domingo, 27 de março de 2011

Tudo o que sei sobre as eleições


Tudo o que sei sobre as eleições

Durante e após o acto eleitoral fui recebendo informação junto de 3 listas concorrentes que aqui deixo ficar.

- Durante a contagem de votos GL alcançou vantagem sobre BdC até chegarem as últimas mesas.

- Até aí a vantagem de GL era grande, vantagem que se foi esbatendo à medida que se foi caminhando para as mesas com menos votos.

- Às 2.23 da manhã o GL estava à frente com 6% de vantagem mas faltavam ainda contar as mesas com menos votos portanto.  

- Às 5.03 da manhã recebi informação que Godinho Lopes por 0, 40%. Soube depois que não terá havido qualquer recontagem, face à diferença de votos.

- Ao contrário do que se começou a propagar pela blogosfera e redes sociais não houve qualquer incidente, confusão ou actos menos claros.

- Lembro que estavam 10 listas em confronto, com os respectivos delegados no recinto onde decorria a contagem. Todas as mesas foram escrutinadas com presença dos delegados, sem registo de problemas.

- Os resultados parciais, por mesas, foram sendo aceites sucessivamente sem registo de incidentes.

- Quando foram apurados os votos da AG apurou-se a vitória da lista de BdC, que, pelo tempo em que ocorre, terá sido quando foi dada como certa a vitória de BdC, mas para o CD, e que deu origem a toda a confusão. O próprio GL preparou aí os seus apoiantes para a possibilidade de derrota.

- Quando foi feita a comunicação dos resultados finais não foi houve contestação no interior da sala pelos delegados, incluindo os do BdC.

- As urnas seladas foram seladas vazias e nunca estiveram abandonadas.

Estas informações podem ser corroboradas seguramente pelos diversos delegados e, até ao momento, apenas a lista de BdC é que reclamou.

Nota Pessoal:
Bruno de Carvalho já decidiu impugnar as eleições. Ao fazê-lo sem recorrer à recontagem dos votos dá um mau sinal porque os números, ao contrário dos testemunhos, são irrefutáveis.

Não é suficiente apelar à calma e na mesma frase dizer que “existiram muitas inconformidades”. Isto é abrir a caixa de Pandora e os boatos entretanto a circular são o seu resultado. Se existiram muitas, quais foram?

Bruno de Carvalho diz que lutará até ao fim pelo Sporting, se permanecer neste registo não terá que lutar muito tempo. Aceitar com garbo uma derrota que saiu cara ao vencedor e que já fez o Sporting perder muito ontem capitalizar-lhe-ia mais apoios do que os que terá, arrastando o Sporting para uma luta fratricida de proporções e consequências difíceis de imaginar.

Ao proceder desta forma BdC põe-se do lado do problema e retira-se do lado das soluções. 

Têm a palavra todos os Sportinguistas!

90 comentários:

  1. Concordo Leão de Alvalade. Uma simples recontagem dos votos teria resolvido o problema. Não concordo com o que ele disse na TVI de querer fazer novas eleições.

    ResponderEliminar
  2. Se GL quer de facto ser o presidente de todos os Sócios do Sporting, só tem de disponibilizar-se para fazer uma recontagem e o assunto fica encerrado.
    Quem não deve não teme!

    ResponderEliminar
  3. De acordo ctg, LdA:

    Impugnar umas eleições só por motivos realmente mt graves e td indica não existirem tais motivos.
    A decisão de avançar com a impugnação deveria ser acompanhada por esses motivos. Ao não o fazer BdC dá azo a todas as especulações...

    Como apoiante e votande de BdC desejo que tenha ponderação e não concretize essa intenção. Exerça uma oposição responsável e ganhará o respeito de todos. Não se estrague aquilo que tanto custou a angariar.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Caro Leão,

    Não me move nenhuma desconfiança em relação ao que escreves, que isso bem claro.

    O que me move são dúvidas óbvios face ao evoluir dos acontecimentos.

    Dúvidas tão simples como estas:

    - com 10 listas representadas, o que significa dezenas de pessoas a acompanhar in loco a votação, nenhum jornalista conseguiu informação rigorosa durante oito horas e todos foram levados ao engano? Tu próprio relatas que foste recebendo informação.

    - é crível que uma pessoa bem colocada como Rogério Alves não soubesse dos resultados praticamente em tempo real?

    - dizes que as últimas mesas a serem contadas foram as de menor número de votos -- eu ia jurar que ouvi o Lino de Castro dizer que tinham deixado as mesas de 20 e 25 votos para o fim. Estou enganado?

    - se Godinho Lopes esteve sempre à frente, porque é que os seus apoiantes não começaram a reunir-se para festejar? Por que é que a própria candidatura de Godinho Lopes diz que tinha informação que o Bruno de Carvalho ia à frente?

    São demasiadas incongruências.

    ResponderEliminar
  5. Ainda nem um dia passou e já começam a falhar nas promessas:

    http://abola.pt/nnh/ver.aspx?id=254734

    ResponderEliminar
  6. Eu tb acho que alguma coisa se passou.

    Já assisti a muitas eleiºões via "media" e foi a primeira vez que vi um volte face deste género.

    Mas a impugnação não pode acontecer só porque o BdC quer, tem que ficar provadas irregularidades.

    Se alguma coisa se passou é grave,muito grave, se isto é folclore do BdC dificilmete voltara a pôr os pés em Alvalade.

    Mas a avaliar pelo post , tudo não terá passado de uma confusão, que atingiu inclusive a candidatura do GL.

    ResponderEliminar
  7. Leão:

    «Achamos que há, de facto, indícios que justificam a impugnação. Contudo e em face do resultado, que respeitamos, não nos compete a nós impugnar», disse fonte da candidatura de Dias Ferreira ao SAPO Desporto.

    ResponderEliminar
  8. O dia seguinte para mim é bem mais importante do que o do acto eleitoral, independentemente do que acontecesse.

    O que se passou não é normal. O que se passou é próprio de uma democracia rudimentar, terceiro mundista. Daqui deriva todo o problema.

    Não entendo é como o somatório dos votos 91042 é maior do que o total de votos anunciado 88530.

    Também não entendo como Rogério Alves felicita Bruno de Carvalho como novo Presidente. Deveria esclarecer se o fez apenas com base na suposta ilusão que o jornalismo ireesponsável causou ontem em Alvalade.

    Dias Ferreira e Abrantes Mendes deveriam também falar.

    Não pode pairar a dúvida de fraude eleitoral. Isso mata o caminho que o novo Presidente tem que fazer.

    Bruno de Carvalho deve pedir uma recontagem de votos, antes de impugnar o acto.

    ResponderEliminar
  9. Aqui está um esclarecimento que se impunha, na minha opnião toda a confusão de ontem há foi patrocionada pelas três televisões nacionais ao afirmarem constantemente um vencedor sem terem dados objectivos para tal, os mesmos jornalistas que criticam tudo e todos, tiverem na última madrugada uma prestação miserável, digna de ser mostrada nas faculdades de jornalismo como exemplo do que não pode fazer como jornalistas.

    ResponderEliminar
  10. kovacevic,
    O SAM também já se pronunciou sobre os resultados: http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2011/03/27/abrantes_mendes_diz_que_n_o_hou.html e diz que o que se passou não foi significativo.

    Constato também que a frase da candidatura do Dias Ferreira é algo contraditória, por um lado, diz que haverá indícios de justifiquem a impugnação, mas por outro respeita o resultado. Ora se se tivessem passado situações verdadeiramente graves a questão do resultado ter sido desfavorável era claramente secundária perante uma eventual falsidade eleitoral, insusceptível de ser aceite.

    ResponderEliminar
  11. Retirado daqui: http://www.forumsporting.com/forum/viewtopic.php?p=324451#324451

    Após a publicação dos resultados oficiais no site do Sporting:

    Vamos lá fazer a analise:

    Conselho Directivo:
    CONSELHO DIRECTIVO
    Total de votos
    LISTA A – 33275 – 36,55%
    LISTA B – 8013 – 8,80%
    LISTA C – 32915 – 36,15%
    LISTA D – 15062 – 16,54%
    LISTA E – 1777 – 1,95%

    A+B+C+D+E= 33.275+8.013+32.915+15.062+1777
    =91.042

    Ora temos então um total de 91.042 votos. Assim se confirma o meu cálculo anterior que apontava para um total de votos de 91.039,67. Os arredondamentos percentuais neste caso criaram uma direfença irrelevante de cerca de 3 votos.

    Ora como podem confirmar no mesmo site do Sporting, o clube da como certo que votaram 14.205 sócios sendo que o somatório dos votos destes seria de 88.530. Conclusão tivemos 91.042 votos o que dá uma diferença de cerca de 2500 votos.


    Diferença de votos:

    Votos totais + votos em branco/nulos= 91.042+440= 91.482


    Ficamos com uma diferença de 91.482-88.530=2952

    NEM É NADA DE ESPECIAL. APENAS CERCA DE 3000 VOTOS...


    A TEORIA FICA PROVADA OFICIALMENTE.
    O SPORTING FOI ALVO DE UM GOLPE ELEITORAL!!!!!


    LINKS DAS PROVAS
    http://www.sporting.pt/Noticias/Clube/notclube_clubeeleicoesvotantes_260311_73924.asp
    http://www.sporting.pt/Noticias/Clube/notclube_cluberesultadoseleicoes_270311_73964.asp

    ResponderEliminar
  12. Como é que se explica a diferença de votos?

    Brancos e nulos? Meus caros, nesse caso, o total da contagem final seria sempre inferior, nunca superior, também porque os brancos e nulos não contam para as percentagens.

    Ou quando a eleição fechou as mesas sabiam quantos brancos e nulos tinham sido colocados nas urnas?

    ResponderEliminar
  13. Comunicado do PAG:
    http://www.sporting.pt/Noticias/Clube/notclube_clubelinodecastrodec_270311_73968.asp

    ResponderEliminar
  14. Depois de ouvir Bruno Carvalho na RTPN e ter ouvido o candidato da lista C a dizer que vai avançar com a impugnação do acto eleitoral e agora deixo-vos um calculo feito por um sportinguista num forum do Sporting e analisem se existiu ou não inconformidades.
    “Cá vai a minha analise as contas eleitorais.
    Fiz um post com os resultados no fórum à medida que o PMAG disse os resultados.
    Às 06:01 fiz o seguinte post:
    Lista A 36.55% 33.275votos
    Lista C 36.15% 32.915votos
    Ora como sabem o numero máximo de votos que podemos ter nesta eleição é de 88.530 segundo o site do Sporting (Este valor é dado pelo somatório da multiplicação dos sócios que foram votar pelo nº de votos que dispõem consoante o numero de anos que tem de sócios)
    Ora nas eleições o somatório de todas as percentagens dos candidatos tem de dar claramente 100%.
    Vejamos:
    LISTA A – 36.55%
    Lista C - 36,15%
    Lista D - 16,54%
    Lista B - 8,80%
    Lista E - 1,95%
    ORA
    A+C+D+B+E= 36.55+36.15+16.54+8.80+1.95=99.9%
    ESTES 99.9% DEVEM-SE A QUESTOES INSIGNIFICANTES DE ARREDONDAMENTOS. Até aqui tudo bem.
    Agora para aferirmos o número de votos tido por cada lista podemos utilizar uma regra de 3 simples
    Ora se GL teve 36.55% e eu OUVI EM DIRECTO PELA BOCA DO PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DO SPORTING QUE EQUIVALIAM A 33.275 VOTOS.
    Vamos ao cálculo:
    36.55%------------------- 33.275
    100%---------------------- X
    X= (1x33.275)/ 0.3655
    91.039,67
    ORA COMO É POSSIVEL HAVER MAIS VOTOS CONTABILIZADO DO QUE A TOTALIDADE DE VOTOS MAXIMA DOS SOCIOS PRESENTES NAS ELEIÇOES?
    DIFERENÇA DE VOTOS: 91.039- 88.530= 2509 VOTOS À MAIS DO QUE É POSSIVEL
    EU SÓ CONFIRMEI OS CALCULOS DE UMA PESSOA DE OUTRO FORUM DO SPORTING CUJO
    NOME NÃO ME RECORDO MAS QUE FOI POSTADO NO TOPICO DAS ELEIÇOES
    ISTO É UMA VERGONHA!
    SOU ECONOMISTA E ESTOU HABITUADO A FAZER BASTANTES CALCULOS E ESTAS CONTAS ESTÃO CLARAMENTE CORRECTAS. QUALQUER UM DE VOS PODE CLARAMENTE TIRAR AS VOSSAS DUVIDAS REFAZENDO OS CALCULOS.”

    ResponderEliminar
  15. Eu já cheguei a um ponto de saturação tal que não me importo com nada já. Epa, deixem o Godinho Lopes governar e alterem de vez os estatutos para introduzir o voto electrónico. Com tudo informatizado, acabam de vez estas incongruencias de numeros.

    ResponderEliminar
  16. O que me escandaliza é isto:


    TOTAL DE SÓCIOS VOTANTES:

    LISTA A - 4511 - 30,98%
    LISTA C - 6047 - 41,53%

    Isto é que é democracia?

    ResponderEliminar
  17. Kovacevic:

    Que fique bem claro que neste momento a única coisa que queria é que o Sporting não fosse arrastado para uma disputa fratricida, provavelmente na barra dos tribunais, sem fim à vista.

    1) A informação que recebi durante a noite não foi de ninguém que estivesse dentro da sala de contagem.

    2)A confusão entre a vitória para a AG e o CD parece ter sido o que despoletou a confusão entre ambas as candidaturas. Daí a tomada de posição de RA e do próprio GL

    3) A questão das mesas. O que refiro é a forma como foram coligidos os dados parciais mesa a mesa. O que o PMAG em exercício refere é o apuramento dos dados para efeitos de elaboração das respectivas actas que decorreu na presença de três pessoas da Mesa da Assembleia Geral e um delegado de cada lista e que decorreu noutra sala, sem contacto com o exterior.

    4-Não consigo responder a essa questão com rigor. Eu estive presente apenas até às 22h e junto da sede de BdC, longe por isso do local da contagem, que fica do outro lado.

    O anúncio do Record e o clima vivido durante a campanha pode ser uma explicação. Repara que aqui não tivemos um único comentário de ninguém que se assumisse como apoiante de GL. No entanto e até prova em contrário ganhou as eleições e disputou-as taco a taco.

    E como dizem os resultados eleitorais os apoiantes de GL são recrutados numa faixa etária muito diferente da de BdC. O resultado de GL nasce daí.

    ResponderEliminar
  18. o sr,g.lopes e uma vergohna?????? RUA
    O recém eleito presidente do Sporting, Godinho Lopes, afirmou este domingo que os oito reforços (quatro defesas e outros tantos avançados) anunciados durante a campanha poderão não ser todos contratados....LI ISTO NO JONAL ABOLA...

    ResponderEliminar
  19. Caros Tenho uma grande duvida !!! E espero k alguem me clarifique.

    Foi dito k neste post k GL tinha grande vantagem e BC foi-se aproximando e perdeu por pouco - (tudo correu bem em meras 8H) - mas a minha duvida é que foi dito claramente pelo presidente da AG que BC estava a ganhar e que GL no fim venceu pk a mesa de 25 votos (ultima a ser contada) foi decisiva para apurar o vencedor.

    Ou o autor deste post ou o presidente da AG mentiu nas suas declarações.

    ResponderEliminar
  20. Saudações Leoninas

    Estava mesmo na cara de todos, que a banca não ía deixar os milhões nas mãos de outros que não as deles mesmo.
    Tenho penha , muita pena que tenha de ser assim , mas enquanto estiver lá este Eng. o SPORTING para mim só na TV e neste blog.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  21. Alguém que votou me pode explicar se no momento do voto se recebem os 4 boletins, e se estes se colocam em urnas separadas, ou na mesma urna?

    E se sim, cada sócio tem que depositar os 4 boletins (independentemente de votar num candidato, votar branco ou nulo) ou pode depoistar apenas os que pretende?

    Obrigado.

    ResponderEliminar
  22. para não ter duvidas consultem o Blog
    http://golpenosporting.blogspot.com/
    Foi Golpe

    ResponderEliminar
  23. PI,

    Ao chegar à mesa de voto, cada sócio entrega o seu cartão. É conferido o nome e número no caderno, e é colocada uma cruz na linha correspondente ao nome e número de cada sócio. Nesse momento são entregues os 4 boletins (no meu caso, foram contados 2 vezes). Fui votar, dobrei todos em 4 separadamente. Voltei à minha mesa de voto, o responsável pede de novo o meu número e nome de sócio, devolve-me o cartão, e abre o buraco da urna, para que eu coloque os meus boletins. No entanto, não conta quantos boletins introduzi na urna. Posso ter colocado todos, ou só alguns.

    ResponderEliminar
  24. O Sporting divulgou este domingo os resultados finais das eleições de sábado, que tornaram Godinho Lopes presidente, onde votaram 14.619 sócios, para um total de 91.482 votos.

    Estes números, que estão no site oficial do clube, são superiores ao último balanço feito por responsáveis do clube, sábado após o último votante.

    Na altura, às 20.45 horas, foi anunciado que tinham votado 14.205 sócios e um total de 88.530 votos expressos.

    Esta diferença, segundo o Sporting, está relacionada com as informações do computador e dos cadernos eleitorais. ISTO ESTA NO JORNAAL ABOLA
    MAIS UMA VERGONHA????? DE ONDE ESTES 600 VOTOS????

    ResponderEliminar
  25. Apesar de não me rever minimamente nesta direcção, tenho uma teoria que creio justificar essa diferença de nº de votantes e nº de votos.
    Na entrada na sala de votação, na triagem de verificação de identidades e de quota válida, ficou o registo de um número de pessoas que passaram.
    A diferença creio vir dos sócios que levaram cartões de outros sócios metidos no bolso e depois de votarem na sua mesa, davam meia volta e dirigiam-se a outras (ou à mesma) mesas para votar como se se tratassem dos sócios não presentes (os tais cartões no bolso) e não registados informaticamente na entrada da sala de votação.
    Ora, parece-me que pode ser por aí que existe uma diferença entre o registo informático e os números descarregados nos cadernos eleitorais.
    Até onde é que vai a legalidade disso, não sei, mas sei que picando os nomes nos cadernos eleitorais e vendo o registado informaticamente, rapidamente se apuraria quem são os "sócios votantes" que não estiveram presentes nas urnas.

    ResponderEliminar
  26. Uma coisinha apenas.

    A simples recontagem dos votos pode nao ser suficiente. Alias, tendo ja lido suspeitas de pessoas que levaram cartoes de socio de amigos para votar em nome destes, concluo que esses votos podem estar adulterados. Para alem disso, a questao dos votos nulos e brancos e gritante.

    Se tiver existido irregularidade, e preciso uma avaliacao completa. Sao demasiadas informacoes contraditorias, demasiadas declaracoes amadoras e irresponsaveis (durante a noite eleitoral) e demasiadas incongruencias para se poder aceitar em consciencia um resultado que foi tao apertado.

    Para quem considera isto uma "luta fratricida e que pode arrastar o Sporting pelos tribunais durante muito tempo", recordo que estamos a falar de menos de 15000 votantes. A escala de uma junta de freguesia. Qualquer empresa de Auditoria independente analisa os resultados e consulta os registos (incluindo a confrontacao do registo electronico com o de numero de votos depositados) em menos de 2 semanas, ou estarei errado?

    Seria do interesse de TODOS, e sobretudo do nosso Sporting Clube de Portugal, que isto ficasse claro. Acho preferivel a Godinho Lopes perder 2 semanas do seu mandato mas ganhar uma legitimidade conclusiva (tao conclusiva quanto possivel) do que iniciar funcoes como Presidente num clima fracturante de guerra civil como o que se vive.

    My two cents.

    ResponderEliminar
  27. Os novos números oficiais :)

    Nº de sócios que votaram:
    14619

    Total de Votos 91482.


    Naquele dia após o último sócio votar os números eram:

    20:50 - Já há números oficiais finais: 14 205 votantes e 88 530 votos.

    Ou seja no fim temos + 414 Sócios
    + 2952

    É o milagre da multiplicação !!!

    Depois os outros é que são credíveis ... !!!

    ResponderEliminar
  28. Agora pergunto a recontagem resolva alguma coisa !???

    Porque só agora ´que saem os novos números "oficiais" como diz o outro cabrão foi tudo tratado com muita lisura.

    Vamos ter um presidente barricado ... mas pronto o Bruno de Carvalho é que é o mau da fita.

    Caro Lda desculpa mas discordo em absoluto da sua última frase ... eu diria mais é um puto de 39 anos que se está a bater pelos nossos direitos como sócios o resto dos "grandes" sportinguistas está tudo caladinho que nem ratos.

    Nada fazer e nada dizer é a resposta dos fracos.

    SL,

    ResponderEliminar
  29. Se a única questão levantada se prende com a diferença entre os números apurados à entrada do hall vip e dos sócios que se apresentaram nas mesas de voto a questão pode ser bem mais simples que uma fraude.

    Constatei que houve momentos de grandes filas e grande confusão na entrada do hall vip e à minha frente reparei que, pelo menos, um sócio passou sem que se tivesse apresentado.

    Outra situação aconteceu quando saí, pois já estava na rua e recebi um telefonema de um amigo que estava na fila da mesa de voto, entrei pela saída, passei pelo bar e reentrei na sala de votação. Se eu o fiz, outros o poderiam ter feito para votar evitando as filas.

    Se houve sócios que levaram os cartões de outros decerto que não o fizeram sem consentimento destes e nunca saberemos a favor de quem votaram, pelo que, apesar de irregular, ninguém tem como invocar má-fé.

    Finalmente, tanto quanto soube, não houve qualquer pedido de recontagem e não foi aventada qualquer irregularidade pelos delegados presentes na contagem, pelo que (tanto quanto sei) não vejo nada que possa pôr em causa a legalidade das eleições.

    ResponderEliminar
  30. 10A

    Há 2.952 votos a mais -- e muitos deles terão sido a favor de BdC -- e isso não te parece suficiente para apurar o que se passou?

    Em caso de fraude, achas mesmo que as coisas se passaram à frente dos outros delegados, de maneira a que eles pudessem gritar logo ali: "Alto, aqui há gato"?

    Pá, não insultem a inteligência dos outros.

    Apenas se pede uma explicação racional.

    Os votos fantasma até podem ter sido todos no BdC.

    ResponderEliminar
  31. Continuo a perguntar:

    Qual a ordem da contagem das mesas ?
    Da 1 para a 25 ou ao contrário?

    Segundo o autor deste post não houve qq irregularidade pk Gl teve sempre á frente e BC apenas se aproximou - a contagem terá sido da mesa 25 para a 1.

    Segundo Lino de Castro não houve irregularidades e BC teve à frente, mas foi ultrapassado na recta final, por causa dos ultimos votos - a contagem terá sido da mesa 1 para a 25.

    ResponderEliminar
  32. Dias Ferreira está de acordo

    O repto lançado por Bruno de Carvalho a Dias Ferreira e Abrantes Mendes, no sentido de apoiarem o candidato numa eventual repetição do acto eleitoral ou numa segunda volta, foi rebatido pela candidatura de Dias Ferreira, que, no entanto, deu razão ao empresário no que toca ao pedido de impugnação, como deu conta a O JOGO o director de campanha, Paulo Rêgo.

    O responsável, igualmente candidato derrotado como vice-presidente de Dias Ferreira, foi claro na posição oficial sobre o assunto. "Parece-nos que há motivos para a impugnação das eleições, o que não significa que impugnemos ou estejamos ao lado da impugnação, pois, de acordo com a votação que obtivemos [ver página 8], não estamos em condições de disputar os resultados das eleições", disse, sublinhando: "O facto de acharmos que há dados para a impugnação não significa que estejamos a apoiar. Compreendemos o pedido de impugnação. Sobre o apelo feito por Bruno de Carvalho, não efectuamos quaisquer comentários."

    FONTE: "O Jogo"

    ResponderEliminar
  33. Petinga e Kova:

    1 coisa é 1 sistema incoerente que obriga a 1 verificação informática e depois é feita 1 descarga manual num caderno eleitoral comum, como nas legislativas ou autárquicas. Obviamente que isso é potenciador de discrepâncias, mais ainda quando estavam a votar milhares de pessoas.

    Daí a assumir-se que houve uma chapelada à moda de Ahmadinejad vai uma grande distância.

    Questões como estas há em todas as eleições, incluindo em legislativas, presidenciais e autárquicas. Só quem nunca ficou numa mesa é que não imagina.

    Mas sou completamente a favor de um esclarecimento de todos os factos de modo a conferir ao acto toda a transparência que merece, até por que participei nele.

    Petinga o que não concordo é que se parta imediatamente para a impugnação sem esgotar as possibilidades de apuramento interno, como seria uma comissão independente.

    Partindo para a impugnação pura e dura, que só pode ser dirimida em tribunal e que pode arrastar-se indefinidamente julgo que BdC não procura mais do que uma fuga em frente, uma decisão salomónica que esquarteja o Sporting, sem cuidar do interesse do que fica esquartejado.

    É também minha convicção que esta tomada de posição de BdC é altamente lesiva do SCP e até do próprio.

    ResponderEliminar
  34. jpinto,

    A questão que colocas já foi respondida acima ao Kovacevic.

    ResponderEliminar
  35. Não deitem areia para os olhos das pessoas! É mais que óbvio que existiram ilegalidades. Foi uma golpada! E quanto tempo se aguenta o Godinho com apenas (e isto alegadamente) 31% dos sócios votantes, sendo que outro candidato teve 41,5% e com 69% a pedir mudança?

    ResponderEliminar
  36. Que houve inconformidades todos sabemos, basta ver o nº de sócios reguistados pelo computador e os que realmente votaram.
    Que a forma de se verificar nas mesas, se a pessoa já votou é errada, também sabemos. Deveria ser pedido o BI e o cartão de sócio e não apenas o cartão de sócio, porque assim eu podia levar 4 cartões de sócio e votar por outras pessoas.

    Tendo isto em mente, vamos lá deixar o GL "governar" e se ele fizer merda, correr com ele dali. As simple as that.
    Que esqueçam as impugnações e as desestabilizações. Que se faça um esforço mas é para mudar os estatutos para termos o voto electrónico e uma correcta identificação do sócio quando vai votar, por via de mostrar também o BI.

    ResponderEliminar
  37. Peyroteo,

    Apesar de concordar contigo não nos podemos esquecer que as regras são assim há muito e não podem agora ser postas em causa.
    O SAM o DF e o PB se queriam uma mudança nesta última semana deviam ter desisitido ao unido a sua lista ao candidato mais forte que sempre foi o BdC.

    LdA,

    Lesivo para mim é continuarmos com estas lideranças fracas de gente que não cumpre nem nunca cumprirá (basta ver as últimas declarações na entrevista ao jornal A Bola em que muda o discurso e agora já vão ponderar quais os jogadores a serem contratados ... isto é de gente honesta !??).

    + DF já falou e ao contrário de SAM confirma que:

    “O responsável, igualmente candidato derrotado como vice-presidente de Dias Ferreira, foi claro na posição oficial sobre o assunto. "Parece-nos que há motivos para a impugnação das eleições, o que não significa que impugnemos ou estejamos ao lado da impugnação, pois, de acordo com a votação que obtivemos [ver página 8], não estamos em condições de disputar os resultados das eleições", disse, sublinhando: "O facto de acharmos que há dados para a impugnação não significa que estejamos a apoiar. Compreendemos o pedido de impugnação. Sobre o apelo feito por Bruno de Carvalho, não efectuamos quaisquer comentários." “

    Entretanto GL age como se nada de anormal tivesse acontecido.

    + ainda a Juve Leo já veio com mais um comunicado tipo beija mão.

    Temos de acabar com estas poucas vergonhas.

    Para mim basta quero uma mudança JÁ se tiver de ser nos tribunais que seja.

    SL.

    ResponderEliminar
  38. Peyroteo,

    Não é preciso atirar areia para os olhos, especialmente quando eles ou estão fechados ou só vêem o que querem ver.

    Obviamente que há muita coisa que está mal e é preciso mudar e uma delas é discrepância absurda do número de votos entre sócios.

    Julgo que terei crédito suficiente pelo que aqui escrevi durante posts e posts para se saber de que lado estou sobre o que foram os últimos anos no Sporting.

    Mas uma coisa é querer a mudança outra é fazê-la a qualquer custo.

    Quem diz que as eleições foram uma golpada não pode querer dar 1 golpada, desrespeitando os estatutos. Se eles estão mal mudem-se.

    Mas as regras do jogo não podem ser mudadas no fim do jogo porque não se gosta do resultado.

    Não resta outro caminho senão respeitar o resultado da votação, o contrário seria a anarquia.

    ResponderEliminar
  39. LdA,

    Eu respeitava o resultado da votação se essa fosse honesta, ou pelo menos que alguem explica-se de facto o que aconteceu. Até pode ter corrido tudo normalmente e não tenha havido qualquer problema mas o que é certo é que vai ficar sempre no ar a duvida.

    Ao que parece 70% dos socios quer mudança e 30% não quer, isto somando por alto os resultados, para nosso azar quem não a quer é a faixa etaria mais alta dos socios. Dizes tu que não deve ser feita a mudança a qualquer custo???

    A conta destes bandidos que voltam a ser eleitos é que eu desde 2005 que não ponho os pes em Alvalade e vou continuar a não por. A unica coisa que me vai continuar a ligar ao Sporting é o pagamento das cotas.

    Votei Abrantes Mendes por uma questão de principios mas nunca pensei que ainda houvesse 30% de atrasados mentais que querem continuar a ter o nosso amado clube na rua das amarguras...

    E sim, ofendo os que votaram Godinho Lopes porque não me merecem respeito nenhum, subservientes dos tachos e tachinhos que ha no nosso clube como por exemplo o "sr atletismo" Mario Moniz Perreira que vale 25 votos e que andou a ligar a velharia para votar Godinho, o homem que não planeou pista e pavilhão no novo estadio...

    Achas que isto é legal?

    Eu não acho, assim como não acho legal Rui Oliveira e Costa que era um dos nomes para o CL na lista A andasse a fazer sondagens e a falar na tv como suposto imparcial que não o era, tudo pelos tachos e tachinhos.

    Ainda achas que BC quer ser eleito a todo o custo?

    E devia ser, mesmo não sendo o meu candidato nem em quem votei, ele é para mim o presidente do Grande Sporting Clube de Portugal, mais não seja porque teve 41% dos votos!

    SL

    ResponderEliminar
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  41. LdA, se não houve irregularidades (duas listas, representando mais de metade dos votos, acham o contrário), o Godinho Lopes é um presidente legítimo, as regras são para cumprir, como é óbvio. Não concordo com certas regras mas respeito as que estão em vigor.
    Mas tens de admitir que Godinho Lopes está numa posição muito frágil porque teve uma maioria de sócios a votar numa ideia bem diferente para o Sporting e ele não tem o carisma nem a capacidade para unir o clube. Ou seja, não é um líder. Mas, volto a afirmar, se tudo foi legal, é, com todo o direito, presidente do clube.

    ResponderEliminar
  42. Hugo Duarte,

    Eu quero a mudança mas não queria a mudança a passar por BdC. E sou um dos que não votou em GL, por isso essas transfusões de votos de um lado para outro não passam de especulações sem qualquer suporte.

    Uma coisa é achar absurda a discrepância de votos outra é duvidar da sua legalidade. É evidente que é legal, mesmo que injusta.

    Se BdC queres BdC ou outro candidato qualquer eleito a todo o custo talvez estivesse na hora de pensares em fundar um clube. O Sporting não tem essa vergonha no seu historial.

    ResponderEliminar
  43. Peyroteo,

    Já o admiti no post anterior:

    "Godinho Lopes é um presidente como uma base de “desapoio” enorme: 63,44%, isto somando os votos de todas as candidaturas."

    Mas o contrário também é verdade:

    "O resultado seria mais o menos idêntico para BDC, obviamente,

    Por isso acrescento que.

    "o que quer dizer que o primeiro trabalho do próximo presidente deve estar centrado em chamar a si essa percentagem de sócios que não votou na sua proposta"

    Isto parece-me óbvio chame-se o presidente BdC e GL. Tal como GL eu também não quereria BdC para presidente.

    A frustração de não ver mudar as coisas não me impelirá para soluções em que não acredito.

    ResponderEliminar
  44. Leão de Alvalade

    Realmente não tinha visto a resposta, mas não foi isso que aconteceu!

    Lino de Castro explicou que Bruno de Carvalho começou a vencer nas primeiras mesas, mas que à medida que se avançava para as mesas com mais votos a diferença entre ambos se ia estreitando.


    "As mesas de 22 e 25 votos eram determinantes. Parámos e respirámos, pois existia emoção e curiosidade na sala", admitiu Lino de Castro

    ResponderEliminar
  45. Não tenho memória de uma eleição no Sporting onde o nº de votos atribuídos por antiguidade tenham sido decisivos.

    Concordo com esta diferenciação, eventualmente deveriam ser diminuídas as diferenças, mas estas eram e são as regras do jogo para toda e qualquer candidatura. Assim sendo acho que é irrelevante avaliar votantes, apenas os votos interessam. As candidaturas derrotadas têm agora toda a legitimidade para promover alterações aos estatutos que entendam necessárias.

    Se este processo eleitoral resulta numa enorme confusão é pela pequena diferença que existe e independentemente de todos os envolvidos terem feito um bom trabalho podem ter sido introduzidas diferenças (os eventuais casos relatados de cartões no bolso) que justifiquem uma impugnação, isto sem beliscar a correcção com que o escrutínio foi feito e as pessoas envolvidas.

    Os relatos de diferentes delegados atestam que a existir problemas não configuram uma golpada, mas erros de funcionamento que alguns sócios aproveitaram para perverter as eleições.

    Em qualquer eleição isto pode acontecer e o conforto normal das margens com que os vencedores são eleitos tornam inútil uma "afinação" de processos.

    As acusações inflamadas e os insultos são dispensáveis dentro da mesma família, erros que já se repetiram em eleições anteriores podem ter pervertido um resultado de uma eleição renhida. Se assim for apurado há novo processo eleitoral, se não for conclusivo GL é o Presidente do Sporting.

    Talvez esta ínfima margem o motive (e à sua equipa) a trabalhar mais e melhor consciente que a sua base de apoio é pequena e que é da sua responsabilidade inverter esta tendência eleitoral.

    P.S.- Imagino as dúvidas que vão surgir quando o voto for possível por via electrónica…

    ResponderEliminar
  46. Depois de assistir de madrugada a visível alegria do PMAG a dar como presidente o "Eng. Godinho Lopes" e não o "bruno" como ele com tanta satisfação referiu, nunca mais quis ver ou saber do Sporting.

    Se calhar eu estou a ver mal as coisas e foi tudo natural e normal mas a diferença no nº de votantes, a estranha eleição do Eduardo Barroso e os seus 38%, o episódio Rogério Alves... mas a verdade é que me sinto profundamente desencantado.

    Cada vez me revejo menos neste Sporting

    ResponderEliminar
  47. Não me parece assim tão líquido que a base de "desapoio" para BdC fosse assim tão grande, uma vez que teve mais 10% de votantes que Godinho Lopes. 1500 pessoas em 14500 é muita coisa em número de votantes (não sendo obviamente um número alto em termos do universo leonino, mas estamos a falar de um acto eleitoral).
    E acho também que haveria muito mais tolerância para outro candidato que não Godinho, pois era o único que representava efectivamente a continuidade.

    "o que quer dizer que o primeiro trabalho do próximo presidente deve estar centrado em chamar a si essa percentagem de sócios que não votou na sua proposta"

    Sim, claramente, mas achas que ele tem capacidade para isso? Estamos a falar de uma pessoa que é apenas a cara de uma lista e não propriamente o líder dessa lista. E o Sporting precisa, mais do que nunca, de um líder.

    ResponderEliminar
  48. O Dias Ferreira vai repor a verdade,não se fiem no que foi dito por este Leão de Alvalade,ainda vai correr muita tinta.

    ResponderEliminar
  49. jpinto, as mesas com menos boletins de voto correspondem aos boletins com mais votos.

    E agora é uma pescadinha de rabo na boca, quando se diz menos votos, estamos a falar de boletins de voto ou de votos por boletim?

    As mesas com menos votos são as que têm mais votos.

    Esta frase aparentemente incoerente verifica-se numa eleição onde cada sócio não vale unicamente um voto...

    ResponderEliminar
  50. LMGM,

    Como eu percebo um bocado da área de segurança informática, dou-te uma achega. O voto electrónico, desde que bem planeada a segurança do servidor central onde vão ficar gravados os votos, não tem qualquer problema.

    É preciso é garantir algumas coisas:
    1ª - Terá que ser constituída uma rede interna no SCP sem acesso ao exterior e exclusiva para as eleições;
    2ª - Não pode haver acesso wireless a essa mesma rede;
    3ª - As pessoas que tenham acesso ao servidor central terão que ser acompanhadas por um representante que também perceba do assunto de cada uma das listas candidatas;
    4ª - Essas mesmas pessoas que têm acesso ao servidor central terão que estar a monitorizar a rede, de tempos a tempos, de forma a perceber se alguem tentou entrar na mesma, mais uma vez, supervisionadas pelas mesmas pessoas do ponto 3;

    Com estas pequenas medidas, que, garanto-te, não são nada dificeis de implementar, tens garantia de segurança no voto electrónico.

    E com isto, teremos totais instantâneos e qualquer discrepência pode ser notada em poucos segundos.

    ResponderEliminar
  51. JPinto,

    Estás a fazer confusões certamente porque não conheces os procedimentos.

    primeiro a contagem dos votos faz-se nas mesas onde eles foram introduzidos. Essa contagem foi feita das mesas com mais votos onde GL esteve sempre à frente.

    O processo a que se refere Lino de Castro é posterior, feito numa sala fechada e terá sido feito ao contrário, das mesas com menos votos para as que tinham mais votos.

    ResponderEliminar
  52. LMGM, Mike Portugal,

    Se em eleições em que havia dezenas de delegados de várias listas e nenhum deles diz haver irregularidades - mas o candidato de uma das listas sugere a viciação dos resultados - o que seria se o voto fosse electrónico...

    Chamávamos a Comissão Nacional de Eleições para aferir da não viciação dos resultados? E mesmo assim não poderia haver quem sugerisse corrupção?

    Isto não é a Bósnia. Não se mente impunemente. E nesta noite eleitoral só um lado mentiu e descaradamente.

    ResponderEliminar
  53. Mike, o meu problema não é com a máquina é com o homem...

    Nestas eleições existiram 10 listas, dá dez delegados em cada nucleo para verificar se não há alguém com 10 cartões de sócio a votar onde lhe apetece, se calhar são precisos mais delegados do que existem sócios a votar.

    Parece-me mais simples e seguro o voto por correspondência p.ex., sem menosprezar as novas tecnologias que poupariam muito tempo e dinheiro.

    ResponderEliminar
  54. PLF, podem sempre existir irregularidades (como o caso aqui relatado de sócios com vários cartões), um registo que não foi feito (ou vários), etc., que escapem aos delegados.

    Aquilo que acho dificil é uma "golpada" com tanta gente "diferente" envolvida, como diz todos afirmam que o processo decorreu de modo normal.

    Pela proximidade das listas essas pequenas irregularidades assumem um papel mais importante e poderam mesmo ser decisivas no resultado final.

    ResponderEliminar
  55. LMGM,

    Votar electronicamente fora de Lisboa seria um outro assunto que teria que ser abordado. O que falei era exclusivamente para o pessoal que mora em Lisboa. Porque o voto electrónico obriga a deslocação ao estádio à mesma.

    Em último caso poder-se-ía pensar em fazer um site onde toda a gente que quisesse poderia aceder de casa. Esse site teria que ter fortes medidas de segurança (não interessa entrar em pormenores técnicos) e constante monitorização desde a hora de abertura (10h) até à hora de fecho (20h, ou talvez se pudesse fechar mais cedo a votação pelo site).

    Para votar sem ser pelo site, não concordo que se possa votar nos nucleos, visto que são muitos. Deveria ser criada uma sede não digo a nível de distrito, mas talvez umas 6 bem espalhadas pelo país resolvessem o problema.

    Podes dizer: "Ah mas as pessoas têm que se deslocar à mesma."
    Mas não esquecer que têm sempre a opção de votar pelo site. Se não tiverem computador em casa, vão a um cybercafé ou a casa de um amigo que lhes explique como se faz.

    ResponderEliminar
  56. Bom, sem querer atirar mais achas para a fogueira sobre a DUVIDA instalada (e que dificilmente será completamente desfeita), a verdade (eu VI) é que entraram sócios com vários cartões... Se depois votaram mais do que uma vez, não sei, mas perante os factos que todos conhecemos é bem verosímel que tal tenha ocorrido. Até porque o rigor no controlo sobre os votantes na Mesa de votos tb deixou muito a desejar... O que tb observei, mesmo ao meu lado, tendo inclusivamente comentado com quem me acompanhava, foi consócios a votar mais do que um conjunto de boletins de voto...

    Se estes 'episódios' foram pontuais ou frequentes, não faço ideia, mt menos que candidato beneficiaram e se tal é suficiente para impugnar umas eleições. Agora que poderá ter contribuido para a adulteração do resultado final, ng pode confirmar ou... desmintir.

    É lamentável tudo isto e não me canso de dizer que 1500 votantes de discrepância e 11,5% são dados muito substanciais... Mesmo escandalosos!

    É a minha opinião, vale o que vale, ou seja muito pouco, mas os estatutos do SCP NÃO são democráticos e os votos desta eleição não reflectem a vontade da maioria dos sócios votantes, que optou, claramente, por outra lista, que não a lista A. Isto é indesmentível. Isto é um FACTO! E isto revolta-me.

    SL

    ResponderEliminar
  57. * e os votos desta eleição não reflectem a vontade da maioria dos sócios votantes, que optou, claramente, por DAR A VITÓRIA A outra lista, que não a lista A.

    (assim fica a ideia mais perceptível)

    ResponderEliminar
  58. Já agora...

    Isto tem ponta por onde se lhe pegue?

    http://sportingnocoracao.blogspot.com/2011/03/eleicoes-sem-efeito.html

    Depois de ler o post acima indicado, surgiu-me ainda outra questão: pode o PMAG eleito convocar AG com ponto de ordem de demitir o CD e antecipar eleições?...

    Mais um foco de instabilidade...

    ResponderEliminar
  59. LdA,
    Concordo em absoluto com todas as suas notas pessoais.
    1º - Depois de ouvir Lino de Castro ( agora mesmo ) acho que até se falou em recontagem total na noite das eleições, mas era muito perigoso fazer os sócios esparar mais 4 ou 5 horas pelos resultados finais e todos concordaram com a selagem dos votos para averiguações posteriores. Se houve algumas irregularidades no momento das votações nunca vamos apurar que candidato beneficiaram. Pois os que o fizeram não virão á praça publiva dizer. Portanto não sabemos em beneficio de que candidato o fizeram; SE FIZERAM, logo qualquer um pode ter sido beneficiado. Quem foi prejudicado de ceteza foi o clube, com essas atitudes indecentes. Pior ainda é ler-se que sócios viram isso e ficaram calados. Deveriam ter vergonha de não denunciar essas situações, SE REALMENTE EXISTIRAM.

    2º - Também acho que já era tempo da lista de BC mandar um comunicado para os jornais e televisões a esclarecer o teor dessas inconfirmidades; pois não o fazendo só dá azo a especulações que em nada beneficiam o nome do clube. Foi uma apelo á calma um tanto ou quanto enviesado...

    3ª Pensei exactamente isso. Não seria mais benefico para o BC capitalizar ainda mais os seus muitos votos e aproveitar umas proximas eleições e como o clube está nunca sabemos se nãos serão daqui a 1 ano; que assim não seja, pois seria bom sinal, mas... Com este tipo de atitudes, que não deixam de ser legitimas pode estar também a imular-se perante muitios dos seus agoras apoiantes.
    Em luta temos nós estado e assim vai continuar e até intensificar-se merce deste episodio. Acho que cabia ao BC aliviar um pouco a pressão e deixar de mediatizar tanto este assunto. Já vincou o seu ponto vista e agora deixe o clube seguir o rumo.

    4º Ainda vai muito a tempo de ser uma parte da solução muito intrincada em que se encontra o clube. Acho que todos somos validos, sobretudo os sócios, mesmo que não tenhamos votado no vencedor.

    ResponderEliminar
  60. Virgilio, o PMAG convocará (ou não...) aquilo que os sócios lhe solicitarem.

    É muito importante o seu bom senso, para medir a relevância de AGS extraordinárias, ou se o caso concreto pode ser inserido numa convocatória ordinária.

    ResponderEliminar
  61. Caro Sr. Virgílio,

    contacto-o em consequência do seu comentário em q afirma ter presenciado irregularidades durante o acto eleitoral.

    Em conversa c/ amigos advogados, estes confirmaram-me que seria muito importante se pudesse dispor o seu testemunho aos apoiantes de Bruno de Carvalho de modo a justificar a impugnação das eleições.

    Antecipadamente grato,

    Marco
    (Um simples adepto que nem sequer é sócio pois há 13 anos que vive no estrangeiro e que apenas gostaria de ver um presidente eleito com legitimidade para o seu Sporting).

    ResponderEliminar
  62. José Alvalade,
    mas agora compete aos sócios policiarem-se uns aos outros? Já não basta o clima de guerrilha em que o clube está mergulhado para agora surgirem uns “bufos” a acusar este sócio disto ou aquele sócio de aqueloutro?
    O que está mal é o sistema em que continuam a funcionar as nossas eleições e se não estão reguladas, que se regulem, não peça é que sejam os sócios a apontar o dedo acusatório a uma coisa que não tem sequer as suas regras e controles de segurança bem definidos.
    Além disso, seria o mesmo que tapar uma barragem que se desmorona com uma rolha. Dada a permissividade do sistema, calculo que se tenham verificado casos desses em todas as mesas de voto.
    Apesar de se tratar de uma irregularidade, é uma irregularidade que pode ter caído para qualquer um dos lados. Não vejo que seja por aí que se possa agora alegar qualquer tipo de fraude. Uma esperteza saloia, sim.
    Para além dos “cartões no bolso” existe também o caso das portas de saída por trás das urnas que funcionaram também como portas de entrada. O que fazer nesse caso, assim que alguém entrasse por elas tocar uma campainha?
    Se quiserem saber quem cometeu estas Chica-espertices e, digo eu, talvez puni-los com a abstenção de voto no próximo acto eleitoral, terão todo o meu apoio e não me parece que seja muito difícil chegar lá. Basta comparar os cadernos eleitorais com o registo informático.

    ResponderEliminar
  63. LdA,

    Quando olhamos para apoios e "desapoios" convém olharmos para o n.º de sócios e não para o n.º de votos, conforme os números que o Vírgilio colocou.

    GL foi eleito com o apoio de 30,98% dos sócios votantes.
    BdC teve o apoio de 41,53% de sócios.

    Em desapoios, GL tem 69,02% contra ele.

    BdC nunca terá esta percentagem contra ele pois a maioria dos que votou em DF e SAM, preferirá BdC como presidente em vez de GL.

    Esta diferença é muito significativa!

    SL
    José

    ResponderEliminar
  64. As discrepâncias foram explicadas pelo PMAG em exercício, em conferência de imprensa hoje.

    Os números anunciados no final da votação correspondiam ao controlo de entrada. Mas houve sócios que, no controlo de entrada, não puderam entrar porque tinham quotas em atraso. Esses sócios iam depois ao centro de atendimento liquidar a quotas e, munidos de uma declaração, voltavam para votar mas não regressavam ao controlo de entrada para não ter que voltar a aguardar na fila.

    Havia também votantes idosos com dificuldades de locomoção (cadeiras de roda etc.) que não passavam no controlo de entrada e iam directamente para a mesa de voto.

    Assim, o número de votantes/votos que interessa é se os que estão nos cadernos eleitorais coincidem com os votos em urna. E esse número bate milimetricamente certo.

    Para mim, esta explicação chega.

    Naturalmente, aqueles que não querem aceitar os resultados, não acreditam.

    Nesta fase, cada um já só acredita no que quer acreditar, os factos não servem para nada.

    Talvez não seja mau que seja o próprio tribunal a decidir.

    ResponderEliminar
  65. Leão de Alvalade,

    desculpa mas não percebi,também eu desconheço os processos, houve recontagem?

    "...primeiro a contagem dos votos faz-se nas mesas onde eles foram introduzidos. Essa contagem foi feita das mesas com mais votos onde GL esteve sempre à frente.

    O processo a que se refere Lino de Castro é posterior, feito numa sala fechada e terá sido feito ao contrário, das mesas com menos votos para as que tinham mais votos"

    ResponderEliminar
  66. Caro LdA,

    Tenho para mim que as questões de princípio derrogam as questões práticas. De antemão penitencio-me se não for o caso, mas creio que faz um apelo ao bom senso com base em pressupostos de conjuntura, de benefício colectivo, atrevo-me, de comodidade. Não, caro LdA, não deve, não pode ser assim. Porquê? Porque é paliativo. Apenas por isso.
    Faço-lhe saber que por muito que enfileiremos no nosso Clube, ele não está acima da lei. Uma Instituição de Utilidade Pública nunca está acima da lei. Assume-se eticamente responsável, solidária e defensora das regras que sujeitam os seus associados. Para o bem e para o mal.
    E é aqui que entra o Direito.
    A consagração perene de deveres e direitos é a carta rogatória que um dia edificou o Sporting Clube de Portugal, ela é a nossa maior virtude. A confluência dentro da diversidade. O direito de acto e de opinião sem constituir delito. A regra básica da nossa constituição.
    No caso em concreto, se um de nós, se sentir constrangido por ter sido alvo de qualquer tipo de discriminação, não só tem o direito à compita pela razão, como deve fazê-lo. Nada de mais, afinal.
    O Dr. Bruno de Carvalho sujeita-se à descrença, é um facto. O Eng. Godinho Lopes à diabolização. Venha de lá a verdade, pois então. Ficamos todos a ganhar. O boato e a insinuação não devem passar, o crime não deve compensar.
    O que eu não concordo é com o situacionismo e com a medição da oportunidade em prol de falsa estabilidade. Isso já é política.

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  67. Várias perguntas, e uma dúvida:

    Após as eleições o PMAG cessante não empossa e passa a “pasta” ao PMAG eleito tomando os restantes eleitos posse a seguir?

    Quem é que já tomou posse? Quem indicou Godinho Lopes para a SAD? A nova direcção já reuniu?

    Porquê a necessidade de tanta urgência? Quem perdeu 2 meses à espera de eleições não podia esperar mais um ou dois dias para a “poeira” acalmar?

    Esta urgência parece dar razão àqueles que dizem que cheira a golpada…

    ResponderEliminar
  68. Há uma coisa que eu tenho a certeza.

    Não é fácil ser Sportinguista...

    ResponderEliminar
  69. Caro Sr. Marco:

    Antes demais um aparte. Eu não disse que observei irregularidades, afirmei e reitero que existiram situações que dão azo às suspeitas que agora se observam e que, no meu entender, deveriam ser evitadas.

    Descrevo, mais pormenorizadamente tais situações que presenciei:

    1) Logo à entrada para o Hall VIP, no controlo informático inicial pude presenciar que um nosso consócio, ao ser interpelado pela funcionária que lhe apresentasse o respectivo cartão de sócio, fez questão de apresentar vários, tendo, inclusivamente, dito à funcionária que podia escolher o que lhe aprouvesse… este facto não foi impeditivo dele entrar após o registo informático de um único cartão. Ora, apesar de estranhar a (falta de) atitude da funcionária e perante o comportamento aparentemente ‘normal’ de ambos os envolvidos, não dei grande importância ao episódio, julgando que o controlo nas Mesas de Voto fosse mais ‘efectivo’… Curiosamente, não foi solicitado a esse sócio a apresentação de Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade, ao contrário do que se observava nas mesas de controlo ao lado. Tendo reparado nisso, eu preparei-me com antecedência para apresentar ambos os cartões à funcionária que me atendeu logo a seguir. Conclui-se daqui que este sócio entrou para dentro do local de votação com vários cartões de sócio (3 ou 4, não consigo ser exacto), mas não tenho a mínima ideia se votou, ou não, mais do que uma vez, até porque lhe perdi o rasto…

    2) Na Mesa de Voto (n.º 19) apenas tive de apresentar o meu cartão de sócio já que o CC não me foi solicitado. Talvez alertado pela anterior situação, reparei que a funcionária da Mesa apenas se preocupou em confirmar o n.º e o nome, registando no respectivo caderno eleitoral, mas não comparou a foto do cartão com o portador do mesmo… Nunca virou o cartão para observar a fotografia.

    3) Como me mantive durante um período da parte da tarde dentro do Hall VIP, em convívio com outros consócios meus conhecidos, pude verificar que alguns sócios votaram sem quaisquer condições de privacidade e à vista de toda a gente presente no Hall. Percebi, em duas situações diferentes, um único sócio a preencher mais do que um conjunto de boletins de voto, sendo que numa das situações alinhou sobre o balcão onde votava, um conjunto de cartões de sócio SCP. Este sócio estava, aparentemente, sozinho. Pelo menos durante o curto período em que eu mantive contacto visual. Já no outro caso, pareceu-me que o sócio que preenchia os boletins estaria acompanhado (talvez do pai, dada a elevada idade do senhor que o acompanhava). De qualquer forma, dado o insólito da situação (foi o primeiro caso que observei) reparei que nunca existiu qualquer comunicação entre eles, enquanto preenchia os boletins.

    Não quero com isto dizer que tenha existia alguma ilegalidade, apenas me parece ter efectivamente existido algum ‘desleixo’ que poderá ter contribuído e dado azo as desconfianças que agora surgem.

    O meu testemunho apenas visa melhorar um processo que me pareceu algo desorganizado e advertir para algumas situações que, de futuro, deverão ser evitadas a bem da transparência do Acto Eleitoral do nosso SCP.

    SL!

    ResponderEliminar
  70. Paulo Reixa:

    Não houve recontagem.

    Os votos são primeiro apurados parcialmente, mesa a mesa. Posteriormente é feito o apuramento geral. São esses os dois momentos que descrevi.

    ResponderEliminar
  71. LMGM,
    Além dos dissabores do futebol e de outras desventuras desportivas do clube, só nós é que temos de saber em simultâneo de Finanças, Economia, Relações Internacionais, Direito, etc.
    Somos ou não somos a elite? :)

    ResponderEliminar
  72. Veiga Trigo:

    "De antemão penitencio-me se não for o caso, mas creio que faz um apelo ao bom senso com base em pressupostos de conjuntura, de benefício colectivo, atrevo-me, de comodidade."

    Nos comentários acima já deixei essa questão clara:

    "Mas sou completamente a favor de um esclarecimento de todos os factos de modo a conferir ao acto toda a transparência que merece, até por que participei nele."

    ResponderEliminar
  73. O Comunicado do Dias Ferreira que encontrei no "Sporting Visto Por Nós" é o seguinte:

    "Comunicado
    1. Aceita-se democraticamente a votação conferida pelos associados à lista da mudança por mim encabeçada, assente na defesa dos valores do clube, na ética e na convicção da necessidade de unir os sportinguistas em torno de um projecto ganhador.

    2. Em consequência, entendo não dever envolver-me em qualquer contenda judicial em torno do resultado eleitoral proclamado, não obstante:
    a) A Mesa da Assembleia Geral eleitoral não ter funcionado nos termos previstos nos termos do n.º 2 do art.º 48.º dos Estatutos;
    b) Haver uma discrepância não justificada entre o número de votantes registados (14.205) e o número de votantes nas urnas: CD (14.619), AG (14.583), CF (14.599) e CL (14.536).

    3. Condenam-se todos os actos de violência ocorridos por mancharem o bom nome do Sporting Clube de Portugal.

    4. Esclarece-se que, no caso de anulação do acto eleitoral de 26 de Março de 2011, não pretendo envolver-me como candidato nem apoiarei qualquer das listas submetidas a sufrágio»."

    A primeira questão que ele refere é o alegado incumprimento do n.º 2 do artigo 48.º dos Estatutos que nos diz que: "2 – O funcionamento das Assembleias Gerais eleitorais é dirigido pelo Presidente da Mesa da
    Assembleia Geral, coadjuvado pelos restantes membros da Mesa e por um representante de
    cada lista concorrente."

    Alguém sabe o que é que ele quis dizer concretamente quanto a este ponto?

    ResponderEliminar
  74. O Carlos Freitas também já começou a trabalhar.

    http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=254854

    ResponderEliminar
  75. Partindo do princípio que foi tudo feito sem fraude, não encontro explicação para a eleição da mesa da AG de BdC. Teriam de haver muitos apoiantes de Godinho Lopes a votar numa lista do seu principal opositor! Isto nunca aconteceu em eleições nenhumas assim como nunca aconteceu a sondagem à boca das urnas acertar nos numeros da mesa da AG e errar nos referentes ao conselho directivo!!! Tudo isto é uma tristeza.

    ResponderEliminar
  76. Dias Ferreira considera que a mesa da assembleia geral eleitoral não funcionou "nos termos previstos nos termos do nº 2 do artº 48º dos Estatutos", além de que acusa "haver uma discrepância não justificada entre o número de votantes registados (14 205) e o número de votantes nas urnas: CD (14 619), AG (14 583), CF (14 599) e CL (14 536).

    Votos a menos era exequível. Votos a mais que os votantes???? Impossível.
    Donde vieram os votos a mais?

    ResponderEliminar
  77. a minha opiniao é acho que quem apoia godinho lopes deve achar o mesmo, é que seria importante para godinho lopes que esta situaçao se resolve-se e acho que el proprio devia dar um sinal positivo de querer resolver a situaçao, fosse com uma recontagem ou mesmo uma segundo volta( mesmo nao estando prevista nos estatutos) entre os 2.´

    o que ouvi bruno de carvalho dizer é que apenas queria esclarecer todas as questoes "neblosas" ( e por isso ter alguem do seu departamento juridico a tratar do caso) e se eventualmente nao tivesse razao estaria diposta a apoiar em nome do sporting o novo presidente.

    e acho que no fundo é o que todos deveriam fazer, é que sendo alguem da linha que é, será sempre alguem que terá menos margem de manobra que os outros e que terá de mostrar mais serviço em todas as areas mais rapidamente

    e mesmo nao sendo socio se o fosse o meu apoio seria ou para bc ou df, mas a minha opiniao é esta

    ResponderEliminar
  78. Em que urna(s) estão os votos a mais que os votantes?

    Como foram lá parar?

    Quem explica isso?

    Isto é, salvo melhor opinião, fundamento mais que suficiente para impugnar as eleições!

    ResponderEliminar
  79. Caro Leão,

    Garanto que estou a esforçar-me, mas está difícil achar coerência nos relatos que vão surgindo.

    Lê isto, por favor:

    http://www.sportingapoio.com/eleicoes-por-pedro-faleiro-silva/

    "nunca nenhum candidato esteve à frente ou atrás com x ou y votos", é o que é dito, contrariando, nomeadamente, o Lino de Castro.

    Por outro lado, esta versão ´distribuída' por Pedro Faleiro confirma Lino de Castro no seguinte: a contagem decorreu da categoria 1 à 25, ficando para o fim o escrutínio dos sócios com maior número de votos.

    Além disto contrariar o teu relato, por exemplo, pergunto o seguinte:

    Se Godinho Lopes esteve sempre à frente, se esteve à frente logo desde as categorias com menor número de votos, a diferença final não deveria ser muito superior a 360 votos? Ou foram afinal os sócios mais antigos que votaram massivamente em BdC?

    Será possível que as incoerências não cessem?

    ResponderEliminar
  80. Kova,

    O momento relatado pelo Pedro Faleiro Silva é o momento de apuramento dos dados totais que é posterior ao apuramento parcial que é feito à medida que são abertas as urnas.

    As urnas são abertas por mesa e contados os votos que obviamente são parciais para depois ser feito o apuramento total.

    O meu relato do que passou não foi contradito pelo Pedro Silva.

    ResponderEliminar
  81. Este kovacevic não quer entender nada e não tem a humildade de reconhecer que a possibilidade de ele entender mal é muito superior à de ter havido qualquer "golpada".

    Está armado em Sherlock holmes da internet, e agora vai-lhe custar reconhecer o erro que cometeu no seu blogue, onde animou o dia com as suas fantasias.

    Caros,

    - A contagem dos votos foi feita separadamente por categorias.

    - Os votos de sócios mais antigos foram obviamente conhecidos mais cedo porque eram muito poucos.

    - As contagens nunca foram somadas oficialmente, mas como as categorias mais antigas foram conhecidas rapidamente foi fácil fazer um calculo de como estariam as coisas (daí dizer-se que o GL esteve "sempre à frente").

    - No final, e apenas no final, foram somadas todas as parcelas de cada uma das categorias e em computador. Aí sim, oficialmente e pela primeira vez, foi feito um cálculo acumulado (daí dizer-se que "nunca nenhum candidato esteve à frente", porque foi só 1 vez se fez oficialmente um balanço).

    - O processo de soma das parcelas foi repetido, mas não o de contagem efectiva dos votos, que já tinham sido contados por várias pessoas em cada categoria.

    ---

    Agradeço ao sr."Kovacevic" que faça um post a retratar-se, admitindo, pelo menos, que não tem qualquer informação credível para sugerir o que sugeriu e, já agora, um pedido de desculpas a quem trabalhou longa e honestamente neste processo. Porque esse pedido é devido a quem põe em causa a honorabilidade de quem trabalha.

    ResponderEliminar
  82. Caro Rui,

    Não é meu hábito publicar auto-retratos.

    Quanto à possibilidade de me retractar, não vejo porquê.

    ResponderEliminar
  83. joaquim agostinho

    Podem ter sido sócios de outra lista a votarem em EB, não tem que ser obrigatoriamente apoiantes de GL. No entanto, mesmo sendo sócios desta lista, não significa absolutamente nada, podem querer premiar EB em vez de voltar a RA.
    Concordo que há várias coisas estranhas nestas eleições, desde a campanha até aos resultados. Infelizmente é exactamente o oposto ao que o nosso clube precisava.
    Apesar de tudo, esse é capaz de ser o argumento menos válido de todos, essa análise tão linear não tem qualquer significado. Além do mais esse argumento pode ser usado em sentido inverso.
    Também fiquei decepcionado e triste quando, às 6 da manhã ouvi o vencedor. (apenas pq não queria mesmo GL).
    Também eu fiquei indignado com as afinações e incongruências dos resultados.
    Mas, mais uma vez (e mais a frio), acho que é mais uma situação "à sporting". Infelizmente e cada vez mais, estas coisas acontecem-nos a nós. Parecemos o benfica e isso, é pior do que ter GL a presidente.
    Já não alinho nessa teoria da conspiração, o Sporting não precisa de uma guerra civil. Precisa de união e, a correr mal este mandato a CF e LD, estamos aqui para julgar.
    Estes casos estranho prejudicaram o Sporting e não BdC, aliás, ninguem sabe para que lado aconteceram... 36.5 % de votos são sempre 36.5% Não interessa se foram 14000 ou 500 votantes.

    Abraço e espero dias mais calmos para que o nosso clube possa crescer.

    ResponderEliminar
  84. PARTE 1

    Fui delegado no acto eleitoral ocorrido no Sábado.

    Estive lá desde a abertura até ao fecho às 20H.

    Durante o acto, a minha actividade, aliás, dos 3 delegados (máximo autorizado), que representavam esta candidatura, tentou garantir que:

    - Na zona do registo informática, era apresentado uma das duas formas de poder registar-se. (Cartão de Sócio com foto, ou gamebox com foto, ou gamebox com foto e BI ou outro documento de identificação). Quota em dia!
    - Que nas urnas, era também obrigatória a apresentação da identificação nos mesmos moldes do registo inicial.
    - Como eram transportadas, seladas e guardadas as urnas que ficaram lotadas.
    - A actividade dos outros delegados.

    As irregularidades que detectei, foram de dois tipos. Ambas reportadas aos responsáveis do acto.

    A primeira, no número de 2ªs ocasiões, foram detectadas porque os sócios não conseguiram junto à urna votar porque não tinham documento de identificação que pudesse atestar ser o dono do cartão que possuíam. Nas 2ªs situações, foi concluído que os sócios em questão tinham entrado pela porta da saída. Nessas mesmas 2ªs vezes, reportei isto aos responsáveis pelo processo que reforçaram junto aos seguranças da saída que era interdita a entrada de alguém por aquele lado. Quantos terão ido votar por esta porta com sucesso não faço ideia, mas na prática isso era possível pois se apresentassem na urna a identificação necessária, votavam, tivessem ou não passado no registo informático.

    A segunda passou-se com a actividade dos delegados, que depois dos sócios passarem pelo registo informático, acompanhavam os sócios em questão até à urna, e infelizmente faziam a sua ‘’campanha’’ até à votação do sócio. Isto naturalmente estava a acontecer com sócios com mais votos. Tendo percebido que repetidamente um dos delegados da Lista A o estava a fazer, um dos delegados da lista C interveio directamente, aliás porque nesse momento nem sequer o delegado estava credenciado para estar dentro da sala. Comuniquei aos responsáveis esse facto, desconheço se chamaram o delegado em causa, mas o facto é que mudou a forma de actuação do mesmo.

    Por fim, quando encerraram as urnas, os responsáveis avançaram com os seguintes números:

    14205 votantes que correspondiam a 88530 votos. Estes dados quando foram anunciados, só podiam vir do registo informático, pois ainda não tinha sido feita a soma dos cadernos eleitorais.

    ResponderEliminar
  85. PARTE 2

    Não estive presente durante a contagem, só puderam estar 2 delegados de cada lista e eu fui substituído pois já estava em pé há 11 horas, no entanto antes da contagem ser feita, em reunião com todos os delegados, questionei como eram feitas e validadas as contagens. A resposta assustou-me logo e disse perante todos que tinha a certeza que os registos informáticos não iriam bater certo com as contagens de voto, já que tinha sido detectado que havia votos de sócios que não se tinham registado.

    Mais, perguntei se a contagem era feita urna a urna, pressupondo o cruzamento do número do caderno eleitoral dessa urna com os votos de que lá saíam e a resposta foi novamente negativa. Em termos práticos, as x urnas por ex: de 10 votos eram despejadas para cima da mesa e eram contados os votos em conjunto, perdendo aí de vez a ligação de cada urna ao seu caderno eleitoral. O cruzamento seria feito entre o registo informático e a contagem dos votos das urnas. O resultado é a tabela que indico abaixo e que mostra claramente que não bate nada certo. A resposta dos responsáveis, foi que o processo de contagem de urna a urna, com cruzamento com o caderno eleitoral faria demorar muito mais, e REGISTEM: que havendo diferenças no DEVE E NO HAVER a coisa não fazia diferença e inclusive comparou isso aos penalties entre Sporting, Porto e Benfica no campeonato. ISTO FOI DITO PERANTE TODOS OS DELEGADOS, EU CONFESSO QUE FIQUEI ATÓNITO E SABE DEUS O QUE ONTEM ME ARREPENDI DE NÃO TER BATIDO O PÉ NESTA QUESTÃO. A pressa de começar era muita, entretanto fui substituído e depois disto ficaram outros dois delegados da lista C.

    Resumindo, a elevação que estas eleições mereciam, jamais poderia assentar num acto eleitoral de qualidade menor e tão amador. Dado o número de listas, havia mais que gente para ter por urna dois delegados com cadernos eleitorais a validar a votação por urna.

    ResponderEliminar
  86. PARTE 3

    Também não são admissíveis duas situações:

    - O local de votação é para esse efeito e mais nenhum, na prática, o sócio entra, é validado em termos de identificação e quota, vota e sai. O número de registo não pode em causa alguma não bater certo com o cruzamento entre caderno eleitoral e registo informático.
    - Ficou combinado que os delegados, assim como o staff não poderiam durante a contagem informar para o exterior tendências, seja o que for, o que não tira a responsabilidade do staff, aperceber-se (durante mais de uma hora isto aconteceu) que cá fora corria a informação de que a candidatura C tinha ganho o CD com mais de 600 votos e que tinha sido pedida uma recontagem, tinham obrigação de chamar a comunicação social e negar que estava alguma recontagem a ser feita e que APENAS E SÓ ainda não tinha acabado a contagem o que anulava a conversa dos 600 e não dava azo a tudo o que aconteceu.

    Não haja dúvida que de facto todos só souberam do boato, a prová-lo foi o que presenciei junto às candidaturas, com as reacções de todos. Registo o entusiasmo indisfarçável do Rogério Alves que também chegou a ser dado como vencedor, e mais algumas coisas que mostravam declaradamente a reacção de derrota por parte da lista A.

    Na prática, o Sporting Clube de Portugal, que manifestamente teve novamente uma reacção dos sócios a mostrar que é um grande clube e que está longe de estar moribundo, foi novamente exposto ao ridículo, porque manifestamente é conduzido e tratado por pessoas de capacidade limitada e que queiram ou não ficam associadas a mais uma página negra na história deste grande clube.

    Naturalmente e perante os dados que se seguem, acho que a impugnação faz sentido, não é admissível que um clube como o Sporting tenha um acto eleitoral cheio de falhas que podem e devem nunca acontecer. Estarei disponível para testemunhar aquilo que aqui escrevi.

    Saudações Leoninas,

    Miguel Morais da Silva

    VOTOS
    A B C D E F G H I J TOTAL VALIDOS NULOS TOTAL ANUNCIO MESA FECHO
    CD 33275 8013 32915 15062 1777 91042 440 91482 88530
    AG 33396 8881 34417 11341 2524 90559 740 91299
    CF 33899 7750 27778 12530 2161 5952 90070 1380 91450
    CL 27513 6165 17250 11456 1925 3865 12840 5496 2982 89492 1091 90583

    VOTANTES
    A B C D E F G H I J TOTAL VALIDOS NULOS TOTAL Comparando com o CD ANUNCIO MESA FECHO
    CD 4511 1191 6047 2552 259 14560 59 14619 14205
    AG 4533 1384 6247 1912 382 14458 125 14583 -36
    CF 4658 1141 5080 2075 343 1050 14347 252 14599 -20
    CL 3726 927 3138 1883 290 634 2172 1140 459 14369 167 14536 -83


    Questões:

    - Houve assim tanta gente a não entregar os 4 papéis dos votos?
    - De onde apareceram os 414 votantes?

    Cumps

    MMdaSilva

    ResponderEliminar
  87. Gostava que o Leão de Alvalade respondesse aos últimos posts feitos pelo Miguel Morais da Silva.

    Infelizmente não tenho condições para poder ser sócio do Sporting e por isso não votei mas votaria em Bruno de Carvalho. Não queria nada Godinho Lopes, mas numa eleição devemos respeitar o presidente eleito.
    No entanto, amo o meu clube e aquilo que pretendo é a transparência de tudo o que se passa no grande Sporting.

    E não digo que houve fraude, não digo que houve uma má contagem. Aquilo que digo é que há muita coisa por explicar. Se calhar as coisas sempre se passaram assim (e não deviam), mas numa eleição tão disputada é preciso que tudo seja absolutamente transparente.

    E aquilo que principalmente quero perguntar é se era possível votar apenas para um orgão? E o que se fazia aos outros papéis? Podia-se trazer para casa? Era possível um sócio A com direito a 1 voto trazer um boletim para a rua, entregá-lo a outro sócio B com direito a 25 votos e esse sócio B votar duas vezes?

    Poderia perguntar outras questões, mas essa é a mais importante para mim.

    ResponderEliminar
  88. Boa Tarde,

    Muito já se disse acercas destas eleições.

    Não sei o que para aí ainda virá - não sei se BC vai ou não impugnar e muito menos se terá algum sucesso. Não sei quanto tempo isto se arrastará e não seu que desgaste tudo isto terá para ele proprio e para o Sporting.

    Eu, como quase todos os apoiantes de BC, senti uma enorme desilusão na noite eleitoral e sinceramente ainda sinto - pq não mereciamos aquilo -Bruno de Carvalho não merecia!

    Resistiu a uma campanha imunda, como nunca vi, foi atacado de todos os lados e de todas as formas. Apresentou tudo o que prometeu, cumpriu, era melhor que os outros, tinha mais soluções e no fim venceu, mas só por uma ou duas horas - depois um valente balde de agua fria - Gl tinha ganho - como ? porque ?

    Muito se disse naquela noite - muita informação e contra informação. Haverá muito por explicar, mas algumas coisas vão ficando um pouco claras.

    As informações que iam circulando, eram treta - algumas estão já provadas que nunca aconteceram como as re-contagens. E arrisco-me a dizer que a tal vitoria de BC por 600 votos tb.

    Uma coisa tenho a certeza - um resultado tão semelhante entre 2 listas, as informações contraditórias, o facto do vencedor ter menos 1500 votantes que o 2º - vieram por a descoberto o amadorismo deste acto.

    Não sei se ouve intenção de beneficiar alguem ou não - não sei se ouve corrupção nestas eleições - sei que houve falhas, como:

    Deixarem socios votarem sem apresentação do BI
    Deixar-se entregar os boletins em grupo (podia-se lá colocar 4, 3, 5 boletins que ninguem reparava)
    Não haver distinção entre boletins de 1, 4, 7.. votos - (se eu fosse votar com um socio com mais votos, podia-lhe dar o meu boletim e ele colocava noutra mesa)
    Os boletins estarem guardados em sacos do Lixo
    Deixar-se levar boletins para casa.
    Deixarem socios votar sem o poderem fazer...etc

    A tudo isto junta-se o facto de só se poder votar em lisboa, de não haver voto electronico, de não ser um sistema democrático - 1 socio/1 voto!!

    Para mim, mais que pedir novas eleições devemos todos presssionar GL a alterar os estatutos.

    Estamos no Seculo XXI e não podemos querer ser tão diferentes e continuar parados no tempo.

    Não gosto de Gl, mas para todos os efeitos ele é o nosso presidente agora - é deixa-lo trabalhar e se ele fizer a auditoria eterna e alterar os estatutos, não terá provavelmente nunca o meu voto, mas terá o meu respeito.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários é de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (17) Académica-SCP (1) Acuña (1) adeptos (97) Adrien (19) AdT (1) adversários (84) AFLisboa (2) AG (22) AG destitutiva (3) AG15/12 (1) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (60) ambição (10) andebol (36) André Geraldes (3) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (6) arbitragem (95) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (7) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (6) basquetebol (1) Bastidores (72) Batota (20) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Brunismo (1) Bruno Carvalho (109) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (14) Bruno Fernandes (4) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (3) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carlos Vieira (1) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (69) Comunicação Social (22) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) crise 2018 (37) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (44) Derby 2016/17 (1) Derby 2018/19 (2) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (29) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (3) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (20) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) eleições2018 (6) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (5) entrevistas (65) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (18) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (8) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) etoupeira (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Feirense (1) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (28) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (92) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (4) futebol formação (2) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (24) futsal 10/11 (1) futuro (10) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (29) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (3) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (3) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (8) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) idzabela (4) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (6) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (6) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (2) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (47) Jorge Mendes (3) jornada 5 (1) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) Jovane (1) JPDB (1) Jubas (1) Judas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) Keizer (4) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (14) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa 17/18 (1) Liga Europa 18/19 (3) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (20) Liga NOS 18/19 (8) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) Miguel Maia (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (27) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (8) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (5) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (2) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O FIM (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) Patrícia Morais (1) património (2) patrocínios (6) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (4) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peseiro (6) Peyroteo (3) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) Portimonense (1) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) pré-época 18/19 (1) prémio (1) prémios stromp (1) presidência (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) Rafael Leão (1) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (18) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (12) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) rescisões (3) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (7) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (3) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Ruben Ribeiro (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (27) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) sessões de esclarecimento (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (4) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (2) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (45) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (3) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (6) Taça de Portugal 18/19 (1) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tiago Fernandes (1) Tio Patinhas (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (92) treino (4) treinos em Alvalade (1) triplete (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) VAR (1) Varandas (9) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (7) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (100) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) voleibol (1) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)