas cada um é como qual, lógico.

    ResponderEliminar
  33. Aliás Tiago,

    Não sei se o tratamento é / foi deficiente ou não, estou apenas a dar de barato que sim porque não tenho especial consideração pela imprensa desportiva Portuguesa. Mas tenho ainda menos consideração por quem constantemente - nos seus blogues - alva a imprensa desportiva ao mesmo tempo que presta um serviço bem pior, para ser simpático, porque quase-sempre reles. Lá está, são prioridades: naquilo que desportivamente afecta-nos são as opções editoriais do 'Record' ou do 'Crime' um bocadinho irrelevantes.

    ResponderEliminar
  34. Mm, sobre as contratações do Porto que realizaram..enquanto compravam esses jogadores também contratavam outros...

    Rafael Bracalli, Beto, Lucas Mareque, Souza, Walter, Bolatti, João Paulo, Paulo Ribeiro, Marek Cech, Buzsacky, Ibson, Diogo Valente, Lino, Ezequias, Sokota, Alan, Milan Stepanov, Luís Aguiar, Kazmierczak, Renteria, Edgar, Rabiola, Nelson Benitez, C.Rodriguez, Tomás Costa, Andres Madrid, Diego Valéri, Soares, Kieszek, Djalma...

    ResponderEliminar
  35. No mesmo período, olha os maus negócios do Sporting...
    Carlos Paredes, Marian Had, Grimi (depois de um período experimental em que jogou bem...), Gladstone(emprestado), Celsinho, Purovic, Rodrigo Tiui(que nos deu uma taça), Angulo, Sinama Pongolle, Felipe Caicedo (emprestado), Hildebrand (custo 0), Torsiglieri, Zapater, Tales (empréstimo), Cristiano(custo 0 e contrato por 6 meses), Luís Aguiar, Bojinov, Ribas(empréstimo).

    ResponderEliminar
  36. Joel, esfera de negócios 'suspeitos' a que muitos de clubes de futebol dedicam-se onde o FCP é claramente um deles, domínio onde as relações entre empresários e dirigentes penalizam e empobrecem os clubes. São maus negócios mas nem sempre inocentes e só são maus para algumas das partes porque existe dentro dos clubes e em seu redor quem beneficie com eles. Nessa matéria FCP e SLB são muito iguais, com a diferença que o SLB tem mais dificuldade em esconder. O Sporting, infelizmente, também é, mas em menos momentos, e com um volume de negócio menor. O Manuel Fernandes há umas semanas na entrevista que deu a um jornal abordou o tema.

    Mas no relvado como quem faz a diferença são os bons importa perceber que a esse nível (dos muito bons) eles acertam muito mais do que nós. Eles = FCP, e nos último par de anos SLB, bastando ver as dificuldades que nalguns sectores Jesus tem para dar uso às tantas e boas opções que tem. No caso do FCP não foram nem são os nomes dessa lista que jogam à bola, mas outros. No deve e no haver saem claramente por cima.

    ResponderEliminar
  37. Ao que isto chegou, mas o que é que o Antero Henrique percebe de futebol? Disseram-lhe para dizer umas coisas e já está. Que os clubes como outras organizações precisam de uma liderança forte que também existe no Porto é verdade. Que o Porto foi o 1º a profissionalizar o seu futebol mais à séria também é verdade, a par com muitas outras coisas que eu pelo menos não perco tempo a falar. E não se aproveita mais nada!

    O SCP é um clube sério senhores! Com uma formação que também promove o erro, por maior paradoxo que isso possa parecer a alguns, ainda é a forma mais acertada para fazer crescer um jovem futebolista e disso estamos fartos de dar provas, ainda o futebol não era esta coisa das linhas que é hoje. Infelizmente o futebol profissional é hoje uma coisa muito diferente do que muitos pensam, não basta ter ideias, nem as melhores ideias.

    ResponderEliminar
  38. No futebol em Portugal é vulgar entrarem nas portas dos grandes clubes grandes ideólogos que quando saem não passam de idiotas vulgares, às vezes mesmo perfeitos imbecis, quando se deixam afectar pelo desespero da falta de resultados. Também há a teoria dos adjuntos, peças fundamentais nas equipas técnicas dos grandes treinadores mas que ninguém sabe como podem resultar como verdadeiros lideres. Ainda não há nada como a experiência adquirida. O futebol mudou muito, é hoje praticamente uma ciência que se ocupa com a ocupação e o espaço do campo de futebol. Não é por acaso que os melhores momentos ocorrem hoje quase sempre entre as linhas que tentam fazer com que esse espaço seja cada vez mais diminuto.

    Antero Henrique, de Vinhais, Bragança.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (15) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (18) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (3) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (1) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (2) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)