terça-feira, 22 de março de 2011

“Sócios do Sporting não sabem toda a verdade”

João Mineiro e Frederico Abreu
Frederico Abreu e João Mineiro defendem que só um conselho fiscal e disciplinar (CFD) independente poderá realizar uma auditoria aos últimos 16 anos de gestão. Ambos alertam também para o facto de estas eleições estarem centradas no investimento no futebol e pouco preocupadas com a sustentabilidade de um clube que teima em caminhar “para o abismo”.

Porque apresentam uma lista apenas ao CFD?
Frederico Abreu (FA) – Porque acreditamos que é fundamental uma auditoria no Sporting, que, para ser bem feita, terá de ser executada por elementos independentes dos outros órgãos sociais. Uma das linhas fortes desta candidatura é chamar a atenção para a necessidade de separação de poderes. Por exemplo, o presidente da mesa da assembleia-geral (AG) é o primeiro representante de todos os sportinguistas enquanto associados e devia ter um distanciamento total da direcção. A mesma lógica pode ser aplicada ao CFD. É este órgão que, se for independente, tem condições para fazer uma auditoria, recolhendo informação de forma objectiva, apurar a evolução do passivo, da gestão e do património, para os sócios ficarem realmente informados. Desta forma, poderiam ter votado de forma mais consciente a última proposta de reestruturação financeira…
João Mineiro (JM) - E o exemplo da reestruturação financeira é perfeitamente elucidativo para ilustrar aquilo que pretendemos evitar de futuro. Foi dado a entender aos sócios que esta operação iria libertar um determinado montante para investir mais na equipa de futebol. Uma ideia totalmente falsa, já que a reestruturação se destinou apenas a capitalizar dívida.

Quais são as principais respostas que esperam obter com a auditoria?
FA - A última auditoria no Sporting foi mandada fazer em 1995, no mandato de Pedro Santana Lopes, após a saída de Sousa Cintra. Na altura, o Sporting tinha um passivo de 27 milhões de euros e um activo considerável, com prédios, terrenos e outros bens imobiliários. 16 anos depois, temos um passivo gigante e não temos activos praticamente nenhuns. Esta evolução tem de ser explicada. Algum dia terá de ser feito, até para pacificar e recuperar o clube.
JM – Esta auditoria teria uma função quase higiénica para o clube: perceber o que é que aconteceu. A seguir poderá partir-se para um momento de construção.

E a auditoria será só à gestão financeira e património?
FA – Não só. Irá também abranger todos os investimentos no futebol. Relacionar o valor da equipa de futebol versus os resultados desportivos e a sua competitividade. Isto tudo para evitar, de futuro, aquilo que para nós é claro: a falta de organização. É que nem sempre o ter mais dinheiro pode ser associado a uma melhor prestação. Actualmente vivemos no pior de dois mundos: temos mais dinheiro e menos resultados. O Sp. Braga provou, no ano passado, que se pode fazer muito com menos dinheiro. O que é verdade é que, nos últimos dois anos, se destruiu imenso a capacidade financeira e económica e que os resultados desportivos são medíocres.
JM – A nossa lista para o CFD quer alertar para a necessidade de dissociar aquilo que é sustentabilidade daquilo que é investimento no futebol. Esta campanha tem provado que é muito mais fácil falar de investimento, na compra de jogadores, mas, acima de tudo, o Grupo Sporting tem de ser sustentável. Neste momento tal não acontece e estamos a caminhar para o abismo. Se estamos numa situação insustentável, não podemos falar de investimento que só a vai agravar.

É de investimento que mais se tem falado nesta campanha…
JM – É precisamente por isso que é fundamental ter um CFD independente. É que, neste momento, não existe informação nem transparência.
FA – A minha pergunta é a seguinte: será que os sócios estão na posse de toda a verdade? Acho que não. É necessária a consciencialização do sócio anónimo que tem pouca informação e conhecimentos económicos. Tem de ser simplificada o economês pesado que se tem utilizado para falar do clube e que não explica que estão, na realidade, a matar o Sporting.

Para essa consciencialização dos sócios não teria sido importante a vossa candidatura ter surgido mais cedo?
JM – Havia já um grande espartilhamento do que eram listas e ideias de todas as listas que foram surgindo e nós não quisemos contribuir para alguma confusão.
FA – Na realidade temos feito algumas acções de sensibilização, mas a mensagem não passa. As redacções da comunicação social, nomeadamente da imprensa desportiva, não nos têm dado visibilidade, porque somos uma voz incómoda. Face a isto, a estratégia passou por concentrar as acções de campanha numa fase mais derradeira, onde haverá mais apetência para perceber o que é que está a acontecer. Até porque a nossa campanha não tem grandes meios financeiros envolvidos ou estratégias de comunicação. É um trabalho que tem de ser feito quase de forma pedagógica, porque as pessoas preferem ouvir falar de jogadores e treinadores.

Têm seguido com atenção as constituições dos conselhos fiscais das listas candidatas à direcção?
JM – Sim. Ficámos particularmente surpreendidos com as declarações do cabeça-de-lista para o conselho fiscal proposto pelo candidato Godinho Lopes [João Mello Franco]. Numa entrevista confessou que não conhecia as contas do clube.

Um CFD independente não pode ser considerado uma força de bloqueio pela direcção?
JM – Nós não queremos ser uma força de bloqueio, mas temos de perceber que o CFD não pode estar cerceado, como até aqui, por opiniões que vêm de cima, do conselho directivo. Não há a tal separação de poderes. O que tem acontecido até agora é que um auditor e um credor do clube têm lugar no actual CFD. São executores e controladores ao mesmo tempo.
FA – E esta situação irá permanecer com a lista candidata ao CFD proposta pela candidatura de Godinho Lopes. Caso ganhe, a promiscuidade vai continuar, já que José Maria Ricciardi [presidente do Banco Espírito Santo de Investimento] integra o elenco como vice-presidente. Depois, o próprio candidato a presidente do CFD está envolvido com Carlos Barbosa, um dos principais elementos da lista para a direcção de Godinho Lopes, na direcção do Automóvel Clube de Portugal. Com estas relações, as pessoas não têm uma total independência.

Actualmente, que informação têm os sócios sobre as contas do Grupo Sporting?
JM – Às contas do clube, que, neste momento, representam 10 por cento do grupo empresarial; às contas da Sociedade Anónima Desportiva (SAD), porque é uma sociedade cotada, mas onde, até há pouco tempo, estavam localizados apenas cerca de 12 por cento do passivo bancário. Tudo o resto é totalmente desconhecido. Informação é poder e, neste momento, não existe. Assistimos há dias ao ridículo dos candidatos irem reunir-se com o engenheiro Nobre Guedes para se inteirarem da situação do clube.
FA – Fazendo um paralelismo com o Estado português, imagine-se um Instituto Nacional de Estatística que não fosse independente do Governo. Caso contrário, como teria liberdade para publicar os verdadeiros números do deficit e outros indicadores económicos que se pretendem independentes e rigorosos. Não lembra a ninguém considerar este organismo uma força de bloqueio.

E como vão tratar a informação se forem eleitos?
JM – Nós propomos organizar indicadores de gestão, que podem ser muito facilmente perceptíveis pelos sócios, comparáveis de ano para ano. Estes dados seriam depois publicitados entre os sócios, nos finais das épocas desportivas. Queremos fazer um livro branco dos últimos 15 anos, para se aprender com os erros que foram cometidos, e começar a ter uma informação transparente. Com isto, o nível de discussão no Sporting vai automaticamente elevar-se, já que os números falam por si. No passado, das vezes que solicitámos oficialmente informações nas vésperas de assembleias-gerais, acabou, na grande maioria dos casos, por ser recusada. Esta situação é sintomática. A partir do momento em que se fecha o clube aos sócios eles vão embora e, neste momento, é assustadora a curva descendente do número de associados efectivos com cotas em dia.
FA – Queremos trazer a meritocracia a este clube. Para o bem e para o mal, temos de responsabilizar quem de direito.

As transferências de Paulo Pereira Cristóvão e Pedro Cunha Ferreira do Movimento Ser Sporting para a direcção da lista de Godinho Lopes fragilizaram de alguma maneira a vossa posição?
FA – Quem acompanhou o trabalho do Leão de Verdade, que esteve na base deste projecto, e quem acompanhou o próprio Movimento Ser Sporting, sabe que nenhum dos dois contribuiu com nenhuma linha do programa que apresentámos nas eleições de 2009, quando concorremos contra José Eduardo Bettencourt [com Paulo Pereira Cristóvão como cabeça-de-lista à direcção]. Não foram eles que contribuíram com as ideias e as suas saídas não me surpreenderam.
JM – Quem trabalhou para o Ser Sporting permaneceu e continua com os mesmos ideais. Quem trai os princípios e as pessoas, não merece muito a nossa atenção e desse tipo de gente não reza a história.

Tiveram convites para se juntarem a outras candidaturas concorrentes às eleições?
JM – Partilhamos algumas ideias e alguns objectivos com algumas listas, mas o nosso objectivo aqui foi exactamente marcar uma posição independente.

Que outros objectivos tem a vossa lista caso venha a ser eleita?
JM - Queremos garantir que alguns compromissos que foram assumidos pelas anteriores direcções junto dos sócios irão ser cumpridos, nomeadamente a manutenção da maioria accionista do clube na SAD.

Quando os Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis (VMOC) que foram emitidas e adquiridas, por tomada firme, pelo BES e Millennium, forem transformados em acções, o Sporting perderá a maioria accionista…
JM – Esse foi um “presente envenenado”, para o qual alertámos em tempo útil, da reestruturação financeira que foi parcialmente aprovada em assembleia-geral no mandato de José Eduardo Bettencourt. A forma como esta operação foi montada, exige que o Sporting, no futuro, tivesse meios financeiros para cobrir a parada.

Que valor é que estamos a falar?
JM – Para manter os 51 por cento das acções, o Sporting terá de despender aproximadamente de 14 milhões de euros quando os VMOC forem transformados em acções [o que pode acontecer já dentro de dois anos]. Isto só piora um cenário, já por si muito mau. O Sporting Clube já não tem praticamente património, exceptuando o estádio, e um futuro presidente poderá ser confrontado com a necessidade de fazer um aumento de capital na SAD, para garantir a maioria accionista, e a única forma que terá para o fazer será a passagem para esta sociedade dos direitos de superfície do próprio estádio. Está manietado nas suas opções. Os sócios não tinham consciência deste cenário. Muitas pessoas estão interessadas em que seja alienada a maioria da SAD e o seu controlo de gestão, mas a minha pergunta é a seguinte: sem o clube controlar a gestão da principal modalidade que razão têm os sócios para o continuarem a ser.

Mas é muito importante o Sporting Clube manter a maioria accionista?
JM – É importante do ponto de vista patrimonial, identitário e financeiro. Neste último caso, face à situação de ruptura financeira em que o clube se encontra, a única forma de recuperar passa por gerar mais-valias substanciais que só podem ser geradas através do futebol. Ou seja, o Sporting Clube não pode abdicar do controlo da única entidade que, bem gerida, pode garantir a sua sobrevivência e salvação.
FA – Se o Sporting entregasse o negócio do futebol, este passaria a ser gerido de fora e a tomar as suas opções visando outros interesses que não o clube. Se perdêssemos o controlo do futebol voltaríamos a ficar com o pior de dois mundos: não seríamos um clube que pudesse ser comprado por um Abramovich milionário, mas também não seríamos exactamente um clube de sócios. Ficaríamos numa situação híbrida: por um lado, um clube de sócios quando se trata de empurrar o passivo; por outro, para aquilo que interessa, que é a compra e venda de jogadores, já poderá haver um investidor que ficaria com a mais-valia do jogador a, b ou c.

Como têm visto as opções de muitos candidatos em recorrerem a fundos para investir no futebol?
JM – Os fundos fazem sentido e podem ser uma boa opção, desde que as suas regras sejam claras, mas é preciso demonstrar que o dinheiro que vai ser gasto para a manutenção dos salários dos jogadores a contratar pelos investidores será sustentável. É preciso alertar que as receitas provenientes de uma vitória no campeonato, mesmo que esta surja já no próximo ano, não serão suficientes nem para cobrir os prejuízos actuais nem para cobrir investimentos adicionais na equipa não sustentados. Por exemplo, este ano a SAD vai acumular mais prejuízos apesar das receitas extraordinárias das vendas de dois importantes activos como Miguel Veloso e João Moutinho.

6 comentários:

  1. Parece-me que Dias Ferreira é a escolha mais óbvia. Está mesmo debaixo dos nossos narizes e recusamo-nos a querer admitir.

    Dias Ferreira percebe que nem tudo está mal no sporting, que nada está bem no futebol e todo o impacto que o futebol tem na relação do clube com os sócios. Preparou-se no diagnóstico, foi pragmático e arranjou as melhores soluções.

    É de todos quem tem o melhor treinador.

    Estamos numa posição privilegiada em que se formos inteligentes, poderemos FINALMENTE TER UM TREINADOR DE CRAVEIRA MUNDIAL NO FUTEBOL DO SPORTING. Toda a gente no estrangeiro irá associar o Sporting ao Frank Rijkaard e vice-versa. Poderá servir como um efeito restaurador de algum do prestío perdido (que foi delapidado por bentos, carvalhais e paulos sérgios deste mundo que desvalorizaram plantéis inteiros e ajudaram muito ao afastamento entre o futebol e os adeptos). Pensemos principalmente no potencial da mais-valia. Será uma figura incontornável do futebol mundial a conviver diariamente com todos os atletas da academia (miúdos e graúdos). Todos lhe respeitarão a competência técnica e a preponderância que poderá ter em todo o futebol do SCP. Se vier servir o sporting com o mesmo espírito de missão do seu presidente, então não há nada de negativo nesta escolha, todos concordarão.

    Dias Ferreira trouxe o Futre, e então cara***?
    Alguém tem dúvidas que o Futre esteja bem preparado para desempenhar estas funções no sporting? O Duque é melhor? O Inácio é melhor? Um Paulo Futre que ainda sem estar a receber salário do clube já garantiu um dos melhores treinadores do mundo? Fo**-se, vamos abdicar de todo o seu know-how por causa de rancor? Não sejam hipócritas, todos conhecem o Dias Ferreira. Acham que ele é gajo para esquecer traições? Não me parece. Ele saberá perfeitamente que o Futre tem uma dívida para com o sporting e quanto a mim arranjou uma bela forma de a saldar. O Futre tem muito para dar ao sporting e saberá fazê-lo.

    O que mais gosto acerca do Dias Ferreira é simultaneamente a sua capacidade de admitir as suas limitações e para ir até ao fim nas suas convicções. Para solucionar as suas limitações tem sabido recrutar gente competente. Estou certo que no pelouro financeiro também se saberá fazer auxiliar. Durante o debate, gostei de o ouvir falar na possibilidade de arranjar investidores.

    Mas essencialmente, com Dias Ferreira estaremos SEMPRE BEM REPRESENTADOS. SEMPRE. Ele é um homem de convicções e felizmente o SCP é uma das suas maiores convicções e paixões. Ele será um verdadeiro líder e não vai baixar as calças para ninguém.

    Resumindo. Anda toda a gente a fazer um grande esforço para se sentir bem com a escolha Bruno de Carvalho. Eu próprio já tentei fazê-lo mas não me sinto confortável. Será preciso tanto esforço e desconforto? Ao fim ao cabo, Dias Ferreira é o que eu pretendo para o meu sporting actual.

    Agora, Dias Ferreira não por causa do Futre? Isso é que era bom!... Benfica e Porto estão mortinhos por um Godinho Lopes ou um Bruno de Carvalho. A capa do pasquim e d’O Jogo assim o demonstram.

    A escolha é óbvia e segue por osmose. Dias Ferreira arruma com a bandalheira...

    Jorge Manuel Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Orgulho-me de ter subscrito as listas destes 2 enormes sportinguistas e espero que eles continuem a marcar a sua posição coerente, honesta e sportinguista no futuro, seja qual for o resultado das eleições para o Conselho Fiscal.

    Segue daqui um grande abraço para o Frederico e para o joão!

    ResponderEliminar
  3. JG, tive finalmente a oportunidade de conhecer o Frederico na apresentação feita no Solar do Norte e também partilho do orgulho em ser subscritor desta lista.

    ResponderEliminar
  4. "FA – Fazendo um paralelismo com o Estado português, imagine-se um Instituto Nacional de Estatística que não fosse independente do Governo. Caso contrário, como teria liberdade para publicar os verdadeiros números do deficit e outros indicadores económicos que se pretendem independentes e rigorosos. Não lembra a ninguém considerar este organismo uma força de bloqueio."

    Esta teve piada!!!!! O INE publica a verdade porque é independente do governo...hummm. Sim sim. Espero que a candidatura não tenha este exemplo como o que quer implementar no Sporting.

    Gostaria de juntar algumas perguntas numa proxima entrevista:

    - Podem informar os socios quanto custará uma auditoria ao universo do Sporting dos ultimos 16 anos? Para eles não ficarem com a ideia que é 30 ou 40 mil euros.

    - Como vão conseguir financiamento para essa auditoria, recorrer a investidores ou recorrer à tradicional banca?

    Mas apesar destas perguntas, vejo que têm boas ideias, mas é a tal coisa...ideias acessórias deixaremos lá mais para a frente quando houver dinheiro na caixa.

    SL

    ResponderEliminar
  5. Frederico Abreu e João Mineiro desde há muito que têm lutado por um SCP mais transparente. Uma luta árdua, muito ingrata, por vezes confrontados com situações muito difíceis de ultrapassar. Durante o Congresso Leonino em Santarém foi notória a posição corajosa de JM no painel da 'sustentabilidade financeira para o futebol' (não me recordo exactamente da denominação...). Não assisti directamente pq estava inscrito na secção dos 'desafios do ecletismo’, mas foi por demais perceptível o frisson que JM causou durante aquele fds.

    Não conheço pessoalmente nenhum destes dois grandes sportinguistas, mas já venho seguindo, desde algum tempo, a luta que têm realizado, pelo que estou certo de merecerem a nossa confiança. Merecem pq o que defendem é não só justo, como extremamente necessário para um SCP mais plural e mais transparente nos seus processos no futuro.

    Não subscrevi a lista (moro longe de Lx), mas podem contar com os meus singelos 4 votos que os 17 anos (tantos como o GL) de associado me permitem.

    Para o CFeD não há que ter dúvida.

    Resta-me agradecer-lhes a força, a convicção, a resiliência e a coragem que FA e JM têm demonstrado em prol do SCP.

    SL

    ResponderEliminar
  6. Caro Dezperado, deve concordar que o INE é um excelente exemplo, se tivermos em conta os últimos 15 anos de CFD do SCP. Desde Roquette a Agostinho Abade, passando por Ernesto Ferreira (então auditor do SCP) da Silva, a partir de determinada altura com a presença forte do BES e KPMG através de Sikander Sattar. Além do óbvio conflito de interesses a promiscuidade.
    O trabalho da auditoria será coordenado pela própria equipa do CFD e será muito dirigida uma vez que temos bastante conhecimento do Clube derivado de 4 anos de questionamento permanente aos órgão sociais.
    O custo será sempre inferior a duas multas do Grimi, preço irrisório quando se pretende descobrir a Verdade e com isso, também, pacificar o Clube.
    SL
    Frederico Abreu

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (94) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (72) Batota (19) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (5) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)