quinta-feira, 13 de maio de 2010

O querem os Sportinguistas?

Há duas notícias que me alegraram o dia: a primeira foi a de que Deco está na lista de potenciais reforços apresentada a Paulo Sérgio. A segunda é a promessa e a certeza de Liedson relativamente à época que aí vem. Assegura o Levezinho que será melhor do que a que agora terminou. Trata-se de duas notas bem-humoradas, embora tenha alguma dificuldade em classifica-las nessa subcategoria do humor tão interessante como difícil de exercer que é o humor negro, ou se se trata pura e simplesmente de piadas de mau gosto.

E a minha boa disposição termina por aí, no que aos assuntos mais mediatizados sobre o Sporting diz respeito. Não se podem comentar com rigor todas as notícias sobre reforços que os média nos apontam. Mas alguns há que, pelos seus contornos, evidenciam alguma credibilidade e definem uma tendência. Evaldo e Jaime Valdés. Parece evidente estar definido o perfil do potencial reforço do Sporting: jogadores ditos “experientes”, eu diria com uma certa idade. Qual é afinal a importância da experiência? O que é afinal mais importante: a qualidade da experiência ou a sua quantidade?

Peguemos no exemplo de Evaldo, lateral-direito do Sporting de Braga e que aparece como sério candidato a reforço do plantel. O Jogador tem 28 anos e acabou de ter a sua melhor época da carreira, sendo talvez o melhor lateral da competição. É um jogador interessante para o Sporting? Sem dúvida. Vale os 3 milhões que custará o seu passe? Talvez, nem discuto. Onde eu não tenho dúvidas é que, por este preço, o Sporting não deve contratá-lo. Na cidade ao lado Desmarets, de 30 anos, é custo zero e tem um valor semelhante, ao que juntaria um ordenado menos inflacionado. A hipótese de rentabilização futura dos seus passes é também equivalente. No caso de Evaldo, com a idade que tem, não será fácil receber de volta o valor da sua aquisição numa futura transferência, o que eleva a fasquia da sua prestação desportiva a níveis elevadíssimos para que a sua aquisição seja uma história de sucesso.

Julgo que este é um exercício que todo o Sportinguista responsável deveria fazer. O sucesso do clube não deveria ser alcançado à custa da sustentabilidade financeira nem da hipoteca do futuro. Admito, já o fiz aqui, apenas uma excepção que é o Quaresma, por razões que se prendem com o seu valor e pela sua ligação ao clube. Mesmo assim não a qualquer preço. Entristece-me mais ainda ver quem consecutivamente demonstre mais juízo e melhor visão, com menos recursos. O Nacional é hoje mais um exemplo.

Mas motivo maior de tristeza é o júbilo, que me parece bacoco, dos meus consócios e adeptos com as noticias que nos apontam jogadores de nomeada que, além de caros, na maior parte dos casos são de valor desportivo duvidoso. Precisamos de jogadores de nomeada para chamar gente ao estádio, ou precisamos futebol de qualidade e de vitórias? Não aprendemos nada com Skuravy´s, Spehar´s, Niall Quin´s. O que queremos nós afinal? Ganhar a qualquer preço? Uma evasão para as contrariedades de uma perspectiva de vida genericamente mais difícil, como anuncia a actual conjuntura? Pão e circo?

39 comentários:

  1. Bons dias,

    A notícia de Deco, de facto, anima. Mas, Deco já declarou querer regressar ao Brasil e a vir para Portugal temo bem que fosse para o FCP. Mas, a vir, permitiria um salto no futebol leonino.

    Concordo com a questão dos jogadores experientes. Um jogador experiente não tem que ser trintão. Não me parece que Valdes da Atalanta seja grande reforço e, para gastar 3 milhões prefiro ir buscar um jogador mais jovem.

    Gostava de nomes conhecidos no plantel mas acima de tudo quero bons jogadores. Nunca tinha ouvido falar de Liedson. Tal como nunca tinha ouvido falar de Mbo Mpenza, Beto Acosta ou De Franceschi e eles revelaram-se leões.

    ResponderEliminar
  2. Francisco Chaveiro Reis:
    vejo que não está de acordo comigo. Dificilmente considero animadora a aquisição de Deco, prestes a completar 33 anos,a menos que venha ganhar dentro de valores que sejam comportáveis para nós. Mas é toda a ideia que está subjacente a contratações deste tipo que me desgostam. O Sporting por este andar ainda vai trocar o "Clube de Portugal" para Sporting PPR.

    ResponderEliminar
  3. Para a elaboração do plantel da próxima época, antes de se começar a pensar em reforços, deveria primeiro olhar-se para dentro. Há uma carrada de putos emprestados, outros a sair dos juniores que mereceriam uma reflexão antes de nos pormos a dar tiros no escuro. Gostaria que o Paulo Sérgio convocasse essa malta toda e lhes proporcionasse um período de trabalho de modo a poder avaliar "in loco" o que podem, ou não, aportar à equipa e poder, com argumentos válidos, dizer "quero este porque... não quero este porque...". Dispensar ou integrar apenas de ouvido parece-me pernicioso para o clube e para os miúdos. Este período de trabalho poderia ser desenvolvido na pré-época ou, se PS achasse que é gente a mais, logo no início de Junho. Afinal as férias começaram bastante cedo. A partir daí, feitas as escolhas, olhar para as posições que carecessem de reforço e para as opções de mercado que anteriormente houvessem em carteira. E aqui, olhar mais à qualidade do que a nomes. Se pudermos comprar melhor e mais barato, então óptimo. Olhando, por exemplo, para Evaldo e Desmarets, nem sei como se equaciona o 1º. Mas, pegando ainda na lateral esquerda, entre Evaldo e o "nosso" Emídio Rafael, também não teria quaisquer dúvidas. Haja critério (e para tal é necessária competência), coragem (é preciso tomates para apostar em putos - no plural, não no singular - de valor) e bom-senso.

    Quanto à idade, é como o resto - custo/benefício.

    ResponderEliminar
  4. LdA, será sempre uma questão de equilibrio. Aquilo que gostava era que fosse bem analisado quais as carências do plantel com vista a formar um grupo equilibrado.

    Se este aspecto for bem feito não me interessa o BI nem o valor do jogador que vem, apenas a sua qualidade e capacidade para suprir as falhas do anterior.

    Ninguém anda a analisar a idade de Derlei, André Cruz, Acosta, Schmeichel, Pedro Mendes, são jogadores que trouxeram equilibrio e qualidade independentemente da sua idade.

    Pelos vistos este ano está tudo com os olhos postos na defesa e eu acho prioritário o reforço do ataque. Para a defesa basta um ou outro retoque e concentração...

    ResponderEliminar
  5. Fantasma do Óculo,

    e que tal criar uma equipa B?


    Leão de Alvalade,

    lembro-me que estive particularmente activo em Janeiro na tentativa de sensibilizar os sportinguistas para duas coisas: (i) a incapacidade de se aumentar o orçamento se que primeiro se realizem medidas do lado das receitas ordinárias que suportem esse aumento e (ii) que qualquer medida em sentido contrário - aumento do orçamento na esperança ou expectativa de rendimentos futuros - poderá ser o passo decisivo na privatização da SAD (e de tudo o que a compõe).

    E a minha luta sempre foi esta: podemos estar perante confissões diferentes e um modelo exclusivamente empresarial é defensável como sendo o futuro, mas queremos ser informados ANTES de deixarmos de ter alternativa a ceder as poucas coisas que nos restam.

    Vender o futebol do Sporting será vender grande parte da alma sportinguista e deixará o clube à morte.

    Por isso proponho a todos os ineptos que se regozijam com o aumento do orçamento para €30M que peguem no último Relatório e Contas e tentem imaginar onde o Sporting irá buscar dinheiro para "aumentar o investimento". Se é aos frutos do investimento agora realizado, estamos muito bem arranjados. E se o critério é a compra de jogadores como o Evaldo, que além de falta de nível para jogar no Sporting, são caros e dos quais será impossível esperar algum retorno, então estaremos ainda pior.

    Quando nos debruçamos sobre a rentabilidade de um empréstimo, quando veio o Caicedo, não faltaram vozes dissonantes.

    Mas a vinda do Caicedo, como a de outros jogadores, esconde o que de mais absurdo (e estúpido) há nos sportinguistas: recusamo-nos a aceitar formar uma equipa com base nos valores (certos) da nossa formação, mas "esquecemos" o critério da experiência ou da idade quando vêm do estrangeiro. Os casos do Caicedo e do Ruben Micael são por demais evidentes.

    Infelizmente é o que temos.

    ResponderEliminar
  6. LMGM,

    ninguém olhou para o BI do André Cruz, do Acosta e do Schmeichel. Grandes jogadores que nos deram uma grande alegria (duas no caso do André Cruz).

    Mas alguém se lembra de olhar para quantos campeonatos foram ganhos entretanto?

    É isso que o LdA põe em causa.

    Ninguém questiona a utilidade do Deco se vier ganhar o mesmo que o SV10. Mas é de questionar se o plantel for - como o plantel de 2001/2002 - composto exclusivamente por jogadores que são caros (mas bons) e sem mercado.

    Nem essa lição os sportinguistas aprendem com os portistas. Poderiam aprendê-la com os benfiquistas. Se o Aimar ajudou à valorização do Saviola, do di Maria, do David Luiz, etc., é um dos poucos que já não tem mercado. E ter mercado é fundamental para manter o modelo de negócio. É que se os adversários em campo não olham para o BI, os clubes interessados em reforçar as suas equipas já olham...

    ResponderEliminar
  7. PLF, não estou nada em desacordo com as suas opiniões, o plantel de 2001/2002 valorizou Quaresma, Viana, Ronaldo e outros que não foram vendidos no momento oportuno (Beto por exemplo).

    O meu ponto não é comprar porque sim, ou porque são experientes (há já diversos "velhos" no plantel) mas reforçar onde for necessário independentemente se vem da Academia ou se custa 3 milhões e é "velho".

    ResponderEliminar
  8. LMGM:
    O PLF já me deu uma ajuda preciosa. Complementaria com o seguinte: Para a haver o equilíbrio que preconizas não se pode reforçar onde é necessário - e sabemos como estes diagnósticos são difíceis de fazer, em particular nos últimos anos no nosso clube - sem ter em conta o custo e a idade.

    Tenho sérias dúvidas que tivéssemos um plantel que desse garantias com jogadores como Derlei, André Cruz, Acosta, Schmeichel, Pedro Mendes, Liedson, Polga, e sem por em causa o valor de cada um. Era evidente o excesso de veterania.

    Mas imaginando que o resultado era o pretendido: quanto custaria o título? Com jogadores com a sua carreira em fim de vida, e não podendo retirar mais valias do muito que lhes pagávamos, como poderíamos substituí-los por jogadores de valor idêntico?

    Não foi afinal por termos colocado todos os ovos ao mesmo tempo no mesmo cesto que pagamos com língua de palmo os 2 títulos anteriores, hipotecando os anos que se seguiram?

    ResponderEliminar
  9. LMGM,

    o que quero dizer é que não basta bom, é preciso sustentável.

    Diz (e bem) que é preciso um equilíbrio na composição do plantel, entre mais caros/experientes ou mais jovens e com maior margem de progressão.

    O que eu questiono, de há muito, é que tipo de equilíbrio nos permitirá atingir essa sustentabililidade.

    Referiu que o plantel 2001/2002 valorizou o Quaresma e o Hugo Viana (o CR9 foi "valorizado" na temporada seguinte e saiu em 2003/2004). E ultrapassemos o facto de(que é muito importante e trata desse mesmo equilíbrio), depois dessa época, termos tido que apertar o cinto durante 6 anos mesmo tendo valorizado o Quaresma, o Viana e o CR9. Não será que esse foi o problema? Que havia jogadores a menos para serem valorizados? Que se se admitiria um Jardel, já era difícil de sustentar um Jardel, um JVP, uma dupla de Bentos, um Rui Jorge e todos os outros?

    Esse é que é o problema.

    ResponderEliminar
  10. Julgo que todos concordamos que a vitória facilita a valorização. No exemplo do LdA, vejo necessidade de reforçar a lateral esquerda, não encontro na nossa formação reforço à altura (apesar de não desprezar André Marques e Ronny, no minimo idênticos a Grimi), ir ao mercado contratar o melhor defesa esquerdo a actuar em Portugal independentemente do valor parece-me correcto.

    Já com Deco não tenho a mesma opinião, vejo alternativas de qualidade no plantel actual e na formação, não seria para mim uma prioridade muito menos uma posição onde fosse gastar fundos.

    É este tipo de análise que gostava que fosse feita (e aqui como defende o PLF uma equipa B seria ouro), onde temos de nos reforçar, quem temos no nosso interior disponivel, que posições tenho de procurar noo mercado.

    Neste último ponto ir ao mercado o Sporting deve ao máximo evitar novelas, se é o Evaldo que resolve o nosso problema já devia estar contratado (a exemplo de João Pereira) ou caso o seu valor seja incomportável estar contratada a sua alternativa.

    O grande erro histórico dos últimos anos foi a falha na contratação de Paulo Assunção é este tipo de situações que quero ver corrigida.

    ResponderEliminar
  11. O que este sportinguista quer?

    - Não ouvir falar sequer na possibilidade do Deco.

    - Saber que o Sporting não vai largar mais 2 ou 3 milhões no Evaldo, dinheiro que nunca mais vamos recuperar.

    - Que o Sporting saiba contratar um outro Duscher. Jogadores de selecção, novos, ainda relativamente baratos e cheios de potencial e que representem mais-valias no futuro. Para mim o que deveria ser o contratação tipo do Sporting.

    - Que o Sporting descobriu um Falcao.

    Ler que se vai investir no grande central.

    - Ler que o Sporting pegou no Emídio Rafael e que não deixou passar a hipótese de investir no Diogo Salomão.

    - Que conseguimos finalmente um empréstimo de um bom jogador no âmbito de um negócio vantajoso para o Clube.

    . Não ler daqui a 2 anos que andamos atrás do Diego Angelo e que o passe deste “só custa” 6 milhões.

    ResponderEliminar
  12. Ter visto o Liedson rentabilizado há dois anos.

    ResponderEliminar
  13. LMGM,

    o Evaldo não é o melhor lateral esquerdo em Portugal. Vejo pelo menos 5 jogadores que preferiria ter no Sporting em vez do Evaldo e só um deles custou mais €3M: Álvaro Pereira, Fábio Coentrão, César Peixoto, Desmarets e Emídio Rafael.

    E se concordo que o Sporting precisa de um defesa esquerdo que não irá buscar às suas camadas jovens (embora seja um crime o que se fez ao André Marques e ao Tiago Pinto para ficar - já nem digo pagar - àquela amostra de jogador que é o LG18), como diz o LdA, é preciso equilíbrio nos gastos e na capacidade de potenciar o valor do plantel.

    A comparação entre o que se retirará do Evaldo por oposição ao Desmarets é particularmente feliz. Valerão €2M ou €3M as duas épocas adicionais que o Evaldo poderia fazer em relação ao Desmarets? Dificilmente...

    ResponderEliminar
  14. PLF, eu provavelmente no meio de todos esses ia buscar o Alonso ao Maritimo que já não tem as luzes da ribalta em cima dele e tem valor desportivo idêntico a Evaldo e Desmaret. Obviamente não entrei nas minhas contas com os jogadores dos nossos rivais e não considero Peixoto ou Coentrão superiores a Evaldo naquela posição.

    Mas eu sou o louco que faria a lateral esquerda com Ronny e Grimi, atenção lateral não a defesa. De novo tudo tem que ver com equilibrios, qual é a táctica? Vamos ter necessidade de defesas que apoiem o ataque ou dos que são proibidos de passar a linha de meio campo? Quem apoia? Quem fecha o flanco? Etc.

    O Tiago Pinto forçou a sua saida, o Emidio foi dispensado (não sei por quem) o André Marques não aguentou a pressão de jogar ao mais alto nivel mas tem potencial para ser o melhor dos três.

    ResponderEliminar
  15. PLF,

    Com os sinais que (não) têm sido dados, parece-me que a construção de uma equipa B não tem passado pela cabeça de quem manda. De qualquer modo, ainda seria viável (pensando em termos de prazos legais)?

    ResponderEliminar
  16. FdO,

    ehpá... boa pergunta. Também me parece que não lhes passa pela cabeça. Mas a sua pergunta só seria verdadeiramente importante se "eles" se lembrassem de fazer a tal Equipa B agora. Ora como a preparação não deve ser feita em cima do joelho...

    ResponderEliminar
  17. Niall Quinn?? Esse nunca passou pelo SCP pois não?

    não percebi a associação

    ResponderEliminar
  18. Hoje, dia 13 de Maio, aproveitando a presença do Pope, mandei vir o meu pack de sócio através da net. Hoje começa também este blog. Isto é mesmo assim. O clube está todo lixado mas na verdade nunca me senti tão sportinguista. Masoquismo? Talvez... A verdade é que a motivação para contribuir para o clube nunca foi tão grande. Bibó Sporting carago!

    http://berde-e-branco.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. LMGM,

    "...ia buscar o Alonso ao Maritimo que já não tem as luzes da ribalta em cima dele e tem valor desportivo idêntico a Evaldo e Desmaret. Obviamente não entrei nas minhas contas com os jogadores dos nossos rivais e não considero Peixoto ou Coentrão superiores a Evaldo naquela posição."

    Completamente de acordo. E o Alonso ainda tem a vantagem das bolas paradas, onde é superior ao Desmarets.

    ResponderEliminar
  20. Duarte:

    Podes ler aqui:

    http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=1995/96

    isto sobre o Nial Quin e a sua passagem pelo Sporting:

    Santana Lopes aguarda apenas o jogo da Luz que termina 0-0 e despede Carlos Queirós, com o qual nunca tinha ido muito "à bola", principalmente depois do Professor ter recusado a contratação de Niall Quinn, um internacional irlandês que tinha sido anunciado como reforço da equipa pelo Presidente, que até andou com ele a passear no Cais do Sodré.

    ResponderEliminar
  21. LMGM,

    relativamente aos rivais, o que é útil verificar é que tanto o Fábio Coentrão, como o César Peixoto, custaram menos de metade do que se pede pelo Evaldo (o mais caro entre eles foi o Coentrão que custou €1M).

    O Álvaro Pereira custou €4M, mas é de 1985 - tem actualmente 24 anos - e ainda poderia ser rentabilizado no futuro (mesmo que sendo vendido por menos).

    O Evaldo é de 1982, por esta altura no próximo ano terá 29 anos e consegue-se amortizar este investimento como?

    Este é o critério para aferir as contratações do Sporting, como o LdA e bem refere. O Deco? Poderia ser interessante caso não pesasse excessivamente nos custos da equipa.

    O meu rácio ideal é o de 1 jogador sem mercado por cada 4 com mercado.

    Neste momento o Sporting tem para aí 10 jogadores com mercado (i.e., em que há clubes que, por pouco que seja, dariam ao Sporting algum dinheiro pela transferência). E isso é importante inverter. Se se venderem alguns, será igualmente preciso despachar aqueles que não têm mercado... e - isto é importante - independentemente do valor de alguns.

    ResponderEliminar
  22. o Alonso? Então não o fomos buscar o ano passado quando terminou contrato com o Nacional.... iamos agora pagar por ele?

    ResponderEliminar
  23. Leão de Alvalade,

    Não estou por dentro da mente do Santana Lopes mas, a história não foi bem assim.
    O que determinou a saída do Carlos Queirós do Sporting foi sobretudo uma entrevista que ele deu para a RTP a partir da sua casa em que arrasa por completo a gestão e política desportiva do Sporting.
    O Santana Lopes ía à bola com o Carlos Queirós - Santana Lopes e 80% dos adeptos do Sporting, grupo onde de resto eu me incluía - e tanto assim era que o Carlos Queirós finda a época 1994-1995 está fora de Alvalade, depois de ganhar a Taça de Portugal e feita (no fim dessa época) a sucessão do Sousa Cintra para o Santana Lopes.
    Está fora do Sporting e só inícia a época 1995-1996 porque o Santana Lopes vai - literalmente - resgatá-lo ao Porto (Porto cidade, não FC Porto), onde nessa mesma noite à mesa de um restaurante onde estão os 2 sentados e está uma Televisão o então Presidente do Sporting explica que a sua Presidência e o seu Projecto dependem do Carlos Queirós.
    Nessa altura não havia nada que o Sporting e o seu novo Presidente não fizessem que não o fosse feito na companhia de uma câmera, o que de resto alguns sportinguistas gostavam - por ser mais ou menos uma novidade e por o Santana Lopes ter bons dotes oratórios - e outros desgostavam, por verem naquilo não mais do que muita fantochada usada para auto-promoção do S. Lopes.
    Às tantas ... já ninguém se revia naquilo: já andavam quase todos enjoados do S. Lopes, que todos os dias aaprecia a falar, a dizer qualquer coisa (mesmo quando não tinha nada para dizer) e o Sporting governava-se quase na praça pública.


    Ao mesmo tempo que isto acontece, acontecem ao longo da época episódios que azedam as relações dos 2 (Queirós e Santa Lopes) e o mais grave não foi esse do Nial Quinn mas sim o do Oceano, em que o Presidente do Sporting castiga o capitão do Sporting por entender que ele o havia desautorizado e faltado ao respeito, a respeito de qualquer coisa que o Oceano diz para uma televisão onde refere que no Sporting os dirigentes tinham protagonismo a mais.
    O Oceano é castigado - à revelia do Queirós - e o incidente é mais ou menos grave, embora naquele tempo o circo à volta do Sporting fosse tanto que até esse episódio mas pareceu uma coisa normal do dia-a-dia.

    Nial Quinn e outros, vários. Episódios mais.

    E a gota de água a entrevista. O Queirós dá a entevista - da varanda da sua casa em Oeiras - e dias depois é despedido.
    E o Santana Lopes justifica o despedimento - em directo nos Donos da Bola, na SIC - com essa entrevista.

    Enfim uma palhaçada autêntica.
    Aquele palerma só fez mal ao Sporting, especialmente nas modalidades que extinguiu a troco de nada.
    Ainda que o tivesse feito por via de referendo.
    No meio dessa palhaçada toda, o Queirós ainda conseguiu disputar 1 título até ao fim, disputar um outro título quase até ao fim, ganhar uma Taça de Portugal, e pelo menos num dos anos na Taça UEFA - embora eliminado pelo Real Madrid do Valdano - deixar aos sportinguistas a recordação de uma eliminatória em que o Sporting pura e simplesmente dá 2 banhos de bola ao Real, em Lisboa na 2ª mão e em Madrid na 1ª.

    Eu não gosto do Queirós. Aliás ... fui deixando de gostar dele à medida que os anos foram passando mas, longe de mim chamar-lhe de incompetente ou palhaço.
    O Queirós - e o seu currículo fala por si - é um dos mais respeitados nomes no Futebol europeu, e mais não seja esse facto deiva fazer-nos ter algum cuidado na forma como nos referimos à sua pessoa.
    Se não se respeitar a pessoa, respeite-se ao menos o Treinador, porque neste campo, e neste só, ele dá 20-0 - em tudo o que já fez e onde fez - a 3/4 de todos os outros Treinadores portugueses.

    ResponderEliminar
  24. Tive a sorte de ir ver esse jogo a Madrid. Nunca mais me esqueço da excelente 2ªparte sempre em cima deles... e do estádio em peso a mandar vir com o arbritro para terminar o jogo.

    Belos tempos!

    ResponderEliminar
  25. FCS,

    O Hugo Viana também não veio o ano passado e eu não me importava nada de contar com ele para o ano. O Alonso dependeria de quanto pedissem.

    MHumberto,

    Pior presidente da História do SCP.

    ResponderEliminar
  26. JVL,

    Pior que este?

    Só acho que pagar agora pelo Alonso era assumir mais uma vez que planeamento no SCP é zero. Mas talvez... o Maritimo não costuma pedir os olhos da cara. O Tonel veio praticamente dado.

    ResponderEliminar
  27. PLF, o Peixoto recusou literalmente vir para o Sporting, só esse facto já faz um euro ser um preço caro demais a pagar por ele. Coentrão suponho que deva ter sido observado diversas vezes, algo que não unicamente o seu valor o impediu de vir para o Sporting (seu clube do coração). Digo que não foi o valor porque o mesmo (ou próximo) foi dado por Rabiu, que é mais uma alternativa na posição de Deco (playmaker), como são para mim, Rosado, Vuk, Matias, Moutinho ou até Postiga.

    ResponderEliminar
  28. MHumberto:
    De acordo. Só deixei o link para situar o Duarte relativamente à passagem de Nial Quinn. Um dos episódios mais "edificantes" da história do nosso clube.

    ResponderEliminar
  29. FCS:
    Não pedes nada de especial, isto é, nada que o bom-senso não dite. Porque é que é tão difícil de perceber e alcançar?

    Devo dizer que não acho o Diego Ângelo nada de especial, pelo menos nesta fase da carreira. Sem olhar a preço e a jogar do lado esquerdo da defesa preferia o Rodriguez, que por sinal joga ao lado de um jogador mandado embora de Alvalade. Como seriam hoje se tivessem que ter passado por tudo o que passou o Polga, Carriço e Tonel?

    ResponderEliminar
  30. Invistam na arbitragem e nos túneis pois jogar sempre contra dez ou nove é diferente que jogar contra onze.È assim que se começa a ganhar na primeira volta é importante ter muitas vitórias nem que seja com túneis ou jogadores expulsos.

    ResponderEliminar
  31. LdA:

    Falei no Diego Angelo como podia falar no Geromel ou no Diego (ex nacional). Não damos 1 ou 2 milhões por eles e passados 2 anos já pensamos em dar 4 ou 5?

    Assim não há dinheiro que resista.

    ResponderEliminar
  32. FCS,

    De longe pior que este. Apesar da distância ir diminuindo a passos largos.

    Quanto ao planeamento...vale a pena dizer algo? Jogadores do nacional ainda percebo que não se comprassem, devido à relação existente entre os clubes, agora de resto...

    ResponderEliminar
  33. The LC,

    Não vi o jogo do Grêmio - Santos mas deve ter sido um jogaço!!! Vou agora ver o resumo. Ganso joga muito assim como o André e Neymar.

    ResponderEliminar
  34. Deixem-me dar uma achega, à tem,ática PSLopes/Oceano Cruz...

    ...o capitão, na véspera de um decisivo SCP-FCP, em Janeiro 1996, diz ao Expresso:

    "tememos a força do FC Porto"...

    ...P S Lopesnão perdoa o tiro no pé e o capitão não joga esse prélio...

    ...de facto, são comentários que nunca se deverão fazer a jornalistas!!

    ResponderEliminar
  35. FCS,

    Eu vi o jogo todo de Madrid e a 2ª parte do jogo em Lisboa (não sei porquê e a RTP só deu mesmo a 2ª parte do jogo, em directo, coisa estranha mas foi assim) e se o jogo de Lisboa foi um aperto para o Real, o de Madrid foi um massacre.
    E nem foi só pelas 2 bolas na trave e 1 no poste (2 do Sá Pinto se não estou em erro, e 1 do Oceano, esta do Oceano tenho a certeza) mas sim pelo jogo concreto que fizemos. Jogámos /jogávamos muito, e esse Sporting do Carlos Queirós era uma equipa diferente das demais.
    Em 1994-1995 recordo que o desmantelamento do Benfica campeão 1 ano antes ainda não tinha sido completamente feita, e o Porto bem, era uma equipa fortíssima, essa do Robson ... mas o Sporting era diferente, tudo parecia mais "cientifico". O choque metodológico que o Queirós introduziu em Alvalade foi imenso para o que era costumeiro na altura.
    Mesmo 1 ano antes, em 93/94, o Benfica que tinha uma equipa verdadeiramente brutal não jogava melhor do que nós. O jogo de Alvalade decidiu o Campeonato e eu recordo o jogo como se fosse ontem: nós a ser mais e melhor equipa, a fazer 2 golos e a adiantarmo-nos por 2 vezes no marcador, e do outro lado 1 Benfica a ser superado com apenas 1 jogador seu, sozinho, a dar-nos réplica e a virar - também sozinho - o resultado: o João Pinto, com o 2-2 e o 2-3 a serem golos verdadeiramente magníficos.
    Mas foi o JVP sozinho. Foi atípico. Numa outra noite qualquer iríamos para o intervalo com o 2-1 guardado.
    Na 2ª parte bom, há o episódio "Paulo Torres". Não sou treinador e não estou qualificado para opinar sobre essa alteração mas, a verdade é que o Benfica faz 3 golos de rajada todos pelo lado onde faltava o defesa-esquerdo. Se calhar é simplista culpar o Queirós pelo resultado por via dessa alteração mas, a responsabilidade é também sua claro. E quando digo "também" não é para desculpabilizar. O que digo é que ... quantas e quantas vezes vemos tantos outros Treinadores em tantas outras equipas - quando querem correr atrás do prejuízo - começar por tirar o defesa-esquerdo? Acontece muitas vezes.
    Portugal-Inglaterra em 2004?
    O Scolari tira o defesa-direito e empata o jogo.
    Braga-Sporting em 2008?
    O Paulo Bento tira o defesa-esquerdo, sofre mais 2 golos de rajada e vê-se obrigado a rectificar fazendo entrar o Marian Had, lembram-se disto? Foi há bem pouco tempo.

    Mas isto para dizer o quê: eu lembro-me do Sporting de 1993, 1994 e 1995. E não me lembrando de um filme de sonho lembro-me no entanto de um Sporting que deu esses 2 banhos de bola ao Real, lembro-me de um Sporting que jogava muito e lembro-me de um Sporting que levava uma média de 35 000 a Alvalade. Lembro-me de um Sporting forte.
    Aliás ... é o último Sporting realmente forte de que me lembro se quiser exceptuar a temporada de 2001/2002, e isto só por causa dos resultados porque em jogo jogado o do Queirós batia o do Boloni.

    Dito isso ... hoje, não gosto do Queirós.
    Por vários motivos, e alguns deles relacionados com o Sporting.

    Leão de Alvalade,
    Certíssimo, esse episódio existiu mesmo claro, foi 1 de entre tantos nesse ano.

    JVL,
    O Santana Lopes foi um Presidente criminoso, para além de ter sido um imbecil desprovido de qualquer conteúdo. A sua ida ao Congresso dos anormais - do PSD leia-se - onde à entrada diz: "Se eu não fosse a votos os sportinguistas não me perdoariam" deixou a nu a substância pequenina daquela minúscula e egocêntrica mente que em mais nada pensava para além da sua própria pessoa e insignificante existência.

    Pai da Leoa,

    Nunca mais o Sporting teve um Capitão como esse, desde então. Quando muitos falam de Figos e Ronaldos a mim nunca me passaria pela cabeça dar mais sportinguista importância a 1000 Figos e Ronaldos somados e pintadinhos de verde do que a 1 só Oceano.

    ResponderEliminar
  36. Só uma correcção:

    Houve um Sporting muito forte depois desse, claro que houve. Um Sporting ausente de resultados mas fortíssimo no jogo: o do Jozic em 1998 claro.

    ResponderEliminar
  37. Faz esta sexta-feira 10 anos que o Sporting quebrou o longo jejum de 18 temporadas sem conquistar o título nacional. Foi a 14 de Maio de 2000, na 34.ª e última jornada do campeonato, que os leões venceram o Salgueiros por 4-0 no antigo Estádio Vidal Pinheiro.

    Viva o Sporting de antigamente!!!

    Honra aos Verdadeiros!!!

    SL

    ResponderEliminar
  38. Bom post Lda.

    Mas o meu modelo para as contratações para o Sporting, passava por equilibrar os jogadores comprados, "velhos" e experientes, mas sem possibilidades de venda no futuro com os jogadores que saltam da Academia.

    Podemos comprar Decos, sabendo que não vão rentabilizar no futuro, com possiveis vendas das perolas que saem da Academia. Isto é vender apenas os jogadores que são feitos na Academia para compensar o investimentos em jogadores mais velhos e experientes mas que não vão dar nenhum retorno numa possivel venda.

    SL

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (15) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (18) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (1) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (11) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (92) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (7) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (3) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (65) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (102) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (88) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (27) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (3) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (1) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (2) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (2) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)