terça-feira, 27 de julho de 2010

Sporting Clube da Albânia

As coisas até estavam a correr bem. Mais do que as exibições ou resultados, a digressão aos Estados Unidos deu aos Sportinguistas o direito à esperança de dias melhores, o toque de clarim necessário para reunir as tropas em volta da equipa que representa as nossas cores. A falta dela em anos anteriores foi o principal factor de afastamento dos Sportinguistas de Alvalade. 

Hoje, na sua mensagem aos Sportinguistas, Bettencourt até começa bem. Os 3 primeiros parágrafos  contemplam um discurso de alguma humildade e de mensagem de esperança no caminho tomado. No quarto e no quinto volta ao registo de há um ano atrás. Só lá faltam os “terroristas”, mas lá estão subentendidos. 

O que quer Bettencourt afinal? Um Sporting clube da Albânia, em que quem não pensa como ele é contra ele e pior, contra o Sporting? Enver Hoxha não fez pior. Há apenas um caminho único, o dele, e os Sportinguistas ou o reconhecem como tal ou não têm direito à opinião? Não é mais do que legitimo duvidar da eficácia de quem dirigiu o clube a um dos piores resultados de sempre – o que pode acontecer a qualquer um – e de quem, ao contrário do que foi mandatado, ainda promoveu a discórdia e a desunião, conseguindo um dos pontos mais baixos na vida do nosso clube de que tenho memória? É esta a mensagem que o Sporting precisava neste ponto da época? 

E que razões tem Bettencourt para o endurecimento do discurso? Está a fazer a festa, deitar os foguetes e a apanhar as canas, por uma digressão bem sucedida, se a festa - a época oficial - ainda mal começou? E quando as coisas correrem mal - porque correm sempre, muitas vezes a quem não ganha, menos a quem triunfa - o que vai dizer aos Sportinguistas? Atribuirá a culpa às vozes e às intoxicações, como  recolhe agora os louros do êxito no Torneio de Nova Iorque?

Há quem há muito me diga que Bettencourt está para o Sporting como Vale e Azevedo para o nosso rival. Mas é melhor e pior do que isso. Melhor porque, ao contrário do homem dos iates e das trapaças, Bettencourt tem passado no Sporting e ninguém duvida do seu Sportinguismo. Melhor porque Bettencourt tem um passado pessoal e profissional impoluto e é um homem sério. Mas é pior justamente por isso. Porque sendo um Sportinguista ferrenho e um homem sério espera-se sempre muito dele, acreditando-se que, apesar dos pesares, é capaz. Mas não é. Cada vez que fala revela a sua falta de dimensão para a cadeira que ocupa. Eu não acredito nele, mesmo que ganhe o próximo campeonato com 28 pontos de avanço. Acredito no Sporting, sempre! E tenho que acreditar no brio dos seus profissionais   (ah, pois ele também é profissional ) para levar o nome do Sporting bem alto.

Caros Sportinguistas

É com esperança renovada e uma convicta sensação de que estamos no caminho certo que vos escrevo a poucos dias do pontapé de saída oficial da nova temporada futebolística.

Sou o primeiro a reconhecer que os resultados alcançados pela equipa de futebol profissional, na época passada, podem ter criado alguma desconfiança nos vossos espíritos.

Mas sou, igualmente, o primeiro a garantir-vos que essa angústia será superada pelos êxitos que tanto desejamos. Os primeiros ecos desse trabalho, julgo eu, estão já à vista. Em conjunto com o director Francisco Costa e com o treinador Paulo Sérgio, temos vindo a criar bases para um futuro que se quer de vitórias e de muitas alegrias para o nosso centenário Sporting. Terminámos uma tournée aos Estados Unidos da América que marcou o regresso do Sporting aos grandes jogos de pré época com um saldo bastante positivo, enchendo de orgulho os nossos emigrantes naquele país.

Muitas vozes têm vindo a público criticar a nossa linha de orientação. Muitas opiniões têm sido emitidas a duvidar da nossa eficácia. Muitas notícias têm criado dúvidas em redor do nosso projecto. A vocês, caros consócios, apenas peço que acreditem naqueles que dirigem e que não dêem ouvidos a quem (só) gosta de protagonismo, nem que para isso tenha de falar do que não sabe...

O Sporting está a mudar. E isso, isso, sim, perturba muito boa gente... Mas em sintonia, longe dos fóruns que tantas e tantas vezes tentam intoxicar a opinião pública, tomamos as decisões que julgamos acertadas em prol de um Sporting mais forte e mais ganhador. Um Sporting que precisa de todos nós e que só fará sentido se, todos juntos, gritarmos bem alto que este é e será sempre «o nosso grande amor!»

Como vos disse, faltam poucas horas para o arranque oficial da época. Será na Dinamarca, em jogo que nos poderá abrir caminho para a Liga Europa. E é por um Sporting cada vez mais global, diria mesmo mais universal, que me empenho, que me dedico e que luto a cada dia. Conto convosco.

Viva o Sporting!

José Eduardo Bettencourt

53 comentários:

  1. Simples um apelo a não dar ouvidos a quem critica de forma oca e sem critério de forma a estarmos todos unidos em torno do SCP.

    "Um Sporting que precisa de todos nós e que só fará sentido se, todos juntos, gritarmos bem alto que este é e será sempre «o nosso grande amor!"

    Eu destacaria esta frase ... mas isso sou eu.

    SL,

    ResponderEliminar
  2. Não gosto deste presidente mas não vejo grande dramatismo neste seu discurso.

    Parece-me que seria escusado lembrar os que lhe criticam, neste aspecto concordo que o momento não pedia este aspecto. Contudo não me parece que se mereça dar ênfase a esse parágrafo.

    Não gosto deste presidente porque considero-o um incompetente, sem estofo para o lugar e sem visão para o clube, além de me parecer que nada percebe de futebol.

    As palavras dele não me assustam porque o Sporting somos nós e se tivermos de lutar contra a incompetência dele faremos uma luta aguerrida e feroz até à nossa vitória!

    Até lá, ele tem legetimidade para gerir os destinos do Clube, porque foi eleito e tem um mandato a cumprir. Não acredito nele, não acredito no treinador que escolheu nem na capacidade deste plantel para lutar com os rivais.

    E mesmo que ganhemos o campeonato também continuo a não gostar deste presidente!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Caro A Norte,
    retirar tudo isso da mensagem de JEB é, digamos, excessivo.
    Mas para não dizerem que as pessoas vem para aqui dar 'bitaites' sobre os critérios editoriais do blog, recomendo apenas a leitura do ante-penúltimo e penúltimo parágrafo das palavras 'albanesas' de JEB.
    Um bocadinho de crédito se fizerem o obséquio...
    SL

    ResponderEliminar
  4. Se calhar sou naif
    Bettencourt têm de fazer muito para eu voltar a lhe dar crédito.
    Apesar disso acredito no seu Sportinguismo, acredito que tenha competências acredito que vai fazer coisas; Pavilhão, melhor organização e crescimento do Sporting...Agora o homem não é um líder não o terá sido até agora e nunca o será. Por mais competências que tenha e competência que adquira no futuro, não é líder. Irá fazer coisas ( eu desejo coisas importantes) e não só por ser pago, estou convencido que sim. Agora não é líder não tem esse perfil não têm demonstrado ter o perfil de um aglutinador de massas.
    Quanto ao discurso confesso que a primeira vez que o li não dei importância aos recados enviados por Bettencourt. Pareceu-me recados para fora do Sporting típicos de Presidentes sem grande carisma e que tentam aglutinar as massas contra inimigos comuns.
    Ou seja é um discurso que pretende unir Sportinguistas e não dividir, mas feito por um não líder.
    Mas esta é a opinião de um sócio de província que além disso é naif
    Sporting

    ResponderEliminar
  5. Francisco,

    Não estas a ser naif este 1ª ano revelou um presidente sem estratégia nem rumo com isso perdemos um ano futebolistico, agora como ele diz e bem está em curso uma revolução com a qual concordo ... de certa forma é o reconhecimento publico do erro que foi o 1º ano de governação.

    SL,

    ResponderEliminar
  6. Sérgio:
    Parece-me uma critica a quem critica e daí o post.

    Pedro:
    Não dar enfase a esse parágrafo só se ignorasse a mensagem. Até porque, como realço no post, é um erro estratégico um discurso fracturante quando a seguir se pede união.

    porta10a:
    A um presidente do Sporting exige-se outro traquejo na forma de comunicar. Quando comunica fá-lo em representação do clube e quer para dentro quer para fora e não pode de forma nenhuma ignorá-lo. Não podemos olhar apenas para este ou aquele pormenor e esquecer o conteúdo na totalidade.

    Francisco:
    Não tenho dúvidas que o discurso foi para dentro e, como habitual em JEB de forma dissimulada, sem por nomes aos bois. Infelizmente o discurso não é tão duro para o exterior, mesmo quando nos prejudicam de forma deliberada.

    ResponderEliminar
  7. Não acho que esteja a dividir, e os recados são para os que aparecem na comunicação social a dizer de sua justiça e só para criticar:

    "Muitas vozes têm vindo a público criticar a nossa linha de orientação. Muitas opiniões têm sido emitidas a duvidar da nossa eficácia. Muitas notícias têm criado dúvidas em redor do nosso projecto. A VOCÊS, CAROS CONSÓCIOS, apenas peço que acreditem naqueles que dirigem e que não dêem ouvidos a quem (só) gosta de protagonismo, nem que para isso tenha de FALAR DO QUE NÃO SABE..." (rui gel santos à cabeça, aposto)

    Francamente, leao, quando a má vontade existe, vê-se problemas onde eles não existem. Claro que cada qual é livre de interpretar como entender. Mas não encaro nada o discurso como críticas para os que opinam na internet. Até porque esses não vêm a público, como ele refere. O público é que vai ter com eles, se quiser.

    ResponderEliminar
  8. O Presidente do Sporting continua a misturar o que não devia misturar e a confundir-se com o Sporting.

    Muito mal vai alguém que a ocupar o seu cargo dedica 2 parágrafos da mensagem ao Rui Santos. Caso esses parágrafos o tiverem como alvo.

    Muito mal vai alguém que a ocupar o seu cargo dedica 2 parágrafos da mensagem a críticos de "fóruns que tentam intoxicar a opinião pública", descrição onde a blogoesfera se encaixa.

    O Presidente do Sporting devia interiorizar de uma vez por todas algo que pelos vistos não tem capacidade para interiorizar:
    As críticas não são para o Sporting mas sim, para ele.
    No dia em que todo o mal que fez ao Clube estiver compensado por outro tanto bem (porque reparado ou anulado nunca poderá sê-lo, o tempo não volta para trás) pode ele disparar sobre todas as direcções e mais algumas.
    Até lá, aconselharia o bom senso que tivesse um bocadinho mais de juízo e vergonha mínima para que estivesse calado ou pelo menos não andasse a gastar papel do Clube para fazer chegar recados a "críticos".

    Que mame os 400000 euros por ano à vontade, mas deixe a impressora sossegada.

    ResponderEliminar
  9. Não gosto de bater em ceguinhos mas vejam por favor a cara da fotografia que vem no post. Olhem bem para ela. A expressão.

    Eu não lhe confiava um lápis e um afia, com o jeitinho que tem ainda pegava fogo a qualquer coisa. Quanto mais o Sporting.

    ResponderEliminar
  10. Quando a hora é de reunir, quando a moral parece estar lentamente a subir, não há qualquer necessidade ou razão para numa mensagem que pretende ser de união, dedicar 2 parágrafos a criticar sejam quem for.

    O SCP é demasiado grande para perder tempo com críticos como o Rui Santos.

    Em segundo lugar, e como já aqui foi referido, "fóruns que tentam intoxicar a opinião pública", é uma nítida referência à blogosfera, tanto mais que uma das publicidades desta época também versa sobre a mesma.
    JEB precisa de compreender de uma vez por todas, assim como alguns comentadores pela blogosfera leonina, que as críticas - pelo menos a sua grande maioria - são feitas à sua actuação (e da Direcção) e não ao SCP.

    A 2 dias do início oficial da época, era dispensável ataques fosse a quem fosse.

    JEB tem sido para mim, uma enorme decepção por todos os motivos e mais alguns mas principalmente, porque houve uma altura, há uns anos já, em que pensei que poderia dar um bom Presidente.
    Infelizmente a realidade é totalmente oposta.

    ResponderEliminar
  11. Achei um bom discurso, não vejo qualquer mal nas criticas que lança, se é para o Rui Santos, se é para dentro, se é para fora, cada um interpreta com quer.

    Reconhece que no primeiro ano esteve mal, diz que o Sporting está a mudar (e acho que é reconhecido por grande parte de nós) e apela à união.

    SL

    ResponderEliminar
  12. OK, mesmo que se refira à blogosfera com essa dos fóruns, com certeza que o faz contra aqueles que só falam mal. Francamente, isto chegou a um ponto em que o homem não pode abrir a boca que se vai logo buscar assunto para discutir e criticar. Aguardo com expectativa o desenrolar da época, a ver se deixam de implicar com ele se as coisas no futebol correrem bem...

    ResponderEliminar
  13. Enquanto jeb por lá continuar, nós nada iremos ganhar. O resto é conversa para alegrar pacóvios que ainda acreditem em milagres e histórias da carochinha.

    SL

    ResponderEliminar
  14. Então mas não era à conta do treinador que não se ganhava?

    ResponderEliminar
  15. LdA, teria várias considerações a fazer mas numa frase fizeste todo um resumo, "Eu não acredito nele, mesmo que ganhe o próximo campeonato com 28 pontos de avanço.", assim sendo pouco há a debater.

    Apenas destaco mais uma frase, "Não é mais do que legitimo duvidar da eficácia de quem dirigiu o clube a um dos piores resultados de sempre – o que pode acontecer a qualquer um – e de quem, ao contrário do que foi mandatado, ainda promoveu a discórdia e a desunião, conseguindo um dos pontos mais baixos na vida do nosso clube de que tenho memória?".

    José Mourinho disse sobre o trabalho de Carvalhal algo como isto. "Fazer mal todos conseguem, fazer bem é que são poucos os que conseguem e Carvalhal já teve trabalhos fantásticos logo é capaz.". E o Presidente do Sporting já fez algum bom trabalho no Sporting? Terá ele legitimidade a algum crédito?

    ResponderEliminar
  16. LMGM,

    Quando é que um destes dirigentes deixa de ter crédito? É que alguns andam lá há muitos anos mas parece que é o 1º ano que lá estão e como tal, têm sempre margem de manobra/tolerância, etc.
    Para quando a responsabilização?

    JEB neste momento tem crédito 0, tendo esbanjado todo o que tinha no seu 1º ano de mandato. Está na altura de o (re)conquistar.

    ResponderEliminar
  17. JVL, deixa de ter crédito quando eu encontrar alguma diferença entre a sua gestão e a dos nossos outros rivais.

    Tal como alguns fóruns só vão ganhar crédito quando corrigirem expressões como a "geração da dívida" ou o "clube falido" quando se referem respectivamente a dirigentes e ao Sporting.

    Ou então que sustentem as suas acusações em algo de concreto é que pelo meu ponto de vista o aumento da divida do Sporting implementado por estes dirigentes é igual ou inferior ao dos seus rivais, e neste caso ou há muitos "Roquetistas" a gerir o fcp e o slb ou algo não bate certo. Não é normal que em toda a comunicação social sejamos nós a ter o ónus de uma situação transversal a todo o futebol português. Ainda é menos normal que seja a massa adepta do Sporting a facilitar a dispersão dessa mensagem falsa e mentirosa.

    Aguardo que certos génios me expliquem como é que um clube falido investe 20 milhões de euros em época de profunda crise mundial, mas, e tu és um leitor pelo menos tão atento como eu, mensagens de belenensização e fecho de portas não faltaram na época passada, e pelo menos eu ouvia diversas vezes no fórum mais improvável, as bancadas do estádio José de Alvalade.

    ResponderEliminar
  18. LMGM, a culpa disso também é muito dos próprios dirigentes leoninos (com Soares Franco à cabeça) e do discurso tantas vezes repetido. E atenção, eu concordo que se alertasse para a necessidade de não entrar em investimentos loucos e de abater a dívida etc... mas de tanto o repetirem (e sem grandes resultados financeiros, mais até que desportivos), pegaram-no aos sócios e adeptos - já nem falo da comunicação social. O próprio JEB penso ter falado demais disso durante os primeiros 3, 4 meses de mandato, felizmente parece-me ter acalmado um pouco esse tipo de discurso.

    Mas quanto ao teor deste post, parece-me de um exagero, mas cada um lê aquilo que quer ler, mesmo que isso implique parecer estar mais a leste do que a norte de Alvalade.

    Saudações leoninas e que amanhã iniciemos a época a sério de juba bem levantada!

    ResponderEliminar
  19. Percebo que para muitos sportinguistas o JEB tem credito zero. Visto isto, o JEB só tem uma coisa a fazer, voltar a conquistar essa confiança...mas para isso, os que já não lhe dão credito nenhum tem de ter abertura para reconhecer as coisas boas, quando assim são feitas... ou então vão andar mais 3 anos a criticar tudo o que ele diz, visto que, por vezes mais parece um odio ao proprio JEB do que ao presidente do Sporting. Mais parece um odio ao JEB do que ao que ele tem feito ou deveria fazer.

    E a blogosfera nesta altura tem muita força e faz com que os adeptos sportinguistas andem sempre as turras, uns porque defendem o modelo A, outros o B e ainda há os do C, uns porque odeiam o JEB, outros porque ainda acreditam nele...e basta olhar para dois exemplos. Quando alguem lança um boato (RR ou Antena 1)que ainda não tinhamos pago o evaldo, apareceram logo os 50 criticos habituais em tudo que era blog...mas alguem se deu ao trabalho de saber se a noticia era mesmo verdadeira??? alguem se preocupou com isso antes de começar os rol das criticas???

    Quando anunciamos o Valdes, mesmo antes de saberem o valor do jogador, foi logo conotado como amigo do Costinha e o Costinha só trazia os amigos e bla´bláblá...hoje deve ser a aquisição mais consensual entre os adeptos.

    A blogosfera tem muita força, acho bem que se critique quandos as coisas são mal feitas...mas não podemos chegar ao ponto de criticar tudo o que se faz, se ele diz A deveria dizer B, se diz C deveria dizer D.

    Mas passando para a frente, amanha começa a nova epoca, e segundo li, afinal o jogo dá na SIC.

    SL

    ResponderEliminar
  20. Eu enquanto adepto e consumidor de assuntos Sporting vou deixar de falar no Bettencourt, porque custa-me bater tanto em alguém que nem parece mau sujeito.

    Deixo só 2 ou 3 ideias e depois calo-me para sempre:

    O Bettencourt não tem de esforçar-se para ser bom. Não tem que provar, melhorar ou mostrar que o ano passado foi um ano atípico. O Bettencourt ou é bom ou não é.
    Se o fosse (bom), já teríamos todos notado.
    Se não é, que saia e dê o lugar a outro.
    E isto por um motivo simples: o Sporting é grande demais e tem demasiadas gentes valiosas para que se possa permitir andar a perder tempo à espera que o que lá está acerte.
    O Bettencourt não é o Sporting nem o Sporting se esgota numa lista de 2 ou 3 nomes.

    Responsabilização, como diz o JVL. Quem se responsabiliza pelo dano do último ano? Ninguém, porque no futebol a culpa morre sempre solteira. Mas se não há responsabilização que haja ao menos decoro.
    O Bettencourt acredita que só ele pode conduzir bem o Sporting?
    Se sim, é um tolo. Se não, que aja de acordo e sinta vergonha pelo que fez, saindo. Que não o faça, diz-me isso que ele não é sério.
    O Bettencourt não tem de ser julgado por clichés como os presentes nessa mensagem. "(...) quando gritarmos todos juntos que o Sporting é o nosso grande amor!". Bonito, mas isto já nós sabemos, e sentimos, desde sempre. É sempre uma sensação boa ouvi-lo mas, a mim pessoalmente dava-me muito mais gozo ouvi-lo do Paulo Bento ou de qualquer outra figura que não seja reconhecida como sportinguista à nascença do que pelo Presidente do Sporting. O Paulo Sérgio ainda há dias falou no "emblema do leão", isto sim dá-me prazer e faz-me sentir bem. Ouvi-lo do Bettencourt não me soa a nada. Soa-me a populismo barato, quando claro ... cruzado com as acções, as suas acções. E é importante não esquecer isto, falar é uma coisa, ir lá e fazer é outra.
    Subscrevo o Presidente do Sporting quando ele diz "gostava de ver outros neste lugar", eu também gostava, e muito. E eu por exemplo apenas posso compará-lo com alguns dos seus semelhantes que vi no cargo e com o Sousa Cintra mas, outros há - mais antigos - que tenho a certeza que viram bons Presidentes a servir bem o Sporting.

    O que é que o Bettencourt quer dizer com o "gostava de ver outros"?
    Um Clube que tem mais de 3 milhões de adeptos que não se deixam vergar por nada, um Clube que tem a melhor Academia de Futebol do mundo e um Clube que quando quer consegue - endividando-se, tal como os outros - fundos para ir comprar A ou B, um Clube que lhe oferece isto ... e ele diz "gostava de ver o que outros faziam neste lugar", se isto não é a coisa mais estúpida e o reconhecimento explícito da sua própria incapacidade não sei o que será.
    Ainda e voltando à superfície das coisas: o Bettencourt fala muito, e mal. Não tem jeito, dom. Mas isso não é grave, nada mesmo. Graves são as acções. Focarmo-nos nos gritos de guerra do Presidente é dar de barato que das suas acções já não esperamos nada. Isto é conformismo. É o mesmo tipo de conduta que vemos por exemplo no Benfica, onde por mais assaltados que sejam pelos seus dirigentes, toleram-nos durante 7 ou 8 aos para só ao fim deles perceberem que afinal há melhor, embora o "melhor" deles seja um iletrado qualquer sócio do Sporting e do Porto.
    Felizmente no Sporting este tipo de inconformismo não existe, e isso incomoda e muito o Bettencourt. Pudera, eu se tiver uma tarefa em mãos e tiver a perfeita noção que não estou a fazer mais do que uma enorme e perfeita cagada prefiro que não ter ninguém em cima que mo lembre. Agora, há tarefas e tarefas. E a tarefa de comandar o Sporting não pode viver de desculpas e perdões sobre quem o comanda, porque mais uma vez: há muitos habilitados, e o Bettencourt não precisa do Sporting para coisa nenhuma, da mesma forma que o Sporting passaria muito melhor sem ele.

    ResponderEliminar
  21. Ou será que precisa? O primeiro do segundo. Ponham-se no lugar dele. Sentir-se-iam de consciência tranquila se o Clube vos pagasse anualmente 400 000 euros por ano pelos vossos serviços?
    400 000 euros, que se conheça, fora o que não se conhece.
    Recebendo esses 400 000 euros pelos serviços que presta, é meu dever julga-lo pelos clichés que a sua sportinguista alma avança ou, julgá-lo pelo papel que ele a si próprio se atribui? :
    Funcionário, pago a peso de ouro.
    O Bettencourt pede que não se duvide dele e não há duvidas que tenta sempre evidenciar exacerbado sportinguismo no que toca ao pedido de silêncio por parte de quem o critica mas, se assim é que se comporte como um verdadeiro sportinguista apaixonado e não faça depender a sua acção do (disparatado) vencimento que o Clube lhe paga.

    Eu não consigo gostar do Bettencourt. Não gosto dos modos, não gosto da cara de parvo, não gosto que leve do Clube o ordenado que leva, não gosto dos sítios a que conduziu o Sporting no último ano e, não gosto seguramente da pouca seriedade. Se a incapacidade consigo perdoar (e a dele já não consigo, porque é demasiada), esta última não. Um Presidente do Sporting que tivesse a mínima noção das coisas nunca se permitira ir de férias na semana em que o Clube é goleado em casa e fora dela pelos 2 rivais históricos.

    Isto chega. Para mim chegava.
    Um líder não faz isto. Nem um líder permitiria que um Sporting altamente fragilizado recebesse em sua casa 15 000 adeptos de um qualquer clube rival quando se adivinhava perfeitamente que dentro do campo as hipóteses de a noite terminar bem eram muito diminutas.
    Ele está-se nas tintas para o Sporting.
    E não lhe reconheço especiais (nenhuns) carácter e força.

    ResponderEliminar
  22. Conformismo* Onde se lê inconformismo.

    ResponderEliminar
  23. LMGM,

    "JVL, deixa de ter crédito quando eu encontrar alguma diferença entre a sua gestão e a dos nossos outros rivais."

    Porque é que a comparação tem que ser feita com os nossos rivais? Não estou minimamente interessado no que eles fazem ou deixam de fazer.
    Faz-me lembrar a frase típica dos nossos pais: "Se os teus amigos saltarem de uma ponte, tu vais atrás?"
    Os nossos rivais estão tão ou mais endividados que nós, apesar de parecer que somos os únicos com um passivo enorme. Culpa das anteriores direcções, que para esconderem a sua incompetência, utilizaram exaustivamente essa falta de dinheiro como argumento.

    JEB tem tido falhas graves no relacionamento com os sócios e adeptos. Nos primeiros meses da sua presidência, ao invés de agir como presidente de TODOS os Sportinguistas, fez exactamente o contrário.

    O que ele tem que fazer, de uma vez por todas e sem olhar para os outros, é aquilo a que se propôs. Desculpas como "os críticos", "queria ver os outros aqui", etc., são estúpidas, indignas e não abonam nada a seu favor.
    Não se candidatou? Não sabia perfeitamente as dificuldades que o esperavam? Então que se deixe de merdas e trabalhe. Já gozou mesmo o período de férias, não foi?

    Dezperado,

    "Visto isto, o JEB só tem uma coisa a fazer, voltar a conquistar essa confiança...mas para isso, os que já não lhe dão credito nenhum tem de ter abertura para reconhecer as coisas boas, quando assim são feitas..."

    Exactamente Dezperado. Como disse num comentário anterior, JEB tem que reconquistar esse crédito. Da minha parte não terei qualquer problema em reconhecer os aspectos positivos da sua gestão, assim eles aconteçam e tudo isto por uma razão muito simples: será o SCP o beneficiado.


    MHumberto,

    "Um Presidente do Sporting que tivesse a mínima noção das coisas nunca se permitira ir de férias na semana em que o Clube é goleado em casa e fora dela pelos 2 rivais históricos.

    Isto chega. Para mim chegava.
    Um líder não faz isto. Nem um líder permitiria que um Sporting altamente fragilizado recebesse em sua casa 15 000 adeptos de um qualquer clube rival quando se adivinhava perfeitamente que dentro do campo as hipóteses de a noite terminar bem eram muito diminutas."

    Completamente de acordo. A sua ausência nessa semana, que foi perfeitamente decisiva, demonstrou que não tem perfil de líder nem encara o cargo com espírito de missão. É um emprego como outro qualquer. Pena tenho eu que ao fim dos 6 meses à experiência não lhe tenha sido comunicado: "JEB, temos a informá-lo que não contamos consigo e portanto não lhe iremos propôr um contrato. As melhores felicidades na sua vida futura."

    ResponderEliminar
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  25. Postei repetido parte do meu anterior comentário porque obtive um erro na 1ª tentativa e pensei que não tinha sido gravado.

    ResponderEliminar
  26. LMGM:
    "Eu não acredito nele, mesmo que ganhe o próximo campeonato com 28 pontos de avanço."

    Mais do que o sentido literal da frase fica o que lhe está subentendido: acho tão dificil que alguém seja campeão com 28 pontos de avanço como ver JEB como um grande presidente, que cheguei a pensar que fosse. Mas também é a lembrança do resultado do seu 1º ano de gestão.

    Esta mensagem do Presidente parece-me um equívoco até porque a contestação, a existir, não a vejo assim tão evidente. Nos fóruns Sportinguistas, que são os que eu leio, tenho visto mais o sufragar das decisões tomadas que o contrário.

    E julgo que todos concordarão que a mensagem não tem destinatários concretos nos parágrafos que apontei. E assim sendo, permite-se a interpretações dúbias. Assim sendo, para quê comunicar? Não é preciso frequentar sequer um curso de comunicação social para perceber isto, parece-me que devia resultar do bom senso. E este sim parece-me que lhe tem faltado a JEB. Estrategicamente será um desperdício, é essa a minha opinião.

    ResponderEliminar
  27. MHumberto

    "O Bettencourt não é o Sporting nem o Sporting se esgota numa lista de 2 ou 3 nomes."

    Concordo inteiramente com esta frase...só acho estranho, no momento das eleições, onde todos podemos escolher democraticamente quem queremos á frente do clube, onde aqueles que têm as ideias e estrategias perfeitas desparecem momentaneamente, e a lista ficou esgotada com apenas 2 candidatos...onde estão os outros todos dessa lista?????
    Se calhar por isso, percebo o JEB quando diz que gostava de ver outros no seu lugar, e se calhar uma parte do crédito que ainda dou ao JEB é por ter noção que ser presidente do Sporting é mais dificil que ser primeiro ministro em Portugal...

    "Ponham-se no lugar dele. Sentir-se-iam de consciência tranquila se o Clube vos pagasse anualmente 400 000 euros por ano pelos vossos serviços?
    400 000 euros, que se conheça, fora o que não se conhece."

    Onde é que foste buscar essa informação?

    "Um Presidente do Sporting que tivesse a mínima noção das coisas nunca se permitira ir de férias na semana em que o Clube é goleado em casa e fora dela pelos 2 rivais históricos."

    Só um aparte e vale o que vale...no dia que você fizer 25 anos de casado, gostava de saber se pensa em ir trabalhar nesse dia....

    De resto, concordo com muitas das coisas escritas por si.

    SL

    ResponderEliminar
  28. Dezperado,

    "Só um aparte e vale o que vale...no dia que você fizer 25 anos de casado, gostava de saber se pensa em ir trabalhar nesse dia...."

    Enquanto esteve no Santander disse que nunca tirou férias. Atendendo ao histórico, ao tempo de entrada em funções como presidente e tendo em conta a semana que aí (na altura) vinha, não poderia ter adiado as férias?
    Já agora, se um jogador resolver ir de férias devido a fazer 5 ou 10 anos de casado, pode? Ou é por ser 25?

    ResponderEliminar
  29. Dezperado, é um facto. É um dos tentáculos do projecto, suas consequências. O que é que levou por exemplo o Pedro Souto a retirar-se no momento em que JEB avança? Ou o que é que levou há uns anos o Dias Ferreira a "pressentir" que não tinha condições de pegar no Sporting?

    Aquela noção - bem vendida, mas muito mal comprada - de que o Clube é alguma espécie de centro erudito-financeiro da NASA bancária que só pode ser gerido pelos gestores de topo.
    Noção desfasada, errada e falsa como é óbvio. E noção tão vincada entre os adeptos do Sporting que faz muito boa gente vislumbrar como nulas quaisquer perspectivas de que uma candidatura que saia desse âmbito possa em eleições chegar ao fim em primeiro.

    É algo que tolhe o Clube, severamente.

    Os 400 000 euros anuais podem ser lidos aqui, por exemplo:
    http://dn.sapo.pt/desporto/sporting/interior.aspx?content_id=1375551

    O tecto para Paulo Pereira Cristóvão era de 280 000 (foi o 1º a avançá-lo, ainda em campanha) e o Pedro Souto afirmou que seria um Presidente não remunerado.

    Quanto ao mais o "fora o que não se sabe" tem que ver com isto:
    Ihttp://www.ionline.pt/conteudo/4428-ricciardi-e-chave-convencer-bettencourt-ser-presidente-do-sporting-actualizado

    E só para deixar algo claro: o foco nesta questão do seu vencimento serve apenas um propósito, o de alguma forma chamar a atenção para o erro que é comprar sem questionar outra noção que nos é muito vendida, a tal de que o José Eduardo Bettencourt é mais e melhor sportinguista do que os que o antecederam. Nada mais.

    Dezperado, o JVL respondeu-lhe sobre essa última questão. Aniversários de muita coisa diferente vão havendo para todas as pessoas e mais algumas. Talvez ele devesse ter feito aquilo que muito boa gente faz: Teria ido nesse dia almoçar com a esposa, sossegado e tranquilo, passado quem sabe a manhã em casa - muita gente não tem esse privilégio - sinceramente não sei, não conheço as possibilidades rotineiras do JEB. A maioria ia jantar fora com a família, ele talvez pudesse ter ido almoçar, considerando que o Sporting por norma joga de noite.
    Podia ter feito mil-e-uma coisas diferentes, o que não podia era ter feito o que fez.

    Só uma coisa mais: das centenas de cargos que existem no Sporting o dele é talvez dos mais fáceis de todos, o de Presidente. A um Presidente exigem-se 5 ou 6 papeis muito concretos e definidos, e exige-se que seja muito forte em todos eles. Para o bom desempenhar destes papeis pede-se que tenha uma dose infinita de bom-senso, normal e razoável entendimento das coisas e, muito muito instinto, faro.
    Tudo o resto - acção e execução - fica por norma a cargo de outros.
    Sobre os papeis que lhe cabem ele infelizmente já mostrou que não sabe desempenhar nenhum deles.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  30. MHumberto

    "E segundo o DN apurou, a comissão de vencimentos decidiu que o presidente da SAD e do clube deve ganhar cerca de 400 mil euros brutos por ano."

    Foi por isso que lhe pedi o link onde tinha lido essa informação. Noticias que começam com "segundo o DN, ou segundo a RR, ou segundo a Antena1" para mim valem o que valem...ate porque pelo que li na noticia ainda não estava decidido. Ou olhamos para o orçamento ou esperamos pelo R&C para ver se é verdade ou não. (só um aparte sem importancia, 400 mil euros brutos, não equivale a 400 mil euros liquidos, é que ainda vai uma grande diferença, visto ser abrangido pela taxa máxima).

    Em relação ao Pedro Souto vai de encontro ao que eu disse...foi daqueles que abandonou o barco para passado uns meses vir la do alto criticar de barriga cheia, devia era ter vergonha e estar calado.

    JVL
    Sobre a ida do JEB ao Brasil, acho que todos concordamos que fazer 25 anos de casado (bodas de prata) não tem o mesmo significado que fazer 5, 10, 23 ou 33 anos. Esse exemplo que fala de ir jantar fora, é comum para pessoas como eu por exemplo, agora quem tem muito, consegue fazer qualquer coisa melhor...Teve azar, porque ficou conotado como ter fugido, se os resultados tivessem sido outros, ninguem falava disso... mas como disse vale o que vale.

    SL

    ResponderEliminar
  31. Dezperado,

    Estou a par do significado dos 25 anos de casamento. A questão é que há quem adie as suas férias, tendo em conta os interesses da empresa na qual trabalha.
    Acabado de chegar à presidência do SCP, e como o próprio disse, com tanto para aprender e ficar a par, deveria ter adiado as férias. E depois as desculpas apresentadas. Não há como dar a volta: fez merda.

    O pior é que suspeito que fossem os 23, 27, 34 anos de casado, ele faria a mesma coisa.

    ResponderEliminar
  32. Considerando o lugar que ocupava na hierarquia do Santander e considerando o 2º link que lhe disponibilizei não me custa adivinhar que ele leva ao fim do ano para casa mais do que 400 000 euros anuais.

    Não obstante serem 300.000, 380.000, 400.000 ou 500.000, é muito.
    É desproporcionado e é demais.
    Um alguém que ambicione e sinta ter condições e paixão suficientes para ser Presidente do Sporting tem que ir de encontro à realidade do Clube. Não é o Clube que tem de se aproximar dos vencimentos que o Bettencourt auferia no Santander, mas sim o contrário.

    http://www.ionline.pt/conteudo/4428-ricciardi-e-chave-convencer-bettencourt-ser-presidente-do-sporting-actualizado
    O link estava mal colado, uma letra a mais que o tornava inútil, este é o certo.

    E não é preciso ir ao "DN" Dezperado, foi o próprio Bettencourt que lançou os 400.000 na campanha, depois do PPC ter avançados os "seus" 280.000.
    Salvo erro o Leão da Estrela trouxe - na altura - as declarações citadas.

    ResponderEliminar
  33. MHumberto à presidência já! E com lista e tudo!
    É fácil, por isso existem tantos candidatos para o cargo.
    E, sem ofensa, como diria um amigo meu ' muito disto e pouco disto ' ( o indicador aponta para a garganta e o mesmo indicador desce apontando para os tomates )
    Para terminar vos digo Caros Sportinguistas, que perdemos muito tempo em 'conversetas' do estado da nação... e assim sendo, não o utilizamos para verdadeiramente constestar ou para mudar as coisas!
    SL

    ResponderEliminar
  34. Aqui:

    " Chega 15 minutos antes do previsto. "Sou assim", comenta. No Hall do Hotel Tiara, com ar algo cansado mas bem disposto, troca palavras de circunstância. Aqui não pode fumar mas, afinal, nunca ultrapassa os 20 cigarros por dia. José Eduardo Bettencourt, candidato à presidência do Sporting, fica de brilho nos olhos quando fala do seu clube de sempre. Basta recordar histórias de conquistas dos lisboetas para deixar cair o ar concentrado de economista. Foi essa paixão que o fez avançar com a candidatura, é essa paixão que pretende fazer regressar ao Sporting e é essa paixão que o faz sonhar com "um compromisso para toda a vida".

    É o primeiro presidente da SAD a tempo inteiro. Responsabilidade acrescida?

    Sim, embora muitos achassem que era uma inevitabilidade. Com o binómio emoção-razão, tinha de ser. Talvez carregue uma cruz às costas mas estou calmo...

    Já sabe quanto vai ganhar? O candidato Paulo Cristóvão sugere um valor de...

    Respeito esses números. Mas há um limite a partir do qual não consigo abdicar. Se fosse solteiro trabalhava de borla. Não sou. Defini como tecto máximo 400 mil euros brutos por ano. Não conheço muitas pessoas que tenham ido por menos... "

    Defini como máximo 400 mil euros brutos por ano.
    (Defini como "máximo" leia-se: defini como mínimo, ponto. Não conhecendo ninguém que tenha ido por menos diz-nos que é um mínimo, não máximo).

    Cruz às costas.
    Há um limite do qual não posso abdicar.
    Se fosse solteiro trabalhava de borla.

    Pobre JEB, quanto fardo meu Deus ...

    Aquela do binómio emoção-razão faz-me lembrar uma notícia que vi na SIC em que aparecia um GNR meio patusco e algo corado (no sentido de vaidoso) - aparência nitidamente benfiquista - do género que só manda parar para multar aqueles que conduzem carros velhos, porque seguramente terão mais condições de pagar as ditas multas ... e tendo uma câmera à frente diz muito convicto e orgulhoso:
    "Sim, lançámos o binómio cão/agente para o terreno."

    ResponderEliminar
  35. Porta10A, escuse-se desse tipo de comentário. É um bocadinho inútil.
    Você se for comprar um carro e ele parar à saída do stand ficaria satisfeito com a observação "Então vai lá tu fabricar um melhor"?

    Se calhar ficava, voltava logo para dentro do carro e chamava o reboque.

    E sim, não tenha duvidas que eu não sendo nenhum iluminado serviria melhor o Sporting do que o Bettencourt. Muito melhor.
    Agora imagine outros, seguramente melhor preparados, o que não fariam eles ...

    ResponderEliminar
  36. "Não é o Clube que tem de se aproximar dos vencimentos que o Bettencourt auferia no Santander, mas sim o contrário."

    Exactamente. Nesta altura não vi grandes preocupações com o facto do Clube não ter dinheiro.

    ResponderEliminar
  37. A ida do homem ao Brasil sempre me pareceu uma fuga a ter de se sentar ao lado do pinto da costa, já que foi nessa altura que andou a circular aquele vídeo do corrupto dizer que tinha deixado o Bettencourt de mão estendida. E fugiu porque me dá a sensação (sempre deu, aliás, desde que se candidatou) que ele não faz o que quer, mas sim o que os que estão por trás dele mandam. Acho que arranjou um pretexto para não ter de estar presente. Claro que isto sou eu a especular. Essa dos 25 anos de casado nem nunca tinha ouvido falar. Mas a ser verdade, não me choca.

    ResponderEliminar
  38. JVL

    Eu percebo que o JEB ficou conotado como cobarde, porque "fugiu" para o Brasil, mas sinceramente posso ver no JEB muita coisa, mas cobarde não é uma delas, deu sempre a cara quando foi preciso (bem ou mal), mas é a minha opinião.

    "Completamente de acordo. A sua ausência nessa semana, que foi perfeitamente decisiva, demonstrou que não tem perfil de líder nem encara o cargo com espírito de missão. É um emprego como outro qualquer. Pena tenho eu que ao fim dos 6 meses à experiência não lhe tenha sido comunicado: "JEB, temos a informá-lo que não contamos consigo e portanto não lhe iremos propôr um contrato. As melhores felicidades na sua vida futura."

    Ser prersidente do Sporting, eleito por 90% dos sócios, não é um cargo há experiencia, é um cargo para 4 anos. Se não, a estragtégia para o clube que tanto se pede, deveria ser pensada para os proximos 6 meses, e não para os proximos 4 anos.

    Mhumberto

    Não me choca que ele ganhe 300, 400, ou 500 mil, desde que mostre serviço, o que não tem acontecido.
    Porque se não, para ser candidato a presidente do Sporting, era necessário ter sempre uma grande fortuna por trás, como tem Sousa Cintra, Roqquete e companhia. Se não, iamos ter um presidente tipo SF, que apenas dedicava 2 horas por dia ao Sporting.

    Concordo que por ser Presidente a tempo inteiro, acrescenta-lhe as responsabilidades, mas também não podia viver do ar.

    Não concordo quando diz que os tentáculos do projecto não deixem ninguém candidatar-se, até porque existem muitos dos ditos notáveis (apesar de não saber bem o que são notáveis) que são contra esta direcção, não vejo nenhuma razão para não se candidatarem, ou até vejo, se calhar por serem notáveis na nossa sociedade, tem medo de o deixarem de ser, passados 6 meses da sua suposta presidencia. Assim preferem ficar no sofá e aparecerem quando as coisas correm mal, lá do alto da sua sabedoria.

    Se é tão facil ser presidente do Sporting, que tenhamos 5, 6 candidatos nas proximas eleições, temos todos a ganhar com isso.

    SL

    ResponderEliminar
  39. Boas a todos,

    Confesso que acho louvável uma mensagem de início de época por parte do presidente do nosso clube.

    As nossas "dúvidas" e desconfianças serão sempre legítimas pois ora 28 pontos de atraso podem ter sido um acidente de percurso, ora a vitória num campeonato o possa também ser. Tomámos muitas vezes o argumento que esta linhagem venceu 2 campeonatos quando outros nada fizeram durante 18 anos. No entanto, passaram até agora 8 anos em que o discurso assumiu quase sempre a direcção de que as apostas feitas nesses dois anos foram erros estratégicos e que não podiam ser repetidos.

    Destaco também as palavras do LdA do que diz respeito ao apontar o dedo. Mais do que dizer "há por aí alguns que apontam e criticam" penso que o mais adequado seria "vamos estar todos juntos e por de parte as descrenças de alguns e inspirar a equipa e unir o seio leonino". Mas esta é apenas a minha opinião...

    Todos:

    Parabéns pelo debate por aqui verificado!

    SL

    ResponderEliminar
  40. Dezperado,

    "Ser prersidente do Sporting, eleito por 90% dos sócios, não é um cargo há experiencia, é um cargo para 4 anos. Se não, a estragtégia para o clube que tanto se pede, deveria ser pensada para os proximos 6 meses, e não para os proximos 4 anos."

    Quando falo nos 6 meses à experiência, faço-o porque considero que JEB tratou o seu cargo como se de um emprego normal se tratasse, coisa que nitidamente não o é.

    ResponderEliminar
  41. Caro Mhumberto,
    A comparação com o carro é...olhe nem sei, é melhor apenas colocar 3 ou 4 ... de ???

    ' E sim, não tenha duvidas que eu não sendo nenhum iluminado serviria melhor o Sporting do que o Bettencourt. Muito melhor.'
    Então apresente-se porra! Diga quem é, quais são as suas ideias e soluções, que projecto financeiro tem e com que investidores. E como vai colocar milhões no clube para comprar jogadores sem aumentar as dívidas e o passivo do clube? E qual a sua política de comunicação?

    'Agora imagine outros, seguramente melhor preparados, o que não fariam eles ...'
    Diga p.f.quem são esses outros pois ainda ninguém conhece as suas caras. Seria bom que assim fosse mas se olhar à volta, ninguém.
    Ou esse outro é aqueloutro dos Eriksson's?

    Concordo e partilho com muitas das críticas a JEB. No blog que criei fi-lo em várias circunstâncias. Neste momento e porque a época está prestes a começar DEVEMOS conceder algum crédito. A JEB, a Costinha,à equipa técnica e aos jogadores. Essa trégua pode durar 1 ou dois ou até três meses, mas para bem do clube seria bom que acontecesse. Depois, se a coisa correr novamente mal, avançar com os protestos, contestar, barafustar, levar o presidente da AG a convocar uma e outras acções que o MHumberto tão bem saberá liderar.
    Isso é que é ser útil!!!
    Quanto ao carro, compra-se o que se pode! E existem por aí tantos que compram Porsches e só poderiam pagar Corsas...
    SL

    ResponderEliminar
  42. Porta10A, desconhecia que para emitir a minha opiniao precisava de ser candidato. Agradeco o esclarecimento. Garanto-lhe que nunca tinha visto a coisa dessa forma mas agora que fala nisso reconheco-lhe razao. Vou desde agora vestir as vestes de la, agarrar na minha bandeirinha do Sporting e fazer aquilo que e no fundo a minha missao:

    Sofrer por causa do Sporting, porque sofro.
    Gastar o meu tempo com o Sporting, porque gasto-o, e nao e pouco.
    E pagar quotas, porque pago-as.

    E vou fazer tudo isto independentemente daquilo que o Sporting me der em troca, porque esta e a relacao que escolhi para mim mesmo e sobre a qual nunca jamais em tempo algum sentirei uma ponta de remorso ou arrependimento.

    Mas agora, iluminado que fui pela seu reparo vou levar tudo isto um pouco mais adiante: vou estender esta relacao intima que me une ao Sporting a pessoa do seu Presidente, Jose Eduardo Bettencourt, figura mitica a quem o Clube tanto deve. Deixar de pensar, questionar, exigir e ambicionar mais, tudo isto acaba aqui e agora. A bem do Sporting claro, e a bem daquele sem o qual o Clube nao sobreviveria, Jose Eduardo, o Presidente de nos todos, nobre pastor que nos conduzira a Terra Prometida. Estamos longe dela, muito longe, mas tenhamos confianca, toda a gente sabe o caminho do sucesso faz-se desta forma: confundir os rivais ao deixarmo-nos por eles espezinhar para que depois, tais quais potentes ovelhas mansas possamos assistir de lado - de bandeirinha na mao - a verdadeira revolucao, ou revelacao.
    Revelacao essa que o nosso pastor tratara de engendrar, estou certo. Ja fez tanto e tanta coisa boa pelo Clube que honestamente nao sei o porque das duvidas, nao e mesmo?

    Obrigado 10A, por ter-me permitido atingir a verdade.
    Serve assim? Ou prefere que me assuma como candidato?

    ResponderEliminar
  43. Ps > Esqueceu-se da pagina no Twitter.

    Ideias e soluções,
    Projecto financeiro,
    Investidores,
    Milhões,
    E política de comunicação.

    E pagina do Twitter.
    Amanha trago-lhe tudo isto se quiser. Diga-me so qual a pele que quer que eu vista primeiro, para eu ficar descansado com a minha consciencia.

    ResponderEliminar
  44. MHumberto,

    Com tantos tópicos, eras capaz de ter um programa com mais páginas que o do JEB. :D :P

    ResponderEliminar
  45. MHumberto,
    Confunde coisas, conceitos e tenta colocar palavras ( ou ideias ) que eu não expressei.
    Você não precisa de ser candidato para ter as suas ideias e defendê-las. Aliás, como eu faço e cada um dos que vem aqui. Ninguém lhe pede para ser um carneirinho de bandeira na mão a ouvir as palavras do pastor Zé e sair estonteado depois da missa.
    O que (lhe) foi proposto é uma trégua, mais que não seja para este inicio de época.E depois, mediante os resultados e o ' andar da carruagem '... agir.
    E a trégua não é por JEB, porque não o quer nem gosta dele
    E não é por Costinha, porque foi JEB que o escolheu
    E não é por Paulo Sérgio, porque foi a escolha dos dois anteriores
    E não é pelos jogadores, seja pelo que for...
    É pelo clube pelo qual você diz sofrer, por quem gasta tempo, porque paga quotas e até compra a gamebox. Esse sim, maior que todas as pessoas que o servem ( ou que se têm servido dele ).

    Não traga nada do que referi, sabe porquê MHumberto?
    Porque não vale a pena. Não é candidato a coisa nenhuma e se nem consegue responder a algumas questões colocadas... é tempo perdido!
    E não vista coisa nenhuma, nem lã, nem pele.
    Responda-me no twitter. Tópico a tópico.

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  46. Caro P10A

    Não me compete fazer a apologia de MHumberto, da mesma forma que ao mesmo não competirá “candidatar-se” ou a si demonstrar maior e/ou melhor Sportinguismo.
    Assisti a este debate com bastante interesse, pelo que gostaria de não deixar de dar o meu contributo para o mesmo.
    A priori, assumo como certezas os seguintes factos:
    Somos todos Sportinguistas
    Todos os Sportinguistas gostam do Sporting
    O Sporting é superior a cada um de nós, individualmente considerados
    A medida do Sportinguismo não se afere por graus de disponibilidade
    Não há “verdadeiros” Sportinguistas e “falsos” Sportinguistas
    Há pessoas mais ou menos inteligentes, mais ou menos educadas, mais ou menos interventoras, mais ou menos esclarecidas, mais ou menos disponíveis. No Sporting, porque somos um clube global, que abrange transversalmente a comunidade de língua portuguesa (na sua essência) temos de todas.
    Sendo todos Sportinguistas, acusarmo-nos de falso Sportinguismo, ou pretendermos à custa das cordas vocais, gritar mais alto que os demais o nosso Sportinguismo, é tão demagógico e menos sério como são demagógicas “palavras de ordem” de apoio ao Sporting, quando usadas para sublinhar a nossa mensagem. A nossa verdade. Se somos Sportinguistas, é um dado adquirido que desejamos “Sporting Sempre”, “Força Sporting”, que “Viva o Sporting”, isto tudo “Até Morrer”. Haverá algum Sportinguista que não o deseje!?
    Partindo daqui, parece-me que a questão é de uma enorme simplicidade:
    (i) o primeiro ano de mandato não correspondeu ao esperado. Nem pelo Dr. José Eduardo Bettencourt, nem por parte dos adeptos que o apoiaram quando candidato
    (ii) o desempenho e intervenções do Dr. José Eduardo Bettencourt neste ano foi objecto de crítica. Em conformidade com as características de cada um, houve críticas que se traduziram em avaliações reflectidas, irreflectidas, desabafos de alma, insultos/calúnias, impropérios e outras absolutamente ininteligíveis.
    Pessoalmente, elimino à partida quaisquer outras críticas que não correspondam a avaliações reflectidas e/ou desabafos de alma. As demais são custo de contexto social.
    Quanto àquelas que considero válidas na forma, poderemos concordar ou discordar, na medida da nossa honestidade intelectual, cultura, educação, inteligência... Em ambos os casos com igual legitimidade . E igual Sportinguismo.
    Tudo isto me parece óbvio. Como tal, parece-me igualmente óbvio que um líder de homens, figura máxima de um Clube no plano externo (numa perspectiva organizacional teríamos de considerar o PMAG) tenha presente que a crítica, em qualquer das modalidades acima referidas, decorre naturalmente dessa sua condição. É normal.
    Assim sendo, qualquer tentativa de vitimização ou de desculpabilização face à crítica parece-me muito pouco adequada. Um líder tem de aceitar com naturalidade a crítica. Conviver com ela sem que a mesma o afecte. De outro modo, prejudica a sua liderança, de forma mais ou menos camuflada, mais ou menos encoberta por populismo.

    ResponderEliminar
  47. Pelas razões acima elencadas, não aceito líderanças sem crítica. Do mesmo modo que considero um disparate perder-se tanto tempo e recursos com os críticos.
    As críticas ouvem-se, pensa-se sobre as mesmas e procura-se delas extrair tudo o que estas nos possam dar enquanto contributos para a melhoria da nossa actividade objecto de crítica. Contudo, quem tem funções executivas não deve responder a críticas com contra-críticas. A resposta correcta, mais adequada e que melhor aproveita ao Sporting e a todos nós deve e tem de ser dada através de actos. O sucesso do Dr, José Eduardo Bettencourt à frente do Sporting será o sucesso do Sporting e o de todos os Sportinguistas. A época começa hoje, pelo que o Dr. José Eduardo Bettencourt poderá fazer uma de duas coisas: (i) ter sucesso e eliminar quaisquer fundamentos para críticas (justas ou razoáveis, porque a outras não se responde em função do cargo desempenhado); (ii) não ter sucesso e tentar desacreditar críticas com contra-críticas.
    Por estas razões, não gostei dos dois parágrafos em questão. Creio que são desnecessários, desadequados e, paradoxalmente, redutores. O Presidente do Sporting Clube de Portugal deve responder a críticas com actos, projectando a grandeza do Clube. Essa é que deve ser a resposta. O resto é, como se costuma dizer, conversa fiada, e a Presidência do Sporting Clube de Portugal está acima de conversa fiada. Desta forma, hoje sim, começarei a ver qual a resposta que será dada às críticas. Pelo nosso Sporting, espero que seja a melhor.
    Já agora, porque sou Sportinguista, Viva o Sporting, até morrer!
    Saudações Leoninas para todos.
    E um abraço ao LdA pela dedicação ao nosso Sporting

    ResponderEliminar
  48. BAR:
    Agradeço-lhe a "deslocação ANorte" onde espero que muitos leiam o seu excelente comentário com a atenção que merece. É num Sportinguismo assim que me revejo.

    Devolvo-lhe o abraço leonino, ciente de que, e sem falsa modéstia, em questões de dedicação ao Sporting tenho muito com quem aprender.

    ResponderEliminar
  49. Caro BAR,
    Muito obrigado pelo seu excelente contributo para a 'discussão'. A sua opinião, como a de MHumberto, é válida, interessante e de alguém que, como eu e todos os outros Sportinguistas que por aqui andam, ama o Sporting e se preocupa com o clube. Assim, com mais racionalidade ou com mais coração, longe de mime pensar que sou mais Sportinguista que qualquer outro. E porventura até serei menos(*).
    O que os comentários de MHumberto me sugeriram, é que muitas vezes, não estamos predispostos a dar ' algum ' crédito aos nossos. E, pode ser que esteja enganado, este é o momento para o fazer.
    Quanto a JEB, digo-lhe com imensa tristeza, votei nele e foi por causa dele que mandei cancelar a minha inscrição de sócio (*). Foi a minha forma de protestar com o estado miserável e degradante a que o nosso clube foi sujeito durante a época passada.
    Agora, talvez no ' ano 0 ' da sua presidência vou conceder-lhe esse crédito. Por quanto tempo? Que seja pela época toda, sinal que a mesma vai ser boa!
    O que por vezes cansa, é ouvir muitas coisas, teorias, explicações e, na prática, pouco ou nada acontecer.
    Se existe mau estar, desagrado, constestação, a mesma deverá ter forma e rosto(s). Pode discordar, mas se na época passada, houvesse 2 ou 3 jogos seguidos em que não houvesse adeptos, talvez este silêncio 'incomodasse' mais que os assobios dos que lá foram.
    JEB, como Soares Franco, como Sousa Cintra, não são imunes a críticas, tão pouco donos do clube. E é nosso dever criticar, quanto aplaudir. Por vezes, parecemo-nos muito com o inenarrável Rui Santos e isso é, para mim, uma tremenda ofensa. Vamos muito nas ondas e acreditamos muito nas coisas que os outros dizem. Menos nos nossos.
    Eu disse, directamente a JEB, ao vivo e a cores, que ele devia pôr termo a algumas coisas que, já se sabia, iriam correr mal. Começava a época anterior e os meus ( nossos ) piores receios confirmaram-se. A mão forte que devia ter tido na altura para dar o(s) murro(s) na mesa, ficou parada e inerte. A sua comunicação é fraca, pouco mobilizadora e pior, como diz o meu cunhado ' para parolo '. E nós não somos parolos.
    Mas, repetindo, neste preciso momento, a menos de 5 horas de começar a nossa época ' a sério ' é tempo de dar crédito, tréguas, benefício da dúvida, o que quisermos chamar-lhe. Para o bem do clube que todos adoramos.
    E, se me quiser responder, dando-me o privilégio de saber a sua opinião, quem é que o BAR 'vê' como potencial candidato a ocupar o lugar de JEB? I.e. para o caso da coisa correr para o torto e esta época ir pelo mesmo caminho da anterior...
    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  50. Caro P10A

    Obrigado pelo seu simpático e elevado comentário, com qual distingue quem o lê.

    Concordo consigo, na última referência feita aos que se pronunciam sobre o Clube, entre os quais o meu amigo MHumberto. Somos todos Sportinguistas, cada um dentro do seu estilo - por vezes mais vincado por um coração maior do que o peito. Para nós o Sporting é enorme.

    Quanto à questão concreta que me colocou, gostaria de lhe responder: eu próprio. Porém, eu sei que o meu Sportinguismo por si não me confere outros atributos que um cargo dessa natureza exige, pelo que seria uma má escolha.

    Com muito menor ligeireza, respondo-lhe que estou convicto que um dos nossos maiores problemas consiste na nossa busca do homem providência. Este sebastianismo limita-nos tremendamente. Tendemos para a procura do candidato ideal, o Presidente perfeito e esquecemo-nos que mais do que a pessoa em si, o que interessa é uma ideia válida de governação. Um projecto válido, sindicável e fiscalizado por todos nós enquanto seus autores comuns e destinatários. Mais do que A ou B, interessam-me projectos sólidos, trabalho e resultados. Acompanhados de forma crítica e transparente no que não comporte segredos de negócio ou de gestão. Isso, ainda não vi.

    Contudo, estou convicto que entre tantos e tão genuinamente ilustres Sportinguistas - conceito que não deve ser confundido com mero mediatismo de imprensa cor de rosa - existe suficiente massa crítica para fazer bem. Fazer com muita qualidade. Porém, creio que o desgaste gerado pela exposição do cargo e endémica falta de um projecto válido e abrangente, que envolva a vertente da gestão desportiva profissional, amadora, gestão de infra-estruturas ou simplesmente gestão no sentido clássico, faz com que surjam muito poucos nomes. Como tal, creio que devemos procurar um projecto. Os nomes surgirão se o mesmo for realmente válido e credível. Quem sabe se o Dr. José Eduardo Bettencourt não acabará por conseguir dinamizar ou liderar esse mesmo projecto? Até agora não o vi. Porém, tem condições para o fazer.

    Repare que, considero que o que está em causa é algo mais profundo que umas quantas vitórias do futebol profissional. O que está em causa é um modelo de sustentabilidade a longo prazo e ganhador – o que num Clube com a dimensão do nosso acaba por ter uma relação de causa-efeito. Temos um Clube demasiado Grande (e ainda bem) para não ganhar, que tem vindo a perder competitividade. Fruto de inúmeros e repetidos erros. E não vale a pena redimensionar para baixo. O Sporting somente pode ser o Sporting se for grande. Discursos miserabilistas não nos redimensionarão, antes colocarão em causa quem somos. Nós somos o Sporting Clube de Portugal, o Sporting Lisbon é mera iletracia ou preguiça da UEFA.

    Convirá, no entanto, não nos esquecermos que o modelo de acertar um tiro em cada cinco que se dá, tem de acabar. Somente por sermos muito grandes é que temos comportado esta realidade. Contudo, o recurso sistemático a esta grandeza, essencialmente de alma, tem de acabar - antes que se acabe com a alma. Se o Dr. José Eduardo Bettencourt o conseguir, encantado.

    LdA
    Um renovado abraço

    ResponderEliminar
  51. Bruno Azevedo Rodrigues, faço minhas as palavras do Leão de Alvalade e repito a si algo que não é novidade e algo que já não tenha dito mais vezes: é nesse tipo de sportinguismo e nessa capacidade de entendimento que me revejo. A sua, a dele e a de outros. Sportinguismo mas associado a algo mais porque como diz e bem não interessa para aqui medir medidas de amor.
    Amor pelo Clube todos o sentem, e nenhum mais do que o outro. Já formas de entender o Clube há muitas, e variam entre si.

    Não perder nem desviar o foco do objecto principal, o Sporting. Tudo o mais é instrumento. E neste "tudo o mais" as únicas partes que levam de mim o mesmo tipo de não-cega cegueira com que vejo o Clube são as suas equipas e treinadores, e nenhuma coisa para além delas.
    Tivesse um líder em que nele me revisse e sei bem o quanto gostaria de sentir por (um qualquer) ele o mesmo. Não é o caso infelizmente.
    Nunca foi. Não tive a sorte de outros que tiveram oportunidade de ver em acção líderes que fizeram do Sporting aquilo que ele é hoje.
    E que não são estes seguramente.

    Porta10A, não posso dar-lhe resposta no Twitter porque não possuo.
    Mas o meu Presidente possui por mim.
    Que o Sporting entre com o pé direito na nova época e que ao nível do terreno exista quem faça as coisas acontecer, bem. E sobre estes destaco uma vez mais o Paulo Sérgio, treinador a quem devemos grande parte da pacificação e tranquilidade que vai existindo.

    Um abraço a todos.

    ResponderEliminar
  52. MHumberto,
    Eu só lá fui 'inscrever-me' e twittei duas ou três vezes, pelo que era uma força de expressão. É óbvio que as suas ideias, aqui no ' A Norte ' ou em qualquer outro blog são 'melhores' e tem mais expressão.
    Votos também para que a nossa equipa entre bem e seja feliz. Dos bons resultados dela depende imensa coisa e muita da nossa disposição ou indisposição, do nosso amor e desamor pelo Maior Clube de Portugal, o nosso Sporting.
    Que o nosso treinador consiga muito e que por via disso e dos nossos sucessos, consiga sossegar, animar e elevar as hostes leoninas, porque ele, JEB ou o mais pintado não conseguirão encontrar melhor que os adeptos do Sporting!
    E mesma andando por caminhos diferentes, vamos lado a lado conversando.
    E se MHumberto ou o BAR se 'candidatarem', não faltarão apoios. Inclusivé o meu.

    BAR,
    Muito obrigado por mais um excelente comentário e pela resposta à minha pergunta. E como pode ver no parágrafo anterior, já há quem vote em si!

    Saudações e abraços absolutamente Leoninos

    ResponderEliminar
  53. Porta 10A, e crédito é algo que normalmente se traduz em votos.

    Eu gostava de ver muita proposta alternativa, mas falta-lhes, também a elas, o crédito para conquistar os votos necessários para depois serem criticadas.

    O Sporting tem "entrelinhas" a mais, talvez por isso vai sendo cada vez mais é dificil encontrar quem queira ser candidato, quanto mais presidente.

    P.S.- Bruno Azevedo Rodrigues, excelentes comentários.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (12) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (93) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (70) Batota (18) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (3) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (21) Slimani (11) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)