sábado, 6 de agosto de 2011

O futebol não está com Paciência

Nota aos leitores: Depois de visionado o jogo com a Udinese, que acabou há instantes, julgo que a matéria do post permanece actual pelo que não colocarei nenhum post específico sobre esse jogo.

Não haverá por hoje Sportinguista pouco preocupado com a sequência negativa de resultados e exibições da equipa de futebol. Há razões para isso, sobretudo pelo facto de as fragilidades reveladas serem muitas e variadas quando estamos apenas a 1 semana do jogo inaugural da Liga. O facto desse o jogo ser em Alvalade e frente ao modesto Olhanense não serve de refrigério para os adeptos pelas razões que todos sabemos: nos últimos anos jogar em casa pode ser um verdadeiro inferno para a nossa equipa, especialmente quando as coisas correm mal. Provavelmente a capacidade de sofrimento de uma franja cada vez mais ruidosa parece ter-se esgotado e os adeptos sucumbem aos primeiros sinais de contrariedade.  Depois, e não menos preocupante, o facto de o Olhanense ser uma equipa bem orientada e capaz de encurtar por isso a distância que nos separa, resultante da nossa maior valia individual.

É justamente a moral quer dos adeptos quer dos jogadores que mais me preocupa nesta sequência infeliz. Não há derrotas moralizadoras e a amplitude dos estragos na confiança, quer de uns quer de outros, é uma séria ameaça neste inicio de época. Porque jogadores desmoralizados que adquiram o medo de falhar vão falhar mais vezes e em situações que normalmente não o fariam. E por que os adeptos descrentes tendem a deixar de contribuir para uma qualquer solução, agravando muitas vezes os problemas e normalmente os piores. 

Continuo a pensar que o Sporting ontem falhou mais por razões colectivas do que por erros individuais, mesmo sendo por vezes difícil de perceber o que, nestes casos, é o ovo e a galinha e qual nasce primeiro. Continuo também a pensar que é excessiva a forma como já se condenaram jogadores, quase sempre os mesmos. Seria aliás muito fácil nesta altura, avaliando as questões por este prisma, resolver os problemas do Sporting, mesmo que de forma dolorosa e onerosa. Substituíam-se os "cancros", como já alguns são apodados sem qualquer pudor, e vinham outros. Mas não é assim tão fácil.

Tomo como exemplo o primeiro golo de ontem. Embora sejam finalizado na esquerda é-me difícil de condenar apenas Evaldo. Revendo as imagens do lance verifico que, salvo melhor opinião, o lateral acorreu bem ao centro que saiu largo, saltando com um adversário que estava em condições de fazer o golo, tendo (Onyewu?) esquecido de acompanhar o movimento de afastamento de Baptista, que faria o golo. Se o adversário com quem Evaldo saltou fizesse o golo e o lateral tivesse ficado a “guardar” o segundo poste seria difícil ilibá-lo de responsabilidades e também concordaremos que não poderia estar nos dois sítios ao mesmo tempo. E entretanto ninguém se preocupou em saber porque apareceu Eliseu solto e com tanto tempo e à-vontade para fazer um centro perfeito. Podíamos analisar os restantes golos e chegar a conclusões semelhantes, não o faço apenas porque o post já acabará longo, espero que não fastidioso para os leitores.

Serve isto para lembrar que o futebol no relvado está longe de ser um ambiente laboratorial controlado. É feito de decisões tomadas em décimas de segundo e muitas vezes de forma instintiva. Uma boa articulação colectiva, que é adquirida pelo treino, é a única forma de tornar as equipas menos vulneráveis e expostas ao erro e/ou à menor valia individual deste ou daquele elemento. 

É precisamente esse o problema do actual Sporting. O pouco tempo de treino. A discussão se o Sporting mexeu mais do que devia no plantel, contribuindo para isso para a maior vulnerabilidade actual, se deveria ter planificado de forma diferente a pré-época (mais jogos, menos viagens, por exemplo), se escolheu os adversários adequados, etc, vale apenas pelo seu lado académico. A uma semana do inicio do campeonato importa mais perceber como conter os danos. O que, convenhamos, é de muito difícil diagnóstico. 

Não tem sido apenas o pouco tempo por si só a contribuir para a nossa fragilidade, que não é apenas defensiva, como ontem ficou mais uma vez evidente. Por exemplo, o elevado número de jogadores indisponíveis que poderiam contribuir para a melhoria da construção do nosso jogo ofensivo – Izmalov, Matias e Aguiar – funciona como um verdadeiro flagelo. Ontem apenas a entrada do minúsculo mas talentoso André Martins e a subida no terreno de André Santos, com a entrada de Rinaudo, permitiu não só estabilizar defensivamente o meio-campo como dar mais algum comprimento ao nosso jogo. Por outro lado jogadores tidos como importantes, para lá dos já citados, como Bojinov, Onyewu, Capel, Jeffren (já vamos em 7, mais de meia equipa) ou estão lesionados ou sem qualquer ritmo ou ligação ao colectivo. Acabou por ser a revolta irreverente dos mais novos (bons apontamentos de Carrilo e sobretudo de Rúbio) a dar alguma cor na segunda parte. 

Independentemente de qualquer infortúnio ou lamento o Sporting tem que se apresentar em campo no próximo sábado para vencer. Precisa de subir muito de produção em todos os momentos do jogo e é isso que é objecto de maior dúvida na cabeça dos adeptos e seguramente dos dirigentes e até do treinador. A sorte assumirá também um papel importante, até porque estamos a falar de um jogo, com toda a sua imprevisibilidade. Ontem mesmo, com todas as deficiências, podíamos ter marcado primeiro (falhanço inacreditável de Wolfswinkel, e já tínhamos o remate mais perigoso, por André Santos, que ontem esteve enorme), podíamos ter empatado (penalty nítido perdoado a De Michellis) escrevendo uma história final do jogo que seria seguramente diferente.

As coisas não estão fáceis para Domingos, que pede paciência. Mas sabemos, ele também o sabe, que o futebol e paciência não têm casamentos felizes, não faltando porém exemplos felizes dos seus frutos. Hoje mais uma vez o tempo joga contra nós logo, tendo em conta que a Udinese tem 24 horas de descanso nas pernas e nós acumulamos o cansaço e a apreensão que o jogo de ontem deixou no corpo e na cabeça. 

Acontece que o Sporting tem de começar a construir tudo o que andou a destruir nos últimos anos e parece ter matéria-prima para dar o pontapé para a frente tão ansiado. A época que agora se inicia será com toda a certeza definidora daquilo que serão os próximos anos na história do Sporting.  

27 comentários:

  1. Habituei-me a lêr as suas crónicas,e já não passo sem elas.Não deixa de me surpreender. Fossem todos assim. Calmo, inteligente, racional e sempre com o dedo na ferida. Não desista meu amigo. E muito obrigado pela sua clarividência.O Sporting vai lá chegar há q dar tempo ao tempo, e paciência, ao Paciência. Ele já demonstrou q sabe o q fazer. Portanto, calma e racionalidade. Não assobiem a equipe em casa, e não condenem quem ainda não teve tempo para demonstrar o q vale(Onyewo).

    ResponderEliminar
  2. Leão de Alvalade há sempre bom senso e educação naquilo que escreve, daí o meu obrigado. Mas como adepto estou não só preocupado com o rendimento desportivo que a equipa apresenta e anuncia, mas também com a mais que provável menor valia económica que a marca Sporting poder ter outra vez, daí menos interesse dos investidores publicitários, menos valor dos jogadores, menos convites para torneios, menos venda de merchandising e menos empresas interessadas a estarem associadas a nós.
    Esta direcção sabia ao que vinha, não tem desculpas, não tem estados de graça, não tem tempo para pensar, tem de ter resultados imediatos e visíveis hoje, não amanhã. A situação financeira é terrível, e só mediante resultados muito bons, a podemos inverter e o clube sobreviver, senão outro Belenenses ou Boavista!

    ResponderEliminar
  3. Acho incrível virem para aqui exigir resultados imediatos a uma Equipa com, Direcção Nova, Treinador novo, 14 jogadores novos, é simplesmente para não chamar nomes a ninguém, impossível, temos de dar tempo aos jogadores, à equipa técnica de forma a construir uma equipa de futebol. Já dizia o Mourinho (se não o melhor, um dos melhores treinadores do Mundo) que no primeiro ano não podia haver a expectativa (obrigação) de ganhar o campeonato.
    Neste momento a equipa precisa mais que tudo, apoio e tranquilidade a crescer e nos dar muitas alegrias.
    Sporting Sempre.

    ResponderEliminar
  4. Vicky Paes Martins
    obrigado pelas suas palavras e já agora por partilhar a esperança.

    Anónimo,
    o final do meu post era precisamente a chamar à atenção para esses estados de alma.

    Não há ninguém que possa garantir resultados imediatos ou futuros no futebol, seja eu, o meu caro, esta direcção ou outra que fosse eleita em seu lugar.

    A questão que lhe coloco é: e se não formos campeões começamos outra vez tudo de novo?

    E se a a direcção que imediatamente substituísse esta não tivesse resultados imediatos recomeçávamos tudo outra vez?

    Não foi assim que o Belenenses se tornou o que é hoje?

    Pessoalmente é-me indiferente quem está na direcção e julgo que, sem pretensões de ensinar ninguém a ser sportinguista, essa devia ser a menor das preocupações dos sócios e adeptos.

    O que eu peço é decisões competentes e é ainda cedo para pronunciações definitivas.

    É-me difícil de entender porque andamos eternamente a olhar para trás. Talvez por isso nos seja tão difícil dar passos em frente.

    ResponderEliminar
  5. "Serve isto para lembrar que o futebol no relvado está longe de ser um ambiente laboratorial controlado. É feito de decisões tomadas em décimas de segundo e muitas vezes de forma instintiva. Uma boa articulação colectiva, que é adquirida pelo treino, é a única forma de tornar as equipas menos vulneráveis e expostas ao erro e/ou à menor valia individual deste ou daquele elemento."

    Não podia estar mais de acordo. Chega de tentar perceber tudo e mais alguma coisa olhando para as opções do Domingos, ou de qualquer outro treinador. O treinador é bom, olhemos para outras coisas.

    Sobre a confiança Leão de Alvalade, ontem foi particularmente notório. André Santos, por exemplo, um bom jogador, e um jogador que costuma ser muito certo. Ontem teve decisões desastradíssimas, e todas muitos seguidas, numa altura do jogo em que qualquer bola nos pés dos jogadores do Málaga significava perigo: segurança; quando a insegurança se instala é complicado que alguma coisa saia bem.

    ResponderEliminar
  6. Obrigado Leão de Alvalade.
    Entendi o seu final e mais agradeço os comentários.
    Não estou contra a Direcção, tem a legitimidade e a obrigação de trabalhar para o Clube.
    O problema é a mesma não ter uma postura profissional, o Sr Carlos Barbosa tem estado muito mal, com "bocas" que depois nos caem em cima.
    Se quiser eu teria após esta derrota estado com jogadores e técnico, tinha sido proactivo, teria uma postura como o antigo Presidente João Rocha, e em Huelva.
    Para darmos tempo, também a direcção teria de ser clara, do tipo meus amigos vão ser 2 anos a sofrer, com este treinador vamos reconstruir uma equipa de futebol e assentar as bases para um departamento e equipa de futebol organizado a longo prazo. Tanto Alex Fergusson como Arséne Wenger tiveram tempo e levaram tempo a construir as suas máquinas, mas isso significou que havia direcções e que as mesmas geriam, eram inovadoras e mantinham uma proximidade de humildade e empatia com os sócios e adeptos.Baixar as expectativas agora é mau, sem dúvida, devia ter sido dito antes de começar a preparação, mas é melhor ser feito agora e ter durante a época uma postura humilde e de que vamos tentar o melhor, ou é mais do mesmo. Ao mesmo tempo, organizar e redescobrir motivações e espírito de orgulho a toda a equipa, a raça que já tivemos no passado em campo, perder sim mas depois de ter dado o que se tinha e não tinha.

    Desculpe o espaço tomado, mas não é ser negativo é alertar e procurar que quem está em cima, analise, pense e actue.
    Para ajudar: no futebol era bom que dentro de um ano tivéssemos acesso à Champions (encaixe financeiro e valorização do plantel), na liga Europa chegar aos quartos de final. Seria um bom comportamento e permitia segurar o ano do ponto de vista financeiro e desportivo.

    ResponderEliminar
  7. LdA e MM,

    Assim que comecei a ver chegar tantos jogadores novos, mentalizei-me que só daqui por uns meses teremos equipa. Mas sendo o futebol tão pouco racional é no entanto difícil olhar com placidez para a nossa equipa que (ainda) se mostra descoordenada, desfalcada e numa pobre forma física. Aliás, aqueles espaços nas costas dos defesas, a falta de dobras e a total ausência de mecanismos colectivos são fruto de todos aqueles defeitos (temporários).

    Reconhecendo a bipolaridade das bancadas de Alvalade, reforçada pelas últimas duas épocas, temo que os jogadores (mesmo os novos) comecem desde logo a ver Alvalade como o tribunal do santo ofício no qual estarão sempre condenados de preceito. O primeiro e mais importante desafio de Domingos é, por um lado, transmitir calma e método ao grupo, por outro, suprir as (mais que certas) carências exibicionais imediatas da equipa, com uma boa leitura que tente assegurar resultados positivos.

    Como bem lembrava o LdA num post recente, as nossas bancadas têm de ser mais generosas com os nossos. Não se constrói uma equipa num mês, tal como nesse tempo certos jogadores não perderão alguns maus hábitos e todos, incluindo os recém chegados, não passarão a jogar como se se conhecessem há anos. Não vai haver milagres: é legítimo que nos peçam paciência e nós, é legítimo que peçamos trabalho, teremos de nos encontrar a meio caminho.

    ResponderEliminar
  8. Caro,

    Julgo que a questão neste momento é mais técnica do que "politica". A direcção foi buscar um treinador e, dentro das possibilidades e de acordo com o que lhe foi pedido por ele, deu-lhe matéria prima.

    Se a referencia que faz a Carlos Barbosa se refere à entrevista que deu ao Record estou de acordo consigo:há coisas que não se proclamam ("para o ano os nossos adversários serão o RM,etc") fazem-se primeiro sobre pena de sermos expostos ao ridículo.

    Quanto à postura dos dirigentes sempre foi minha opinião de que o Sporting se devia assumir como outsider até porque o é de facto.

    Falta saber o que diriam os adeptos se assim fosse. Para mim as candidaturas assumem-se no relvado, essencialmente...

    Não tem que pedir desculpas por nada eu é que lhe devo agradecimentos pelos comentários.

    ResponderEliminar
  9. Leão de Alvalade,

    O seu blogue manifestamente e presentemente deverá ser o melhor blogue leonino. Não embandeira em arco nos momentos bons, nem se deprime em excesso nos momentos menos positivos, mas parece que as suas análises cuidadas e pertinentes não têm a devida valorização relativamente a outros que por aí andam. A Norte de Alvalade devia ser de leitura obrigatória antes da viagem à concorrência. Depois de um banho de bom senso, outros olhos leriam outras palavras.

    Bem Haja e não desista como ameaçou algum dia.

    70% do mal é erradicável! Já ajudava começar com outros titulares para a prova dos 9...

    Participe no Quiz http://conselholeonino.blogspot.com/2011/08/participe-no-quizz.html

    ResponderEliminar
  10. a tactica do sporting e suicida defender com esta defesa no meio campo e dar 40 metros nas costas nao da.nao temos gerard pique e companhia.

    ResponderEliminar
  11. postiga e 0.djalo e 0.evaldo e 0.pereirinha e 0
    atençao,nao conseguimos vender um jogador como e possivel.saleiro ninguem deu um tostao,jogava no sporting,maniche ninguem deu um tostao,jogava no sporting.p.mendes ninguem deu um tostao jogava no sporting.caneira ningem deu um tostao jogava no sporting.n.a. coelho valeu 0 jogava no sporting polga no mercado ninguem quer ainda joga n sporting.pereirinha guimaraes nao quer joga no sporting como e possivel.djalo,pereirinha,carriço,so jogao no sporting porque veem da formaçao se viessem dum clube pequeno ja eram.e so para refletir jogadores que ninguem quer jogam numa equepa que luta para......................

    ResponderEliminar
  12. Por favor... acabou "há" instantes. Não estraguem o português! o "à" em vez de "há" e o pode-mos sabe-mos e o que se assemelha em vez de podemos, sabemos, etc, é cada vez mais recorrente!

    Alberto de Carteado Malheiro

    ResponderEliminar
  13. Caros amigos Sportinguistas,

    o início da pré-temporada empolgou-me, tal como terá empolgado a maioria dos que gostam do Sporting. De tal modo que passei a ler os jornais desportivos on-line todos os dias, em busca de novidades do SCP. O entusiasmo foi tanto que descobri que existiam comentários sobre cada notícia e até ceguei a inscrever-me no Record para poder comentar. Acontece que depressa me apercebi que aquele "ambiente" é pouco saudável. O tipo de linguagem, agressividade, piadas de mau gosto e trocadilhos básicos como "arroz à valenciana" ou "Zbode", depressa me fizeram perder o fascínio inicial. Foi então que parti à procura de blogs, encontrei este e confesso que me agradou a elevação da discussão, sem excessos de linguagem, sem euforias e sem dramatismos. Parabéns Leão de Alvalade.

    Relativamente, aos últimos jogos menos conseguidos do Sporting, eu acho que eles não foram assim tão maus, excepto as primeiras partes com o Valência e com o Málaga. Também acho que o jogo com a Juventus não foi a maravilha que todos dizem, pois a Juventus dispôs de ocasiões de golo e o SCP, tal como nestes últimos 3 jogos, a defender descoordenou-se. Este é para mim o maior problema, e talvez aquele que demore mais tempo a resolver. De facto, alguns jogadores tentam fazer pressão sobre o portador da bola (sendo o expoente máximo o Rinaudo), outros nem por isso, limitando-se a ficar à frente dos adversários ou a fazerem faltas desnecessárias. A somar a isto não basta os jogadores pressionarem o portador da bola, é necessário que quando isso acontece, os restantes companheiros marquem em cima os adversários e cortem as linhas de passe. Ora o que tenho visto é o SCP a tentar fazer uma pressão alta, da qual os adversários saem facilmente criando depois espaços nas costas que desequilibram completamente a equipa para uma dada zona do terreno.

    Para terminar acredito que o Domingos consiga resolver estes problemas lá para Outubro, até lá os jogadores têm que dar tudo em campo para que o SCP não perca demasiados pontos nas primeiras jornadas e comprometa a disputa do título.

    Saudações Leoninas,

    João Leal

    ResponderEliminar
  14. All those years ago:

    por favor...

    João Leal,

    Obrigado. Como vê se há algum mérito nas discussões aqui no "ANorte" ele deve também ser repartido pelos leitores que aqui comentam.

    ResponderEliminar
  15. Vamos mas é apoiar o Sporting!
    Eu não apoiei o Godinho Lopes, mas reconheço competência e qualidade no trabalho efectuado e confio no Domingos Paciência, no Luis Duque e no Carlos Freitas!
    Nas épocas anteriores a pré-época era boa e depois... temos de dar tempo... tal como não devemos entrar em euforias, não podemos desmobilizar. Contra o Olhanense vamos encher Alvalade! Eu vou!

    ResponderEliminar
  16. Estimado LMGM,
    Que tenhamos essa paciência. Com justiça, e olhando para todos os elementos. Temos a certeza que no fim haverão resultados do trabalho que está a ser feito, e esses resultados não serão apenas classificações. É necessário ver o que se fez, como se fez, o futebol que se jogou, ou tentou jogar, e sobretudo, a evolução de 7 ou 8 muito jovens jogadores que terão (esperemos) muita importância no futuro próximo do Sporting.

    O Sporting adquiriu os seus passes.
    Não regressarão a parte alguma no fim da época, e o riso que me dá ver alguns adversários do Sporting falar sobre alguns deles ...

    ResponderEliminar
  17. Acho aborrecido é que, agora, toda a gente começa a falar mal do Capel, que não faz nada. Mas a questão é que, pelo menos do que vi neste jogo contra a Udinese, meteram-no a ajudar o Evaldo e isso implica fazer o trabalho todo. Coitado do homem, não lhe arranjam um lateral esquerdo melhor?

    PS: Não vi a primeira parte, como se safou o Turan?

    ResponderEliminar
  18. Caro Gomes,

    eu vi o jogo todo. Quanto ao Capel não percebo as críticas, está há uma semana no clube.

    Quanto ao Turan, ainda é cedo para ter uma opinião concreta. É jovem, tem velocidade, não se atrapalha com a bola quando é pressionado. Porém, ontem fez dois remates do "meio da rua" completamente disparatados. Penso que são resultado da sua inexperiência e da vontade natural de querer mostrar serviço.

    Como referi no meu comentário anterior, não é só a defesa, ou um jogador em particular, que têm estado mal. Para mim o problema reside em todo o processo defensivo quando a equipa não tem a bola. Ainda assim, tenho que reconhecer que o Evaldo tem sido um jogador com um rendimento aquém do esperado. Acho que quando consegue jogar em antecipação é eficaz, o problema é que na maioria das vezes joga na expectativa e aí é vê-lo a recuar sem atacar a bola.

    Mantenho que ainda é cedo para avaliações definitivas e estou certo que o onze que iniciará a época será muito diferente do onze que a irá terminar. Este é o problema de termos um plantel completamente renovado.

    É preciso ter calma e confiança no Domingos. Não se esqueçam que o SLB e o FCP investiram mais do que o SCP, e partiram de uma melhor base da epóca passada. Esta época ficarei satisfeito se o SCP apresentar futeból que foi coisa que o ano passado não vimos. Cheguei a deixar de ver jogos tal eram o sofrimento e a irritação que me causavam ver jogar tão mal.

    Saudações leoninas,

    João Leal

    ResponderEliminar
  19. muito bom o texto, a sua calma e competencia é impressionante, depois de o ler fico mais positivo em relação ao que o sporting poderá ser/fazer, preferi ver os jogos a sair de casa, sofri durante e sofro depois. Fala que teme a motivação destas duas/três derrotas, pois eu sinto que sábado com o olhanense ou temos o estadio cheio a apoiar (sou açoreano, não o posso fazer) ou vamos começar com medo de falhar e voltar aos jogos tristes e enfadonhos. Acho que se podia então ter feito a pré epoca de outra forma, assim: torneios antes a 3 semanas do inicio e entao depois viamos o que precisava corrigir. E sendo o sporting favorito em 20 a 25 jogos do nosso campeonato porque jogar com equipas já tao fortes quando estamos a construir uma equipa e podemos deitar tudo a perder.
    Continue a esclarecer os sportinguistas, eu vou segui-lo ainda com mais atenção. Obrigado

    ResponderEliminar
  20. quando se fala em adptaçao de jogadores e so para esconder as mas prestaçoes.quando se e bom e bom rinaudo nao precisou de adptaçao rubio tambem nao.agora evaldo,djalo,postiga,wolfinkel,oneyu,vao precisar toda a vida de adptaçao.

    ResponderEliminar
  21. No SCP os padrinhos continuam a ditar leis.
    Só assim se explica a insistência em cepos como Postiga e Djaló.
    O Carriço anda desde há um ano e meio a dormir em campo e tb continua como titular.

    ResponderEliminar
  22. Eu também acho que existem jogadores em sub-rendimento, nomeadamente o Postiga, Carriço, Djaló e Evaldo. No entanto espero que estes deixem de ser assobiados pelos próprios adeptos, pois se pensarem friamente, terão que chegar à conclusão que a culpa não é deles. Em último análise é de quem lhes dá a oportunidade de jogar.

    Que fique bem claro que, embora não tenha apoiado o Godinho Lopes, o Domingos sempre foi (e continua a ser) o meu treinador preferido. No entanto acho que já foi dada a titularidade vezes demais aos atletas supracitados, sobretudo ao Postiga e Djaló. Uma explicação para isto, embora um pouco rebuscada, pode ser a tentativa de valorizá-los com o objectivo de os vender.


    João

    ResponderEliminar
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  24. Leão de Alvalade,

    Não se pode fechar este blog a comentários anónimos?
    É que estão a vir cá demasiados benfiquistas.

    ResponderEliminar
  25. Isto faz-me lembrar o Catroga,andamos a discutir "pintelhos"...
    Meus caros Sportinguistas, o problema mantém-se.
    Existem jogadores que NÃO TÊM qualidade para estar no plantel qd mais a titulares.
    Postiga é um case-study de como o ter bons conhecimentos no mundo do futebol serve para se ter uma boa carreira, é um cepo,sempre foi e sempre será. O Djaló idem,embora goste de algumas das suas caracteristicas (o facto de passados ANOS e ainda nao saber dominar uma bola tira-me do sério) Carriço estagnou, não sei se apenas por culpa própria ou não. Evaldo, o Evaldo é o típico jogador de clube de meio da tabela ou pouco mais, fez uma boa época no Braga mas não tem estaleca nem qualidade para o jogar no SCP. É lento a recuperar....e se recuperar.
    Espero que o Domingos meta isto an ordem qt antes.

    ResponderEliminar
  26. Caro Leão de Alvalade,
    De novo obrigado pela sua resposta. E do novo desculpe o abuso pelo ocupar o vosso espaço, mas penso que os adeptos devem participar (de forma positiva e a construir) sob pena de se repetir erros do passado (relembro a vossa participação na discussão do relvado sintético).
    Quando critico Carlos Barbos, não é só pelo o que ele disse, mas mais pelo tipo de gestão que está subjacente às suas palavras. Podemos inferir que é alguém que não percebe que o ambiente do futebol é altamente competitivo, e que mesmo as bocas de JNPC no Porto são pensadas e tem sempre por trás trabalho estruturado visível ou invisível, lá não se fala por falar.
    Mas o que interessa é ser positivo e ajudar , eis apenas duas propostas de gestão:
    1) Para os jogos no nosso Estádio com menor afluência (tipo por exemplo Feirense, Gil Vicente,..., sem desrespeito por estas equipas, vender através das casas e núcleos Sportinguistas a mais de 250 Kms de Lisboa bilhetes de entrada preços muito especiais (tanto para sócios como adeptos). Mas não vender só, alguém da Direcção estar disponível para receber estas comitivas antes dos jogos e ouvir os adeptos e também explicar e apontar caminhos. Três resultados directos e um indirecto: a)mais assistência nos chamados "jogos fracos"; b) mais ligação com os adeptos mais distantes; c) estamos a dar mais importância às casas e aos núcleos fazendo-os organizar deslocações fora dos jogos grandes e permitindo-lhes participar na vida do clube pela positiva e d) à posterior destas acções procurar captar mais sócios.
    2) Temos que apostar no futebol feminino, não a nível senior, mas com um plano a 8 anos de distância, começando pelas iniciados e a partir daí evoluindo de acordo com a qualidade do que tivermos. Estes escalões pagam-se por si através das inscrições e mensalidades. Vantagens trazermos mais adeptos e mais sócias ao nosso convívio. Reparem nas escolas de futebol que existem no país, basta ver no Padroense ou Leixões as mães a acompanhar os filhos a treinos e jogos, e levando os rebentos aos "jogos dos grandes". Porque não estarmos à frente dos outros, é assim que se pode chegar em tempo de crise aos 100 000 sócios (a propósito João Rocha deixou o clube com mais de 106 000 sócios!, e geriu o clube na transição do 25 Abril no País e nos anos que se seguiram).E mais achega, termos no futuro mulheres dirigentes no Sporting, elas existem com qualidade e iriam mostrar de novo que somos ecléticos, mesmo na abertura da gestão a todos.
    Mais uma vez obrigado, mas é o amor ao clube que me faz escrever a 330 Kms.

    ResponderEliminar
  27. Boas!

    Excelente análise, concordo por inteiro, e como já foi dito, muito realista na análise.

    Quanto ao tema essencial do post, os Sportinguitas estão cansados de sofrer, de esperar, e tudo isso é legitimo não fosse o Sporting um grande clube, mas que vive básicamente do seu passado.

    Vivendo também esse cansaço, e sendo também uma das pessoas que assobia o "jogador" yannick djaló (o único), sei que não essa a melhor atitude. O caminho é o apoio quando algo correr mal, criar um estimulo aos jogadores para atingirem o equilibrio. O pior é que os adeptos esperam pelo mesmo estimulo vindo dos jogadores.

    Quanto aos resultados de pré-época, sou dos que defende que a vitória até a feijões, tendo mudado a minha maneira de pensar ultimamente pois há demasiados jogadores novos. Os antigos têm de se adaptar aos novos, os novos aos outros novos e aos antigos e ao clube, e todos a um estilo de jogo criado de raiz!

    SL e esperemos que tudo corra bem quando for a doer!

    ResponderEliminar

Este blogue compromete-se a respeitar as opiniões dos seus leitores.

Para todos os efeitos a responsabilidade dos comentários são de quem os produz.

A existência da caixa de comentários visa dar a oportunidade aos leitores de expressarem as suas opiniões sobre o artigo que lhe está relacionado, bem como a promoção do debate de ideias e não a agressão e confrontação.

Daremos preferência aos comentários que entendermos privilegiarem a opinião própria do que a opinião que os leitores têm sobre a opinião de terceiros aqui emitida. Esta será tolerada desde que respeite o interlocutor.

Insultos, afirmações provocatórias ou ofensivas serão rejeitados liminarmente.

Não serão tolerados comentários com links promocionais ou que não estejam directamente ligados ao post em discussão.

Sporting Clube de Portugal

Sporting Clube de Portugal

Prémios

Sporting 160 - Podcast

Os mais lidos no último mês

Blog Roll

Leitores em linha


Seguidores

Número de visitas

Free HTML Counters

Ultimos comentários

Blog Archive

Temas

"a gaiola da luz" (1) 10A (1) 111 anos (1) 1ª volta Liga Zon/Sagres 10/11 (3) 2010-2011 (1) 2016 (1) 8 (4) AAS (7) ABC (3) Abrantes Mendes (3) Academia (16) Académica-SCP (1) adeptos (94) Adrien (19) AdT (1) adversários (82) AFLisboa (2) AG (19) Alan Ruiz (2) Alexander Ellis (1) alma leonina (59) ambição (10) andebol (34) André Geraldes (2) André Marques (2) André Martins (6) André Pinto (1) André Santos (5) anestesia (3) angulo (5) aniversário "A Norte" (3) Aniversário SCP (4) antevisão (41) APAF (13) aplausos ao ruben porquê? (2) Aquilani (1) aquisições (85) aquisições 2013/14 (16) aquisições 2014/15 (18) aquisições 2015/16 (17) aquisições 2016/17 (10) aquisições 2017/18 (5) arbitragem (94) Associação de Basquetebol (6) ataque (1) Atitude (9) Atletico Madrid (1) Atlético Madrid (1) atletismo (6) auditoria (4) autismo (1) AVB és um palhaço (1) aventureiro (1) Bacelar Gouveia (2) Balakov (1) balanço (5) Baldé (4) balneário (3) banca (2) Barcos (3) Bas Dost (3) Bastidores (72) Batota (19) Battaglia (1) Beira-Mar (2) Belenenses (4) Benfica (1) BES (1) bilhetes (2) binários (1) Boal (1) Boateng (1) Boeck (2) Bojinov (7) Bolsa (2) Borússia Dortmund (1) Boulahrouz (2) Brasil (1) Braz da Silva (8) Brondby (4) Bruma (18) Bruno Carvalho (100) Bruno César (3) Bruno de Carvalho (9) Bruno Martins (20) Bryan Ruiz (5) Bubakar (1) BwinCup (1) cadeiras verdes (1) Cadete (1) Caicedo (5) calendário (2) Câmara Municipal de Lisboa (3) Campbell (2) Campeões (2) campeonato nacional (21) campeonatos europeus atletismo (2) Cândido de Oliveira (1) Caneira (2) Cape Town Cup (3) Capel (4) carlos barbosa (4) Carlos Barbosa da Cruz (2) Carlos Carvalhal (5) Carlos Freitas (7) Carlos Padrão (1) Carlos Severino (4) Carriço (6) Carrillo (10) Carrilo (3) carvalhal (30) Caso Cardinal (1) Casos (6) CD Liga (3) Cedric (7) Cervi (3) CFDIndependente (1) Champions League 2014/15 (9) Champions League 2015/16 (5) Chapecoense (1) CHEGA (1) Ciani (1) Ciclismo (3) CL 14/15 (2) Claques (9) clássicos (8) Coates (4) Coentrão (1) Coerência (1) colónia (1) comissões (2) competência (2) comunicação (68) Comunicação Social (21) Consciência (1) Conselho Leonino (2) contratações (6) COP (1) Coreia do Norte (1) Corradi (1) corrupção no futebol português (2) Cosme Damião (1) Costa do Marfim (3) Costinha (45) Couceiro (13) crápulas (1) credores (1) crise 2012/13 (21) Crise 2014/15 (2) Cristiano Ronaldo (1) cronica (3) crónica (15) cultura (4) curva Sporting (1) Damas (3) Daniel Sampaio (3) debate (5) defesa dos interesses do SCP (7) Del Horno (1) delegações (1) depressão (1) Derby (42) Derby 2016/17 (1) derlei (1) Desespero (1) Despedida (2) despertar (3) dia do leão (1) Dias da Cunha (1) Dias Ferreira (6) Diogo Salomão (4) director desportivo (18) director geral (5) direitos televisivos (4) Dirigentes (28) disciplina (6) dispensas (22) dispensas 2015/16 (1) dispensas 2016/17 (2) dispensas 2017/18 (1) djaló (10) Domingos (29) Doumbia (1) Doyen (4) Duarte Gomes (2) Ecletismo (60) Eduardo Barroso (6) Eduardo Sá Ferreira (2) eleições (19) eleições2011 (56) eleições2013 (26) eleições2017 (9) Elias (5) eliminação (1) empresários (11) empréstimo obrigacionista (3) entrevistas (63) Épico (1) época 09/10 (51) época 10/11 (28) época 11/12 (8) época 12/13 (11) época 13/14 (4) época 14/15 (8) época 15/16 (5) época 16/17 (7) época 17/18 (1) EquipaB (17) equipamentos (12) Eric Dier (8) Esperança (4) estabilidade (1) Estádio José de Alvalade (4) Estado da Nação (1) estatutos (6) Estórias do futebol português (4) estratégia desportiva (104) Estrutura (1) Euro2012 (6) Euro2016 (1) Europeu2012 (1) eusébio (2) Evaldo (3) Ewerton (4) exigência (2) expectativas (1) expulsão de GL (1) factos (1) Fafe (1) Fair-play (1) farto de Paulo Bento (5) fcp (12) FCPorto (9) Fernando Fernandes (1) FIFA (2) Figuras (1) filiais (1) final (1) final four (1) finalização (1) Finanças (24) fiorentina (1) Football Leaks (2) Formação (89) FPF (14) Francis Obikwelu (1) Francisco Geraldes (2) Frio (1) fundação aragão pinto (3) Fundação Sporting (1) fundos (14) futebol (9) futebol feminino (1) futebol formação (1) futebol internacional (1) Futre (1) Futre és um palhaço (4) futsal (23) futsal 10/11 (1) futuro (8) gabriel almeida (1) Gala Honoris Sporting (3) galeria de imortais (28) Gamebox (2) Gauld (5) Gelson (1) Gent (1) geração academia (1) Gestão despotiva (2) gestores de topo (10) Gilberto Borges (2) GL (2) glória (5) glorias (4) Godinho Lopes (27) Gomes Pereira (1) Governo Sombra (1) Gralha (1) Gratidão (1) Grimi (4) Grupo (1) Guerra Civil (2) guimarães (1) Guy Roux (1) Hacking (1) Heerenveen (3) Hildebrand (1) História (18) Holdimo (1) homenagem (5) Hóquei em Patins (7) Hugo Malcato (113) Hugo Viana (1) Humor (1) i (1) Identidade (11) Idolos (3) II aniversário (1) Ilori (4) imagem (1) imprensa (12) Inácio (5) incompetência (7) Insua (2) internacionais (2) inverno (2) investidores (3) Iordanov (6) Irene Palma (1) Iuri Medeiros (1) Izmailov (26) Jaime Marta Soares (3) Jamor (3) Janeiro (1) Jardel (2) jaula (3) JEB (44) JEB demite-se (5) JEB és uma vergonha (5) JEB rua (1) JEBardadas (3) JEBardice (2) Jefferson (3) Jeffren (5) Jesualdo Ferreira (14) JJ (1) JL (3) Joana Ramos (1) João Benedito (1) João Mário (6) João Morais (5) João Pereira (6) João Pina (3) João Rocha (3) Joaquim Agostinho (2) joelneto (2) Jogo de Apresentação (1) Jorge Jesus (44) Jorge Mendes (3) José Alvalade (1) José Cardinal (2) José Couceiro (1) José Eduardo Bettencourt (33) José Travassos (1) JPDB (1) Jubas (1) judo (6) Juniores (7) JVL (105) kickboxing (1) Kwidzyn (1) Labyad (7) Lazio (1) LC (1) Leão de Alvalade (496) Leão Transmontano (62) Leonardo Jardim (11) Liderança (1) Liedson (28) Liga 14/15 (35) Liga de Clubes (12) liga dos campeões (12) Liga dos Campeões 2016/17 (11) Liga dos Campeões 2017/18 (8) Liga Europa (33) Liga Europa 11/12 (33) Liga Europa 12/13 (9) Liga Europa 13/14 (1) Liga Europa 14/15 (1) Liga Europa 15/16 (11) Liga Europa10/11 (16) Liga NOS 15/16 (30) Liga NOS 16/17 (22) Liga NOS 17/18 (5) Liga Sagres (30) Liga Zon/Sagres 10/11 (37) Liga Zon/Sagres 11/12 (38) Liga Zon/Sagres 12/13 (28) Liga Zon/Sagres 13/14 (24) Lille (1) LMGM (68) losango (1) Lourenço (1) low cost (1) Luis Aguiar (2) Luis Duque (9) Luís Martins (1) Madeira SAD (4) Malcolm Allison (1) Mandela (2) Mané (3) Maniche (4) Manifesto (3) Manolo Vidal (2) Manuel Fernandes (7) Marca (1) Marcelo Boeck (1) Marco Silva (27) Maritimo (2) Marítimo (3) Markovic (1) Matheus Oliveira (1) Matheus Pereira (3) Mati (1) matías fernandez (8) Matias Perez (1) Mauricio (3) Meli (1) Memória (10) mentiras (1) mercado (41) Meszaros (1) Miguel Lopes (1) miséria de dirigentes (2) mística (3) Modalidades (25) modelo (3) Moniz Pereira (7) Montero (7) Moutinho (3) Mundial2010 (9) Mundial2014 (3) Mundo Sporting (1) Nacional (1) Naide Gomes (2) Naldo (3) naming (2) Nani (3) Natal (4) Naval (3) Navegadores (3) negócios lesa-SCP (2) NextGen Series (3) Noite Europeia (1) nonsense (23) Nordsjaelland (1) NOS (1) Notas de Imprensa (1) notáveis (1) nucleos (1) Núcleos (9) Nuno André Coelho (2) Nuno Dias (3) Nuno Saraiva (4) Nuno Valente (1) o (1) O Roquetismo (8) Oceano (1) Octávio (1) Olhanense (1) Olivedesportos (1) Onyewu (7) onze ideal (1) opinião (6) oportunistas (1) orçamento (3) orçamento clube 15/16 (1) organização (1) orgulho leonino (17) Oriol Rosell (3) paineleiros (15) Paiva dos Santos (2) paixão (3) papagaios (8) pára-quedista (1) parceria (2) pascoa 2010 (1) pasquins (7) património (2) patrocínios (5) Paulinho (1) paulo bento (19) Paulo Faria (1) Paulo Oliveira (3) Paulo Sérgio (43) paulocristovão (1) Pavilhão (11) pedrada (1) Pedro Baltazar (8) Pedro Barbosa (5) Pedro Madeira Rodrigues (3) Pedro Mendes (4) Pedro Silva (2) Pereirinha (6) Peyroteo (2) Piccini (1) Pini Zahavi (2) Pinto Souto (1) plantel (31) plantel 17/18 (3) play-off (2) play-off Liga dos Campeões 17/18 (5) PMAG (3) Podence (1) Polga (5) Pongolle (5) Pontos de vista (15) por amor à camisola (3) post conjunto (5) Postiga (7) PPC (7) Pranjic (2) pré-época (2) pré-época 10/11 (7) pré-época 11/12 (43) pré-época 12/13 (16) pré-época 13/14 (16) pré-época 14/15 (22) pré-época 15/16 (20) pré-época 16/17 (12) pré-época 17/18 (9) prémio (1) prémios stromp (1) presidente (4) Projecto BdC (1) projecto Roquette (2) promessas (3) prospecção (2) Providência Cautelar. Impugnação (1) PS (1) Quo vadis Sporting? (1) Rabiu Ibrahim (2) râguebi (1) raiva (1) RD Slovan (1) reacção (1) redes sociais (1) Reestruturação financeira (17) reflexãoleonina (21) reforços (15) regras (4) regulamentos (1) Relatório e Contas (11) relva (10) relvado sintético (4) remunerações (1) Renato Neto (3) Renato Sanches (1) respeito (7) resultados (1) revisão estatutária (5) Ribas (2) Ribeiro Telles (4) Ricardo Peres (1) Ricciardi (2) ridiculo (1) ridículo (2) Rinaudo (8) Rio Ave (2) Rita Figueira (1) rivais (6) Rodriguez (2) Rojo (4) Ronaldo (12) rtp (1) Rúbio (4) Rui Patricio (18) Rui Patrício (4) Sá Pinto (31) SAD (25) Salema (1) Sarr (4) Schelotto (2) Schmeichel (2) scouting (1) SCP (64) Segurança (1) Selecção Nacional (38) seleccionador nacional (5) Semedo (1) SerSporting (1) Shikabala (2) Silly Season2017/18 (2) Símbolos Leoninos (3) Sinama Pongolle (1) Sistema (4) site do SCP (3) SJPF (1) Slavchev (1) slb (22) Slimani (11) slolb (1) Soares Franco (1) sócios (16) Sócrates (1) Solar do Norte (14) Sondagens (1) sorteio (3) Sousa Cintra (1) Sp. Braga (2) Sp. Horta (1) Spalvis (2) Sporting Clube de Paris (1) Sporting160 (1) Sportinguismo (2) sportinguistas notáveis (2) SportTv (1) Stijn Schaars (4) Stojkovic (3) Sunil Chhetri (1) Supertaça (3) sustentabilidade financeira (40) Taça CERS (1) Taça Challenge (5) taça da liga (11) Taça da Liga 10/11 (7) Taça da Liga 11/12 (3) Taça da Liga 13/14 (3) Taça da Liga 14/15 (2) Taça da Liga 15/16 (4) Taça da Liga 16/17 (1) Taça da Liga 17/18 (1) Taça das Taças (1) Taça de Honra (1) Taça de Liga 13/14 (3) Taça de Portugal (12) Taça de Portugal 10/11 (3) Taça de Portugal 10/11 Futsal (1) Taça de Portugal 11/12 (12) Taça de Portugal 13/14 (3) Taça de Portugal 14/15 (8) Taça de Portugal 15/16 (4) Taça de Portugal 16/17 (4) Taça de Portugal 17/18 (2) táctica (1) Tales (2) Tanaka (1) Ténis de Mesa (2) Teo Gutierrez (5) Tertúlia Leonina (3) Tiago (3) Tonel (2) Torneio Guadiana 13/14 (1) Torneio New York Challenge (4) Torsiglieri (4) Tottenham (1) trabalho (1) transferências (5) transmissões (1) treinador (90) treino (4) treinos em Alvalade (1) troféu 5 violinos (5) TV Sporting (5) Twente (2) Tziu (1) uefa futsal cup (4) Uvini (1) Valdés. (3) Valores (14) Veloso (5) vendas (8) vendas 2013/14 (2) vendas 2014/15 (1) vendas 2016/17 (5) vendas 2017/18 (1) Ventspils (2) Vercauteren (5) Vergonha (7) video-arbitro (5) Villas Boas (8) Viola (1) Virgílio (98) Virgílio1 (1) Vitor Golas (1) Vitor Pereira (6) Vitória (1) VMOC (7) Vox Pop (2) VSC (3) Vukcevic (10) WAG´s (1) William Carvalho (13) Wilson Eduardo (2) Wolfswinkel (12) Wrestling (1) Xandão (4) Xistra (3) Zapater (2) Zeegelaar (2) Zezinho (1)