quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Relvado superlativo absoluto sintético

Satisfazendo o compromisso com os nossos leitores, debruçamo-nos hoje sobre o assunto que tem ocupado grande parte das conversas entre os Sportinguistas: que soluções para o relvado de Alvalade. Pretendemos com este trabalho que todos saibam do que falam e do que está em jogo quando se pronunciarem sobre relvados sintéticos. Apesar de existirem há muitos anos, pouco se sabe acerca desta tecnologia, embora quase todos tenham uma ideia formada sobre o assunto.

Se o Sporting vai ter um piso sintético pois que tenha o melhor. A que é tida como modelo de referência no mercado mundial é precisamente a que está instalada no estádio do Bessa. Para nos explicar tudo sobre o que são as alternativas existentes aos relvados naturais hoje à disposição dos clubes entendi consultar a Global Stadium, a empresa responsável pela solução. Para isso contei com a prestimosa colaboração do Eng.º Luís Botas, técnico e sócio gerente da empresa.

Quando estabelecemos os primeiros contactos ainda não se tinha desencadeado o processo mediático que hoje envolve este assunto. Lembro que esta questão já aqui havia sido levantada há cerca de um ano,  através de um artigo do Gabriel Almeida. Pode-se dizer que de certa forma o “ANortedeAlvalade” acabou por ser ultrapassado pelos acontecimentos, uma vez que a nossa produção é artesanal e amadora. No entanto, julgo que a pertinência desta entrevista se mantém, porque foi realizada focada nas preocupações e nas questões que hoje assolam os adeptos, que é o que nós somos afinal.

No seguimento desta entrevista contávamos entrevistar Vítor Golas, mas a suas opiniões foram já largamente difundidas e não faria muito sentido repeti-las aqui. Assim, para uma abordagem independente de um profissional, colocámos ao Dr. Jorge Pinto Sousa, responsável pelo Departamento Médico do Boavista. 2 questões. Pareceu-nos o elemento ideal para ajudar a esclarecer as muitas interrogações que os sintéticos ainda suscitam relativamente a lesões.

Para uma segunda fase contamos apresentar aos leitores uma outra abordagem técnica, de uma empresa também ela referência na construção e manutenção de relvados, para que os Sportinguistas tenham uma visão abrangente da problemática relativa ao relvado de Alvalade.

Questões colocadas ao Eng.º Luis Botas:

Do que estamos a falar quando falamos de relvados artificiais?
Não é fácil dividir os relvados artificiais por “tipo”. Prefiro falar em sistemas de relva sintética, que no seu todo abrangem a base, as suas redes de drenagem e rega, a relva propriamente dita e o respectivo material de enchimento. Para cada um dos componentes existem várias opções que, em conjunto, e depois de bem instaladas, deverão funcionar da forma mais aproximada a um bom relvado natural.

Sei que conheceu in loco o relvado do estádio Luzniki. É de algo semelhante que estaríamos a falar para o estádio de Alvalade ou , p.ex. dos relvados que existem hoje na Academia?
Entendo que a solução que está instalada no Estádio Olímpico de Moscovo não é a melhor solução que o mercado oferece. E a minha opinião tem por fundamento as opiniões avalizadas de quem joga ou lida diariamente com campos dotados de granulado de borracha (incluindo o Luzhniki) e em campos com Geofill, como o do Bessa e o Silvio Piola (Novara)*. Mas para um clube com a dimensão do Sporting será fácil auscultar essas e muitas mais opiniões. O Sporting, porque a sua grandiosidade facilita os contactos, chegará onde for necessário para alicerçar a decisão que tomar.

Não é por acaso que, depois de visitarem o Estádio do Bessa, os responsáveis do Luzhniki de imediato encetaram contactos com a Italgreen para apresentar proposta para a substituição do actual relvado (com granulado de borracha) pela solução com Geofill.

Deve ser dada a oportunidade de opinar aos profissionais que já experimentaram relvados com Geofill, como o do Bessa, e relvados com Granulado de Borracha, como o Luzhniki. Ainda hoje falei pessoalmente com o Victor Golas, que me disse que o relvado do Bessa é incomparavelmente superior a qualquer outro em que já tivesse jogado! Perguntem ao treinador do Boavista se prefere o relvado sintético com cargas de enchimento de Granulado de Borracha ou de Geofill.

Sobre a pergunta que faz acerca dos campos da academia, sei que são com granulado de borracha, da marca do que está instalado no Luzhniki. Não sei se é o mesmo modelo de relva. Estes relvados, com granulado de borracha, já vulgares e acessíveis ao uso público, são e continuarão a ser uma solução passível de preencher os requisitos necessários à obtenção de certificado FIFA DUAS ESTRELAS, pelo que serão superfícies, se bem instaladas, passíveis de ser utilizadas por futebolistas profissionais. Mas compreendam que estamos a falar do Estádio José Alvalade! E esse merece o que os profissionais mais gostam! E estes, segundo TODAS as opiniões que me chegam, são amplamente favoráveis aos relvados com cargas de Geofill.

Sinto-me perfeitamente à vontade para abordar este assunto. Dos 10 relvados detentores de certificado FIFA DUAS ESTRELAS em Portugal, a Global Stadium foi responsável pela instalação de 8. E desses 8, 7 foram executados com cargas de enchimento de granulado de borracha. Tal facto prende-se com a questão económica. Os nossos clientes são, sobretudo, clubes não profissionais. Pela sua dimensão, a disponibilidade financeira para optarem por uma solução com Geofill é inferior. Não é por acaso que só agora estamos, em Portugal, a construir o 2.º campo de futebol 11 com Geofill, no Barreiro (a obra ainda está muito atrasada). Entretanto já construímos um em Cabo Verde e outro em Angola. Podem facilmente ver as imagens destes no nosso facebook.

O estádio de Alvalade já teve um relvado em que parte da sua constituição era sintética, á semelhança do que possuía então o Real Madrid. Falamos de algo que se lhe assemelha?
Não. A solução que preconizo não está dotada de relva natural, como o sistema DD Grassmaster em tempos instalado no Estádio José Alvalade. Entendo que este, numa fase inicial, poderá ser uma boa solução. O problema surge quando, no intuito de promover a manutenção das performances de drenagem e a maior duração e qualidade da relva natural constituinte do sistema, se torna necessário promover o arejamento da base que o sustenta. A impossibilidade de realizar, por exemplo, uma furação, leva a que, num curto espaço de tempo a superfície de jogo perca a capacidade drenante. Quem não se lembra do jogo do Porto em Madrid, realizado há já alguns anos, em que o relvado da Santiago Bernabéu mais parecia um lago? Essa evolutiva diminuição irreversível da capacidade drenante impede, como é lógico, o bom desenvolvimento e a boa resistência das plantas que são parte integrante da superfície.

A solução que entendo ideal passa pela instalação de relva 100% sintética, com cargas de fibras orgânicas (Geofill). Na composição do Geofill não entra a cortiça, como já vi insinuarem. Visitei há pouco tempo um relvado em Itália com essa solução. Tinha chovido uns dias antes… e a cortiça estava a boiar. Ao contrário, o relvado do Bessa ultrapassou com distinção o Inverno rigoroso que atravessamos e a semana que passou, farta em chuvas intensas.

O estádio do Bessa é uma espécie de bandeira da vossa companhia. Mas, para lá desse caso emblemático, não se conhecem outros. Talvez por isso os relvados sintéticos são associados apenas como solução de recurso de equipas de escalões de formação ou secundários. Acha possível inverter esse estatuto?
Essa é uma tendência incontornável. O Geofill permitiu mudar a reacção dos mais exigentes profissionais em relação aos relvados sintéticos. Será uma questão de tempo! Não podemos ignorar o feedback extremamente positivo de quem já experimentou o Bessa. A dimensão positiva da reacção aumenta quando se refere, como termo de comparação, qualquer relvado com granulado de borracha.

Nunca me ouvirão dizer que a relva sintética é melhor que um excelente relvado natural. Este é e será sempre a superfície ideal. Mas só acessível a quem pode dar-se ao luxo de ter um estádio disponível para ser utilizado pouco mais de uma vez por semana. E, mesmo assim, com custos de manutenção avultados. E, mesmo assim, porque falamos de seres vivos que requerem adaptação ao ambiente em que se inserem, poderá não ser viável, como se conclui ser o caso do Estádio José de Alvalade.

Mas creiam que a relva sintética com cargas de Geofill é melhor que grande parte dos relvados da nossa Liga Sagres. E mantém as condições ideais para a prática de bom futebol. Não acham estranho que na época passada equipas do nosso principal escalão, em dias de maior intensidade pluviométrica, tenham pedido ao Boavista para ir lá treinar? (Naval, Rio Ave e Leixões são os exemplos que conheço). E alguns repetiram a experiência. Atendendo à objecção de consciência que, por defeito, existe por parte dos profissionais em relação aos sintéticos, é de realçar esta preferência: No caso do Rio Ave, que até tem um relvado sintético de treinos (com granulado de borracha), é de realçar o facto de fazerem 30Km + 30Km para ir ao Bessa, quando podiam treinar em casa. Se não fosse pela qualidade, seria muito mais simples pedir a uma equipa para ir fazer um jogo treino ao seu próprio sintético. Sinto-me perfeitamente à vontade para falar sobre este caso porque também fui eu que o construí.

Os relvados sintéticos são frequentemente associados a lesões. Umas a nível traumático, por se tratar de um piso duro e por “prender as chuteiras”, outros do tipo abrasivas, causadas pelo material de que são constituídos. Essa associação faz sentido ou não?
O estudo a que tive acesso conclui que as lesões que não obrigam a paragem prolongada são mais frequentes em relvados sintéticos. Conclui o mesmo estudo que as lesões mais graves, associadas a paragens prolongadas, são mais frequentes em relva natural.

A dureza dos pisos sintéticos aumenta ao longo do tempo de uso, mas é facilmente resolúvel com uma operação de descompactação. Temos que nos convencer que a relva sintética, apesar de menos onerosa em termos de manutenção, não pode passar sem ser devidamente cuidada. E a natureza desses cuidado inclui, entre outras intervenções periódicas, a operação de descompactação. Todos os fabricantes que conheço a referem no seu manual de manutenção! E também a relva natural deve ser periodicamente descompactada! Neste caso não só por motivos inerentes ao conforto da superfície, mas também pela necessária promoção da melhor drenagem e do melhor desenvolvimento das plantas.

Outro inconveniente associado à utilização do relvado artificial é o comportamento diferente da bola, descrita habitualmente como mais saltitante e deslizando de forma diferente que no relvado natural. O que nos pode dizer sobre isso?
A interacção entre a bola e a superfície de jogo (rolamento, ressalto, comportamento angular, entre outros) faz parte dos requisitos objecto de análise por laboratórios acreditados, e são de preenchimento essencial para obtenção do certificado da FIFA. Os valores obtidos deverão situar-se em intervalos admissíveis que são comparáveis ao relvado natural, usado como referência.

É lógico que têm que existir diferenças entre os sintéticos e os naturais. Mas essas são, fruto da tal objecção de consciência, demasiado empoladas. Os relvados sintéticos evoluíram muitíssimo, provocando já a opinião favorável de muitos profissionais. E o grande passo nesse sentido foi o aparecimento do Geofill!

Como se comporta o relvado artificial perante a chuva intensa, como por exemplo as verificadas no jogo em Coimbra, entre a Académica e o FCPorto?
De certeza que se comportaria bem, dando todas as condições para a prática de futebol. Estou certo de que estamos a falar de um dia impróprio para a prática de futebol. Não tenho valores, mas acredito que tenham caído bastantes mm de água por m2, à semelhança do que aconteceu também nos dias anteriores. Ouvi as declarações do Renato Queirós a uma rádio, dando conta de que o relvado do Bessa se manteve excelente para a prática de futebol.

Importa aqui realçar que esse é um dos factos que justifica a minha normal referência a “sistemas de relva sintética”, e não a “relvas sintéticas”. A melhor relva, bem instalada, mas sobre uma base mal executada, ou com problemas de drenagem, não funciona bem, sobretudo em dias de maior pluviosidade. Temos que olhar para um relvado como um conjunto de peças que deverão encaixar na perfeição. Imaginem um Mercedes com pneus de triciclo… Aproveitando a comparação com a indústria automóvel, fará sentido dizer que o Geofill é a direcção assistida, hoje em dia essencial a qualquer profissional que viva da condução!

Os custos de instalação e manutenção de um relvado artificial diferem em muito de um natural?
Sim, diferem. Os custos de instalação de um relvado sintético são consideravelmente superiores aos de um relvado natural. Os custos de manutenção são, por sua vez, muitíssimo inferiores.

Sendo uma tecnologia muito recente que longevidade se pode esperar de um produto como o vosso?
Considerando a boa execução das operações de manutenção, entendo que podemos assegurar uma longevidade mínima de 8 a 10 anos.

O Sporting utilizou várias vezes o seu estádio para a realização de concertos. Mas os prejuízos daí resultantes desaconselharam essa prática. Com um relvado artificial o Sporting poderá ver regressar esse tipo de eventos e, consequentemente, receitas extraordinárias?
Claro que sim!

Quanto tempo demora a ficar disponível para a prática desportiva um relvado artificial, após a utilização massiva como a de um concerto?
Entre 3 e 4 dias após a desmobilização do palco. Tão só precisamos do tempo necessário à boa execução de uma intervenção de manutenção extraordinária.

Há pouco tempo o treinador do Boavista lamentou a excessiva dureza do piso do Bessa. O que tem a dizer sobre isso?
Abordei esta questão em resposta a pergunta anterior. Posso reafirmar que esse problema não existe. A descompactação faz parte do plano de manutenção de qualquer relvado.

Quem lê o vosso site na secção de testemunhos verifica que nomes de profissionais reputados, jogadores ou treinadores como Sérgio Conceição, Paneira, Moreira, Zé Mota, Pacheco, etc, são pródigos em elogios ao vosso produto. Num meio como o futebol, onde a suspeição é um facto quase diário, não teme que tantos encómios possam ser mal interpretados ou é apenas bom trabalho de casa?
As reacções são desinteressadas e emitidas por pessoas que, melhor que ninguém, e por todo o passado que têm, podem dar uma opinião avalizada. E o bom-nome que têm merece respeito. Será que as opiniões só são credíveis se forem desfavoráveis?

O estádio de Alvalade é um dos estádios de elite do futebol europeu e onde se podem vir a realizar jogos para o Mundial Ibérico.O estádio pode perder esse estatuto e, em consequência ser afastado do evento?
Não! Talvez esse receio faça sentido com o relvado actual! Acreditem que a solução que defendo é a melhor para Alvalade, e que agradará a todos os que a usarem!

É verídica a informação de que a homologação do relvado a ser levada a efeito pela FiFA se pode arrastar por 6 meses?
Não!!! Nem pensar nisso! A FIFA é extremamente eficaz e célere no processo de certificação. Dos imensos campos cuja construção me foi confiada ao longo dos anos, 13 foram merecedores da intenção de certificação por parte do Dono de Obra. Desses 13, todos passaram com sucesso nos ensaios de aferição dos critérios FIFA. E não me lembro de algum processo de certificação ter demorado mais que 1 mês!

Já viu vários jogos em relvados sintéticos, mas por certo que os naturais são a sua referência. Já deu consigo a pensar num desses jogos “isto no relvado natural não acontecia”. E do lado dos adeptos?
Não, já aconteceu o contrário! Tenho uma história curiosa que se enquadra na resposta à pergunta. Há tempos, sentado na bancada a ver um jogo da Liga Sagres, tinha ao meu lado aquele que é, para mim, um dos mais habilitados especialistas em comentários desportivos, cujo nome prefiro não divulgar. No seguimento de um ressalto de bola estranho e inesperado, resultante de uma irregularidade do relvado, disse-me “No Bessa isto não acontecia…”.

A vossa empresa é uma potencial fornecedora do Sporting, agora que se sabe da forte possibilidade (95%, segundo o presidente) de o Estádio de Alvalade vir a ter um relvado sintético?
Esse é o nosso grande desejo! Seria o corolário de todo o esforço que temos desenvolvido na aposta de um serviço Premium nesta área. Um serviço de Qualidade Superior! Estamos convictos do caminho que seguimos até agora e do que queremos continuar a seguir. E tudo faremos para cumprir o nosso sonho! E esse passa pelo Estádio José Alvalade!

O que significaria para a vossa empresa um contrato com um clube como o Sporting Clube de Portugal?
Significaria o reconhecimento do trabalho desenvolvido por uma empresa portuguesa que, nesta data, será aquela que, a nível mundial, instalou mais relvados sintéticos detentores de certificado FIFA DUAS ESTRELAS válidos.

Significaria a enorme satisfação de sentir que o Sporting tomou a melhor decisão!

Independentemente de quem seja o futuro fornecedor da solução a instalar em Alvalade, como profissional especializado, o que recomendaria ao Sporting e a qualquer outro clube antes de entrarem num processo como estes, sobre o qual não há muito conhecimento constituído?
Falar com os profissionais que já jogaram em sistemas de relva cuja hipótese de eleição esteja em cima da mesa. Sobretudo com profissionais que tenham jogado em campos com granulado de borracha e em campos com cargas de Geofill.

Fazendo jus ao titulo desta entrevista, poderia afirmar que o estádio de Alvalade ficaria “relvadíssimo forever”?
Poderia afirmar que o Estádio José Alvalade ficaria equipado com o melhor que o mercado oferece! E durante muitos anos!

Questões colocadas ao Dr. Jorge Pinto Sousa, responsável pelo Departamento Médico do Boavista

Desde que se iniciou a utilização do novo relvado sintético notou alguma alteração na tipologia ou no quantitativo da ocorrência de lesões?
Da informação de que disponho e da experiência de 20anos de Medicina Desportiva, a ocorrência/agravamento de lesões em pisos sintéticos de geração antiga, eram essencialmente relacionadas com:

1 - Lesões do aparelho ligamentar do joelho por pé preso no sintético.

O que nunca aconteceu nos relvados instalados no Estádio do Bessa, nem me parece poder vir a acontecer, já que estes relvados se comportam, na recepção do pé ao solo, de forma idêntica à de um bom relvado natural.

Desde a instalação destes pisos sintéticos no Estádio do Bessa não houve registo de qualquer deste tipo de lesões. Tive registo de um acidentes desportivo de que resultou lesão meniscal e outro de que resultou ruptura do Ligamento Cruzado Anterior sendo que AMBOS em relvados naturais fora do Estádio do Bessa.

2 - Tendinopatias e lesões osteocondrais.

Recorrentemente quando os Atletas a meu cargo cumpriam treinos/jogos em pisos sintéticos de geração antiga, constatava nos dias imediatos agravamento das queixas relacionadas com aquelas patologias. O que não acontece com os pisos instalados no Estádio do Bessa já que estes se comportam na sua consistência e capacidade de amortecimento de forma em tudo semelhante à de um bom piso natural.

Em resumo, e no que respeita à prevenção de lesões, diria que os pisos instalados no Estádio do Bessa se comportam, em condições climatéricas normais, de forma idêntica à de um bom piso natural e que, muito provavelmente, se comportam de forma mais segura em relação a pisos naturais em situações climatéricas extremas como as de pisos naturais muito moles por excesso de água ou muito duros por baixa humidade e excesso de calor.

Que recomendações especiais daria a um seu homólogo de um clube profissional de futebol?
A única recomendação que faria é a de que o «enchimento» deve ser feito com a escrupulosa regularidade que o fabricante indicar em função da frequência da utilização.

* Video recente do estádio do Novara:

45 comentários:

  1. Caro LdA,
    Esta tua iniciativa é altamente prestigiante para este blog mas, igualmente, para a blogosfera leonina, em geral. É serviço público leonino que merece o aplauso de todos. Divulgar informação é a melhor forma de conduzir as pessoas a formar opiniões baseadas em factos, não em preconceitos, e por isso agradeço-te muito esta iniciativa.
    Sinto que esta questão é bastante importante para os adeptos, e por isso é fundamental que todos façamos um esforço para recolher informação, dados e opiniões de quem tem conhecimento de facto, antes que nos pormos com profissões de fé baseadas em nada. A "cidadania leonina" (passe a expressão) é com a outra cidadania: confere direitos e deveres, e, entre estes últimos, está o dever de nos informarmos antes de tentarmos influenciar o pensamento de outros com opiniões não fundamentadas. Este teu post está ao serviço desta ideia.
    Grande abraço

    ResponderEliminar
  2. Parabéns, pelo excelente artigo. Esclarecedor.Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Zé:
    "Obrigaste-me" a efectuar o meu registo nesta coisa para nas alturas especiais poder aqui deixar o meu comentário.

    Sei bem o que têm sido para ti os últimos tempos e admiro a tua coragem e dedicação.

    No que diz respeito ao Sporting para ti não há obstáculos e sei que te deitas e levantas a pensar a verde e branco, sem perderes a objectividade.

    Hoje estás duplamente de parabéns. Por este magnifico trabalho, tão bom ou melhor do que vimos publicado na comunicação social (é incrível que até hoje ninguém se tivesse lembrado de falar com o médico do Boavista) e pelo resto...

    Abraço sentido deste teu amigo,
    VR

    ResponderEliminar
  4. Muito Bom!! Parabéns!

    Obrigado pelo trabalho que é extremamente importante e esclarecedor de muitas questões.

    No capítulo das lesões, acabou por não ser falado a questão das lesões do tipo abrasivas. Achei muito pertinente quando levantáste a questão mas acabou sem resposta.

    ResponderEliminar
  5. Leão de Alvalade,

    Muitos parabéns pela entrevista.

    Seria excelente se tivéssemos um contraditório relativamente a empresas de relvado natural, ao custo da manutenção e às soluções de preservação. Parece-me natural que o gerente de uma empresa de relvados sintéticos defenda essa opção, estou certo que o gerente de uma solução natural apontaria soluções para a relva natural.

    Sem ter capacidade de ler a entrevista do seleccionador nacional, pergunto-me se o facto de se instalar um relvado sintético não prejudica o Sporting, por ser menos interessante para a candidatura ao Mundial de 2018 e - sobretudo - no curto prazo deixando de ser interessante para os jogos da selecção nacional (o que poderá implicar uma perda de receitas e uma sua transferência para um rival directo).

    ResponderEliminar
  6. Um excelente trabalho Leão de Alvalade. PARABENS !!!

    ResponderEliminar
  7. Os 2 testemunhos basicamente confirmam a noção do que um bom relvado sintético é tão ou mais fiável do que um natural, o que não é de admirar: não estamos a falar de comida ou coisas que vão ser consumidas por organismos humanos. Falamos de "coisas", tecidos, objectos, matéria, e portanto seria de estranhar que ao fim de 30 anos ainda não tivesse sido criada a tecnologia que permitisse criar uma coisa sintética tão ou melhor que a natural. O relvado serve para ser pisado. Pode não cheirar a relva e pode perder o charme de uma relva natural mas ele vai servir sobretudo para ser pisado, e nada mais.

    Mais, se o 1º testemunho é dado por alguém que está a vender o seu produto, o 2º nem por isso. E não vejo porque motivos iria o médico do Boavista mentir quando diz que os relvados sintéticos não aumentam o risco de lesões, antes pelo contrário, diminuem-no. Aparentemente foi uma boa opção, embora claro, acredito que fosse possível encontrar técnicos da área que viessem afirmar o contrário do que nestas entrevistas é dito. Como em tudo é sempre possível dizer sim e não à mesma coisa, consoante quem o faz. A nós, leigos, resta-nos acreditar que é uma boa opção. Pessoalmente, tenho a sensação que o novo sintético será MELHOR do que qualquer natural, precisamente por ser sintético ...

    Leão de Alvalade, excelente serviço aqui prestado que como alguém disse cumpre 2 propósitos: elucidar-nos - ou contribuir para tal - e acima de tudo: deixar mais uma vez à vista a excelência que constitui o "A Norte de Alvalade". Este mérito, julgo que ninguém levará a mal, é da sua pessoal e quase exclusiva responsabilidade.

    Venha de lá o Pavilhão.
    Venha de lá o novo relvado.
    E venha uma vitória hoje na Bélgica.

    "Será um jogo duro, mas daremos o nosso melhor na procura da vitória, apesar de sabermos que vamos defrontar uma equipa de nível, habituada à Liga dos Campeões. Temos muito respeito pelo Sporting, sabemos que é favorito, mas tudo é possível. Em Portugal o jogo foi muito duro, o nível do Sporting é muito elevado."

    No sítio da UEFA, 1º página, canto inferior esquerdo:
    "Lions wake from their slumber". Assim aconteça bravos leões, que as últimas 4 vitórias sejam um indício do pesadelo bem desperto que iremos a todo e qualquer um dos nossos adversários infligir. Gent, Guimarães, Coimbra e em Alvalade com o Porto. Se o Sporting ganhar estes 4 jogos passará o Ano Novo a 5 pontos do Porto e 3 pontos à frente dos analfabetos. É possível, tudo é possível.

    ResponderEliminar
  8. LdA,

    Uma vez mais os meus parabéns.

    O discurso verificado não esconde o tom "comercial" obviamente expectável para quem actua neste sector.

    No entanto, neste período em que esta solução merece tanta descrença da parte de grande parte dos adeptos leoninos, certo é que esta iniciativa vem ajudar ao debate e promover a consciencialização quanto ao tema.

    Nós (sportinguistas no geral) muitas vezes "divertimos-nos" a falar e/ou opinar sem grande base de fundamentação e contribuímos para diversas clivagens sem nos darmos ao trabalho de fazer trabalho prévio para conhecimento de causa.

    Como o Bruno disse, parabéns por este serviço público e uma verdadeira prova de que a blogosfera leonina não é nenhum bicho papão e existe muita massa crítica e útil para benefício do clube.

    SL

    ResponderEliminar
  9. LdA,

    Faço minhas as palavras do Bruno e do Hugo. Isto é um verdadeiro serviço público leonino e estás de parabéns pela excelente iniciativa.

    Sendo um assunto actual para o "nosso" universo, nada melhor do que ter a opinião de pessoas que falam do que sabem, apesar do teor comercial de uma delas - seria ingenuidade pensar o contrário também.

    Mais uma vez parabéns.

    ResponderEliminar
  10. De uma forma modesta dizer que o artigo confirma o que já sabia, de qualquer forma é dos melhores contributos leoninos que vi ultimamente na net, bem os que o replicaram ou simplesmente o indicaram, penso também sobre o sintético que é á direcção que caberá a decisão, para além de inteligente não é irreversivel, o que ninguém aborda, provávelmente quem nunca conferiu legitimidade a uma direcção eleita para um mandato de 4 anos, as direcções servem antes de mais para assegurar o melhor para o clube, no caso do piso no principio da época já era tarde. Com a irreversabilidade não pretendi insinuar que exista tal probabilidade, basta olhar para o mundo, já tive oportunidade de referir que o sporting vai ser uma vez mais pioneiro mas chateiam-me os adeptos que mais não fazem que colocar em causa a legitimidade da actual direcção, com referendos e outros que tais. De certeza que cada um de nós escolheria outros jogadores e o que é que isso tem a ver com o sporting? Então agora os adeptos já não apoiam o próprio clube? Sim porque já vi escrito que fazer oposição é a coisa mais normal num clube desportivo?! Sobretudo os que estão interessados que sejam outros a ganhar, como á mim só me interessam as vitórias do sporting vejo-me obrigado a denunciar comportamentos abusivos, nomeadamente os dissimulados, do boicote. Força Sporting! S.L.

    ResponderEliminar
  11. Agradeço em nome de todos os que fazem este blogue as palavras elogiosas.

    Nota: reeditei o post, tendo colocado um vídeo que permite, dentro do possível, perceber melhor o tipo de relvado que está instalado em Novara. O clube local luta este ano par subir de divisão o que traria seguramente mais exposição ao tema.

    ResponderEliminar
  12. Vítor,

    Aqui fala-se de Sporting Clube de Portugal e dar a oportunidade dos sportinguistas compreenderem um pouco mais sobre este tema.

    Infelizmente, decide levar este texto para as suas convicções "políticas" e ódios de estimação.

    SL

    ResponderEliminar
  13. Saudações leoninas a todos.
    Este post veio mais uma vez demonstrar a excelente qualidade deste blog e confirmar o importante papel que desempenha para a toda a comunidade leonina. Tenho nos ultimos dias lido bastante sobre o assunto e posso dizer que, apesar do Engº Luis Botas ser parte interessada, estou convencido em relação à solução apresentada.
    No entanto acho imperativo que o SCP, a decidir por esta solução, entre outras não descure estas situações:
    1) Usar o seu estatuto e visibilidade que a adopção deste tipo de relvado em Alvalade provocará, para ter condições mais favoráveis na sua instalação;
    2) Seguir escrupolosamente todas as indicações em termos de manutenção fornecidas pela empresa instaladora;
    3) Contratar, se possível, cláusulas de indemnização caso os resultados da utilização deste relvado não sejam os esperados/publicitados;

    Finalmente, gostaria de focar um ponto muitas vezes referido em relação à possibilidade da equipa do SCP se desabituar de jogar em relvados naturais. Sinceramente acho que esta é uma falsa questão, porque afinal de contas todos os relvados naturais são diferentes, obrigando até que nos jogos da UEFA exista um dia para as equipas se habituarem ao relvado/iluminação do estádio que visitam. Tendo o SCP relvados naturais na Academia, julgo que esta questão não será relevante.

    ResponderEliminar
  14. Magnifico trabalho

    mudou muito a minha forma de pensar

    parabens

    ResponderEliminar
  15. A troca para um relvado sintetico para mim é uma certeza que não tem volta a dar.
    Agora começa a guerra entre as empresas do ramo, porque obviamente quem conseguir ganhar o concurso "Alvalade XXI" irá ter um futuro muito risonho pela frente.

    Fica um link de um video que me chegou.
    http://www.youtube.com/watch?v=Fzx-TGHnXSI

    ResponderEliminar
  16. Independentemente de não ser um utilizador habitual do site, de não fazer qualquer intenção de voltar, limitei-me a vir aqui porque a entrevista foi sugerida noutro sitio, comentei-a como sendo util mesmo que não para mim, por causa do boicote que já se sente mais do que pelas informações que pelos vistos acharam necessárias, ao que sem solicitar me responderam com valores?! Gostava de ser informado se a minha contestação á resposta foi suprimida ou porventura cometi algum erro no envio. Obrigado. S.L.

    ResponderEliminar
  17. Caro Leão de Alvalade.

    Os meus duplos parabens!! Pelos teus anos e por um dos melhores posts juntamente com o do ZenMen que foram feitos nos ultimos tempos. Não sou avesso as mudanças e tenho defendido que a solução pode passar por um sintectico e que se assim for não há que ter medo de ir em frente.

    Este teu trabalho era digno de ser apresentado no jornal O Sporting. Simplesmente brilhante.

    Já te dei os parabens? ;-)

    SL

    Miguel Damas

    ResponderEliminar
  18. vitor,

    De que boicote falas? Ao dizeres "a entrevista foi sugerida noutro sitio", o que pretendes dizer?

    Quanto ao suprimir vs erro, deve ter sido erro teu. Os comentários aqui só são apagados em situações "limite" digamos. Se não insultaste ninguém, então é porque cometeste um erro no envio.

    ResponderEliminar
  19. Leão de Alvalade, nasceu hoje?

    Milhentos parabéns e feliz aniversário. Que seja mais um de muitos, longos e bem festejados natais do - hoje novamente criança - Leão de Alvalade, na companhia da sua família, amigos e generalidade das pessoas que possa considerar "suas". E porque não ... do Sporting também. Que o Sporting lhe ofereça hoje a devida prenda: uma vitória que garantindo e pondo um ponto final nas contas do grupo C o transporte para os 16-avos-de-final da competição em disputa.

    Força Leão de Alvalade.
    Força Leão de Alvalade.
    E força André Santos.

    Rumo à final de Dublin onde vos garanto que pelo menos um leão estará presente. 2, pelo menos 2, porque o Vukcevic também lá estará, esperemos.

    ResponderEliminar
  20. o Sporting foi quem mais pontos conseguiu em casa, relativamente ao total do que consegue na liga, desde 03/04.
    O relvado é mau mas não é ai que reside o problema.

    ResponderEliminar
  21. Off Shore, essa estatística está bem visível no Jogo Directo mas temo que neste caso não possa servir para grande coisa. Eu conheço e sei de cor o registo caseiro do Sporting e garanto-lhe que ele não é especialmente bem conseguido.

    O motivo para o Sporting liderar essa estatística é só 1, talvez: 2004/05, e José Couceiro, cujo Porto nessa época venceu apenas 1/3 dos jogos caseiros ou qualquer coisa deste tipo. E essa temporada desvirtua a média apurada. Não a torna mentirosa mas desvirtua-a, caso queiramos através dela concluir que o Sporting é uma equipa muito forte, caseiramente. Não o é. O ano passado foi miserável. Em 2007 perde o campeonato por 1 ponto contando 3 ou 4 empates em Alvalade com adversários fracos, em 2003/04 perde em Alvalade para o Benfica o acesso à LC, tendo sido derrotado nesse jogo, em 2004/05 perde em casa na última jornada novo apuramento para a LC, jogando com o Nacional, e bom ... bastam estes exemplos porque acabei de lembrar-me de mais um extraordinariamente triste recente exemplo de desaforo caseiro.

    Aliás ... só o ano passado julgo que serviria para que o Sporting não liderasse essa tabela mas bom, mesmo que seja 100% correcta e com tudo contabilizado: ela não pode servir para que se conclua que o Sporting em sua casa é a equipa mais forte em Portugal, desde 2003 para cá. Ah e é claro, não tem nada a ver com o relvado isto, como é evidente. Esse foi um dito do presidente do Sporting que não conseguiu mais uma vez evitar o discurso de desculpabilização e vitimização, culpando o relvado pelas classificações negativas do Sporting.

    ResponderEliminar
  22. Obrigado pela referência à fonte.
    Não sabia qual era.

    ResponderEliminar
  23. O Cédric tem muita personalidade, nota-se em pormenores.

    ResponderEliminar
  24. O sr. leão revisor devia vir cá cima ao nosso estádio do bessa para ver em que condições está. Sempre podemos dizer que temos algo muito bom porque a nossa equipa infelizmente não nos dá alegrias... Com o inverno que passámos (rigoroso) tivemos as melhores condições para a prática do futebol.
    Cheira-me que anda por aqui a desestabilizar mas isso terão que ser os sportiguistas a julgar... eu sou só um curioso porque gostava que efectivamente o Sporting tivesse um bom relvado como nós temos.
    P.S. Parabéns pelo artigo Leão de Alvalade (isso é contribuir para uma discussão interessante e não interesseira)

    ResponderEliminar
  25. Num campeonato "atento" ao Sporting por via de 3 empréstimos de jovens jogadores do Sporting a um clube de topo daquele país o Sporting que hoje está a jogar com:

    - 7 jogadores portugueses no 11 inicial.
    - 6 (Nuno André Coelho, André Santos, Cédric, Salomão, Djaló e Saleiro) deles abaixo dos 24 anos de idade.
    - 4 deles vindos das equipas de formação do Sporting.
    - O lançamento pela 1ª vez na equipa sénior do Sporting do Cédric Soares.

    Por tudo isto, e por ser na Bélgica, o Sporting está hoje a fazer muito mais do que a simplesmente disputar 3 pontos. Palmas ao Paulo Sérgio pela aposta arrojada, contra o 3º classificado daquele país. Se o Sporting ganhar o jogo e ganhá-lo bem terá conseguido promover de forma excelente o seu nome e a sua marca.

    Torsiglieri cada vez melhor. Seguro, personalizado. Tem ali uma jogada na 1ª parte pelo lado esquerdo onde mostra muita categoria.
    Excelente Cédric, no 1º jogo de sempre sénior pelo Sporting tem feito um jogo muito activo, bom, de qualidade e onde leva já 1 assistência para golo.
    1 excelente golo do Saleiro, e um excelente jogo do Slaeiro. Nem parece que veio de longa ausência.
    Zapater não há jeito de acertar passo.
    Salomão desacertado, egoísta e inconsequente.
    Evaldo bem. Abel bem. Nuno André Coelho bem quanto baste, e André Santos mais uma vez bem.
    Djaló igual a si próprio, para o bem e para o mal. Por pouco marcava um golo à Mancini.

    Um penalty por marcar a favor do Sporting na marretada que o Nuno André Coelho atira por cima. Bancadas cheias de sportinguistas. Noite amena e com uma humidade relativa de 17º centígrados com fortes rajadas de Nordeste vindas de Flandres, e tudo para o Sporting regressar a Lisboa com a missão cumprida.

    ResponderEliminar
  26. Joaquim,

    O LR não fez qualquer comentário crítico ou depreciativo, apenas indicou que assume o sintético como uma inevitabilidade.

    O vídeo aqui colocado, demonstra as diferenças entre um sintético como o do Bessa e um sintético tradicional.

    Nada mais...

    ResponderEliminar
  27. http://www.geoturfusa.com/video.aspx
    Esta empresa mostra um video que mostra que o sistema usado no Bessa não é o melhor.

    Este é o video:
    http://www.youtube.com/geosafeplay#p/u/1/Fzx-TGHnXSI

    Não sejamos ignorantes, pois se virmos com atenção esse video:

    1º o campo inicial não é o mesmo que mostra na segunda parte do video.

    2º dá a sensação que houve uma corrente de água, ou seja o campo não estava nivelado.
    Qual é a explicação para existir a uma grande quantidade de material castanho junto a uma parede? Isto prova que há um pouco de falsidade nesse video. Ou então o sistema de drenagem não é o correcto.

    3º Eles estão muito preocupados com a relva da outra empresa. Eles que olhem para a sua relva.
    Porque se virem os vídeos da relva deles, vê-se claramente que não é de grande qualidade, os campos parecem que tem bolhas, e que não assentam muito bem no chão. Depois mostram muito tempo do aquecimento do GR.

    Esta empresa que se dedique a relva para jardins e para parques infantis.

    Espero que não seja esta relva que o Sporting vai utilizar em Alvalade.

    ResponderEliminar
  28. 25 minutos sem meio-campo.... qual o espanto?

    Grande post e os meus parabens LdA.

    ResponderEliminar
  29. Parabéns por este dia, espero que se repita muitos anos.
    Pena que a prenda do Sporting não tenha sido a esperada.

    ResponderEliminar
  30. Sim senhora, não costumo vir aqui mas este post está excelente, parabens! Veio confirmar o que pensava. Aliás não sei onde está a duvida.
    Bom jogo para ver quem é quem, agora tirem-se as ilações.

    ResponderEliminar
  31. Hugo Malcato
    Só referi que no campo do Bessa nunca aconteceu o que mostra o vídeo e realmente no último inverno choveu imenso aqui no norte. Acho mesmo que o melhor seria as pessoas interessadas virem ao Bessa e aí sim tirarem ilações. Não se sigam por vídeos promocionais das empresas que se sobrevalorizam e desvalorizam a concorrência (o que acontece com frequência). É um passo muito importante para o Sporting que não deve ser dado sem recolher o máximo de informação e testar as demais soluções. O Sporting como outro grande clube não pode falhar nesta decisão.
    Abraço

    ResponderEliminar
  32. Caro jvl,
    Obrigado pelo esclarecimento, perdão pelo atraso, não me foi possivel responder mais cedo, estava plenamente convencido que tinha inserido um comentário, que era um pedido de explicações ao Malcato que respondeu ao meu comentário sem eu solicitar para me informar que aqui se fala do sporting, não obstante refere as minhas convicções e os meus ódios de estimação?! Com a devida ressalva que estamos a falar de bola, mesmo tratando-se do meu clube como não acrescentou que andamos juntos na escola só me resta logo que tenha tempo voltar para repetir o pedido, como se pode comprovar no que ao v/ site diz respeito o meu comentário foi até bastante abonatório. O boicote que questiona, óbviamente referia-me aos diversos aproveitamentos que a temática sintético já valeu, que vêm aliás sempre do mesmo lado, das diversas facções responsáveis pela guerra civil instalada no clube. Por ultimo sugerir quer dizer mesmo indicar, aconselhar, no meu caso que não conhecia o v/ blogue e pela resposta do Malcato que volto a dizer não solicitei não tenciono voltar, a entrevista foi sugerida pelo fonte segura. Tenciono logo que tenha tempo esclarecer o assunto pendente com o Malcato que não conheço e que pelos vistos me conhece intimamente, lamento de uma forma errada. Obrigado. S.L.

    ResponderEliminar
  33. ATENÇÃO:

    Este trabalho está muito bom. E PONTO FINAL!!!

    E nunguém comenta a opinião do médico, muito mais importante que a opiniã suspeita, ainda que coerente e lógica, do Engenheiro?

    Meus amigos, começa a ser esclarecedora a opinião unamine sobre o relvado do Bessa. Será que devem todos favores á global stadium? Não me acredito que os jogadores, os presidentes e os médicos queiram pôr em causa o profissionalismo e o bom nome deles. Ao contrário, toda a gente fala mal da borracha. Até eu que ás vezes jogo num. Eu e a minha mulher, quando sujo a casa de bolinhas pretas

    Será que os nossos directores andam a ler isto?
    Ou estamos nós mais informados que eles?

    Borracha??? Nãaaaaaaaao.

    ResponderEliminar
  34. Trabalho magnifico. Os meus parabéns e obrigado!

    ResponderEliminar
  35. mas que coisa horrorosa!
    a entrevista esta bem "conduzida", bom trabalho!Mas o problema é que se está a dar uma credibilidade a Globalstadium e ao sitema que bradam, em detrimento de outras soluções de sintético existentes no Mundo, com mais valias importantes que o sistema do Bessa não aporta:
    a durabilidade!
    Toda a gente fala do bessa e do enchimento que a relva tem, mas ninguém fala do essencial: a fibra com que o tapete é feito!
    Perrguntem aos senhores da Globalstadium de onde vem: se da europa e de onde, qual o produtor do fio, ou se vem da China.
    Como a Globalstadium parece ter o exclusivo don de antever o futuro,será que já sabia da vinda do presidente chinês e por isso ter enfiado no Bessa um tapete com fibra vinda do país que compra tudo, até divida?

    ResponderEliminar
  36. Reinhold Niebuhr, teólogo moral protestante, descreve no seu livro"O Homem Moral e a Sociedade Imoral", evidenciando que os indivíduos isolados têm consciência.

    São seres morais. Sentem-se "responsáveis" por aquilo que fazem.

    Mas quando passam a pertencer a um grupo, a razão é silenciada pelas emoções colectivas.

    Indivíduos que, isoladamente, são incapazes de fazer mal a uma borboleta, se incorporados num grupo tornam-se capazes dos actos mais cruéis.
    Participam em linchamentos, assassínios em bando, são capazes de pegar fogo a um índio adormecido, atirar uma bomba para o meio da claque da equipa rival.

    Os Indivíduos são seres morais.
    Mas o povo não tem moral.
    O povo é uma prostituta que se vende a preço baixo.

    Seria maravilhoso se o povo agisse de forma racional, segundo a verdade e segundo os interesses do colectivo.


    Com o devido respeito, pelo entrevistador,penso que esta entrevista mais parece uma forma de este sitio passar a constituir mais um instrumento de pressão para por sintético em alvalade.
    Mas que sporting está a Norte de Alvalade?
    Mais se parece este sporting com a Panther shop...
    Mas porque insistem no sintético em vez de lutarem pelo apuramento da verdade no Relvadicidio cometido nos ultimos anos, de que tanto se comenta, mas que aqui no Norte ninguém fala?

    Será legitimo pensar que a Globalstadium é dona da verdade como parece ser em tudo o que o tal de Botas, esbirra nos pasquins que nos matam como clube?

    Já pensou o editor em publicar já, quem da especialidade contraponha nas declarações aberrativas que esse tal de Botas, de cima de um narcisico comportamento, anuncia incongruências técnicas, que só o desconhecimento e a utopia possibilita aceitar como verdade?

    Já aqui li borracha...nnnaaaooo!

    O bessa tem borracha, ou pensam que os tão badalados galardões, foram conseguidos com coco, eu disse COCO, aquela coisa meio oval que cai dumas arvores muito altas e que os macacos adoram?

    É simples de constactar: entrem no Bessa, (se deixarem) e tirem do meio das fibras com uma colher de cimbalino um bocado do tal de orgânico que tantos falam e ninguém de facto se preocupou em averiguar o que é e como é feito...
    Santa ignorancia!

    O que doi como cidadâ, esclarecida, é saber que
    o povo é movido pelo poder das imagens e não pelo poder da razão.(é o que tiro desta entrevista)

    Quem decide as eleições e a democracia são os produtores de imagens. (o que se passa no SCP)

    Os votos, nas eleições, dizem quem é o artista que produz as imagens mais sedutoras.( há 36 anos)

    O povo não pensa. Somente os indivíduos pensam.
    já Julio César o dizia, e com isso conseguiu o poder soberano.

    Mas o povo detesta os indivíduos que se recusam a ser assimilados pelo colectivo.

    ResponderEliminar
  37. Margarida:
    fazendo um esforço para não descer ao nível das suspeições que aqui veio deixar,convido-a a continuar a ler este blogue por mais uns dias.

    Perceberá melhor que Sporting existe ANortedeAlvalade

    ResponderEliminar
  38. Margarida

    Permita-me perguntar-lhe que outras alternativas melhores conhece. Eu estou muitas vezes no Bessa e confesso que, se aquilo tem borracha é muito bem encapotado. Borracha têm os demais relvados sintéticos que se vêem por aí espalhados (eu jogo num com os amigos). E digo-lhe que para mim é óptimo jogar num campo desses mas não conheço nenhum profissional que diga bem deles. Já do Bessa ouvem-se alguns ex e actuais atletas, técnicos e médicos. Não me interessa o que diz esse tal Botas, interessa sim o que dizem os intervenientes no jogo. Aqueles que usam ou usarão no futuro os sintéticos. Acho que prestaria um melhor serviço a esta discussão se apresentasse exemplos de outras alternativas melhores e comprovasse com opiniões válidas de profissionais do futebol. Leia o que dizem jogadores russos sobre o sintético do Luzhniky por causa da borracha. Esforce-se para que este espaço continue a ter uma discussão elucidativa sobre o assunto.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  39. Terei o maior prazer em falar consigo.
    Diálogo cibernético... não. cansa-me!

    já hoje é a 3ª x que escrevo, publico a mensagem é dada como publicadae misteriosamente não aparece.

    É pena pois de certeza que lhe interessariam.

    Uma delas era a resposta ao gentil desafio que me fez de. "Esforce-se para que este espaço continue a ter uma discussão elucidativa sobre o assunto".
    MGD

    ResponderEliminar
  40. Alguém se lembra de como era o relvado do Alvalade original? Era soberbo. Sempre impecável, cobiçado.

    O Alvalade XXI nunca teve um relvado semelhante porque o estádio é mau. Ponto final. Tem dois aspectos bons, a acessibilidade (sai-se do estádio em pouquíssimo tempo) e o conforto interior. Tudo o resto é mau, a começar na estética e a acabar no mais importante: o tapete de jogo (falta de circulação de ar, grande variação de temperatura, exposição solar, drenagem…).

    Devia ser possível exigir a reparação por parte de quem o projectou, sem dúvida alguma, porque não cabe ao clube saber fazer um estádio, cabe ao projectista e ao construtor, que receberam dinheiro para fazer um estádio a funcionar.

    Se não é possível melhorar as deficiências do estádio, deve pensar-se em limitar os danos.

    A discussão agora deverá ser: como?

    Há várias soluções tecnológicas, uma delas é abordada extensivamente neste artigo, mas há mais, pois há vários países onde são utilizadas tecnologias sintéticas para tapetes de jogo há bastante tempo, como nos EUA, por exemplo.

    Usar um tapete sintético pode melhorar a qualidade do espectáculo, já que está provado (acho eu) que a relva natural não resulta neste estádio. Pode também reduzir custos e aumentar a intensidade de utilização (treinos, equipas de formação, etc.).

    Resta ponderar, entre as várias ofertas, qual é a mais indicada. Não basta olhar para os vídeos.

    Um investimento deste calibre não pode ser feito como o estádio, por amadores. Tem de ser feito por profissionais que arrisquem o pescoço na operação. Se falhar, têm de ressarcir o clube. Isso que fique escrito.

    ResponderEliminar
  41. Margarida:

    Permita-me que lhe diga o seguinte:

    Em primeiro vamos deixar os nomes pessoais de fora, vou tratá-la por J (jota), pode ser :). OK.

    Caro(a) J,

    É triste que quando se fala bem de uma empresa e do seu trabalho e materiais de qualidade, designem o mesmo de intoxicação da comunicação social, mas a verdade é que esse é o discurso fácil, sabe por que? porque não há nada de negativo a apontar e parece que há pessoas que não aguentam isso, meu deus !!!

    Se esta opção não é a melhor, será que podemos ir pelo caminho dos sintéticos com borracha ? Se acha que sim, devemos todos perguntar a alguns clubes o que acham do seu sintético de treino e de utilização pelas camadas jovens, ou até mesmo em escolas, pergunte claramente, e posso dar-lhe uma ajuda embora saiba que também os conhece !!!! :) Aqui vai:

    - Gondomar
    - Uniao de Leiria
    - Academia de Futebol de Lousada
    - Grupo Desportivo de Prado
    - ADCEO Encarnação
    - etc, etc, etc,

    Em suma, QUEM TEM TELHADOS DE VIDRO NÃO DEVE ATIRAR PEDRAS AO VIZINHO !!!!!

    Fica o reparo.
    Cumprimentos e viva o SPORTING !!!

    ResponderEliminar
  42. Taram!
    Margarida: Volta!
    Sussurrou-me a dignidade ao ouvido.
    E irritada disse -me: começaste, continuas até acabar!
    Há 316 Labels “sindicalizados” neste sítio, a que correspondem 2333 posts!
    Posts 2333 100%
    Top 10 1007 43%
    Top 5 792 79%
    LDA 493 49%
    Houve até hoje 3588 pessoas que consultaram o perfil de LDA!
    isto explica a animosidade de LDA em relação a Margarida:LDA não gosta de MULHERES-( no “seu” Blogue!)
    LDA entendeu,que sou HOMEM.
    LDA decide que o afrontei e confrontei
    LDA usa a sua liderança estatística demonstrada, para se ELEVAR como "líder"!
    Fico perplexa convidar-me a abandonar este blogue, conotar-me ligado ao negócio das relvas sinteticas.Mas voltei para lhe dizer LDA que é presunçoso!
    Declara se ser uma pessoa interessada. Até acredito que seja,mas não é certamente no tema que escolheu para lançar,exibindo a sua “eloquência” escrevendo:
    1: “RELVADO SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO”
    (QUE SIGNIFICADO TEM???)
    2: “ RELVADO SUPERLATIVO ANLITICO NATURAL” (QUE SIGNIFICADO TEM???)
    CONFESSO QUE SÓ CONHEÇO:
    -SINTETICOS COM BORRACHA
    -SINTÉTICOS COM BOSTA SECA
    -NATURAIS SIMPLES
    -NATURAIS REFORÇADOS COM SINTÉTICO…
    estudando e analisando o tema vai para 10 anos…
    1: NO PRIMEIRO, defendente um negócio que certamente o encanta!
    2: NO SEGUNDO, bajula de elogios o representante da empresa, mas sem se coibir de lhe faltar ao respeito, colocando na frase especialista em relvados sintéticos um shortcut para a entrevista anterior postada 6 dias antes, e onde LDA, coloca no nome da “empresa” que “montou o Bessa” , um link ao site dessa empresa.
    E a maior evidencia de “desonestidade intelectual” é que sabe que 2 também faz sintéticos…

    Que sorte tem não ser a Margarida a vitima!
    A LDA como “dirigente” deste Blogue compete-lhe dar o exemplo sublime da boa educação e abertura de espírito ao contraditório e coibir-se de defender A ou B, indo ao absurdo de eleger quem lhe convém e que “acha” que é melhor sobre um tema em que demonstrou que é ECLETICAMENTE IGNORANTE, POLIGAMO de gosto, e em nada contribuindo para o esclarecimento de duvidas que possamos ter.
    Isto na minha escola aprendi ser um embuste!
    É feio acusar quem não se sabe quem é, supor e declarar isto ou aquilo, sexo, conotar que se escreve com interesses comercias no tema, enfim, esbirros de quem, “ecleticamente”, entende que o que pensa, escreve, e diz, tem força de lei!
    A estatística grosseira com que iniciei esta intervenção explica – me e decifra o porquê na animosidade:
    LDA, tal como o líder da governação actual, não sabe o que diz, não sabe do que fala, tem a mania que sabe mas não sabe, mas como tem a maioria, mesmo que muito relativa, 21% dos posts aqui colocados----- LIDERA!
    LDA, o universo das alterações clínicas de comportamento são identificadas e muito bem arrumadinhas num compendio que se designa pela sigla DSM já na versão IV de 2000 ( pode ver no Google).
    NPD, The narcissist is described as being excessively preoccupied with issues of personal adequacy, power, and prestige. A estatistica mostra-a de forma aritmética
    Como pode observar, VOLTEI; para aqui deixar o meu testemunho de indignação como pelo facto de LDA entender que por ter a maioria pode ser proprietário do que não lhe pertence: a inteligência de cada um!
    “ele” há machos assim, que são LEÔES mas se esquecem que é a LEOA que caça para a prole e ele (LEÃO) come no fim…

    ResponderEliminar
  43. Margarida:
    Volte quando quiser. Quanto mais escrever melhor os leitores perceberão o que o traz aqui.

    Resolva os seus problemas com o Engº Botas longe deste forúm. Ao contrário do que pensa, eu TAMBÉM tenho uma palavra a dizer sobre a sua presença, uma vez que este blogue não é nem um muro de lamentações para incompetentes ressabiados com os banhos da concorrência nem um jardim para os PRAZERES narcísicos de auto-intitulados “reis do sintético”. Este não será mais, a partir de agora um palco para as suas frustrações profissionais.

    P.S: Só uma margarida andrógina não entende que a opinião não tem sexo.

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (94) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (72) Batota (19) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (5) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)